Rede urbana

16,822 views

Published on

Aborda conceitos relativos a rede urbana, como metrópoles, megalópoles

Published in: Education
1 Comment
6 Likes
Statistics
Notes
  • Porque Campinas foi classificada como Metropole regional? Segundo consta ela é uma Capital Regional, porque se enquadra no terceiro nível da gestão territorial, e exerce influência no estado e em estados próximos.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
16,822
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
422
Comments
1
Likes
6
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Rede urbana

  1. 1. Rede urbana
  2. 2. <ul><li>A hierarquia urbana nada mais é do que a escala de subordinação entre as cidades , geralmente da seguinte forma: as pequenas cidades que existem aos milhares, que se subordinam as cidades médias, que existem em número menor que as pequenas cidades, estas, as cidades médias, que se subordinam às cidades intermédias. As grandes cidades ou metrópoles , que são muito poucas. </li></ul><ul><li>Esta teoria está relacionada com o ranking de cidades, desde a mais pequena até à que tem maior população e mais serviços e bens considerados centrais, bem como população. </li></ul><ul><li>Ter em atenção que dentro da hierarquia urbana as cidades podem mudar de posição. Exemplo disso é o novo fenômeno de desinvestimento econômico que se verifica em algumas cidades médias e intermédias Portuguesas. O fecho de fábricas consideradas âncora para a fixação de população e as transferências de população entre as cidades podem fazer variar a sua posição bem como a sua posição hierárquica. </li></ul>
  3. 3. De acordo com a classificação do IBGE <ul><li>Metrópoles globais: Rio de Janeiro e São Paulo </li></ul><ul><li>Metrópoles nacionais: Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza, Porto Alegre, Recife e Salvador </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Metrópoles regionais: Belém, Campinas, Goiânia e Manaus </li></ul>Belém Campinas Goiânia Manaus
  5. 5. <ul><li>Centros submetropolitanos ou centros regionais : Aracaju, Campo Grande, Cuiabá, Feira de Santana, Florianópolis, João Pessoa, Joinville, Juiz de Fora, Londrina, Maceió, Natal, Ribeirão Preto, Santos, São José dos Campos, São Luís, Sorocaba, Teresina, Uberlândia e Vitória </li></ul><ul><li>Centros sub-regionais 1 </li></ul><ul><li>Centros sub-regionais 2 </li></ul><ul><li>Centros locais </li></ul>Aracaju Cuiabá Florianópolis Joinville Londrina
  6. 6. Níveis de urbanização <ul><li>Metrópole : a cidade principal ou cidade-mãe, isto é, a cidade que possui os melhores equipamentos urbanos do país (metrópole nacional), ou de uma grande região do país (metrópole regional)&quot;. No Brasil cidades como Rio de Janeiro e São Paulo são metrópoles globais, e Belém, Campinas, Goiânia e Manaus, metrópoles regionais. Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza, Porto Alegre, Recife e Salvador são metrópoles nacionais. </li></ul><ul><li>Região metropolitana : corresponde ao conjunto de municípios conurbados a uma metrópole e que desfrutam de infra-estrutura e serviços em comum. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Megacidade : corresponde ao centro urbano com mais de dez milhões de habitantes. Hoje, em torno de 21 cidades no mundo podem ser consideradas megacidades; destas, 17 estão em países subdesenvolvidos. No Brasil, apenas São Paulo e Rio de Janeiro enquadram-se na categoria. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Tecnopólo : corresponde a uma região tecnológica, ou seja, locais onde se desenvolvem pesquisas de ponta. Como exemplo, podem-se citar o Vale do Silício, na costa oeste dos EUA, e Tsukuba, cidade japonesa, dentre outras. No Brasil, existem alguns tecnopólos, localizados em especial no estado de São Paulo, como na Região Metropolitana de Campinas e Vale do Paraíba. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Cidade global : são as cidades que polarizam todo o país e fazem a ligação entre este e o resto do mundo. Possuem o melhor equipamento urbano do país, além de concentrarem as sedes das instituições que controlam as redes mundiais, como bolsas de valores, corporações bancárias e industriais, companhias de comércio exterior, empresas de serviços financeiros, agências públicas internacionais. As cidades mundiais estão mais associadas ao mercado mundial do que à economia nacional. As únicas cidades globais brasileiras são São Paulo e Rio de Janeiro. </li></ul>
  10. 10. Edifício Copan 1966 MASP Teatro Municipal 1911
  11. 11. Museu do Ipiranga Catedral da Sé Mercado Público Municipal Marginal Tietê
  12. 12. Ponte Estaiada Otávio frias de Oliveira Estação da Luz Pátio do Colégio Anchieta Parque o Ibirapuera
  13. 13. Avenida Rebouças frente ao HC e ao INCOR Av. Washington Luis Altura do Aeroporto de Congonhas
  14. 14. Av. Paulista <ul><li>A Avenida Paulista é hoje o centro financeiro da cidade de São Paulo. Aqui estão as principais filiais de grandes bancos estrangeiros e multinacionais no país. A avenida é a mais movimentada do país. Veja as fotos da Avenida Paulista. </li></ul><ul><li>Fotografar São Paulo é uma tarefa difícil que requer muito tempo. Apesar da arquitetura exuberante, a cidade oferece inúmeros obstáculos ao fotógrafo. A principal é a pouca profundidade de campo, resultado de condições climáticas e poluição. Outro obstáculo são as imensas distâncias as serem percorridas para se documentar a cidade. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Desmetropolização: processo recente associado à diminuição dos fluxos migratórios em direção das metrópoles. Esse processo deve-se à desconcentração produtiva, que faz com que empresas (principalmente indústrias) retirem-se dos grandes centros, onde os custos de produção são maiores, e dirijam-se a cidades de porte médio e pequeno, onde é mais barato produzir, em função de vários fatores como, por exemplo, os incentivos fiscais. Hoje, no Brasil, cidades como Rio de Janeiro ou São Paulo não são mais aquelas que recebem os maiores fluxos de migrantes, mas sim regiões como o interior paulista, o interior fluminense, o Sul do país e até mesmo o Nordeste brasileiro (principalmente as cidades de Campinas, Curitiba, Fortaleza, Brasília e Manaus) </li></ul><ul><li>Verticalização : processo de crescimento urbano que se manifesta através da proliferação de edifícios. A verticalização demonstra valorização do solo urbano, ou seja: quanto mais verticalizado, mais valorizado. </li></ul>
  16. 16. Conurbação <ul><li>É a unificação da malha urbana de duas ou mais cidades, em conseqüência de seu crescimento geográfico. Geralmente esse processo dá origem à formação de regiões metropolitanas . Contudo, o surgimento de uma região metropolitana não é necessariamente vinculado ao processo de conurbação. </li></ul><ul><li>corresponde ao encontro ou junção entre duas ou mais cidades em virtude de seu crescimento horizontal. Em geral, esse processo dá origem à formação de regiões metropolitanas. </li></ul>Região metropolitana de São Paulo é um exemplo de conurbação pois engloba 39 municípios
  17. 17. <ul><li>Uma região metropolitana ou área metropolitana é um grande centro populacional, que consiste em uma (ou, às vezes, duas ou até mais) grande cidade central (uma metrópole), e sua zona adjacente de influência. Geralmente, regiões metropolitanas formam aglomerações urbanas, uma grande área urbanizada formada pela cidade núcleo e cidades adjacentes, formando uma conurbação. Por exemplo, São Paulo é uma cidade central, com Guarulhos, Osasco e outras cidades adjacentes sendo cidades vizinhas de São Paulo, juntas formando uma conurbação. </li></ul>A Região Metropolitana de São Paulo , também conhecida como Grande São Paulo , reúne 39 municípios do estado de São Paulo em intenso processo de conurbação Com 19.223.897 habitantes, é o maior centro urbano do Brasil e da América do Sul , e a sexta maior área urbana do mundo .
  18. 18. Municípios que compõem a região metropolitana de São Paulo <ul><li>Arujá </li></ul><ul><li>Barueri </li></ul><ul><li>Biritiba-Mirim </li></ul><ul><li>Caieiras </li></ul><ul><li>Cajamar </li></ul><ul><li>Carapicuíba </li></ul><ul><li>Cotia </li></ul><ul><li>Diadema </li></ul><ul><li>Embu </li></ul><ul><li>Embu-Guaçu </li></ul><ul><li>Ferraz de Vasconcelos </li></ul><ul><li>Francisco Morato </li></ul><ul><li>Franco da Rocha </li></ul><ul><li>Guararema </li></ul><ul><li>Guarulhos </li></ul><ul><li>Itapevi </li></ul><ul><li>Itapecerica da Serra </li></ul><ul><li>Itaquaquecetuba </li></ul><ul><li>Jandira </li></ul><ul><li>Juquitiba </li></ul><ul><li>Mairiporã </li></ul><ul><li>Mauá </li></ul><ul><li>Mogi das Cruzes </li></ul><ul><li>Osasco </li></ul><ul><li>Pirapora do Bom Jesus </li></ul><ul><li>Poá </li></ul><ul><li>Ribeirão Pires </li></ul><ul><li>Rio Grande da Serra </li></ul><ul><li>Salesópolis </li></ul><ul><li>Santa Isabel </li></ul><ul><li>Santana de Parnaíba </li></ul><ul><li>Santo André </li></ul><ul><li>São Bernardo do Campo </li></ul><ul><li>São Caetano do Sul </li></ul><ul><li>São Lourenço da Serra </li></ul><ul><li>São Paulo </li></ul><ul><li>Suzano </li></ul><ul><li>Taboão da Serra </li></ul><ul><li>Vargem Grande Paulista </li></ul>
  19. 19. Municípios que fazem parte da área metropolitana de Porto Alegre (31) <ul><li>Alvorada </li></ul><ul><li>Choeirinha </li></ul><ul><li>Campo Bom </li></ul><ul><li>Canoas </li></ul><ul><li>Estância Velha </li></ul><ul><li>Esteio </li></ul><ul><li>Gravataí </li></ul><ul><li>Guaíba </li></ul><ul><li>Novo Hamburgo </li></ul><ul><li>Porto Alegre </li></ul><ul><li>São Leopoldo </li></ul><ul><li>Sapiranga </li></ul><ul><li>Sapucaia do Sul </li></ul><ul><li>Viamão </li></ul><ul><li>Dois Irmãos </li></ul><ul><li>Eldorado do Sul </li></ul><ul><li>Glorinha </li></ul><ul><li>Ivoti </li></ul><ul><li>Nova Hartz </li></ul><ul><li>Parobé </li></ul><ul><li>Portão </li></ul><ul><li>Triunfo </li></ul><ul><li>Charqueadas </li></ul><ul><li>Araricá </li></ul><ul><li>Nova Santa Rita </li></ul><ul><li>Montenegro </li></ul><ul><li>Taquara </li></ul><ul><li>São Jerônimo </li></ul><ul><li>Arroio dos Ratos </li></ul><ul><li>Santo Antônio da Patrulha </li></ul><ul><li>Capela de Santana </li></ul>
  20. 20. <ul><li>Uma megalópole é uma extensa região urbanizada, pluri-polarizada por metrópoles conurbadas. Correspondem às mais importantes e maiores aglomerações urbanas da atualidade. </li></ul><ul><li>São encontradas em regiões de intenso desenvolvimento urbano, e nelas as áreas rurais estão praticamente (senão totalmente) ausentes. </li></ul><ul><li>O conjunto da megalópole apresenta uma forte integração econômica e intensos fluxos de pessoas e mercadorias . Meios de transporte rápidos — trens expressos, autopistas e pontes aéreas — sustentam esses fluxos. </li></ul>
  21. 21. <ul><li>Bos-wash </li></ul><ul><ul><li>O nome vem de &quot;Boston a Washington, DC&quot;; </li></ul></ul><ul><ul><li>Localização: nordeste dos Estados Unidos; </li></ul></ul><ul><ul><li>População: cerca de 50 milhões de habitantes; </li></ul></ul><ul><ul><li>Metrópoles abrangentes: Boston, Nova Iorque, Filadélfia, Baltimore e Washington, DC. </li></ul></ul><ul><li>Chippits </li></ul><ul><ul><li>Localização: ao norte dos Estados Unidos, na região dos Grandes Lagos; </li></ul></ul><ul><ul><li>População: equivalente à de Bos-wash; </li></ul></ul><ul><ul><li>Metrópoles abrangentes: Chicago, Pittsburgh, Clevelland e Detroit; </li></ul></ul>Chicago
  22. 22. <ul><li>Tokkaido </li></ul><ul><ul><li>Localização: sudeste do Japão; </li></ul></ul><ul><ul><li>População: cerca de 45 milhões de habitantes; </li></ul></ul><ul><ul><li>Metrópoles abrangentes: Tóquio, Kawasaki, Nagoya, Quioto, Kobe, Nagasaki e Osaka; </li></ul></ul><ul><li>Rio - São Paulo </li></ul><ul><ul><li>Localização: Sudeste do Brasil; </li></ul></ul><ul><ul><li>População: 43 milhões de habitantes; </li></ul></ul><ul><ul><li>Metrópoles abrangentes: São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas e Santos; </li></ul></ul>Tokkaido
  23. 23. <ul><li>Megalópole renana </li></ul><ul><li>Localização: Europa ocidental, junto ao vale reno; </li></ul><ul><li>População: cerca de 33 milhões de habitantes; </li></ul><ul><li>Metrópoles abrangentes: Amsterdã , Düsseldorf, Colônia , Bonn e Stuttgart . </li></ul>Produzido por Elô Steffens

×