Your SlideShare is downloading. ×
A importância das florestas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

A importância das florestas

9,804

Published on

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
9,804
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
145
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. A importância das florestas
  • 2. Índice:
    • O que é uma floresta ?
    • 3. A importância das florestas.
    • 4. As alterações sofridas nas florestas portuguesas.
    • 5. O que está a destruir as florestas?
    • 6. Implicações da destruição das nossas florestas.
    • 7. Causas dos incêndios.
    • 8. Medidas de prevenção.
    • 9. Conclusão.
    • 10. Fim.
  • O que é uma floresta ?
    • A floresta é uma parte muito importante do nosso ecossistema, constituindo um elemento fundamental para o seu equilíbrio. Formada por árvores, arbustos, ervas e um grande número de outros seres vivos. a floresta ocupa a segunda maior parte da superfície da terra fora de água. Encontra-se, no entanto, distribuída de forma irregular, devido à diversidade climática e às características dos terrenos.
  • A importância das florestas.
    • O papel das florestas na vida das populações sempre foi importante. No entanto, apenas nas últimas décadas é que as influências florestais sobre o clima, ar, água, solo, saúde e aspectos psicológicos dos homens ganharam a sua real importância, porque começaram a aparecer consequências negativas na qualidade de vida.
    “Quer continuar a respirar? Comece a preservar!”
  • 11. As alterações sofridas nas florestas portuguesas.
    • A floresta portuguesa é característica de um clima mediterrânico e, em tempos atrás, era constituída em larga escala por espécies como o carvalho-alvarinho, o castanheiro, a azinheira, o sobreiro, o medronheiro e a oliveira. Dessas áreas restam manchas florestais e das espécies apenas pequenas zonas ou núcleos. Da zona vegetal primitiva portuguesa resta a mata do Solitário, na Serra da Arrábida.
  • O que está a destruir as florestas?
    • Conversão para agricultura;
    • 12. Fogos florestais;
    • 13.  Sobre-exploração da madeira;
    • 14. Fragmentação por estradas;
    • 15. Poluição atmosférica;
    • 16. Alterações climáticas;
    • 17. Introdução de espécies exóticas (plantas, etc).
  • Implicações da destruição das nossas florestas.
    Implicações económicas
    A floresta e as actividades ligadas a ela representam 3% do lucro da economia, ou seja, 3100 milhões de euros.
    Se o declínio da nossa floresta continuar, em breve este lucro deixará de colaborar para uma saudável economia nacional.
    Implicações sociais
    Mais de 160 000 pessoas estão empregues em áreas relacionadas com a floresta. Os problemas que têm vindo a surgir, relacionados com a floresta, podem deixar estas pessoas sem emprego, o que poderá prejudicar milhares de famílias.
    Trata-se de um problema social, mas também económico, já que estimula o aumento da taxa de desemprego.
  • 18. Implicações da destruição das nossas florestas.
    Implicações ambientais
    A nível ambiental, o declínio florestal em Portugal diminui a biodiversidade, pondo algumas espécies em perigo e levando a que outras desapareçam por completo do nosso país.
    As áreas que sofreram desflorestação rapidamente se tornam secas, dando lugar a vegetação de baixo porte ou à propagação de espécies de crescimento rápido.
    Por fim, a emissão de dióxido de carbono será maior, e também menor será o dióxido de carbono fixado pelas plantas e no solo, já que não existirão plantas para fazer a remoção do dióxido de carbono da atmosfera para a floresta.
    A destruição da floresta leva ao desaparecimento da fauna e da flora dessa região, a uma elevada erosão do solo desprotegido, a uma modificação das bacias hidrográficas, muitas vezes com grandes prejuízos materiais e mesmo de vidas humanas.
  • 19. Causas dos incêndios.
    Causas por negligência
    • Práticas Agrícolas;
    • 20. Explorações florestais;
    • 21. Actividades industriais;
    • 22. Vias de comunicação;
    • 23. Público em Geral.
    Causas Desconhecidas
    Causas intencionais
    Causas Naturais
    • Trovoadas secas;
    • 24. Erupções vulcânicas;
    • 25. Devido à seca.
    • 26. Fogo posto.
  • Medidas de prevenção.
    • Sensibilização da população em geral, em especial junto das escolas e da população rural;
    • 27. Compartimentação da mancha florestal, alternando a floresta com áreas agrícolas;
    • 28. Criação de faixas, ou manchas, de descontinuidade ao longo das redes viárias;
    • 29. Manutenção dos caminhos florestais em bom estado de circulação;
    • 30. Redução da densidade de árvores;
    • 31. Criação de postos de vigia;
    • 32. Gestão adequada da floresta.
  • Conclusão
    • Esperamos que com este trabalho tenham ficado a perceber um pouco mais sobre a floresta.
    Esperamos também que tenham gostado, pois nós também gostamos muito de o realizar 
  • 33. Trabalho realizado no âmbito da disciplina de Área de projecto , pelos alunos Ana Filipa nº2 e Pedro Rocha nº18
    8º3
    15 de Março de 2011
    Fim

×