EIXO 2 NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
Pontos Relevantes do       eixo 2Fundamento teórico       NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
• Hodiernamente sabe-se que o  ensino deve ser contextualizado  a realidade promovendo a  eficácia do aprendizado no  educ...
TEXTO 1: FORMAÇÃO DE PROFESSORES NUMAESCOLA APRENDIZ. “MONICA GATHER THULER”• Os objetivos da aprendizagem levem em conta ...
• Dificilmente um docente recebe feedback de seus  colegas, com exceção quando iniciante, o que é necessário  a profissões...
TEXTO 2:PROTAGONISMO JUVENIL NA  LITERATURA ESPECIALIZADA E NA REFORMA  DO ENSINO MÉDIO “CELSO FERRETTI ET AL”• Protagonis...
O que se propõe o Protagonismo Juvenil...• Desenvolver... Habilidades e competências de  cidadãos democráticos, livres e a...
RESILIÊNCIA Estar sempre satisfeitocom a vida não é só o que                                      ?                     Es...
RESILIÊNCIAResiliência é utilizado no mundo dosnegócios para caracterizar pessoas quetêm a capacidade de retornar ao seueq...
Nossas crianças e jovens precisam ser                 resilientes...• Cabe a escola promover ações para  as crianças e jov...
Tendo em vista o trabalho com Projetos       ...É preciso considerar que o projeto é umaforma diferente e fecunda de abord...
• O que é relevante ao saberes do  educando e do educador?• Como trabalhar considerando os  saberes locais e universais?  ...
TEXTO 3. OS MÚLTIPLOS CONHECIMENTOS: SABERES  DO ALUNO, SABERES DO PROFESSOR; SABERES   LOCAIS, SABERES UNIVERSAIS “ ZILDA...
Com o passar do tempo...• Reivindicada por todos a escola assume o  papel de contribuir com a inserção,  participação soci...
• A escola que cobrava as informações  por meio de “decoreba”, que o professor  detinha o conhecimento e o aluno nada  sab...
Entra no cenário a tecnologia...• Rápida e continuamente em transformação a  tecnologia da informação e comunicação  hodie...
E se o acesso ainformação não garante   Formação plena do     cidadão, o que       garantiria?       NTE - ROLIM DE MOURA ...
• Para garantir a formação plena do  cidadão deve-se promover:• Habilidades de como lidar com a  informação:      pesquisa...
A cultura local e globalA       autora      expõe      que:Gradativamente        pode      sertrabalhada a cultura, partin...
Para o trabalho com projetos:Valorizando a elaboração e circulação             da produção• O processo se completa com a e...
TEXTO 4. TECNOLOGIA EDUCATIVA E CURRÍCULO: CAMINHOS QUE SE CRUZAM OU     SE BIFURCAM? “Clara P. Coutinho”• Existe    estud...
TEXTO 4. TECNOLOGIA EDUCATIVA ECURRÍCULO: CAMINHOS QUE SE CRUZAM OU    SE BIFURCAM? “Clara P. Coutinho”Há menos de 25 anos...
Currículo e tecnologia              ...• No ocidente esta perfeitamente  consolidado estudos sobre o assunto.• Nas diversa...
O mundo esta globalizado com        múltiplas denominações...•   SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO•   SOCIEDADE EM REDE•   SOCIEDADE...
A IMPORTÂNCIA DO IDEAL             EDUCATIVO• É com uma meta que se deseja concretizar o  ideal educativo;• O ideal educat...
POR QUE O USO DA TE COM            CURRÍCULO?• Porque:• Analisar o percurso do domínio científico da  TE articulado com a ...
A TE À LUZ DAS TEORIAS             CURRICULARES• A finalidade da Educação não é levar o  professor a desempenhar determina...
Modelo de Comunicação       unidirecional• Característica principal:     Transmissão do conhecimento, professor     detent...
MODELO DE COMUNICAÇÃO           BIDIRECIONAL• Não há o detentor do conhecimento, mas o professor  ainda continua sendo o p...
Em uma perspectiva bidirecional o     enfoque do currículo é• Currículo como práxis “teoria e  prática          numa      ...
• A pedagogia crítica vai além de  situar a experiência no universo do  aprendiz: é um processo que leva  em conta ambas a...
Neste contexto qual o atual papel das              Mídias?• As mídias neste modelo de desenvolvimento  do currículo, presu...
Se a escola de antes objetivava  preparar os indivíduos para a       sociedade industrial, hodiernamente precisa preparar ...
Existem implicações diversas!!!• A era da informação não é o  mundo mágico, fantástico, lindo e  maravilhoso. A era digita...
MAS...• “ [...] é na formação de professores que  parece estar o busilis(Dificuldade ou  problema, termo vem do latin) da ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Elab. de projetos eixo 2

586 views
490 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
586
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Elab. de projetos eixo 2

  1. 1. EIXO 2 NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  2. 2. Pontos Relevantes do eixo 2Fundamento teórico NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  3. 3. • Hodiernamente sabe-se que o ensino deve ser contextualizado a realidade promovendo a eficácia do aprendizado no educando. Para que ocorra este ensino é necessário...??? NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  4. 4. TEXTO 1: FORMAÇÃO DE PROFESSORES NUMAESCOLA APRENDIZ. “MONICA GATHER THULER”• Os objetivos da aprendizagem levem em conta o desenvolvimento de competências.• Os alunos só aprendem quando enfrentam situações didáticas em que são obrigadas a ultrapassar obstáculos e construir novos saberes consolidando suas aquisições.• Os professores precisam conhecer os objetivos de aprendizagem e os planos de estudo.• Seria desejável também dispor de um bom conhecimento dos processos em que os alunos constroem saberes.• Deixar de usar o eu e minha classe para o uso de nós e nossa escola. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  5. 5. • Dificilmente um docente recebe feedback de seus colegas, com exceção quando iniciante, o que é necessário a profissões humanistas.• A maioria dos professores não tem certeza se seu ensino produz realmente aprendizado.• Deixar de lado o modelo especialista pelo modelo distributivo, para que conjuntamente professores possam montar uma rede de competências. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  6. 6. TEXTO 2:PROTAGONISMO JUVENIL NA LITERATURA ESPECIALIZADA E NA REFORMA DO ENSINO MÉDIO “CELSO FERRETTI ET AL”• Protagonismo – No teatro grego “aquele que ocupava o lugar principal em um acontecimento” Porém na atualidade democratiza-se o termo para “participação”. Participação e formação para cidadania.• Protagonismo juvenil é a participação consciente dos adolescentes em atividades ou projetos de caráter público, que podem ocorrer no espaço escolar ou na comunidade: campanhas, movimentos, trabalho voluntário ou outras formas de mobilização. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  7. 7. O que se propõe o Protagonismo Juvenil...• Desenvolver... Habilidades e competências de cidadãos democráticos, livres e autônomos em suas decisões.• Responsabilidade nos atos individuais e ações mais amplas;• Compromisso com os problemas sociais;• Participação ativa (autonomia intelectual e moral, capacidade de lidar com mudanças, solidariedade, respeito as diferenças, cooperação, enfim formação do cidadão de maneira plena) NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  8. 8. RESILIÊNCIA Estar sempre satisfeitocom a vida não é só o que ? Estar sempre crítico a tudo e de mal com a vida se espera dos jovens não é o que se espera dos jovens Então o que se espera? NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  9. 9. RESILIÊNCIAResiliência é utilizado no mundo dosnegócios para caracterizar pessoas quetêm a capacidade de retornar ao seuequilíbrio emocional após sofrergrandes pressões ou estresse, ou seja,são dotadas de habilidades que lhespermitem lidar com problemas sobpressão ou estresse mantendo oequilíbrio. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  10. 10. Nossas crianças e jovens precisam ser resilientes...• Cabe a escola promover ações para as crianças e jovens serem resilientes diante das adversidades, principalmente os de classes menos favorecidas economicamente.• É primordial à escola pós-moderna tomar atitudes para desenvolver as habilidades resilientes! NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  11. 11. Tendo em vista o trabalho com Projetos ...É preciso considerar que o projeto é umaforma diferente e fecunda de abordar osconteúdos curriculares, portanto diantedo que discutimos anteriormente sobreo protagonismo juvenil e resiliência énotório a relevância de se trabalhar comprojetos para construirmos estashabilidades. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  12. 12. • O que é relevante ao saberes do educando e do educador?• Como trabalhar considerando os saberes locais e universais? NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  13. 13. TEXTO 3. OS MÚLTIPLOS CONHECIMENTOS: SABERES DO ALUNO, SABERES DO PROFESSOR; SABERES LOCAIS, SABERES UNIVERSAIS “ ZILDA KESSEL”• “A Escola esta tão enraizada em nossas vidas que parece que ela sempre existiu e é a única forma de preparar e formar os jovens para participarem como membros atuantes de sua comunidade.” NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  14. 14. Com o passar do tempo...• Reivindicada por todos a escola assume o papel de contribuir com a inserção, participação social e de igualdade entre os desiguais.• Sua vocação homogeneizadora excluía a diversidade e as experiências culturais dos grupos, sobretudo dos pobres e desfavorecidos. Nada de experiência familiar e comunitária merecia menção. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  15. 15. • A escola que cobrava as informações por meio de “decoreba”, que o professor detinha o conhecimento e o aluno nada sabia e que a experiência culturais de educadores, alunos e comunidade pouco ou nada contavam não cabem a sociedade atual.• Na época era o que se compreendia sobre ensino e aprendizagem. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  16. 16. Entra no cenário a tecnologia...• Rápida e continuamente em transformação a tecnologia da informação e comunicação hodiernamente devem ser consideradas no âmbito escolar.• Se a questão da Educação se resumisse ao acesso às informações, estariam resolvidos todos os problemas da formação dos jovens, visto que nunca na história da humanidade houve tanta disponibilidade de informações, acessíveis a um número crescente de pessoas. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  17. 17. E se o acesso ainformação não garante Formação plena do cidadão, o que garantiria? NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  18. 18. • Para garantir a formação plena do cidadão deve-se promover:• Habilidades de como lidar com a informação: pesquisar, processar, selecionar, construir significados, colaborar e criar.• Habilidade de buscar continuamente a informação e auto-formar-se.• Habilidade de transformar a informação em conhecimento. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  19. 19. A cultura local e globalA autora expõe que:Gradativamente pode sertrabalhada a cultura, partindo dolocal, família para ascriancinhas, cidade para omaiores, o estado e o país paraadolescentes e o mundo para osjovens. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  20. 20. Para o trabalho com projetos:Valorizando a elaboração e circulação da produção• O processo se completa com a elaboração de produtos ( um arquivo para biblioteca, um livro com textos e imagens, um blog, um site, uma exposição);• A socialização é relevante uma vez que possibilita contextualizar junto a comunidade em geral o resultado de um trabalho realizado com os alunos ou pelos alunos. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  21. 21. TEXTO 4. TECNOLOGIA EDUCATIVA E CURRÍCULO: CAMINHOS QUE SE CRUZAM OU SE BIFURCAM? “Clara P. Coutinho”• Existe estudos teóricos sobre tecnologias e mídias na sua escola?• É relevante? Por que? NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  22. 22. TEXTO 4. TECNOLOGIA EDUCATIVA ECURRÍCULO: CAMINHOS QUE SE CRUZAM OU SE BIFURCAM? “Clara P. Coutinho”Há menos de 25 anos a tecnologiachega para consolidar a suaefetividade junto ao Currículo, e suamaior finalidade é ser utilizada comintencionalidade. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  23. 23. Currículo e tecnologia ...• No ocidente esta perfeitamente consolidado estudos sobre o assunto.• Nas diversas partes do mundo existem grupos de investigação, associações profissionais, publicações, fóruns de debate etc. que reconhecem estes estudos de forma distintas, antagônicas.• Veja porque: NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  24. 24. O mundo esta globalizado com múltiplas denominações...• SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO• SOCIEDADE EM REDE• SOCIEDADE DA APRENDIZAGEM• SOCIEDADE DO CONHECIMENTO• SOCIEDADE COGNITIVAUMA NOVA ORDEM SOCIAL NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  25. 25. A IMPORTÂNCIA DO IDEAL EDUCATIVO• É com uma meta que se deseja concretizar o ideal educativo;• O ideal educativo é a concepção de Educação;• Para a concretização da mesma finalidade educativa que TE se cruza com o currículo;• A TE torna-se o braço operacional do currículo. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  26. 26. POR QUE O USO DA TE COM CURRÍCULO?• Porque:• Analisar o percurso do domínio científico da TE articulado com a perspectiva curricular é um exercício nos pode dar uma macrovisão da realidade educativa;• A evolução das teorias curriculares funilam a necessidade da junção entre CURRÍCULO E TE. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  27. 27. A TE À LUZ DAS TEORIAS CURRICULARES• A finalidade da Educação não é levar o professor a desempenhar determinadas atividades, mas produzir modificações significativas no padrão de comportamentos do aluno.• Por isso é tão importante que a definição dos objetivos escolares se refira a modificações a operar no comportamento dos aprendizes. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  28. 28. Modelo de Comunicação unidirecional• Característica principal: Transmissão do conhecimento, professor detentor de todo conhecimento. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  29. 29. MODELO DE COMUNICAÇÃO BIDIRECIONAL• Não há o detentor do conhecimento, mas o professor ainda continua sendo o protagonista, no entanto com outro perfil, outra postura diante do conhecimento. • Principal característica: Dá importância ao ato pessoal de procura de significação, o professor torna-se especialista de comunicação e as mídias seu auxiliar para proporcionar o APRENDIZADO. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  30. 30. Em uma perspectiva bidirecional o enfoque do currículo é• Currículo como práxis “teoria e prática numa ação reflexiva”, portanto não é apenas fundamentada numa teoria, é empenhada em função de valores políticos, econômicos e sociais. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  31. 31. • A pedagogia crítica vai além de situar a experiência no universo do aprendiz: é um processo que leva em conta ambas as experiências do “professor e do aluno” que através do diálogo, da negociação vão reconhecendo suas problemáticas e se encorajando para resolvê-las. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  32. 32. Neste contexto qual o atual papel das Mídias?• As mídias neste modelo de desenvolvimento do currículo, presume-se que sejam potenciais ferramentas ao serviço da emancipação dos diversos atores sociais, o implica em responsabilizar e descentralizar o nível de decisões. Além de uma excelente ferramenta para proporcionar maior criticidade e aprendizagem, as tecnologias da comunicação permite novos cenários, saindo dos muros da escola e criando contextos para cooperação. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  33. 33. Se a escola de antes objetivava preparar os indivíduos para a sociedade industrial, hodiernamente precisa preparar para a sociedade da informação, posteriormente construindo oconhecimento que não é estático. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  34. 34. Existem implicações diversas!!!• A era da informação não é o mundo mágico, fantástico, lindo e maravilhoso. A era digital tem suas implicações, tais como: Transformações repentinas nas mídias, não adaptação das pessoas, o lixo digital e material, desigualdade de acesso à informação, o stress, opressão da necessidade, etc. NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2
  35. 35. MAS...• “ [...] é na formação de professores que parece estar o busilis(Dificuldade ou problema, termo vem do latin) da questão: sem formação, os professores não estarão em condições de desenvolver práticas pedagógicas de qualidade com base nas tecnologias. (COUTINHO, 1995; MACHADO, 1996; ÁREA, 1996; SILVA, 1998; PONTE,2001) NTE - ROLIM DE MOURA 2011/2

×