Your SlideShare is downloading. ×
Descrição de Caso de Uso, Colaboração, Estados
Descrição de Caso de Uso, Colaboração, Estados
Descrição de Caso de Uso, Colaboração, Estados
Descrição de Caso de Uso, Colaboração, Estados
Descrição de Caso de Uso, Colaboração, Estados
Descrição de Caso de Uso, Colaboração, Estados
Descrição de Caso de Uso, Colaboração, Estados
Descrição de Caso de Uso, Colaboração, Estados
Descrição de Caso de Uso, Colaboração, Estados
Descrição de Caso de Uso, Colaboração, Estados
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Descrição de Caso de Uso, Colaboração, Estados

2,093

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,093
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
19
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Caso de uso – DescriçãoDiagrama de ColaboraçãoDiagrama de Estados
    Profa. Elisângela Xavier
  • 2. Descrição D.C. de Uso
    Como os casos de uso representam um objetivo do ator é comum dar como nome aos casos de uso frases verbais curtas no infinitivo (EmprestarMaterial) ou no gerúndio ( EmprestandoMaterial) onde o sujeito é normalmente o ator. Ex.
    O usuário empresta material
    O usuário pesquisa assunto
  • 3. Descrição D.C. de Uso
     
    Cada caso de uso deve receber uma descrição textual que permita o entendimento do objetivo. Esta descrição pode ser detalhada em cenários. Um cenário é uma instância de um caso de uso, isto é, é uma situação onde o ator utilizou o sistema para conseguir atingir o objetivo do caso de uso. Um cenário pode ser considerado otimista de o ator obteve sucesso no seu objetivo, pode ser pessimista se o ator não conseguiu e ocorreu uma situação de exceção, ou o cenário pode ser alternativo, quanto frente a uma situação de exceção o ator optou por caminhos alternativos.
  • 4. Diagrama de Colaboração
    Os diagramas de colaboração possuem, essencialmente, a mesma informação que um diagrama de seqüência de eventos, mas que é apresentada de uma outra forma. Este diagrama também mostra as mensagens sendo trocadas entre as classes, mas agora em um diagrama onde são apresentadas os relacionamentos entre as classes, servindo de caminho para as mensagens.
  • 5. Diagrama de Colaboração
    Os diagramas de colaboração também servem para descrever os cenários identificados pelos casos de uso, e podem ser traçados em conjunto com o diagrama de classes.
  • 6. Exemplo
  • 7. Explicação
    A figura mostra um diagrama de colaboração e nele vemos a numeração utilizada para facilitar a leitura e identificar a ordem em que as mensagens são trocadas. A numeração decimal indica a seqüência de uma mensagem e os símbolos -> e <- a direção. Os diagramas de colaboração mostram o processo que não aparece nos diagramas de classe.
  • 8. Diagrama de Estados
    Os diagramas de transição de estados mostra a dinâmica interna de uma classe.   Apenas os eventos e estados de uma única classe são apresentados neste diagrama. Entende-se por eventos os fatos que ocorrem em uma classe, provocados por elementos externos (mensagens) ou internos como condições internas da classe que provocam uma troca de estado. Uma classe pode ter vários estados, caracterizados por situações em que a classe se encontra. O diagrama de estados podem possuir ainda estados especiais como o estado inicial e o estado final e outros estados de controle internos.
  • 9. Exemplo
  • 10. Figura 7. Exemplo de um Diagrama de Transição de Estados
    Analogamente ao diagrama de classes é possível se extrair um código executável de um diagrama de estados, em uma linguagem de programação. Identificando condições, laços de repetição e chamadas de operações internas ou externas (mensagens) nos estados de espera e nas transições de estado (eventos).

×