Your SlideShare is downloading. ×
Aula1 - Mídias e Tecnologias Digitais
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Aula1 - Mídias e Tecnologias Digitais

11,902
views

Published on

Primeira aula da disciplina de Mídias e Tecnologias Digitais em Espaços Escolares

Primeira aula da disciplina de Mídias e Tecnologias Digitais em Espaços Escolares

Published in: Education

4 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
11,902
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
8
Actions
Shares
0
Downloads
338
Comments
4
Likes
5
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Mídias Filme Internet Rádio Livros Revistas Jornais Games Televisão
  • 2. Tecnologias Digitais
  • 3. Mídias e Tecnologias Digitais Multimídia Livros, redes de difusão, jornais, impressos e mesmo a televisão são meios que permitem ao usuário receber informações, mas não lhe possibilitam a interação com o veículo de informação. A evolução e a popularização do computador, bem como o Imagem Texto Sons desenvolvimento das interfaces Vídeos Animações gráficas, tornou possível ter a apresentação de vários tipos de mídia (imagem, texto, sons, vídeo e animações), a Multimídia.
  • 4. Mídias e Tecnologias Digitais Hipermídia A multimídia, mesmo possibilitando utilizar vários tipos de mídia em conjunto, ainda não permite a interação do usuário. A hipermídia fornece ao usuário ferramentas de interação, permitindo navegar dentro do documento não mais apenas de forma linear, mas sim de forma interativa. Ao clicar em um botão, o computador responde mostrando uma imagem, um vídeo ou um som.
  • 5. A idéia básica da hipermídia é aproveitar a arquitetura não linear das memórias de computador para viabilizar obras quot;tridimensionaisquot;, dotadas de uma estrutura dinâmica que as torne manipuláveis interativamente. Hipermídia é, O TEXTO portanto, uma forma combinatória, permutacional e interativa de multimídia, em que textos, sons e imagens (estáticas e em movimento) estão ligados entre si por elos probabilísticos e móveis, que podem ser configurados pelos receptores de diferentes maneiras, de modo a compor obras instáveis em quantidades infinitas.quot;
  • 6. Escrita A necessidade de controlar como as mercadorias eram arrecadadas e distribuídas exigiu o desenvolvimento de um registro permanente destas atividades e, provavelmente, deflagrou a criação da escrita. O desenvolvimento de sistemas de escrita foi característico das primeiras sociedades urbanas e os primeiros registros escritos geralmente não eram mais do que listas guardadas em depósitos.
  • 7. Alfabeto A Em algumas regiões, a escrita primitiva foi pictográfica ou mais precisamente, ideográfica, com sinais para palavras ou conceitos individuais. Logo isto se tornou incômodo e eventualmente símbolos foram utilizados para sons ao invés de idéias. B A escrita foi sobretudo um outro modo de comunicar, pensar e se exprimir. Somente cerca de 2000 a.C. surge o alfabeto, possibilitando então que a escrita fosse realizada com um C número pequeno de sinais ao invés da grande quantidade de símbolos até então em uso.
  • 8. Imprensa Em 868 d.C. foi impresso na China o primeiro livro. Em 1945, foi inventada a imprensa móvel.
  • 9. Imprensa Ocidental No século XV a Europa já conhecia o papel, a tinta e a matriz. Foi quando Johannes Gutenberg resolveu transformar essas invenções em um equipamento, a imprensa. Em 1456 publicaram o primeiro livro impresso, uma bíblia com tiragem de 200 exemplares.
  • 10. Literatura Um dos primeiros e mais significativos exemplos de literatura não linear foi “O 41º Beijo de Amor” (1651)), de Quirinus Kuhlmann, capaz de dar origem a 6.227.020.800 poemas diferentes a partir de treze sonetos. Em 1897 Stéphane Mallarmé apresenta “Un coup de dés” (um lance de dados), como o desenvolvimento de seu projeto inacabado de uma obra para leitura aberta, com páginas soltas sem uma ordenação definida.
  • 11. Literatura Em 1961, Raymond Queneau trabalha a combinatória de dez sonetos, cada qual cortado em quatorze tiras em “Cent mille milliards de poèmes”
  • 12. Literatura William Burroughs e Brion Gysin iniciaram na literatura, em 1959, o desenvolvimento da técnica chamada de cut-up, contribuição significativa ao tratamento não linear da narrativa contemporânea, principalmente para obras de hipermídia. Trata-se de uma técnica de colagem em texto e obras visuais, unindo e justapondo fragmentos de textos, construindo uma narrativa aberta que reflete as tendências associativas da mente.
  • 13. A IMAGEM
  • 14. A Pintura O uso da linguagem (surgimento entre 1.000.000 a.C. e 20.000 a.C.) teve um papel crucial no desenvolvimento da humanidade, pois permitiu a comunicação da informação e sua transmissão de geração em geração. Arte pré-histórica: Gruta Chauvet (França) traz pinturas e gravuras paleolíticas, tendo sido feitas entre 32000 e 17000 a.C.
  • 15. A Pintura Arte Sacra Turner (1775-1851) Leonardo da Vinci (1452-1519) Van Gogh (1852-1890) Picasso (1881-1973) Romero Brito
  • 16. Fotografia A busca para conseguir registrar imagens em câmeras escuras iniciou no século XVI, mas somente em janeiro de 1839 o francês Louis Daguerre divulgou o seu processo que se chamou de Daguerreotipia.
  • 17. Telégrafo Em 1790, devido à necessidade de uma comunicação rápida e cifrada surgida com a Revolução Francesa, os irmãos Claude e Ignace Chappe começaram a construir uma cadeia de postos de transmissão entre Lille e Paris, utilizando sinais. Cada posto estava entre 6 e 16km do próximo, dependendo da distância e da visibilidade permitida pela geografia do terreno. O operador utilizava uma luneta de observação.
  • 18. O SOM
  • 19. Telefone Em 1875, Alexander Graham Bell e Mr Watson foram capazes de transmitir alguns sons quando experimentavam com seu telégrafo harmônico. A descoberta possibilitou que fosse desenvolvido o primeiro telefone. O dispositivo permitia a duas pessoas se comunicarem por meio auditivo, substituindo o telégrafo.
  • 20. Fonógrafo Em 1877, enquanto aperfeiçoava o telefone, ocorreu a Thomas Edison que, se o som podia ser convertido em impulsos elétricos, também deveria ser possível gravá-lo para ouvi-lo depois. Ele mesmo inaugurou seu fonógrafo, ou “a máquina de falar”. Em 1898 o dinamarquês Valdemar Poulsen inventou o gravador magnético para som, denominado “Telegraphone”, uma nova alternativa para gravação e reprodução de sons.
  • 21. Rádio J.A. Fleming, em 1896, desenvolveu um dispositivo capaz de conduzir correntes elétricas somente em uma direção, dando início às transmissões de rádio. Em 1912 Edwin Armstrong construiu o primeiro circuito eletrônico capaz de oscilar de modo permanente, dando origem à técnica da modulação por amplitude (AM).
  • 22. ESCRITA, SOM e IMAGEM
  • 23. Teatro Em 1876 foi aberto o Teatro Festpielhaus, em Bayreuth, Alemanha. O teatro trazia algumas inovações: escurecimento da sala e reverberação do som, com a platéia posicionada para ter sua atenção focalizada no palco.
  • 24. Teatro Em 1924, surge o Teatro da Totalidade, de László Moholy- Nagy, como resultado das suas experiências na escola Bauhaus, que integrava a pintura, a fotografia, o filme, o teatro e a escultura.
  • 25. Cinema A partir da invenção da fotografia, vários pesquisadores começaram a busca da representação do movimento, sendo que o impulso mais signicativo foi dado pelo médico fisiologista francês Etienne Jules Marey, quando em 1892 criou um aparelho capaz de obter doze imagens em uma placa fotográfica circular, com o objetivo de estudar o movimento dos homens e pássaros.
  • 26. Cinema Em 1891 os irmãos Lumière apresentaram ao público o kinetoscópio, no qual um filme de cerca de 15 metros permitia a um único espectador observar uma cena do tamanho de um cartão de visitas. A primeira cena em movimento apresentada ao público foi “A saída da fábrica”, ainda na França.
  • 27. Cinema O primeiro filme sonoro foi produzido nos EUA, intitulado “The Jazz Singer” em 1927. Cinemas do mundo todo começaram a converter seus sistemas de projeção para exibir filmes “falados” já no final dos anos 20. http://www.ieee-virtual-museum.org/exhibit/exhibit.php?taid=&id=159246&lid=1&seq=7
  • 28. Cinema As grandes telas do cinema eram capazes de colocar o espectador “dentro” da história. Algumas experiências amplificavam este efeito, como o Circarama, da Walt Disney, com uma tela semi-esférica de 360º , exibida entre 1955 e 1961.
  • 29. Cinema Em 1962, Morton Heilig, cineasta norte- americano lançou o Sensorama, uma extensão do cinema fazendo o espectador imergir em um ambiente que explorava todos os sentidos: visão, audição, paladar, tato e olfato.
  • 30. Televisão Em 1898 depois Wladmidir Zworykin inventou o cinescópio (tubo de imagens de TV), tornando-se responsável pela invenção dos elementos chaves da transmissão e recepção da TV.
  • 31. Televisão Na década de 50 a televisão trouxe algumas novidades para competir com o cinema. A televisão interativa, sem recursos digitais, teve sua primeira experiência em 1953 com o programa Winky Dinky and You, na rede CBS nos Estados Unidos.
  • 32. Televisão Plot Summary for quot;Winky-Dink and Youquot; (1953) quot;winky-dink and youquot; was the pioneer in interactive programming. The core of the program was children sent away for a kit. The kit had a plastic screen that stuck to the TV tube with static electricity. Crayons were used to draw on the screen. When a character needed special help, children would be asked to draw on the screen, give assistance and free the character from trouble. If a character needed to cross a river with no bridge, the viewer would draw a line so a crossing could be made and escape trouble. Everyone watched and helped winky-dinky in his adventures and had fun. http://www.imdb.com/title/tt0045456/plotsummary
  • 33. História da Tecnologia Educativa
  • 34. História Tecnologia Interativa Anos 40: disciplina acadêmica de tecnologia educativa surge nos EUA, com cursos para especialistas militares apoiados em instrumentos audiovisuais. A utilização dos meios audiovisuais com uma finalidade formativa constitui o primeiro campo específico da tecnologia educativa.
  • 35. História Tecnologia Interativa Anos 50: psicologia da aprendizagem vai sendo incorporada no currículo dos programas de tecnologia educacional. Criação de novos paradigmas de aprendizagem que influenciam enormemente no desenvolvimento da tecnologia educacional como disciplina.
  • 36. História Tecnologia Interativa Anos 60: A década de 60 tem no desenvolvimento dos meios de comunicação de massas um fator de extraordinária influência social. A revolução provocada pela televisão e o rádio propicia uma profunda revisão dos modelos de comunicação utilizados (principalmente nos EUA e Canadá). Inevitavelmente, tais modificações também são incorporadas à tecnologia educacional, na vertente das aplicações educacionais dos meios de comunicação de massas.
  • 37. História Tecnologia Interativa Anos 70: o desenvolvimento da informática consolida a utilização dos computadores com finalidades educacionais, especialmente em aplicações como o ensino assistido por computador. Com o surgimento dos PCs, esta opção se tornou generalizada e uma alternativa de enormes possibilidades, fundamentalmente sob a concepção do ensino individualizado.
  • 38. História Tecnologia Interativa Anos 80: novas tecnologias de informação que permitem armazenar, processar e transmitir grandes quantidades de informação. A novidade reside na natureza dos novos suportes de apoio educacional, e na utilização conjunta destes meios (programas multimídia).
  • 39. História Tecnologia Interativa Anos 90: a interação começa a tomar proporções importantes nos ambientes computacionais para educação. Os softwares hipermídia enfatizam esta característica, permitindo que através da interação o estudante tenha um papel mais ativo na construção de conceitos e conhecimento, tornando-se menos passivo, menos receptor de informações.
  • 40. História Tecnologia Interativa Anos 2000: a tecnologia permite que os sistemas computacionais sejam empregados como meios de interação e cooperação entre alunos, e entre professores e alunos. Ferramentas computacionais (fóruns, chat, diários de bordo, ...) facilitam a implantação de ambientes de aprendizagem à distância, em modalidades não presencial ou semi-presencial.
  • 41. Bibliografia Bugay, E. L. e Ulbricht, V.R. Hipermídia. Florianópolis, SC: Visual Books. 2000. Pons, J. de P. Visões e Conceitos sobre a Tecnologia Educacional. Em Sancho, J. M. (org.). Para uma Tecnologia Educacional. Porto Alegre: Artmed, 1998. pp. 50-71. Gosciola, V. Roteiro para as Novas Mídias: do Game à TV Interativa. São Paulo, SP: Editora Senac. 2003.