Projeto haga

479 views
406 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
479
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
221
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Projeto haga

  1. 1. PROJETO HAGAPROJETO HAGA PARCERIA O DEPARTAMENTO DEPARCERIA O DEPARTAMENTO DE FÍSICA E QUÍMICA – FACULDADE DEFÍSICA E QUÍMICA – FACULDADE DE ENGENHARIA – UNESP - CAMPUS DEENGENHARIA – UNESP - CAMPUS DE ILHA SOLTEIRA COM O PROFESSORILHA SOLTEIRA COM O PROFESSOR MARIO SUSUMO HAGA.MARIO SUSUMO HAGA.
  2. 2. - Identificar as formas de avaliações produzidas na escola,- Identificar as formas de avaliações produzidas na escola, diagnosticando a elaboração dos enunciados dasdiagnosticando a elaboração dos enunciados das questões abertas;questões abertas; - Conhecer como são aplicadas as avaliações em Língua- Conhecer como são aplicadas as avaliações em Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia e Ciências;Portuguesa, Matemática, História, Geografia e Ciências; - Fazer correções das avaliações e tabulações relacionadas- Fazer correções das avaliações e tabulações relacionadas aos erros e acertos dos alunos, verificando as habilidadesaos erros e acertos dos alunos, verificando as habilidades mais dominadas entre os alunos;mais dominadas entre os alunos; - Melhorar a competência leitora e escritora, desenvolvendo- Melhorar a competência leitora e escritora, desenvolvendo as competências e habilidades;as competências e habilidades; - Estimular o trabalho coletivo, a prática da contextualização e- Estimular o trabalho coletivo, a prática da contextualização e da interdisciplinaridade como indicadores para reforçar osda interdisciplinaridade como indicadores para reforçar os significados dos conteúdos disciplinares.significados dos conteúdos disciplinares. OBJETIVOS:OBJETIVOS:
  3. 3. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS:PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: A metodologia se deu através do compromisso estabelecido entre o ProfessorA metodologia se deu através do compromisso estabelecido entre o Professor Dr. da UNESP – Campus Ilha Solteira e a equipe pedagógica de intervirDr. da UNESP – Campus Ilha Solteira e a equipe pedagógica de intervir no processo natural de avaliação dentro da escola e o de verificar comono processo natural de avaliação dentro da escola e o de verificar como este processo avaliativo se dá nas disciplinas na 8ª série do Ensinoeste processo avaliativo se dá nas disciplinas na 8ª série do Ensino Fundamental. O nosso desafio é promover subsídios para aprimorar oFundamental. O nosso desafio é promover subsídios para aprimorar o conhecimento sobre a avaliação dos professores e melhorar a suaconhecimento sobre a avaliação dos professores e melhorar a sua prática sempre com foco nas habilidades e competências esperadasprática sempre com foco nas habilidades e competências esperadas para a série.para a série. Primeiramente foi realizada uma reunião no ATPC (aula de trabalhoPrimeiramente foi realizada uma reunião no ATPC (aula de trabalho pedagógico coletivo), com o professor Dr. Mario Susumo Haga, empedagógico coletivo), com o professor Dr. Mario Susumo Haga, em seguida como todos da equipe concordaram com as formas deseguida como todos da equipe concordaram com as formas de avaliações seriam aplicadas, se deu o processo de preparação.avaliações seriam aplicadas, se deu o processo de preparação. Foi marcada uma reunião com os pais (foto anexa) dos alunos da classe paraFoi marcada uma reunião com os pais (foto anexa) dos alunos da classe para que assinassem a autorização (anexo ) e o termo de uso da imagemque assinassem a autorização (anexo ) e o termo de uso da imagem concordando com as formas diferenciadas das avaliações, pois os alunosconcordando com as formas diferenciadas das avaliações, pois os alunos terão que formar grupos de estudo fora do horário de aulas e foiterão que formar grupos de estudo fora do horário de aulas e foi unanime a aceitação.unanime a aceitação. Como os alunos escolheram por afinidades, os grupos ficaram assim: 4Como os alunos escolheram por afinidades, os grupos ficaram assim: 4 (quatro) grupos, sendo 2 (dois) de 5 (cinco) alunos e 2 (dois) de 4(quatro) grupos, sendo 2 (dois) de 5 (cinco) alunos e 2 (dois) de 4 (quatro) alunos(quatro) alunos
  4. 4. Os professores fizeram uma banca de 20 (vinte) questõesOs professores fizeram uma banca de 20 (vinte) questões abertas de cada disciplina avaliada, onde cada aluno doabertas de cada disciplina avaliada, onde cada aluno do grupo realizará 5 (cinco) totalizando 25 (vinte e cinco)grupo realizará 5 (cinco) totalizando 25 (vinte e cinco) questões. Os alunos responderam as provas individuais equestões. Os alunos responderam as provas individuais e estudaram em grupo, pois a nota sairá do grupo,estudaram em grupo, pois a nota sairá do grupo, portanto todos devem estudar. Após as correções, deu-seportanto todos devem estudar. Após as correções, deu-se a segunda aplicação, com trocas de questões dos gruposa segunda aplicação, com trocas de questões dos grupos e pode constatar melhoras nas respostas.e pode constatar melhoras nas respostas. Foram entrevistados os professores que ministram aulas na 8ªForam entrevistados os professores que ministram aulas na 8ª série do Ensino Fundamental das disciplinas de Línguasérie do Ensino Fundamental das disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia e Ciências ePortuguesa, Matemática, História, Geografia e Ciências e os alunos desta série da EE “José Florêncio do Amaral”,os alunos desta série da EE “José Florêncio do Amaral”, totalizando cinco professoras e dezoito alunos. Para taltotalizando cinco professoras e dezoito alunos. Para tal realizou-se uma série de entrevistas, como asrealizou-se uma série de entrevistas, como as exemplificadas no anexo , com professores e alunosexemplificadas no anexo , com professores e alunos sobre a concepção de ambos sobre o processo avaliativosobre a concepção de ambos sobre o processo avaliativo que acontece nesta classe, as quais foram analisadas,que acontece nesta classe, as quais foram analisadas, construindo um perfil desta clientela.construindo um perfil desta clientela. Após correção, foram analisados os resultados destasApós correção, foram analisados os resultados destas avaliações para verificação de como se constróiavaliações para verificação de como se constrói conhecimentos nesta fase. Para tal tomou-se como baseconhecimentos nesta fase. Para tal tomou-se como base de análise as planilhas.de análise as planilhas.
  5. 5. RESULTADOSRESULTADOS Com as entrevistas realizadas conseguimos verificar que a maioriaCom as entrevistas realizadas conseguimos verificar que a maioria dos professores tem consciência do real significado da avaliaçãodos professores tem consciência do real significado da avaliação dentro do processo de aquisição de conhecimento, vale destacardentro do processo de aquisição de conhecimento, vale destacar o depoimento de uma professora ao afirmar que “o maioro depoimento de uma professora ao afirmar que “o maior significado quando vou preparar uma avaliação é a verificaçãosignificado quando vou preparar uma avaliação é a verificação dos conhecimentos aprendidos pelos alunos”. E noto que todasdos conhecimentos aprendidos pelos alunos”. E noto que todas as professoras, sem exceção, fazem as devolutivas aos alunos eas professoras, sem exceção, fazem as devolutivas aos alunos e consideram esta ação essencial para todo o processo: “se nãoconsideram esta ação essencial para todo o processo: “se não fizermos a correção e falarmos o que eles erraram, todo ofizermos a correção e falarmos o que eles erraram, todo o processo perde o sentido” - entrevista de outra professora.processo perde o sentido” - entrevista de outra professora. Analisando as entrevistas feitas com os alunos verificamos que 60%Analisando as entrevistas feitas com os alunos verificamos que 60% ficam muito nervosos quando vão fazer uma avaliação, masficam muito nervosos quando vão fazer uma avaliação, mas conseguem descrever suas habilidades em interpretar, localizar,conseguem descrever suas habilidades em interpretar, localizar, observar, diferenciar, inferir e argumentar; 10% não prestamobservar, diferenciar, inferir e argumentar; 10% não prestam atenção nas explicações das professoras e 30% disseram queatenção nas explicações das professoras e 30% disseram que prestam atenção, não conseguem assimilar os conteúdos vistos,prestam atenção, não conseguem assimilar os conteúdos vistos, mas conseguem observar e interpretar. Mas os 100% delesmas conseguem observar e interpretar. Mas os 100% deles compreendem que toda avaliação é importante para saberem secompreendem que toda avaliação é importante para saberem se aprenderam ou não e entendem a necessidade de se avaliar,aprenderam ou não e entendem a necessidade de se avaliar, como afirmou uma entrevistada “as avaliações são paracomo afirmou uma entrevistada “as avaliações são para verificar o nosso desempenho, ou seja, o que aprendemos deverificar o nosso desempenho, ou seja, o que aprendemos de fato”.fato”.
  6. 6. ANÁLISE DOS RESULTADOS:ANÁLISE DOS RESULTADOS: Analisando as entrevistas realizadas obtivemos um resultadoAnalisando as entrevistas realizadas obtivemos um resultado motivador para continuar o trabalho de formação demotivador para continuar o trabalho de formação de professores por meio da atuação do professor coordenador.professores por meio da atuação do professor coordenador. Notou-se que os professores já estão interiorizando os conceitosNotou-se que os professores já estão interiorizando os conceitos da avaliação formativa e sua aplicabilidade na sala de aulada avaliação formativa e sua aplicabilidade na sala de aula parece ter ganhado força. Os alunos também já têm marcasparece ter ganhado força. Os alunos também já têm marcas dela no seu discurso quando nas entrevistas afirmaram quedela no seu discurso quando nas entrevistas afirmaram que fazem provas para verificar o que aprenderam e o que aindafazem provas para verificar o que aprenderam e o que ainda precisam aprender. É um avanço muito significativo para iniciarprecisam aprender. É um avanço muito significativo para iniciar a transformação da ideologia social atual, de que a maioria dosa transformação da ideologia social atual, de que a maioria dos alunos é aprovada sem saber nada.alunos é aprovada sem saber nada. Sobre a análise das avaliações aplicadas são utilizadas as Matrizes deSobre a análise das avaliações aplicadas são utilizadas as Matrizes de Referência das Disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática,Referência das Disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, História e Geografia e Ciências, os Relatórios Pedagógicos doHistória e Geografia e Ciências, os Relatórios Pedagógicos do SARESP e busca de verificar se os alunos dominam asSARESP e busca de verificar se os alunos dominam as habilidades estabelecendo sua relação com o tema.habilidades estabelecendo sua relação com o tema. Assim podemos verificar como as avaliações contribuem para aAssim podemos verificar como as avaliações contribuem para a aprendizagem dos alunos, mostrando um trabalho articuladoaprendizagem dos alunos, mostrando um trabalho articulado com o desenvolvimento de habilidades para inferir, localizar ecom o desenvolvimento de habilidades para inferir, localizar e interpretar. O trabalho feito pelos professores auxilia nainterpretar. O trabalho feito pelos professores auxilia na articulação da construção do conhecimento, pois retomaarticulação da construção do conhecimento, pois retoma constantemente o que não fora aprendido.constantemente o que não fora aprendido.
  7. 7. CONCLUSÃO:CONCLUSÃO: Como identificado na Escola Estadual de Tempo Integral JoséComo identificado na Escola Estadual de Tempo Integral José Florêncio do Amaral a Avaliação Formativa com base naFlorêncio do Amaral a Avaliação Formativa com base na aprendizagem dos educandos após levantamentos consistentesaprendizagem dos educandos após levantamentos consistentes dos resultados do que foi avaliado, oportuniza ao aluno umdos resultados do que foi avaliado, oportuniza ao aluno um aprendizado com qualidade e equidade, pois permite orientaraprendizado com qualidade e equidade, pois permite orientar sem a preocupação de classificar, certificar ou selecionar. Maissem a preocupação de classificar, certificar ou selecionar. Mais adequado seria chamar a avaliação formadora de observaçãoadequado seria chamar a avaliação formadora de observação formativa, pois observar é construir uma ideia realista deformativa, pois observar é construir uma ideia realista de aprendizagem engajando-se em uma tarefa preocupada com oaprendizagem engajando-se em uma tarefa preocupada com o aprender, onde antes de ensinar, deve-se questionar a quem seaprender, onde antes de ensinar, deve-se questionar a quem se destina tal ensino, o que o aluno já sabe que tipos dedestina tal ensino, o que o aluno já sabe que tipos de dificuldades podem ser encontrados, de que forma aprendem,dificuldades podem ser encontrados, de que forma aprendem, diagnosticando e verificando o desenvolvimento das Habilidadesdiagnosticando e verificando o desenvolvimento das Habilidades trabalhadas com Competências.trabalhadas com Competências. Dos resultados obtidos por meio de análise dos dados colhidosDos resultados obtidos por meio de análise dos dados colhidos espera-se que contribuam para a autonomia crítica e autocríticaespera-se que contribuam para a autonomia crítica e autocrítica dos atores envolvidos: professor coordenador, professor edos atores envolvidos: professor coordenador, professor e alunos da 8ª série do Ensino Fundamental. Para issoalunos da 8ª série do Ensino Fundamental. Para isso estabelecer uma relação de parceria é de extrema importância,estabelecer uma relação de parceria é de extrema importância, para criar um ambiente motivador e de crescimento recíproco.para criar um ambiente motivador e de crescimento recíproco.
  8. 8. Trabalhar com direcionamento em habilidades e competênciasTrabalhar com direcionamento em habilidades e competências é um meio de estabelecer mais claramente onde o ensinoé um meio de estabelecer mais claramente onde o ensino vai evoluir ou retroceder. Mas isto só será realizado sevai evoluir ou retroceder. Mas isto só será realizado se houver um processo avaliativo com significado e sentido dehouver um processo avaliativo com significado e sentido de que todos precisam aprender. A lógica do passar de anoque todos precisam aprender. A lógica do passar de ano sem saber através do Regime de Progressão Continuadasem saber através do Regime de Progressão Continuada deve ser eliminada do discurso dos participantes. Para issodeve ser eliminada do discurso dos participantes. Para isso é necessário uma desconstrução desta ideia e reestruturaré necessário uma desconstrução desta ideia e reestruturar a realidade, criando condições para que os alunos tenhama realidade, criando condições para que os alunos tenham condições de aprender melhor, superando a lógica decondições de aprender melhor, superando a lógica de seleção e classificação das reprovações anuais.seleção e classificação das reprovações anuais. O caminho foi aberto e torna-se necessário continuar oO caminho foi aberto e torna-se necessário continuar o trabalho dentro do âmbito escolar o “fato da avaliação datrabalho dentro do âmbito escolar o “fato da avaliação da aprendizagem se dar de forma contínua, não com umaaprendizagem se dar de forma contínua, não com uma sucessão de provas, mas como atividades de respostasucessão de provas, mas como atividades de resposta integradas ao processo de ensino” (CAPPELLETTI, 2009, p.integradas ao processo de ensino” (CAPPELLETTI, 2009, p. 45). Assim, a avaliação tornará um forte auxiliador no45). Assim, a avaliação tornará um forte auxiliador no processo ensino aprendizagem, com o propósito deprocesso ensino aprendizagem, com o propósito de transformar significativamente o mundo real onde os atorestransformar significativamente o mundo real onde os atores são chamados a ressignificá-lo.são chamados a ressignificá-lo.
  9. 9. MISSÃO DA U.E.MISSÃO DA U.E. ““Nosso compromisso é oferecer uma educação de qualidadeNosso compromisso é oferecer uma educação de qualidade que satisfaça as necessidades de um corpo estudantilque satisfaça as necessidades de um corpo estudantil diversificado.diversificado. Cada aprendiz terá a oportunidade de ser desafiado, deCada aprendiz terá a oportunidade de ser desafiado, de obter sucesso e ser preparado para um futuro como umobter sucesso e ser preparado para um futuro como um cidadão respeitado, criativo e produtivo”cidadão respeitado, criativo e produtivo”
  10. 10. 1º ENCONTRO NO A.T.P.C.1º ENCONTRO NO A.T.P.C.
  11. 11. Reunião de ATPCS - 2012 com a presença do Professor Dr. Mario Susumo Haga-Reunião de ATPCS - 2012 com a presença do Professor Dr. Mario Susumo Haga- Faculdade de Engenharia da UNESP- Campus de Ilha Solteira. Acompanhamento daFaculdade de Engenharia da UNESP- Campus de Ilha Solteira. Acompanhamento da Direção da Escola e Supervisora da Diretoria Regional de Ensino de VotuporangaDireção da Escola e Supervisora da Diretoria Regional de Ensino de Votuporanga..
  12. 12. CONVITE AOS PAISCONVITE AOS PAIS
  13. 13. REUNIÃO COM OS PAISREUNIÃO COM OS PAIS
  14. 14. SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃOSECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIÃO DE VOTUPORANGADIRETORIA DE ENSINO – REGIÃO DE VOTUPORANGA EE. “JOSÉ FLORÊNCIO DO AMARALEE. “JOSÉ FLORÊNCIO DO AMARAL””ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIOENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO Rua: Santa Catarina, 229 – CEP – 15275000 – FONE/FAX: (17) 3484-1216 E-mail-Rua: Santa Catarina, 229 – CEP – 15275000 – FONE/FAX: (17) 3484-1216 E-mail- escamaral@ig.com.brescamaral@ig.com.br Monções – SPMonções – SP AUTORIZAÇÃO Eu, _____________________________________________, _______________, (nome do responsável pelo aluno(a)) (pai, mãe, tutor) RG.: nº _________________, _______________, CPF: nº __________________, (órgão expedidor) residente à __________________________________________, nº ______, nesta cidade de Monções-SP, autorizo _______________________________________, (nome do aluno(a)) aluno(a) regularmente matriculado(a) na EE José Florêncio do Amaral a participar das atividades previstas no desenvolvimento do projeto: “DA FORMAÇÃO PARA UM PROJETO MULTIDISCIPLINAR À FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES ARTICULADA À PESQUISA COM APLICAÇÃO DE UMA AVALIAÇÃO ESCOLAR DIFERENCIADA”, coordenado pelo Prof. Dr. Mario Susumo Haga da Faculdade de Engenharia da UNESP - Campus de Ilha Solteira e uso do material produzido para pesquisa, porém vetando qualquer pesquisa do indivíduo. Declaro que fui informado sobre o projeto e que, participar do mesmo, significa aceitar atividades diferenciadas em relação àquelas tradicionalmente programadas pela escola e apoiar, na medida do possível, o bom desenvolvimento deste projeto. Também fui informado pela Direção da escola que, se julgar conveniente e/ou necessário, poderei cancelar esta autorização a qualquer momento comunicando imediatamente a escola sobre esta decisão. Monções, ___ de _____________ de 2012. _____________________ (assinatura do responsável)
  15. 15. SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃOSECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO – REGIÃO DE VOTUPORANGADIRETORIA DE ENSINO – REGIÃO DE VOTUPORANGA EE. “JOSÉ FLORÊNCIO DO AMARALEE. “JOSÉ FLORÊNCIO DO AMARAL””ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIOENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO Rua: Santa Catarina, 229 – CEP – 15275000 – FONE/FAX: (17) 3484-1216 E-mail-Rua: Santa Catarina, 229 – CEP – 15275000 – FONE/FAX: (17) 3484-1216 E-mail- escamaral@ig.com.brescamaral@ig.com.br Monções – SPMonções – SP TERMO DE AUTORIZAÇÃO DE USO DE IMAGEMTERMO DE AUTORIZAÇÃO DE USO DE IMAGEM Eu__________________________________________RG_________Eu__________________________________________RG_________ __________,__________, AUTORIZOAUTORIZO meu (minha) filho (a)meu (minha) filho (a) __________________________________________________________________________________________ matriculado (a) na 8ª série do Ensino Fundamental na Escolamatriculado (a) na 8ª série do Ensino Fundamental na Escola Estadual de Tempo Integral José Florêncio do Amaral, na cidadeEstadual de Tempo Integral José Florêncio do Amaral, na cidade de Monções, o uso da imagem em todo e qualquer material entrede Monções, o uso da imagem em todo e qualquer material entre fotos, documentos e outros meios de comunicação, para serfotos, documentos e outros meios de comunicação, para ser utilizada na Escola, na Diretoria Regional de Ensino deutilizada na Escola, na Diretoria Regional de Ensino de Votuporanga e na UNESP – Campus de Ilha Solteira, desde queVotuporanga e na UNESP – Campus de Ilha Solteira, desde que não haja desvirtuamento da sua finalidade.não haja desvirtuamento da sua finalidade. Por esta ser a expressão da minha vontade declaro que autorizo oPor esta ser a expressão da minha vontade declaro que autorizo o uso acima descrito sem que nada haja a ser reclamado a título deuso acima descrito sem que nada haja a ser reclamado a título de direitos conexos à minha imagem ou a qualquer outro, e assino adireitos conexos à minha imagem ou a qualquer outro, e assino a presente autorização.presente autorização. MONÇÕES, 30 deMONÇÕES, 30 de agosto de 2012.agosto de 2012. ____________________________________________________________________________________________________ Nome do responsável legalNome do responsável legal
  16. 16. ENTREVISTA PARA OS ALUNOS DAENTREVISTA PARA OS ALUNOS DA 8ª SÉRIE DO ENSINO8ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTALFUNDAMENTAL 1- Quando você vai realizar uma prova, você1- Quando você vai realizar uma prova, você se concentra na interpretação, observaçãose concentra na interpretação, observação do que está sendo pedido pelosdo que está sendo pedido pelos professores?professores? 2- Você geralmente presta atenção nas2- Você geralmente presta atenção nas explicações dos professores e, quando nãoexplicações dos professores e, quando não entende pergunta?entende pergunta? 3- Você vê a avaliação dos professores e3- Você vê a avaliação dos professores e principalmente deste projeto que o queprincipalmente deste projeto que o que está sendo visto você realmenteestá sendo visto você realmente assimilou?assimilou?
  17. 17. RESULTADORESULTADO
  18. 18. Reunião de Replanejamento - 2012 com a presença do Professor Dr.Reunião de Replanejamento - 2012 com a presença do Professor Dr. Mario Susumo Haga- Faculdade de Engenharia da UNESP- CampusMario Susumo Haga- Faculdade de Engenharia da UNESP- Campus de Ilha Solteira.de Ilha Solteira.
  19. 19. Professoras e Coordenadora com a classe fazendo as correçõesProfessoras e Coordenadora com a classe fazendo as correções das avaliações.das avaliações.
  20. 20. PÔSTERPÔSTER Apresentação do trabalho realizado no REDEFOR (REDE DE FORMAÇÃO) na USP (Universidade de São Paulo)

×