Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Apresentação...PPP(1)Slides
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Apresentação...PPP(1)Slides

  • 6,036 views
Published

 

Published in Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
6,036
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
18
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Curso Licenciatura em Pedagogia EAD Pólo Iguatemi Professora: Ana Cristina S. Faria Tutora: Sandra Najara Disciplina: Pesquisa e Prática Pedagógica III Alunas: Edilene Nepomuceno dos Santos Fernanda Cirne Dornelles de Brito Luziana Costa Barbosa de França Marinalva da Conceição S. Bispo Mirian Alves Costa Assis Roberta Mª Mendonça dos S. Almeida RESUMO O PAPEL DO TEXTO DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA NA FORMAÇÃO DO ALUNO ADOLESCENTE Por: Gerson Tenório dos SantosDiante dos resultados divulgados na pesquisa realizada com jovens de quinze anosem 43 nacionalidades sobre as habilidades básicas exigidas no final daescolarização, foi constatado que a matemática, a ciências e a leitura são pré-requisitos importantes para adquirir informações básicas diante das exigências queviabilizam o processo do conhecimento. Os resultados obtidos trouxeram asdificuldades enfrentadas pelos jovens brasileiros na utilização da leitura comoampliação do conhecimento constatando-se também a falta de entendimento einterpretação do texto, onde permeia a qualidade do entorno familiar, as condiçõessócio-econômicas, as condições de acesso e políticas educacionais. Como exemplo,as ações educativas de caráter tradicional que limitam a autonomia do indivíduoatravés de uma didática imposta à memorização, proporcionando leituras focadasem situações escolarizadas e afastando-o do acesso às leituras científicastraduzidas pelo conhecimento científico que buscam provocar a curiosidade e ointeresse de ordem cognitiva, favorecendo, assim, o desenvolvimento do convíviofísico-social. Conseqüentemente, o educando terá a capacidade de produzir umtexto através de todo o seu contexto baseado na leitura/análise exposto num papelou numa tela de computador. Pois, é através das estratégias lingüísticas que oadolescente é condicionado a produção de texto proporcionando segurança, auto-estima e lógica. Compreender os elementos de ordem social e históricoconsiderando quem o produz e para quem é direcionado dentro de seus interesses,diante das práxis do cotidiano do leitor e os conceitos científicos da comunidade depesquisadores, das ciências formais naturais e humanas marcado pela busca deimparcialidade com cisão e clareza caracteriza a constante relação do ser humano
  • 2. com o mundo na época na qual vivemos. A sociedade da informação permite aformação do cidadão capaz de analisar com profundidade, interrelacionandoconhecimentos, desenvolvendo capacidades de compreensão de conceitos nasdiversas áreas. A mudança de postura dos educadores faz necessária para arealização de um planejamento coerente que se baseia no texto científico e suascaracterísticas discursivas e lingüísticas. Assim, ocorre a aplicação no campointermediário entre o senso comum e as ciências consideradas especializadas.Portanto, o discurso de divulgação científica, visa um público que tenha um acessoamplo em conteúdos temáticos diversificados e atrativos, buscando despertar ointeresse dos seus leitores por meio de uma linguagem coloquial, aproximando-sedo publico jovem, mostrando-se impessoal e objetivo. Portanto, os aspectospedagógicos utilizados pelo discurso científico deixam seus conceitos, propósitos emetodologias mais claras e compreensíveis para a maioria dos seus leitores, tendopor finalidade aproximar um fato, uma idéia ou um conceito científico abstrato egenérico a uma situação do cotidiano do leitor com quem tem semelhança. Isso nãoquer dizer que trabalhar com textos didáticos seja considerado ruim. Saber dosar ostipos de textos alimentando-os como é o caso do científico com a curiosidade é umbem necessário para um entendimento mais leve e agradável. Sendo assim, opapel do texto científico na formação do aluno adolescente é fundamental na suaformação e o professor, independentemente da área em que atua, deve inseri-locom o intuito de formar cidadãos autônomos, críticos e conscientes.Bibliografia:<http://www.alb.com.br/anais14/Sem14/C14028.doc>