Trabalho de portugues - O CORTIÇO

1,772 views

Published on

O CORTIÇO - ENSINO MÉDIO - 2013

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,772
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
11
Actions
Shares
0
Downloads
39
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Trabalho de portugues - O CORTIÇO

  1. 1. O cortiço – Aluísio Azevedo Personagens, enredo e características da obra
  2. 2. João Romão – Esperto, miserável, inescrupuloso ( chegando, muita vezes a margear a desumanidade), ganancioso, empreendedor, enganador e invejoso. É o dono do cortiço no qual se ambiente o livro. É “ marido” de Bertoleza.
  3. 3. Bertoleza – Trabalhadora, submissa, sonhava com a liberdade por meio de uma carta de alforria.
  4. 4. Jerônimo – nostálgico, forte, trabalhador, dedicado e honesto. É casado com Piedade, mas sucumbe à malemolência de Rita Baiana.
  5. 5. Piedade – submissa, honesta e trabalhadora. Era esposa de Jerônimo, e, assim como Bertoleza, se assemelha nos aspectos psicológicos.
  6. 6. Firmo – gastador, vadio, galanteador, charlatão e presunçoso. Amigo de Rita Baiana, é descrito como “ um mulato pachola, delgado de corpo e ágil como um cabrito.
  7. 7. Rita Baiana – malemolente, sensual, alegre e assanhada. É objeto desejo da maioria dos homens do cortiço.
  8. 8. Pombinha – amiga, inteligente e pura. Representa o extremo oposto de Rita Baiana, om sua beleza imaculada.
  9. 9. Léonice – prostituindo – se , independe dos homens. “...com as suas roupas exageradas e barulhentas de cocote à francesa, levantava rumor quando lá ia e punha expressões de assombro em todas as caras.
  10. 10. Miranda – invejoso, ganancioso , rico, esperto, oportunista, não era feliz no casamento , entretanto, continuou casado pois dependia do dote de sua esposa, D. Estela.
  11. 11. D. Estela – adultera e presunçosa. “...senhora pretensiosa e com fumaças de nobreza...”
  12. 12. Zulmira – vivia para satisfazer a vontade do pai. “... Pálida, magrinha, com pequeninas manchas roxas nas mucosas do nariz, das pálpebras e dos lábios (..) olhos grandes, negros, vivos e maliciosos.
  13. 13. Henrique – estimando de Dona Estela.
  14. 14. Botelho – antipático e parasita. “... Muito macilento, com uns óculos redondos que lhe aumentavam o tamanho da pupila e davam – lhe à cara uma expressão de abutre.
  15. 15. O cortiço conta principalmente duas historias: a de João Romão e Miranda, dois comerciantes, o primeiro, o avarento dono do cortiço, que vivia com uma escrava a qual ele mente liberdade. Isto faz com que ele se refine e mais tarde tente devolver Bertoleza, a escrava , a seu antigo dono. A outra história é a de Jerônimo e Rita Baiana, o primeiro, um trabalhador português que é seduzido pela Baiana e vai se abrasileirando. Acaba por abandonando a mulher, para de pagar a escola da filha e matar o ex – amante de Rita Baiana. Nas casas do cortiço, figuras das mais variadas caracterizações podem ver vistas e apreciadas: entre eles o negro Alexandre, a lavanderia Machona, a moça Pombinha, Jerônimo e piedade ,e sensual Rita Baiana , que desfilava toda a sua sensualidade dançando nas festas. Num desses encontros feitos de músicas e gritos, Jerônimo se encanta com a dança de Rita Baiana, o que provoca ciúmes em Firmo, amante da moça. Há uma violenta briga, e firmo fere o jovem português com uma navalha, fugindo logo depois. Jerônimo vai parar num hospital.
  16. 16. Características da obra
  17. 17. A obra é narrada em terceira pessoa, com narrador onisciente ( que tem conhecimento de tudo), como propunha o moimento naturalista. O narrador tem poder total na estrutura do romance: entra no personagens, faz julgamentos e tenta comprovar, como se fosse um cientista, as influências do meio, da raça e do momento histórico.

×