Matriz de  matemática
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Matriz de matemática

on

  • 6,479 views

 

Statistics

Views

Total Views
6,479
Views on SlideShare
6,479
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
82
Comments
1

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Matriz de  matemática Matriz de matemática Presentation Transcript

  • MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA AVALIAÇÃO EM MATEMÁTICA 4ª Série – 5º Ano
    • OBJETIVOS
    • Compreender o que é uma matriz de referência para avaliação.
    • Compreender a relação existente entre matriz curricular de ensino e matriz de referência para avaliação.
    • Compreender os descritores da Matriz de Referência.
  •  
  •  
  •  
  •  
  • ESPAÇO E FORMA
    • O estudo de espaço e forma é de fundamental importância para que o estudante desenvolva várias habilidades como percepção, representação, abstração, levantamento e validação de hipóteses, orientação espacial além de propiciar o desenvolvimento da criatividade.
    • O estudo desse domínio pode auxiliar a desenvolver habilidades como: localizar objetos, localizar ruas e cidades em mapas, identificar figuras geométricas e suas propriedades.
    • Essas competências são trabalhadas desde a Educação Infantil até o Ensino Médio, permitindo que a cada ano de escolaridade os estudantes aprofundem e aperfeiçoem o seu conhecimento nesse domínio, desenvolvendo, assim, o pensamento geométrico necessário para solucionar problemas.
  • D1 – Identificar a localização/movimentação de objeto em mapas, croquis e outras representações gráficas. Exemplo – 5º ano Ensino Fundamental
  • GRANDEZAS E MEDIDAS
    • O estudo de temas vinculados a esse domínio deve propiciar aos estudantes conhecer aspectos históricos da construção do conhecimento; compreender o conceito de medidas, os processos de medição e a necessidade de adoção de unidades-padrão de medidas
    • Resolver problemas utilizando as unidades de medidas; estabelecer conexões entre grandezas e medidas com outros temas matemáticos como, por exemplo, os números racionais positivos e suas representações.
    • Através de diversas atividades, é possível mostrar a importância e o acentuado caráter prático das Grandezas e Medidas, para poder, por exemplo, compreender questões relacionadas aos Temas Transversais, além de sua vinculação a outras áreas de conhecimento, como as Ciências Naturais (temperatura, velocidade e outras grandezas) e a Geografia (escalas para mapas, coordenadas geográficas).
  • D11 – Resolver problema envolvendo o cálculo do perímetro de figuras planas, desenhadas em malhas quadriculadas ou não. Exemplo – 5º ano Ensino Fundamental
  • NÚMEROS, OPERAÇÕES E ÁLGEBRA
    • Esse domínio envolve, além do conhecimento dos diferentes conjuntos numéricos, as operações e suas aplicações à resolução de problemas. As operações aritméticas estão sempre presentes em nossas vidas.
    • Além de números e operações, esse domínio também envolve o conhecimento algébrico que requer a resolução de problemas por meio de equações, inequações, funções, expressões, cálculos entre muitos outros. O estudo da álgebra possibilita aos estudantes desenvolver, entre outras capacidades, a de generalizar.
  • D24 – Resolver problema envolvendo noções de porcentagens (25%, 50%, 100%). Exemplo – 5º ano Ensino Fundamental
  • TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO
    • O estudo de Tratamento da Informação é de fundamental importância nos dia de hoje, tendo em vista a grande quantidade de informações que se apresentam no nosso cotidiano.
    • Na Matemática, alguns conteúdos são extremamente adequados para “tratar a informação”. A Estatística, por exemplo, cuja utilização pelos meios de comunicação tem sido intensa, utiliza-se de gráficos e tabelas.
    • A combinatória e o estudo de probabilidade também são tratados nesse domínio pois são conteúdos que permitem que os estudantes desenvolvam habilidades necessárias para trabalhar com dados e interpretar informações.
  • D25 – Ler informações e dados apresentados em tabelas.
  • ATIVIDADE Identifiquem em cada item apresentado nos diversos níveis, o tópico (Leitura) e Tema (Matemática) o descritor associado a cada item. Boletim Língua Portuguesa: pag. 72 Boletim de Matemática: pag. 66 M
  • REGISTRE O QUE APRENDEU
    • Como é constituída uma Matriz de Referência para avaliação?
    • Para que servem os descritores?
    • Quais os objetivos de uma Matriz de Referência?
    • Matriz de Referência
    • Cada Matriz de Referência é estruturada em tópicos ou temas e respectivos descritores que indicam as habilidades de Língua Portuguesa e Matemática a serem avaliadas.
    • Em suma, a Matriz de Referência é, portanto, o documento que contém as competências e habilidades que são avaliadas no teste do SAEPE , indicando o que se espera que os estudantes sejam capazes de demonstrar em cada período de escolaridade avaliado.
    • Para que servem os descritores
    • Para orientar a elaboração dos itens. Os itens dos testes do SAEPE são elaborados com base nos descritores das Matrizes de Referência de Língua Portuguesa e Matemática, que reúnem o conteúdo a ser avaliado em cada período escolar e disciplina e informam o que se espera do aluno em termos de desempenho escolar.
    • Quais os objetivos de uma Matriz de Referência
    • As Matrizes são o referencial curricular que será avaliado em cada disciplina e período escolar.
    • As matrizes tem como base o resultado das consultas realizadas pelas propostas curriculares (BCC ) e os parâmetros curriculares nacionais.
    • As Matrizes não abarcam todo o currículo escolar, portanto, não podem ser confundidas com procedimentos, estratégias de ensino ou orientações metodológicas, nem com conteúdo para o desenvolvimento do trabalho do professor em sala de aula.
    Reação em cadeia