Your SlideShare is downloading. ×
291 arquivo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

291 arquivo

320

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
320
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
14
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Linguagem e interaçãoLinguagem e interação
  • 2. OBJETIVOSOBJETIVOS • Diferenciar linguagem, língua e código.Diferenciar linguagem, língua e código. • Conceituar linguagem verbal e não-Conceituar linguagem verbal e não- verbal.verbal. QUADRO DE TRABALHOQUADRO DE TRABALHO • Leitura de estudo: P&A (Cap. 1 )Leitura de estudo: P&A (Cap. 1 ) Gramática (Cap. 1)Gramática (Cap. 1) • Atividade: Gramática (p. 10, 11 e 15 –Atividade: Gramática (p. 10, 11 e 15 – questão 2)questão 2)
  • 3. LINGUAGEMLINGUAGEM • O que é linguagem ?O que é linguagem ? • Quais os diferentes tipos deQuais os diferentes tipos de linguagem de que o homem dispõelinguagem de que o homem dispõe para se comunicar?para se comunicar? • A linguagem é própria do ser humano ?A linguagem é própria do ser humano ?
  • 4. LINGUAGENS: GESTOSLINGUAGENS: GESTOS O CORPO FALA.
  • 5. LINGUAGENS: GESTOSLINGUAGENS: GESTOS O CORPO FALA.
  • 6. GESTOS E CULTURAGESTOS E CULTURA EU JURO! ELE ESTÁ BÊBADO! DESCULPA! ACABOU! PERFEITO! NADA!
  • 7. LINGUAGENS: DANÇALINGUAGENS: DANÇA DÉBORA COLKER EM “CASA” (1999) O CORPO FALA. COREOGRAFIA VASOS DO ESPETÁCULO “4 POR 4” (2002)
  • 8. LINGUAGENS: ESCULTURALINGUAGENS: ESCULTURA “Guiado pela minha primeira inspiração (Dante), imaginei um outro pensador, um homem nu, sentando em uma rocha, os pés encolhidos, ele sonha. O pensamento fértil devagar se desenvolve em seu cérebro. Ele não é mais um pensador, ele é criador.” Auguste Rodin “O Pensador” (Auguste Rodin) A ESCULTURA TATEIA.
  • 9. LINGUAGENS: LITERATURALINGUAGENS: LITERATURA Oh! Alto e baixoOh! Alto e baixo em círculos e retasem círculos e retas acima de nós, em redoracima de nós, em redor [de nós[de nós as palavras voam.as palavras voam. E às vezes pousam.E às vezes pousam. (Cecília Meireles)(Cecília Meireles) A POESIA SURPREENDE. VôoVôo Alheias e nossasAlheias e nossas as palavras voam.as palavras voam. Bando de borboletasBando de borboletas [multicolores,[multicolores, as palavras voam.as palavras voam. Voam as palavrasVoam as palavras como águias imensas.como águias imensas. Como escurosComo escuros morcegosmorcegos como negros abutres,como negros abutres, as palavras voam.as palavras voam.
  • 10. LINGUAGENS: LITERATURALINGUAGENS: LITERATURA Paulo Leminski - 1982 "Para o zen budismo, a lua na água é um símbolo da impermanência de todas as coisas.“ Paulo Leminski
  • 11. LINGUAGENS: MÚSICALINGUAGENS: MÚSICA ADRIANA CALCANHOTO JOTA QUEST A MÚSICA IRRADIA.
  • 12. LINGUAGENS: TEATROLINGUAGENS: TEATRO Fernanda Montenegro ao lado de Fernando Torres, em cena da peça "Dias Felizes" (1985/6). O TEATRO ENCENA O VERBAL, O VISUAL E O SONORO.
  • 13. LINGUAGENS: CINEMALINGUAGENS: CINEMA “O AUTO DA COMPADECIDA” “TEMPOS MODERNOS” O CINEMA MOVIMENTA.
  • 14. LINGUAGENS: PINTURALINGUAGENS: PINTURA "Passeava pela estrada com dois amigos, olhando o pôr- do-sol, quando o céu de repente se tornou vermelho como sangue. Parei, recostei- me na cerca, extremamente cansado - sobre o fiorde preto azulado e a cidade estendiam-se sangue e línguas de fogo. Meus amigos foram andando e eu fiquei, tremendo de medo - podia sentir um grito infinito atravessando a paisagem." (Edvard Munch – “O Grito) A PINTURA IMPRIME.
  • 15. LINGUAGENS: FOTOGRAFIA ELINGUAGENS: FOTOGRAFIA E DESENHODESENHO CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE A FOTOGRAFIA FLAGRA.
  • 16. LINGUAGENS: CHARGELINGUAGENS: CHARGE “Rio Balavilha”
  • 17. LINGUAGENS:LINGUAGENS: QUADRINHOSQUADRINHOS
  • 18. LINGUAGENS: TRÂNSITOLINGUAGENS: TRÂNSITO
  • 19. LINGUAGEM É...LINGUAGEM É... ... a atividade humana que, nas representações... a atividade humana que, nas representações de mundo que constrói, revela aspectosde mundo que constrói, revela aspectos históricos, sociais e culturais. É por meio dahistóricos, sociais e culturais. É por meio da linguagem que o ser humano organiza e dálinguagem que o ser humano organiza e dá forma às suas experiências. Seu uso ocorre naforma às suas experiências. Seu uso ocorre na interação social e pressupõe a existência deinteração social e pressupõe a existência de interlocutores*. São exemplos de diferentesinterlocutores*. São exemplos de diferentes linguagens utilizadas pelo ser humano aslinguagens utilizadas pelo ser humano as línguas, a pintura, a dança, os logotipos, oslínguas, a pintura, a dança, os logotipos, os quadrinhos, os sistemas gestuais, entre outros.quadrinhos, os sistemas gestuais, entre outros. * Interlocutor: cada um dos participantes de um diálogo.
  • 20. USAMOS A LINGUAGEM PARA...USAMOS A LINGUAGEM PARA... ...pedir ou transmitir informações na maior parte...pedir ou transmitir informações na maior parte do tempo, mas, além do intuito comunicativo, ado tempo, mas, além do intuito comunicativo, a linguagem deve dar conta também daslinguagem deve dar conta também das necessidades subjetivas, que se expressamnecessidades subjetivas, que se expressam nas palavras, nos sentimentos, nas sensações,nas palavras, nos sentimentos, nas sensações, nas emoções.nas emoções. “A linguagem é um fato exclusivamente humano, um método de comunicação racional de idéias, emoção e desejos por meio de símbolos produzidos de maneira deliberada.” Rabaça & Barbosa (1987, p. 367)
  • 21. TIPOS DE LINGUAGEMTIPOS DE LINGUAGEM 1.1. VERBALVERBAL: aquela que utiliza a língua: aquela que utiliza a língua (oral ou escrita), que tem a palavra, ou(oral ou escrita), que tem a palavra, ou signos lingüísticos, por sinal.signos lingüísticos, por sinal. As diferentes linguagens representamAs diferentes linguagens representam uma dada realidade por meio de signos,uma dada realidade por meio de signos, isto é, deisto é, de sinais que significamsinais que significam. Assim,. Assim, dependendo dos sinais utilizados, pode-sedependendo dos sinais utilizados, pode-se falar em duas formas de linguagem:falar em duas formas de linguagem:
  • 22. TIPOS DE LINGUAGEMTIPOS DE LINGUAGEM NÃO-VERBALNÃO-VERBAL: aquela que utiliza qualquer: aquela que utiliza qualquer código que não seja a palavra, como a música,código que não seja a palavra, como a música, que tem o som por sinal, a dança, que tem oque tem o som por sinal, a dança, que tem o movimento por sinal, a mímica, que tem omovimento por sinal, a mímica, que tem o gesto por sinal, a pintura, a fotografia e agesto por sinal, a pintura, a fotografia e a escultura, que têm a imagem por sinal etc.escultura, que têm a imagem por sinal etc. ““A leitura não-verbal é uma maneira peculiar de ler: visãoA leitura não-verbal é uma maneira peculiar de ler: visão/leitura,leitura, espécie de olhar tátil, multissensível (...). Não se ensina como lerespécie de olhar tátil, multissensível (...). Não se ensina como ler o não-verbal: exige uma leitura, se não desorganizada, peloo não-verbal: exige uma leitura, se não desorganizada, pelo menos sem ordem estabelecida, convencional ou sistematizada.”menos sem ordem estabelecida, convencional ou sistematizada.” Ferrara (1996, p. 19.)Ferrara (1996, p. 19.)
  • 23. LÍNGUA E CÓDIGOLÍNGUA E CÓDIGO CÓDIGOCÓDIGO: sistemas de sinais ou: sistemas de sinais ou símbolos preestabelecidos entre ossímbolos preestabelecidos entre os interlocutores para comunicar suasinterlocutores para comunicar suas ideias.ideias. LÍNGUALÍNGUA: sistema de representação: sistema de representação socialmente construído, constituído porsocialmente construído, constituído por signos (sinais que significam)signos (sinais que significam) linguísticos.linguísticos. TODA LÍNGUA É UM CÓDIGO,TODA LÍNGUA É UM CÓDIGO, MAS NEM TODO CÓDIGO É UMAMAS NEM TODO CÓDIGO É UMA LÍNGUA.LÍNGUA.
  • 24. O VALOR SIMBÓLICO DAO VALOR SIMBÓLICO DA LINGUAGEMLINGUAGEM ““As linguagens utilizadas pelos seres humanosAs linguagens utilizadas pelos seres humanos pressupõem conhecimento, por parte de seuspressupõem conhecimento, por parte de seus usuários, do valor simbólico dos seus signos. Seusuários, do valor simbólico dos seus signos. Se não houvesse acordo com relação a esse valor,não houvesse acordo com relação a esse valor, ou seja, se não fosse possível aos usuários deou seja, se não fosse possível aos usuários de uma mesma linguagem identificar aquilo a queuma mesma linguagem identificar aquilo a que determinado signo faz referência, qualquerdeterminado signo faz referência, qualquer interação através da atividade da linguageminteração através da atividade da linguagem ficaria prejudicada, pois não haveriaficaria prejudicada, pois não haveria comunicação.”comunicação.” Abaurre & Pontara (2006, p. 3)Abaurre & Pontara (2006, p. 3)
  • 25. O VALOR SOCIAL DAO VALOR SOCIAL DA LINGUAGEMLINGUAGEM ““Tudo o que ser humano alcançou deTudo o que ser humano alcançou de crescimento cultural está ligado àcrescimento cultural está ligado à linguagem. Sem ela, a cultura nãolinguagem. Sem ela, a cultura não existiria, e os conhecimentos nãoexistiria, e os conhecimentos não poderiam ser transmitidos de geraçãopoderiam ser transmitidos de geração para geração. A linguagem torna possívelpara geração. A linguagem torna possível o desenvolvimento e a transmissão deo desenvolvimento e a transmissão de culturas, bem como o funcionamentoculturas, bem como o funcionamento eficiente e o controle dos grupos sociais.”eficiente e o controle dos grupos sociais.” Campedelli & Souza (1998, p. 10)Campedelli & Souza (1998, p. 10)

×