• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Padrão de TV Japonês
 

Padrão de TV Japonês

on

  • 276 views

Padrão de TV Japonês

Padrão de TV Japonês

Statistics

Views

Total Views
276
Views on SlideShare
276
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Padrão de TV Japonês Padrão de TV Japonês Presentation Transcript

    • Padrão Japonês de TV Digital Aluno: Luiz Gustavo Ruiz Bressan Prof.ª Ms. Elaine Cecília Gatto Disciplina: Princípios de Telecomunicações Engenharia de Computação
    • Padrao Japones Tv digital • O padrão japonês, (desenvolvido entre 1994 e 1999) chamado ISDB (Integrated Services Digital Broadcasting), é mais interativo e prevê uma ampla comunicação entre o telespectador e as redes transmissoras. Além disso permite que as imagens sejam captadas em aparelhos celulares ou em veículos em movimento. A adoção do sistema japonês é apenas o primeiro passo. Cabe agora ao Brasil optar entre uma TV de alta definição (HDTV) ou uma política de multicanais, que seria mais democrática no entanto com uma qualidade de imagem aquém da que o sistema permite. • O modelo Japonês foi implementado no próprio Japão com muito sucesso. O governo Japonês através de seu órgão de pesquisa e Canal de TV NHK coordenou o desenvolvimento e a implementação da TV Digital investindo financeiramente na maior parte da verba.
    • • O  padrão  japonês  pode  ocupar  uma  banda  de  6MHz,  7MHz  ou  8MHz. No Brasil utilizamos canais com bandas de 6MHz, isso pode na  prática diminuir a qualidade da TV Digital. •A  grande  diferença  entre  o  ISDB  para  o  Europeu  e  o  sistema  Americano  é  o  TimeInterleving.  Assim  como  o  tempo  de  guarda  ele  suspende  durante  um  curto  intervalo  de  tempo a transmissão  para  que  o  receptor  possa  fazer  a  equalização  do  canal.  Esse  tempo  é  ajustável.  Ele  é  o  grande  responsável  pelo  melhor  desempenho  na  transmissão e recepção terrestre. •ISDB – 4k •        Modulação: 64QAM – COFDM-BST •        4k portadoras •        FEC 3/4 •        Intervalo de guarda: 1/16 •        0,1s de Time Interleaver
    • • Abaixo  temos  basicamente  o  mesmo  diagrama  do  DVB,  apenas acrescentando o Time Interleaving.
    • •  O  padrão  japonês  é  mais  moderno  e  melhor  tecnicamente;  agrada aos grupos de radiodifusão; reserva nobre espaço para  os  grupos  de  telecomunicações;  cria  oportunidades  para  indústria  eletro-eletrônica  e  abre  enormes  oportunidades  para  a  indústria  brasileira  de  software,  que  se  aproveitado  poderá representar desenvolvimento econômico e exportação  de  software  (embarcado  nas  STBs).  Infelizmente,  temos  uma  longa tradição em deixar passar oportunidades.
    • Vantagens e Desvantagens • O Brasil parece ser o único País do mundo que irá adotar o padrão  japonês  conhecido  como  ISDB-T  .  Este  padrão  foi  o  último  a  ser  desenvolvido  e  entrou  em  operação  em  dezembro  de  2003  no  Japão.  • É flexível, permitindo diversas aplicações, desde interatividade com  o  usuário.  Além  disso, o  padrão oferece  convergência  total  com  telefones celulares 3G. A desvantagem é que há um distanciamento  entre culturas e idioma que dificultam comunicação com empresas  e órgãos governamentais japoneses. • O  sistema  de  transmissão  digital  usa  a  codificação  MPEG-2  para  digitalizar  as  imagens,  o  mesmo  padrão  de  codificação  usado  pelo  DVD. A diferença entre os sistemas de transmissão está na maneira  como as imagens são codificadas para a transmissão, o formato de  vídeos antes da codificação, o formato de vídeo após a codificação  e a maneira com que o aúdio é codificado.
    • TV DIGITAL ISDB-T
    • Referencias • http://pontodeanalises.blogspot.com/2006/06/tv-digitalpadro-japons-padro-norte.html • http://www.ibcd.com.br/era_convergencia.htm • http://www.boadica.com.br/noticia.asp?codigo=8100