Radiação não ionizante

29,219 views

Published on

0 Comments
7 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
29,219
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
9
Actions
Shares
0
Downloads
513
Comments
0
Likes
7
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Radiação não ionizante

  1. 1. RADIAÇÕES NÃO IONIZANTES Radiofreqüência, Micro-ondas, Infravermelho, Luz visível, Ultravioleta e Laser José Possebon novembro de 2008
  2. 2. RADIAÇÕES NÃO IONIZANTES f λ RADIO FREQÜÊNCIA (RF) MICROONDAS (MO) INFRAVERMELHO (IV) LUZ VISÍVEL (V) ULTRAVIOLETA (UV) LASER (L)
  3. 3. RADIAÇÕES NÃO IONIZANTES RADIOFREQUÊNCIAAPLICAÇÕES:Radiodifusão Am,Radio-navegação,Radioamadorismo,Radiofaróis, Radio- Astronomia,Diatermia Médica, Solda de RF eSecagem de Sementes e Folhas.
  4. 4. RADIAÇÕES NÃO IONIZANTES RADIOFREQUÊNCIAEFEITOS À SAÚDE: Até o presente momento não se temnotícias de problemas Ocupacionais.Existem estudos referentes amicroaumentos de temperatura e estudosreferentes a efeitos específicos dos camposelétrico e magnético.
  5. 5. RADIAÇÕES NÃO IONIZANTESMICRO-ONDAS (MO)EFEITOS DEVIDOS AOS CAMPOSELÉTRICO E MAGNÉTICO Alterações do Sistema Nervoso Central Alterações no Sistema Cardio-vascular e Endócrino Aumento da Pressão Sangüínea, seguido de Hipotensão. Distúrbios Menstruais.
  6. 6. RADIAÇÕES NÃO IONIZANTESINFRA VERMELHO OCORRÊNCIA:Solda Elétrica a ArcoFabricação e Transformação do VidroOperação de Fornos Metalúrgicos eSiderúrgicoForja e Operações com Metais Quentes.Secagem e Cozimento de Tintas, Vernizes eCobertura Protetora.
  7. 7. RADIAÇÕES NÃO IONIZANTESINFRA VERMELHO EFEITOS: Térmico (queimaduras na pele) Produção de Catarata (Exposições Crônicas) Lesões na Retina.
  8. 8. Radiação UltravioletaUVA - 320 – 400 nm(10 a 20% dos efeitos danosos da radiação solar)UVB - 290 – 320 nm(queimaduras, foto-envelhecimento e câncer de pele)UVC - 100 – 290 nm(totalmente absorvida pela camada de ozônio)
  9. 9. RADIAÇÕES NÃO IONIZANTES ULTRAVIOLETA OCORRÊNCIAS: Controle de Qualidade (Luz Negra) Solda Elétrica, Maçaricos Iluminação de Diais Fosforescentes(Discotecas) Gravação Fotográfica Sensibilização de Chapas (Gráfica) Esteriliz. de Salas e Equip. Odontol.
  10. 10. RADIAÇÕES NÃO IONIZANTES ULTRAVIOLETA EFEITOS: Câncer de pele Queimaduras Danos na retina
  11. 11. RADIAÇÕES LASERLASER(O termo “laser” é a abreviação de: lightamplification by stimulated emission ofradiation e significa amplificação da luz poremissão estimulada de radiação. A luz deuma fonte laser vibra em um único plano, sepropaga em uma única direção e émonocromática(com um único comprimentode onda), sendo chamada de luz coerente.
  12. 12. RADIAÇÕES LASERLASERNa emissão de luz normal(incoerente), osfótons são emitidos aleatoriamente, emtodas as direções e em várias freqüências.Em uma emissão estimulada, os fótons sãoemitidos simultaneamente, em umafreqüência característica da fonte, gerandoum feixe de luz altamente coerente,abrangendo faixas do infravermelho até oultravioleta.
  13. 13. Aplicações do LaserInformáticaComunicaçõesCirurgias óticasCorte de tecidos e metaisAplicações estéticas
  14. 14. RADIAÇÕES LASERTIPOS DE LASERExistem vários tipos de laser, cujo materialgerador pode ser sólido, gasoso, líquido ousemi-condutor. O laser é classificado pelotipo de material utilizado para a geração.
  15. 15. RADIAÇÕES LASERTIPOS DE LASERLaser de estado sólido. Cujo material de geração édistribuído sobre uma matriz sólida. Um exemplo éo laser de rubi e o Yag de neodímio. Laser a gás. Os lasers a gás mais comuns são: o deHélio e Hélio-neônio que emitem luz vermelha. Oslasers de CO2 emitem energia na faixa doinfravermelho com comprimento de onda longo,sendo sutilizados para cortas materiais resistentes.
  16. 16. RADIAÇÕES LASERTIPOS DE LASER Laser a gás. Os lasers a gás mais comuns são: o deHélio e Hélio-neônio que emitem luz vermelha. Oslasers de CO2 emitem energia na faixa doinfravermelho com comprimento de onda longo,sendo sutilizados para cortas materiais resistentes.Laser Excimer. Utilizam gases reagentes como ocloro e o flúor, misturados com gasesnobres(argônio, radônio e xenônio). O nome éderivado das palavras excited e dimmer.
  17. 17. RADIAÇÕES LASERTIPOS DE LASER Laser de corantes. Utilizam corantesorgânicos complexos, em solução líquida ouem suspensão(rodamina 6G) Laser semicondutores. Costumam ser muitopequenos e utilizam baixa energia, sendochamados de lasers de diodo. São utilizadosem impressoras laser ou aparelhos de CD.
  18. 18. RADIAÇÕES LASERCOMPRIMENTO DE ONDAO laser de rubi é um laser do estado sólido eemite luz no comprimento de onda de 694 nm.O laser de CO2 é um laser a gás extremamenteperigoso pois emite radiação na faixa doinfravermelho, podendo derreter qualquermaterial, por isso são utilizando no corte dechapas de aço. A tabela abaixo fornece algunstipos de laser com seus respectivoscomprimento de onda.
  19. 19. RADIAÇÕES LASERCLASSIFICAÇÃO DO LASEROs lasers são classificados segundo oseu potencial de provocar danosbiológicos, assim são divididos emquatro classes:
  20. 20. RADIAÇÕES LASERCLASSIFICAÇÃO DO LASER Classe I. São lasers que não emitemradiação em níveis consideradosperigosos. Classe 1A. São lasers com limitesuperior de energia de 4 mW e nãodevem ser olhados diretamente.
  21. 21. RADIAÇÕES LASERCLASSIFICAÇÃO DO LASER Classe II. Constituem lasers visíveisde baixa energia, com limite superiorde 1 mW Classe III A . É formada por lasers deenergia intermediária e são perigososse olhados de frente. Os apontadores alaser se encaixam nessa classificação.
  22. 22. RADIAÇÕES LASERCLASSIFICAÇÃO DO LASERClasse IV . É composta por lasers dealta energia( os contínuos de 500 mWe os pulsados de 10J/cm2. Seconstituem em risco para a visão,diretamente ou refletidos.
  23. 23. RADIAÇÕES LASERSINALIZAÇÃO DE ALERTA PARA O LASER
  24. 24. RADIAÇÃO SOLARA radiação solar é composta por: RAIOS CÓSMICOS RÁDIO FREQUÊNCIA RADIAÇÃO VISÍVEL RADIAÇÃO INFRAVERMELHA RADIAÇÃO ULTRAVIOLETA
  25. 25. RADIAÇÃO SOLARAo atravessar a camada da atmosfera aradiação solar perde cerca de 1/3 desua energia. assim chega à superfícieda terra apenas 2/3 da radiação inicial.A UVC é totalmente absorvida pelacamada de ozônio, então a radiaçãosolar que atinge o solo é compostaaproximadamente por:
  26. 26. RADIAÇÃO SOLARCOMPOSIÇÃO DA RADIAÇÃO SOLARQUE ATINGE O SOLO: 5% UV(95% UVA e 5% UVB) 40% RADIAÇÃO VISÍVEL 55% RAD. INFRAVERMELHA
  27. 27. RADIAÇÃO SOLARRADIAÇÃO ULTRAVIOLETA UVA - 320 – 400 nm(10 a 20% dos efeitos danosos da radiação solar) UVB - 290 – 320 nm(queimaduras, fotoenvelhecimento e câncer de pele) UVC - 100 – 290 nm(totalmente absorvida pela camada de ozônio)
  28. 28. RADIAÇÃO SOLARINFLUÊNCIA DA HORA 11 às 15hs pior período de expos. 13hs pico de exposição 12 às 14hs 1/3 da radiação UV 10 às 16hs ¾ da radiação UV
  29. 29. RADIAÇÃO SOLARINFLUÊNCIA DA LATITUDEPróximo do equador a incidência émaiorINFLUÊNCIA DA ALTITUDEA cada 300 metros de altitude, aincidência aumenta em 4%
  30. 30. RADIAÇÃO SOLARINFLUÊNCIA DA COBERTURA DE NÚVENSMesmo em tempo coberto de núvens,podemos receber queimaduras, pois asnuvens absorvem o infravermelho mas não aUVINFLUÊNCIA DO VENTOO vento poderá dar uma sensação deconforto e poderemos eventualmente ficarmais expostos à radiação UV
  31. 31. RADIAÇÃO SOLAR PENETRAÇÃO DA RADIAÇÃO SOLAR NA PELE UVB UVA VISÍVEL INFRAVERMELHOepidermederme
  32. 32. RADIAÇÃO SOLARFATOR DE PROTEÇÃO SOLAR (FPS)Fator de Proteção Solar (FPS) é o índiceque indica o nível de proteção que umdeterminado produto oferece contra aradiação ultravioleta, isto é serve paradeterminar o tempo que uma pessoa podepermanecer exposta ao sol sem produzireritema(vermelhidão)
  33. 33. RADIAÇÃO SOLAR FATOR DE PROTEÇÃO SOLAR (FPS)Um fator de proteção 10 permite que oindivíduo possa ficar um tempo 10 vezesmaior exposto, que o tempo sem proteçãopara produzir eritema.Multiplicando-se o tempo para produzireritema pelo fator de proteção solar,obtemos o tempo de exposição solarmáximo recomendado.
  34. 34. RADIAÇÃO SOLAR FATOR DE PROTEÇÃO SOLAR (FPS)O FPS leva em consideração umadensidade de aplicação de 2,0 mg/cm2,que é uma aplicação bem generosa, poisa maioria das pessoas aplica somente 0,5a 1,3 g/cm2.O filtro solar deve ser aplicado de 20 a 30minutos antes da exposição e serrenovado a cada 2 a 3 horas, ou quandosuar muito
  35. 35. RADIAÇÃO SOLARTIPO DE PELE E FPSTIPO INDIVÍDUOS INV. VER. T(min) OBSERVAÇÕESA Ruivo e Louro 15 30 15-24 Nunca se bronzeia mas sempre se queimaB Moreno claro 5-10 20-25 31 Sempre se queima e às vezes se bronzeiaC Moreno escuro --- 10-15 48 Às vezes se queima e em geral se bronzeiaD Mulato e negro --- 5-10 66 Sempre se bronzeia e raramente se queimaT = Tempo estimado para início de queimadura para exposição sem proteção.
  36. 36. RADIAÇÃO SOLAR FATOR DE PROTEÇÃO SOLAR (FPS)Cuidados na Aplicação Não basta usar o protetor solar napele apenas uma vez, como a maioria daspessoas desavisadas costuma fazer.Deve-se reaplicá-lo mais de uma vez, depreferência a cada 3 horas (no máximo) esempre 20 a 30 minutos antes de seexpor ao sol, para este aderir à pele.
  37. 37. RADIAÇÃO SOLAR FATOR DE PROTEÇÃO SOLAR (FPS)Cuidados na AplicaçãoTambém há a necessidade da reaplicaçãoquando se transpira (se sua) muito e nocaso de se tomar banho após a primeiraaplicação.Não basta usar o protetor solar na peleapenas uma vez, como a maioria daspessoas desavisadas costuma fazer.
  38. 38. RADIAÇÃO SOLAR FATOR DE PROTEÇÃO SOLAR (FPS)Cuidados na AplicaçãoDeve-se reaplicá-lo mais de uma vez, depreferência a cada 3 horas (no máximo) esempre 20 a 30 minutos antes de seexpor ao sol, para este aderir à pele.Também há a necessidade da reaplicaçãoquando se transpira muito e no caso dese tomar banho após a primeiraaplicação.
  39. 39. RADIAÇÃO SOLARRECOMENDAÇÕES PARA APLICAÇÃO DOPROTETOR SOLAR Use filtro solar de amplo espectro que proteja contraos raios ultravioletas dos tipos UVA e UVB Passe uma porção equivalente a mais ou menos 2gramas (e não 0,5 g como se costuma fazer) Mesmo com protetor, use chapéu com aba paracobrir as orelhas, óculos escuros e guarda-sol denáilon Use óculos de sol com lentes que protejam contra oultravioleta
  40. 40. RADIAÇÃO SOLARRECOMENDAÇÕES PARA APLICAÇÃO DOPROTETOR SOLAR Mesmo em dias nublados, cerca de 80% dos raiosUV atravessam as núvens e a neblina Cuidado com a luz refletida. A luz do sol reflete naareia, na neve, nas salinas, no concreto e na água,atingindo a pele, mesmo na sombra Proteja crianças e jovens pois em geral, quando secuida da pele até os 18 anos, cerca de 85% dos casosde câncer podem ser evitados Hidrate a pele após ter tomado sol, para restaurar aumidade perdida, evitando assim o seu ressecamento
  41. 41. RADIAÇÃO SOLARRECOMENDAÇÕES PARA APLICAÇÃO DOPROTETOR SOLAR Vá ao dermatologista quando uma pinaumentarde tamanho ou de cor em seu corpo Permaneça na sombra sempre que possívelO BRONZEADO É A RESPOSTA DA PELE A UMALESÃO PROVOCADA PELO SOL, AUMENTANDO APRODUÇÃO DE MELANINA.

×