Your SlideShare is downloading. ×
Mecanismos de crédito como diferenciais para a competitividade no mercado internacional
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Mecanismos de crédito como diferenciais para a competitividade no mercado internacional

622
views

Published on

Seminário Internacionalização: o caminho para aumento da competitividade empresarial - Salvador, 28 de março de 2012

Seminário Internacionalização: o caminho para aumento da competitividade empresarial - Salvador, 28 de março de 2012

Published in: Business

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
622
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • O Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e o BNDES têm definições diferentes para classificar as micro e pequenas empresas. O SEBRAE segue o Estatuto da Micro e Pequena Empresa e o BNDES utiliza o critério de classificação de empresas do Mercosul. No critério definido no âmbito do Mercosul, microempresa é aquela que tem receita bruta anual até US$ 400 mil e pequena empresa a que tem receita bruta anual acima de US$ 400 mil e inferior a US$ 3.500 mil (adotado o câmbio de R$ 3 por US$).
  • Nas operações diretas, o risco da operação é do BNDES. A análise do projeto é realizada pelo seu próprio corpo técnico.
  •  
  • Fonte: http://bndesnet/Institucional/Informações das Áreas/AOI/Desempenho da Área/Público
  • Observação: Crescimento de 13% nos desembolsos para MPMEs no 1ºT 2011
  • Transcript

    • 1. Mecanismos de crédito como diferenciais para a competitividade no mercado internacional Seminário Internacionalização: o caminho para aumento da competitividade empresarial Salvador, 28 de março de 2012Simone Saisse
    • 2. Relevância dos mecanismos de créditoA experiência internacional Tabela 1 Instrumentos de Apoio ao Investimento Direto no Exterior - países desenvolvidos Informação e Assistência Técnica Financiamento Seguros e Garantias Informações Missões Desenv.do projeto Austrália x x Áustria x x x Bélgica x x x Canadá x x x x Dinamarca x x Finlândia x x x x x França x x x Alemanha x x x x x Itália x x x x x Japão x x x x x Países Baixos x x x x Nova Zelândia x x Noruega x x x x x Portugal x x x Espanha x x x x Suécia x x Suíça x x x x x Reino Unido x x Estados Unidos x x x x x Fonte: UNCTAD (1995). 2
    • 3. Relevância dos mecanismos de créditoA experiência internacionalCHINA ÍNDIA• Financiamento com taxas vantajosas • Liberalização significativa das de acordo com um mapa de políticas de investimento em 2003 prioridades (Banco de Desenvolvimento da China) • Eximbank: financiamento, emissão de garantias e apoio informacional• Simplificação de procedimentos burocráticos • Overseas Investment Finance Programme: Linha específica para• Elaboração de guias para investidores investimento direto externo• Realização de atividades de • Possibilidade de captação de inteligência comercial recursos no exterior a partir de 2005• Assinatura de acordos internacionais de promoção e proteção dos investimentos 3
    • 4. Relevância dos mecanismos de créditoO que dizem as empresas Medidas que o governo brasileiro deveria adotar Em % das respostas Tratados para evitar a bitributação 23,0 Programas de dedução fiscal no Brasil 21,9 Financiamento à atividade no exterior 16,1 Acordos de proteção contra riscos políticos no exterior 15,1 Financiamento ao investimento no exterior 13,2 Apoio informacional 9,4 Outros 1,3 0,0 5,0 10,0 15,0 20,0 25,0 Fonte: Sobeet, 2011 Formas de financiamento para atuar no exterior Em % das respostas Capital próprio 50,1 Dívidas no exterior 23,8 BNDE 13,8 Banco no exterior 11,9 Outra 0,5 0 10 20 30 40 50 60 4 Fonte: Sobeet
    • 5. Apoio do BNDES à inserção internacionaldas empresas brasileirasProdução e comercialização para exportação Financiamento da produção (pré- embarque) Financiamento à comercialização (pós-embarque com crédito ao fornecedor ou comprador)Projetos de investimento no exterior Financiamento e capitalização de empresas Construção de novas unidades; aquisição, ampliação ou modernização de unidades instaladas; participação societária e necessidades de capital de giro associadas aos investimentos apoiados 5
    • 6. Desembolsos à exportação Em US$ bilhões 12,0 11,3 10,0 8,0 8,3 6,4 6,6 6,7 6,0 5,9 4,0 3,9 4,0 3,9 4,2 3,1 2,6 2,0 2,1 0,0 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 6
    • 7. Desembolsos ao investimento no exterior BNDES - O perações com o objetivo de internacionalização Valor do Apoio do Período BNDES Setores Destino dos Investimentos Natureza dos Investimentos ( Desembolsos) Alemanha, Argentina, Austrália, Bens de Capital, Canadá, Costa Rica, Egito, Ampliação de Capacidade, Eletroeletrônica, Energia, Equador, Espanha, Estados Aquisições, Construção de Construção e Engenharia, 2005-2011 R$ 9,9 bilhões Unidos, França, Holanda, Novas Plantas, Expansão de Agroindústria, Serviços Inglaterra, Índia, Irlanda, Itália, Atividades, Instalação de Técnicos Diversos, Tecnologia México, Paraguai, Peru, Rússia, Filiais da Informação Turquia 7
    • 8. Desembolsos a empresas internacionalizadas 140 empresas, de 27 segmentos, com controle de capital nacional e com investimentos diretos no exterior, que receberam, na última década, R$ 143 bilhões para exportações e projetos de investimento destinados à ampliação, modernização e expansão da capacidade produtiva 8
    • 9. Apoio às MPME - Classificação Receita Operacional Bruta Porte AnualM Micro Até R$ 2,4 milhõesP Pequena Até R$ 16 milhõesME Média Até R$ 90 milhões Média-grande Até R$ 300 milhões Grande Acima de R$ 300 milhões 9
    • 10. Apoio às MPME – Forma de atuação Operações Indiretas Instituições financeiras credenciadas pelo BNDES Informação e Relacionamento Instituição Financeira Credenciada EMPRESÁRIO 10
    • 11. Operações IndiretasExemplos: Construção Veículos Máquinas e Equipamentos Exportação Agricultura 11
    • 12. Custo da Operação Indireta TJLP TJ-462 (TJLP + 1% a.a.) Custo Financeiro LIBOR Cesta de Moedas IPCA + Margem para cobrir Remuneração Básica do BNDES despesas operacionais (MPMEs 0,9% a.a.) + 0,0 – 1,8% a.a. Risco sistêmico das Taxa de Intermediação Financeira instituições financeiras (MPMEs isentas) 0,0 - 0,5% a.a. + Negociada entre o Remuneração do Agente Agente Financeiro e a Beneficiária = Taxa de Juros 12
    • 13. Expandindo o crédito para MPME 2 principais desafios:  Garantias FGI  Redução dos custos de transação Cartão BNDES 13
    • 14. FGI: Fundo Garantidor para Investimentos  Objetivo: • Complementar garantias, mitigando riscos de operações de crédito e promovendo a ampliação do acesso ao financiamento para as empresas de menor porte.  Funcionamento: • Para concessão da garantia, o fundo cobra um encargo pela garantia complementar, que também é financiado A garantia não é seguro de crédito e não isenta o beneficiário do crédito de suas obrigações financeiras. 14
    • 15. FGI – Funcionamento Analisa o crédito, Pede empréstimo BNDES Institutição pede FGI de garantia MPME financeira e financiamento ao habilitada BNDES Concede o crédito e cobra pela emissão de garantia Crédito e garantia emitidos Crédito e garantia BENEFÍCIOS aprovados MPME Instituição Financeira Habilitada BNDES - Concessão de financiamento a - Redução do risco de crédito MPMEs - Acesso ao crédito - Ampliação da base de clientes - Redução de custos -- Melhora dos limites de requisito de -- Melhora da qualidade das capital instituições financeiras habilitadas 15
    • 16. FGI – Desempenho  11.098 operações, somando R$ 1.911.649.649,72 em valores financiados.  54% das operações foram para beneficiários que nunca antes haviam acessado as linhas de financiamento do BNDES  98% das operações para pessoas físicas e microempresas 16Fonte: BNDES
    • 17. Cartão BNDES 17
    • 18. Cartão BNDES - Estatísticas Em janeiro de 2012 Cartões Habilitados 494.463 Total de Crédito Concedido R$ 25.5 bilhões Desembolsos R$ 7.6 bilhões (2011) Limite de Crédito Médio R$ 51.477 Produtos Cadastrados 187.430 Fornecedores Cadastrados 38.839 O Cartão BNDES alcançou a marca de 1 milhão de operações em Outubro de 2011 18
    • 19. - 1.000 2.000 3.000 4.000 5.000 6.000 7.000 2005.1 14,4 2005.4 R$ milhões 2005.7 2005.10 2006.1 2006.4 2006.7 2006.10 2007.1 2007.4 2007.7 2007.10 2008.1 2008.4 2008.7 2008.10 Cartão BNDES 2009.1 2009.4 (Desembolsos acumulados em 12 meses) 2009.7 2009.10 2010.1 Cartão BNDES – Evolução dos desembolsos 2010.4 2010.7 2010.10 2011.01 2011.04 2011.07 7.57419
    • 20. Desembolsos por PorteEm (%) 70 68 64 78 75 78 75 76 79 73 30 32 36 22 25 22 25 24 21 272002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 MPMEs Grandes 20
    • 21. Operações 2011 Número de Operações Desembolsos 896.446 R$ 139,7 bilhões 62.137 89,08 102.616 7% 64% 11% 49.933 6% 8,348 6% 13,995 681.760 10% 27,45 76% 20% MPME + PF = 94% 21
    • 22. 22

    ×