Ac308 introdução a gestão da inovação  2 s 2011
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Ac308 introdução a gestão da inovação 2 s 2011

on

  • 965 views

 

Statistics

Views

Total Views
965
Views on SlideShare
965
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
13
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Ac308 introdução a gestão da inovação  2 s 2011 Ac308 introdução a gestão da inovação 2 s 2011 Presentation Transcript

    • AC308 – Atividades Curriculares Complementares Gestão de Negócios de Tecnologia Introdução a Gestão da Inovação2 S 2011 Eduardo Grizendi 1
    • Motivação para a Inovação• [Fator de competitividade e geração de riqueza]• Produção Científica X Produção Tecnológica• Oportunidades oferecidas pelo Modelo de Inovação Aberta;• Alinhamento com a Lei de Inovação e maior integração ao Sistema Nacional de Inovação;2 S 2011 Eduardo Grizendi 2
    • Produção Científica Brasileira Crescimento das publicações científicas• Número de “papers” indexados” 18 é uma indicação da produção 16 científica 14  Valor relativo Aumento de 11,3%/ano 12  4,8 x a média mundial 10  2,12% da produção mundial em 2008 8 6 Brasil Mestres e doutores titulados anualmente Mundo 440.000 Mestrado 235.000 36 mil mestres 1 Doutorado formados em 2008 030.000 1981 1984 1987 1990 1993 1996 1999 2002 2005 200825.000 Ano Fonte: MCT20.00015.000 • O Brasil produz mais de 10,7 mil doutores formados em 2008 10.000 doutores / ano10.000  Mais que Austrália, Itália e 5.000 Canadá 0  Cerca de 5 x mais que o 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 00 01 02 03 04 05 06 07 08 México fonte: Capes/MEC 2 S 2011 Eduardo Grizendi 3
    • Produção Tecnológica Brasileira • Número de patentes é um indicador internacional de medida da produção tecnológica  O Brasil responde apenas por 0,18% do número de patentes registrados no mundo (Banco Mundial, 2008) • As universidades (Unicamp, UFMG, ...) estão entre os que mais patenteiam no Brasil 2 S 2011 Eduardo Grizendi 4
    • A Inovação segundo Schumpeter (TDE, 1911)• Novas combinações de meios produtivos (“materiais e forças”) aparecendo descontinuamente, gerando desenvolvimento (“realização de novas combinações”): – Introdução de um novo bem ou de uma nova qualidade de um bem – Introdução de um novo método de produção – Abertura de um novo mercado – Conquista de uma nova fonte de oferta de matérias-primas ou de bens manufaturados – Estabelecimento de uma nova organização de qualquer indústria• Invenção # Inovação2 S 2011 Eduardo Grizendi 5
    • A Inovação segundo o Manual deOslo (3ª Edição) e PINTEC 2008• Inovação tipo TPP (Tecnológica de Produto e Processo) + Inovação em Marketing + Inovação Organizacional• Inovação tipo TPP : – Introdução no mercado de um novo produto (bem ou serviço) substancialmente aprimorado ou – Introdução na empresa de um processo produtivo novo ou substancialmente aprimorado• Inovação em Marketing: – Introdução de um novo método, nova estratégia ou conceito de marketing• Inovação Organizacional: – Introdução de um novo método organizacional nas práticas de negócios, na organização do local de trabalho ou nas relações externas 2 S 2011 Eduardo Grizendi 6
    • A Inovação segundo as Leis deInovação e do Bem • Lei de Inovação Federal: – Art. 2º, IV , inovação: “introdução de novidade ou aperfeiçoamento no ambiente produtivo ou social que resulte em novos produtos, processos ou serviços” • Lei Mineira de Inovação: – Art.2º, I , inovação tecnológica: “concepção de novo produto ou processo de fabricação e a agregação de utilidades ou características a bem ou processo tecnológico existente, que resultem em melhoria de qualidade, maior competitividade no mercado e maior produtividade” • Lei do Bem – Art. 17º, § 1º, inovação tecnológica: “concepção de novo produto ou processo de fabricação, bem como a agregação de novas funcionalidades ou características ao produto ou processo que implique melhorias incrementais e efetivo ganho de qualidade ou produtividade, resultando maior competitividade no mercado”2 S 2011 Eduardo Grizendi 7
    • A Inovação para a Empresa Baseado em apresentação do Instituto Inovação Novo Produto Melhoria em Produto Novo Processo Melhoria em Processo = Novo Mercado Novo Matéria Prima Nova Estratégia de Marketing Novo Metódo Organizacional2 S 2011 Eduardo Grizendi 8
    • A Inovação Tecnológica para a Empresa Adaptado de @Instituto Inovação (www.institutoinovacao.com.br) Novo Produto Melhoria em Produto Novo Processo Melhoria em Processo =2 S 2011 Eduardo Grizendi 9
    • O Processo de InovaçãoA seleção de idéias e projetos e o Funíl da Inovação Idéias Idéias Idéias Idéias Projetos Idéias Protótipo Projetos Idéias Idéias Produto Projetos Protótipo Idéias Idéias Idéias Projetos Projetos Idéias Idéias Idéias2 S 2011 Eduardo Grizendi 10
    • O conceito de Inovação Aberta(“Open Innovation”) Closed Innovation Open Innovation2 S 2011 Eduardo Grizendi 11
    • O conceito de Inovação Aberta (“Open Innovation”)2 S 2011 Eduardo Grizendi 12
    • O Conceito de Inovação Aberta (“Open Innovation”)2 S 2011 Eduardo Grizendi 13
    • Caminhos para inovação As Oportunidades do modelo de Inovação Aberta (“Open Innovation”) Other firm´s market Licence, spin out, divest Our new market Internal technology base Our current market Internal/external venture handling External technology base External technology insourcing/ spin-in Stolen with pride from Prof Henry Chesbrough UC Berkeley, Open Innovation: Renewing Growth from Industrial R&D, 10th Annual Innovation Convergence, Minneapolis Sept 27, 20042 S 2011 Eduardo Grizendi 14
    • Exemplo: Plataforma Fiat de “Open Innovation”Fiatmio 2 S 2011 Eduardo Grizendi 15
    • Exemplo: Plataforma P&G de “Open Innovation”connect + develop 2 S 2011 Eduardo Grizendi 16
    • Oportunidades do modelo de InovaçãoAberta (“Open Innovation”) Other firm´s market Licence, spin out, divest Our new market Internal technology base Our current market Internal/external venture handling External technology base External technology insourcing/ spin-in Stolen with pride from Prof Henry Chesbrough UC Berkeley, Open Innovation: Renewing Growth from Industrial R&D, 10th Annual Innovation Convergence, Minneapolis Sept 27, 20042 S 2011 Eduardo Grizendi 17
    • Conceito de Gestão da Inovação• O que é: – Gestão da Propriedade Intelectual • Não divulgação, proteção, acompanhamento junto aos organismos de proteção, comercialização – Gestão das Oportunidades Tecnológicas • Prospecção tecnológica, diligência tecnológica, “Spin-in’s “, etc. – Gestão dos Recursos para Inovação • Atração, contratação, elaboração e submissão de projetos de P&D&I a agências de fomento, etc. • Prestação de contas dos recursos de agências de fomento. – Gestão da Transferência de Tecnologia • Valoração, Licenciamento, transferência, contratação, etc. – Gestão das Empresas Nascentes • Spin-off’s, Spin-out’s, programas de incubação, etc. – Gestão das Competências Tecnológicas • Coletivas, individuais, essenciais, etc.• O que não é: – Execução da P&D&I• Pode incluir ou não a Gestão da P&D 2 S 2011 Eduardo Grizendi 18
    • Importância da Gestão da PropriedadeIntelectual• Ferramenta estratégica de desenvolvimento tecnológico – No. de Patentes: índice da Produção Tecnológica; – Protege e recompensa o esforço de P&D; – Promove a divulgação dos resultados tecnológicos • Inverso: segredo industrial – Gera mais valor para a comercialização das tecnologias; – Protege contra a proteção por terceiros;• Banco de patentes – Importante fonte de conhecimento – Antes de iniciar um esforço em P&D, deve-se fazer busca em bancos de patentes nacionais e internacionais;• Jogo jogado mundialmente!2 S 2011 Eduardo Grizendi 19
    • Brasília, 9 a 12 de setembro de 2010 - Nº 968 - Ano 10Pedidos de patente registram crescimento recorde Dados do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) apontam que até o final deste ano, mais de 27 mil invenções devem ser registradas com pedido de concessão de patentes. O número é o maior da história e a alta tem sido crescente. Há cinco anos, as solicitações não passavam de 21,1 mil por ano. “A pesquisa e o desenvolvimento para a elaboração de novos produtos requerem, na maioria das vezes, grandes investimentos. Proteger estes produtos por meio de uma patente significa se prevenir de competidores e de terceiros que, de algum modo, possam aproveitar-se do produto”, destaca o responsável pelo depósito de patentes do INPI, Júlio César Castelo Branco. Além da patente, há mais três formas usuais de registro de propriedade intelectual: registro de marcas, registro de software e registro de desenho industrial.(Com informações do Sebrae) 2 S 2011 Eduardo Grizendi 20
    • Caminhos para inovação - as oportunidades noModelo de “Closed Innovation” Empresa Comercialização Modelo Fechado Desenvolvimento Foco em DPesquisa Desenvolvimento ICT2 S 2011 Eduardo Grizendi 21
    • Caminhos para inovação - as oportunidades trazidaspelo Modelo de “Open Innovation” e a Lei deInovação e a Lei do Bem Empresa Comercialização Modelo Aberto Desenvolvimento Scale up Foco em P&D&I Licenciamentos ICT Pesquisa Spin-out Desenvolvimento Comercialização Oportunidades2 S 2011 Eduardo Grizendi 22
    • (Modelo Fechado) X (Modelo Aberto + Leis deinovação + Lei do Bem) Modelo Fechado Modelo Aberto Foco em D Foco em P&D&I Empresa Comercialização Comercialização Desenvolvimento Desenvolvimento Scale up Pesquisa ICT Pesquisa Licenciamentos Spin-out Desenvolvimento Desenvolvimento Comercialização Oportunidades 2 S 2011 Eduardo Grizendi 23
    • Caminhos para inovação As Oportunidades do modelo de Inovação Aberta (“Open Innovation”) Other firm´s market Licence, spin out, divest Our new market Internal technology base Our current market Internal/external venture handling External technology base External technology insourcing/ spin-in Stolen with pride from Prof Henry Chesbrough UC Berkeley, Open Innovation: Renewing Growth from Industrial R&D, 10th Annual Innovation Convergence, Minneapolis Sept 27, 20042 S 2011 Eduardo Grizendi 24
    • A Importância da Geração de Empresas Nascentes eos Processos de Inovação por “Spin-in” e “Spin-off”.Lista de Aquisições • Google http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_Google_acquisitions • Yahoo: http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_acquisitions_by_Yahoo%21 • Microsoft http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_companies_acquired_by_Microsoft_Corporati on2 S 2011 Eduardo Grizendi 25
    • A Importância da Geração de Empresas Nascentes eos Processos de Inovação por “Spin-in” e “Spin-off”.Estratégia de “Spin-in’s”Google 2 S 2011 Eduardo Grizendi 26
    • A Importância da Geração de EmpresasNascentes e os Processos de Inovação por “Spin-in” e “Spin-off”. Exemplo de Aquisição do Facebook2 S 2011 Eduardo Grizendi 27
    • Caminhos para inovação As Oportunidades do modelo de Inovação Aberta (“Open Innovation”) Other firm´s market Licence, spin out, divest Our new market Internal technology base Our current market Internal/external venture handling External technology base External technology insourcing/ spin-in Stolen with pride from Prof Henry Chesbrough UC Berkeley, Open Innovation: Renewing Growth from Industrial R&D, 10th Annual Innovation Convergence, Minneapolis Sept 27, 20042 S 2011 Eduardo Grizendi 28
    • As 30 mais importantes inovações em 30anos1. Internet WWW 16. Media file compression (e.g., jpeg, mpeg, mp3)2. PC/Laptop computers 17. Microfinance3. Mobile phones 18. Photovoltaic Solar Energy4. Email 19. Large scale wind turbines5. DNA testing and sequencing/Human genome 20. Social networking via internet mapping 21. Graphic user interface (GUI)6. Magnetic resonance imaging (MRI) 22. Digital photography/videography7. Microprocessors 23. RFID and applications (e.g. EZpass)8. Fiber optics 24. Genetically modified plants9. Office software (Spreadsheets, word processors) 25. Bio fuels10. Non-invasive laser/robotic surgery (laparoscopy) 26. Bar codes and scanners11. Open source software and services (e.g., Linux, Wikipedia) 27. ATMs12. Light emitting diodes (first real devices in 1960s; 28. Stents in products in mid-70s) 29. SRAM flash memory13. Liquid Crystal Displays 30. Anti retroviral treatment for AIDS14. GPS Systems15. Online shopping/ecommerce/auctions (e.g., http://www.pbs.org/nbr/site/features/special/top-30-innovations_home/ eBay)2 S 2011 Eduardo Grizendi 29
    • A importância das redes sociais2 S 2011 Eduardo Grizendi 30
    • Manual de Inovação http://www.finep.gov.br/dcom/manualinovacao.pdf 31@Eduardo Grizendi 2011