Nina Best Atlas Da Juventude

413 views
349 views

Published on

Apresentação de Nina Best no evento Mapeamento, Território e Diversidade no SESC Consolação em outubro/2009.

Published in: Travel, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
413
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Nina Best Atlas Da Juventude

  1. 1. Encontro Mapeamentos socioculturais, Território e Diversidade 29 de setembro de 2009 Nina Best (EYA/UBC)
  2. 2. Atlas da Juventude • Santarém, PA - Saneamento ambiental • Fortaleza, CE - Saneamento ambiental • Recife, PE - Violência urbana • Belo Horizonte, MG - Enfrentamento à violência contra a mulher • Diadema, SP - Trabalho Decente
  3. 3. Objetivos • Específicos: • Gerais: • ●● Treinar moradores das • ●● Desenvolver a capacidade dos comunidades (incluindo jovens, cidadãos mais excluídos socialmente crianças e mulheres) a identificar para participar de um processo de indicadores de comunidade e governança urbana e construção de cidadania. políticas públicas. • ●● Desenvolver um mapa que • ●● Contribuir no processo de espacialmente dialoga com os desenvolvimento socioeconômico e recursos da comunidade e as ambiental das comunidades. prioridades de fortalecimento social, ambiental e segurança. • ●● Informar à formação de políticas públicas que poderiam ser • ●● Documentar o processo e escrever implementadas pelos consórcios um manual sobre a emergente públicos nas distintas regiões. cidadania regional no desenvolvimento dos novos consórcios públicos frutos • ●● Desenvolver conhecimento sobre do projeto entre o Brasil e Canadá metodologias participativas que num esforço para transferir podem ser usadas por outros conhecimento. consórcios públicos da região. • ●● Garantir ampla disseminação dos resultados e recursos através de documentos gratuitos disponíveis para download na internet.
  4. 4. Mapeamento Comunitário • O Environmental Youth Alliance (EYA) • É uma ferramenta inclusiva que ajuda a vem trabalhando com mapeamento desenvolver capacidade na comunidade participativo em comunidades com crianças porque exige participação dos membros da e jovens por mais de uma década, num comunidade. esforço para construir conhecimento sobre as perspectivas, recursos e poder dos • Aproxima os membros de uma jovens e crianças em transformar suas comunidade não só na identificação de comunidades. difficuldades compartilhadas, mas • também na identificação de recursos da Agrega conhecimento local através da comunidade que podem ser mobilizados comunicação colaborativa sobre recursos para enfrentar estes desafios. sociais, culturais, econômicos e ecológicos da comunidade; • É um processo participativo cujo valor • está tanto no processo quanto nos É um instrumento utilizado para facilitar o resultados produzidos. planejamento por recursos em comunidades em todo o mundo. • As oficinas de mapeamento são exercícios exploratórios onde os participantes são • È útil para tomadores de decisão que estão desafiados a pensar sobre eles mesmos, se afastando do modelo de análise baseado suas comunidades e o relacionamento em necessidades para um modelo de que eles tem com sua comunidade com recursos existentes. uma nova perspectiva. • O objetivo é que o mapeamento seja • Mapeamento oficial está nas mãos de realizado pelos moradores locais – é um técnicos e oficiais, e com esta ferramenta, é instrumento para os membros da reconquistado pelas pessoas vivendo em comunidade. comunidades que querem ser reconhecidos • A construção de mapas em comunidades como contribuidores do seu próprio periféricas exemplifica uma pedagogia desenvolvimento. transformadora porque encoraja as pessoas a descreverem seu mundo e ver possibilidades de mudança.
  5. 5. Resultados Iniciais De modo geral, o trabalho resultou num engajamento inspirador de jovens da perferia e técnicos das prefeituras envolvidas: ●● Os municípios estão construindo seu conhecimento e capacidade sobre o uso de ferramentas de mapeamento participativo em trabalhos com comunidades periféricas. ●● Os insights de jovens moradores de periferias foram ouvidos pela primeira vez, não só pelos membros das suas comunidades, mas pelos técnicos das prefeituras, e em alguns casos de trabalhso inter-municipais, por outros jovens e técnicos de outros municípios. O valor deste processo é inestimável. ●● A participação juvenil no planejamento está sendo considerado para além do projeto Atlas da Juventude. ●● Os moradores de periferia estão se reconhecendo como atores capazes de transformar suas próprias realidades.
  6. 6. Se descobrindo no mapa
  7. 7. Rotinas Individuais
  8. 8. Rotina Diária
  9. 9. Obrigada! The Environmental Youth Alliance: www.eya.com Projeto Novos Consórcios Públicos para Governança Metropolitana: http://www.chs.ubc.ca/consortia/indexP.html nina.best@gmail.com nina@polis.org.br

×