Oficina teste de usabilidade
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Oficina teste de usabilidade

on

  • 2,075 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,075
Views on SlideShare
2,069
Embed Views
6

Actions

Likes
3
Downloads
47
Comments
0

1 Embed 6

http://www.linkedin.com 6

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • A análise preditiva é realizada quando os avaliadores tentam prever que tipo de problemas os usuários enfrentarão. Esta análise pode ser feita através de uma inspeção da interface ou em função de técnicas de modelagem. (Ex: percurso cognitivo) A análise interpretativa é realizada quando os avaliadores procuram explicar os fenômenos que ocorreram durante uma interação. (Ex: diário de uso continuado / observações) e é feita sobre dados coletados em ambientes naturais sem interferência dos observadores nas atividades. Os dados coletados em ambientes controlados, embora esta análise também dependa da interpretação do avaliador, são denominadas de experimental (Ex: testes de usabilidade)
  • A análise preditiva é realizada quando os avaliadores tentam prever que tipo de problemas os usuários enfrentarão. Esta análise pode ser feita através de uma inspeção da interface ou em função de técnicas de modelagem. (Ex: percurso cognitivo) A análise interpretativa é realizada quando os avaliadores procuram explicar os fenômenos que ocorreram durante uma interação. (Ex: diário de uso continuado / observações) e é feita sobre dados coletados em ambientes naturais sem interferência dos observadores nas atividades. Os dados coletados em ambientes controlados, embora esta análise também dependa da interpretação do avaliador, são denominadas de experimental (Ex: testes de usabilidade)
  • A análise preditiva é realizada quando os avaliadores tentam prever que tipo de problemas os usuários enfrentarão. Esta análise pode ser feita através de uma inspeção da interface ou em função de técnicas de modelagem. (Ex: percurso cognitivo) A análise interpretativa é realizada quando os avaliadores procuram explicar os fenômenos que ocorreram durante uma interação. (Ex: diário de uso continuado / observações) e é feita sobre dados coletados em ambientes naturais sem interferência dos observadores nas atividades. Os dados coletados em ambientes controlados, embora esta análise também dependa da interpretação do avaliador, são denominadas de experimental (Ex: testes de usabilidade)
  • A análise preditiva é realizada quando os avaliadores tentam prever que tipo de problemas os usuários enfrentarão. Esta análise pode ser feita através de uma inspeção da interface ou em função de técnicas de modelagem. (Ex: percurso cognitivo) A análise interpretativa é realizada quando os avaliadores procuram explicar os fenômenos que ocorreram durante uma interação. (Ex: diário de uso continuado / observações) e é feita sobre dados coletados em ambientes naturais sem interferência dos observadores nas atividades. Os dados coletados em ambientes controlados, embora esta análise também dependa da interpretação do avaliador, são denominadas de experimental (Ex: testes de usabilidade)
  • A análise preditiva é realizada quando os avaliadores tentam prever que tipo de problemas os usuários enfrentarão. Esta análise pode ser feita através de uma inspeção da interface ou em função de técnicas de modelagem. (Ex: percurso cognitivo) A análise interpretativa é realizada quando os avaliadores procuram explicar os fenômenos que ocorreram durante uma interação. (Ex: diário de uso continuado / observações) e é feita sobre dados coletados em ambientes naturais sem interferência dos observadores nas atividades. Os dados coletados em ambientes controlados, embora esta análise também dependa da interpretação do avaliador, são denominadas de experimental (Ex: testes de usabilidade)
  • A análise preditiva é realizada quando os avaliadores tentam prever que tipo de problemas os usuários enfrentarão. Esta análise pode ser feita através de uma inspeção da interface ou em função de técnicas de modelagem. (Ex: percurso cognitivo) A análise interpretativa é realizada quando os avaliadores procuram explicar os fenômenos que ocorreram durante uma interação. (Ex: diário de uso continuado / observações) e é feita sobre dados coletados em ambientes naturais sem interferência dos observadores nas atividades. Os dados coletados em ambientes controlados, embora esta análise também dependa da interpretação do avaliador, são denominadas de experimental (Ex: testes de usabilidade)
  • A análise preditiva é realizada quando os avaliadores tentam prever que tipo de problemas os usuários enfrentarão. Esta análise pode ser feita através de uma inspeção da interface ou em função de técnicas de modelagem. (Ex: percurso cognitivo) A análise interpretativa é realizada quando os avaliadores procuram explicar os fenômenos que ocorreram durante uma interação. (Ex: diário de uso continuado / observações) e é feita sobre dados coletados em ambientes naturais sem interferência dos observadores nas atividades. Os dados coletados em ambientes controlados, embora esta análise também dependa da interpretação do avaliador, são denominadas de experimental (Ex: testes de usabilidade)
  • A análise preditiva é realizada quando os avaliadores tentam prever que tipo de problemas os usuários enfrentarão. Esta análise pode ser feita através de uma inspeção da interface ou em função de técnicas de modelagem. (Ex: percurso cognitivo) A análise interpretativa é realizada quando os avaliadores procuram explicar os fenômenos que ocorreram durante uma interação. (Ex: diário de uso continuado / observações) e é feita sobre dados coletados em ambientes naturais sem interferência dos observadores nas atividades. Os dados coletados em ambientes controlados, embora esta análise também dependa da interpretação do avaliador, são denominadas de experimental (Ex: testes de usabilidade)
  • A análise preditiva é realizada quando os avaliadores tentam prever que tipo de problemas os usuários enfrentarão. Esta análise pode ser feita através de uma inspeção da interface ou em função de técnicas de modelagem. (Ex: percurso cognitivo) A análise interpretativa é realizada quando os avaliadores procuram explicar os fenômenos que ocorreram durante uma interação. (Ex: diário de uso continuado / observações) e é feita sobre dados coletados em ambientes naturais sem interferência dos observadores nas atividades. Os dados coletados em ambientes controlados, embora esta análise também dependa da interpretação do avaliador, são denominadas de experimental (Ex: testes de usabilidade)
  • A análise preditiva é realizada quando os avaliadores tentam prever que tipo de problemas os usuários enfrentarão. Esta análise pode ser feita através de uma inspeção da interface ou em função de técnicas de modelagem. (Ex: percurso cognitivo) A análise interpretativa é realizada quando os avaliadores procuram explicar os fenômenos que ocorreram durante uma interação. (Ex: diário de uso continuado / observações) e é feita sobre dados coletados em ambientes naturais sem interferência dos observadores nas atividades. Os dados coletados em ambientes controlados, embora esta análise também dependa da interpretação do avaliador, são denominadas de experimental (Ex: testes de usabilidade)
  • A análise preditiva é realizada quando os avaliadores tentam prever que tipo de problemas os usuários enfrentarão. Esta análise pode ser feita através de uma inspeção da interface ou em função de técnicas de modelagem. (Ex: percurso cognitivo) A análise interpretativa é realizada quando os avaliadores procuram explicar os fenômenos que ocorreram durante uma interação. (Ex: diário de uso continuado / observações) e é feita sobre dados coletados em ambientes naturais sem interferência dos observadores nas atividades. Os dados coletados em ambientes controlados, embora esta análise também dependa da interpretação do avaliador, são denominadas de experimental (Ex: testes de usabilidade)
  • A análise preditiva é realizada quando os avaliadores tentam prever que tipo de problemas os usuários enfrentarão. Esta análise pode ser feita através de uma inspeção da interface ou em função de técnicas de modelagem. (Ex: percurso cognitivo) A análise interpretativa é realizada quando os avaliadores procuram explicar os fenômenos que ocorreram durante uma interação. (Ex: diário de uso continuado / observações) e é feita sobre dados coletados em ambientes naturais sem interferência dos observadores nas atividades. Os dados coletados em ambientes controlados, embora esta análise também dependa da interpretação do avaliador, são denominadas de experimental (Ex: testes de usabilidade)
  • A análise preditiva é realizada quando os avaliadores tentam prever que tipo de problemas os usuários enfrentarão. Esta análise pode ser feita através de uma inspeção da interface ou em função de técnicas de modelagem. (Ex: percurso cognitivo) A análise interpretativa é realizada quando os avaliadores procuram explicar os fenômenos que ocorreram durante uma interação. (Ex: diário de uso continuado / observações) e é feita sobre dados coletados em ambientes naturais sem interferência dos observadores nas atividades. Os dados coletados em ambientes controlados, embora esta análise também dependa da interpretação do avaliador, são denominadas de experimental (Ex: testes de usabilidade)
  • A análise preditiva é realizada quando os avaliadores tentam prever que tipo de problemas os usuários enfrentarão. Esta análise pode ser feita através de uma inspeção da interface ou em função de técnicas de modelagem. (Ex: percurso cognitivo) A análise interpretativa é realizada quando os avaliadores procuram explicar os fenômenos que ocorreram durante uma interação. (Ex: diário de uso continuado / observações) e é feita sobre dados coletados em ambientes naturais sem interferência dos observadores nas atividades. Os dados coletados em ambientes controlados, embora esta análise também dependa da interpretação do avaliador, são denominadas de experimental (Ex: testes de usabilidade)
  • A análise preditiva é realizada quando os avaliadores tentam prever que tipo de problemas os usuários enfrentarão. Esta análise pode ser feita através de uma inspeção da interface ou em função de técnicas de modelagem. (Ex: percurso cognitivo) A análise interpretativa é realizada quando os avaliadores procuram explicar os fenômenos que ocorreram durante uma interação. (Ex: diário de uso continuado / observações) e é feita sobre dados coletados em ambientes naturais sem interferência dos observadores nas atividades. Os dados coletados em ambientes controlados, embora esta análise também dependa da interpretação do avaliador, são denominadas de experimental (Ex: testes de usabilidade)
  • A análise preditiva é realizada quando os avaliadores tentam prever que tipo de problemas os usuários enfrentarão. Esta análise pode ser feita através de uma inspeção da interface ou em função de técnicas de modelagem. (Ex: percurso cognitivo) A análise interpretativa é realizada quando os avaliadores procuram explicar os fenômenos que ocorreram durante uma interação. (Ex: diário de uso continuado / observações) e é feita sobre dados coletados em ambientes naturais sem interferência dos observadores nas atividades. Os dados coletados em ambientes controlados, embora esta análise também dependa da interpretação do avaliador, são denominadas de experimental (Ex: testes de usabilidade)
  • A análise preditiva é realizada quando os avaliadores tentam prever que tipo de problemas os usuários enfrentarão. Esta análise pode ser feita através de uma inspeção da interface ou em função de técnicas de modelagem. (Ex: percurso cognitivo) A análise interpretativa é realizada quando os avaliadores procuram explicar os fenômenos que ocorreram durante uma interação. (Ex: diário de uso continuado / observações) e é feita sobre dados coletados em ambientes naturais sem interferência dos observadores nas atividades. Os dados coletados em ambientes controlados, embora esta análise também dependa da interpretação do avaliador, são denominadas de experimental (Ex: testes de usabilidade)
  • A análise preditiva é realizada quando os avaliadores tentam prever que tipo de problemas os usuários enfrentarão. Esta análise pode ser feita através de uma inspeção da interface ou em função de técnicas de modelagem. (Ex: percurso cognitivo) A análise interpretativa é realizada quando os avaliadores procuram explicar os fenômenos que ocorreram durante uma interação. (Ex: diário de uso continuado / observações) e é feita sobre dados coletados em ambientes naturais sem interferência dos observadores nas atividades. Os dados coletados em ambientes controlados, embora esta análise também dependa da interpretação do avaliador, são denominadas de experimental (Ex: testes de usabilidade)
  • A análise preditiva é realizada quando os avaliadores tentam prever que tipo de problemas os usuários enfrentarão. Esta análise pode ser feita através de uma inspeção da interface ou em função de técnicas de modelagem. (Ex: percurso cognitivo) A análise interpretativa é realizada quando os avaliadores procuram explicar os fenômenos que ocorreram durante uma interação. (Ex: diário de uso continuado / observações) e é feita sobre dados coletados em ambientes naturais sem interferência dos observadores nas atividades. Os dados coletados em ambientes controlados, embora esta análise também dependa da interpretação do avaliador, são denominadas de experimental (Ex: testes de usabilidade)

Oficina teste de usabilidade Oficina teste de usabilidade Presentation Transcript

  • Oficina Teste de Usabilidade
    • Instituto Faber-Ludens de Design de Interação
    • Faculdades Internacionais San-Martin
    • Érico Fileno , M.Sc.
    • Designer de Interação
  • Programação
    • Manhã
    • Conceito sobre Usabilidade, Planejamento do teste (laboratório, Morae, plano, recrutamento, análise da tarefa).
    • Tarde
    • Execução (facilitação, questionário, recompensa), interpretação e comunicação de resultados.
  • Definição
    • O que é teste de usabilidade?
    • Método para detectar problemas na interação do usuário com um produto:
    • Inadequação,
    • Inconsistência,
    • Resposta inesperada,
    • Complicação,
    • Ambiguidade.
  • Critérios
    • O que o usuário pode fazer?
    • O que o usuário quer fazer?
    • O que o usuário deve fazer?
  • Definição
    • O que é teste de usabilidade?
    • Método para detectar problemas compreender melhor a interação do usuário com um produto.
  • Tipos
    • Formativo / Somativo,
    • Exclusivo / Comparativo,
    • Qualitativo / Quantitativo,
    • Coletivo / Individual,
    • Livre / Estruturado,
    • Em campo / Em laboratório.
  • Possíveis objetivos
    • Receber feedback sobre o design,
    • Avaliar situação,
    • Comparar com a concorrência,
    • Convencer pessoas.
  • Métricas
    • Tempo de execução da tarefa,
    • Número de erros,
    • Taxa de finalização da tarefa,
    • Satisfação subjetiva.
  • Benefícios não-quantificáveis
    • Mostra o usuário,
    • Acaba com discussões intermináveis,
    • Dar suporte ao design,
    • Sensibiliza a equipe de desenvolvimento.
  • Benefícios não-quantificáveis
  • Planejamento Laboratório
    • Laboratório de usabilidade.
  • Preparação técnica Laboratório
  • Preparação técnica Laboratório
  • Preparação técnica Laboratório
  • Preparação técnica Laboratório
    • Desvantagens do teste em laboratório:
    • Condições artificiais,
    • Inibição,
    • Descontextualização,
    • Custo da infra-estrutura.
  • Preparação técnica Laboratório
    • Desvantagens do teste em campo:
    • Descontrole,
    • Problemas técnicos,
    • Interferências durante o teste,
    • Custo de software e equipamentos.
  • Preparação técnica Morae
    • Grava a tela do usuário,
    • Grava a webcam,
    • Permite observação simultânea em outro computador via rede,
    • Ajuda a analisar os dados,
    • Gera estatísticas.
  • Preparação técnica Morae
  • Exercícios
    • Preparar e testar os equipamentos para um teste de usabilidade,
    • Configurar dois computadores: o do usuário e o dos observadores.
  • Preparação conceitual Planejamento
    • Qual é o propósito?
    • Como será aplicado o método?
    • Que recursos serão necessários?
  • Preparação conceitual Recrutamento
    • Screening,
    • Representatividade de segmentos,
    • Capacidade de verbalização,
    • Conhecimento do domínio,
    • Experiência prévia.
  • Preparação conceitual Princípios de recrutamento
    • Deixar claro que não vai vender nada,
    • Conquistar a simpatia,
    • Não agir como um atendente de telemarketing,
    • Demonstrar o benefício e instigar a curiosidade.
  • Preparação conceitual Exemplo de screening
    • Olá! Meu nome é (nome_do_pesquisador) e eu trabalho para a (nome_da_empresa). Com quem eu falo? (nome_da_pessoa), nos temos um site na Internet e estamos cadastrando pessoas que queiram participar de pesquisas de opinião. A pesquisa é simples. Nós mostramos um site pra você e você nos dá sua opinião. No final você ganha um (descricao_do_brinde). Você tem interesse em se cadastrar?
  • Preparação conceitual Número de usuários
    • Você quer quantidade ou qualidade?
    • Até que os dados comecem a se repetir,
    • Importância de representar diferentes perfis.
    Nielsen
  • Preparação conceitual Onde encontrar usuários
    • Terceirização de recrutamento,
    • Rede de amigos (orkut, twitter),
    • Cadastro de clientes de empresas,
    • Instituições de ensino (biblioteca, laboratórios),
    • Locais públicos (bares, lan-houses),
    • Anúncio em jornal ou na web.
    Nielsen
  • Exercícios
    • Planejar um teste para website de exemplo,
    • Iniciar o plano de teste definindo objetivos e perfil de usuários,
    • Elaborar o roteiro de recrutamento.
  • Preparação conceitual Estrutura do teste
    • Formativo / Somativo,
    • Exclusivo / Comparativo,
    • Qualitativo / Quantitativo,
    • Coletivo / Individual,
    • Livre / Estruturado ,
    • Em campo / Em laboratório.
  • Preparação conceitual Análise de tarefas
    • Traçar os fluxos,
    • Percurso cognitivo para identificar dúvidas,
    • Priorizar,
    • Redigir tarefas claras.
  • Preparação conceitual Visualização de tarefas
    • Análise preditiva da tarefa.
    Entrou na loja Vai às estantes Pergunta Procura seção Procura produto Paga Procura algo específico? Pergunta ao atendente? Procura o caixa? Encontra algo interessante? Deseja algo mais? Vai embora? Encontrou o Produto? S Entra na loja Sai da loja S S N N N N S S S S N N N
  • Preparação conceitual Teste orientado a tarefas
    • Escrever as tarefas em cartões ou no roteiro,
    • Testar antes se a tarefa é compreensível,
    • Não explicar a tarefa durante o teste,
    • Gravar o tempo para execução,
    • Conversar sobre a tarefa depois da execução ou desistência.
  • Exercícios
    • Identificar tarefas críticas no website de exemplo,
    • Decupar as etapas da tarefa em formato de diagrama,
    • Ressaltar as etapas que acredita-se que possam causa problemas,
    • Redigir tarefas para um teste.
  • Preparação conceitual Protótipos
    • Escolha do suporte (papel, computador),
    • Escolha da ferramenta,
    • Definição dos fluxos,
    • Montagem das telas,
    • Eliminação de bugs.
  • Preparação conceitual Software para prototipação
    • Axure,
    • Visio,
    • Powerpoint,
    • Flash/Flex/Catalyst,
    • Dreamweaver,
    • Balsamiq.
  • Preparação conceitual "O Mágico de Oz" Evaluating speech-enabled multimodal dialogue systems
  • Execução Facilitação
    • Seguir os protocolos,
    • Deixar usuário à vontade,
    • Fazer companhia,
    • Colher sugestões,
    • Ser imparcial.
  • Execução Perigos ou oportunidades
    • Colocar palavras na boca do usuário,
    • Omitir ou expor pontos,
    • Coletar frases de efeito.
  • Execução Protocolo "Pensar alto"
    • Ajuda a entender melhor a tarefa,
    • Demora mais para executar a tarefa.
    O que você está procurando? Eu não estou entendendo porque esse ícone apareceu de novo... No que você está pensando?
  • Execução Protocolo Semiótico
    • O que você espera encontrar? Suporte ao ensino.
    • Por que você acha isso? A Biblioteca é necessária pra ensinar.
    • Como você chegou a essa conclusão? Ensinar pressupõe aprendizado, que só é possível através da pergunta.
  • Execução Exemplo de script
    • [ cumprimente o usuário, ofereça água, café e o banheiro. ] Obrigado por participar do teste! Sou consultor de uma empresa que tem um site na Internet e estou tentando ajudar a melhorar ele. Chamamos você porque queremos que você também nos ajude a encontrar em que pontos ele pode melhorar. Não precisa fazer nada especial, é só usar o site como se você estivesse em casa. Observando como você reage ao site, podemos saber o que está bom e o que está ruim..
  • Exercícios
    • Preparar o roteiro do facilitador,
    • Simular um teste,
    • Prestar atenção na moderação.
  • Execução Questionário de satisfação
    • Momento de reflexão,
    • Opção anônima,
    • Avaliação subjetiva do processo,
    • Resumo das impressões,
    • Abertura para sugestões,
    • Mudança para o papel promove reflexão.
  • Execução Exemplo de Questionário
  • Execução QUIZ
  • Exercício
    • Elaborar um breve questionário de satisfação para o teste no website do exemplo.
  • Execução Recompensa
    • Resolução Conselho Nacional de Saúde 196/96 – Diretrizes e Normas Regulamentadoras de Pesquisas Envolvendo Seres Humanos,
    • Art. II p.10 – Sujeito da pesquisa: é o(a) participante pesquisado(a), individual ou coletivamente, de caráter voluntário, vedada qualquer forma de remuneração .
  • Execução Recompensa
    • Recrutar durante horário de trabalho e ressarcir prejuízo ou
    • Recompensar com brindes (tickets promocionais, produtos, etc),
    • Ressarcir gastos com transporte e alimentação.
  • Teste piloto
    • Testar o teste,
    • Prevenir que problemas no teste afetem o resultado,
    • Usuário não precisa fazer parte do público-alvo,
    • Pode-se testar partes em separado (redação das tarefas, equipamento, etc).
  • Checklist para teste
    • Os objetivos do teste estão bem definidos?
    • As tarefas a serem propostas estão claras?
    • Os equipamentos estão todos funcionando?
    • ...
    • Já realizou um teste piloto?
    • Você tem certeza que realizou um teste piloto?
  • Exercício
    • Executar os testes no website de exemplo.
  • Interpretação de dados
    • Revisão de áudio/vídeo é trabalhoso,
    • Metadados,
    • Grau de severidade/prioridades,
    • Análise estatística.
  • Etiquetas de expressões
  • Comunicação de resultados
    • Resumir achados:
      • Usar gráficos e estatísticas se forem relevantes,
    • Apontar implicações para o design:
      • Críticas e elogios,
      • Sugestões e recomendações.
  • Referência
    • Betterdesktop.org
  • Exercício
    • Elaborar um relatório dos testes aplicados.
  • Érico Fernandes Fileno, M.Sc. - Designer de Interação - Especialista em Experiência do Usuário - Pesquisador em Usabilidade [email_address] http://ericofileno.wordpress.com @efileno Contato