Homo Experientia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Homo Experientia

on

  • 938 views

Primeiros pensamentos sobre o que ando pesquisando e pensando...

Primeiros pensamentos sobre o que ando pesquisando e pensando...

Statistics

Views

Total Views
938
Views on SlideShare
932
Embed Views
6

Actions

Likes
0
Downloads
3
Comments
0

3 Embeds 6

http://www.linkedin.com 3
http://www.slideshare.net 2
https://www.linkedin.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Homo Experientia Presentation Transcript

  • 1. Érico Fernandes Fileno, M.Sc. | CESAR designer de interação e especialista em experiência do usuário HOMO EXPERIENTIA
  • 2. “ uso de conhecimentos científicos para especificar as vias de se fazerem as coisas de uma maneira que possa ser reproduzido”. “ um conjunto de conhecimentos especializados, com princípios científicos que se aplicam a um determinado ramo de atividade, modificando, melhorando, aprimorando os produtos oriundos do processo de interação dos seres humanos com a natureza e destes entre si”. TECNOLOGIAS
  • 3. Vita activa : atividade política de interação social entre os seres humanos, em contraposição a atividade contemplativa. O homo laber, “o fabricador de objetos rompe com o anonimato onde estava imerso como simples 'animal trabalhador' (animal laborans)”. Enquanto o trabalho humano é uma atividade sem fim, repetitivo e que corresponde ao próprio processo biológico do corpo humano, a obra ou fabricação tem um começo e um final determinado, termina com um resultado tangível, durável: o objeto de uso. trabalho (LABOR), obra (WORK) e ação (ACTION)
  • 4. o ser humano instrumentaliza e constrói um mundo artificial de “coisas-utensílios”, empregando todas as coisas como instrumentos mediadores. HOMO FABER
  • 5. MEDIAÇÃO
  • 6. Os artefatos, construídos artificialmente, se transformam em objetos apropriados ao uso do ser humano, quando damos valores a eles. Segundo DONALD NORMAN (2008), “além de forma física e funções mecânicas, os objetos assumem forma social e funções simbólicas”. TRANSFORMAR artefatos em objetos
  • 7. DESIGN EMOCIONAL
  • 8. HOMO EXPERIENTIA SENSAÇÃO PERCEPÇÃO O processo do design é descrito como uma interação entre argumentos e movimentos .
  • 9. HOMO EXPERIENTIA O processo do design é descrito como uma interação entre argumentos e movimentos . é o trabalho criativo do designer explorando e gerando novos conceitos
  • 10. HOMO EXPERIENTIA O processo do design é descrito como uma interação entre argumentos e movimentos . são os aspectos do comportamento da atividade humana
  • 11. HOMO EXPERIENTIA arte de facilitar ou fomentar interações entre humanos mediações e percepções (sensoriais/físicas)
  • 12. O que vemos é uma parte fundamental do que sabemos. (Donis A. Dondis) “ ”
  • 13. Érico Fernandes Fileno, M.Sc. - Designer de Interação - Especialista em Experiência do Usuário - Pesquisador em Usabilidade [email_address] ericofileno .wordpress.com Obrigado