Your SlideShare is downloading. ×
Workshop AI
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Workshop AI

1,009
views

Published on

Workshop no Integra Design na UFPel

Workshop no Integra Design na UFPel

Published in: Design

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,009
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
31
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Workshop Arquiteturade InformaçãoEdyd Junges (@edyd)Instituto Faber-Ludens (@faberludens)
  • 2. “Era da Informação”
  • 3. Uma definição visionária: "O estudo da organização da informação que permite ao usuário chegar ao entendimento" Richard Saul Wurman Uma definição operacional: "Organização da estrutura de um website e seu conteúdo, rotulagem e categorização da informação e o design de sistemas de busca" Rosenfeld e Morville Uma definição crítica:"Termo criado para legitimar a estruturalização de ambientes informacionais para maior eficiência e controle do acesso à informação por uma determinada organização de pessoas" Frederick van AmstelO que é Arquitetura da Informação?
  • 4. Problemas comuns resultantes da falta de Arquitetura da Informação• Inconsistência na navegação• Rótulos ambíguos• Sistemas de busca confusos• Ausência de feedbacks do sistema• Excesso de cliques para encontrar informações ... mais?
  • 5. • Inconsistência na navegação padrões de interação• Rótulos ambíguos vocabulário controlado• Sistemas de busca confusos teste de usabilidade• Ausência de feedbacks do sistema análise heurística• Excesso de cliques para encontrar informações card-sorting
  • 6. Os 7 processos da A.I.
  • 7. 7 processosPlanejamento de Informações
  • 8. Planejamento de Informações • Etapa inicial de análise do sistema e planejamento Métodos recomendados • Definição de objetivos do ✓ Briefing cliente e do sistema ✓ Benchmarking • Metadesign: planejar a plataforma que permitirá ✓ Mapas conceituais planejar depois ✓ Reuniões
  • 9. Modelos conceituais• Excelentes para negociar mudanças• Definir melhor conceitos abstratos• Gerar uma visão compartilhada do artefato entre os membros da equipe de projeto
  • 10. Modelos conceituais:Mapas mentais• Mostra tendências e ligações • Usado em brainstorming coletivo sobre a percepção das pessoas para desenvolver perspectivas comuns• Estruturação hierárquica de ideias
  • 11. Modelos conceituais: Mapas mentaisMapa mental do Delicious
  • 12. Atividade Mapa Mental• Criar Mapa Mental para experimentar o modelo conceitual• Atividade individualSite IFSUL
  • 13. Contextos de uso Cebola dos contextos da interação mediada
  • 14. Modelos conceituais: Contexto tecnológicoDiagrama de Modelo de banco de dados
  • 15. Modelos conceituais: Contexto simbólicoRelações conceituais dos artefatos no Delicious.com
  • 16. Modelos conceituais: Contexto simbólicoFluxo de mediação de atividades no Delicious.com
  • 17. Modelos conceituais: Contexto socialContexto social do Delicious.com
  • 18. AtividadeModelo conceitual• Criar um modelo conceitual colaborativamente, mostrando ocontexto social• Em grupos
  • 19. 7 processosLevantamento de Informações
  • 20. Levantamento de Informações • Busca compreensão do projeto Métodos recomendados ✓ Inventário de • Levantamento de Conteúdo informações, dados, atores e envolvidos (usuários, stakeholders, etc) ✓ Entrevistas • Compreender as tarefas e ✓ Questionários atividades que o usuário irá realizar e o contexto social ✓ Etnografia Virtual onde está inserido
  • 21. Inventário de Conteúdo
  • 22. Inventário de Conteúdo • Clicar em todos os links dentro do site • Anotar: • URL • Link quebrado ou não • Título da página • Texto do link que levou à página
  • 23. Questionários Google Docs
  • 24. Entrevistas
  • 25. Entrevistas • Pessoal ou a distância (síncrono ou assíncrono) • Importante: • Recrutamento, agendamento e confirmação • Roteiro (estruturado, semi-estruturado, livre) • Ajuda de custos...
  • 26. EtnografiaBusca a compreensão aprofundada docomportamento a partir da observaçãode situação reais.
  • 27. Estudos etnográficos sobre uso de TV Móvel realizados pela Nokia
  • 28. Jason Diptych
  • 29. Juan Carlos
  • 30. “Etnografia” virtual Estudo etnográfico realizado no espaço digital, baseado na participação em redes sociais na web.
  • 31. Exemplos de frases de boleiros:Boleiro não joga,desfila!Boleiro não conversa,resenha!Boleiro não treina,ensina!Boleiro não faz fundamento,ensaia!Boleiro não comemora gol,ascena pra torcida!Boleiro não se machuca,fica contudido!Boleiro não é metido,só faz seu estilo!Boleiro não é cumprimentado,é aplaudido!Boleiro não corre,faz a bola correr!Boleiro não dribla,apenas ignora o adversário!
  • 32. Algumas palavras-chave dos boleiros: moral (e não "força",por exemplo) fera (e não "jogador",por exemplo) time (e não "equipe",por exemplo)
  • 33. 7 processosClassificação de Informações
  • 34. Organização e classificação Métodos recomendados ✓ Card-Sorting ✓ Vocabulário Controlado ✓ Taxonomia ✓ Modelo Mental ✓ Folcsonomia ✓ Diagrama de afinidades
  • 35. Taxonomia na Biologia • Esquema de classificação hierárquica dos seres vivos • Os filhos tem apenas um pai • A classificação é feita para acolher novas descobertas
  • 36. Taxonomia em Arquitetura daInformação • Esquema de classificação hierárquico para informações diversas • Os filhos podem ter mais de um pai • Pode ser usada em ferramentas de busca e navegação
  • 37. Taxonomias para navegação(antigo Cadê?)
  • 38. Elaboração de Taxonomias 1.Inventário de conteúdo 2.Avaliação da taxonomia atual (se existir) 3.Agrupamento 4.Hierarquização 5.Testes
  • 39. Processo de Classificação agrupar rotular categori zar
  • 40. Atividade: Classificação de informações• Em duplas• Criar categorias para classificar os rótulos a seguirCard Sorting aberto
  • 41. Rótulos aprendiz colega educando pupilo aluno universitário tutelado estudante estagiário acadêmico discípulo
  • 42. Quero pegar um livro na biblioteca... Como faço?
  • 43. Card-sorting • Testar ou criar classificações baseadas no modelo mental do usuário • Aberto (categorias não bem pré- definidas) ou fechado (categorias chegam definidas) • Apresentar cartões pros usuários e pedir para que organizem
  • 44. Presencial Online
  • 45. Rótulos aprendiz colega educando pupilo aluno universitário tutelado estudante estagiário acadêmico discípulo
  • 46. Categorias coloquial formal aluno universitário estudante acadêmico colega direito educando tutelado trabalho fábulas aprendiz pupilo estagiário discípulo
  • 47. Atividade: Card-sorting (aberto)• Em grupos• Quais categorias (4 a 6) vocês utilizariam para englobar todo oconteúdo do menu do site? Definir apenas as categorias principais ealguns exemplos de seções que estariam englobadas nela.
  • 48. Início Conselho Superior Q-AcadêmicoInstitucional Colégio de Dirigentes SIGAAções e programas A Reitoria IntranetAuditorias O Reitor WebmailConvênios Ensino OuvidoriaDespesas Pesquisa e Pós EDITAISLicitações e contratos Extensão PROCESSOServidores Administração SELETIVOPerguntas frequentes Desenvolvimento CONCURSOSLei de acesso à informação LICITAÇÕESSIC OUVIDORIAO Instituto COMUNICAÇÃOHistóricoOrganogramaMemorial
  • 49. Taxonomia• Hierarquia das categorias que representam a navegação• Classificação dos conteúdos do site.• Especificação de metadados em um gerenciador de conteúdo,• Páginas e menu de navegação. Classificação hierárquica
  • 50. Folcsonomia
  • 51. Vocabulário Controlado• Contém a Taxonomia• Pode conter um Tesauro• Glossário• Ontologia• Gerenciadores de conteúdo Ontologia no Cadê
  • 52. 7 processosGestão do Conteúdo
  • 53. Gerenciadores de Conteúdo - CMSAdministração de categorias no gerenciador de conteúdo Wordpress
  • 54. Definição de papéis dosusuários e privilégios
  • 55. 7 processosNavegação
  • 56. Modelo de Navegação:Macro para Micro Modelo de navegação em árvore
  • 57. Modelo de Navegaçãoem Entrada e Saída
  • 58. Modelo de NavegaçãoLinear
  • 59. Modelo de NavegaçãoRizomátíca
  • 60. 7 processosVisualização de Informações
  • 61. Newsmap
  • 62. Simetria ProximidadeSimilaridade PRINCÍPIOS GESTALTFechamento Figura-fundo
  • 63. Heatmap: visualização em forma de F e Eyetrack (Poynter Institute : 2004)
  • 64. Visualização de Informações• Abstração da Informação Métodos recomendados• Gráfico/Imagem ✓ Wireframe• Facilita do entendimento ✓ Wireflow• Melhoria na comunicação através da documentação ✓ Fluxograma visual ✓ Sitemap
  • 65. Prototipação das representações visuais das interfaces• Propósito (demonstrar,testar,explorar)• Fidelidade (alta,baixa)• Funcionalidade (funcional,semi-funcional)• Etapa e Competência técnica
  • 66. Sketchs ou RabiscosLiberte-se!
  • 67. Wireframe Momento de definiçã o: especificação
  • 68. Protótipo em baixa fidelidade
  • 69. Protótipo em papel
  • 70. Atividade: Wireframe• Em Duplas• Para experimentar a técnica do wireframe (estrutura/aramado),cada um deve reconstruir a página inicial do site do IFSul.
  • 71. Vocabulário Visual página/ documento (e suas pilhas) dois tipos de estrutura (árvore,a esquerda) ponto de decisãoSetas indicam o caminho que o usuário exemplo de área está propenso a seguir.A crossbar indica operações irreversíveis. Visual Vocabulary de Jesse James Garrett
  • 72. Storyboard Ferramenta para edição de quadrinhos online: Pixton
  • 73. Fluxogramaou fluxo de tarefa
  • 74. Wireflow
  • 75. 7 processosRecuperação de Informações
  • 76. Recuperação de Informações• Encontrabilidade Métodos recomendados• Dar pistas ao usuário ✓ Análise de• Múltiplos caminhos para Estatísticas de navegação encontrar a informação ✓ SEO• Análise de Estatísticas
  • 77. “Dar pistas aos usuários...”
  • 78. Análise de estatísticas
  • 79. Análise de Helpdesk Saber a opinião dos usuários que se importam
  • 80. Os 7 processos da A.I.
  • 81. Etapas da Arquitetura de Informação(Modelo processual)
  • 82. Muito + no Corais.org+ acompanhamento (shadowing)+ fly on the wall+ diários de uso continuado+ sondas culturais (cultural probes)+ história de vida+ um dia na vida (real ou simulado)+ levantamento demográfico+ questionários+ porquê,porquê,porquê
  • 83. Livro colaborativohttp://designlivre.faberludens.com.br
  • 84. Curso Online de A.I.http://www.faberludens.com.br/pt-br/cursos/aionline
  • 85. Obrigado! Edyd Junges (@edyd)edyd.junges@faberludens.com.brInstituto Faber-Ludens www.faberludens.com.br