Your SlideShare is downloading. ×
0
Ap
Ap
Ap
Ap
Ap
Ap
Ap
Ap
Ap
Ap
Ap
Ap
Ap
Ap
Ap
Ap
Ap
Ap
Ap
Ap
Ap
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Ap

965

Published on

Não deixaremos haver Poluição

Não deixaremos haver Poluição

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
965
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
18
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Trabalho realizado: Eduardo Pinheiro 8ºA nº8 Luís Filipe 8ºA nº12 Andreia Gomes 8ºA nº2
  • 2. A Poluição pode ser definida como a introdução no meio ambiente de qualquer matéria ou energia que venha a alterar as propriedades físicas ou químicas ou biológicas desse meio, afectando, ou podendo afectar, por isso, a "saúde" das espécies animais ou vegetais que dependem ou tenham contacto com ele, ou que nele venham a provocar modificações físico-químicas nas espécies minerais presentes. Existem vários tipos de poluição.
  • 3. A poluição do solo é causada pelos lixos que as pessoas deixam no chão da sua casa, da sua rua, do jardim da sua cidade, do pinhal ou das matas quando fazem um piquenique… da berma das estradas quando vão de carro e atiram lixo pela janela… e também nas praias, quando, no final de um agradável dia de Verão passado à beira-mar, regressam às suas casas mas deixaram os restos e os lixos na areia e por alguns insecticidas que ás vezes usamos para matarem insectos.
  • 4. A água limpa e fresca é essencial para todas as formas de vida. Infelizmente, desde que começámos a inventar máquinas e a construir grandes fábricas que a maior parte dos rios, lagos e mares da Europa tem sido utilizada como uma forma fácil de nos livrarmos do lixo. Esta atitude causou danos a muitas plantas e animais em milhares de quilómetros de rios, pondo em risco a saúde humana e poluindo também as águas costeiras.
  • 5.  - pela acumulação de lixos e detritos junto de fontes, poços e cursos de água;  - pelos esgotos domésticos que aldeias, vilas e cidades lançam nos rios ou nos mares;  - pelos resíduos tóxicos que algumas fábricas lançam nos rios;  - pelos produtos químicos que os agricultores utilizam para combater as doenças das suas plantas, e que as águas das chuvas arrastam para os rios e para os lençóis de água existentes no subsolo;  - pela lavagem clandestina, ou seja, não autorizada, de barcos n - pelos resíduos nucleares radioactivos, depositados no fundo do mar;  - pelos naufrágios dos petroleiros, ou seja, acidentes que causam o derrame de milhares de toneladas de petróleo, sujando as águas e a costa e matam toda a vida marinha – as chamadas marés negras.  o alto mar, que largam combustível;
  • 6. Vivemos rodeados de sons: pessoas que falam, máquinas e electrodomésticos que trabalham, a música de uma discoteca, automóveis que passam, crianças que brincam…O aumento de ruídos no ambiente que nos rodeia provocou uma nova forma de poluição – a poluição sonora. O barulho dos aviões que passam no ar.
  • 7. A poluição atmosférica refere-se às alterações da atmosfera susceptíveis de causar impacto a nível ambiental ou de saúde humana, através da contaminação por gases, partículas sólidas, liquidas em suspensão, material biológico ou energia. A adição dos contaminantes pode provocar danos directamente na saúde humana ou no ecossistema, podendo estes danos ser causados por elementos resultantes dos contaminantes. Para além de prejudicar a saúde, pode igualmente reduzir a visibilidade, diminuir a intensidade da luz ou provocar odores desagradáveis.
  • 8.  o fumo que sai pelas chaminés das fábricas;  o fumo que sai pelos tubos de escape dos meios de transporte;  a incineração dos lixos a céu aberto ( quer dizer, queimar lixos);  o uso, em demasia, de insecticidas e outros sprays (desodorizantes, desinfectantes do ambiente, etc);
  • 9.  A poluição do ar pode fazer com que o ar que tu respires te torne doente. Quando respiras ar poluído com frequência, as partículas presentes podem depositar -se nos teus pulmões. A poluição do ar pode provocar dor de cabeça ou irritar a tua garganta e pode também fazer os teus olhos lacrimejarem e irritá-los.  A poluição do ar causa prejuízo às plantações e os animais também podem ficar doentes por causa dela.
  • 10. A poluição luminosa é provocada pelo desperdício de luz nocturna. Poluição luminosa é o tipo de poluição ocasionada pelo luz excessiva ou obstrusiva criada por humanos. A poluição luminosa interfere nos ecossistemas, causa efeitos negativas à saúde, ilumina a atmosfera das cidades, reduzindo a visibilidades das estrelas e interfere na observação astronómica. A poluição luminosa é mais intensa em áreas densamente povoadas e fortemente industrializadas na América do Norte, Europa e Japão. À noite, numa cidade, o céu fica menos estrelado do que numa aldeia. Isso deve-se à iluminação artificial, muitas vezes utilizada de forma incorrecta e que gera uma outra forma de poluição – a.
  • 11.  Em locais com muita luz nocturna, o céu fica coberto por uma enorme bolha luminosa, que nos impede de ver nitidamente as estrelas, luz essa tão forte que nos magoa a vista e nos faz ficar por vezes com dor de cabeça.  Há pessoas, que nas cidades, têm dificuldade em dormir porque uma grande quantidade de luz da rua ou do jardim do vizinho, lhes entra pela janela do quarto e se torna incomodativa.
  • 12. A política dos 3 R'S consiste num conjunto de medidas de acção adoptadas em 1992, por ocasião de Conferência da Terra realizada no Rio de Janeiro bem como no 5º Programa Europeu para o Ambiente e Desenvolvimento de 1993. POLÍTICA DOS 3 R'S  Reduzir  Reutilizar  Reciclar Esta política é válida para todo o tipo de resíduos/efluentes sólidos, líquidos e gasosos.
  • 13. Toda a empresa deve ser responsável por tomar medidas internas no sentido de reduzir a quantidade de resíduos e efluentes produzidos.
  • 14. Todos os resíduos produzidos que são enviados para empresas licenciadas para o seu devido tratamento, após serem tratados podem/devem ser de novo reutilizados pela empresa de origem - isto é a produtora do referido resíduo. Esta reutilização permite minimizar a poluição, uma vez que valoriza-se o reagente que ao ser reutilizado impede a compra de um outro.
  • 15. O resíduo após tratado pode voltar à forma de origem e reutiliza-se. No entanto a empresa de tratamento pode recuperá-lo, convertendo-o noutra substância que possa ser utilizada como matéria- prima noutro processo.

×