Plano proposta ensino religioso

85,883 views
85,537 views

Published on

8 Comments
48 Likes
Statistics
Notes
  • O LIVRO DA VIDA (ES.12) (JB.6.45) – ESTÁ ESCRITO NOS PROFETAS: (IS.34.16) - BUSCAI NO LIVRO DO SENHOR E LEDE (ES.87.8) – AO ESPÍRITO DO NOSSO SANTO GUIA, NESTE MEU SER QUE É PREDESTINADO, RECOMPONDO ESSES CARACTERES, DESSA FORMA: (148 letras e 8 sinais) (JB.19.28)- Depois, vendo Jesus que tudo já estava consumado para se cumprir a Escritura, disse: (1SM.12.3) – Eis-me aqui, (DN.9.24) – para dar fim aos pecados, para expiar a iniqüidade, para trazer a justiça eterna:(JB.8.25) – Que é que desde o princípio vos tenho dito? (LC.12.2) Nada há encoberto que não venha a ser revelado; e oculto que não venha a ser conhecido:(LE.3.1) – Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu; (2PE.3.4) porque desde que os pais dormiram, todas as cousas permanecem como desde o principio da criação:(AP.14.13) Então, ouvi uma voz do céu, dizendo: Escreve: (BC.4.4) – Ditosos somos, ò Israel; porque as cousas que agradam à Deus nos são manifestas: (JS.1.8) – Não cesses de falar deste livro da lei, antes, medita nele dia e noite, pára que tenhais cuidado de fazer segundo tudo quanto nele está escrito; (JB.13.15) – porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também: (LC.16.17) – E é mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til sequer da lei: (ÊX.3.6) – Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: (EC.24.32) – Tudo isto é o livro da vida, e o testemunho do Altíssimo, e o conhecimento da verdade: (IS.46.8) – Lembrai-vos disto e tende ânimo, tomai-o à sério, ó prevaricadores; (EC.28.7) – porque a corrupção e a morte estão a cair sobre aqueles que quebrantam os mandamentos do Senhor: – (IS.24.5) – Na verdade a terra está contaminada por causa dos seus moradores, porquanto transgridem as leis, violam os estatutos e quebram a aliança eterna: (SL.14.3)–Todos se extraviaram e juntamente se corromperam; (SL.106.33)- pois foram rebeldes ao Espírito de Deus, e Moisés falou irrefletidamente: (RM.6.19) - Falo como Homem por causa da fraqueza da vossa carne: (LC.16.9) – E eu vos recomendo: Buscai n’A BIBLIOGÊNESE DE ISRAEL, o poder do saber viver sob a proteção de Deus; (RM.8.22) – porque sabemos que toda a criação, a um só tempo geme, e suporta angustias até agora: ESCREVI ESSE RESUMO, AGINDO COMO UM DOS SANTOS PROFETAS, LENDO NOSSO CARATER, E CRIANDO O LIVRO QUE DÁ SENTIDO À SANTA VIDA, PELO SENHOR DEUS: ESSE SÁBIO PROFETA É CRISTO, E TEREIS PODER: (IL.148.8) A Bibliogênese de Israel S I N O P S E Desde o inicio dos tempos proféticos, muito já se cogi-tou e muito já se escreveu à respeito da Escritura Sagrada; na tentativa de se alcançar os fundamentos da criação divina e das próprias Criaturas; porque é para essa finalidade maior que a mesma existe entre nós, como sendo a única e inesgotável fonte do verdadeiro conhecimento. Todavia, jamais houve consenso sobre o Legado Bíblico; porque o Espírito de Deus escondia a sua verdade entre os seus símbolos; e também porque os descendentes de Adão e Eva viviam cultuando a esperança pela volta de Cristo, pois não havia ninguém que soubesse fazer a vontade do Senhor na terra. Na verdade, esse Livro Sagrado permanecia selado e lacrado hermeticamente, impedindo que os olhos da carne pudessem vislumbrar o seu conteúdo objeto, ou a herança espiritual que o Criador de todas as cousas legou às nossas almas; porque todos dormiam o profundo sono da inconsciên-cia, e não havia quem pudesse tirar os seus selos. Por isso mesmo, até o dia 30.09.1985, havia tempo e modo para todo propósito debaixo do céu; até mesmo para que matássemos a esperança vã dos Homens e das Mulheres de boa fé, que esperavam pela volta de Jesus Cristo; porquan to naquele dia o Filho do amor se agiu, e desceu como Autor desse trabalho singular; porque Cristo já esperava por essa Providência Divina, a fim de consumarmos as profecias de conformidade com os Santos ensinamentos que os Leitores já passam a receber do próprio Rei de Israel. Espero que o mundo faça bom proveito da loucura divi-na, na certeza de que esta é mais poderosa do que a sabedo- ria humana. O Autor
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • D I V I N A C O N V O C A Ç Ã O (MC.12.10) AINDA NAO LESTES ESTA ESCRITURA:(SL.108.7) DISSE DEUS NA SUA SANTIDADE: (ÊX.4.22) ISRAEL É MEU FILHO, MEU PRIMOGÊNITO; (IS.49.3) POR QUEM HEI DE SER GLORIFICADO: (IS.30.12) PELO QUE ASSIM DIZ O SANTO DE ISRAEL: Todo Cristão desperto deve ingressar no ciclo da Nova Ordem Mundial, que chega com a criação do Reino de Deus na terra: (MT.25.34) VINDE, BENDITOS DE MEU PAI! ENTRAI NA POSSE DO REINO QUE VOS ESTÁ PREPARADO DESDE A FUNDAÇÃO DO MUNDO: (JB.6.27) TRABALHAI, NÃO PELA COMIDA QUE PERECE, MAS PELA QUE SUBSISTE PARA A VIDA ETERNA, A QUAL O FILHO DO HOMEM VOS DARÁ; PORQUE DEUS, O PAI, O CONFIRMOU COM O SEU AMOR: (IS.42.21) FOI DO AGRADO DO SENHOR, POR AMOR DA SUA PRÓPRIA JUSTIÇA, ENGRANDECER A LEI E FAZE-LA GLORIOSA; (LC.12.32) PORQUE O VOSSO PAI SE AGRADOU EM DAR-VOS O SEU REINO; (1CO.15.45) POIS ASSIM ESTÁ ESCRITO: (JB.14.17) O ESPIRITO DA VERDADE, QUE O MUNDO NÃO PODE RECEBER, PORQUE NAO NO VÊ, NEM O CONHECE; VÓS O CONHECEIS, PORQUE ELE HABITA CONVOSVO E ESTARÁ EM VÓS; (PV.1.4) PARA DAR AOS SIMPLES PRUDÊNCIA, E AOS JOVENS CONHECIMENTO E BOM SISO; (1PE.4.17) PORQUE A OCASIÃO DE COMEÇAR O JUIZO PELA CASA DE DEUS É CHEGADA: (RM.13.11) E DIGO ISTO A Vós OUTROS QUE CONHECEIS O TEMPO, QUE JÁ É HORA DE VOS DESPERTARDES DO SONO; (2PE.3.4) PORQUE, DESDE QUE OS PAIS DORMIRAM, TODAS AS COUSAS PERMANECIAM COMO DESDE O PRINCIPIO DA CRIAÇÃO: (HB.5.11) A ESSE RESPEITO TEMOS MUITAS COUSAS QUE DIZER E DIFICIL DE EXPLICAR; PORQUANTO VÓS TENDES TORNADO TARDIOS EM OUVIR: (LC.16.9) E EU VOS RECOMENDO: Estudai e praticai os fundamentos cristãos, que temos divulgado através da internet, em particular no blog de Arnaldo Ribeiro ou Israel e no Site: arnaldoouisrael: (TB.5.21) FAZEI BOA JORNADA, E DEUS SEJA CONVOSCO NO VOSSO CAMINHO, E O SEU ANJO VÁ EM VOSSA COMPANHIA:
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • A BOCA FALA DO QUE ESTÁ CHEIO O CORAÇÂO
    (LC.6.45)
    (EC.51.33) Eu abri a minha boca e disse: (IS.66.5) Ouví a palavra do Senhor, vós que a temeis; (IS.30.15) porque assim diz o Senhor Deus, o Santo de Israel: (JB.3.27) O homem não pode receber cousa alguma, se do céu não lhe for dada: (LS.7.15) Mas Deus me fez a graça de que eu fale segundo o que sinto, e de que presumisse cousas dignas destas que me são dadas; (EF.3.16) para que, segundo a riqueza da sua sabedoria, vos conceda que sejais fortalecidos com poder, mediante o seu Espírito no Homem interior; (2TS.3.2) e para que sejamos livres dos homens perversos e maus; porque a fé não é de todos: (IS.22.4) Portanto digo: (AP.2.7) Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: AP.13.10) Aqui está a perseverança e a fidelidade dos Santos: (EF.3.8) A mim, o menor de todos os Santos, me foi dada a graça de pregar aos gentios o Evangelho das insondáveis riquezas de Cristo; (RM.7.22) porque no tocante ao Homem Interior, tenho prazer na Lei de Deus:
    (RM.9.1) Digo a verdade em Cristo, não minto, testemunhando comigo, no Espírito Santo, a minha própria consciência: (1CO.9.3) E a minha defesa perante os que me interpelam é esta: (DT.4.20) Como hoje se vê: (EF.4/4/6) Há somente um corpo e um Espírito, como também fostes chamados, numa só esperança da vossa vocação; há somente um Senhor, uma só fé, um só batismo, um só Deus, e Pai de todos, o qual é Senhor de todos, age por meio de todos, e está em todos: (TG.4.12) Há um só legislador e Juiz; (TM.2.5) porquanto há um só Deus e um só mediador entre Deus e os Homens, Cristo Jesus, Homem:
    (IS.46.5) A quem me comparareis para que Eu seja seu semelhante? (JÓ.6.28) Agora, pois, se sois servidos, olhai para mim e vede que não minto na vossa cara: (JÓ.33.3) As minhas razões provam a sinceridade do meu coração, e os meus lábios proferem o puro saber: (GL.1.20) Ora, acerca do que vos escrevo, eis que diante de Deus testifico que não minto; (1PE.2.6) pois isso está na Escritura:
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Olá agora mesmo no seu colégio, há um projeto interdisciplinar ; Alimentação saudável e não como trabalhar, gostaria de recebe umas sugestões. cristinafontinele-silvaandrade@hotmail.com
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • A MORTE DE UM REI IMORTAL:
    (MT.23.1) Então, falou Jesus às multidões e aos discípulos, (EX.1.16) Dizendo: (JB.12.23) É chegada a hora de ser glorificado o Filho do Homem: (MT.15.10) Ouvi e entendei: (JB.3.27) O Homem não pode receber cousa alguma se do céu não lhe for dada:(EC.37.28) A vida do Homem se encerra num certo número de dias; porém os dias de Israel são inumeráveis: (AT.20.10) Não vos perturbeis, que a vida nele está; (JB.5.26/27) porque assim como o Pai tem vida em si mesmo, também concedeu ao Filho ter vida em si mesmo; e lhe deu autoridade para julgar, porque é o Filho do Homem:(LC.13.27) Mas ele vos dirá: (JB.10.28) Eu lhes dou a vida eterna: (GL.2.20) Logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim: (RM.6.19) Falo como Homem, por causa da fraqueza da vossa carne:
    Agora que o meu corpo já se curva sob o peso da idade, e já não dispondo de visão ocular suficiente para este Trabalho; penso que já é hora de retornar para a casa do nosso Pai Eterno, pois sinto que já estou pronto para voar rumo à glória infinita; (LC.22.37) pois vos digo que importa que se cumpra em mim o que está escrito:
    (JB.5.41) Eu não aceito a glória que vem dos homens, (SL.78.22) porque não creram em Deus, nem confiaram na sua salvação: (SL.14.3) Todos se extraviaram e juntamente se corromperam, não há quem faça o bem, não há nem um sequer: (2PE.2.3) Também, movidos por avareza, farão comércio de vós com palavras fictícias: IRRESIGNAÇÃO: Para eles, o juízo lavrado há longo tempo não tarda, e a sua destruição não dorme:(LE.3.17) Então, disse comigo: (IS.14.14) Subirei acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo; (SL.18.22) porque todos os seus juízos me estão presentes, e dos seus estatutos não me desviei:
    (SL.122.1) Alegrei-me quando me disseram: Vamos à Casa do Senhor: (1PE.4.7) porque a ocasião de começar o juízo pela Casa de Deus é chegada: (EC..41.5) Não temas o decreto da morte: Lembra-te de todos aqueles que foram antes de ti e dos que virão depois de ti; este é um decreto que o Senhor pronunciou contra toda a carne: (JÓ.5.26/2) Em robusta velhice entrarás para a sepultura, como se recolhe o feixe de trigo a seu tempo:
    (DT.10.12) Agora, pois, ó Israel, que é que o Senhor requer de ti? (SL.74.18) Lembra-te disto: (LC.2.26) Revelara-lhe o Espírito Santo que não passaria pela morte, antes de ver o Cristo do Senhor: (GN.15.13) Então lhe foi dito; (ez.2.2/4) Filho do Homem, eu te envio aos filhos de Israel, às nações rebeldes que se insurgiram contra mim, eles e seus pais prevaricaram contra mim até precisamente ao dia de hoje: Os filhos são de duro semblante e obstinados de coração, eu te envio a eles e lhes dirás: (ÊX.3.14) Eu sou o Senhor que me enviou a vós outros, (JD.1.15) para exercer juízo contra todos e para fazer convictos os ímpios de todas as obras impias que impiamente praticaram, e acerca de todas as palavras insolentes que ímpios pecadores proferiram contra ele: ((JB.20.22) Recebei o Espírito Santo: (IS.8.18) Eis-me aqui e os Filhos que o Senhor me deu:
    (DT.29.25) ) Então se dirá: LC.19.9) Hoje houve salvação nesta casa; (LC.19.10) porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o perdido:(TG.2.23) E se cumpriu a escritura a qual diz: (1CO.15.54) Tragada foi a morte pela vitória: (1JB.5.4) E esta é a vitória que vence o mundo: A nossa fé: (JB.15.13) Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos: (EC.11.24) A benção de Deus se apressa a recompensar o justo, e numa rápida hora o faz crescer (LC.22.69) Desde agora estará sentado o Filho do Homem à direita do Todo-Poderoso Deus:
    (JB.8.19) Eis em que deu a tua vida! E do pó brotarão outros; (LS.3.11) porque desgraçado é o que rejeita a sabedoria e a instrução, e a esperança deles é vã e os trabalhos sem fruto, e inúteis as suas obras: (JÓ.4.20) Nascem de manhã e à tarde são destruídos, perecem para sempre, sem que disto se faça caso:(JB.5.44) Como podeis crer, vós os que aceitais glória uns dos outros, contudo, não procuram a glória que vem do Deus único?(EC.32.20) Aqueles que temem ao Senhor conhecerão o que é justo, e farão luzir as suas boas obras como farol: (OS.14.9) Quem é sábio, que entenda estas cousas; quem é prudente que as saiba; porque os caminhos do Senhor são retos e os justos andarão neles, mais os transgressores neles cairão: (AP.22.11) Continue o injusto fazendo injustiça, o imundo ainda sendo imundo;o justo continue na pratica da justiça, e o Santo continue a santificar-se...
    .
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
85,883
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
392
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
8
Likes
48
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Plano proposta ensino religioso

  1. 1. ESTADO DE SANTA CATARINAPREFEITURA MUNICIPAL DE OTACÍLIO COSTASECRETARIA DA EDUCAÇÃODEPARTAMENTO DE ENSINO FUNDAMENTAL PLANEJAMENTO DE ENSINO RELIGIOSO 2012
  2. 2. IDENTIFICAÇÃO:ESCOLA BÁSICA MUNICIPALDIRETOR(A):DIRETOR (A ) ADJUNTO (A):SECRETÁRIO(A):SUPORTE PEDAGÓGICO:SUPERVISORA ESCOLAR:PROFESSOR( A):ANOS/ SÉRIES FINAIS:TELEFONE:E-MAIL:
  3. 3. Planejamento Anos/ Séries Finais do Ensino Fundamental – 6º ao 9º ano – Ensino Religioso Objetivo Geral do Ensino Religioso: Proporcionar ao educando o conhecimento dos elementos que compõe o fenômeno religioso, a partir de sua própria experiência, as formas que exprime o Transcendente na superação da finitude humana, valorizando o pluralismo e a diversidade cultural presentes na sociedade. Objetivos Específicos • Compreender os diferentes significados dos símbolos religiosos na vida e convivência das pessoas e grupos. • Compreender que pela simbologia se expressa a ideia do Transcendente de maneiras diversas nas experiências culturais. • Conhecer a história da origem e formação dos textos sagrados, relacionando-os com as práticas religiosas significantes nos diferentes grupos. • Perceber que as representações do Transcendente de cada tradição religiosa se constituem no valor supremo de uma cultura. • Refletir o sentido da atitude moral, como consequência do fenômeno religioso e expressão da consciência através da resposta pessoal e comunitária do ser humano. • Perceber a dimensão religiosa como um compromisso histórico diante da vida e do Transcendente para o estabelecimento de novas relações do ser humano com a natureza. • Conhecer o sentido da vida sustentado pelas crenças, doutrinas, normas e métodos de relacionamento com o Transcendente, com os outros, com o cosmos e consigo mesmo.Série/ano Conceito I Objetivos Conteúdo Ação/operação Avaliação
  4. 4. Ser humano Perceber a diferença e semelhança Ensino Religioso o que é? Acolhimento Respeito à fala dos colegas e da Alteridade entre En. Religioso escolar, e Apresentação da professora e professor(a).Será observado pela Valores religiosidade. Objetivo e formas de avaliação do dos educandos. professor (a) durante as aulas e Limites éticos/morais ER. registrado no diário. Dinâmica do caminho: imaginar6º 1º Conhecimento O que é religiosidade. um caminho e fazer analogia Participação na dinâmica e nosano BI Revelado com a nossa vida. debates. Formas de revelação Perceber que cada pessoa possui Nossa concepção do transcendente. Autoridade da sua concepção de Deus. Problematização e debate sobre revelação Podemos conhecer a Deus. o objetivo do Ensino religioso na Sentido da vida Deus imanente e transcendente. escola. Idéia do Transcendente Identificar quais as experiências Estruturas religiosas religiosas vivenciadas em sua vida. Experiência Religiosa e Mudança Contrato didático construído Construção do contrato didático. Ideologias religiosas de Atitude. com os educandos sobre o Organização e saber esperar a Divindades respeito às diferenças e as vez, sempre respeitando a Determinações das formas de avaliação. opinião do outro mesmo que não tradições religiosas concorde. ( argumentação) Verdades da Fé Tarefa de conversar e mostrar para os pais o objetivo do Ensino Diversidade das Religioso. práticas Rituais Estudo de texto impresso: O que Debate e tira dúvidas: Símbolos é Religião participação e atenção. Espiritualidades Diálogo e questionamentos Caminhos de Mensagens e histórias da Reintegração literatura infantil, lidas no início Narrativas Sagradas de cada aula para reforçar Contexto valores.( Ex: A formiguinha e a Cultural/hermenêutica neve) Textos sagrados orais e escritos Recitação e apresentação do poema de Rubem Alves Deus nome dos nossos desejos. Recitado pela professora. Ilustrar texto de Rubem Alves e Ilustração do poema do Rubem memorizar: Deus: nome dos Alves, conforme o que está nossos desejos. O texto poderá escrito. ser impresso ou ser passado no quadro e registrado no caderno. Tentativa de memorização do poema ( mesmo que não Ouvir a música : Iguais conseguirem).
  5. 5. Música dos monarcas: O Vento A turma receberá a cada aula a professor(a) de pé para juntos recitarmos o poema memorizado. Construir alfabeto da Construção do alfabeto da transcendência em folha A4 com transcendência. Será avaliado a margens 2x2 ilustrado com tema organização a estética a símbolos que expressem as mais coerência com o que foi debatido diversas religiões. e estudado. Também será avaliado a organização no Fazer mural no pátio da escola momento de fazer o mural. com o Alfabeto da Transcendência. -Problematizar cada assunto ou situações ocorridas em sala e no dia a dia relacionada com o objetivo do bimestre. Socialização da pesquisa Sempre que necessário abordar realizada com os pais ou assuntos relacionados com o dia responsáveis. Será avaliado a a dia da escola e da criança. responsabilidade em executar a atividade da pesquisa registrando Pesquisa com os pais ou no caderno as respostas e resposáveis : quem lhe ensinou apresentação da mesma sobre Deus? E como lhes oralmente. ensinaram? Será avaliado se o caderno está em dia e organizado.Série/ano Conceito I Objetivos Conteúdo Ação/operação Avaliação
  6. 6. Ser humano Conhecer algumas Tradições As Religiões do Mundo. Apresentar em data show Cada aluno deverá após Alteridade religiosas. algumas Tradições Religiosas apresentação das religiões do Valores Somos diferentes. como Cristianismo, mundo fazer registro no caderno Limites éticos/morais Perceber que somos diferentes e ao judaísmo,budismo,islamismo, do que percebeu ser diferente e mesmo tempo iguais. Quem é o outro ( amizade). indígenas e africanas. semelhante nas Tradições6º 2º Conhecimento Religiosas.ano BI Revelado Conhecer como as tradições Ajudando-nos uns aos outros. Formas de revelação religiosas orientam para a cultura Texto impresso Ciranda da Atenção, participação no debate Autoridade da da paz. Construindo a cultura da paz. Bailarina para colar no caderno revelação e fazer leitura em voz alta Envolvimento e respeito nos Sentido da vida A paz nas Tradições religiosas. coletivamente. debates e questionamentos ( fala Idéia do Transcendente Debater sobre nossas diferenças do colega e da professora) Estruturas religiosas Conhecer as várias narrativas A palavra sagrada, narrativas e e semelhanças Ideologias religiosas sagradas referente as regras livros. Responder oralmente ao Divindades questionamento: Quem é a Respeito á fala do colega. Determinações das de convivência. bailarina que o texto se refere? tradições religiosas Verdades da Fé Ouvir e cantar e dançar músicas e cantos que falam sobre Envolvimento e organização Diversidade das amizade e paz ( Maria da Paz, durante a atividade. práticas João , José etc) Rituais Símbolos Espiritualidades Leitura do Livro Sagrado dos Cristão a Bíblia – livro do Caminhos de Eclesiastes sobre amizade. Reintegração Trecho da Sutra Sagrada e do Narrativas Sagradas Alcorão. Contexto Cultural/hermenêutica Produzir poemas sobre amizade Textos sagrados orais e e fazer um varal para expor na Produção dos poemas sobre escritos escola. amizade. Será observado a organização, coerência e Fazer junto a turma um projeto estética. para escola sobre a paz Trabalhar em grupos: Avaliação e auto avaliação feita Frases coladas em balas sobre a por cada grupo, sobre a paz e distribuída no primário execução do projeto Paz na Explanação em uma turma do Escola. ensino médio sobre a importância da paz hoje Cada grupo avaliará seus colegas Distribuição de cartazes sobre a quanto: organização e boa convivência na escola responsabilidade durante o
  7. 7. Balões com sugestões dentro de projeto e apresentação do livro como viver em paz ( deve-se feito com as respostas obtidas de estourar, ler e ganhar um alunos, professores, direção, pirulito) serviços gerais e pais sobre o que Colher respostas de alunos, é a paz para eles professores, direção, serviços gerais e pais sobre o que é a paz Avaliação individual escrita para eles? Fazer um livro com ilustrações e colagens sobre as Auto avaliação respostas obtidas Caderno organizado e em dia. Apresentar em slide textos sobre a boa convivência e dar um abraço bem caloroso nos colegas, mesmo que não simpatize com ele.Série/ano Conceito I Objetivos Conteúdo Ação/operação Avaliação Ser humano Perceber como acontece a As formas de revelação do Apresentação em slid de alguns Atenção, envolvimento e Alteridade manifestação do transcendente no espaço sagrado. espaços sagrados. respeito a fala do outro. Valores Perguntar aos alunos como Deus Limites éticos/morais transcendente nos espaços é apresentado em seu espaço sagrados. O sagrado na natureza. sagrado ( igreja etc).6º 3º Conhecimentoano BI Revelado Debater como o sagrado é O sagrado em meu coração. Dinâmica: caça ao tesouro Responsabilidade e Formas de revelação concebido por cada um de ( pedido a mãe natureza e deixar envolvimento em fazer as Autoridade da nas raízes de uma árvore). atividades propostas na caça ao revelação nós. Discussão sobre o objetivo da tesouro ( pedido). Sentido da vida dinâmica e os itens realizados. Idéia do Transcendente Compreender o que é Estruturas religiosas símbolo. Ideologias religiosas Perceber os símbolos Símbolo e vida. Andar pela escola e redondezas Organização e cumprimento de Divindades dela para observar os símbolos 15m para andar pela escola e em Determinações das presentes no nosso dia a dia. presentes nestes espaços. frente dela para identificação de tradições religiosas Conhecer os símbolos alguns símbolos. Verdades da Fé religiosos. Expor a etimologia da palavra Registro no caderno desta
  8. 8. Símbolos religiosos. símbolo ( simbolum) observação e exposição oral.Diversidade das Compreender que somospráticas Pesquisar na internet e fazer Cada grupo pesquisa doisRituais seres históricos, possuidores Somos seres históricos. slide dos símbolos religiosos e símbolos e apresenta em formaSímbolos de uma identidade. seus significados.Grupos de três de slide a imagem e seuEspiritualidades integrantes. significado. A apresentação Identificar o que Rito. Nossa identidade. deverá envolver os trêsCaminhos de integrantes.ReintegraçãoNarrativas Sagradas Conhecer os ritos de Ritos de passagem. Conversar com a professora de Confecção de uma tela queContexto passagem ( puberdade) das arte para fazermos alguma tela retrate um símbolo religioso.Cultural/hermenêutica tradições religiosas, judaica, sobre os símbolos religiosos, Será avaliado o envolvimento,Textos sagrados orais e budista, cristã, islâmica, utilizando material reutilizado. estética e responsabilidade peloescritos indígena e africana. material utilizado ( reutilizado) Fazer um mural na sala com o Envolvimento na execução do título: Eu sou assim mural. Texto impresso: Somos Seres históricos Atenção e escuta a fala do outro Ler o texto individualmente – sublinhar palavras desconhecidas- enunciar as palavras e anotar no quadro A professora faz uma nova leitura em voz alta e vamos discutindo o significado das palavras no texto. Confecção do DNA Debate sobre a gestação de cada genético( critério: um. Quem conhece sua história, estética,entrega em dia e se foi uma criança saudável ou apresentação). doente se não conhece por quê? Atividade do DNA genético Apresentação em lâmina sobre os tipos de identidade
  9. 9. Texto de Pedro Bandeira: Identidade Problematizações : O que é Rito? Rito de Passagem? Diferenciar adolescência de Produção do poema baseado no puberdade poema de Paulo Leminski. Visualizar no data show um ritual indígena de passagem Ouvir o poema de Paulo Leminski: Contra Narciso Produzir baseado no poema Contra Narciso um poema que fale de você. Fazer móbiles na sala dos poemas Produção da carta ( organização, Escrever uma carta a um cumprimento do tempo previsto adolescente de outra escola de elaboração) contando sobre seus sonhos e medos na fase em que está Avaliação individual escrita vivendo e pedir que mande sobre símbolos e ritos de resposta ( mediação entre passagem. professoras de ER de outras escolas) Elaborar questões de completar, assinalar , ligar palavras e responder conforme o estudado. Caderno organizado e em dia.Série/ano Conceito I Objetivos Específicos Conteúdo Ação/operação Avaliação Ser humano Conhecer as formas de As formas de manifestações Combinar com os alunos que na Alteridade manifestações culturais e culturais e religiosas ( dança, próxima aula todos deveremos Envolvimento durante todas as Valores religiosas. máscaras, festas). usar uma máscara sem cor sem aulas. Limites éticos/morais forma e sem boca. Perceber o mundo que temos e o Organização e responsabilidade
  10. 10. 6º 4º Conhecimento mundo que queremos. O mundo que temos e o mundo A professora providenciará as nos trabalho em grupo.ano BI Revelado que queremos. máscaras que serão todas iguais Formas de revelação Usar a máscara durante a aula e Avaliação do grupo para os Autoridade da se algum colega tirar a máscara grupos no trabalho sobre as revelação todos os outros devem dizer: máscaras. Sentido da vida - Não! Assim não te queremos. Idéia do Transcendente Refletir e Debater : Critérios: Estruturas religiosas Como você se sentiu ao usar Organização nos grupos para os Ideologias religiosas uma máscara durante um tempo? ensaios. ( divisão de papéis, Divindades É bom ou ruim não poder quem faz o quê, cada membro do Determinações das mostrar como somos? grupo será avaliado tradições religiosas Usar uma máscara incomoda? individualmente, no grupo e no Verdades da Fé O que você sentiu ao ver todos grande, se houve ntegração de iguais, com o mesmo rosto? todos os membros e se ninguém Diversidade das Quem tentou tirar a máscara? ficou de fora do trabalho?) práticas O que sentiu quando os colegas Rituais não o aceitaram? (se aconteceu) Introdução condizente ao tema Símbolos Passar no data show os tipos e ao tema, poderá ser um poema Espiritualidades funções das máscaras em rituais uma letra de música etc. religiosos e festivos. Caminhos de Ler, debater e despertar a Música relacionada com o tema Reintegração curiosidade sobre a dança como ao tema a ser apresentado. Narrativas Sagradas a cadencia dos deuses Contexto Dançar com movimentos Apreciação das demais Cultural/hermenêutica imitando animais apresentações ( saber esperar a Textos sagrados orais e Dançar com movimentos lentos sua vez, ouvir, respeitar, escritos e corporais, ouvindo músicas, motivar, elogiar etc). clássica, africana, indígena. Motivar para um trabalho em As máscaras deverão ser grupo para apresentar aos pais confeccionadas utilizando Passos para o trabalho em grupo: material reutilizável e ser 1- eleger junto a turma condizentes aos tema a ser temas para serem apresentado ( pedir ajuda para trabalhados professora de arte). 2- formar os grupos de cinco pessoas 3- negociar ou sortear um tema para cada grupo 4- cada grupo deverá fazer uma introdução ao tema Cada aluno avaliar-se quanto a em forma de poema participação no grupo. 5- deverá escolher uma música relacionada ao Cada grupo avaliará os demais tema grupos em todas as etapas
  11. 11. 6- criar uma coreografia 7- confeccionar máscaras iguais para o grupo de acordo com o tema 8- ensaiar 9- trazer tudo pronto para a apresentação para a turma 10- auto avaliar-se quanto a participação no grupo 11- avaliar os demais grupos em todas as etapas 12- marcar apresentação para os pais com convite em forma de máscaras 13- noite cultural para os pais, combinado com a direçãoContar os mitos de criação dealgumas tradições religiosasDesenhar e fazer painel sobrealguns mitos para expor naescolaProblematizar para aulaseguinte: O que é um arquétipo?Os alunos deverão pesquisar etrazer a resposta. Será avaliado o desenho sobre mitos de criação ( organizaçãoDebater e ler o texto sobre os com espaço, margem e estética)arquétipos e a participação na elaboração doDiscutir curiosidades mural.Dinâmica da água comperguntas sobre o texto estudado Pesquisa para casa do que é um arquétipo? ( pesquisar na internet e escrever no caderno o que pesquisou). Interação e respeito durante a dinâmica.
  12. 12. Caderno organizado e em dia. Avaliação individual escrita Auto avaliação anualSérie/ano Conceito I Objetivos Conteúdo Ação/operação Avaliação Ser humano Conhecer as várias formas de As várias formas de oração Solicitar que cada aluno recite Alteridade oração elaboradas pelas tradições uma oração que aprendeu Tarefa de trazer uma oração feita Valores religiosas. quando criança e que na próxima pela sua família e recitar para Limites éticos/morais A fé nas tradições religiosas. aula traga uma oração feita pelos classe. Expressar o que entende por fé. avós ou pais.7º 1º Conhecimento Nossos desejos.ano/ BI Revelado Apresentar em data show vários Respeito e reverencia pela fala Formas de revelação Compreender as diferenças e tipos de oração contidos nos do outro.6ª Autoridade da semelhanças entre os textos Textos sagrados. textos sagrados e pedir aossérie revelação sagrados. alunos que analisem e façam Sentido da vida Mitologia. seus comentários orais sobre as Idéia do Transcendente Identificar como os textos diferenças e semelhanças entre Estruturas religiosas sagrados expressão a fé, orações e as orações. Ideologias religiosas o mito da criação. Divindades Ler e debater sobre os tipos de Determinações das oração. tradições religiosas Verdades da Fé Conhecer alguns mitos gregos, Pedir para a professora de Trazer escrito no caderno a africanos e indígenas. Português definir o que é oração definição de ORAÇÃO e Diversidade das e o que texto ( sentido para a TEXTO segundo a professora de práticas formação de um texto) português Rituais Discutir sobre o poder da oração Símbolos e da fé. Espiritualidades Produzir uma oração de Caminhos de intercessão a Deus para alguém Produção de texto ( oração de Reintegração especial. intercessão). Narrativas Sagradas Contexto Colar no caderno texto mito da Cultural/hermenêutica criação ao avesso e grifar as Ilustrar o mito da criação ao
  13. 13. Textos sagrados orais e palavras desconhecidas para avesso para expor no mural da escritos pesquisar no dicionário. escola. Pesquisar em duplas na internet( sala de informática deverá ser agendada) algum mito grego Apresentar a pesquisa em slide ,africano e indígena. com imagens e título somente pois as duplas deverão contar o Assistir vídeo sobre alguns mitos mito.( se não conseguirem de criação. imagens deverão desenhar no Ler na no livro sagrado dos paint).Utilizaremos 02 aulas, cristão Bíblia o mito da criação e caso não terminarmos deverão os comparar com o mito grego. alunos terminar em casa. Avaliação individual escrita sobre, oração, fé e mitologia. Caderno organizado e em dia.Série/ano Conceito I Objetivos Conteúdo Ação/operação Avaliação Ser humano Conhecer a definição de arquétipo. Arquétipos religiosos ( água, fogo, Pesquisar o que é arquétipo e Pesquisa sobre arquétipos deverá Alteridade terra, sangue). quais os mais utilizados pelas ser registrada no caderno. o que Valores Compreender porque as tradições Tradições Religiosas. ( agendar é arquétipo e quais os mais Limites éticos/morais religiosas se utilizam de arquétipos as de informática, ou trazer utilizados pelas Tradições como: água, fogo, terra, sangue e texto pronto para leitura e Religiosas.7º 2º Conhecimento outros. debate).ano/ BI Revelado Formas de revelação6ª Autoridade da Problematizar: O que é rito? Apresentação da encenação Conhecer a definição de rito.série revelação Os ritos presentes na vida. Para que serve? Você já ( envolvimento e Sentido da vida Identificar os ritos presentes nas participou de algum? responsabilidade para com o Idéia do Transcendente Tradições Religiosas Conversar sobre o ritual que grupo) Estruturas religiosas fazemos todos os dias. Ideologias religiosas Perceber a alegria de conviver em Ler e discutir os rituais Confecção do auto retrato e Divindades comunidade. religiosos. apresentação. Determinações das Encenar alguns rituais religiosos: tradições religiosas - Batismo Produção da escala dos valores Verdades da Fé - Casamento e dos folhetos
  14. 14. - MorteDiversidade das - Meditação Confecção dos óculos de papel epráticas - Benzedura seu uso em salaRituais - ConfissãoSímbolos - Advinhação Atividade em dupla;Espiritualidades Promover um correio eletrônico com educandos de escolas de Auto avaliação quanto asCaminhos de outras tradições religiosas e atividades realizadas noReintegração Alegria de conviver. trocar informações sobre a bimestre.Narrativas Sagradas importância dos ritos religiososContexto para os jovens.Cultural/hermenêutica Confeccionar um auto retrato:Textos sagrados orais e Cabeça- duas idéias força que teescritos motivam na vida Boca – duas expressões ditas por você das quais você se arrependeu. Olhos – duas cenas vistas por você que mais te impressionaram. Coração – dois sentimentos fortes que alimenta aqui e agora. Mãos – duas ações inesquecíveis realizadas por você. Pés – dos objetivos que você deseja alcançar na vida. Em plenário, cada educando apresta os valores percebidos na partilha dos membros. Pedir com antecedência que tragam propagandas de alguns produtos que possuem valor. Pedir que façam uma escala de 1 a 10 e por ordem de valor escreverem o que mais tem valor para eles. Avaliação individual escrita Comparar com as propagandas se possuem os mesmos valores. Fazer um folheto para distribuir na praça local fazendo propaganda dos produtos de suas escalas de valores ( pedir patrocínio para a confecção dos folhetos) .
  15. 15. Problematizar; Você se magoa e se irrita quando alguém desvaloriza sua experiência e seu modo de pensar? Confeccionar um óculos de papel e usar durante a aula. Leitura do texto: A luneta distorcida Atividade em duplas: A dupla deverá citar alguma situação que alguém tenha sofrido de ridicularizarão ou desprezo. Um preconceito que tinha, em relação a alguém, e depois descobriu que estava cometendo uma injustiça. O que você gostaria de mudar em você? O que mais gosta em você? O que você gostaria que as pessoas gostassem em você? Ler, refletir e trabalhar em grupos o texto: Homem: as viagens de Carlos Drummond de Andrade. Apresentar o texto em forma : slid , colagem , tramatização, fantoche, cartaz destacando as palavras chaves, desenhos, explicação e modelagem.Série/ano Conceito I Objetivos Conteúdo Ação/operação Avaliação Ser humano Compreender que somos A liberdade religiosa. Debate sobre o que é ser livre? E Participação, respeito, e Alteridade possuidores de liberdade religiosa. se ainda existe preconceito envolvimento durantes as aulas , Valores religioso? atividades e trabalhos Limites éticos/morais Conhecer as máximas/regras ou Máximas religiosas - Ensinar ou desenvolvidos. normas das Tradições Religiosas. punir. Trabalho em grupo sobre as7º 3º Conhecimento máximas religiosas ( grupo deano/ BI Revelado Identificar quais os líderes quatro componetes, distribuir Apresentação em forma de
  16. 16. 6ª Formas de revelação religiosos de nossas Tradições textos com as máximas de seminários sobre as máximassérie Autoridade da Religiosas. Os líderes religiosos. algumas Tradições Religiosas religiosas ( cada aluno revelação mais conhecidas). componente do grupo deverá se Sentido da vida Conhecer a definição de expressar sobre o tema e auxiliar Idéia do Transcendente sincretismo. Debate de como os líderes de o colega em sua apresentação). Estruturas religiosas Tradição Indígena. sua Tradição Religiosa são Ideologias religiosas Reconhecer através de pesquisa escolhidos e qual seu nome e Divindades que o Brasil forma uma nação origem. Levantamento sobre as tradições Determinações das com várias crenças que se fundem Apresentação sobre alguns religiosas existente no bairro e tradições religiosas e se confundem. líderes religiosos de Tradições na cidade. ( pesquisa de Campo) Verdades da Fé Sincretismo afro-brasileiro. religiosas ocidentais e orientais Identificar como o povo serrano que fizeram história. Pesquisa para produção de Diversidade das manifesta sua religiosidade. cartazes com gráfico e legenda práticas Leitura e debate sobre o texto: O sobre as religiões no mundo e no Rituais Mundo Religioso dos indígenas. Brasil. ( pedir ajuda para o Símbolos Cristianismo no Brasil professor de matemática). Espiritualidades Leitura feita em data show do mitos indígenas: A terra sem Caminhos de males e O Kuarup. Reintegração Narrativas Sagradas Religiosidade da região serrana. Apresentar a mensagem em data Contexto show : A tua canção. Cultural/hermenêutica Textos sagrados orais e escritos Pedir antecipadamente que os Trazer o conceito de sincretismo educandos tragam o conceito de religioso. sincretismo para próxima aula. Desmistificar preconceitos sobre Umbanda e Candomblé. Dinâmica do texto da Pipoca de Rubem Alves – ( alimento usado nos terreiros de candomblé). Avaliação individual escrita Com antecedência providenciar os pacote de pipoca. Organização do caderno Refletir sobre a transformação que o milho passa para se tornar alimento. Pesquisar e visualizar na internet os principais orixás e
  17. 17. sua funções.Problematizar: Como surge ecom quem surge o Cristianismono Brasil?Ver junto a turma quais asigrejas cristãs que os alunosfazem parte, em que se diferem eem que são semelhantes.Convidar alguém das igrejas dosalunos para falar sobre a históriade sua igreja.Estudar sobre a formação dareligiosidade serrana.( São João Estudo,pesquisa de campo ouMaria, José Maria , entrevista sobre a religiosidademessianismo) . Pedir auxílio ao da região serrana.professor de geografia e história. Apresentação em forma deApresentar os estudos em seminário.( pedir colaboração daseminários. professora de história, tanto para estudo, pesquisa e apresentação). Este trabalho deverá ser em duplas. Será avaliado: Apresentação da dupla no seminário através de sua oralidade e expressão. Não pode ler sobre o assunto.
  18. 18. Série/ano Conceito I Objetivos Conteúdo Ação/operação Avaliação Ser humano Compreender que nem todos os Textos sagrados. Problematizar: O que é um Participação, respeito a fala da Alteridade textos sagrados foram escritos, e texto? Como se produz um professora e do colega e Valores que, existem narrativas sagradas . Palavra, arma de amor. texto? Todos os textos são responsabilidade serão avaliados Limites éticos/morais iguais? São escritos? em todas as aulas.7º 4º Compreender como nos Dimensão essencial da pessoaano/ BI Conhecimento construímos humanos. humana. Nomear os textos sagrados6ª Revelado conforme as tradições religiosas.série Formas de revelação Identificar a como foi a nossa A questão religiosa no Brasil. Autoridade da colonização e formação religiosa Diferenciar textos escritos de revelação brasileira. A questão religiosa em Otacílio textos orais. Sentido da vida Costa. . Idéia do Transcendente Analisar a formação religiosa de Trazer para a turma alguns Estruturas religiosas Otacílio Costa. Compromisso social nas tradições textos sagrados: Bíblia Ideologias religiosas religiosa. evangélica e católica, Alcorão, Divindades Conhecer o compromisso social Livro dos Espíritos, Evangelho Determinações das das Tradições Religiosas. segundo Allan Cardek e tradições religiosas fragmentos de outros livros. Verdades da Fé Dividir a turma em trios, no qual Diversidade das deverão fazer a leitura de um práticas trecho dos livros sagrados Atividade no caderno: quadro Rituais estudados e comentar. escrevendo três atividades que Símbolos você pode realizar dentro das Espiritualidades dimenções estudas. Aulas expositiva sobre sobre as Caminhos de dimensões Humano afetiva Reintegração Intelectual e Espiritual Narrativas Sagradas Contexto Fazer no caderno um quadro Cultural/hermenêutica escrevendo três atividades que Textos sagrados orais e você pode realizar dentro das escritos dimensões: Humano afetiva , Intelectual e Espiritual. Resultado da pesquisa sobre a questão religiosa no Brasil e em Passar o texto : Religiosidade: Otacílio Costa. Apresentar Dimensão da pessoa humana. através de gráfico, vídeo,slide ou álbum seriado. Pesquisar a questão social no Brasil e em Otacílio Costa.(quais Avaliação individual escrita as denominações mais
  19. 19. freqüentadas no Brasil e quais as Caderno em dia e organização. existentes em Otacílio Costa e ainda quais as freqüentadas das pelos alunos da sala.Série/ano Conceito I Objetivos Conteúdo Ação/operação Avaliação Ser humano Analisar o sentido positivo de Alteridade Viver juntos o sentido da Mensagem de acolhimento : As vivermos juntos. três perguntas. Participação, respeito a fala da Valores vida professora e dos colegas, Limites éticos/morais Quem der a resposta mais organização semelhante ao texto ganha uma Conhecimento8º 1º Revelado bala.ano/ BI Formas de revelação Identificar como as Tradições7ª Autoridade da Religiosas manifestam o valor da Vida: Um valor nas tradições Fazer um acróstico com a palavra COMUNIDADEsérie revelação vida. religiosas. utilizando somente o texto Sentido da vida estudado. Produção do acróstico: será Idéia do Transcendente Estruturas religiosas avaliado a coerência, e a Ideologias religiosas orgaização Divindades Nossa escala de valores Determinações das Construir uma escala do que você tradições religiosas mais valoriza. Dinâmica das três árvores e da Verdades da Fé árvore dos amigos: Os educandos devem desenhar Diversidade das quatro árvores, sendo que uma práticas Reconhecer que para ser feliz deve ficar maior que as outras. Produção do desenho da árvore Rituais dos amigos e o sonho das três precisamos cuidar de nossa cabeça. Símbolos Projeto: projeto fazendo a Devem fazer em separado umas árvores. Fazer mural no pátio da Espiritualidades cabeça e de cabeça feita. 12 folhas, recortar e reservar. escola. Caminhos de Devem dar a árvore maior o Reintegração título: Árvore dos amigos e para Narrativas Sagradas as menores o título: O sonho das Contexto três árvores ( escrever no tronco Cultural/hermenêutica de cada árvore se fosse uma Textos sagrados orais e árvore qual seria seu sonho). escritos Ler os textos e ir completando a dinâmica, fazendo reflexão e problematizando. Registrar no caderno o texto:
  20. 20. Viver juntos o sentido da vida.Debater o texto .Em dupla , um entrevista ooutro:-Qual seu objetivo na vida?-Você participa de algum gruporeligioso?-Qual o objetivo de sua tradiçãoreligiosa?- Qual o objetivo de sua famíliapra com você?Ler e debater sobre o conceito:Cultura e Religião.Pesquisar cenas de novelas, Pesquisar cenas de novelas,poemas , músicas, arte ou poemas , músicas, arte ouobjetos que representem valores. objetos que representem valores.culturais e religiosos. culturais e religiosos.Descrever a cena, trazer poema, Descrever a cena no caderno ,música e obra de arte ou objeto trazer poema, música e obra depara juntos debater e faze arte ou objeto para juntos debaterexposição na escola. e faze exposição na escola. ( todos os itens farão parte daPedir para a 8ª da manhã, avaliação, será cumulativo).apresentar seu trabalho para a 8ªda tarde e vice versa.Pedir para trazer uma meia fina ealpiste para confeccionar umacabeça onde nascerá os cabelos. Confecção da cabeça viva. Será A idéia é trabalhar o avaliado se o aluno trouxe odesenvolvimento da vida, seus material combinado, se houvecuidados, visando chegar à idéia organização antes, durante e node que é necessário dar atenção a final desta aula para limpar o queela e cultivá-la. foi sujo.Refletir sobre a relação entre astradições religiosas e a defesa davida. Cuidar da cabeça confeccionada em casa, junto com seusTextos para estudo e debate : A familiares e fazer os registro em
  21. 21. vida é frágil e Qualidade de seu caderno das modificações de vida. sua cabeça durante 15 dias. Registrar tudo que observou. Assistir vídeos : imagens que chocam. Trazer sua cabeça confeccionada para apresentar à classe e Convidar alguém da pastoral da socializar os registros. criança realizado pela igreja Católica e da igreja Assembléia de Deus para falar do trabalho realizado junto as crianças de nosso município. Apresentação da lista do que Fazer uma lista do que, em nossa atrapalha a qualidade de vida e a sociedade, atrapalha a qualidade solução segundo sua tradição de vida das pessoas. religiosa. Ao lado, baseando-se nos Caderno em dia e organizado ensinamentos de sua tradição religiosa sugira soluções para estas questões.Série/ano Conceito I Objetivos Conteúdo Ação/operação Avaliação Ser humano Discutir qual o envolvimento Cultura e religião: qual seu Debate sobre o que é Cultura e Participação no debate. Alteridade da cultura e religião. envolvimento. sua implicação na religião de um Valores povo. Respeito a fala da professora e Limites éticos/morais dos colegas. Pesquisar no dicionário o8º 2º Conhecimento significado da palavra cultura e Registrar no caderno aano/ BI Revelado entrevistar um professor de entrevista com o professor de Formas de revelação história sobre a diferença de história e a pesquisa da palavra7ª Autoridade da cultura material e imaterial. cultura no dicionário.série Conhecer as orientações que revelação Sentido da vida as Tradições Religiosas Orientações de vida nas normas, Idéia do Transcendente trazem em suas doutrinas em crenças e doutrinas nas Tradições Estruturas religiosas relação as normas e crenças Religiosas. Ideologias religiosas para viver bem e praticar o Divindades bem. Determinações das
  22. 22. tradições religiosasVerdades da FéDiversidade das Compromisso social nas tradições Saída a Campo: Agendar compráticas Identificar o compromisso religiosa. antecedência. Pastor da IgrejaRituais social nas Tradições Nazareno – Pastor daSímbolos Religiosas e principalmente Assembléia de Deus- Padre da Respeito á diversidade de idéiasEspiritualidades na sua. igreja Católica Pastor da durante as entrevistas e visitas de Universal do Reino de Deus- campo.Caminhos de Pastro da igreja Quadrangular –Reintegração Testemunhas de Jeová , EspíritasNarrativas Sagradas e outros.ContextoCultural/hermenêutica Estudar a questão religiosa emTextos sagrados orais e Otacílio Costa através de Entrevistar pessoalmente ouescritos pesquisas e entrevistas, descobrir convidar para vir até a escola quais os compromissos sociais alguns líderes religiosos do que as tradições religiosas de nosso município. Levar roteiro e Otacílo Costa assumem junto treinar a fala e postura para aos seus fieis? E como é o entrevista. O resultado deste diálogo com as demais tradições trabalho seguirá estes critérios. religiosas? Pode formar trios para o trabalho, no entanto cada Fazer divulgação das entrevistas membro será avaliado e pesquisas na rádio local . individualmente. Agendar horário e um ou dois alunos farão a exposição da notícia. ( pedir ajuda a professora de Português). Combinar para trazermos letras Apresentação das letras de de músicas que nos apresentam músicas que expressam uma uma visão otimista, mostrando visão otimista de mundo. que a vida ainda é bonita. Esse Trabalho realizado em grupos de trabalho será realizado dois a até quatro componentes. dois e deverão tocar a música CD ou tocar e cantar e dizer do que fala a letra.( cominar com a professora de Arte), fazer uma bandinha rítmica.
  23. 23. Produzir em dupla uma notícia Produção da notícia e baseados em gravuras onde apresentação baseados em expressam atitudes solidárias. gravuras onde expressam Apresentar o noticiário para atitudes solidárias. turma ( providenciar microfone) Apresentar o noticiário para turma Problematização: a cada dia que passa, ao ouvirmos o noticiário da tv ou rádio, ou ao abrirmos os jornais, encontramos algumasAnalisar fatos que expressem notícias duras, que nos mostramcomo demos agir segundo a Agir segundo a justiça. comportamentos humanos umjustiça. pouco diferentes daqueles ensinados pela família , escola e religião. Então por quê existe tanta violência no mundo? Trazer jornal para selecionar notícias que promovam a vida e notícias que destroem a vida. Trocar idéias e fazer um mural com os recortes. Fazer frases e distribuir pela escola “Respeitar é...”, “ Amar é ...”, “Viver bem é...”. Solicitar aos educandos que façam uma pesquisa no seu livro sagrado de sua tradição religiosa, textos que contemplem o viver bem, ou que definam o que vem a ser viver bem. Avaliação individual escrita Texto a diversidade religiosa no Brasil: ler e debater.
  24. 24. Série/ano Conceito I Objetivos Conteúdo Ação/operação Avaliação Participação no debate , critério: Ser humano Analisar as práticas de reflexões do Conhecimentos das práticas de Problematização: ouvir os colegas e a professora e Alteridade homem diante do transcendente. reflexão do homem diante do Como Deus se manifesta em sua ou pronunciar sua opinião. Valores transcendente. vida? Limites éticos/morais Quem te ensinou sobre Deus?8º 3º Na sua opinião os jovensano/ BI Conhecimento refletem sua existência e a7ª Revelado existência de um ser superior,série Formas de revelação imanente e transcendente. Autoridade da revelação Conceituar imanência e Sentido da vida transcendência Idéia do Transcendente Estruturas religiosas Aprofundar o conhecimento Textos sagrados. Problematizar: O que é um Ideologias religiosas sobre os textos sagrados. texto? Como se produz um Divindades texto? Todos os textos são Determinações das iguais? São escritos? tradições religiosas Verdades da Fé Nomear os textos sagrados conforme as tradições religiosas. Diversidade das práticas Diferenciar textos escritos de Rituais textos orais; Símbolos Espiritualidades Trazer para a turma alguns textos sagrados: Bíblia Confecção de cartaz sobre um Caminhos de evangélica e católica, Alcorão, trecho de um livro sagrado que Reintegração Livro dos Espíritos, Evangelho fala sobre amor. Narrativas Sagradas segundo Allan Cardek e Contexto fragmentos de outros livros. Cultural/hermenêutica Textos sagrados orais e Dividir a turma em trios onde escritos cada grupo fará um cartaz sobre um trecho dos livros sagrados estudados. Compreender a palavra como Palavra, arma de amor Construir na sala o mural dos Participação da construção do arma de amor. elogios onde todos os dias mural do elogio. poderemos deixar palavras que Deverá registra um elogio no expressem nossos sentimentos mural para alguém da escola

×