Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
  • Save
Vantagens e desvantagens do experimento
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Vantagens e desvantagens do experimento

  • 4,508 views
Published

Aula do curso de Pós-Graduação em Ergodesign de Interfaces: Usabilidade e Arquitetura de Informação da PUC-Rio. Mais informações em …

Aula do curso de Pós-Graduação em Ergodesign de Interfaces: Usabilidade e Arquitetura de Informação da PUC-Rio. Mais informações em http://www.eduardobrandao.com/aulas/tecnicas-pesquisa/vantagens-e-desvantagens-do-experimento/

Published in Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
4,508
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
3

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. vantagens edesvantagens doexperimentoEduardo Rangel Brandão, M.Sc.A reprodução, total ou parcial, dos textos e imagens deste documento só é permitida para fins não comerciais,sendo obrigatória a citação da fonte.
  • 2. O conteúdo desta aula foi ministrado no Curso de Pós-Graduação em Ergodesign de Interfaces: Usabilidade e Arquitetura de Informação da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
  • 3. vantagens e desvantagens do experimento: vantagens do experimento
  • 4. vantagens do experimentoPelo fato da informação reunida a partirde experimentos ser relativamente“pura”, o método é ótimo para acomparação de pequenos efeitos que nãopodem ser detectados através de outrosmétodos de avaliação.Nos outros métodos, existe a chancedestes efeitos serem escondidos por“ruídos”.
  • 5. vantagens do experimentoAlém disso, o experimento é um métodoeficaz para a investigação de alternativasespecíficas para o projeto de umainterface, através de comparaçõesdiretas.
  • 6. * Imagem retirada da internet (através da busca por imagens do Google) vantagens do experimento No caso de um software, por exemplo, 2 protótipos funcionais podem ser construídos, onde um diferencia-se do outro em alguns aspectos específicos: •  O primeiro pode ter uma interface •  baseada em linhas de comando. •  O segundo apresenta uma interface •  baseada em menus de comandos. Aplicando corretamente todos os controles e balanços, é possível reunir dados que indicam: •  Quais tarefas são mais eficazes ao •  utilizar linhas de comando. •  Quais tarefas são mais eficazes ao •  utilizar menus de comando.
  • 7. vantagens e desvantagens do experimento:desvantagens do experimento
  • 8. desvantagens do experimentoNa tentativa de alcançar níveis decontrole e balanço necessários paramanter os dados livres de “ruídos” ouqualquer outro tipo de efeito, talvez amaior desvantagem do experimento sejao fato dessa técnica, geralmente, serconduzida em um ambiente ecircunstâncias artificiais.
  • 9. desvantagens do experimentoToda essa artificialidade pode afetar amaneira como os participantes interagemcom os produtos.É possível, por exemplo, que sujeitosencarem a sessão experimental comoalgum tipo de exame.
  • 10. desvantagens do experimentoLogo, a motivação para utilizar o produtoserá bem diferente do que poderiaesperar-se caso o mesmo produtoestivesse sendo utilizado em um contextoreal de uso.Pelo fato deste produto apresentar-seisolado do seu contexto real de uso, osparticipantes irão fornecer a sua atençãototal para o mesmo.
  • 11. desvantagens do experimentoEm situações de uso real, o produto podeser utilizado como parte de uma situaçãomulti-tarefa, onde os usuários realizamoutras tarefas ao mesmo tempo eintercalam o uso deste produto com autilização de outros.A usabilidade do produto poderá sermuito diferente sob estas circunstâncias.
  • 12. exemplo:aparelho de som de carro
  • 13. * Imagem retirada da internet (através da busca por imagens do Google) aparelho de som de carro Durante a avaliação de 2 aparelhos de som para carros, por exemplo, o aparelho “A” apresentou uma melhor usabilidade que o aparelho “B”, ambos utilizados em um ambiente laboratorial: •  Calmo. •  Quieto. •  E com cada aparelho isolado, •  posicionado sobre uma mesa.
  • 14. * Imagem retirada da internet (através da busca por imagens do Google) aparelho de som de carro Mas isto não significa, necessariamente, que o aparelho “A” irá apresentar um desempenho melhor quando utilizado em condições reais. Ao dirigir, a utilização de aparelhos de rádio é uma tarefa secundária, sendo improvável que o motorista volte totalmente a sua atenção para o uso do aparelho de som.
  • 15. * Imagem retirada da internet (através da busca por imagens do Google) aparelho de som de carro Este sujeito, provavelmente, também estará desempenhando outras tarefas ocasionais com outros dispositivos do carro, como: •  Ajustar a temperatura do ar- •  condicionado. •  Ativar a alavanca de “pisca-pisca”. Além disso, o aparelho de som, geralmente, não encontra-se localizado ao alcance da linha de visão do motorista. Todos estes fatores podem contribuir para que o desempenho na utilização de aparelhos de som para carros apresente resultados totalmente diferentes no contexto de uso real e no contexto de uso em laboratório (sob condições experimentais).
  • 16. desvantagens do experimentoOutra desvantagem é a possibilidade dosparticipantes poderem introduzir um viésno experimento:•  Devido às suas próprias expectativas.•  Devido à forma como interpretam as•  expectativas do pesquisador, sobre os•  resultados a serem obtidos.
  • 17. desvantagens do experimentoCaso estes indivíduos percebam que opesquisador espera que os resultados seapresentem de uma determinadamaneira, eles podem, consciente ouinconscientemente, ajudar o pesquisador.
  • 18. desvantagens do experimentoInfelizmente, a extensão da influência dossujeitos sobre os resultados daspesquisas pode, freqüentemente, seprolongar além do mero viésexperimental.
  • 19. desvantagens do experimentoQuase todos os pesquisadores que jádesenvolveram pesquisas com sereshumanos, em algum momentodescobriram algum tipo de fraude,trapaça ou falsificação em dadosprovenientes de pesquisas experimentais.
  • 20. desvantagens do experimentoÉ possível:•  Imprimir sobre os sujeitos a idéia do•  experimento em questão tentar•  descobrir novos fatos.•  Instruir que espera-se que eles façam o•  melhor possível e nada além disso.
  • 21. desvantagens do experimentoÉ possível (continuação):•  Avisar repetidamente que as tarefas•  executadas durante os testes não terão•  relação ou qualquer tipo de•  conseqüência sobre os seus empregos,•  posições, etc.
  • 22. desvantagens do experimentoApesar de todas estas precauções,ocasionalmente, algumas pessoaspoderão fornecer deliberadamente dadosfalsos no laboratório.Embora estas pessoas sejam casosraros, são suficientes para constituir umafonte de riscos potenciais para ainvestigação humana.
  • 23. vantagens e desvantagens do experimento: referências bibliográficas
  • 24. referências bibliográficas: livros
  • 25. referências bibliográficas: livros •  Research techniques in human •  engineering •  Alphonse Chapanis
  • 26. referências bibliográficas: livros •  An introduction to usability •  Patrick W. Jordan
  • 27. referências bibliográficas: monografias,dissertações e teses
  • 28. referências bibliográficas: monografias, dissertações e teses•  Publicidade on-line, ergonomia e usabilidade: o efeito de seis tipos•  de banner no processo humano de visualização do formato do•  anúncio na tela do computador e de lembrança da sua mensagem•  Eduardo Rangel Brandão•  Dissertação de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Design: Ergonomia e Usabilidade da Interação•  Humano-Computador (PUC-Rio - 2006)•  Ergonomização da interação humano-computador: leiturabilidade•  em terminais de vídeo de computador•  Luís Eduardo Santa Maria•  Dissertação de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Design: Ergonomia e Usabilidade da Interação•  Humano-Computador (PUC-Rio - 2002)
  • 29. vantagens e desvantagens do experimento:sobre o professor
  • 30. sobre o professor Eduardo Rangel Brandão atua desde 1995 na criação de produtos digitais. É gestor da equipe de UX (User eXperience) na área de novas mídias da Globosat, onde desenvolve projetos de sites e aplicativos (smartphones, tablets, smart-TVs, set-top boxes, consoles de games, etc.) para canais de televisão como GNT, SporTV, Multishow, Viva, Gloob, Telecine, Universal Channel, GloboNews, Canal Brasil, MegaPix, SyFy, Futura, PremiereFC, Combate, Sexy-Hot, Off, Muu, Philos, entre outros. É professor em cursos de pós-graduação, em disciplinas correlatas a arquitetura de informação, design de interfaces, usabilidade, interação humano-computador e metodologia de pesquisa. Participa do comitê organizador e do comitê técnico científico de congressos internacionais nas áreas de ergonomia, usabilidade, design de interfaces e interação humano-computador. Trabalhou como arquiteto de informação na Globo.com e como designer de interfaces nas empresas Agência Click, Starmedia, Cadê?, MTEC Informática e Rio Datacentro. Atuou em projetos para Amil, Banco do Brasil, Brasil Telecom, Oi, Petrobras, White Martins, Fundação Planetário, Museu Villa-Lobos, Projeto Portinari, Plaza Shopping Niterói, Pinto de Almeida Engenharia, Decta Engenharia, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento e Programa de Despoluição da Baía de Guanabara. Publicou diversos trabalhos (entre capítulos de livros, monografias, dissertações e artigos em congressos), concluiu 7 orientações e 38 co-orientações de monografias de alunos de pós-graduação lato sensu e participou de 44 bancas examinadoras em cursos de pós-graduação lato sensu. TITULAÇÃO: mestre em interação humano-computador, especialista em ergonomia e usabilidade e bacharel em desenho industrial, nas habilitações de comunicação visual e projeto de produto.
  • 31. fim :-)Eduardo Rangel Brandão, M.Sc.brandaoedu@gmail.comwww.eduardobrandao.com