Tabela G.U.T.

5,409 views
5,249 views

Published on

Aula do curso de Pós-Graduação em Ergodesign de Interfaces: Usabilidade e Arquitetura de Informação da PUC-Rio. Mais informações em http://www.eduardobrandao.com/aulas/tecnicas-pesquisa/tabela-g-u-t/

Published in: Education

Tabela G.U.T.

  1. 1. tabela gutEduardo Rangel Brandão, M.Sc.A reprodução, total ou parcial, dos textos e imagens deste documento só é permitida para fins não comerciais,sendo obrigatória a citação da fonte.
  2. 2. O conteúdo desta aula foi ministrado no Curso de Pós-Graduação em Ergodesign de Interfaces: Usabilidade e Arquitetura de Informação da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
  3. 3. tabela gutA sigla G.U.T. significa:•  G = Gravidade.•  U = Urgência.•  T = Tendência.
  4. 4. * Fonte: site “Dicionário do Aurélio On-line” - <http://www.dicionariodoaurelio.com/>“ Gravidade: qualidade do que é grave. Estado de perigo, estado que pode ter sérias ou funestas conseqüências. ”
  5. 5. * Fonte: site “Dicionário do Aurélio On-line” - <http://www.dicionariodoaurelio.com/>“ Urgência:pressa. ou caráter de qualidade urgente; ”
  6. 6. * Fonte: site “Dicionário do Aurélio On-line” - <http://www.dicionariodoaurelio.com/>“ Tendência: mover-se em direção a ” alguma coisa. Pendor, inclinação.
  7. 7. tabela gutA técnica de priorização e consolidaçãodos problemas propõe que o ergonomistaproceda com a tabela G.U.T. (Gravidadex Urgência x Tendência) com todos osusuários do sistema estudado.Isto permite uma avaliação participativa efornece subsídios para sugestões econclusões.
  8. 8. tabela gutTodos os problemas devem seranalisados e pontuados, de acordo comuma escala de valores que varia donúmero 1 (menos grave, urgente outendencioso) ao número 5 (mais grave,urgente ou tendencioso).Em seguida hierarquizam-se osresultados da pontuação.
  9. 9. * Fonte: livro “Ergonomia: conceitos e aplicações”, de Anamaria de Moraes e Cláudia Mont’Alvão tabela gut Valor Gravidade (G) Urgência (U) Tendência (T) GxUxT Os prejuízos e/ou Se nada for feito É necessária 5 as dificuldades são a situação irá piorar 125 uma ação imediata extremamente graves rapidamente 4 Muito grave Alguma providência Vai piorar em pouco tempo 64 3 Grave O mais cedo possível Vai piorar a médio prazo 27 Vai piorar, 2 Pouco grave Pode esperar um pouco 8 mas a longo prazo Não vai piorar 1 Sem gravidade Não tem pressa 1 e pode mesmo melhorar
  10. 10. tabela gut:como aplicara tabela gut?
  11. 11. como aplicar a tabela gut? 1º passo Levantar todos os problemas do sistema- alvo estudado, através da(s) ferramenta(s) de coleta de dados que o pesquisador julgar mais adequada(s). Usuário 1 Por exemplo: •  Observações. •  Entrevistas.Pesquisador •  Questionários. •  Verbalizações. Usuário 2
  12. 12. como aplicar a tabela gut? Eu achoessa interfaceuma @#$%&*+ 1º passo Levantar todos os problemas do sistema- alvo estudado, através da(s) ferramenta(s) de coleta de dados que o pesquisador julgar mais adequada(s). Usuário 1 Por exemplo: •  Observações. •  Entrevistas.Pesquisador •  Questionários. •  Verbalizações. Usuário 2
  13. 13. como aplicar a tabela gut? Eu acho essa interface uma @#$%&*+ 1º passo Levantar todos os problemas do sistema- alvo estudado, através da(s) ferramenta(s) de coleta de dados que o pesquisador julgar mais adequada(s). Usuário 1 Por exemplo: •  Observações. •  Entrevistas. Pesquisador •  Questionários.Tive dificuldade •  Verbalizações. para usara funcionalidade XPTO Usuário 2
  14. 14. como aplicar a tabela gut?Usuário 1 Usuário 2 2º passo Reunir todos os problemas levantados pelos usuários do sistema-alvo em uma única lista. Os problemas similares, ou seja, relatados por mais de uma pessoa, devem ser transformados em um único item dessa lista de problemas.
  15. 15. como aplicar a tabela gut? Usuário 1 Usuário 2 2º passo Reunir todos os problemas levantados pelos usuários do sistema-alvo em uma Problema A única lista. Problema B Problema C Os problemas similares, ou seja, relatadosProblemas levantados por mais de uma pessoa, devem ser pelo usuário 1 transformados em um único item dessa lista de problemas.
  16. 16. como aplicar a tabela gut? Usuário 1 Usuário 2 2º passo Reunir todos os problemas levantados pelos usuários do sistema-alvo em uma Problema A Problema C única lista. Problema B Problema D Problema C Problema E Os problemas similares, ou seja, relatadosProblemas levantados Problemas levantados por mais de uma pessoa, devem ser pelo usuário 1 pelo usuário 2 transformados em um único item dessa lista de problemas.
  17. 17. como aplicar a tabela gut? Usuário 1 Usuário 2 2º passo Reunir todos os problemas levantados pelos usuários do sistema-alvo em uma Problema A Problema C única lista. Problema B + Problema D Problema C Problema E Os problemas similares, ou seja, relatadosProblemas levantados Problemas levantados por mais de uma pessoa, devem ser pelo usuário 1 pelo usuário 2 transformados em um único item dessa lista de problemas. Problema A Problema B Problema C Problema D Problema E Lista final, com todos os problemas compilados
  18. 18. como aplicar a tabela gut? Usuário 1 Usuário 2 2º passo Reunir todos os problemas levantados pelos usuários do sistema-alvo em uma Problema A Problema C única lista. Problema B + Problema D Problema C Problema E Os problemas similares, ou seja, relatadosProblemas levantados Problemas levantados por mais de uma pessoa, devem ser pelo usuário 1 pelo usuário 2 transformados em um único item dessa lista de problemas. Problema A Problema B Problema C Problema D Problema E Lista final, com todos os problemas compilados
  19. 19. como aplicar a tabela gut? Valor Gravidade Urgência Tendência GUT Os prejuízos É necessária Se nada for feito 5 e/ou as dificuldades ação imediata uma 125 a situação irá piorar Alguma Vai piorar 4 Muito grave 64 3º passo providência em pouco tempo O mais cedo Vai piorar 3 Grave possível a médio prazo 27 Pode esperar Vai piorar, 2 Pouco grave um pouco a longo prazo 8 Não vai piorar 1 Sem gravidadeNão tem pressa e pode melhorar 1 Questionário Apresentar a lista de problemas para cada Problemas G U T individual, usuário do sistema, através de um para cada Problema A questionário impresso ou de um usuário pontuar Problema B questionário on-line. a Gravidade, Problema C a Urgência Esta lista também deve conter a escala dee a Tendência Problema D de cada Problema E valores que varia do número 1 (menos problema grave, urgente ou tendencioso) ao número 5 (mais grave, urgente ou tendencioso). Os usuários devem preencher o questionário de forma individual e pontuar apenas a Gravidade, a Urgência e a Tendência, sem multiplicar esses valores para cada problema.
  20. 20. como aplicar a tabela gut? Valor Gravidade Urgência Tendência GUT Os prejuízos É necessária Se nada for feito 5 e/ou as dificuldades ação imediata uma 125 a situação irá piorar Alguma Vai piorar 4 Muito grave 64 3º passo providência em pouco tempo O mais cedo Vai piorar 3 Grave possível a médio prazo 27 Pode esperar Vai piorar, 2 Pouco grave um pouco a longo prazo 8 Não vai piorar 1 Sem gravidadeNão tem pressa e pode melhorar 1 Questionário Apresentar a lista de problemas para cada Problemas G U T individual, usuário do sistema, através de um para cada Problema A questionário impresso ou de um usuário pontuar Problema B questionário on-line. a Gravidade, Problema C a Urgência Esta lista também deve conter a escala dee a Tendência Problema D de cada Problema E valores que varia do número 1 (menos problema grave, urgente ou tendencioso) ao número 5 (mais grave, urgente ou tendencioso). Os usuários devem preencher o questionário de forma individual e pontuar apenas a Gravidade, a Urgência e a Tendência, sem multiplicar esses valores para cada problema. Usuário 1
  21. 21. como aplicar a tabela gut? Valor Gravidade Urgência Tendência GUT Os prejuízos É necessária Se nada for feito 5 e/ou as dificuldades ação imediata uma 125 a situação irá piorar Alguma Vai piorar 4 Muito grave 64 3º passo providência em pouco tempo O mais cedo Vai piorar 3 Grave possível a médio prazo 27 Pode esperar Vai piorar, 2 Pouco grave um pouco a longo prazo 8 Não vai piorar 1 Sem gravidadeNão tem pressa e pode melhorar 1 Questionário Apresentar a lista de problemas para cada Problemas G U T individual, usuário do sistema, através de um para cada Problema A questionário impresso ou de um usuário pontuar Problema B questionário on-line. a Gravidade, Problema C a Urgência Esta lista também deve conter a escala dee a Tendência Problema D de cada Problema E valores que varia do número 1 (menos problema grave, urgente ou tendencioso) ao número 5 (mais grave, urgente ou tendencioso). Os usuários devem preencher o questionário de forma individual e pontuar apenas a Gravidade, a Urgência e a Tendência, sem multiplicar esses valores para cada problema. Usuário 1 Usuário 2
  22. 22. como aplicar a tabela gut? 4º passo G U T Reunir todos os questionários e analisar os Problema C 4 5 5 valores dados por cada usuário para a Valores dados pelo usuário 1 para o problema “C” Gravidade, a Urgência e a Tendência dos Usuário 1 problemas. Para cada problema: + G U T •  Primeiro identifica-se o valor mais •  recorrente* para a Gravidade do problema. Problema C 3 5 4 Valores dados pelo usuário 2 para o problema “C” •  Depois identifica-se o valor mais recorrente* Usuário 2 •  para a Urgência do problema. + G U T •  Finalmente, identifica-se o valor mais Problema C 4 4 4 •  recorrente* para a Tendência do problema. Valores dados pelo usuário 3 Usuário 3 para o problema “C” Com base nos valores mais recorrentes de cada problema, o pesquisador calcula o valor = final GxUxT. G U T GxUxT * Observação: caso um problema apresente valores Problema C empatados para G, U ou T, deve-se optar pelo valor maior Valores mais recorrentes (exemplo: dois usuários indicam o valor 5 para a gravidadePesquisador para G, U e T e pontuação final de um problema, enquanto outros dois indicam o valor 2. O do problema “C” pesquisador deve utilizar o valor 5 para calcular GxUxT).
  23. 23. como aplicar a tabela gut? 4º passo G U T Reunir todos os questionários e analisar os Problema C 4 5 5 valores dados por cada usuário para a Valores dados pelo usuário 1 para o problema “C” Gravidade, a Urgência e a Tendência dos Usuário 1 problemas. Para cada problema: + G U T •  Primeiro identifica-se o valor mais •  recorrente* para a Gravidade do problema. Problema C 3 5 4 Valores dados pelo usuário 2 para o problema “C” •  Depois identifica-se o valor mais recorrente* Usuário 2 •  para a Urgência do problema. + G U T •  Finalmente, identifica-se o valor mais Problema C 4 4 4 •  recorrente* para a Tendência do problema. Valores dados pelo usuário 3 Usuário 3 para o problema “C” Com base nos valores mais recorrentes de cada problema, o pesquisador calcula o valor = final GxUxT. G U T GxUxT * Observação: caso um problema apresente valores Problema C 4 empatados para G, U ou T, deve-se optar pelo valor maior Valores mais recorrentes (exemplo: dois usuários indicam o valor 5 para a gravidadePesquisador para G, U e T e pontuação final de um problema, enquanto outros dois indicam o valor 2. O do problema “C” pesquisador deve utilizar o valor 5 para calcular GxUxT).
  24. 24. como aplicar a tabela gut? 4º passo G U T Reunir todos os questionários e analisar os Problema C 4 5 5 valores dados por cada usuário para a Valores dados pelo usuário 1 para o problema “C” Gravidade, a Urgência e a Tendência dos Usuário 1 problemas. Para cada problema: + G U T •  Primeiro identifica-se o valor mais •  recorrente* para a Gravidade do problema. Problema C 3 5 4 Valores dados pelo usuário 2 para o problema “C” •  Depois identifica-se o valor mais recorrente* Usuário 2 •  para a Urgência do problema. + G U T •  Finalmente, identifica-se o valor mais Problema C 4 4 4 •  recorrente* para a Tendência do problema. Valores dados pelo usuário 3 Usuário 3 para o problema “C” Com base nos valores mais recorrentes de cada problema, o pesquisador calcula o valor = final GxUxT. G U T GxUxT * Observação: caso um problema apresente valores Problema C 4 5 empatados para G, U ou T, deve-se optar pelo valor maior Valores mais recorrentes (exemplo: dois usuários indicam o valor 5 para a gravidadePesquisador para G, U e T e pontuação final de um problema, enquanto outros dois indicam o valor 2. O do problema “C” pesquisador deve utilizar o valor 5 para calcular GxUxT).
  25. 25. como aplicar a tabela gut? 4º passo G U T Reunir todos os questionários e analisar os Problema C 4 5 5 valores dados por cada usuário para a Valores dados pelo usuário 1 para o problema “C” Gravidade, a Urgência e a Tendência dos Usuário 1 problemas. Para cada problema: + G U T •  Primeiro identifica-se o valor mais •  recorrente* para a Gravidade do problema. Problema C 3 5 4 Valores dados pelo usuário 2 para o problema “C” •  Depois identifica-se o valor mais recorrente* Usuário 2 •  para a Urgência do problema. + G U T •  Finalmente, identifica-se o valor mais Problema C 4 4 4 •  recorrente* para a Tendência do problema. Valores dados pelo usuário 3 Usuário 3 para o problema “C” Com base nos valores mais recorrentes de cada problema, o pesquisador calcula o valor = final GxUxT. G U T GxUxT * Observação: caso um problema apresente valores Problema C 4 5 4 empatados para G, U ou T, deve-se optar pelo valor maior Valores mais recorrentes (exemplo: dois usuários indicam o valor 5 para a gravidadePesquisador para G, U e T e pontuação final de um problema, enquanto outros dois indicam o valor 2. O do problema “C” pesquisador deve utilizar o valor 5 para calcular GxUxT).
  26. 26. como aplicar a tabela gut? 4º passo G U T Reunir todos os questionários e analisar os Problema C 4 5 5 valores dados por cada usuário para a Valores dados pelo usuário 1 para o problema “C” Gravidade, a Urgência e a Tendência dos Usuário 1 problemas. Para cada problema: + G U T •  Primeiro identifica-se o valor mais •  recorrente* para a Gravidade do problema. Problema C 3 5 4 Valores dados pelo usuário 2 para o problema “C” •  Depois identifica-se o valor mais recorrente* Usuário 2 •  para a Urgência do problema. + G U T •  Finalmente, identifica-se o valor mais Problema C 4 4 4 •  recorrente* para a Tendência do problema. Valores dados pelo usuário 3 Usuário 3 para o problema “C” Com base nos valores mais recorrentes de cada problema, o pesquisador calcula o valor = final GxUxT. G U T GxUxT * Observação: caso um problema apresente valores Problema C 4 5 4 80 empatados para G, U ou T, deve-se optar pelo valor maior Valores mais recorrentes (exemplo: dois usuários indicam o valor 5 para a gravidadePesquisador para G, U e T e pontuação final de um problema, enquanto outros dois indicam o valor 2. O do problema “C” pesquisador deve utilizar o valor 5 para calcular GxUxT).
  27. 27. como aplicar a tabela gut? Problemas G U T GxUxT Problema D 5 5 5 125 5º passo Problema C 4 5 5 80 Hierarquizar o resultado da pontuação da Problema B 5 4 4 80 G x U x T, colocando os problemas mais Problema E 4 3 2 24 graves no topo da lista (em ordem Problema A 3 3 2 18 decrescente).Pesquisador Lista final, com todos os problemas compilados e hierarquizados
  28. 28. como aplicar a tabela gut? Problemas G U T GxUxT Problema D 5 5 5 125 5º passo Problema C 4 5 5 80 Hierarquizar o resultado da pontuação da Problema B 5 4 4 80 G x U x T, colocando os problemas mais Problema E 4 3 2 24 graves no topo da lista (em ordem Problema A 3 3 2 18 decrescente).Pesquisador Lista final, com todos os problemas compilados e hierarquizados
  29. 29. exemplo:controladores de tráfegoaéreo em aeroporto depequeno porte
  30. 30. * Fonte: monografia “Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo de um aeroporto de pequeno porte”, de André Mattos e EduardoRangel Brandão tabela gut: controladores de tráfego aéreo Exemplo de tabela G.U.T. distribuída para os controladores de tráfego aéreo.
  31. 31. * Fonte: monografia “Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo de um aeroporto de pequeno porte”, de André Mattos e EduardoRangel Brandão tabela gut: controladores de tráfego aéreo Exemplo de tabela G.U.T. distribuída para os controladores de tráfego aéreo.
  32. 32. * Fonte: monografia “Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo de um aeroporto de pequeno porte”, de André Mattos e Eduardo Rangel Brandão tabela gut: controladores de tráfego aéreoExemplo do resultado de uma tabela G.U.T. com os problemas consolidados e hierarquizados.
  33. 33. tabela gut: referênciasbibliográficas
  34. 34. referências bibliográficas: livros
  35. 35. referências bibliográficas: livros •  Ergonomia: conceitos e aplicações •  Anamaria de Moraes •  Cláudia Mont’Alvão
  36. 36. referências bibliográficas: monografias,dissertações e teses
  37. 37. referências bibliográficas: monografias, dissertações e teses•  Intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos•  controladores de tráfego aéreo de um aeroporto de pequeno porte•  André Luiz Medeiros Mattos•  Eduardo Rangel Brandão•  Monografia do curso de Especialização em Ergonomia e Usabilidade: Qualidade de Vida no Trabalho, em•  Casa, na Cidade (2004)
  38. 38. tabela gut:sobre o professor
  39. 39. sobre o professor Eduardo Rangel Brandão atua desde 1995 na criação de produtos digitais. É gestor da equipe de UX (User eXperience) na área de novas mídias da Globosat, onde desenvolve projetos de sites e aplicativos (smartphones, tablets, smart-TVs, set-top boxes, consoles de games, etc.) para canais de televisão como GNT, SporTV, Multishow, Viva, Gloob, Telecine, Universal Channel, GloboNews, Canal Brasil, MegaPix, SyFy, Futura, PremiereFC, Combate, Sexy-Hot, Off, Muu, Philos, entre outros. É professor em cursos de pós-graduação, em disciplinas correlatas a arquitetura de informação, design de interfaces, usabilidade, interação humano-computador e metodologia de pesquisa. Participa do comitê organizador e do comitê técnico científico de congressos internacionais nas áreas de ergonomia, usabilidade, design de interfaces e interação humano-computador. Trabalhou como arquiteto de informação na Globo.com e como designer de interfaces nas empresas Agência Click, Starmedia, Cadê?, MTEC Informática e Rio Datacentro. Atuou em projetos para Amil, Banco do Brasil, Brasil Telecom, Oi, Petrobras, White Martins, Fundação Planetário, Museu Villa-Lobos, Projeto Portinari, Plaza Shopping Niterói, Pinto de Almeida Engenharia, Decta Engenharia, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento e Programa de Despoluição da Baía de Guanabara. Publicou diversos trabalhos (entre capítulos de livros, monografias, dissertações e artigos em congressos), concluiu 7 orientações e 38 co-orientações de monografias de alunos de pós-graduação lato sensu e participou de 44 bancas examinadoras em cursos de pós-graduação lato sensu. TITULAÇÃO: mestre em interação humano-computador, especialista em ergonomia e usabilidade e bacharel em desenho industrial, nas habilitações de comunicação visual e projeto de produto.
  40. 40. fim :-)Eduardo Rangel Brandão, M.Sc.brandaoedu@gmail.comwww.eduardobrandao.com

×