• Save
Apreciação ergonômica nos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo de um aeroporto de pequeno porte
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Apreciação ergonômica nos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo de um aeroporto de pequeno porte

on

  • 1,454 views

Apresentação realizada no Abergo 2004 – XIII Congresso Brasileiro de Ergonomia, no dia 1 de setembro de 2004. Mais informações em ...

Apresentação realizada no Abergo 2004 – XIII Congresso Brasileiro de Ergonomia, no dia 1 de setembro de 2004. Mais informações em http://www.eduardobrandao.com/apresentacoes/apreciacao-ergonomica-nos-postos-de-trabalho-dos-controladores-de-trafego-aereo-de-um-aeroporto-de-pequeno-porte-2/

Statistics

Views

Total Views
1,454
Views on SlideShare
1,433
Embed Views
21

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

1 Embed 21

http://www.eduardobrandao.com 21

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Apreciação ergonômica nos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo de um aeroporto de pequeno porte Apreciação ergonômica nos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo de um aeroporto de pequeno porte Presentation Transcript

  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia Apreciação Ergonômica nos Postos de Trabalhodos Controladores de Tráfego Aéreo de um Aeroporto de Pequeno Porte Eduardo Rangel Brandão, Pós-Graduando em Ergonomia André Mattos, Pós-Graduando em Ergonomia Anamaria de Moraes, Doutora em Comunicação 1º de setembro de 2004
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia 1 INTRODUÇÃO Introdução Este trabalho apresenta os resultados obtidos durante a fase de apreciação ergonômica de uma intervenção ergonomizadora nos postos de trabalho dos 2 controladores de tráfego aéreo (C.T.A.) de um aeroporto de pequeno porte. O Aeroporto Escolhido Segundo MORAES e MONT`ALVÃO (2003), a apreciação ergonômica é a 3 primeira etapa da intervenção ergonomizadora, e consiste em mapear os problemas ergonômicos de uma determinada empresa. Durante esta fase, sãoOs Controladores realizadas observações no local de trabalho, entrevistas com os trabalhadores,de Tráfego Aéreo além de registros fotográficos e em vídeo, com o objetivo de delimitar os 4 problemas que possam ser resolvidos sob o foco da ergonomia. Apreciação Ergonômica 5 Conclusões 6 Contato
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia 1 O AEROPORTO ESCOLHIDO Introdução O movimento do aeroporto escolhido é constituído pelo transporte de passageiros, escolas de pilotagem, empresas de propaganda aérea, empresas de 2 pára-quedismo e empresas de manutenção de aeronaves. A média diária do aeroporto era de 281 pousos e decolagens, considerando toques e arremetidas, O Aeroporto Escolhido em novembro de 2000 (INFRAERO). 3 O tráfego aéreo do local é composto por helicópteros e aviões de pequeno porte,Os Controladores sendo 66% das aeronaves com asa rotativa (helicópteros) e 34% com asa fixade Tráfego Aéreo (aviões). Além deste tráfego aéreo, o aeródromo também opera com situações de 4 manobra em seu pátio, oferecendo 15 posições de estacionamento para aeronaves de asa rotativa e 31 posições de estacionamento para aeronaves de Apreciação asa fixa. A operação para aviões é apenas diurna, e o trabalho na torre de Ergonômica controle é encerrado as 19h15. Não existe monitoramento de aeronaves através 5 de radar, todo o trabalho é realizado apenas em condições visuais de operação. Conclusões 6 Contato
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia 1 O AEROPORTO ESCOLHIDO Introdução 2 O Aeroporto Escolhido 3Os Controladoresde Tráfego Aéreo 4 Apreciação Ergonômica 5 Conclusões 6 Contato
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia 1 O AEROPORTO ESCOLHIDO Introdução 2 O Aeroporto Escolhido 3Os Controladoresde Tráfego Aéreo 4 Apreciação Ergonômica 5 Conclusões 6 Contato TORRE DE CONTROLE
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia O AEROPORTO ESCOLHIDO TRÁFEGO AÉREO: POUSO TORRE DE CONTROLE TRÁFEGO AÉREO: 20 DECOLAGEMCABECEIRADOIS-ZERO VENTO
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia O AEROPORTO ESCOLHIDOTRÁFEGO AÉREO: POUSO TORRE DE CONTROLETRÁFEGO AÉREO: DECOLAGEM 02 CABECEIRA ZERO-DOIS VENTO
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia 1 OS CONTROLADORES DE TRÁFEGO AÉREO Introdução Ao todo são 10 profissionais, sendo que um deles desempenha apenas tarefas administrativas. O trabalho é dividido em 4 turnos de 6h, classificados como turno 2 Alpha, Beta, Charlie e Delta. A cada 4 dias trabalhados, o controlador recebe uma folga. O Aeroporto Escolhido 3Os Controladoresde Tráfego Aéreo INÍCIO DO TURNO FINAL DO TURNO HORÁRIO DE ALMOÇO 4 TURNO A (ALPHA) 5h 45m 11h 45m 10h - 10h 15m Apreciação TURNO B (BETA) 7h 15m 13h 15m 10h 15m - 10h 30m Ergonômica TURNO C (CHARLIE) 11h 45m 17h 45m 14h 45m - 15h 5 TURNO D (DELTA) 13h 15m 19h 15m 15h - 15h 15m Conclusões 6 Contato
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia 1 OS CONTROLADORES DE TRÁFEGO AÉREO Introdução São 3 controladores, divididos em 5 posições de atendimento: 2 rádios e 3 telefones. O primeiro controlador opera somente as aeronaves em solo, que estão 2 manobrando no pátio, o segundo controlador realiza o trabalho de "ponte" entre as aeronaves em terra/vôo, e o terceiro controlador opera somente as aeronaves O Aeroporto Escolhido em vôo. 3Os Controladoresde Tráfego Aéreo 4 Apreciação Ergonômica 5 Conclusões 6 Contato
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de JaneiroEspecialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na CidadeLEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia OS CONTROLADORES DE TRÁFEGO AÉREO VISTA LATERAL (BANCADA) AERONAVES EM VÔO/AERONAVES EM TERRA VENTO, TEMPERATURA E PRESSÃO (digital) VENTO, TEMPERATURA E PRESSÃO (analógico) RÁDIOS TELEFONES
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de JaneiroEspecialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na CidadeLEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia OS CONTROLADORES DE TRÁFEGO AÉREO POSTO DO C.T.A. 1 AERONAVES EM TERRA AERONAVES EM VÔO/AERONAVES EM TERRA VENTO, TEMPERATURA E PRESSÃO (digital) VENTO, TEMPERATURA E PRESSÃO (analógico) RÁDIOS TELEFONES
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de JaneiroEspecialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na CidadeLEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia OS CONTROLADORES DE TRÁFEGO AÉREO POSTO DO C.T.A. 2 AERONAVES EM TERRA/EM VÔO AERONAVES EM VÔO/AERONAVES EM TERRA VENTO, TEMPERATURA E PRESSÃO (digital) VENTO, TEMPERATURA E PRESSÃO (analógico) RÁDIOS TELEFONES
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de JaneiroEspecialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na CidadeLEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia OS CONTROLADORES DE TRÁFEGO AÉREO POSTO DO C.T.A. 3 AERONAVES EM VÔO AERONAVES EM VÔO/AERONAVES EM TERRA VENTO, TEMPERATURA E PRESSÃO (digital) VENTO, TEMPERATURA E PRESSÃO (analógico) RÁDIOS TELEFONES
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia 1 APRECIAÇÃO ERGONÔMICA Introdução A fase de apreciação ergonômica nos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo teve como ponto de partida observações assistemáticas do 2 ambiente onde o trabalho é realizado e a maneira como os sujeitos desempenham suas tarefas. Foram realizadas 5 visitas, com duração aproximada O Aeroporto Escolhido de 4 horas cada uma, onde registros fotográficos, registros em vídeo e entrevistas não-estruturadas com os controladores foram coletados. 3Os Controladoresde Tráfego Aéreo 4 Apreciação Ergonômica 5 Conclusões 6 Contato
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia 1 APRECIAÇÃO ERGONÔMICA: A VOZ DOS CONTROLADORES Introdução Sob a forma de bate-papo, foi realizada uma entrevista não-estruturada com cada um dos controladores de tráfego aéreo. A conversa foi conduzida no próprio 2 ambiente de trabalho dos controladores, enquanto desempenhavam a sua tarefa de monitoramento de aviões em operações de manobra pelo pátio ou em vôo. O Aeroporto Escolhido Não foi utilizado nenhum tipo de ficha ou formulário para registrar os comentários dos sujeitos, apenas gravações através de uma câmera de vídeo. 3 “A torre de controle deveria estar em outro local. O tráfego aéreo passa pelas nossas costas, quando deveriaOs Controladores ser o contrário (passar pela frente da torre). A gente precisa ficar virando o pescoço e o tronco para trás ode Tráfego Aéreo tempo todo, ou então trabalhar com a nossa cadeira em uma posição perpendicular à bancada de controle, para enxergar a aeronave se aproximando.”; 4 Apreciação “Aqui a gente se vira como pode. Eu já controlei, sozinho, todos os postos de trabalho da torre. A distribuição Ergonômica dos nossos turnos é desorganizada, tem horas que só ficam 2 controladores aqui em cima. Se um precisa ir até o banheiro, o outro tem que segurar as pontas. O legal desse trabalho é que a gente aprende a fazer várias coisas ao mesmo tempo. Enquanto eu estou aqui conversando contigo, também estou prestando 5 atenção no céu e ouvindo tudo o que está sendo transmitido pelo rádio.”. Conclusões 6 Contato
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia APRECIAÇÃO ERGONÔMICA: ORDENAÇÃO HIERÁRQUICA DO SISTEMA ECOSSISTEMA: Ministério da Aeronáutica SUPRA-SUPRA SISTEMA: Aeroporto de pequeno porte SUPRA SISTEMA: Torre de controleSISTEMA ALVO: Postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo de um aeroporto de pequeno porte SUBSISTEMA 1: SUBSISTEMA 2: SUBSISTEMA 3: Controle de aeronaves em terra “Ponte” entre o controle Controle de aeronaves em vôo de aeronaves em terra/vôo SUB-SUBSISTEMA 1: Aparelhos SUB-SUBSISTEMA 1: Aparelhos meteorológicos (pressão, SUB-SUBSISTEMA 1: Aparelhos meteorológicos (pressão, temperatura e vento) meteorológicos (pressão, temperatura e vento) temperatura e vento) SUB-SUBSISTEMA 2: Programa de SUB-SUBSISTEMA 2: Programa de computador para controle do tráfego SUB-SUBSISTEMA 2: Telefone 1, para computador para controle do tráfego órgãos de controle aéreo SUB-SUBSISTEMA 3: Rádio para SUB-SUBSISTEMA 3: Rádio paracomunicação com aeronaves em terra SUB-SUBSISTEMA 3: Telefone 2, para comunicação com aeronaves em vôo sala S (controle dos planos de vôo) SUB-SUBSISTEMA 4: Rádio para SUB-SUBSISTEMA 4: Rádio auxiliar comunicação com o pátio SUB-SUBSISTEMA 4: Telefone 3, com linha externaSUB-SUBSISTEMA 5: Telefone 1, para SUB-SUBSISTEMA 5: Telefone 1, para órgãos de controle aéreo órgãos de controle aéreoSUB-SUBSISTEMA 6: Telefone 2, para SUB-SUBSISTEMA 6: Telefone 2, para sala S (controle dos planos de vôo) sala S (controle dos planos de vôo) SUB-SUBSISTEMA 7: Telefone 3, SUB-SUBSISTEMA 7: Telefone 3, com linha externa com linha externa
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia 1 APRECIAÇÃO ERGONÔMICA: PRIORIZAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO DOS PROBLEMAS Introdução Durante a fase de apreciação ergonômica, foram encontrados problemas 2 acionais, acidentários, comunicacionais, espaciais-arquiteturais de interiores, físico-ambientais, interfaciais, interacionais, instrumentais, naturais, operacionais O Aeroporto Escolhido e organizacionais. 3Os Controladoresde Tráfego Aéreo 4 Apreciação Ergonômica 5 Conclusões 6 Contato
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia APRECIAÇÃO ERGONÔMICA: PRIORIZAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO DOS PROBLEMAS 1 2 3 4 Problema Acidentário Problema Acidentário Problema Acional Problema ComunicacionalInexistência de uma saída de Tropeções no “puxador” do Acionamento repetitivo do botão do Dificuldade para ouvir, pelo rádio, incêndio adequada alçapão de entrada/saída rádio as mensagens das aeronaves Problema Comunicacional Problema Espacial-Arquitetural Problema Físico-Ambiental Problema Instrumental Vários rádios e telefones Alçapão de entrada/saída da torre é Temperatura muito alta ou baixa, Organização incongruente dosfuncionando ao mesmo tempo muito grande e pesado devido a má distribuição do ar equipamentos da bancada 5 6 7 8
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia APRECIAÇÃO ERGONÔMICA: PRIORIZAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO DOS PROBLEMAS 9 10 11 12 Problema Interacional Problema Interfacial Problema Interfacial Problema InterfacialO programa de computador não Posturas prejudiciais devido ao Posturas prejudiciais devido ao Posturas prejudiciais devido à atende aos C.T.A. acionamento do alçapão acionamento do insufilme altura da bancada Problema Interfacial Problema Interfacial Problema Interfacial Problema NaturalPosturas prejudiciais devido à Posturas prejudiciais para a Posturas prejudiciais para a Sol se põe diante da torre de inadequação das cadeiras visualização do pátio e da pista visualização do espaço aéreo controle 13 14 15 16
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia APRECIAÇÃO ERGONÔMICA: PRIORIZAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO DOS PROBLEMAS 17 18 19 Problema Operacional Problema Organizacional Problema OrganizacionalOs C.T.A. dispõem de pouco tempo Má distribuição dos horários dos Não existe a possibilidade de para as refeições turnos pausas durante o trabalho
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia 1 APRECIAÇÃO ERGONÔMICA: PRIORIZAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO DOS PROBLEMAS Introdução Para a priorização e consolidação destes problemas, foi utilizada a técnica da 2 tabela G.U.T. (Gravidade x Tendência x Urgência). O Aeroporto Escolhido De acordo com MORAES e MONT`ALVÃO (2003), esta técnica propõe que o 3 ergonomista proceda com a tabela G.U.T. com todos os usuários do sistema estudado. Isto permite uma avaliação participativa e fornece subsídios para asOs Controladores sugestões e conclusões da etapa de apreciação ergonômica. Todos os problemasde Tráfego Aéreo devem ser analisados e pontuados, de acordo com uma escala de valores que 4 varia do número 1 (menos grave, urgente ou tendencioso) ao 5 (mais grave, urgente ou tendencioso), e em seguida hierarquizam-se os resultados da Apreciação pontuação. Ergonômica 5 Conclusões 6 Contato
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia APRECIAÇÃO ERGONÔMICA: PRIORIZAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO DOS PROBLEMASPROBLEMA GRAVIDADE URGÊNCIA TENDÊNCIA GxUxTPosturas prejudiciais devido à altura da bancada dos equipamentos de controle 5 4 4 80(Interfacial)Posturas prejudiciais para a visualização do espaço aéreo (Interfacial) 5 4 4 80Posturas prejudiciais para a visualização do pátio e da pista (Interfacial) 5 4 4 80Vários rádios e telefones funcionando ao mesmo tempo (Comunicacional) 5 5 3 75Acionamento repetitivo do botão do rádio (Acional) 4 4 4 64Posturas prejudiciais devido à inadequação das cadeiras dos C.T.A. (Interfacial) 4 4 4 64Posturas prejudiciais devido ao acionamento do alçapão de entrada/saída da torre 4 3 2 24(Interfacial)Sol se põe diante da torre de controle (Natural) 3 3 4 36Dificuldade para ouvir, pelo rádio, as mensagens de algumas aeronaves 5 4 1 20(Comunicacional)Inexistência de uma saída de incêndio adequada (Acidentário) 5 4 1 20Os C.T.A. dispõem de pouco tempo para as refeições (Operacional) 3 3 2 18Não existe a possibilidade do controlador fazer uma pausa durante a sua jornada de 3 2 2 12trabalho, pois não há um C.T.A. reserva (Organizacional)Alçapão de entrada/saída da torre é muito grande e pesado (Espacial-Arquitetural) 3 2 1 6Organização incongruente dos equipamentos da bancada de controle (Instrumental) 3 2 1 6Posturas prejudiciais devido ao acionamento do insufilme (Interfacial) 3 2 1 6
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia 1 APRECIAÇÃO ERGONÔMICA: PRIORIZAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO DOS PROBLEMAS Introdução Segundo a priorização e consolidação dos problemas através da tabela G.U.T., as 2 posturas assumidas pelos controladores durante o desenvolvimento de suas tarefas, a interferência de ruídos entre os equipamentos de comunicação e a O Aeroporto Escolhido repetição excessiva de movimentos se apresentam como causadores dos principais problemas observados: 3 •  Altura da bancada dos equipamentos de controle (problema interfacial, G.U.T.Os Controladores 80);de Tráfego Aéreo •  Posturas prejudiciais na visualização do pátio e da pista (problema interfacial, 4 G.U.T. 80); Apreciação •  Posturas prejudiciais na visualização do espaço aéreo (problema interfacial, Ergonômica G.U.T. 80); 5 •  Vários rádios e telefones funcionando ao mesmo tempo (problema comunicacional, G.U.T. 75); Conclusões •  Acionamento repetitivo do botão do rádio (problema acional, G.U.T. 64); 6 •  Cadeiras inadequadas para os controladores de tráfego aéreo (problema Contato interfacial, G.U.T. 64).
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia 1 CONCLUSÕES Introdução De acordo com os resultados obtidos nesta fase de apreciação ergonômica, os movimentos incessantes de apertar botões, esticar o pescoço, ficar de pé, 2 levantar da cadeira, sentar na cadeira novamente e olhar ao redor (com rotação do tronco) são apontados como causadores dos principais problemas O Aeroporto Escolhido ergonômicos encontrados nos postos de trabalho dos controladores de tráfego aéreo. O excesso de ruídos entre rádios e telefones também deve receber uma 3 atenção especial, uma vez que a comunicação dos controladores com as aeronaves, além da comunicação entre os próprios C.T.A., está sendoOs Controladores prejudicada.de Tráfego Aéreo 4 Apreciação Ergonômica 5 Conclusões 6 Contato
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia 1 CONCLUSÕES Introdução Os resultados obtidos serão analisados com mais profundidade na segunda fase da intervenção ergonomizadora, conhecida como diagnose ergonômica. Esta 2 próxima etapa de pesquisa será desenvolvida com o objetivo de validar as sugestões preliminares de melhoria dadas aos problemas mais graves. O Aeroporto Escolhido •  Cadeiras com encostos e regulagens melhores, mais adaptadas aos controladores; 3 •  Redimensionamento da altura da bancada de controle;Os Controladoresde Tráfego Aéreo •  Reorganização dos equipamentos distribuídos ao longo da bancada de controle; 4 •  Utilização de equipamento de rádio auricular; Apreciação •  Utilização de equipamento de rádio com um outro tipo de acionamento para a Ergonômica troca de informações com aeronaves (ao invés de botão); 5 •  Utilização de uma central PABX para o telefone (eliminando a grande quantidade de telefones). Conclusões 6 Contato
  • PUC-Rio - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Especialização: Ergonomia e Usabilidade, Qualidade de Vida no Trabalho, em Casa, na Cidade LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia 1 CONTATO Introdução LEUI - Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces em Sistemas Humano-Tecnologia 2 http://wwwusers.rdc.puc-rio.br/leui O Aeroporto Escolhido Eduardo Rangel Brandão, Pós-Graduando em Ergonomia 3 http://www.eduardobrandao.comOs Controladoresde Tráfego Aéreo brandaoedu@gmail.com 4 Apreciação André Mattos, Pós-Graduando em Ergonomia Ergonômica almattos@click21.com.br 5 Conclusões Anamaria de Moraes, Doutora em Comunicação 6 http://wwwusers.rdc.puc-rio.br/moraergo Contato moraergo@rdc.puc-rio.br