UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ                 UNOCHAPECÓ                   GRUPO 12                       ...
SumárioDecks ................................................................................................................
Decks   Os decks originalmente ganharam destaque no meio do paisagismo comoum elemento decorativo, eu como uma forma de ac...
Vistas (abrir para a paisagem bonita, esconder a vista desagradável).      Segurança (altura dos peitoris para crianças, q...
múltiplos de 3, 4 e 5; por exemplo, 60 cm, 80 cm e 1 m. Depois de marcado oterreno é bom conferir, medindo as duas diagona...
4º passo         Posicione e escave os buracos para colocação dos pilares. Em solosnormais eles devem ter pelo menos 60 cm...
6º passo      Corte a ponta das vigas no esquadro e fixe-as nos pilares utilizando,pelo menos, 3 pregos .Marque nas vigas ...
pilaretes servirão como parapeito e podem ser acabados com as réguasutilizadas no piso após a finalização do mesmo.9º pass...
Assoalho de Madeira      O assoalho de madeira é aposta certa para melhorar a aparência de suacasa ou apartamento e pode v...
Ipê                                           Madeira nobre dura e compacta                                           de a...
revestimento nobre e inigualável. Pela sua natureza, nunca haverá peças damesma madeira com tons e veios absolutamente igu...
trabalho e receber acabamento (verniz) após a instalação. O pré-acabado élixado e recebe acabamento na fábrica, de modo qu...
assoalhos de madeira sólidos manterão seu valor melhor que os assoalhosestruturados.       Os assoalhos de madeira tradici...
No caso de barrotes ou granzepes (peça de madeira usada para fixaçãode assoalhos, chumbada rente ao contrapiso com formato...
vulgarmente Sargento" depois que prensados pela barra T é só pregar,podendo ser em cima das tábuas com prego sem cabeça ou...
Tacos      Tacos assentem com argamassa - Os tacos para serem fixados comargamassa têm que se preparados antecipadamente, ...
agua. Assentamos os tacos obedecendo a um desenho preestabelecido. Apósa colocação dos tacos em sias posições, batemos os ...
Taco assente com cola      Para os tacos assentes com cola, devemos preparar os lastros damesma maneira que o taco assente...
Concluída a instalação das peças, deixe sempre uma janela aberta para     que a ventilação ajude na estabilização da madei...
aproximadamente 1 m2, deixando-o de 8 a 12 horas. Ao retirar o      plástico, se não houver vapor dágua ou manchas de umid...
Etapas de um bom acabamento:1 ) Raspagem e nivelamento:Depois que estiver bem nivelado e seco o contrapiso. E já colocado ...
Produtos para acabamento final      Sinteco   e   Bona Os     dois   produtos,   de   fabricantes   diferentes,normalmente...
Nas épocas mais frias do ano ou nas regiões com clima úmido, inicie aaplicação no período mais quente do dia, criando assi...
Limpeza e conservação      Limpe o piso de madeira apenas com um pano seco, aspirador ouvassoura de pêlo.      A limpeza c...
Bibliografiahttp://www.sintecosorocaba.com.br/dicas_3.htmlhttp://www.fazfacil.com.br/reforma_construcao/pisos_instalacao_2...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Construção civil 2

756 views
675 views

Published on

Trabalho 2012 Construçao Civil II Unochapecó

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
756
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
13
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Construção civil 2

  1. 1. UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ UNOCHAPECÓ GRUPO 12 EDUARDO ABREU ADRIANO NANDI CHRISTIAN SOUSA ROGERIO JUNG ENG.CIVIL CONSTRUÇAO CIVIL II Chapecó – SC, Março. 2012 1
  2. 2. SumárioDecks ............................................................................................................................................. 3Assoalhos de Madeira ................................................................................................................ 09 Dicas sobre Madeira ................................................................................................................ 10 Assoalho de Madeira Solida ................................................................................................ 11 Como Instalar Assoalho de Madeira...............................................................................13Tacos............................................................................................................................................16Taco assente com cola............................................................................................................18Dicas de instalação.............................................................................................................18 Parquetes....................................................................................................................20Etapas de um bom acabamento............................................................................21Produtos para acabamento final...............................................................................................................22Processo de aplicação de resina...........................................................................................23Após Aplicação..................................................................................................................23 Limpeza e conservação................................................................................................24 2
  3. 3. Decks Os decks originalmente ganharam destaque no meio do paisagismo comoum elemento decorativo, eu como uma forma de acrescentar um espaço físicoao ar livre em terrenos desnivelados. Mas vem ganhando espaço no meio, poisalém de possuir um efeito decorativo, também são extremamente funcionais,pois fornecem uma plataforma seca e arejada em jardins e piscinassubstituindo as tradicionais pedras que provocavam desconforto devido àretenção de calor. Os decks podem ser construídos com apenas algunscentímetros de altura, ou bem acima do solo. Podem ser independentes ouligados à casa ou à outra construção e são muitos versáteis em termos deforma e opções construtivas. O sistema construtivo sejam eles quais forem, pois há varias empresas nomercado cada uma com se sistema, devem atender aos requisitos da normaNBR 7190/82, isto quer dizer que poderá receber uma carga de até 300 kg/m2.E devem ser projetados e executados por profissionais, com credenciais legais(registro no CREA), para assumir a responsabilidade técnica do projeto. As madeiras que são utilizadas em decks podem ser de diversas espécies,tais como eucaliptos e pinos tratados ou madeiras de lei como Jatobá,Cerejeira, Cedro e outras. A escolha da madeira em muitos casos depende dobolso do cliente, pois a uma enorme diferença de preços entre elas. Osmétodos executivos também ficam a cargo das empresas que prestam estesserviços pois geralmente são responsáveis pelo projeto e execução da obra. A localização e o projeto de seu deck deverão ser influenciados por diversos fatores A expectativa de uso (banhos de sol, churrascos ao ar livre, grandes festas, local de relaxamento da família, etc.) Correntes de ar (permitir o fluxo de brisas suaves, bloquear os ventos predominantes). Estrutura já existente(deverá ser compatível) A luz do sol (você deseja sol ou sombra. de manhã ou à tarde) Privacidade (fechar certas áreas, evitar ruídos da rua). 3
  4. 4. Vistas (abrir para a paisagem bonita, esconder a vista desagradável). Segurança (altura dos peitoris para crianças, quantidade de degraus para pessoas idosas) Acesso à casa (adjacente à cozinha à sala de estar ou ao dormitório) O terreno (deck elevado, ao nível do solo ou em dois ou mais níveis). A piscina Outras necessidade e preferências pessoais. Execução: A execução depende muito do projeto e métodosempregados, pois cada empresa possuiu um sistema próprio, mas estesdevem atender a norma NBR 7190/82 e os requisitos básicos desegurança. Neste exemplo simplificado destinado a carpinteirosdemonstraremos materiais e técnicas usadas pra execução de um deckpequeno, lembrando que estes métodos e materiais podem variar muitodependendo do projeto e da empresa fornecedora.1º passo Depois de definir a área onde será instalado o deck, planeje o seutamanho e elabore o projeto de acordo com os espaçamentos.2º passo Demarque a área do deck usando gabaritos de madeira e linha de nylon.Para ter certeza que está tudo no exquadro, meça um triangulo no canto com 4
  5. 5. múltiplos de 3, 4 e 5; por exemplo, 60 cm, 80 cm e 1 m. Depois de marcado oterreno é bom conferir, medindo as duas diagonais; elas devem ser iguais.Retire a grama existente (é muito pouco provável que ela sobreviva à sombrado deque) da área escolhida. Para prevenir o crescimento de ervas daninhassob o deck, aplique uma "lona preta" (polietileno) sobre a superfície.3º passo A viga de encabeçamento é o próximo passo, se você estiver apoiando odeck em uma estrutura existente. A sua colocação determina o nível do piso;verifique a altura desejada e o nivelamento perfeito. Não esqueça que o pisoficará 3,5 cm acima da face superior da viga (espessura da régua). 5
  6. 6. 4º passo Posicione e escave os buracos para colocação dos pilares. Em solosnormais eles devem ter pelo menos 60 cm de profundidade. Se o deck ficaracima de 1,80 m consulte um profissional. Compacte o fundo do buraco combrita, e se necessário faça uma sapata de concreto. Verifique os comprimentosque os pilares deverão ter (distância do nível superior da viga deencabeçamento até o fundo do buraco) e corte-os com 5 cm a mais. Posicioneos pilares nos buracos e trave-os no prumo, observando também o perfeitoalinhamento entre eles. Preencha o buraco, alternando camadas de terra ebrita.5º passo Marque o nível de corte nas quatro faces dos pilares usando uma réguacom nívelou uma mangueira dágua. Serre a ponta dos pilares e, em seguida,os encaixes para fixação das vigas. 6
  7. 7. 6º passo Corte a ponta das vigas no esquadro e fixe-as nos pilares utilizando,pelo menos, 3 pregos .Marque nas vigas a posição dos calços de madeira acada 60 cm (eixo a eixo), onde vão apoiados os barrotes que podem serfixados por conectores metálicos ou calços de madeira. Utilizando sobras dos pilares, corte calços de madeira de 14X18,5X6 cmque devem ser pregadas entre as vigas duplas, centradas nos conectores ,com pelo menos 3 pregos de cada lado, figura acima.7º passo Corte as pontas dos barrotes no esquadro e nas medidas necessárias(os barrotes utilizam as mesmas peças das vigas). Encaixe os barrotes nosconectores, ou calços que dependem do sistema utilizado, pregue-os com ospregos adequados.8º passo Corte os pilaretes que irão estruturar o parapeito com 22 cm a mais doque a altura final planejada. Corte o chanfro na parte inferior. Encaixe ospilaretes entre as vigas duplas (ou barrotes duplos, quando for o caso) eparafuse-os com 2 parafusos passantes tipo francês de 6 1/2 X 5/8" .Estes 7
  8. 8. pilaretes servirão como parapeito e podem ser acabados com as réguasutilizadas no piso após a finalização do mesmo.9º passo Prepare as réguas de piso, cortando suas pontas no esquadro edeixando-as com a medida necessária. Comece a pregar as réguas a partir da viga de encabeçamento,utilizando a guia para garantir o perfeito espaçamento e alinhamento entre elasAs réguas devem ser pregadas com dois pregos em cada barrote , cuidandopara martelar devagar e não afundar a cabeça do prego na madeira. Nasemendas de duas réguas sobre os barrotes, posicione os pregos a pela menos2,5 cm da borda e crave-os ligeiramente inclinados para o centro do barrote.Não concentre as emendas de réguas sobre um mesmo barrote, alterne-as. 8
  9. 9. Assoalho de Madeira O assoalho de madeira é aposta certa para melhorar a aparência de suacasa ou apartamento e pode valorizar o imóvel. Além de belos e duráveis, osassoalhos de madeira deixam o ambiente aconchegante. A madeira é umrecurso natural renovável e reciclável, embora no Brasil ainda seja baixa aoferta de assoalho de madeira extraída de áreas reflorestadas ou cortada dematas nativas de feitio sustentável. Há uma incrível variedade de opçõesestéticas também, basta escolher o tipo de madeira mais adequado ao projeto. No Brasil tanto a demanda quanto a oferta têm aumentado bastante nosúltimos 3 anos. Até então, o pais praticamente só exportava os assoalhosfabricados por aqui. Esse aumento deve-se em parte a dois motivos. O primeirodeles diz respeito à higiene e à saúde. Antigamente o assoalho de madeira decretava muita manutenção,precisava constantemente ser encerado e lixado. Hoje em dia vernizes degrande durabilidade evitam esse trabalho, e muitos assoalhos já vêm prontosda fábrica, sendo este outro importante fator que vem elevando a utilização dosmesmos. O assoalho de madeira por ser extremamente aconchegante, é um pisonobre por natureza e um dos mais procurados para ambientes de interiores.Pode ser de parquê ou de tábua corrida (em forma de tábuas compridas) epode vir em diferentes madeiras como garapa, cumarú, ipê ou jatobá entreoutros. Cumarú Madeira nobre dura e compacta de alta resistência. Garapa Madeira nobre dura e compacta de alta resistência. 9
  10. 10. Ipê Madeira nobre dura e compacta de alta resistência. Jatobá Madeira nobre dura e compacta de alta resistência.Entre as inúmeras vantagens que ela possui sobre outros materiais, podemoscitar suas propriedades:•anti-alérgicas e anti-térmicas;•durabilidade e longevidade;•fácil manipulação e manutenção simples;•beleza e variedade.Podem se encaixar em qualquer projeto de decoração, por isto, a aquisição deprodutos em madeira foi durante muito tempo cara e difícil.Os assoalhosdevem ser feitos com madeira escura pois são mais duras eresistem mais ao tráfego pesado e aos cupins comparando-se com as maisclaras . Dicas Sobre a Madeira•A madeira é um material higroscópico, ou seja, seu volume varia em função datemperatura e umidade do local. Pequenas variações nas dimensões (LXCXE)das peças ocorrem normalmente durante toda a vida útil do piso.•A variedade nos tons e veios de um mesmo tipo de madeira não é defeito esimuma de suas características mais marcantes, o que a torna um 10
  11. 11. revestimento nobre e inigualável. Pela sua natureza, nunca haverá peças damesma madeira com tons e veios absolutamente iguais.•No caso de assoalhos (tábuas-corridas) a existência de peças curtas não éum defeito, e sim uma característica. Na fabricação não escolhemos se astábuas deverão ser longas ou curtas. Seu comprimento é determinado emfunção da retirada maior ou menor de defeitos naturais durante a suafabricação. Após a raspagem do piso as eventuais emendas em tábuaspassam despercebidas.•Após a instalação é comum uma pequena movimentação das peças,provocando abertura de frestas e um pequeno desnível que será corrigido naraspagem, calafetação e aplicação do verniz de acabamento.•Ao receber a madeira em sua obra, estoque-a de maneira uniforme em localcoberto, seco, arejado e sem insolação direta, de preferência no local de suafutura instalação.•Madeiras mais moles (menos densas), em geral as mais claras, amassam commais facilidade. Evite impacto pontiagudo.•Em pavimentos térreos é necessária a correta impermeabilização docontrapiso, e os produtos só devem ser instalados após a colocação dasjanelas, vidros, soleiras e portas.•A instalação do piso de madeira deve ser feita após a secagem total docontrapiso,e após a colocação recomenda-se a proteção das janelas com papelpardo ou jornal para evitar a insolação direta sobre a madeira.•Não molhe a madeira em hipótese alguma e não permita o trabalho comargamassas, cimento, cal e outros produtos nocivos, diretamente sobre amadeira. A raspagem não remove essas manchas Assoalho de Madeira sólido Os assoalhos de madeira sólida são de três tipos principais. Cada tipoestá disponível tanto em uma versão não-acabada (sem verniz) quanto naversão pré-acabada (com verniz). O não-acabado deve ser lixado no local de 11
  12. 12. trabalho e receber acabamento (verniz) após a instalação. O pré-acabado élixado e recebe acabamento na fábrica, de modo que precisa somente dainstalação. Os três principais tipos de assoalho de madeira sólida são: • Assoalho em faixas - é indicado pela espessura e largura das tábuas de madeira. O assoalho em faixas tem uma largura definida, mas a espessura pode variar. • Assoalho de tábuas - vem apenas em duas espessuras, mas diferentemente do em faixas, as larguras podem variar. No Brasil a espessura é de 1,9 ou 2 cm, com largura de 6,5 a 20 cm (eventualmente podem ser encomendadas réguas com largura maior). • Parquet - o parquet têm um visual diferente dos pisos de madeira típicos. São constituídos de padrões geométricos compostos de tacos de madeira individuais mantidos no lugar por fixação mecânica ou adesivo. Os assoalhos de madeiras sólidas podem exigir um pouco mais deconservação que de madeira estruturado, mas sempre podem ser lixadosnovamenteereceber novo acabamento. Se receberem manutenção, os 12
  13. 13. assoalhos de madeira sólidos manterão seu valor melhor que os assoalhosestruturados. Os assoalhos de madeira tradicionais são tábuas com largurasdeterminadas e comprimentos randômicos. Têm 2 cm de espessura e sãofixadas diretamente no contra piso ou no barrote. Este tipo de assoalho demadeira oferece conforto térmico e conferemnobreza e sofisticação. Como Instalar Assoalho de Madeira Em pavimentos térreos é necessária a correta impermeabilização docontrapiso,o assoalho só devem ser instalado após a colocação das janelas,vidros, soleiras e portas. A instalação do assoalho de madeira deve ser feita após a secagem ecura total do contrapiso, que deve possuir umidade real abaixo de 18%, depreferência abaixo de 16%. O contra-piso deve ser executado com argamassade areia e cimento 3x1. Não molhe a madeira em hipótese alguma e não permita o trabalho comargamassas, cimento, cal e outros produtos nocivos, diretamente sobre amadeira. Antes de iniciar a instalação do assoalho, em primeiro lugar verificar onivelamento do piso, como também a qualidade do contrapiso, para que nãovenha a ter problemas posteriores, feito isto, vamos a colocação dos barrotes(vigas, caibro ou uma peça em formato de trapézio de madeira que são fixadasno contrapiso onde serão pregadas ou parafusadas as tábuas). Dependendo do profissional tem seu método de preencher o vazio quefica entre os barrotes, uns usam o próprio cimento e cobre tudo deixandoapenas um centímetro para que a tábua tenha uma ventilação, outros usam lãde vidro, areia seca, isopor e etc. 13
  14. 14. No caso de barrotes ou granzepes (peça de madeira usada para fixaçãode assoalhos, chumbada rente ao contrapiso com formato trapezoidal e comcomprimento linear), deve-se proceder da seguinte forma:Chumbar com espaçamento máximo entre de 35 cm entre si, perfeitamentealinhados, nivelados e os espaços, preencher com a massa anteriormentedescrita. Quanto menor a distância (não menor que 30cm) entre as linhas,maior será a sustentação do piso. Deixa-se um espaço de 1 cm abaixo do topodo granzepe, onde será fixado o assoalho, preenchendo-se esse vão comargamassa ou isopor para evitar ruídos provocados pela circulação no piso. Existem dois métodos para colocação do assoalho, pregado ouparafusado.No caso pregado o importante é que os assoalhos fiquem bem prensados unsaos outros geralmente usam uma ferramenta chamada "Barra T ou 14
  15. 15. vulgarmente Sargento" depois que prensados pela barra T é só pregar,podendo ser em cima das tábuas com prego sem cabeça ou no encaixe dáfêmea. Também podemos parafusar o assoalho, primeiro se faz um furo com afuradeira para o parafuso e depois um furo para cabeça do parafuso, já que acabeça ficará na parte interna do assoalho, agora pegamos a bucha colocamosno barrote ou pode ser sem bucha, parafusa-se direto no barrote, feito isto comcabeça do parafuso dentro do assoalho pegaremos uma cavilha( pequena peçade madeira que tem a finalidade de tampar a cabeça do parafuso ) etamparemos o buraco dando acabamento com a lixa. 15
  16. 16. Tacos Tacos assentem com argamassa - Os tacos para serem fixados comargamassa têm que se preparados antecipadamente, pois a madeira em si nãopode ser fixa em argamassas; para tanto, molhamos a costa do taco em asfaltoderretido e em seguida, com asfalto ainda em liquido, batermos em umasuperfície que tenha pedrisco, formando assim uma superfície áspera como sefosse uma chapisco de asfalto e pedrisco, por fim, pregamos dois pregos "asade mosca" . Assim criamos condições para que o taco se fixe na argamassa,colaborando com o seu próprio formato para dar maior fixação. A técnica decolocação é a seguinte: primeiramente prepararmos as guias de nivelamento,distanciando 1,5m a 2m uma da outra, enchendo os painéis com argamassa decimento e areia na proporção de 1 volume de cimento para 4 volumes de areiasomente umedecida, não chegando a ser uma massa plástica> Sarrafeamoscom uma régua apoiada nas duas guias: após essa regularização empequenos painéis, borrifamos a superfície com pó de cimento e em seguida 16
  17. 17. agua. Assentamos os tacos obedecendo a um desenho preestabelecido. Apósa colocação dos tacos em sias posições, batemos os mesmos com um soqueteleve de área grande, para que o taco penetre na argamassa e esta preenchatodo o vazio do contorno dos tacos. Somente paramos de bater quando surginata de cimento nas juntas dos tacos. Há quem costume, após a colocação dostacos em suas posições, jogar agua em cima dos mesmos e bater até aparecera nata de cimento nas juntas; esse processo suprime o esborrifa mento deagua após o lançamento do pó de cimento, que é o processo mais correto. Eum processo que não é aconselhável, pois a madeira ao perder a aguaabsorvida do lançamento superficial pode a empenar e mesmo abalar a suafixação. O acabamento do pavimento junto às paredes, geralmente é feito comtacos cortados, não dando um acabamento bom, necessitando colocar rodapée cordão de remate. A calefação das juntas deverá ser com cera, entretantodevido as juntas dos tacos estarem dispostas assimetricamente, necessitandode uma mão-de-obra dispendiosa, os raspadores de pavimentos de madeira seencarregam de calafetar, utilizando a própria serragem da primeira passagemde maquina, a qual é misturado com cera de soalho. Essa pasta é passada nosoalho com rodo de borracha, procurando de essa maneira calafetar as frestasou juntas dos tacos. Com isso consegue-se que o taco não fique muito duro, oumelhor, seco, evitando que lasque na passagem da maquina. A disposição ou desenho dos tacos no pavimento depende muito dogosto artístico do taqueiro ou projetista. Os desenhos mais comuns são os dotabuleiro de xadrez ou espinha de peixe. 17
  18. 18. Taco assente com cola Para os tacos assentes com cola, devemos preparar os lastros damesma maneira que o taco assente com argamassa, com a diferença que oacabamento deverá ser desempenado semborrifamento do pó de cimento. Deixamos esse piso secar durante 3 dias, no mínimo, para termos acerteza que não fique resquícios de umidade; após esse período varremos,tirando toda a sujeira e pó existente. Lançamos a colaPU(poliuretânica)apropriada em pequenas áreas, que são esfregadas com o rodode borracha para melhor aderência ao piso, deixando uma pequena poça decola, para que, no momento de assentar o taco, esfregarmos o mesmo emmovimento circular sem levantar, chegando o mesmo a sua posição. Essecuidado é importante, para que a face do taco que for em contato com a colafique isenta de bolhas de ar, assim como o pó de serragem seja removido,dando uma aderência e distribuição uniforme na área de face a ser colocada.Fecha-se o cômodo durante três dias no mínimo, evitando assim circulaçãosobre o mesmo, prejudicando a sua fixação. Apos esse período, pode-se fazera raspagem normal, como foi indicado no taco assente com argamassa. Dicas de instalação Antes de iniciar a colocação dos tacos ou assoalhos, o local deverá ter caixilhos e vidros já instalados. Após a instalação dos tacos ou assoalhos, coloque papel nos vidros para evitar a incidência direta dos raios solares. 18
  19. 19. Concluída a instalação das peças, deixe sempre uma janela aberta para que a ventilação ajude na estabilização da madeira e na secagem da cola (no caso de tacos). O contra piso deve ser impermeabilizado para que a umidade não passe para a superfície do taco ou assoalho Sobrepondo-se ao contra piso deve-se preparar uma área para a instalação dos tacos ou assoalhos com argamassa forte na proporção de 3:1 de areia média peneirada e cimento. A mistura deve ser nivelada e desempenada com desempenadeira de aço. Essa argamassa deve estar bem úmida, diferente da massa farofa usada para instalar pisos de pedra Se o piso apresentar pequenos desníveis, é necessário fazer uma regularização com uma mistura de cimento, areia e cola brancaComposto por placas de 24 x 24 cm de tacos de madeira cumaru, naespessura de 10 mm, o parquete foi colado no contra piso com cola brancaà base de PVA, na proporção de 1,2 kg/m2. O contra piso foi executado comtraço de areia e cimento na proporção 1:3. A argamassa não poderá ser preparada com nenhum impermeabilizante, já que a cola pode reagir com o impermeabilizante e não fixar o taco. A base não poderá apresentar ondulações ou depressões. Isso dificultará a fixação do taco e deixará o serviço imperfeito. Para que a cola tenha boa aderência, a base deverá estar seca. Para saber se a base está seca, cubra-a com um plástico de 19
  20. 20. aproximadamente 1 m2, deixando-o de 8 a 12 horas. Ao retirar o plástico, se não houver vapor dágua ou manchas de umidade, a base está seca. Para iniciar a instalação dos tacos, prepara-se uma mistura de 40% de cola e 60% de água. Espalhe a mistura por todo o piso onde será instalado o taco. Isso servirá para remover impurezas da base, deixando-a apta para instalação dos tacos. Os tacos poderão ser instalados após 24 horas, tempo de secagem da mistura. Inicie a instalação do taco espalhando uma camada de 3 a 4 mm de cola branca na base. Comece a colocar os tacos de acordo com o desenho do projeto. O consumo médio de cola para a fixação do taco é de aproximadamente 1.800 g/m2 Parquetes São placas ou taliscas de madeira de lei, já com desenhos formados,que são fixados em peças de 50x50cm ou 25x25cm. Essas peças sãoassentes da mesma maneira que os tacos comuns, com cola, tendo a suasuperfície já acabada, não necessitando de uma raspagem grossa como asdos tacos; usa-se somente uma raspagem com maquina de eixo vertical comouma grande enceradeira, utilizando uma lixa fina; o objetivo dessa raspagem ésomente para a regularização das juntas e remoção do papel que fixa edimensiona a placa, como é o caso das pastilhas. Nesse tipo de pavimento nãose aconselha utilizar cascolac ou sinteko, que poderá provocar o deslocamentodas plaquetas ou taliscas, poissolvente evapora. Aconselha-se utilizar vernizpróprio ou somente cera comum. Seu acabamento junto à parede é cordão erodapé de madeira. 20
  21. 21. Etapas de um bom acabamento:1 ) Raspagem e nivelamento:Depois que estiver bem nivelado e seco o contrapiso. E já colocado omaterial. Faz-se o desengrosso com máquina apropriada; depois, é precisoduas raspagens mais finas.2 ) Calafetação:É colocado entre as rejuntas e falhas da colocação dasmadeiras umamassa feita do pó da própria madeira raspada misturada com a cola brancae o verniz e espalhada em todo o piso.3 ) Primeira demão ( Seladora ):Depois que estiver a superfície limpa colocaremos verniz ou resina, diluídasem álcool ou thinner, para preparar a superfície.Depois a madeira seca é lixada.4 ) Segunda demão ( base ):Já com o piso limpo passaremos a o verniz ou a resina , mas menosdiluídos.Tape as entradas de ar, pois isso prejudica a catalisação dos produtos.5 ) Demão final:Agora passaremos o verniz ou a resina puros.O trabalho deve ser feito na contraluz, para um resultado mais uniforme.6 ) Manutenção:Panos secos ou enceradeira garantem o brilho da madeira.Não use REMOVEDORES.Cera, só de vez em quando, pois engordura o piso. 21
  22. 22. Produtos para acabamento final Sinteco e Bona Os dois produtos, de fabricantes diferentes,normalmente são utilizados após lixamento e calafetação do piso. Eles trazemde volta a cor da madeira ou o brilho, dependendo do tipo de acabamento quevocê procura. Sinteco é uma resina à base de uréia e formol. Não funcionacomo impermeabilizante, apenas dá brilho à madeira. Ele pode ser encontradonos acabamentos fosco semi-fosco e brilhante. Sua aplicação acontece emduas demãos, com intervalo de um dia entre elas. Como a resina tem cheiroforte do amoníaco e do formol, você não pode ficar em casa durante aaplicação - o ideal é que a casa fique vazia por 72 horas. Preço: R$ 32 o m². Jáo Bona é uma resina à base de água. Ela possui os mesmos acabamentos queo Sinteco (fosco, semi-fosco e brilhante), além de variadas opções paraambientes com diferentes graus de tráfego (Bona Traffic, para ambientes dealta circulação, Mega para tráfego normal e Spectra para áreas com circulaçãomoderada). A aplicação se dá em três demãos, com intervalo de 8 horas entrecada e lixamento após cada demão. O produto não deixa cheiro e, assim que opiso estiver seco, o ambiente pode ser freqüentado novamente. Suadesvantagem em relação ao Sinteco é o preço - o Bona sai por R$ 52 o m². Processo de aplicação de resina As resinas para proteção do piso de madeira tem a finalidade deprotegê-los e embelezá-los. Devem ser resistentes a abrasão, transparentes;para realçar o seu aspecto natural e elásticas; para acompanhar suasmovimentações normais. Para a aplicação de qualquer tipo de resina sobre o piso, procedemoscom várias etapas de lixas até atingirmos um polimento satisfatório. Duranteesta fase, as juntas das tábuas serão limpas e calafetadas com massaapropriada para madeira. Quando partimos para a aplicação devemos observar que por se tratarde resina, a umidade relativa do ar influenciará na secagem do produto. 22
  23. 23. Nas épocas mais frias do ano ou nas regiões com clima úmido, inicie aaplicação no período mais quente do dia, criando assim, uma condiçãosatisfatória para a secagem do produto. Mesmo com todos os recursos disponíveis no mercado, é aconselhávela utilização de rolo ou trincha pois, o trabalho com compressores e pistolas dear comprimido pulverizariam todo o ambiente. Após Aplicação A resina utilizada na aplicação foi desenvolvida para se pisar e tem umacerta vida útil. Estas recomendações serão importantes para aumentar adurabilidade ao longo dos anos. A limpeza ideal para pisos de madeira resinada deve ser feita comaspirador de pó ou na falta deste, vassoura de pelos (cerdas naturais) ou umpano macio e seco. Sujeiras mais persistentes deverão ser removidas com flanela,ligeiramente umedecida em água limpa e sabão neutro de maneira localizada. Evite alguns produtos para limpeza de assoalhos e tacos à venda nossupermercados que trazem instruções para que dilua uma pequena dose doproduto em um balde com água para aplicação em todo piso. A quantidade deágua que a madeira absorverá é muito grande e pode provocar reaçõesprincipalmente se a rotina de limpeza for freqüente. Nunca limpe um piso resinado com palha de aço, detergentes químicosou solventes. O uso contínuo desses produtos retirará a camada protetora deresina. Quanto maior o cuidado com a manutenção, maior será a durabilidadedo produto, bem como de seu acabamento. 23
  24. 24. Limpeza e conservação Limpe o piso de madeira apenas com um pano seco, aspirador ouvassoura de pêlo. A limpeza com pano muito úmido provoca a movimentação da madeira,remove o rejunte das tábuas e causa eventuais encanoamentos. Nas madeiras mais claras, a umidade do pano pode provocar manchaspretas no rejunte e em pequenas fissuras na camada de verniz. Não useprodutos de limpeza com álcool, querosene ou outros solventes, ou quetenham que ser diluídos em um balde com água. Esses líquidos afetam amadeira e o verniz de acabamento.Hoje já existem no mercado produtospróprio para manutenção Limpadores ex:( limpador W&W, limpador máster F90, limpadorCLENEAR da BONA. Dependendo da temperatura e da umidade do ambiente podem surgiraberturas no rejunte das tábuas ou tacos. Esse é um fenômeno natural damadeira que nunca poderá ser eliminado totalmente. Daí a necessidade de seraspar o piso de tempos em tempos. 24
  25. 25. Bibliografiahttp://www.sintecosorocaba.com.br/dicas_3.htmlhttp://www.fazfacil.com.br/reforma_construcao/pisos_instalacao_2.htmlhttp://www.euseiquemtem.com.br/home/index.php?option=com_content&view=article&id=64&Itemid=80http://casa.hsw.uol.com.br/como-instalar-e-manter-pisos-de-madeira7.htmhttp://www.recoma.com.br/pdf/recomendacoes_Pisos_de_Madeira.pdfhttp://www.scandian.com.brhttp://www.comofazertudo.com.br/casa-e-jardim/como-escolher-um-piso-de-madeirahttp://totalmadeiras.wordpress.com/dicas-de-instalacao/http://www.espacodoassoalho.com.br/html/dicas.htmhttp://portalesportas.com.br/default.asp?id=dicas&codigo=7O Edifício e seu Acabamento - Hélio Alves de Azeredo 25

×