Como contratar profissionais de ecommerce

365 views

Published on

Como contratar um profissional de ecommerce? Esse artigo dá dicas sobre o perfil do profissional de comercio eletronico no Brasil. Mauricio Salvador é socio diretor da Ecommerce School, maior escola brasileira de cursos de ecommerce, cursos de redes sociais e cursos de Google Marketing. www.ecommerceschool.com.br

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
365
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Como contratar profissionais de ecommerce

  1. 1. Como contratar profissionais de ecommerceSemanalmente recebo de empresários, pedidos de currículos de alunos e ex-alunos dos cursos deecommerce e mídias sociais da Ecommerce School para preencherem vagas em empresas dediversos portes. Analistas e gerentes de ecommerce eram os mais frequentes, mas ultimamentetemos recebido muitos pedidos também para vagas de analistas e gerentes de mídias sociais.Por se tratar de áreas distintas, embora relacionadas, nesse artigo vou manter o foco na contrataçãode profissionais de ecommerce. Todos que trabalham nessa área sabem da dificuldade de secontratar esse tipo de profissional.Escuto dizerem com frequencia que “os salários estão inflacionados”. Não concordo. Acho que oprofissional de ecommerce deve ser bem remunerado, uma vez que sua atuação é multidisciplinar esuas atribuições estão diretamente ligadas às metas agressivas da empresa, o que exigeconhecimentos amplos e pressão constante.Nada mais justo que remunerar bem quem traz lucros pra empresa. Então aí vão minhas dicas sevocê quer contratar gente com potencial:1. Pague um bom salário variável: profissionais de ecommerce são bons vendedores. Os melhoresvendedores que conheço não olharam apenas para o salário fixo na hora da contratação, elesbuscam uma remuneração variável agressiva, com bônus compatíveis às metas que precisarãoatingir. Se você quer pagar três mil reais de salário fixo para um profissional que vai vender ummilhão de reais por mês, divida os resultados. Não adianta tentar atraí-los apenas com vale-transporte, tíquete-refeição, plano de saúde e massagem. Eles querem mais! Os melhoresvendedores online são ambiciosos, sabem que isso representa uma pequenina parte do bônus.2. Esqueça a concorrência: contratar funcionários de empresas concorrentes é uma estratégiatradicional do mercado. O ecommerce não é tradicional. Pra você tirar alguém do concorrente, vaiter que pagar mais do que ele recebe atualmente. Sendo assim, porque outro concorrente nãopoderia tirar essa pessoa de você se pagar mais? Essa estratégia, além de ser cara, traz riscos altospara o negócio e cria um leilão insano no mercado. Se alguém estiver insatisfeito com sua ocupação,vai enviar o currículo pra você, desde que saiba que você está contratando.3. Para isso, procure nos lugares certos: os sites de currículos são uma ótima fonte de contratação,mas os profissionais de ecommerce não estão lá. Eles estão em fóruns de discussão, comunidades,listas de discussão, redes sociais e eventos. Use o Twitter, Facebook e Linkedin para saber os gruposdos quais eles participam. Preste atenção nos produtores de conteúdo, blogueiros e tuiteiros. Sãopessoas antenadas e bem relacionadas que podem te ajudar.4. Não busque apenas experiência: forme mão-de-obra e cuide bem dela. Incentive seusfuncionários a difundir o conhecimento pela empresa, faça com que as pessoas saibam o que outrasas pessoas fazem. Crie um ambiente propício e facilite para que isso aconteça. Faça reuniõesfrequentes com toda equipe para trocas de experiências. Tome cuidado para deixar todosconfortáveis para falar. Grandes talentos em marketing e vendas online podem estar escondidos nasáreas de atendimento ou expedição, por exemplo.
  2. 2. 5. Faculdades de renome: amarradas em grades curriculares aprovadas e reconhecidas pelo MEC,formam muita gente com conhecimentos genéricos. Acredite: o ecommerce não é uma ciênciagenérica e tampouco reconhecida pelo MEC. Ao invés de olhar para só para faculdade na qual ofulano se formou, preste atenção no perfil da pessoa. Agende entrevistas com psicólogos,publicitários, administradores, engenheiros e etc, com o mesmo entusiasmo. Busque pessoas comperfil digital e vontade de vencer. Os cursos de formação em ecommerce ainda não são dados nasfaculdades.6. Idade não é problema: conheço profissionais de diversas idades que são referência emecommerce no Brasil. Dê oportunidade para quem quer começar ou mudar de área. O estudanterecém formado pode trazer energia e conectividade para seu negócio. O profissional comexperiência em outras áreas pode trazer serenidade em decisões e estratégias importantes.Enfim, a tarefa de montar uma equipe vencedora é árdua, mas necessária. Comprometimento emultidisciplinaridade são fundamentais. Busque pessoas que saibam executar várias tarefas aomesmo tempo. Diferencie ambição de ganância. Mas tome cuidado para não contratar gente quenunca comprou pela Internet. Aí não pode!Boas vendas!Sobre o autor:Mauricio Salvador é Mestre em Comunicação e Administração, tem MBA em Gestão e Estratégiasem Negócios, foi Executivo de Contas pelo Yahoo! Brasil, Professor nos cursos de MBA da AnhembiMorumbi, Impacta e da FIA/PROVAR/USP e Diretor de Marketing e Vendas para América Latina na e-bit, empresa de informações de comércio eletrônico do Grupo BuscaPé, atendendo clientes comoClaro, Pernambucanas, Wal-Mart, Saraiva, Polishop, Ponto Frio e MasterCard, entre outros. Lecionouna Universidade da Califórnia - Berkeley e estruturou os departamentos de E-commerce e OnlineMarketing de empresas no Vale do Silício. Autor do Livro "Como Abrir uma Loja Virtual de Sucesso,atualmente é CEO da Ecommerce School e da iHouse eCommerce.

×