FAT – Sistema de Informação para Hospitais Públicos Eberli Cabistani Riella Rosmaria Zambon Braga
Porto Alegre 1,7 milhões de habitantes   20 mil servidores ativos Cerca de 30 órgãos públicos
Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação de Porto Alegre Missão Disponibilizar as tecnologias da Informação e Com...
<ul><li>340 Funcionários  </li></ul><ul><li>250 em TIC </li></ul><ul><li>250 Sistemas de Informação  </li></ul><ul><li>170...
HMIPV – Hospital Materno Infantil Presidente Vargas   Hospital Amigo da criança <ul><li>Hospital Geral na Área de Criança,...
<ul><li>Especialidades e Serviços Especiais </li></ul><ul><ul><li>Ginecologia, Obstetrícia, Pediatria, Psiquiatria, Neurol...
Situação-problema   <ul><li>Sistema antigo sem integração com área clínica  </li></ul><ul><li>Cadastro defasado </li></ul>...
Solução <ul><li>Desenvolver um novo Sistema de Informações Hospitalar  </li></ul><ul><ul><li>Participação ativa da direção...
Módulos do  Sistema de Informatização Hospitalar - FAT <ul><li>Identificação </li></ul><ul><li>Registro de internação,alta...
<ul><li>Faturamento Ambulatorial     descentralização e confiabilidade </li></ul><ul><ul><li>Procedimentos SUS x especial...
<ul><li>Faturamento Hospitalar     eliminados os retrabalhos, qualificação do faturamento, melhoria nos fluxos e confiabi...
Relevância para o Interesse Público <ul><li>Responsabilização dos servidores </li></ul><ul><li>Garantia de re-consulta e f...
Efetividade <ul><li>Aumento do registro de procedimentos executados </li></ul><ul><ul><li>Bloco Cirúrgico e Odontologia em...
Facilidade de Reprodução <ul><li>Hospitais que prestam serviço ao Sistema Único de Saúde (SUS) </li></ul><ul><li>Em Porto ...
Ambiente de Hardware e Software   <ul><li>Arquitetura Cliente-servidor </li></ul><ul><li>Linguagem Delphi </li></ul><ul><l...
Menu Faturamento
Alta Ambulatorial
Alta Ambulatorial
Informação Detalhada
Linhas de Atenção e Cuidado
Consulta Longa Permanência
Laudos Encaminhados
OBRIGADO Perguntas? FAT – O Sistema de Informação no Faturamento Hospitalar Público [email_address] [email_address]
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Fat sistema informatização hospitalar conip 2007

1,051 views
933 views

Published on

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,051
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Fat sistema informatização hospitalar conip 2007

  1. 1. FAT – Sistema de Informação para Hospitais Públicos Eberli Cabistani Riella Rosmaria Zambon Braga
  2. 2. Porto Alegre 1,7 milhões de habitantes 20 mil servidores ativos Cerca de 30 órgãos públicos
  3. 3. Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação de Porto Alegre Missão Disponibilizar as tecnologias da Informação e Comunicação, garantindo a contínua modernização de seus produtos e serviços. Visão Ser reconhecida como empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação, inovadora e comprometida com a responsabilidade social. Valores INOVAÇÃO QUALIDADE CONFIANÇA SOLIDARIEDADE
  4. 4. <ul><li>340 Funcionários </li></ul><ul><li>250 em TIC </li></ul><ul><li>250 Sistemas de Informação </li></ul><ul><li>170 Sites de conteúdo </li></ul><ul><li>Infovia </li></ul><ul><li>Rede Digital de Telefonia Municipal </li></ul><ul><li>Cibernarium e Projeto Pescar </li></ul><ul><li>Portal de Gestão </li></ul><ul><li>Geoprocessamento / e-Gov </li></ul>
  5. 5. HMIPV – Hospital Materno Infantil Presidente Vargas Hospital Amigo da criança <ul><li>Hospital Geral na Área de Criança, Adolescente e Saúde da Mulher </li></ul><ul><li>Clientela: 100% SUS </li></ul><ul><li>Leitos: 226 </li></ul><ul><li>Volume Médio Mensal </li></ul><ul><ul><li>Internações: 600 </li></ul></ul><ul><ul><li>Consultas Especializadas: 9.500 </li></ul></ul><ul><ul><li>Partos: 200 </li></ul></ul><ul><ul><li>Cirurgias: 300 </li></ul></ul>
  6. 6. <ul><li>Especialidades e Serviços Especiais </li></ul><ul><ul><li>Ginecologia, Obstetrícia, Pediatria, Psiquiatria, Neurologia, Gastroenterologia, Cardiologia, Pneumologia, Nefrologia, Endocrinologia, Infectologia, Mastologia, Centro de Referência no Atendimento Infanto-Juvenil (CRAI), Programa de Atendimento Integral à Gestantes Adolescentes (PAIGA), Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE), Serviço de Referência em Triagem Neonatal (SRTN),entre outros. </li></ul></ul>HMIPV – Hospital Materno Infantil Presidente Vargas Hospital Amigo da criança
  7. 7. Situação-problema <ul><li>Sistema antigo sem integração com área clínica </li></ul><ul><li>Cadastro defasado </li></ul><ul><li>Internações e altas centralizadas em um só setor </li></ul><ul><li>Digitação em três sistemas distintos </li></ul><ul><li>Distanciamento entre usuários e sistema </li></ul><ul><li>Perda de informações ambulatoriais e hospitalares </li></ul><ul><li>Glosa de faturamentos pelo SUS </li></ul><ul><li>Muitas rotina manuais </li></ul><ul><li>Dificuldade de gerenciamento do hospital </li></ul>
  8. 8. Solução <ul><li>Desenvolver um novo Sistema de Informações Hospitalar </li></ul><ul><ul><li>Participação ativa da direção do hospital </li></ul></ul><ul><ul><li>Criação de comissão de avaliação </li></ul></ul><ul><ul><li>Apresentações do sistema </li></ul></ul><ul><ul><li>Discussão dos processos, fluxos e rotinas </li></ul></ul><ul><ul><li>Mudança inclusive de lay-out </li></ul></ul><ul><ul><li>Capacitação feita no hospital </li></ul></ul>
  9. 9. Módulos do Sistema de Informatização Hospitalar - FAT <ul><li>Identificação </li></ul><ul><li>Registro de internação,alta e óbito </li></ul><ul><li>Agenda de consultas especializadas </li></ul><ul><li>Prescrição eletrônica </li></ul><ul><li>Gerência de Enfermaria </li></ul><ul><li>Faturamento Ambulatorial e Hospitalar </li></ul><ul><li>Nutrição </li></ul><ul><li>Farmácia </li></ul><ul><li>Laboratório </li></ul><ul><li>Radiodiagnóstico </li></ul><ul><li>Bloco Cirúrgico </li></ul><ul><li>Serviço Social e Psicologia </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Faturamento Ambulatorial  descentralização e confiabilidade </li></ul><ul><ul><li>Procedimentos SUS x especialidade </li></ul></ul><ul><ul><li>Emissão da Ficha de Atendimento Ambulatorial </li></ul></ul><ul><ul><li>Profissional indica os procedimentos </li></ul></ul><ul><ul><li>Registro da alta ambulatorial no sistema </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Paciente, procedimento, ambulatório, profissional </li></ul></ul></ul>Inovação e Ineditismo Boletim de Produção Ambulatorial (BPA) do SUS, gerado de forma descentralizada e automatizada.
  11. 11. <ul><li>Faturamento Hospitalar  eliminados os retrabalhos, qualificação do faturamento, melhoria nos fluxos e confiabilidade </li></ul><ul><ul><li>Digitação única dos dados no Sistema </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sistema de Avaliação e Controle Hospitalar da SMS </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sistema de Autorização e Internação Hospitalar do Sistema Único de Saúde </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Rastrear os prontuários nas enfermarias </li></ul></ul><ul><ul><li>Laudos de longa permanência </li></ul></ul><ul><ul><li>Controle sobre todo o processo de estada do paciente na instituição </li></ul></ul>Inovação e Ineditismo
  12. 12. Relevância para o Interesse Público <ul><li>Responsabilização dos servidores </li></ul><ul><li>Garantia de re-consulta e fim da fila </li></ul><ul><li>Transparência no agendamento </li></ul><ul><li>Controle efetivo da disponibilidade de leitos </li></ul><ul><li>Informações para a tomada de decisão </li></ul><ul><ul><li>Redimensionamento das equipes </li></ul></ul><ul><ul><li>Padronização dos processos </li></ul></ul><ul><li>Prontuários dos pacientes </li></ul><ul><ul><li>Registro clínico legível e preciso </li></ul></ul><ul><ul><li>Fonte confiável de dados </li></ul></ul>
  13. 13. Efetividade <ul><li>Aumento do registro de procedimentos executados </li></ul><ul><ul><li>Bloco Cirúrgico e Odontologia em 100% </li></ul></ul><ul><li>Confiabilidade enquanto serviço público </li></ul><ul><li>Aumento da quantidade de AIH’S </li></ul><ul><li>Agilidade no envio de prontuários (48 h) </li></ul><ul><li>Incremento no valor faturado </li></ul><ul><li>Extinção de controles paralelos e glosa de AIH’s </li></ul><ul><li>O Hospital passou, de último lugar à segundo colocado, no ranking de Hospitais de Porto Alegre, com mesma habilitação </li></ul><ul><li>Melhoria nas rotinas  reflexo direto sobre o faturamento </li></ul>
  14. 14. Facilidade de Reprodução <ul><li>Hospitais que prestam serviço ao Sistema Único de Saúde (SUS) </li></ul><ul><li>Em Porto Alegre </li></ul><ul><ul><li>Hospital Materno Infantil Presidente Vargas </li></ul></ul><ul><ul><li>Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre </li></ul></ul>
  15. 15. Ambiente de Hardware e Software <ul><li>Arquitetura Cliente-servidor </li></ul><ul><li>Linguagem Delphi </li></ul><ul><li>Banco de dados SQL Server </li></ul><ul><li>Servidores de dados e aplicação no Data-center da Procempa </li></ul><ul><li>Acesso por fibra ótica </li></ul><ul><li>Segurança por login e senha individual </li></ul>
  16. 16. Menu Faturamento
  17. 17. Alta Ambulatorial
  18. 18. Alta Ambulatorial
  19. 19. Informação Detalhada
  20. 20. Linhas de Atenção e Cuidado
  21. 21. Consulta Longa Permanência
  22. 22. Laudos Encaminhados
  23. 23. OBRIGADO Perguntas? FAT – O Sistema de Informação no Faturamento Hospitalar Público [email_address] [email_address]

×