Your SlideShare is downloading. ×
0
Arquitetura da Informação para o
    Diálogo Governo-Cidadão

                     Projeto 2i2p
Internet e Interatividade ...
Objetivo e Dimensões                               www.2i2p.ba.gov.br

Estabelecer princípios e definições para projetos d...
Partida, Workshops, Estudos
abr 09   – Reunião de Partida
           Primeiro Workshop: Internet e Interatividade
        ...
Requisitos democráticos da comunicação


  1) Publicidade
     O Estado mais visível/transparente ao cidadão

  2) Respons...
Relações comunicativas


  Utilitária – relações instrumentais

  Informativa – relações informativas (mensagem)

  Instru...
Mecanismos de interação
  Requisito         Publicidade             Responsividade              Porosidade
Relação
 Utilit...
Mecanismos de interação
     Requisito         Publicidade               Responsividade               Porosidade
Relação
 ...
Mecanismos de interação
     Requisito   Publicidade   Responsividade         Porosidade
Relação
 Imperativa           -  ...
IG na interação com o cidadão
     Requisito
                   Publicidade      Responsividade        Porosidade
Relação
...
www.toronto.ca/planning/community.htm
www.gim-international.com/news/id1608-DLondon_for_Managing_Corporate_Risks.html
www.gim-international.com/news/id3180-
Salzburg,_Austria,_First_Pilot_City_of_Autodesk_Digital_Cities_Initiative.html
http://usa.autodesk.com/adsk/servlet/index?siteID=123112&id=11053875
www.digitalbirmingham.co.uk/city/virtual-birmingham
http://www.nexthamburg.de/
www.youcity.com/2009/website_front/index.html




YouCity is a neighborhood-based social network
site that helps you conne...
Pressupostos



Quanto maior a capacidade de interação, maior a
        complexidade do instrumento

   Mas atenção! A com...
AI e a comunicação governo-cidadão

Como a AI pode contribuir para promover a comunicação
governo-cidadão?




Como pode a...
Exercício n. 2:
arquitetura da informação
 estrutura Web 2.0 uso de
         mapas
Estudando o sítio da Cidade de Turim
  ...
Administração
  Pública
Serviços
       web




Serviços públicos
externos ao sítio
Informações
  por tema
O usuário é ajudado
                      www.comune.torino.it/videoguide/
Para os vários
 residentes
O usuário pode criar o
mapa e compartilhá-lo
Outras formas de
     busca
Com
sugestão
Área ou página do
    sítio com
  informações
    correlatas




                 Metadados
             e % de satisfação...
Navegação rápida para
assuntos relacionados
Filtra por
  tema


             Correlaciona
             com lugares
Tipologia e endereço do
   lugar relacionado




 entrando na
  cidade...
e na rua...
www.comune.torino.it/web20/en/
www.comune.torino.it/taggato/




                                O usuário classifica seus
                              ...
www.comune.torino.it/web20/en/
Percorribilidade, legibilidade

• Os conhecimentos de quem faz interface com o sítio
  desempenham um papel fundamental pa...
Referências

1.   CARCILLO, Franco; ROSATI, Luca. Dalla classificazione per i cittadini ala classificazione dei cittadini....
Projeto Internet e Interatividade
      para a Participação Pública
              www.2i2p.ba.gov.br


           Maria Cé...
Arquitetura da Informação para o Diálogo Governo-Cidadão através da Rede
Arquitetura da Informação para o Diálogo Governo-Cidadão através da Rede
Arquitetura da Informação para o Diálogo Governo-Cidadão através da Rede
Arquitetura da Informação para o Diálogo Governo-Cidadão através da Rede
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Arquitetura da Informação para o Diálogo Governo-Cidadão através da Rede

862

Published on

A comunicação bidirecional exigida pelos requisitos democráticos da comunicação governo-cidadão desafiam a comunidade que concebe sítios governamentais numa grande diversidade de aspectos. Requisitos de eficácia na comunicação web tradicionalmente já cobravam, a favor da usabilidade dos sítios, clareza e simplicidade de escrita, coerência dos conteúdos, facilidade de navegação, legibilidade e facilidade de encontrar a informação desejada.

Diálogo e participação pública, aliados à capacidade de interação promovida pela Web 2.0, incluindo a possibilidade de o usuário aportar voluntariamente informação geográfica, agregam a esses requisitos a necessidade de prover recursos para diversos e imprevistos percursos de leitura nesse grande hipertexto multimídia da cultura contemporânea no qual a Internet se constitui, que favoreçam a comunicação do usuário em muitas direções.

O presente artigo apresenta, primeiramente, as motivações que levaram à proposição do projeto de pesquisa “Internet e Interatividade para a Participação Pública”, o qual pretende estabelecer princípios e definições para projetos de sítios web que estimulem a participação pública através da ampliação do diálogo entre administração pública e cidadãos acerca de ações sobre o território. Fornece, em seguida, o enquadramento conceitual da comunicação governo-cidadão, a que se chegou a partir das primeiras leituras e discussões realizadas pelo grupo de pesquisa, que conduz provisoriamente aos caminhos de investigação que se pretende tomar a partir daqui.
(Leia o artigo completo em www.congressoebai.org)

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
862
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Arquitetura da Informação para o Diálogo Governo-Cidadão através da Rede"

  1. 1. Arquitetura da Informação para o Diálogo Governo-Cidadão Projeto 2i2p Internet e Interatividade para a Participação Pública 3ª edição do EBAI Encontro Brasileiro de Arquitetura da Informação São Paulo, 2 de outubro de 2009
  2. 2. Objetivo e Dimensões www.2i2p.ba.gov.br Estabelecer princípios e definições para projetos de sítios web que estimulem a participação pública através da ampliação do diálogo entre administração pública e cidadãos acerca de ações sobre o território Dimensões de Pesquisa Democracia participativa Comunicação política Política Internet e participação Participação no Planejamento e Gestão do Território Território Geovisualização na web Usabilidade x Acessibilidade Informação Aspectos de design Web 2.0 Arquitetura da Informação Diálogo c/ o cidadão em Rede
  3. 3. Partida, Workshops, Estudos abr 09 – Reunião de Partida Primeiro Workshop: Internet e Interatividade Tipos, graus e mecanismos de interação para a comunicação mai 09 – Segundo Workshop: Interatividade e Governo Uma nova dinâmica na interação Governo-Cidadão ago 09 – Aquisição de bolsista PROSET (recém-doutor) – Public Participation Research Meeting HafenCity Universität (Hamburg) set 09 – Aquisição de bolsista DTI (bolsista técnico) – Estudos: Democracia Participativa (Panorama) Mapas: Novos Usos, novas Tecnologias Usabilidade
  4. 4. Requisitos democráticos da comunicação 1) Publicidade O Estado mais visível/transparente ao cidadão 2) Responsividade O Estado mais dialógico com o cidadão 3) Porosidade O Estado mais suscetível, mais aberto ao cidadão
  5. 5. Relações comunicativas Utilitária – relações instrumentais Informativa – relações informativas (mensagem) Instrutiva – relações didático-instrutivas Argumentativa – relações discursivo-argumentativas Imperativa – relações de mando; tomada de decisão
  6. 6. Mecanismos de interação Requisito Publicidade Responsividade Porosidade Relação Utilitária Busca, mapa do site, Emissão de Coleta de preferências, índices remissivos, documentos, pagamento monitoramento do manual de uso online usuário na rede Informativa Notícias, propagandas, e-mail, formulário para Sondagens de opinião, informativos, diário tirar dúvidas ou solicitar questionários de oficial resposta, ochats entre o marcação objetiva indivíduo e o agente Localização de equipamentos e serviços (mapas estáticos ou dinâmicos)
  7. 7. Mecanismos de interação Requisito Publicidade Responsividade Porosidade Relação Instrutiva História e organização Fóruns online, chats, Formulários online para da instituição, hot sites listas de discussão para colher a opinião textual educativos, páginas que esclarecer uma (explicada) do cidadão esclareçam o campanha, projeto, ação sobre um projeto, uma funcionamento, ou o próprio ação ou uma atividade do organização, funcionamento do Estado Estado administração Argumentativa Documentos, relatórios, Fóruns online, chats, Formulários online ou dossiês, programas, listas de discussão de ferramentas similares balancetes, prestação cunho deliberativo, em para coleta de propostas de contas, documentos que o Estado se discursivamente integrais sobre ato do prontifique a dar estruturadas que visam agente do Estado justificativas ou razões subsidiar o processo de públicas sobre o tema produção da decisão política Apresentação de planos Apresentação de Eleição de alternativas e projetos (mapas alternativas (mapas (mapas estáticos, mapas estáticos e mapas estáticos, mapas interativos, modelos 3D, interativos) interativos, modelos 3D) simulação)
  8. 8. Mecanismos de interação Requisito Publicidade Responsividade Porosidade Relação Imperativa - - Voto, plebiscito, referendo mediados por ferramentas de comunicação Construção de alternativas (mapas estáticos, mapas interativos, modelos 3D, simulação)
  9. 9. IG na interação com o cidadão Requisito Publicidade Responsividade Porosidade Relação Utilitária/ Localização de Informativa equipamentos e serviços Instrutiva/ Apresentação de Apresentação de Eleição de Argumentativa alternativas planos/projetos alternativas Imperativa Elaboração de alternativas mapas estáticos, mapas estáticos, mapas interativos Tecnologias dinâmicos, mapas dinâmicos, mapas modelos 3D envolvidas interativos interativos, modelos simulação 3D
  10. 10. www.toronto.ca/planning/community.htm
  11. 11. www.gim-international.com/news/id1608-DLondon_for_Managing_Corporate_Risks.html
  12. 12. www.gim-international.com/news/id3180- Salzburg,_Austria,_First_Pilot_City_of_Autodesk_Digital_Cities_Initiative.html
  13. 13. http://usa.autodesk.com/adsk/servlet/index?siteID=123112&id=11053875
  14. 14. www.digitalbirmingham.co.uk/city/virtual-birmingham
  15. 15. http://www.nexthamburg.de/
  16. 16. www.youcity.com/2009/website_front/index.html YouCity is a neighborhood-based social network site that helps you connect with local people sharing the same interests. YouCity combines real-life neighborhood context with social context to provide the first true integration of online social networks with local geography.
  17. 17. Pressupostos Quanto maior a capacidade de interação, maior a complexidade do instrumento Mas atenção! A complexidade não depende apenas do nível de interatividade Depende também da natureza do processo de decisão! (ver Steinmann; Krek; Blaschke, 2004)
  18. 18. AI e a comunicação governo-cidadão Como a AI pode contribuir para promover a comunicação governo-cidadão? Como pode apoiar a promoção e ampliação da participação pública através da Rede?
  19. 19. Exercício n. 2: arquitetura da informação estrutura Web 2.0 uso de mapas Estudando o sítio da Cidade de Turim www.comune.torino.it Projeto 2i2p Salvador, 9 de setembro de 2009
  20. 20. Administração Pública
  21. 21. Serviços web Serviços públicos externos ao sítio
  22. 22. Informações por tema
  23. 23. O usuário é ajudado www.comune.torino.it/videoguide/
  24. 24. Para os vários residentes
  25. 25. O usuário pode criar o mapa e compartilhá-lo
  26. 26. Outras formas de busca
  27. 27. Com sugestão
  28. 28. Área ou página do sítio com informações correlatas Metadados e % de satisfação da busca
  29. 29. Navegação rápida para assuntos relacionados
  30. 30. Filtra por tema Correlaciona com lugares
  31. 31. Tipologia e endereço do lugar relacionado entrando na cidade...
  32. 32. e na rua...
  33. 33. www.comune.torino.it/web20/en/
  34. 34. www.comune.torino.it/taggato/ O usuário classifica seus favoritos com palavras- chave
  35. 35. www.comune.torino.it/web20/en/
  36. 36. Percorribilidade, legibilidade • Os conhecimentos de quem faz interface com o sítio desempenham um papel fundamental para o sucesso de suas operações • É melhor considerar estes conhecimentos (introduzidos de fora) como decisivos para a organizar o próprio sítio a partir “de fora” (da parte do usuário) • Para fazê-lo, é necessário tomar por base a idéia de percorribilidade do sítio e menos aquela da achabilidade da informação, pois: Nos sítios as informações não se acham, se criam!
  37. 37. Referências 1. CARCILLO, Franco; ROSATI, Luca. Dalla classificazione per i cittadini ala classificazione dei cittadini. Il caso TaggaTO. n: VENIER, Federica (cura). Rete Pubblica: Il dialogo tra Pubblica Amministrazione e cittadino: linguaggi e architettura dell’informazione. Perugia, Guerra Edizioni, 2007. p. 113-123. 2. Corno, Dario. I cittadini in rete. Uma prospettiva “ingenua” sul dialogo tra amministratori e utenti. In: VENIER, Federica (cura). Rete Pubblica: Il dialogo tra Pubblica Amministrazione e cittadino: linguaggi e architettura dell’informazione. Perugia, Guerra Edizioni, 2007. p. 39-49. 3. Silva, Sivaldo Pereira da. Papéis Democráticos e Dimensões Analíticas da Comunicação Política do Estado: Um estudo de caso sobre o Portal da Presidência da República. XVIII Encontro Anual da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação (Compós). Belo Horizonte: PUC-MG, jun. 2009. Disponível em: http://www.compos.org.br/data/trabalhos_arquivo_coBx71ptTiwD6.pdf. Acesso em 6 de julho de 2009 4. STEINMANN, Renate; KREK, Alenka; BLASCHKE, Thomas. Can Online Map-Based Applications Improve Citizen Participation? In: TED on e-government, 2005, Bozen, Italy. Lecture Notes in Computer Science, Spring Verlag, 2004. 5. Blog do projeto: www.2i2p.ba.gov.br
  38. 38. Projeto Internet e Interatividade para a Participação Pública www.2i2p.ba.gov.br Maria Célia Furtado Rocha mariacelia.rocha@prodeb.ba.gov.br 3ª edição do EBAI Encontro Brasileiro de Arquitetura da Informação São Paulo, 2 de outubro de 2009
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×