A vida do oper+írio no s+®c.xix andr+® costa n ¦2 8-¦d .

1,316 views
1,164 views

Published on

Published in: Technology, Business
3 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,316
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
16
Comments
3
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A vida do oper+írio no s+®c.xix andr+® costa n ¦2 8-¦d .

  1. 1. A vida do operário no sec.A vida do operário no sec. XIXXIX Escola José Afonso EB 2,3Escola José Afonso EB 2,3 2009/20102009/2010 Realizado por:Realizado por: André Costa nº2 8ºDAndré Costa nº2 8ºD Disciplina:Disciplina: HistóriaHistória Professora:Professora: Isabel LimaIsabel Lima
  2. 2. ÍndiceÍndice ► Pag.1 – CapaPag.1 – Capa ► Pag.2 – ÍndicePag.2 – Índice ► Pag.3 – IntroduçãoPag.3 – Introdução ► Pag.4 – Alterações no sistema produtivoPag.4 – Alterações no sistema produtivo ► Pag.5 – As condições de vidaPag.5 – As condições de vida ► Pag.6 – A vida no trabalhoPag.6 – A vida no trabalho ► Pag.7 – Trabalho infantilPag.7 – Trabalho infantil ► Pag.8 – SindicatoPag.8 – Sindicato ► Pag.9 – ConclusãoPag.9 – Conclusão ► Pag.10 – BibliografiaPag.10 – Bibliografia
  3. 3. IntroduçãoIntrodução ►Eu André Costa realizei este trabalho naEu André Costa realizei este trabalho na disciplina de Historia e para ficar a saberdisciplina de Historia e para ficar a saber mais e conhecer melhor sobre a vida domais e conhecer melhor sobre a vida do operário no século XIX, onde moravam,operário no século XIX, onde moravam, quantas horas trabalhavam, as suasquantas horas trabalhavam, as suas mudanças que faziam no sistema demudanças que faziam no sistema de produção e muito mais.produção e muito mais.
  4. 4. As alterações no sistema deAs alterações no sistema de produçãoprodução ► Antes de acontecer a revolução agrícola e a revoluçãoAntes de acontecer a revolução agrícola e a revolução industrial não existia o operário, existia o artesão. Oindustrial não existia o operário, existia o artesão. O artesãoartesão trabalhava natrabalhava na oficinaoficina faziafazia tudo á mãotudo á mão (manufactura)(manufactura) o seu trabalho manual era feito á unidade,o seu trabalho manual era feito á unidade, artesanato.artesanato. ► O artesão produzia do princípio ao fim um determinadoO artesão produzia do princípio ao fim um determinado produto, controlando todos os paços do processo deproduto, controlando todos os paços do processo de produção. Depois de acontecer a revolução agrícola deu-produção. Depois de acontecer a revolução agrícola deu- se o êxodo rural que deu origem á revolução industrial ese o êxodo rural que deu origem á revolução industrial e então passou a existir o operário. O operário trabalhava naentão passou a existir o operário. O operário trabalhava na oficina e fazia tudo á máquina (maquinofactura) o seuoficina e fazia tudo á máquina (maquinofactura) o seu trabalho era feito em serie.trabalho era feito em serie. ► Passou-se a trabalhar em máquinas e a produzir-se muitoPassou-se a trabalhar em máquinas e a produzir-se muito mais, por isso houve uma desvalorização do trabalho poismais, por isso houve uma desvalorização do trabalho pois trabalhava-se menos e produzia-se maistrabalhava-se menos e produzia-se mais
  5. 5. As condições de vida do operárioAs condições de vida do operário ► A Revolução Industrial alterou profundamente as condições de vida doA Revolução Industrial alterou profundamente as condições de vida do artesao, provocando inicialmente um intenso deslocamento daartesao, provocando inicialmente um intenso deslocamento da população rural para as cidades. Durante o início da Revoluçãopopulação rural para as cidades. Durante o início da Revolução Industrial, os operários viviam em condições horríveis comparadas àsIndustrial, os operários viviam em condições horríveis comparadas às condições dos trabalhadores do século seguinte. Muitos doscondições dos trabalhadores do século seguinte. Muitos dos trabalhadores viviam numa casa pequena com muitos moradores etrabalhadores viviam numa casa pequena com muitos moradores e trabalhavam 80 por semana a ganhar um salario mediocre.trabalhavam 80 por semana a ganhar um salario mediocre. Fig.1 – Casas onde os operários viviam
  6. 6. A vida no trabalho do operárioA vida no trabalho do operário ► A revolução industrial no sec. XVIII trouxe um conjunto de mudançasA revolução industrial no sec. XVIII trouxe um conjunto de mudanças na economia prolongando-se até o século XIX. Os operários naquelana economia prolongando-se até o século XIX. Os operários naquela época viviam em condições miseráveis, homens mulheres e atéépoca viviam em condições miseráveis, homens mulheres e até crianças iniciavam o trabalho diário muito cedo e trabalhavam de 14 acrianças iniciavam o trabalho diário muito cedo e trabalhavam de 14 a 15 horas por dia, levando-os a contrair muitas doenças. Em razão15 horas por dia, levando-os a contrair muitas doenças. Em razão principalmente do cansaço físico ocorriam muitos acidentesprincipalmente do cansaço físico ocorriam muitos acidentes provocando muitas mortes. Quando sofriam acidentes eram demitidosprovocando muitas mortes. Quando sofriam acidentes eram demitidos e não havia nenhuma lei que os protegesse.e não havia nenhuma lei que os protegesse. Fig.3 – A vida no trabalho do operário no séc. XIX
  7. 7. Trabalho infantilTrabalho infantil ► O trabalho infantil já existia antes da revolução industrial, contudo nos finais doO trabalho infantil já existia antes da revolução industrial, contudo nos finais do sec. XVIII e inícios do XIX. O salario das crianças era necessário para osec. XVIII e inícios do XIX. O salario das crianças era necessário para o rendimento familiar. Os pais levavam os filhos a partir dos 6 a 7 anos erendimento familiar. Os pais levavam os filhos a partir dos 6 a 7 anos e entregavam-nos a empregadores.entregavam-nos a empregadores. ► O dia de trabalho começava cedo, antes do sol nascer. As cranças saiamO dia de trabalho começava cedo, antes do sol nascer. As cranças saiam descalças e caminhavam ate à fabrica ou desciam a mina a ali ficavam 12 a 16h,descalças e caminhavam ate à fabrica ou desciam a mina a ali ficavam 12 a 16h, em locais mal iluminados, sem ventilação, respirando o pó do algodão e do carvão,em locais mal iluminados, sem ventilação, respirando o pó do algodão e do carvão, aguentado o calor dos fornos ou encolhendo-se nos túneis das minas.aguentado o calor dos fornos ou encolhendo-se nos túneis das minas. ► Havia muitos acidentes de trabalho, a violência dos chefes e as doenças nosHavia muitos acidentes de trabalho, a violência dos chefes e as doenças nos pulmões.pulmões. Fig.2 – Trabalho infantil no séc. XIX
  8. 8. O SindicatoO Sindicato ► O êxodo rural provocou um excesso de mão-de-obra nas cidades , o que fezO êxodo rural provocou um excesso de mão-de-obra nas cidades , o que fez baixar os salários e levou a que muitos operários aceitassem trabalhar em masbaixar os salários e levou a que muitos operários aceitassem trabalhar em mas condições, durante 15 ou mais horas por dia.condições, durante 15 ou mais horas por dia. ► Estas condições favoreceram, por um lado, o aparecimento e a propagação deEstas condições favoreceram, por um lado, o aparecimento e a propagação de graves doenças (tuberculose, raquitismo…)e por outro, a degradação de vidagraves doenças (tuberculose, raquitismo…)e por outro, a degradação de vida e a miséria moral (alcoolismo, delinquência, mendicidade…).e a miséria moral (alcoolismo, delinquência, mendicidade…). ► OO pauperismo,pauperismo, o estado de pobreza generalizado da classe operaria, veioo estado de pobreza generalizado da classe operaria, veio aumentar cada vez mais a distancia entre a burguesia rica e o operariado,aumentar cada vez mais a distancia entre a burguesia rica e o operariado, ► levando a um clima delevando a um clima de descontentamento, revoltas e agitação socialdescontentamento, revoltas e agitação social.. ► Foi neste ambiente que se desenvolveu o movimento operário e sindical e seFoi neste ambiente que se desenvolveu o movimento operário e sindical e se desenvolveram as ideias do socialismo, os primeiros sindicatos inglesesdesenvolveram as ideias do socialismo, os primeiros sindicatos ingleses uniram-se, formando asuniram-se, formando as trade unionstrade unions (uniões de Sindicatos).(uniões de Sindicatos). ► Estas associações começaram a chamar a atenção dos governos e daEstas associações começaram a chamar a atenção dos governos e da população em geral para as difíceis condições em que viviam os operários.população em geral para as difíceis condições em que viviam os operários. Estas associações empreenderam uma luta para conseguir que os patrõesEstas associações empreenderam uma luta para conseguir que os patrões melhorassem as condições de trabalho e para que o governo apoiasse mais amelhorassem as condições de trabalho e para que o governo apoiasse mais a população dando-lhe melhores condições de vida.população dando-lhe melhores condições de vida.
  9. 9. ConclusãoConclusão ►Neste trabalho concluo que as condiçõesNeste trabalho concluo que as condições da vida do operário eram muito perigosas eda vida do operário eram muito perigosas e rigorosas e que existia muito trabalhorigorosas e que existia muito trabalho infantil e foi uma boa escolha e ideia serinfantil e foi uma boa escolha e ideia ser feito o Sindicato. Como eu trabalhei muitofeito o Sindicato. Como eu trabalhei muito neste trabalho e espero ter boa nota e terneste trabalho e espero ter boa nota e ter positiva no final do período.positiva no final do período. xD
  10. 10. BibliografiaBibliografia ►CadernoCaderno ►LivroLivro

×