jornal_a_ pagina_outubro_2011
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

jornal_a_ pagina_outubro_2011

on

  • 676 views

 

Statistics

Views

Total Views
676
Views on SlideShare
676
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

jornal_a_ pagina_outubro_2011 jornal_a_ pagina_outubro_2011 Document Transcript

  • 1 2011 númeroano II outubro GEPE Jornal do Agrupamento Vertical de Escolas Barbosa du Bocage "Faz- "Faz-te ao estudo!" com a EPIS — Página 2Entrega doDiploma aosAlunos doQuadro deMéritoPágina 3Em foco:Arte UrbanaPágina 5 Dia Mundial da Alimenta- ção Página 4 Em foco: Mês Interna- cional da Biblioteca Escolar Pági-nas 7 e 8Em foco: Regresso às aulas Os Pequenos JornalistasDiário Gráfico No início deste ano letivo, Volvido um ano de publicação do ensino Pré- Escolar e respe- Página 6 tivemos o prazer de receber do jornal escolar do nosso tivos professores bibliotecá- Jardim de muitas caras novas nas várias Agrupamento, aqui estamos rios. Com esta dinâmica de Infância dos escolas do nosso agrupamen- novamente, com as edições trabalho pretendemos abran- Arcos — Salas 1e2 to. É sempre um momento deste ano letivo. Estas edições ger um maior número de alu- Página 5 marcante, tanto para aqueles contarão com uma maior parti- nos participantes, uma vez que que acolhem, como para os cipação dos nossos alunos dos estes grupos de trabalho serão que entram, pela primeira vez, vários graus de ensino. Para renovados nos três períodos Halloween num determinado estabeleci- tal, serão criados nas escolas escolares. Página 10 mento de ensino: a ansiedade do 1º Ciclo do Ensino Básico, é muita e sentimo-nos, adultos grupos de trabalho, “Os Peque- e crianças, um pouco insegu- nos Jornalistas”, constituídosEm foco:Acordo Orto- ros perante o desconhecido. por um aluno de cada turmagráfico ► pág 2 da escola, incluindo os alunos
  • Página 2 Jornal do Agrupamento Vertical de Escolas Barbosa du Bocage Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos da Escola EB 2/3 de Bocage (APEE) No passado dia 14 de Outubro de 2011, após reunião de pais e encarregados de educação dos alunos que frequentam a Escola Básica do 2º e 3º ciclo de Bocage, foi eleita a nova lista para os órgãos da Associação. A APEE tem como objetivo principal representar os Pais e Encarregados de Educação (PEE) junto dos órgãos e instituições que tutelam a Escola e assim contribuir para a melhoria das condições de aprendizagem dos nos- sos filhos e educandos. Acreditamos que, para um bom desenvolvimento dos nossos filhos, a escola deverá dispor de condições físicas adequadas, de pais e encarregados de educação interessados e participativos, e de conteúdos que estimulem o gosto pela aprendizagem e contribuam para os formar como seres humanos ativos, responsáveis e interessa- dos pelo mundo que os rodeia. São ainda objetivos da Associação: 1 – Monitorizar o funcionamento da escola e intervir para a resolução dos problemas detetados; 2 – Contribuir para o aumento do sucesso escolar e para a diminuição da indisciplina; 3 – Aumentar de forma significativa a participação dos PEE na vida da Escola. O endereço eletrónico da Associação é apee.eb23debocage@gmail.com, para todas as questões que acharem por bem fazer chegar à APEE. Contamos com o importante apoio de todos, sem o qual não fará sentido a existência da associação de pais. Alguns pais já nos fizeram chegar as suas preocupações e sugestões, que agradecemos. É muito importante que todos os Pais e Encarregados de Educação nos falem das suas preocupa- ções. Podem contactar-nos por carta, entregando na portaria, ao cuidado da associação, e pelo endereço eletrónico. Existe ainda um placar, no lado de fora da portaria da escola, onde colocamos as notícias. A sua contribuição, será uma mais-valia para o seu educando! Regresso às aulas ► Pensamos, no entanto, que as atividades que realizámos no dia da receção ajudaram a comba- ter receios e a proporcionar uma boa integração aos que vieram trabalhar connosco. Desejamos a todos um bom ano letivo. "FAZ- "FAZ-TE AO ESTUDO!" COM A EPIS A sala de audiovisuais da BE/CRE recebeu, durante o mês de Outubro, as turmas do 7º e 8º ano da EB2,3 Barbosa du Bocage e seus Diretores de Turma para assistirem a uma apresentação dinamizada pela mediadora do Projeto EPIS (Empresários Pela Inclusão Social - Novos Bons Alunos), Margarida Brandão. Esta teve como objetivo ajudar os alunos ao nível da organização e métodos de estudo com vista à melhoria dos seus resultados escolares. As turmas do 7º ano contaram ainda com uma pequena introdução pela Diretora do Agrupamento, a prof. Lígia Figueiredo, que apelou ao seu sentido de responsabilidade, lembrando que o sucesso começa logo na sala de aula (assiduidade, pontualidade, postura, participação). Os alunos e Diretores de Turma presentes mostraram-se bastante recetivos e por vezes surpreendidos com dicas simples que podem fazer toda a diferença no final do ano letivo.
  • Jornal do Agrupamento Vertical de Escolas Barbosa du Bocage Página 3Entrega do Diploma aos Alunos do Quadro de Mérito resultados escolares excelentes ou ações que, pelo seu assina- lável mérito, possam ser consideradas exemplares junto da comunidade escolar. No dia 29 de setembro, no auditório da Escola Básica de 2º e 3º Ciclos Barbosa du Bocage, realizou-se, pela primeira vez, a ceri- mónia de entrega de menções honrosas e diplomas aos alunos que integraram o Quadro de Mérito deste Agrupamento, referen- te ao ano letivo de 2010/2011.A criação do Quadro de Méri- Muitos elementos da comunidade escolar estiveram presentesto, criado pelo Artigo 49º do nesse momento de alegria e de reconhecimento aos alunosRegulamento Interno deste distinguidos.Agrupamento, pretende esti- A cerimónia revestiu-se de grande significado para os alunosmular a aprendizagem e o que viram reconhecido o seu esforço, dedicação e sucesso noenvolvimento dos(as) alunos ano letivo transato.(as) na superação de objetivos A Diretora, a Presidente do Conselho Geral e a Coordenadorapreviamente definidos, pre- dos Diretores de Turma do Agrupamento dirigiram palavras demiar a dedicação e o esforço estima e incentivo aos alunos homenageados, às suas famíliasdemonstrados, reconhecer e e aos professores, salientando o empenho e a disponibilidadedar visibilidade publicamente de todos no sucesso obtido. Em particular, foram ainda dirigidasaos alunos(as) ou grupos de palavras encorajando os alunos a desenvolver e a consolidaralunos(as) que apresentem um percurso de mérito.School Leaders as Actors for Improvement do Projeto EPIS "Novos Bons Alunos" e papel do Mediador na escola. Assim, foram apre- sentados dois exemplos de "Boas práticas" EPIS na escola - Seminário para Pais/EE "Chegar a Uma Nova Escola - O Papel dos Pais na Adaptação à Transição entre Escolas" e a Apresentação para Turmas "Faz-te ao Estudo! - Como Promover o Sucesso Escolar" - os quais foram largamente debatidos pelosNo dia 24 de Outubro esteve na EB2,3 Bocage presentes e pela Mediadora EPIS, Margaridaum grupo de Diretores de Escola oriundo de Brandão.diversos países (Itália, Grécia, Chipre, Alemanha,Holanda, entre outros) no âmbito de uma iniciati-va da DRELVT - "School Leaders as Actors forImprovement" - onde o Projeto EPIS "Escolas deFuturo", teve um papel de destaque.Nesta apresentação, dinamizada pela Diretora doAgrupamento, prof Lígia Figueiredo, foi feita umabreve descrição do mesmo (escolas, número dealunos, projetos existentes) seguida da descrição
  • Página 4 Jornal do Agrupamento Vertical de Escolas Barbosa du Bocage Dia Mundial da Alimentação Um vez que este ano o Dia Mundial da Alimentação é um domin- go, a Escola Básica de 2º e 3 º Ciclos Barbosa du Bocage antecipou a sua comemoração, para sexta-feira, dia 14 de outubro, com várias iniciativas: - uma exposição de Provérbios e Quadras relacionadas com a Alimen- tação, que contou com a participação de várias turmas de 5º, 6º, 7º e 8º Anos. Esta exposição estará patente até à próxima 5ª-feira, na BE/CRE. - duas palestras alusivas às “Regras da Ouro da Alimentação”, que decorreram no Auditório da escola sede, e que contaram com a participa- ção de duas turmas de 6º Ano e uma de 7º Ano; - e, para finalizar, a realização do concurso “Não Dês Sopa na Sopa”, que contou com a participação de muitas turmas, desde o 5º ao 9º Ano de escolaridade. O resultado do concurso será conhecido no dia 15 de Novembro, na BE/CRE, onde se conhecerão as sopas vencedoras. A Sopa de Legumes vencedora irá ser confeccionada, no refeitório da escola sede, no dia 23 de Março. Relembramos que todas estas iniciativas fazem parte do Projecto “Alimentação Saudável”, do Projecto de Educação para a Saúde do nosso Agrupamento, que no inicio do ano lectivo foi responsável pela reformulação das ementas escolares e que está disponível para realizar aconselhamento alimentar a todos aqueles que dele necessitem. Fazem parte deste projeto a Nutricionista Drª Margarida Runa e a Srª Enfermeira Elisa Santos. Segundo a COSI Portugal, “a epidemia da Obesidade é reversível através da acção abrangente na promoção de estilo de vida saudáveis.”, nesse sentido com estas acções pretendemos sensibilizar não só os alunos mas toda a comunidade escolar para a importância da adopção de hábitos alimentares saudá- veis bem como hábitos de prática regular de actividade física em prol de uma melhor qualidade de vida. A todos os que direta ou indiretamente deram o seu contributo para que a realização destas ativida- des fosse possível, o nosso muito obrigado. A Equipa de Educação e Promoção da Saúde Viagens nas letras Os alunos do 5º9 e respetiva diretora de turma, Anabela Gonçalves, resolveram aceitar o convite feito pelo profes- sor bibliotecário, no sentido de participarem no projeto "Viagens nas Letras". Assim, no dia 26 de outubro, pelas 18.30h, a turma abri- lhantou o espaço da biblioteca com uma simulação de uma aula de Língua Portuguesa. Alunos e alunas da turma, declamaram alguns poemas da obra O que eu quero ser... de José Jorge Letria. ser..., Pais e encarregados de educação aderiram quase na totalidade, mesmo com as condições atmosféricas a "convidar ficar por casa". Os alunos gostaram, os pais também e a professora ficou bastante satisfeita com o momento proporcionado já que, o tempo de conhecimento mútuo e preparação da atividade foi muito curto.
  • Jornal do Agrupamento Vertical de Escolas Barbosa du Bocage Página 5Arte Urbana "A Arte Urbana” começa pelos com todo o tipo de intervenções (graffiti, stencil, flash mob, lambe lam-murais políticos do pós-25 de be…). Outro traço da arte urbana é o envolvimento com as comunidades,Abril, passa pelo graffiti influencia- a vontade de intervir nos contextosdo pelo movimento hip-hop e sociais, a arte urbana aproxima-sechega até à street-art atual. Pode- do ativismo.mos falar de uma cultura visual, A partir desta temática os nossosdominada pela publicidade, a alunos criaram produtos visuais quetelevisão ou a Internet, instrumen- refletem as sua vivências, e revelamtos de comunicação, a que os uma compreensão do quotidianonossos alunos estão sujeitos des- que os rodeia.de cedo. Há pois que descodificar Materiais de desperdício (cartões,e fazê-los entender o que é a “arte caixas de sapatos, redes, embala-Urbana” e como surge. gens de esferovite, revistas jornais,A rua é usada como suporte, é o sapatos, botas…) são reutilizados,espaço por onde passam milhares dando-lhes um outro sentido, outrade pessoas todos os dias, um leitura…público gigante que é confrontado Arte UrbanaA Arte que se faz no contextourbano à margem das insti-tuições públicas é chamadade Arte Urbana. Os alunos do2º e 3º Ciclos do nosso Agru-pamento observaram e estu-daram esta forma de arte.No salão polivalente da EB2,3 Barbosa du Bocagepuderam ser vistos diversostrabalhos realizados pelosalunos nas disciplinas deEVT, EV e ET.
  • Página 6 Jornal do Agrupamento Vertical de Escolas Barbosa du Bocage Diário Gráfico Pretendeu-se com este projeto, desen- volver competências ao nível da obser- vação e reflexão sobre o quotidiano, através da expressão gráfico/plástica em complementaridade com a expres- são escrita. As atividades foram desenvolvidas nas disciplinas de Educação Visual e Tecno- lógica, Educação Visual e Expressão Plástica, assim como autonomamente pelos alunos. Participaram no projeto turmas do 1º, 2º e 3º Ciclos do Agrupa- mento. Diário Gráfico Workshop sobre Diário Gráfico No dia 22 de outubro entre as 10:00horas e as deverá continuar, pois proporcionam momentos de 12:00 horas decorreu na Biblioteca Escolar da EB interação entre a escola e a família. 2º e 3º Ciclos Barbosa du Bocage um Workshop sobre Diário gráfico. Esta atividade esteva aberta a toda a comunidade. Cerca de trinta pessoas entre os dois e os setenta anos de idade passaram por este espaço. Num ambiente descontraído, cada um expressou-se graficamente, através do desenho e pintura como lhe apeteceu, criando momentos de partilha e experiência de meios pictóricos. No fim os presen- tes foram unânimes, em que este tipo de atividade
  • Jornal do Agrupamento Vertical de Escolas Barbosa du Bocage Página 7Mês Internacional da Biblioteca Escolar na educação. O tema escolhido este ano foi “School Libraries Empo- wer Learners for Life”. O nosso Agrupamento assi- nalou a efeméride, levando acabo as seguintes iniciati- vas: - Sessões informativas de enquadramento – História do livro (4º e 5º anos);O mês de Outubro é o Mês Internacional da Biblioteca Escolar. Esta declara- - Distribuição e exploraçãoção foi aprovada pela International Association of School Librarianship (IASL) do Guia de Utilizador daem Janeiro de 2008, quando o comité executivo da IASL aprovou a mudança do BE/CRE.Dia Internacional da Biblioteca Escolar (celebrado na quarta segunda-feira de - Distribuição do ABC daOutubro) pelo Mês Internacional da Biblioteca Escolar. requisição (alunos do 1ºO seu objetivo é chamar a atenção para a importância das bibliotecas escolares ciclo). ► pág 6A Biblioteca vai à sala de aulaOs professores bibliotecários Eu gosto da bibliotecatambém vão às salas de aula. porque ela tem muitos,Na escola de S. Gabriel, o 2º A muitos livros para nós nos deliciarrmos a ler.iniciou a aprendizagem doprocessamento de texto, de Clara Correia Roqueque resultaram frases alusivas Eusébio Mês Internacional daà biblioteca e ao Dia Interna- Biblioteca Escolar Eu gosto da Bibliotecacional da Biblioteca Escolar. porque parece umaA biblioteca é muito importante escola de verdade. Biblioteca para treinar a leitura eporque tem muitos livros giros e Diogo Martinho ser um bom leitor.nós podemos pesquisar. Que bom é ter uma Biblioteca para Duarte Brissos Dinis FerrAfonso ler e aprender! Quero ir sempre à Hoje é um dia especial porque é o Hoje festejamos o Dia Internacio- Dia Internacional da Biblioteca nal das Bibliotecas Escolares. escolar. Mariana P. João A Biblioteca é o lugar mais sosse- A Biblioteca tem muitos livros gado do mundo e há livros que divertidos. podemos ler. Inês Rafael Na Bibliblioteca podemos ler livros divertidos. A Biblioteca é muito importante para mim porque lá posso treinar Rodrigo Lopes a leitura e ler livros muito giros. Nós na biblioteca ouvimos histó-A biblioteca tem livros para ler e Podemos ler livros de princesas, rias e também podemos ler canti-são muito giros. lendas e muitas coisas mais… gas e texto bonitos.Catarina Pedro C. Mariana
  • Página 8 Jornal do Agrupamento Vertical de Escolas Barbosa du Bocage Mês Internacional da Biblioteca Escolar Os livros são janelas ► Sabem porque dizem que os livros são janelas? - Visitas guiadas à Biblioteca; Abrir um livro é como abrir janelas para uma nova - Ateliês de escrita criativa com a autora fantasia, aventura, ação, descoberta e muito mais. Margarida Fonseca Santos; Quando os abrimos aprendemos coisas novas, - Afixação de faixas de divulgação do Mês da porque transmitem conhecimento que vem sendo Biblioteca Escolar nas entradas das escolas; descoberto ao longo dos anos pelos homens. Os livros também nos despertam imaginação e - Iniciativa Viagens nas Letras – partilha de curiosidade. leituras com alunos, professores e encarre- Existem vários tipos de livros, que falam sobre gados de educação da turma 5º 9ª; vários temas: desporto, corpo humano, história, - Disponibilização de “cabaz” de livros para castelos, cozinha, cultura, amor, amizade, terror, leitura em aulas de substituição; guerra, paz, politica, economia e muitos outros. - Lançamento da iniciativa “O autor do Mês”; Chegamos então à conclusão que sem os livros não teríamos tantos conhecimentos. - Encontro com… (um elemento da comuni- Vamos ler mais! dade) – escolas do 1º ciclo. Texto colectivo 4ºA EB1 Amoreiras Ateliê de escrita criativa Com a Margarida, realizámos várias ativida- des de escrita criativa: formámos palavras a partir de um determinado grupo de letras, criámos um texto (uma espécie de trava- Mês Internacional línguas) com essas palavras, descobrimos, a da Biblioteca Escolar partir de textos que ela nos leu, caraterísti- cas de personagens através das suas ações e comportamentos (caraterização indireta) e também experimentámos descrever uma No dia 10 de outubro de 2011, na aula de personagem utilizando essa mesma técnica. Língua Portuguesa, participámos num ateliê Por fim, analisámos um mapa de histórias de escrita criativa, dinamizado por Margarida referente à fábula A Lebre e a Tartaruga e Fonseca Santos. contámos a história começando em diferen- Margarida nasceu no dia 29 de novembro tes momentos da ação. de 1960, em Lisboa. Tirou o curso superior Gostei muito das atividades, principalmente de piano, no Conservatório Nacional, e foi do mapa de histórias e da descrição das per- professora de Formação Musical no ensino sonagens. Aprendi que escrever desta forma vocacional. Começou a escrever em 1993, pode ser muito divertido. tendo publicado, entre outros, o manual de Miguel Magrinho, com a colaboração do 6º 13ª escrita criativa, Quero ser escritor!. Foi, ain- da, responsável pela coluna “Crescer a ler” do suplemento de educação do Jornal de Letras (JL). Atualmente, também colabora com vários grupos e companhias de teatro.
  • Jornal do Agrupamento Vertical de Escolas Barbosa du Bocage Página 9Ateliê de escrita criativaNo dia 10 de outubro, a tarde partiu da história dos gafanhotos que viajavam de caixa mágica, contadaestava clara, o sol estava quente e com aquela ternura de quem nos passa a mão na testa e o entusiasmoa sala estava calma. Calma che- de que mostra algo pela primeira vez. Depois, no lema da crise fomosgou quase, como de surpresa, a poupar letras, aquelas que não fazem tanta falta, e das restantes, aoescritora Margarida Fonseca San- jeito de um desafiu, surgiram frases e pequenas histórias que foramtos, sem malas nem bagagens alimentar uma outra maior, que toda a turma fez crescer num enredomas com a sua invisível sacola de divertido.estratégias, para lançar a turma 3º Fica o nosso grato agradecimento por esta dádiva tão simples mas tãoC para situações criativas, para a singular.produção de enredos de ondebrotaram histórias e se concebe-ram personagens, desenvolvendo«a capacidade de associar ideias, EB1 nº 12 deimagens, memórias, situações e Setúbal-reproduzi-las, transformando-as Amoreiras/em texto». BibliotecaUma experiencia memorável, que Escolar.Jardim de Infância dos Arcos — Salas 1 e 2 biblioteca. não serve apenas para requisi- tar ou consultar livros? Esta Estes saquinhos servem para semana fomos assistir à apre- proteger os livros no trajeto sentação de dois contos. escola/casa e casa/escola, porque os livros, são coisas Mês Internacional frágeis e preciosas. da Biblioteca Escolar Para aprendermos as regrasOs meninos das salas do jar- de funcionamento da BE/CREdim de infância dos Arcos têm e da requisição de livros paraestado atarefados a decorar levarmos para casa, fomosos sacos para transporte dos todos visitar este espaço. Elivros requisitados na nossa sabiam que a nossa bibliotecaApanhados a dramatizar (ou da narrativa ao drama)As histórias na sala do 1º A nãotêm hora marcada. Quando aprofessora abre um livro saltamhistórias que enchem o coração epedem para sair pela boca decada um, já com uma nova cor epor vezes até roupa nova.Foi o que aconteceu com A Caro-chinha e o João Ratão que foramvestidos e revividos pelos alunos,numa peça improvisada onde osfui apanhar. Não faltava lá nada!EB1 nº 2 de Sta. Mª. Da Graça/Biblioteca Esc.
  • Página 10 Jornal do Agrupamento Vertical de Escolas Barbosa du Bocage Halloween O Halloween chegou novamente à nossa escola, desta vez com um fantástico concurso de vassou- ras – The Best Broomstick – dinamizado pelo grupo de Inglês do 2º ciclo. Os alunos deram asas à sua imaginação, elabo- rando magníficos trabalhos repletos de criativida- de, cor e fantasia. Os premiados foram os seguintes 1º prémio: Leonor Amaro Cunha, 6º 11ª 2º prémio: Diogo Santos e João Pinho, 5º 8ª e Tomás Oliveira, 6º 13 3º prémio: Ana Margarida, Catarina Pica, Maria da Maia e Carolina Ferreira, 5º 2ª; Sofia Barbeiro, João Barbeiro e Diogo Martins, 6º 13ª A todos os participantes será entregue um diplo- ma. Exposição “Olhar a Arte III”, organizada pela Escola Básica Barbosa du Bocage em Lisboa, uma exposição de trabalhos do Agrupamento da Escola Básica Barbosa du Bocage. Nesta exposição “Olhar a Arte III” foram expostos trabalhos de alunos dos 2.º e 3.º Ciclos desta escola, realizados nas disciplinas de EVT, EV e ET, subordinados aos temas - arte urbana e obra de Ana Hatherly. Esteve patente ao público em geral e a toda a comunidade educativa, entre 14 de outubro e 2 de novembro, nas instalações da DRELVT Desafio matemático Um relógio digital marca 19:57:33. Qual o número mínimo de segundos que devem passar até que se alterem todos os algarismos? Ver resolução na pág. 12
  • Jornal do Agrupamento Vertical de Escolas Barbosa du Bocage Página 11Acordo Ortográfico O que mudou? - Referências a santos: Consoantes que Santo António não se pronun- ou ciam santo António O que não se lê, não se escreve. Acentuação gráfica Passa a haver supressão… As letras c e p não se escrevem, … do acento circunflexo em alguns verbos, no presente do indicativo ou quando não são pronuncia- do conjuntivo: creem, descreem, veem, releem… das: acionar, colecionador, lecio- … do acento agudo nas palavras graves com ditongo –oi: asteroide, oi nar,ação, correção, fração, heroico, joia, tabloide, Troia… proteção, ato, cato, diretor, … do acento agudo ou circunflexo em palavras homógrafas: para noturno, afoção, conceção, (verbo)/ para (preposição); pelo (nome)/ pelo (contração)… receção, dececionante, ado- tar… Hifenização O hífen suprime-se… Nota: a letra h continua a escre- … nas formas verbais hei de, hás de, há de, hão de. ver-se: haver, hera, hem?, ah!, … na maior parte das locuções e palavras com-postas: cão de guarda, oh! cor de café com leite, fim de semana, fogo de artifício, à vontade, dia a dia…Letras maiúsculas e minúsculas (Exceções: cor-de-rosa, água-de-colónia, mais-que-perfeito, à queima- roupa, ao deus-dará, arco-da-velha, pé-de-meia.) Passam a escrever-se com … nas palavras complexas, quando o primeiro elemento termina em letra minúscu-la… vogal e o segundo se inicia com a consoante r ou s: antirreligioso, … os nomes dos meses: extrarregular, infrassom, minissaia… janeiro, fevereiro. … nas palavras complexas, quando o primeiro elemento termina em … os nomes das estações do vogal e o segundo elemento começa com uma vogal diferente: ano: primavera, verão, extraescolar, autoestrada, autoavaliação… outono, inverno. … nas palavras compostas, quando se perdeu, em certa medida, a noção de composição: paraquedas, mandachuva… Aceita-se a dupla grafia (letra Emprega-se o hífen… maiúscula ou minúscula) … em palavras compostas sem elementos de ligação: afro-asiático, nas seguintes situações: decreto-lei, guarda-notur-no, médico-cirurgião, guarda-chuva, segun- - Títulos de livros: da-feira… A Casa das Bengalas … em alguns nomes de países, regiões, cidades ou localidades, que ou se iniciem por grão grã por uma forma verbal ou se os seus elemen- grão, grã, A casa das bengalas tos estiverem ligados por um artigo: Grã-Bretanha, Entre-os-Rios, Montemor-o-Novo,Trás-os-Montes… - Formas de tratamento: … nas palavras compostas que designam espécies botânicas ou Senhora Ministra zoológicas: andorinha-do-mar, cobra-capelo, cobra-d’água, erva- ou doce, couve-flor… Senhora ministra … nas palavras complexas com o advérbio bem bem-aventurado, bem: bem-criado, bem-estar… - Nomes que designam domí- … nas palavras complexas com o advérbio mal, quando o elemento nios do saber, cursos ou seguinte começa por vogal ou h: mal-estar, mal-educado, mal- disciplinas: agradecido… Língua Portuguesa … nas palavras complexas com os elementos aquém além, recém e aquém, além ou sem: sem além-mar, aquém-mar, recém-casado, sem-cerimónia, sem- Língua portuguesa razão, sem-vergonha… … nas palavras complexas formadas com elementos como anti-, co anti- co-, Direito contra-, extra-, pré-, sub-, super-, ultra-, eletro-, geo-, neo- e semi-, contra extra pré sub super ultra eletro geo neo semi ou quando o segundo elemento começa por h: anti-higiénico, co- direito herdeiro… … nas palavras complexas, quando o primeiro elemento termina na - Lugares públicos, templos, mesma vogal com que se inicia o segundo elemento:anti- edifícios ou monumen- ibérico,contra-almirante,auto-observação… tos: … nas palavras complexas com os prefixos circum- e pan-, quando o circum- pan- Ponte Vasco da Gama segundo elemento começa por vogal, m, n ou h: circum-escolar, ou circum-navegação,pan-africano… pág. seguinte► ponte Vasco da Gama
  • Página 12 Editorial Um pouco atrasados, é certo, mas cá estamos de novo para acompanhar o trabalho desenvolvido no nosso agrupamento, contribuindo, em simultâneo, para uma comunica- ção mais eficaz entre todos os intervenientes na nossa comunidade educativa. Destacamos, neste número do nosso jornal, o artigo da Associação de Pais e Encarre- gados de Educação da escola-sede, a cerimónia de entrega dos diplomas aos alunos do Quadro de Mérito, o encontro School Leaders as Actors for Improvement e várias expe- riências pedagógicas, letivas e extraletivas, que foram levadas a cabo nas escolas do nosso agrupamento. Parece-nos que estamos no bom caminho e, para melhorar, continuamos a considerar imprescindível a colaboração de todos: enviem-nos as vossas reflexões sobre temas rela- cionados com a educação das nossas crianças e jovens, partilhem o vosso trabalho. Por vezes, temos receio de divulgar o que fazemos, sentimo-nos inseguros (“O que é que os outros vão pensar?”), mas o que importa verdadeiramente é o diálogo, a vontade em tro- car pontos de vista e experiências. Só assim ensinaremos e aprenderemos melhor. Que- remos fomentar as boas práticas e melhorar o desempenho do nosso agrupamento. É um trabalho árduo, que tem que ser realizado com muito empenho e rigor, mas, no fim, vai valer a pena. Por último, gostaríamos de, no presente ano letivo, contar com a colaboração dos alu- nos na equipa do jornal. No primeiro ciclo, tal vai ser uma realidade. Ficamos à espera da participação dos alunos do segundo e do terceiro ciclos. Todos os interessados devem deixar a sua identificação e o seu contacto na biblioteca da escola-sede. Um excelente ano letivo, com muita vontade em progredir e alcançar bons resultados educativos. Acordo Ortográfico ► … nas palavras complexas,com os prefixos hiper-, inter- e super quando combinados com hiper- inter super,, elementos iniciados por r: hiper-requintado,inter-regional,super-realista… … nas palavras com os prefixos pré-, pró e pós-: pré-escolar, pré-natal, pró-africano, pró- pré- pró- pós- europeu… O grupo disciplinar de Língua Portuguesa está disponível para dinamizar uma sessão presencial sobre o novo acordo ortográfico, destinada a todos os elementos da comunidade educativa interessados no assunto. Contactem-nos. Desafio matemático—resolução. Os algarismos estarão todos alterados, pela primeira vez, quando o relógio marcar 20:00:00, ou seja, quando se passarem 147 segundos.