Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
  • Save
Curso Introduorio ESF - Conteudo teorico modulo 1 - Processo Saude Doenca
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Curso Introduorio ESF - Conteudo teorico modulo 1 - Processo Saude Doenca

  • 2,128 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
2,128
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
3

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. CURSO INTRODUTÓRIO À SAÚDEDA FAMÍLIAEAD – Santa MarcelinaMÓDULO DE CONTEÚDO 2Processo Saúde Doença
  • 2. PROCESSO SAÚDE-DOENÇANeste módulo iremos abordar aspectosteóricos conceituais de grande importânciapara o trabalho em saúde: o primeiro se refereàs concepções de saúde-doença e do cuidadoem saúde; e o segundo abordará osdeterminantes sociais relacionados a esseprocesso.EAD – Santa Marcelina
  • 3. Segundo a Organização Mundial deSaúde (1978):“saúde é um estado de completo bem estarfísico, mental e social e, não meramente aausência de doença e enfermidade.”SaúdeEAD – Santa Marcelina
  • 4. Em 1986, durante a VIII Conferência Nacional deSaúde, amplia-se a definição entendendo-a comoresultante das condições de alimentação, habitação,educação, renda, meio ambiente, trabalho,transporte, emprego, lazer, acesso e posse da terra eacesso a serviços de saúde.SaúdeEAD – Santa Marcelina
  • 5. Também no ano de 1986 é realizada no Canadá, nacidade de Otawa, a I Conferência Internacional sobrePromoção da Saúde, que considera como condiçõesnecessárias para a existência de saúde: paz, educação,habitação, alimentação, renda, ecossistema estável,recursos sustentáveis, justiça social e equidade(BUSS,2000).EAD – Santa MarcelinaSaúde
  • 6. CONSTITUIÇÃO FEDERAL - LEI DO SUSArt. 196: “A saúde é um direito de todos e dever do Estado, garantidomediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco dedoenças e outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações eserviços para sua promoção, proteção e recuperação”.Lei 8.080 (art.2º): “A saúde tem como fatores determinantes econdicionantes, entre outros, a alimentação, o saneamento básico, o meioambiente, o trabalho, a renda, a educação, o transporte, o lazer e oacesso a bens e serviços sociais; os níveis de saúde da populaçãoexpressam a organização social e econômica do país (par. 3º).EAD – Santa Marcelina
  • 7. Modelo mágico Religioso ou xamanísticoOs povos da épocaconcebiam as causasdas doenças tanto deelementos naturaiscomo espíritosobrenaturais.EAD – Santa Marcelina
  • 8. Modelo HolísticoA Saúde entendida como o equilíbrioentre os elementos e humores quecompõem o organismo humano. Umdesequilíbrio destes elementos permitiriao aparecimento da doença.Figura yin yangAura- CromoterapiaEAD – Santa Marcelina
  • 9. Modelo empírico-racional(Hipocrático)HipócratesBusca explicações não-sobrenaturaispara a origem do universo e da vida,bem como para a saúde e doença.EAD – Santa Marcelina
  • 10. Modelo de medicina cientifico ocidental(biomédico)• Começou no século XVI epredomina até hoje.• Está centrado na explicaçãoda doença.• A causa das doençaspassava a estar num fatorexterno ao organismo, e ohomem era o receptáculoda doença.René DescartesEAD – Santa Marcelina
  • 11. Modelo SistêmicoEAD – Santa Marcelina
  • 12. Modelo daHistória Natural da Doença• Compreende as inter-relaçõesdo agente causador dadoença , do hospedeiro, domeio ambiente, e o processode desenvolvimento.EAD – Santa Marcelina
  • 13. ESTADO DESAÚDECaracteres Raciais eAntropológicosCaracteres Genéticos eHereditáriosSexo e IdadeHábitos, Vícios,Abuso de DrogasOutros: Alimentação,Exercício, etc.Lazer, Recreação.FísicoBiológicoSócio-Econômico(ocupação, salário, etc)AMBIENTE SERVIÇOSDE SAÚDEESTILO DEVIDABIOLOGIAReabilitaçãoTratamentoPrevenção ePromoçãoDeterminantes do Estado de Saúde
  • 14. Contribuição estimada de quatro fatores nas 10 principais causas demorte de pessoas com menos de 75 anos.CAUSAS DE MORTEDoenças do CoraçãoCâncerAcidentes com veículos a motorOutros acidentesAcidentes vasculares cerebraisHomicídiosSuicídioCirrose hepáticaGripe / PneumoniaDiabetesTodas as 10 causas juntasEstilo de Vida5437695150636070233450.5Ambiente9241831223535920020.1Biologia252914212218396019.4Serviços deSaúde12101214703318610FATORES
  • 15. Por que enfatizar os determinantes sociais?• Os determinantes sociais tem um impacto diretona saúde;• Os determinantes sociais estruturam outrosdeterminantes da saúde;• São as “causas das causas”.EAD – Santa Marcelina
  • 16. Assista ao filme: Ilha das FloresGênero: Documentário, ExperimentalSubgênero: DramaDiretor: Jorge FurtadoElenco: Ciça ReckziegelDuração: 13 min Ano: 1989País: Brasil Local de Produção: RSCor: ColoridoSinopse: Um ácido e divertido retrato da mecânica da sociedade de consumo.Acompanhando a trajetória de um simples tomate, desde a plantação até serjogado fora, o curta escancara o processo de geração de riqueza e asdesigualdades que surgem no meio do caminho.CLIQUE AQUIEAD – Santa Marcelina
  • 17. Os 10 países com maiores desigualdades de renda0 20 40 60 80ParaguaySouth AfricaBrazilGuatemalaSwazilandCentral African RepublicSierra LeoneBotswanaLesothoNamibiaÍndice de Gini paraconcentração derenda x 100PNUD 2005Paísesescandinavos= 25EAD – Santa Marcelina
  • 18. DoençaA doença não pode ser compreendida apenas por meiode medições fisiopatológicas, pois quem estabelece o estadoda doença é o sofrimento, a dor, valores e sentimentosexpressos pelo corpo subjetivo que adoece (CANGUILHEM;CAPONI apud BRÊTAS e GAMBA, 2006).EAD – Santa Marcelina
  • 19. Processo Saúde-doençaQuadros clínicos semelhantes, ou seja, com os mesmosparâmetros biológicos, prognóstico e implicações para otratamento, podem afetar pessoas diferentes de formadistinta, resultando em diferentes manifestações de sintomase desconforto, com comprometimento diferenciado de suashabilidades de atuar em sociedade (EVANS; STODDART, 1990).EAD – Santa Marcelina
  • 20. Processo Saúde-doençaA saúde é silenciosa, geralmente não àpercebemos em sua plenitude, na maior parte dasvezes apenas a identificamos quando adoecemos.EAD – Santa Marcelina
  • 21. Processo Saúde-doençaExiste uma relação de reciprocidade entre a normalidadee a doença, nãos mesmos fatores que permitem o homemviver,podem causar doenças, ex: alimento, água, ar, clima,habitação, trabalho, relações familiares e sociais.EAD – Santa Marcelina
  • 22. Processo Saúde-doençaTal constatação nos remete à reflexão de que o processosaúde-doença-adoecimeto ocorre de maneira desigual entreos indivíduos, classes e os povos, recebendo influencia diretado local que os seres ocupam na sociedade.EAD – Santa Marcelina
  • 23. Processo Saúde-doençaEvidências mostram que pessoas com menores rendas,estão associados a uma pior condição em termos de saúde(EVANS; STODDART, 2003).EAD – Santa Marcelina
  • 24. Processo Saúde-doençaEntão processo saúde e doença representa o conjunto derelações e variáveis que produz e condiciona o estado desaúde e doença de uma população, que se modificou nosdiversos momentos históricos.EAD – Santa Marcelina
  • 25. O que significa ter saúde pra você?(Discurso do Sujeito Coletivo)“Significa, acima de tudo, bem estar, paz de espírito, estar em harmoniaespiritual, física, mental e psicologicamente e também capacidade e vontadepara desempenhar os diversos papéis que a vida exige. Quando se estávivendo num estado harmonioso e o meio em que se vive não nos afeta comoum problema inssolucionável, mas quando algo passageiro pelo qual devemospassar conseguimos então, ficar bem conosco e com o mundo. Tambémsignifica, dentro de uma visão mais concreta, saber que o corpo está bem eapto a te conservar vivo por muito tempo. É ter uma excelente disposição parapoder trabalhar; é estar feliz e bem com a vida, pois sem saúde não se temfelicidade”EAD – Santa Marcelina
  • 26. O que significa estar doente pra você?(Discurso do Sujeito Coletivo)“Significa estar sem possibilidades. É não estar num climaharmonioso com a vida. Significa que a homeostase foirompida. Quando algo não está bem; quando algum dossetores da nossa vida não se encontra bem; quando oambiente nos afeta de alguma maneira, seja ela financeira, navida pessoal, profissional, trazendo desequilíbrio para nossavida. É estar com mal estar, má disposição, com o corpocansado ou sentindo alguma dor!”EAD – Santa Marcelina
  • 27. SAÚDE E DOENÇA – não são conceitosdefinitivos nem opostos:SobrevivênciaQualidade de vidaPrópria produção da vidaDEPENDEM:Do lugar de onde se estáDos temposDos contextosEAD – Santa Marcelina
  • 28. Saúde, normalidade e risco“Minha saúde, eu acho normal né?! E no momento ta boa,porque eu num to com dificuldades... Eu num sinto nada, emesmo que eu tenha problema de válvula, febrereumática, tô bem. Assim! só sinto alguma coisa quandota calor, muito calor; Aí eu sinto um pouco de falta de ar.Se eu subir escada muito alta, eu fico muito cansada. Numposso andar muito, subir ladeira, que eu fico muitocansada, mas a não ser isso, eu num sinto mais nada etrabalho normal...”EAD – Santa Marcelina
  • 29. PROMOÇÃO• Promover: dar impulso, fomentar, originar, gerar.• Não se dirigem a determinada doença• Aumentam saúde e bem estar• Transformação condições de vida• INTERSETORIALIDADE• Qualidade de Vida (alimentação, justiça social, ecossistema,renda, educação)• Fortalecimento capacidade individual e coletiva para lidar comos condicionantes da saúde.• Capacidade de escolha• EmpoderamentoEAD – Santa Marcelina
  • 30. PREVENÇÃO• Prevenir: preparar, chegar antes de, dispor demaneira que evite mal, impedir...• Conhecer História Natural da Doença• Controle transmissão doençasEAD – Santa Marcelina
  • 31. PREVENÇÃO DAS DOENÇAS E PROMOÇÃO DA SAÚDEPREVENÇÃO DAS DOENÇAS PROMOÇÃO DA SAÚDESaúde = ausência de doença Saúde = conceito positivo e multidimensionalDirecionado principalmente aos grupos de altorisco na populaçãoDirecionado à população no seu ambiente totalEnvolve patologias específicas Envolve uma rede de questões de saúdeEstratégia única Estratégias diversas e complementaresMedidas diretivas são fortalecidas em grupos-alvoMedidas incentivadoras são oferecidas apopulaçãoProgramas focalizando principalmente tópicosindividuais e de grupos.Mudanças no status dos homens e de seuambiente são buscadas nos programasProgramas preventivos são assunto dos gruposprofissionais.Organizações não-profissionais, grupos cívicos egovernos municipais, regionais e nacionais sãonecessários para se atingir as metas depromoção da saúde.Modelo participativo de saúdeAbordagens facilitadoras e integradoras
  • 32. POLÍTICA NACIONAL DE PROMOÇÃO DA SAÚDEObjetivo Geral:Promover a qualidade de vida e reduzir vulnerabilidade e riscos àsaúde relacionados aos seus determinantes e condicionantes –modos de viver, condições de trabalho, habitação, ambiente,educação, lazer, cultura, acesso a bens e serviços essenciais.Portaria nº 687 MS/GM, de 30 de março de 2006EAD – Santa Marcelina
  • 33. Ações específicas priorizadas: Divulgação e implementação da Política Nacional de Promoção da Saúde Alimentação saudável Prática corporal/atividade física Prevenção e controle do tabagismo Redução da morbimortalidade por acidentes de trânsito Prevenção da violência e estímulo à cultura de paz Promoção do desenvolvimento sustentávelPOLÍTICA NACIONAL DE PROMOÇÃO DA SAÚDEPortaria nº 687 MS/GM, de 30 de março de 2006EAD – Santa Marcelina
  • 34. PROMOÇÃOOUPREVENÇÃO???EAD – Santa Marcelina
  • 35. EAD – Santa Marcelina
  • 36. EAD – Santa Marcelina
  • 37. EAD – Santa Marcelina
  • 38. EAD – Santa Marcelina
  • 39. EAD – Santa Marcelina
  • 40. EAD – Santa Marcelina
  • 41. EAD – Santa Marcelina
  • 42. EAD – Santa Marcelina
  • 43. EAD – Santa Marcelina
  • 44. EAD – Santa Marcelina
  • 45. EAD – Santa Marcelina
  • 46. Referências Bibliográficas• Buss, P. Promoção da saúde e qualidade da vida. Revista Ciência & SaúdeColetiva, V. 5, n.1, p.163-167, 2000.• ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DE SAÚDE. Carta de Ottawa, 1986. In:Brasil. Ministério da Saúde. Promoção de saúde: Carta de Ottawa, Adelaide,Sundsvall e Santa Fé de Bogotá. Brasília [199-].•Lei 8.080•Lei 8.142•Qualificacão Gestores do SUS- FIOCRUZEAD – Santa Marcelina