Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
O Sistema Digestivo Humano
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

O Sistema Digestivo Humano

  • 6,821 views
Published

Instituto Superior de Engenharia do Porto/Escolha Superior de Tecnologia da Saude do Porto …

Instituto Superior de Engenharia do Porto/Escolha Superior de Tecnologia da Saude do Porto

Trabalho de Introdução à Biologia Humana
Mestrado em Computação e Instrumentação Médica

Alunos:
Daniel Costa (1101325)
Francisco Vinhas (1101328)
Ricardo Silva (1101330)

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
6,821
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5

Actions

Shares
Downloads
170
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Sistema Digestivo
    • Introdução à Biologia Humana - ISEP - Mestrado Instrumentação e Computação Médica
    Elaborado por: Daniel Costa (1101325), Francisco Vinhas (1101328), Ricardo Silva (1101330)
  • 2. Sistema Digestivo - Constituição
    • O sistema digestivo é constituído pelo tubo digestivo e pelos glândulas anexas (na imagem “órgãos anexos”).
  • 3. Orgão Anexo: Boca
    • Órgão inicial do tubo digestivo;
    • Onde se localizam a língua e os dentes.
  • 4. Digestão na boca… - Onde tudo começa
    • Mastigação - os dentes trituram e moem os alimentos em pedaços suficientemente pequenos para serem digeridos
    • Salivação - os alimentos são misturados com a saliva produzida pelas glândulas salivares. A língua é o órgão que ajuda a misturar os alimentos com a saliva.
    • A acção da saliva e dos dentes permite transformar cada pedaço de alimento numa massa em forma de bolo – o bolo alimentar.
  • 5. Faringe e Esófago
    • Faringe - porção do tubo digestivo que faz a ligação entre a boca e o esófago.
    • Esófago - conduz os alimentos ao estômago através de contrações.
  • 6. Estômago
    • O estômago é um órgão em forma de bolsa, presente no tubo digestivo, situado logo abaixo do diafragma (entre o esófago e o duodeno), e composto de parede muito musculosa, onde os alimentos permanecem cerca de 2 a 3 horas.
    • Os alimentos são pré digeridos antes de seguirem para o intestino onde são absorvidos.
  • 7. Estômago, acção mecânica e química
    • A acção mecânica é desenvolvida pela língua, pelos dentes e pelos movimentos peristálticos que ocorrem ao longo de todo o tubo digestivo.
    • A acção química é provocada pelos sucos digestivos (possuem enzimas) produzidos pelos diferentes órgãos do sistema digestivo
  • 8. Intestino Delgado
  • 9. Digestão no intestino delgado
    • No intestino delgado ocorrem as últimas fases da digestão, mas também as mais importantes.
    • Quando o quimo (nome dado ao suco no intestino delgado) passa para o duodeno, estimula a secreção do suco intestinal que contém várias enzimas.
    • A bílis, produzida pelo fígado é enviada para a vesícula biliar.
  • 10. Glândulas Anexas
    • O Fígado é um órgão volumoso que produz a bílis.
    • A bílis é armazenada num pequeno saco – a vesícula biliar.
    • O pâncreas produz o suco pancreático que também é lançado no duodeno.
    • O pâncreas é uma glândula do sistema digestivo endócrino. Ele é tão exocrino (secretando o suco pancreático, que contem enzimas digestivas) quanto endócrino (produzindo muitos hormónios importantes, como insulina, glucagon e somatostatina).
  • 11. Digestão no intestino delgado (Continuação)
    • O suco pancreático, é proveniente do pâncreas.
    • No intestino delgado, durante cerca de três horas, os alimentos são sujeitos a movimentos intestinais que facilitam a sua mistura com o suco pancreático, a bílis e o suco intestinal, são também deslocados ao longo daquele órgão.
    • O quimo transforma-se assim, num líquido leitoso denominado quilo.
    • A parede do intestino delgado é revestida internamente por numerosas vilosidades intestinais que facilitam a absorção dos nutrientes.
  • 12. Intestino Grosso
    • Apresenta um diâmetro maior que o intestino delgado e tem 1,5 metros de comprimento.
    • Não é enrolado, sendo formado pelo cólon ascendente, cólon transverso e cólon descendente. Este último termina no reto que abre para o exterior pelo ânus.
    • O sigmóide ou porção pélvica, é a secção do intestino grosso que liga a porção transversal do mesmo ao reto.
  • 13. Absorção e expulsão - Intestino Grosso
    • As substâncias não digeridas passam para o intestino grosso misturadas com água. Aqui ocorrerá a absorção da maior quantidade possível de água.
    • No intestino grosso podemos encontrar algumas bactérias que desempenham um importante papel no fabrico de certas vitaminas que depois são absorvidas pelo sangue.
    • Os restos dos alimentos formam as fezes que serão expulsas pelo ânus.
  • 14. Patologia: Cancro do Esófago
    • Cancro do esófago - surge em maior percentagem nos homens e, apesar de não se conhecer a sua origem, sabe-se no entanto que o tabaco, o álcool e a ingestão regular de bebidas quentes favorecem o seu aparecimento.
    • Para evitar o seu aparecimento - Devemos evitar bebidas alcoólicas, não fumar, evitar ingerir bebidas quentes, ou seja devemos ter sempre cuidado com a alimentação.
  • 15. Patologia: Colite Ulcerosa
    • A colite ulcerosa é uma doença inflamatória crónica que habitualmente afecta a extremidade distal do intestino grosso e recto.
    • Afecta principalmente indivíduos com 15-30 anos e depois com 60-80 anos, mais comum nas mulheres que nos homens.
    • A doença de colite ulcerosa é uma inflamação destrutiva de toda a parede do colon e recto de forma contínua.
  • 16. Tratamentos: Colite Ulcerosa
    • Não há cura, mas o tratamento minimiza os problemas e evita complicações graves. São dados fármacos antidiarreicos para alivio sintomático.
    • O uso de aminosalicilatos (anti-inflamatório) diminui as lesões inflamatórias, assim como corticosteróides.
    • Em casos graves é removido cirurgicamente o cólon. Mesmo em casos moderados é necessária a vigilância anual por colonoscopia, devido ao risco de cancro muito aumentado.
  • 17. Conclusão
    • O sistema digestivo é composto por um sinuoso caminho desde a injestão dos alimentos, processamento e absorção, até colminar na sua expulsão.
    • Recomendamos a visualização de um interessante video que resume o processo de forma visual em: http://youtu.be/Ii1BqYbtqpU
  • 18. Anexo: Video ( http://youtu.be/Ii1BqYbtqpU )