Infocedi dislexia[1]
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Infocedi dislexia[1]

on

  • 4,160 views

 

Statistics

Views

Total Views
4,160
Views on SlideShare
1,888
Embed Views
2,272

Actions

Likes
4
Downloads
80
Comments
0

15 Embeds 2,272

http://especialid.blogspot.pt 1003
http://especialid.blogspot.com 471
http://especialcarregal.blogspot.pt 437
http://especialid.blogspot.com.br 300
http://especialcarregal.blogspot.com.br 21
http://especialcarregal.blogspot.com 12
http://especialcarregal.blogspot.com.es 11
http://www.especialid.blogspot.com 10
http://especialid.blogspot.ca 1
http://especialid.blogspot.no 1
http://especialid.blogspot.ch 1
http://especialid.blogspot.de 1
http://especialid.blogspot.nl 1
http://especialid.blogspot.mx 1
http://especialid.blogspot.hk 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Infocedi dislexia[1] Document Transcript

  • 1. Janeiro-Fevereiro 2011 Nº32 Ficha Técnica Direcção de Publicação: Ana Tarouca Pedro Pires Design Gráfico: Nuno Domingues Edição: Instituto de Apoio à Criança Largo da Memória, 14 1349-045 Lisboa Periodicidade: Bimensal ISSN: 1647-4163 Distribuição gratuita Sobre Crianças com Dislexia definimos Endereço Internet: www.iacrianca.pt Dislexia Blogue: Crianças a torto e a Direitos Dislexia é uma incapacidade específica de aprendizagem, de origem neurobiológica. É caracterizada por dificuldades na correcção e/ou Serviço de Documentação: fluência na leitura de palavras e por baixa competência leitora e Tel.: (00351) 213 617 884 ortográfica. Estas dificuldades resultam de um défice fonológico, Fax: (00351) 213 617 889 inesperado, em relação às outras capacidades cognitivas e às condições E-mail: iac-cedi@iacrianca.pt educativas. Secundariamente podem surgir dificuldades de compreensão leitora, experiência de leitura reduzida que pode impedir o Atendimento ao público, desenvolvimento do vocabulário e dos conhecimentos gerais». mediante marcação -De 2ª a 5ª feira, entre as 9.30h e as 16.00h Esta definição de dislexia, adoptada em 2003 pela Associação -6ª feira entre as 9.30h e as Internacional de Dislexia é actualmente aceite pela grande maioria da 12.00 horas comunidade científica. Fonte Para subscrever este boletim 1 digital envie-nos uma Página mensagem para iac-cedi@iacrianca.pt Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32
  • 2. Segundo o Portal da Dislexia, “a Os Principais Sintomas  Dificuldade na consciência edislexia caracteriza-se por uma manipulação fonológica.dificuldade na aprendizagem e Dificuldade em se aperceberautomatização das competências Sinais de Alerta que os sons das palavrasde leitura e escrita, em crianças podem dividir-se em bocadosinteligentes, sendo a sua origem As crianças com dislexia já mais pequenos e emneurobiológica. apresentam um conjunto de sinais manipular esses mesmos de alerta durante a infância (pois sons.As crianças com dislexia revelam a dislexia é de carácter desen-muitas dificuldades em adquirir e volvimental), contudo, um  Entre outros sinais.desenvolver o mecanismo da diagnóstico definitivo só deve serleitura e da escrita. Apresentam efectuado quando a criança entrauma leitura muito lenta, com para a escola e inicia a Na Idade Escolar:diversas incorrecções, erros e aprendizagem da leitura e escrita.trocas de letras e sílabas, e Alguns autores defendem que  Lentidão na aprendizagem dosdificuldades na compreensão da esse diagnóstico só deveria ser mecanismos da leitura einformação lida. A sua escrita efectuado dois anos após entrada escrita. Maior lentidão que osurge com muitos erros para a escola, pois dificuldades na normal na aprendizagem dasortográficos, as frases e os textos fase inicial da leitura e escrita letras e na leitura das sílabas.que escreve são confusos em anteriores a estas idades sãotermos de conteúdo, com pouca banais pela sua frequência. Apesarriqueza no vocabulário, podendo a  Dificuldade em compreender do diagnóstico definitivo ter quequalidade da sua letra ser que as palavras se podem esperar, a intervenção deverá serigualmente má e irregular. segmentar em sílabas e iniciada o mais precoce possível. fonemas.Apesar destas dificuldades, as Aqui estão alguns sinais de alertacrianças disléxicas apresentam que pais e professores devem de  A velocidade da leitura éuma capacidade intelectual normal ter em atenção quando suspeitam significativamente abaixo doou superior à média, podendo da existência de problemas nas esperado para a idade: muitasevidenciar capacidades acima da competências de leitura e escrita vezes silábica e pormédia em áreas que não nos seus filhos ou alunos: soletração.dependam directamente da leiturae escrita (arte, desporto, música,  Bastantes dificuldades naetc.)”. Durante a Infância: leitura, com a presença constante de alterações e de  Atraso na aquisição da falhas nos processos de linguagem. Começou a dizer descodificação grafema- as primeiras palavras mais fonema e/ou na leitura tarde do que o habitual e a automática de palavras. construir frases mais tardiamente.  Dificuldades na compreensão de textos escritos devido à sua  Apresentou problemas de fraca qualidade na leitura. linguagem durante o seu Normal compreensão quando desenvolvimento, dificuldades as histórias lhe são lidas. em pronunciar determinados sons, linguagem „abebezada‟  A escrita surge com muitos para além do tempo normal. erros ortográficos, com trocas fonológicas e/ou lexicais. 2  Apresentou dificuldades em Página memorizar e acompanhar canções infantis e a rima das lenga-lengas. Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32
  • 3.  Lacunas acentuadas na dificuldades na descodificação organização das ideias no fonema-grafema, défices acentua- texto e na construção frásica. dos na construção e organização frásica, e por vezes, pode surgir associada uma grafia irregular, Demora demasiado tempo na etc. realização dos trabalhos de casa (uma hora de trabalho rende 10 minutos). Principais manifestações da Utiliza estratégias e truques dislexia nas competências para não ler. Não revela de leitura e escrita: qualquer prazer pela leitura.  Um atraso na aquisição das Distrai-se com bastante competências da leitura e facilidade perante qualquer Critérios de Diagnóstico escrita. estímulo, parecendo que está a "sonhar acordado". Curtos  Dificuldades acentuadas ao períodos de atenção. nível do Processamento Deve-se verificar se na história familiar existem casos de dislexia Fonológico: Consciência, Codi- Os resultados escolares não ou de dificuldades de aprendi- ficação e Nomeação. são condizentes com a sua zagem e se na história desenvolvi- capacidade intelectual. Melho- mental da criança ocorreu alguma  Velocidade de leitura bastante res resultados nas avaliações problemática não normativa que lenta para a idade e para o orais do que nas escritas. esteja a justificar tais dificuldades. nível escolar. A dislexia resulta de alterações  Dificuldade na leitura de Dificuldades em memorizar neurológicas na forma como o palavras regulares, irregula- informações verbais (memória cérebro processa a informação res, frequentes, pouco fre- de trabalho verbal). linguística e que se manifesta por quentes e pseudopalavras (ex: alterações no domínio do modigo; catapo; manfasa, Dificuldades na aprendizagem etc.). processamento fonológico e de uma língua estrangeira noutras alterações psicolinguís- (Inglês).  Dificuldades na memória de ticas que conduz a um conjunto de alterações na leitura e escrita. trabalho verbal. Não gosta de ir à escola ou de realizar qualquer actividade  Leitura silábica, decifratória, Na leitura notam-se confusões de com ela relacionada. hesitante, sem ritmo e grafemas cuja correspondência fonémica é próxima ou cuja forma fluência e com bastantes Apresenta "picos de apren- é aproximada, bem como surgem incorrecções. dizagem", nuns dias parece frequentes inversões, omissões, assimilar e compreender os adições e substituições de letras e  Omite ou adiciona letras e conteúdos curriculares e sílabas. Ao nível da leitura de sílabas (ex: famosa-fama; noutros parece ter esquecido o frases, existe uma dificuldade na casaco-casa; livro-livo;batata- que tinha aprendido anterior- velocidade de leitura, na fluência e bata; biblioteca/bioteca; ...). mente. no ritmo, bem como revelam uma análise compreensiva da infor-  Confusão e dificuldades na Entre outros sinais. mação lida deficitária, etc. descodificação de letras ou sílabas (o-u; p-t; b-v; s-ss-ç; 3 Ao nível da produção escrita a s-z; f-t; m-n; f-v; g-j; ch-x; Página sintomatologia é semelhante, x-z-j; nh-lh-ch; ão-am; ão- verificando-se a presença de ou; ou-on; au-ao; ai-ia; per- múltiplos erros ortográficos, pre; …). Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32
  • 4.  Poderá ocorrer (apesar de não Nota: Não é necessário que Critérios de Diagnóstico de muito frequente) alguma estejam presentes todos estes Perturbação da Leitura confusão entre letras com indicadores em simultâneo, para segundo o DSM-IV grafia similar, mas com que seja diagnosticada um caso diferente orientação no espaço de dislexia. Estes indicadores A. O rendimento na leitura, (b-d; d-p; b-q; d-q; n-u, a- devem apenas alertar para a medido através de provas e;…). possibilidade de um possível caso normalizadas de exactidão ou de dislexia, já que é preciso compreensão da leitura, aplica - Na leitura, substituição de compreender a razão destes das individualmente, situa-se palavras por outras de comportamentos. substancialmente abaixo do nível estrutura similar, porém com esperado para a idade cronológica significado diferente (saltou- do sujeito, quociente de salvou; cúbico-bicudo;...) e/ou Segundo vário autores, não se inteligência e escolaridade própria substituição de palavras intei- pode falar de dislexia (ou melhor, para a sua idade. ras por outras semântica- não se pode fazer um diagnóstico mente vizinhas (cão-gato; definitivo) antes dos 7 anos, ou B. A perturbação do critério A bonito-lindo; carro-automó- para ser mais rigoroso, antes de interfere significativamente com o vel). pelo menos um a dois anos de rendimento escolar ou actividade aprendizagem escolar, pois da vida quotidiana que requerem Problemas na compreensão anteriormente a esta idade erros aptidões de leitura. semântica e na análise similares são banais pela sua compreensiva de textos lidos frequência. C. Se estiver presente um défice (devido à sua deficiente sensorial, as dificuldades de leitura). leitura são excessivas em relação Para um correcto diagnóstico de ás que lhe estariam habitualmente Presença de muitos erros uma perturbação da leitura é associadas. ortográficos: erros fonológicos indispensável recorrer à avaliação e erros nas palavras grafo- com profissionais experientes fonémicas irregulares. Na neste domínio. escrita podem surgir palavras unidas ou separadas, repe- Problemática Emocional tição de letras ou de sílabas, colocação de letras ou de As repercussões da dislexia são sílabas antes ou depois do muitas vezes consideráveis, quer lugar correcto. ao nível do sucesso escolar, quer ao nível do comportamento da Dificuldades em exprimir as criança, originando nestes dois suas ideias e pensamentos em domínios perturbações de palavras. Muitas dificuldades gravidade variável, que importa na escrita de composição. reconhecer e evitar na medida do Dificuldades na organização possível. das ideias no texto. A criança disléxica é geralmente A qualidade da grafia poderá triste e deprimida pelo repetido ser deficitária: letra rasurada, fracasso em seus esforços para disforme e irregular. superar suas dificuldades, outras vezes mostra-se agressiva e angustiada. A frustração causada pelos anos de esforço sem êxito e 4 a permanente comparação com as Página demais crianças provocam inten- sos sentimentos de inferioridade. Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32
  • 5. Em geral, os problemas emo- actividade, défice atencional,cionais surgem como uma reacção etc.secundária aos problemas derendimento escolar. As crianças  Outras problemáticas pode-disléxicas tendem a exibir um rão estar presentes como A dislexia afecta igualmentequadro mais ou menos típico, com seja a enurese nocturna, rapazes e raparigas e pessoasvariações de criança para criança, perturbação do sono, de diferentes ambientes sociaiscujas reacções mais caracte- sintomas psicossomáticos, e económicos (Internationalrísticas são: etc. Association of Dyslexia, 2005). Reduzida motivação e em-  Esta sintomatologia não penho pelas actividades que permite por seu lado a implicam a mobilização das natural concentração, inte- As dificuldades na aprendi- competências de leitura e resse e desejo de aprender, zagem da leitura não resultam escrita, o que por sua vez perturbando muitíssimo as primariamente de deficiências aumenta as suas dificuldades condições de aprendizagem visuais, auditivas, motoras ou de aprendizagem. na criança. mentais, de perturbação emo- Fonte cional ou de inadequadas Sintomatologia ansiosa peran- experiências educacionais ou te situações de avaliação ou factores culturais. perante actividades que im- pliquem a utilização da leitura A dislexia não é uma simples A dislexia não é um sinal de dificuldade de leitura sentida e escrita. baixa capacidade intelec- no processo de aprendizagem tual: muito pelo contrário, da leitura: num dado momento Sentimento de tristeza e de muitas crianças com dislexia do desenvolvimento da auto-culpabilização, podendo conseguem em certas áreas aprendizagem da leitura, todas apresentar uma atitude e em certos momentos da as crianças apresentam depressiva diante das suas sua actividade, resultados dificuldades maioritariamente dificuldades. superiores à média do seu de processamento fonológico. grupo etário. Só se poderá Neste sentido, o diagnóstico da Uma reduzida auto-estima e diagnosticar uma dislexia em dislexia só poderá ser feito auto-conceito académico. crianças que apresentem quando a ocorrência de pelo menos um quociente padrões de leitura, descritos Um sentimento de intelectual dentro dos mais à frente, for consistente e insegurança e de vergonha parâmetros normais. recorrente e apresentar um como resultado do seu sucessivo fracasso. desfasamento em relação ao esperado para a sua idade Um sentimento de A dislexia é uma sub- comparativamente aos seus incapacidade, de inferioridade categoria das Dificul-dades pares. e de frustração por não de Aprendizagem Espe- conseguir superar as suas cíficas: A dislexia é real - 70 a 80% dos alunos com Araújo, 2009, p.63 dificuldades e por ser sucessivamente comparado Dificuldades de Aprendi- com os demais. zagem Específicas têm dislexia. Os alunos podem Problemas comportamentais obter resultados académicos caracterizados por compor- elevados numa área e na tamentos de oposição e área da Língua Portuguesa obter baixos resultados 5 desobediência perante as académicos. Página figuras de autoridade (pais, professores, etc.), hiper- Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32
  • 6. Sobre Crianças com Dislexia definimos 15. squash up letters or write over the margin.Dyslexia and Learning a 7. Sequencing - they forgetForeign Language: Tips for the sequence of letters in a 16. Sensitivity to light – their eyesTeachers (Fevereiro de 2011) word, words in a sentence, quickly become tired so– Artigo de Karen White: sentences in a text. They writing from an overhead for“According to UN figures 10% of often write the any length of time can be athe population has some form of homeworkdown incorrectly problem. White paper can alsodyslexia. This means that the EFL e.g. p. 46 instead of p. 64. be a problem.teacher is likely to have at leastone child with dyslexia in every 8. Putting thoughts onto paper - 17. Sensitivity to touch - theyclass they teach. their mind races ahead so don„t like being touched and their ideas become all jumbled their skin is often irritated byDyslexia refers to difficulties with up. labels in lothes or by certaininformation processing which materials.manifests itself in problems with 9. Understanding what is heard -reading, spelling and writing. It„s filtering. All sounds are These problems can all result innot an intellectual disability and important, they can„t filter out low-self esteem and poormost dyslexics have average or background noise. They have motivation. However, it isabove-average intelligence. It can problems distinguishing important to remember that eachrange from mild to severe and not between sounds and short and pupil is an individual and will notall children with dyslexia have the long vowels. have all these problems.same problems. 10. Remembering instructions - Disponível online» they often only remember theProblems first or last instruction.1. Organisational problems - 11. Answering questions - they their school bag, desk and don„t always give the so called exercise books are usually a correct answer. mess. 12. Handwriting is often not2. Erratic performance - one day legible. They have problems they achieve top marks, but with spacing and whether the next day they can`t do letters should be on the line or anything right. not.3. Copying, especially from the 13. Directions - they have board or overhead. problems with left to right orientation, up and down, top4. Reading out loud - they miss and bottom. This causes out words or lines, loose their problems when reading maps. place, words jump about, fall N.B. A pupil having problems off the page or are blurred. learning directions in English, may have orientation5. Remembering letters, problems. (Some see the clock especially when tired or geometrical shapes reversed.) 66. Spelling - often very Página creative!!! 14. Judging distances - they can„t work out if a word has enough space on the line so they Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32
  • 7. Computer-based programs in investigação nas Dificuldades de estudo recolhemos informaçõesspeech therapy of dyslalia and Aprendizagem Específicas quando dos professores a realizardyslexia- dysgraphia (2010) - aplicados em tempo oportuno, intervenção às crianças comArtigo de Iolanda Tobolcea e revelando porventura parâmetros diagnóstico de dislexia, em todasMirela Danubianu: “During the last excelentes na sua objectividade. A as E. B. 1 públicas e privadas doyears, the researchers and amostra é constituída por quatro concelho, com questões sobre atherapists in speech therapy have alunos sujeitos a uma retenção e caracterização do docente e dobeen more and more concerned com um Plano de aluno; processo de referenciação e Acompanhamento ao abrigo do avaliação; processo de inter- Despacho Normativo nº50/2005, venção e colaboração da família. de 20 de Outubro. (…) Assim, este Os resultados indicam que os Tão devastadora como qualquer estudo tem como conclusão que a elementos que baseiam a vírus que afecta tecidos e órgãos, implementação de estratégias, intervenção pedagógica específica a dislexia consegue infiltrar-se em comprovadas pela investigação e diferenciada das crianças em cada um dos aspectos da vida científica, contribui para melhorar estudo não são os necessários; do indivíduo. significativamente a fluência na sugerem que os modelos seguidos leitura de pequenas frases, que nessa intervenção diferenciada, de Sally Shaywitz, (2008: 13) estava altamente comprometida e um modo geral, estão desac- que levou os alunos à retenção”. tualizados; que os professores, Disponível online» responsáveis pela reeducaçãowith the elaboration and use of destas crianças, na sua maioria,computer programs in speech não estão seguros do trabalho quedisorders therapy. The main levam a cabo com elas masobjective of this study was to apontam, significativamente, para Intervenção pedagógica,evaluate the therapeutic a existência de programas de específica e diferenciada, naseffectiveness of computer-based intervenção que recorrem a um crianças com dislexia das E. B.programs for the Romanian trabalho de cooperação entre a 1 do Concelho de Matosinhoslanguage in speech therapy. Along escola e a família. Discutimos os (2010) - Dissertação de Mestradothe study, we will present the resultados à luz do que a lite- em Educação Especial de Mariaexperimental research through ratura actual e mais consensual Celeste Vieira: “Transformar umaassessing the effectiveness of nos apresenta sobre esta temática criança disléxica, derrotada pelascomputer programs in the speech e, dada a importância de uma dificuldades específicas natherapy for speech disorders: intervenção comprovadamente aprendizagem da leitura e dadyslalia, dyslexia and dysgraphia”. eficaz, que permita às crianças escrita, numa criança motivada eDisponível online» com dislexia vencer as suas brilhante, é hoje possível graças à descoberta, da investigação, de dificuldades, concluímos com um défice fonológico comum a sugestões que passam, nomea- estas crianças e à possibilidade damente, pela intervenção pre-Dificuldades de aprendizagem daí decorrente de intervenções coce, formação de professores eespecíficas centradas na eficazes, baseadas em elementos intercâmbio com as equipas queleitura e práticas eficazes de essenciais, que se pretendem o lideram a investigação dosintervenção (2010) - mais precoces possível. Este modelos de processamentoDissertação de Mestrado em trabalho tem como objectivo o fonológico”.Educação Especial (área deespecialização em Dificuldades de conhecimento da existência de Disponível online»Aprendizagem Específicas) de programas de intervençãoMaria Conceição Pacheco Sampaio adequados ao perfil desenvol-Martins: “Este estudo tem por vimental das crianças das E. B. 1finalidade uma investigação que do concelho de Matosinhos. Parapermita a implementação de tal, utilizamos como instrumento 7práticas eficazes com estratégias de recolha de dados o inquérito e Páginadevidamente fundamentadas. O conjugamos metodologias quanti-que se propõe é olhar sobre os tativas com metodologias quali-resultados práticos da tativas. Para concretizar este Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32
  • 8. Dislexia: ações e intervenções fizeram a adaptação para o programs that meet thepedagógicas adotadas em português europeu do Lobrot L3, standards. In addition a websitequatro escolas públicas do ao qual chamaram Teste de dedicated specifically to promotionensino fundamental do Distrito Velocidade de Leitura (TIL), que of these standards will beFederal (2010) – Tese de avalia a velocidade e compreensão launched later this Summer. WeMestrado de Marilene Mendes da leitoras. Nesta segunda aplicação, invite you to review the documentSilva. pretendeu-se verificar se os and we hope that you will partnerDisponível online» resultados coincidiam com os das with us in promoting high autoras (85 jovens do 5.º ano), standards for comprehensive and para isso aplicou-se o TIL a 253 rigorous training of teachers”. jovens (120 do sexo masculino e Disponível online»Saberes e contextos na 133 do sexo feminino) do 5.º ano,aquisição da leitura: o sucesso com 11 anos de idade média. Osda utilização do método resultados mostraram algumas Desenvolvimento de softwaremultissensorial em crianças diferenças entre as duas para treinamento auditivo edisléxicas (2010) - Projecto de aplicações, contudo verificou-se aplicação em crianças cominvestigação no âmbito da Pós- que o TIL é um bom instrumento dislexia (2009) – Tese deGraduação em Educação Especial de diagnóstico inicial de Doutoramento de Cristina Murphy.de Daniela Russo. dificuldades específicas de Disponível online»Disponível online» leitura/dislexia (Sucena & Castro, 2008), o que pode ajudar as escolas a tomarem as decisões mais indicadas para cada situação Dislexia: uma perspectiva de leitores com dificuldades”. psicodinâmica (2009) – EstudoTutoria instrucional centrada de Rui Manuel Carreteiro: “Vários Disponível online»na leitura de livros em estudos referem uma associaçãoescolares com distúrbio de entre a dislexia e as alteraçõesaprendizagem e dislexia do psiquiátricas, no entanto não foidesenvolvimento (2010) – Knowledge and Practice ainda avançada uma teoria queDissertação de Mestrado de Standards for Teachers of explique estes resultados. ComAndréa Carla Machado. Reading (2010) – Publicação da base na literatura, parece demaisDisponível online» International Dyslexia Association evidente que a dislexia se deva a dirigida aos professores: The alterações fonológicas, pelo que document will serve as our guide não parece verosímil que tais in endorsing programs that alterações sejam a causa daAnálise e intervenção em prepare teachers of reading dislexia. Resta assim a hipóteseproblemáticas específicas de and/or programs that specialize in destas alterações se deverem àleitura (2010) - Dissertação para preparing teachers to work with dislexia ou de ambas as mani-obtenção do grau de Mestre em students who have reading festações partilharem uma causaCiências da Educação, de Jorge difficulties and disabilities. One of comum. Após uma revisão dePaulo da Cunha: “As escolas IDA‟s long term goals is to inform literatura, o presente artigo tentadebatem-se todos os dias com the public regarding the avançar uma hipótese conceptualalunos que apresentam knowledge base required for que fundamentada numa pers-dificuldades inesperadas de leitura skilled reading instruction. pectiva psicodinâmica, explique a(…), no entanto não têm um Another is to define the specific co-ocorrência de dislexia, depres-instrumento de avaliação da teaching capabilities that should são, conduta anti-social eleitura que minimize a sub- characterize any person manifestações psicossomáticas”.jectividade das avaliações que responsible for teaching students Disponível online»cada professor faz nas suas aulas with dyslexia and related reading(…). Sucena e Castro (2008) difficulties, and to identify 8 Página Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32
  • 9. Adaptação curricular indivi-dualizada de alunos disléxicosem atendimento psico-pedagógico em escolas muni-cipais de Esteio/RS (2009) –Dissertação de Mestrado de NeuzaBarbosa Michel: “A presentepesquisa tem como objetivodescrever o motivo de desen-volver uma adaptação no currículoescolar para alunos com dislexia.O estudo foi realizado com trêsestudantes do ensino fundamentaldas escolas municipais deEsteio/RS que chegaram paraatendimento psicopedagógico noposto de saúde, cujo diagnósticopara a dificuldade de apren-dizagem era dislexia (…) iniciou-se adaptação no currículo escolar novos recursos para complementoo processo de investigação, sendo para alunos com dislexia, (…) as ao Ensino. Com o conhecimentonecessária avaliação multi- adaptações não são rígidas nem estatístico de que um em cada dezdisciplinar para a conclusão do permanentes, à medida que a alunos tem dificuldades específicasdiagnóstico. Concomitante ao aprendizagem do aluno avança, se relacionadas com a dislexia e di-atendimento psicopedagógico, modifica, ou até mesmo, quando sortografia, estamos perante uminvestigou-se os conhecimentos não se está percebendo que a ACI grupo bastante significativo aoque a equipe pedagógica e está beneficiando a sua qual iremos dedicar atenção nesteprofessores tinham sobre dislexia aprendizagem, esta deve ser estudo. Este trabalho foie orientou-os nas defasagens de reorganizada pelos professores e desenvolvido com o objectivo deconhecimento desse transtorno, equipe pedagógica. As conside- averiguar a possibilidade deatravés de textos e/ou encontros rações reflectem que chegar ao obtenção de resultados positivosque tratam sobre o tema. As diagnóstico de Dislexia não é que permitissem efectuarescolas foram orientadas a traba- simples, e que independente de intervenção terapêutico pedagó-lhar com Adaptação Curricular diagnóstico precisamos conhecer gica a distância, através de instantIndividualizada para esses alunos em cada aluno, desde o momento messaging, a alunos com dislexia(ACIs) e realizou-se também em que entra para a escola, onde e disortografia. Neste enquadra-atendimentos com os pais, expli- ele se situa em termos de mento, foi realizado um estudo decando-lhes sobre o transtorno de habilidades escolares. caso abrangendo a problemáticadislexia e orientando-os como Disponível online» das dificuldades de aprendizagem,poderiam contribuir com desen- particularmente envolvendo alu-volvimento da aprendizagem do nos disléxicos do 1º e 2º ciclo, nafilho. A partir dos dados pôde-se tentativa de percepcionar quais asdescrever, de modo geral, que os Intervenção terapêutico peda- metodologias de intervenção maisprofessores dizem ter conhe- gógica em dislexia e disorto- eficazes neste tipo de intervençãocimentos "conceituais" sobre grafia: potencialidades do e de identificar as potencialidadesdislexia, necessitando aprofundar instant messaging (2009) - e limitações envolvidas neste tipoos conhecimentos sobre o tema. Dissertação de mestrado de de intervenção. Em termos meto-Quanto aos alunos, o trabalho Renato Tadeu da Rocha Paiva: “A dológicos primeiramente foi efec-vem mostrando resultados na evolução tecnológica abriu tuada uma recolha e análise dasdiminuição do fracasso escolar e caminhos e potencialidades dificuldades específicas de cada 9no desenvolvimento do seu bem- pedagógicas inimagináveis até á um dos participantes. Segui- Páginaestar, visto aprender a lidar com década de 80. As tecnologias de damente foram testados osessa dificuldade. Em relação ao informação e comunicação permi- mecanismos de intervenção amotivo de desenvolver uma tiram avanços pedagógicos e distância sendo realizadas 10 Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32
  • 10. sessões com cada aluno. possuem. Consideramos que estaPosteriormente procedeu-se à dificuldade é, pelas características Estes alunos, na sua grandeanálise e reflexão dos dados que exibe e pelas consequências maioria, para além dasrecolhidos e finalizámos com a devastadoras que pode originar, dificuldades enquanto leitores eidentificação das linhas de uma preocupação educativa e, escritores, apresentam algumainvestigação futura nesta área, enquanto tal, merecedora da aversão e fuga à tarefa dedecorrentes dos resultados e atenção e de medidas de actividades que envolvam alimitações do estudo realizado”. intervenção diferenciadas da parte leitura e escrita (Fonseca, 1995). do poder político, da escola, e das No entanto, estão sempreApresenta listagem dos sinais de leis que a regem. São estas, em altamente motivados paraalerta a ter em atenção desde a conjunto com as práticas nos navegarem na Internet, masprimeira infância para a detecção vários contextos educativos, que sobretudo, para conversaremda dislexia numa criança, na decidem, pelo que facultam ou em aplicações de Instantpágina 11 e seguintes. pelo que obstaculizam, o per- Messaging. Nesse sentido, aDisponível online» curso de vida das crianças com presente proposta visa investigar dislexia. Partimos dos conceitos de territorialização da educação, as quais as vantagens da autonomia escolar e de práticas utilização do instant messaging de flexibilização curricular, para na intervenção terapêutico procurar responder, através de pedagógica da leitura e escrita. procedimentos metodológicos, Com efeito as poucas concordantes com o novo experiências que o investigador paradigma de investigação, qual o já teve neste âmbito, permitiram contributo das actividades de enri- verificar, ainda que quecimento curricular na informalmente, que os alunos, intervenção diferenciada de no contexto da utilização do crianças com dislexia. Identificar instant messaging, se possíveis factores inibidores de empenham mais na um eventual contributo, é ainda compreensão da leitura da um objectivo deste estudo. Este conversa e têm maiores estudo levou-nos a concluir a preocupações com a suaAspectos prosódicos temporais inexistência de práticas dife- escrita, tentando não cometer oda leitura de escolares com renciadoras no referente à mesmo erro várias vezes.dislexia do desenvolvimento dislexia. Há uma constelação de(2009) – Estudo de Luciana factores que parece inibir essa Paiva (2009, p. 24)Mendonça Alves e outros. intervenção. Inserir as actividadesDisponível online» de enriquecimento curricular nos documentos orientadores de umaAs actividades de enriqueci-mento curricular e a dislexia:contributo para uma inter- escola ou agrupamento – ovenção sinérgica (2009) – A proposta deste projecto tem projecto educativo de escola, oTrabalho de pós-graduação em por objectivo explorar as projecto curricular de escola e oeducação especial de Ana Paula potencialidades pedagógicas projecto curricular de turma –Cruz: “a dislexia é uma dificuldade de uma ferramenta de Instant para fomentar a articulação ede aprendizagem específica da Messaging, contextualizada propiciar uma intervençãoleitura, com repercussões claras com uma abordagem articulada, coerente, sistemática ena escrita, cujas características 10 terapêutico pedagógica em intensiva em crianças comconduzem a efeitos nefastos alunos disléxicos. dificuldade de aprendizagem Páginanaquilo que se pretende que seja específica da leitura, é parteo sucesso escolar, pessoal, social integrante de uma proposta quee profissional das crianças que a Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32
  • 11. apresentamos no final desteprojecto de investigação”.Disponível online»A Inter-Relação DislexiaFormação de Professores(2009) – Dissertação deMestrado em Educação Especial deMaria Fernanda Estrela: “A leituraé um processo complexo, queimplica descodificar e interpretar,significativamente, o códigoescrito. Este processo ocorre, namaioria das crianças, de um modoagradável e sem esforço. Noentanto, para as que apresentamdificuldades de aprendizagemespecíficas, o acto de ler trans-forma-se num problema, que édeterminante no seu sucessoacadémico. O presente trabalhocentra-se na importância da Caracterização do perfil essencial no processo deaquisição de conhecimentos, por psicomotor de uma criança aprendizagem destas crianças”.parte dos professores, no que se com perturbação específica do Disponível online»refere ao processamento da desenvolvimento da linguagemleitura a nível cerebral, num e dislexia - estudo de casonormo-leitor; e aos distúrbios (2009) – Dissertação de Desempenho de escolares commanifestados nesse campo pelas Mestrado de Tânia Dias: “No dislexia do desenvolvimentocrianças com dificuldades de presente trabalho pretendeu-se em tarefas fonológicas eaprendizagem específicas, dando traçar o perfil psicomotor (através silábicas (2009) – Artigo dedestaque às estratégias que lhe da aplicação da Bateria de Giseli Donadon Germano e outro:permitam intervir junto destas Observação Psicomotora) de uma “O estudo concluiu que escolarescrianças, com o objectivo de as criança de 8 anos com com dislexia do desenvolvimentoconduzir ao sucesso. No presente Perturbação Específica do apresentam dificuldades quanto àtrabalho fazemos também o Desenvolvimento da Linguagem e identificação de rima e produçãoenquadramento legal das actua- Dislexia bem como correlacioná-lo de palavras com o som dado,ções. Tendo os professores com os perfis cognitivo e apontando para um déficit emadquirido estes conhecimentos, linguístico. Os resultados obtidos acessar os códigos e asnuma acção de formação, a sua neste estudo corroboram os dados representações fonológicas”.atitude no processo ensino- da escassa literatura na respectiva Disponível online»aprendizagem, face aos seus temática, demonstrando clara-alunos disléxicos alterou-se, na mente uma forte correlação entremedida em que ao longo do ano psicomotricidade, cognição e Melhorar a fluência da leituralectivo 2008/09, desenvolveram línguagem, visto que as crianças com recurso ao computadoractividades para uma intervenção com este tipo de patologia pessoal: estudo de caso únicodiferenciada, que permitiram um linguística podem apresentar de criança com dislexia (2009)desenvolvimento e aperfeiçoa- alterações no seu perfil psico- - Dissertação de Mestrado em 11mento da respectiva leitura oral e motor. Sensibilizar técnicos e Estudos da Criança (área desilenciosa, minorando as dificu- professores para a necessidade especialização em Tecnologias da Páginaldades específicas”. uma intervenção multidisciplinar Informação e Comunicação) deDisponível online» de linguagem e psicomotricidade, Filipa Araújo: A finalidade desta apresenta-se como uma resposta dissertação foi estudar se a Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32
  • 12. utilização do computador A escola e os seus professoresMagalhães, aliada a uma estra- muitas vezes não se apercebemtégia de leitura monitorizada e da natureza deste problema e, porrepetida, pode contribuir para a não os tomarem em linha de contamelhoria da fluência da leitura das na fase inicial, ou por não teremcrianças com dislexia. O trabalho “…softwares educativos de sido sensibilizados na suaseguiu uma metodologia de desenvolvimento de compe- formação, tendem a não intervirEstudo de Caso Único e a análise tências fonológicas podem da forma mais correcta.dos dados fez-se cruzando ajudar as crianças com dislexiadiferentes fontes e diferentes na aprendizagem de como A criança disléxica não éinstrumentos, nomeadamente deficiente, apenas aprende num aprender a ler ao integrarobservação, análise de docu- ritmo diferente como tal, precisa exercícios práticos que unammentos escritos, produções do que a escola adeqúe as suas elementos visuais, auditivos ealuno e monitorização da leitura práticas educativas tendo emdo aluno com base no currículo. motores. Num computador, a conta as suas características eOs resultados obtidos mostram criança pode descobrir mais especificidades.que o aluno beneficiou da facilmente que os diferentesutilização do computador Maga- grafemas da língua O papel do professor e da escolalhães, aliada à estratégia da representam os fonemas ou pode ser um factor decisivo para aleitura oral repetida orientada – segmentos abstractos dos diminuição do insucesso dosmelhorou a fluência da leitura, enunciados que ouvimos e alunos, a nível da leitura e daaumentou a sua motivação para a escrita, se estiver informado e falamos. Neste sentido, éleitura, tornou-se mais autónomo formado nesta temática. urgente desenvolvere eficiente na realização das programas de informáticaactividades escolares”. Face ao exposto, pretende-se comDisponível online» para desenvolver a esta pesquisa aprofundar competência fonológica. “Os conhecimentos sobre a temática programas de computador dislexia e ainda, saber se os podem conseguir isso através professores estão sensibilizadosDesmistificando a dislexia: de práticas de: 1) Identificar os para identificar/diagnosticar e nomes das letras e os seus intervir em crianças com estapequenas adaptações para sons; 2) Identificar padrões problemática, utilizando nograndes habilidades (2009) – contexto da sala de aula, práticasApresentação em SlideShare de fonéticos em palavras educativas inclusivas”.Stefanie Ribeiro. apresentadas isoladamente, Disponível online»Disponível online» ou 3) Ler textos completos" (Sands e Buchholz, 1997, p.156). A utilização doA criança disléxica e a escola computador com a finalidade(2008) – Tese de Pós-Graduação de melhorar as capacidadesem Educação Especial de Florbela de descodificação de materialLopes Ribeiro: “Desde há muito fonológico pode ser condiçãotempo, que nós professores, base para o desenvolvimentoenfrentamos o dilema de certos de competências da fluênciaalunos com níveis de inteligêncianormais ou até, em muitos casos, na leitura.acima da média, que não tendocarências de tipo sociocultural, Araújo (2009, p.103)distúrbios emocionais e tendo um 12desenvolvimento normal nasoutras áreas, evidenciam Páginaproblemas específicos de leitura ede escrita, acompanhando-ospelos vários graus de ensino. Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32
  • 13. “Dificuldades de Aprendizagem é uma expressão genérica que refere um grupo heterogéneo de desordens manifestadas por dificuldades significativas na aquisição e no uso da compreensão auditiva, da fala, da leitura, da escrita e da matemática. Tais desordens são intrínsecas, no indivíduo presumindo-se que sejam devidas a uma disfunção do sistema nervoso que pode ocorrer e manifestar-se durante toda a vida. Problemas na auto-regulação do comportamento, na atenção, na percepção e na interacção social podem coexistir com DA. Apesar de as DA ocorrerem com outras deficiências (ex.: deficiência sensorial, deficiência mental, distúrbio socioemocional) ou com influências extrínsecas (ex.: diferenças culturais, não insuficiente ou inadequada, instrução pedagógica), elas não são o resultado de tais condições”. Definição do Comité Nacional Americano de Dificuldades de Aprendizagem (National Joint Commitee of Learning Disabilities – NJCLD – 1988) (…) No sistema de ensino português, não existe uma definição conceptualDislexia: Dificuldades ou operacional de D.A.. Estas não são sequer oficialmenteEspecíficas de Aprendizagem reconhecidas como uma categoria no universo das NEE e os alunos(2008) – De Isabel Maria da que as apresentam encontram-se perdidos entre o sistemas de ensinoCosta Ferreira: “O objectivo dito regular e o especial. Ficam assim, estes alunos dependentes deprincipal deste trabalho, realizado iniciativas individuais, partindo-se de perspectivas diferentes, e mesmono âmbito da pós-graduação em antagónicas, sobre o que serão as D.A..”Ensino Precoce de Língua Inglesa,prendeu-se com a necessidade deaprofundar os meus Ribeiro (2008, p.17)conhecimentos sobre aproblemática da dislexia de modoa poder intervir junto dos alunos NEE dos alunos disléxicos e/ou Etude des déficits phono-que apresentam esta dificuldade sobredotados (2008) – De logiques à l’origine desde aprendizagem específica. Helena Serra: “Neste artigo troubles d’apprentissage de laSendo a dislexia um problema de debruçamo-nos sobre duas lecture dans la dyslexie et lalinguagem escrita e definindo-se problemáticas que se incluem nas dysphasie: approches dévelop-como uma síndrome que se consideradas de «baixa intensi- pementale, neuropsycho-manifesta em dificuldades de dade…», claramente descuradas logique et anatomo-distinção ou memorização de nas escolas do nosso país, a fonctionnelle (2008) – Tese deletras ou grupos de letras e exigirem do sistema educativo Doutoramento de Christelleproblemas de ordenação, de ritmo respostas de qualidade, em Nithart.e de estruturação de frases, primeiro lugar de modo a Disponível online»afectando tanto a leitura como a salvaguardar os direitos funda-escrita, é dever de qualquer mentais das crianças e famílias,professor procurar minorar os mas também pela «alta incidên- Diseño y validacion de unefeitos que tal handicap traz ao cia», isto é, pelo elevado número videojuego para el tratamientodesempenho académico de um de casos existentes”. de la dislexia (2008) – Tese de 13aluno, que com o decorrer dos Disponível online» Doutoramento de Estefania Rojasanos vai sentindo a frustração Rodriguez: “El principal objetivo Páginaapoderar-se de si”. de esta tesis doctoral ha sidoDisponível online» diseñar un videojuego interactivo en contexto multimedia y Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32
  • 14. modelado en 3D para mejorar la altamente motivador y unalectura en niños con dislexia, instrucción muy estructurada,Mucha de la investigación individu-alizada e intensiva.realizada hasta ahora se hacentrado en evaluar los efectos Con el fin de comprobar si lanegativos de la práctica del práctica de este videojuego ayuda “…a criança com dislexia évideojuego (por ejemplo, induce a mejorar los procesos de lectura capaz de realizar aprendizagensactitudes y comportamientos en niños disléxicos, se llevó a cabo com sucesso, muito semelhantesagresivos, adicción, etc.). Sin una investigación experi-mental. às aprendizagens dos seusembargo, el carácter motivador La muestra de estudio estaba colegas, se receber o apoio quedel videojuego lo hace un formada por 62 alumnos del necessita.instrumento excelente cuando es segundo y tercer ciclo de (…) o desconhecimento deutilizado con fines didácticos y de Educación Primaria, cuyos padres algumas das DA por parte dorecuperación de dificultades de daban su consentimiento para que professor, dentre elas a dislexia,aprendizaje. La lectura constituye sus hijos participaran en la induzirão o professor, fatalmente,una de las herramientas básicas experiencia del videojuego, con un a uma avaliação falhada, napara la adquisición de cono- rango de edad entre 9 y 12 años.” medida em que julga e, aocimientos. La bibliografía Disponível online» mesmo tempo condena o alunoespecializada en este campo de pelos seus erros,investigación ha permitido desconsiderando tanto as suasidentificar algunos procesos dificuldades, quanto ascognitivos básicos (por ejemplo, possibilidades deconciencia fonológica, percepción desenvolvimento do seudel habla, velocidad de nombrado, potencial cognitivo, naprocesamiento ortográfico, condição de aluno que aprendeprocesamiento sintáctico- diferente… mas aprende.semántico, etc,) que inciden en laadquisición de la lectura. De Ribeiro (2008, p.51)hecho, los alumnos que sondiagnosticados con dificultades deaprendizaje suelen presentardeficiencias en tales procesos. La terísticas e contexto destasdislexia es una dificultad específica alterações. Entendemos que estesde aprendizaje de la lectura elementos não podem passar(DAL), y a veces de la escritura, desapercebidos enquanto influên-que puede estar causada por una cia no desenvolvimento da Estigmas escolares geradoscombinación de déficit fonológico, personalidade e do desempenho pela dislexia: suas implicaçõesde procesamiento auditivo y/o escolar dos alunos. A investigação na construção da identidadevisual. A su vez, la dislexia puede ocorreu por meio da coleta de (2007) – Dissertação deestar acompañada de problemas narrativas realizadas com três Mestrado em Educação de Alcioneen la memoria de trabajo, alunos de distintas séries e etapas Maria Groff: “O presente trabalhohabilidades sintácticas y velocidad de escolaridade, em diferentes teve como objetivo investigar ade procesamiento. instituições escolares. influência dos estigmas escolares Disponível online» na construção da identidade dosEn el campo de las nuevas alunos, gerados pelo fato detecnologías y su aplicación al serem considerados disléxicos, acampo de las DAL no existen partir da constatação de que a Intervenção psicopedagógicaherramientas informáticas, como noção da dislexia sofreu uma com uma aluna disléxica 14las que hemos diseñado, ni en el supergeneralização indevida, (2007) – Dissertação deámbito nacional ni tampoco aplicando-se indiscriminadamente Mestrado de Rosilaine de Paula Páginainternacional. Las ventajas que a toda e qualquer alteração com a Menezes: “O presente trabalho éofrece este videojuego es que leitura e escrita, sem levar em qualitativo, do tipo estudo defacilita un contexto de aprendizaje conta possíveis causas, carac- caso, que teve como objetivo Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32
  • 15. abordar as dificuldades pedagó- A prosódia na leitura dagicas apresentadas por uma criança disléxica (2007) – Tesecriança com dislexia, acompanha- de Doutoramento de Lucianada de intervenção psicopedagógica Mendonça Alves: “O presentepara a superação desse transtorno trabalho tem como objetivo “…após uma formaçãode aprendizagem que dificulta, conhecer o funcionamento especializada o professor deveráprincipalmente, o acesso à prosódico da leitura em voz alta ser capaz de modificar/adequarleitura”. das crianças disléxicas. Apre- o currículo comum para facilitarDisponível online» sentamos, inicialmente, uma a aprendizagem da criança revisão bibliográfica que consta de com NEE e DA; alterar se um breve apanhado das principais necessário as avaliações para teorias sobre o desenvolvimento que o aluno possa assim mostrar normal da línguagem escrita e o que aprendeu; estar sempreConsequências sociais e seus aspectos linguísticos, ao corrente de vários aspectosemocionais da dislexia de neurológicos e cognitivos. do ensino individualizado paradesenvolvimento: um estudode caso (2007) – De Lénia Sofia Passamos a uma conceituação do assim dar respostas àsde Almeida Carvalhais e outro: “A termo dislexia, sua descrição e necessidades específicas dodislexia de desenvolvimento é etiologia. Em seguida, aluno e integrar uma equipauma dificuldade específica de introduzimos o campo de estudo multidisciplinar no sentido deaprendizagem da leitura e escrita da prosódia e sua aplicação aos articular os diferentesque condiciona a forma como o estudos sobre a dislexia. A nossa intervenientes educativos noindivíduo se percepciona e como metodologia consistiu na gravação sucesso escolar do discente”.se relaciona com os seus pares da leitura de um texto, comnos mais diversos contextos desde posterior atividade de reconto e Ribeiro (2008, p.54)educacionais até familiares. No interpretação deste por 40sentido de avaliar as consequên- estudantes, sendo 10 disléxicoscias emocionais e sociais (grupo clínico) e 30 do grupo nãodecorrentes de um diagnóstico de clínico, com idade entre 9 e 14dislexia de desenvolvimento, anos, cursando da 3ª à 5ª série”.foram efectuados duas entre- Disponível online»vistas, orientadas por inquéritosconstruídos para o efeito, a uma dyslexiques sans troublecriança portuguesa e ao seu phonologique. La spécificité de cesEncarregado de Educação, Approche développementale et déficits conforte l‟hypothèse d‟unresultante de um estudo de caso, neuropsychologique de proces- trouble des représentationsde carácter longitudinal. Os sus visuo-attentionnels: traite- linguistiques dans le premier typeresultados comprovaram a neces- ments global et local selon la de dyslexie, et l‟existence d‟unsidade de uma avaliação da catégorie (2007) – Tese de autre type de dyslexie, caractérisédislexia efectuada precocemente, Doutoramento em Psicologia de par des troubles de l‟attentiono que permite, por sua vez, uma Luc Keïta: “Les enfants atteints de visuo-spatiale dont cette recher-intervenção adequada, no sentido dyslexie avec des troubles che contribue à préciser lade combater o insucesso escolar. phonologiques majeurs présentent nature”.Verifica-se ainda ser fundamental une latéralisation hémisphérique Disponível online»alertar professores e profissionais fonctionnelle anormale pour traiterda educação para esta dificuldade les catégories Lettre et Dessin Contribuciones de la neuro-de aprendizagem no sentido de d‟objet, alors qu‟un déficit ciencia al diagnóstico yevitar situações de discriminação, spécifique du mécanisme tratamiento educativo de lacomo as que identificamos neste d‟inhibition d‟information issue du dislexia del desarrollo (2006) 15estudo.” niveau local caractérise les enfants – Artigo de C. López-Escribano.Disponível online» Disponível online» Página Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32
  • 16. Avaliação Diagnóstica da Funções neuropsicológicas emDislexia (2006) – Artigo de crianças com dificuldades deLénia Carvalhais e Carlos leitura e escrita (2006) – ArtigoFernandes da Silva. de Jerusa Fumagalli Salles eDisponível online» outro: “Nos estudos sobre a relação entre dificuldades de leitura e escrita e fatores neuro- psicológicos associados, contro-Desempenho em consciência vérsias giram em torno defonológica, memória operacio- hipóteses de um possível desvional, leitura e escrita na ou atraso de desenvolvimento.dislexia familial (2006) – Artigo Para examinar esta polêmica, ode Simone Aparecida Capellini e presente estudo comparou ooutros: “Participaram deste estudo desempenho em tarefas neuro-10 núcleos familiais de parentesco psicológicas de crianças de 2ªnatural de indivíduos com queixa série com dificuldades de leitura eespecífica de problemas de leitura escrita (n=14) com o de doise compreensão. Foram selecio- grupos: um contrastando compe-nadas famílias de probandos tência de leitura e escrita, masnaturais e residentes na região do não idade (n=15) e outrooeste do estado de São Paulo. Os contrastando idade, mas não Reflexões sobre o processo derequisitos de inclusão dos competência de leitura e escrita aquisição da escrita e aprobandos foram: ser falante (1ª série; n=9). Os resultados dislexia (2005) – De Giselle denativo do Português Brasileiro, ter revelaram que o grupo de 2ª Athayde Massi e outro queidade acima de oito anos, série, com dificuldade de leitura e procuram:apresentar histórico familial positi- escrita, apresentou escores “1 – Analisar criticamente avo para os problemas de estatisticamente inferiores aos do (in)definição que envolve o queaprendizagem, ou seja, apresentar grupo de 2ª série competente em vem sendo concebido comono mínimo um outro parente com leitura e escrita em consciência dislexia, procurando evidenciar adificuldade para aprender em três fonológica, linguagem oral e fragilidade das hipóteses explica-gerações”. memória fonológica, não diferindo tivas apresentadas pela literaturaDisponível online» significativamente do grupo de 1ª que trata do assunto e, também, o série. Tais achados favorecem a caráter equivocado dos ditos hipótese de atraso de desen- sintomas disléxicos, apontandoNatureza das dificuldades de volvimento destas funções para o fato de esses sintomasleitura em crianças brasileiras neuropsicológicas em crianças revelarem atitudes de reflexão ecom dislexia do com dificuldades de leitura e análise lançadas pelo aprendizdesenvolvimento (2006) – escrita”. sobre a escrita em uso eEstudo de Alessandra Gotuzo Disponível online» construção;Seabra Capovilla e outros.Disponível online» 2 – Analisar tarefas avaliativas citadas em manuais envolvidos The Hidden Children of the com essa temática, mostrando Classroom: A Validation Study que tais tarefas, afastadas dasAvaliação fonouaudiológica e Using Alternative Assessments ações linguísticas dos sujeitos,neuropsicológica na dislexia to Uncover Third-Grade não cumprem o que se propõem,do desenvolvimento do tipo Readers with Dyslexia (2006) uma vez que não conseguemmista: relato de caso (2006) - – Tese de Mestrado em Educação avaliar a linguagem; 16Estudo de Cíntia Alves Salgado e de Penny K. Soboleski.outros. Disponível online» 3 – Investigar as chamadas PáginaDisponível online» manifestações disléxicas que aparecem no interior de sequências textuais produzidas Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32
  • 17. por sujeitos diagnosticados ou Para uma definição portuguesa Dyslexia Here and There: theapontados como portadores dessa de dificuldades de D-I-Y guide (2003) - Publicaçãopatologia, indicando que essas aprendizagem específicas da Dyslexia International.manifestações são fatos que (2004): De Luís de Miranda Disponível online»acompanham o processo de Correia: “Ao analisarmos aaquisição da escrita, indícios literatura existente, verificamossingulares da relação estabelecida que foi proposto um sem númeroentre o aprendiz e a escrita. de termos como, por exemplo, Choque Linguístico — A lesão cerebral, disfunção cerebral Dislexia nas Várias CulturasTendo em vista esses objetivos, mínima, hiperactividade, dificulda- (2002) - Publicado por Dyslexiafoi percorrida a literatura que trata des perceptivas, dificuldades de International – Tools anddo que tem sido chamado de linguagem, dislexia, distúrbios de Technologies: “É importante quedislexia, buscando recuperar a aprendizagem psiconeurológicos, a nível nacional os direitos daarbitrariedade terminológica, bem e muitos mais, para designar uma criança estejam claramentecomo o equívoco que domina as problemática hoje conhecida entre consagrados na legislaçãoexplicações causais, as descrições nós por dificuldades de aprendiza- existente em matéria de educa-sintomatológicas e as vias gem”. ção. Em alguns países estaavaliativas relacionadas a essa legislação faz referência explícita à Disponível online»dita patologia. Além disso, foi necessidade de garantir um ensinoanalisado o caso de uma criança especial. É igualmente importantediagnosticada como portadora de que os pais possam ter o direitodistúrbio na aprendizagem da de recorrer a instâncias compe-escrita”. Dislexia: Como identificar? tentes em matéria de educaçãoDisponível online» Como intervir? (2004) – Artigo especial, se sentirem que as de Paula Teles, Psicóloga necessidades dos seus filhos não Educacional, especialista em estão a ser satisfeitas de formaDislexia no 1.º ciclo: da dislexia: “A dislexia é talvez a adequada pela escola.actualidade científica às causa mais frequente de baixoconcepções dos professores rendimento e insucesso escolar. Para as crianças com dificuldades(2005) - Trabalho de Licenciatura Na grande maioria dos casos não de aprendizagem, que residemde César Lima e outros pela é identificada, nem correctamente num Estado-Membro que não oFaculdade de Psicologia e de tratada. O objectivo deste artigo é seu, ou cujos pais são de nacio-Ciências da Educação da dar a conhecer os conceitos nalidades diferentes, a situação éUniversidade do Porto. básicos desta perturbação, de mais delicada. Pode acontecer queDisponível online» modo a permitir aos médicos de o ensino na língua materna da família conhecer e identificar, nas criança esteja disponível apenas crianças, os sinais de risco preco- numa escola privada. ces, colocar a hipótese do seuDislexia ou processo de diagnóstico e encaminhá-las paraaquisição da escrita? (2004) – Em certos casos a oferta de uma uma avaliação e intervençãoArtigo de Giselle de Athayde educação adequada a crianças especializada”.Massi: Investigamos, nesta com dificuldades de aprendizagem Disponível online»pesquisa, a indefinição que pode resumir-se a uma questãoacompanha a noção de dislexia puramente económica: será quevinculada a uma perspectiva de os pais podem arcar com essadistúrbio de aprendizagem ou despesa?dificuldade de aquisição da escrita. Dyslexia Here and There: aDiscutimos a falta de evidência basic guide for parents (2003) As modalidades de apoio escolarcapaz de indicar a causa desse - Guia para Pais com filhos variam de um Estado-Membro disléxicos, da Dyslexia 17suposto distúrbio e, também, a para outro, e a Comissão Europeiainconsistência descritiva do que International, ilustrada por publica regularmente estudos Páginatem sido considerado como Quentin Blake. sobre a situação existente emsintoma disléxico. Disponível online» matéria de educação especial. AsDisponível online» crianças com dificuldades de Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32
  • 18. aprendizagem que vão sendointegradas no ensino normalterão, regra geral, que continuar afrequentar aulas de recuperação Dyslexia is a neurologically-basedsuplementares para poderem condition, which is oftenacompanhar o ritmo de hereditary. It results in problemsprogressão dos colegas. Pode até with:acontecer que a escola não estejaem condições de as garan-  readingtir.(p.75)  writingDisponível online»  spelling and is usually associated with difficulties in:A importância da equipeinterdisciplinar no diagnóstico  concentrationde dislexia do desenvolvi-  short term memorymento: relato de caso (2002) –  organization.Artigo de Magda S. Vanzo Pestun,Sylvia Ciasca, Vanda Maria Dyslexia is not the result ofGimenes Gonçalves: Descrevemos stupidity.o trabalho de uma equipeinterdisciplinar da FCM/UNICAMP It is not caused by:na avaliação de um menino de 9anos e 3 meses aluno de escolapública de Campinas, com dislexia  poor schoolingdo desenvolvimento. O  poor home backgroundprocedimento constou de 4 fases:  poor motivation for learning1) anamnese com a mãe; 2)  clinically manifest poor sight,avaliação neuropsicológica; 3) hearing or muscle control -avaliação específica de leitura e although it may occur withescrita; 4) exames complemen- these conditions.tares. Os resultados das váriasavaliações revelaram que omenino apresenta inteligêncianormal, ausência de déficit Dislexia Internationalauditivo ou visual mas dificuldadesem provas específicas de leitura,em memória de curto prazo(especialmente em sequênciasauditivas) e em consciênciafonológica, além de lentidão, faltade concentração, sinaisneurológicos menores e hipo-perfusão da porção mesial do lobotemporal. Esses dados sugeriramque a criança apresenta dislexiado desenvolvimento do tipo misto, 18necessitando de intervençãopsicopedagógica. PáginaDisponível online» Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32
  • 19. Dados Estatísticos sobre Crianças com DislexiadefinimosDificuldades de aprendizagemespecíficas centradas na Prevalência e distribuição por Nos EUA, e segundo o DSM-IVleitura e práticas eficazes de sexos é de 4% a estimativa daintervenção (2009): de Maria da prevalência da perturbaçãoConceição Pacheco Sampaio “A dislexia é provavelmente a da leitura nas crianças comMartins, sob a orientação do perturbação mais frequente idade escolar. No entanto,Professor Doutor Luís de Miranda entre a população escolar, conforme as várias investiga-Correia (Universidade do Minho): sendo referida uma preva- ções, percentagens entre 5 a“…acredita-se que um total de lência entre 5 a 17,5 %. A 10% têm sido, igualmente,15% da população estudantil temNEE, por sua vez, desta prevalência é, contudo, encaradas. Isto significa quepercentagem de alunos com NEE, variável dependendo do um pouco menos de um estu-48% tem DAE e, dentro desta grau de dificuldade dos dante inteligente em cadapercentagem, estima-se que 70- diferentes idiomas. No nosso dez apresenta uma dislexia80% tem Dislexia. (Luís de país não existem estudos mais ou menos grave.Miranda Correia, 2008)”. (p. 74) sobre a prevalência.Disponível online» Outros estudos referem que Em relação à distribuição por aproximadamente 30%-40% sexos tem-se verificado uma dos irmãos de crianças evolução ao longo dos disléxicas apresentam de umaAlgunos problemas endeterminar la prevalencia de la tempos. Inicialmente era forma mais ou menos grave adislexia (2004) – Artigo de Tim referida uma maior prevalên- mesma perturbação. EntreR. Miles. cia no sexo masculino, nos gémeos monozigóticos asDisponível online» últimos anos passou a ser percentagens de concordân- referida uma distribuição cia aumentam para 68%. Uma igual em ambos os sexos. Um criança cujo pai seja disléxico estudo publicado em Abril apresenta um risco 8 vezes deste ano volta a referir que superior à da população em o número de rapazes com geral. dislexia é, pelo menos, duas vezes superior ao das Alguns estudos reportam, raparigas”. igualmente, a presença de diferenças significativas na Teles (2004, p. 717) prevalência da Dislexia entre rapazes e raparigas. O género masculino tende a apresentar uma maior prevalência com- parativamente com o género feminino. Outros estudos não observaram a presença de diferenças na prevalência em função do género. 19 Portal da Dislexia Página Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32
  • 20. Enquadramento LegalDecreto-Lei n.º 3/2008 de 7 deJaneiro – Define apoiosespecializados para crianças ejovens com necessidadeseducativas especiais permanentese sanciona não cumprimento doprincípio da não discriminação:“Constitui desígnio do XVIIGoverno Constitucional promo-ver a igualdade de oportuni-dades, valorizar a educação epromover a melhoria da quali-dade do ensino. Um aspectodeterminante dessa qualidadeé a promoção de uma escolademocrática e inclusiva, orien-tada para o sucesso educativode todas as crianças e jovens.Nessa medida importa planearum sistema de educação flexí- Lei nº 21 de 2008 de 12 devel, pautado por uma política Maio - Primeira alteração, por “Os serviços responsáveis peloglobal integrada, que permita apreciação parlamentar, ao processo de avaliação devem Decreto -Lei n.º 3/2008, de 7 de certificar-se, relativamente aresponder à diversidade de Janeiro, que define os apoioscaracterísticas e necessidades cada aluno, se existe de facto especializados.de todos os alunos que impli- uma situação de verdadeira Disponível online»cam a inclusão das crianças e dislexia ou se as dificuldades dojovens com necessidades edu- aluno decorrem de outroscativas especiais no quadro de factores, nomeadamente deuma política de qualidade Despacho nº 3064/2008 de 7 natureza sociocultural. Confir-orientada para o sucesso de Fevereiro - Determina a mada a existência de altera-educativo de todos os alunos”. possibilidade de continuidade do ções funcionais de carácterDisponível online» percurso escolar dos alunos com permanente, inerentes à disle- necessidades educativas especiais, xia, caso os alunos apresentem de carácter permanente, nas limitações significativas ao nível instituições de ensino especial frequentadas. da actividade e da partici- Disponível online» pação, nomeadamente na comunicação ou na aprendiza- gem, enquadram-se no grupo- alvo do Decreto-Lei nº3” 20 Mais legislação AQUI. Decreto-Lei 3/2008 Página Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32
  • 21. Sites recomendados Associação Portuguesa  Davis Dyslexia de Dislexia Association International Portal da Dislexia  Dislexia el Don Associação Portuguesa de Pessoas com Dificuldades de  Dyslexia Parents Aprendizagem Resource Específicas Dyslexia International  Bright Solutions for Dyslexia Associação Nacional de Dislexia (Brasil)  Dyslexia Teacher Associação Brasileira de  Zappy Mind (Argentina) Dislexia The International Dyslexia Association British Dyslexia Association The Power of Dyslexia Dyslexia Research Institute Dyslexia Research Trust 21 Página Instituto de Apoio à Criança – Infocedi n.º 32