UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONASAdriano Lima PedrosaAriadne Aleixo da Silva MonteiroDanielle Risuenho de SalesElizabeth ...
SUMÁRIOSUMÁRIOMeteorologia na Pecuária1. O importante relacionamento entre a Meteorologia e a atividade Pecuária Bovina.1....
1.1 Introdução.A relação entre Meteorologia e Pecuária apresenta grande importância pelainteração que o Clima e Tempo exer...
1.2 Afinal, o que é Pecuária? Pecuária é toda atividade que corresponde à criação e reprodução de animais paracomercializ...
1.2.1 Etimologia e História da Pecuária no Brasil. Etimologia: A palavra pecuária se origina de “pecus” que significa “ca...
1.3 As principais contribuições da Meteorologia naPecuária.A Pecuária tem um aliado importantíssimo que contribui de forma...
1.3.1 Estresse térmico animal.Os mamíferos são homeotérmicos.Há influência do clima e tempo em fatores como:1.Reprodução...
Fonte: Nutrition for tomorrow – Alliance/ 2011Fonte: Nutrition for tomorrow – Alliance/ 2011Fonte: Nutrition for tomorrow ...
1.3.2 Influências do Tempo e Clima na produçãode alimento dos rebanhos.Fatores climáticos e temporais apresentam muita inf...
1.4 Impactos ambientais gerados pela atividadepecuária.A atividade pecuária, tem gerado muitos impactos ambientais, são e...
Emissão de Gases Poluentes na atmosfera.I. Os principais gases emitidos, diretamente e indiretamente, pela atividade pecu...
 Poluição dos Solos e das Águas.I.A prática da Pecuária Intensiva nos países Desenvolvidos contém a maior fonte deemissão...
1.5 Correção do Mito sobre Emissão de Gases doEfeito Estufa (GEE) pela Pecuária. Em uma divulgação no ano de 2006 sobre u...
 Erros na análise de dados pelos pesquisadores das Nações Unidas levaram à estadiscrepância entre a verdadeira quantidade...
1.6 Métodos para a mitigação dos ImpactosAmbientais. De acordo com o Greenpeace, as medidas que seriam necessárias para a...
VIII. Ampliar os recursos e humanos destinados a monitorar e controlar os crimesambientais, para garantir o cumprimento da...
ConclusãoA Pecuária é uma atividade ainda em desenvolvimento, uma vez que necessita daMeteorologia para o melhor desempenh...
ReferênciasFontes:<nftalliance.com.br/artigos/bovinos-de-leite/ambi-ncia-e-conforto-t-rmico-em-bovinos-de-leite><www.brasi...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Seminario mtr

153

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
153
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Seminario mtr

  1. 1. UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONASAdriano Lima PedrosaAriadne Aleixo da Silva MonteiroDanielle Risuenho de SalesElizabeth Carvalho da SilvaUEA - Universidade do Estado do Amazonas
  2. 2. SUMÁRIOSUMÁRIOMeteorologia na Pecuária1. O importante relacionamento entre a Meteorologia e a atividade Pecuária Bovina.1.1 Introdução.........................................................................................................................31.2 Afinal, o que é pecuária?....................................................................................................41.2.1 Etimologia e História da Pecuária no Brasil.....................................................................51.3 As principais contribuições da meteorologia na pecuária...................................................61.3.1 Estresse térmico animal..................................................................................................71.3.2 Influências do Tempo e Clima na produção de alimento dos rebanhos...........................91.4 Impactos ambientais gerados pela atividade pecuária.....................................................101.5 Correção do Mito sobre Emissão de Gases do Efeito Estufa (GEE) pela Pecuária..............131.6 Métodos para a mitigação dos Impactos Ambientais.......................................................151.6 Conclusão........................................................................................................................171.7 Referências.......................................................................................................................18
  3. 3. 1.1 Introdução.A relação entre Meteorologia e Pecuária apresenta grande importância pelainteração que o Clima e Tempo exercem nesta atividade. E o efeito desta interaçãose relaciona ao estresse térmico animal e até mesmo aos efeitos climáticos etemporais, causados na alimentação dos rebanhos; além disto, há interação com apoluição que esta atividade causa no meio ambiente.Fonte: IAPAR – Instituto Agronômico doParaná/2012.Fonte: Visão Norte/2013.Influência dos fatores temporais no animal.Neblina atuando no pasto.
  4. 4. 1.2 Afinal, o que é Pecuária? Pecuária é toda atividade que corresponde à criação e reprodução de animais paracomercialização. No Brasil a criação de gado é dividida em duas partes:• Intensiva: O gado é criado em pequenos espaços , alimentado por rações específicas.•Extensivas: O gado vive solto e alimenta-se de capim.Fonte: Jornal O Presente Rural/2011v Fonte: Pt.engormix/2011Pecuária de Corte. Avicultura.
  5. 5. 1.2.1 Etimologia e História da Pecuária no Brasil. Etimologia: A palavra pecuária se origina de “pecus” que significa “cabeça de gado”do latim.História da Pecuária no Brasil:Fonte: Brasil Escola/ND1. A necessidade de consumo das populaçõesfoi importantíssimo para o início de uma novaatividade: A Pecuária.2. A pecuária, porém, foi um empecilho para aprodução de cana-de-açúcar, já que o gadodestruía a plantação.3. Autoridades proibiram a Pecuária no litoralbrasileiro.4. A Pecuária ampliou seu mercado nas regiõesNordeste e Sul do Brasil.5. A Pecuária foi importante para o processo deampliação do território.A pecuária ofereceu uma nova dinâmica à economia colonial.
  6. 6. 1.3 As principais contribuições da Meteorologia naPecuária.A Pecuária tem um aliado importantíssimo que contribui de forma satisfatória nos eventos detempo e clima: a Meteorologia.Os principais tributos desta ciência, na Pecuária, são:1.Avaliação das condições de tempo e clima para o bem-estar do rebanho, a partir dameteorologia.2.Influência na alimentação do rebanho, uma vez que as condições temporais preponderamna agricultura.Fonte:Interativo New/2013Fonte: O Regional.net/ 2012
  7. 7. 1.3.1 Estresse térmico animal.Os mamíferos são homeotérmicos.Há influência do clima e tempo em fatores como:1.Reprodução;2.Crescimento;3.Ingestão;4.Produção de carne e carcaça;5.Produção de leite;Principais estratégias para minimizar o estressetérmico animal:1.Sombras;2.Ventilação;3.Resfriamento Evaporativo;Fonte: Ministério da Educação e Cultura/1997
  8. 8. Fonte: Nutrition for tomorrow – Alliance/ 2011Fonte: Nutrition for tomorrow – Alliance/ 2011Fonte: Nutrition for tomorrow – Alliance/2011Uso de ventiladores na linha do cocho.Algumas atividades reduzidas por fatores térmicos.
  9. 9. 1.3.2 Influências do Tempo e Clima na produçãode alimento dos rebanhos.Fatores climáticos e temporais apresentam muita influência no setor agrícola que acabaatingindo o rebanho . São estes fatores:1.Estiagens;2.Cheias;Fonte: Gazeta de Notícias/ 2012Gráfico - Distribuição de chuvas e taxa de acúmulo de forragem, ao longo doanoFonte: Gazeta de Notícias/ 2012Fonte: G1/AMAZONAS - 2012
  10. 10. 1.4 Impactos ambientais gerados pela atividadepecuária.A atividade pecuária, tem gerado muitos impactos ambientais, são eles:a.Emissão de gases poluentes na atmosfera;b.Desmatamento;c.Poluição do solo;d.Poluição das águas.Fonte: Mundo Orgânico - 2009 Fonte: Desconversa.com/geografia – 2011
  11. 11. Emissão de Gases Poluentes na atmosfera.I. Os principais gases emitidos, diretamente e indiretamente, pela atividade pecuária sãoo Metano e o Óxido Nitroso, além do CO2.Em termos dos potenciais de aquecimento global, o CH4 é um gás importante para oefeito estufa, pois capta 23 vezes mais calor, ou seja, apresenta maior absorção deradiação ultravioleta por molécula, quando comparado ao CO2, enquanto o N2Oabsorve 295 vezes mais calor do que esta última (Intergovernamental Panel onClimate Change (IPCC) , 2006 e 2007; MOSIER et al.; 1991 e 2004)).II. Queimadas para abrir pastagens dão uma dimensão maior do problema.Quando hámenos florestas a quantidade de CO2 que deveria ser absorvido pelo processo dafotossíntese fica retido na atmosfera agravando o efeito estufa.III. No ano de 2008 a emissão total de gases-estufa pela pecuária nacional foiequivalente a 813 milhões de toneladas de CO2, afirma INPE.Desmatamento.I. Aproveitando-se das estradas abertas, grileiros e fazendeiros financiam a conversão dafloresta em pasto com a venda da madeira restante.II. A pecuária é responsável em média por 75% do desmate na Amazônia e 56% noCerrado nos anos de 2003 a 2008 diz INPE.III. A Pecuária, de um modo indireto do ponto de vista do desmatamento, contribui parao efeito estufa.
  12. 12.  Poluição dos Solos e das Águas.I.A prática da Pecuária Intensiva nos países Desenvolvidos contém a maior fonte deemissão de gases na quantidade que recai sobre a Pecuária.II.A quantidade de fertilizantes que sobram para o meio ambiente polui solos e águas.Conversão de habitatsErosão, compactaçãoUso de fertilizantesUso de AgrotóxicosContaminação dos lençóis freáticos e cursos d’águaA. A retirada da cobertura vegetal seria aresponsável pela perda da grandebiodiversidade.IV. O desmatamento forma um solo nu, oque causa a EROSÃO;B. Com a perda de nutrientes do soloprovocada pela erosão a planta estaria coma carência de nutrientes, logo, haveria anecessidade da utilização de fertilizantes.C. Fertilizantes Inorgânicos em excesso prejudicam a qualidade biológica do vegetal,além de deixar o solo pobre em micro fauna que abrem caminho para a expansão depragas.D. Ocorre então, a utilização de Agrotóxicos que além de ter um efeito residual longocausam a contaminação de recursos hidrológicos, se infiltram na cadeia trófica dosecossistemas e por último contamina o homem.
  13. 13. 1.5 Correção do Mito sobre Emissão de Gases doEfeito Estufa (GEE) pela Pecuária. Em uma divulgação no ano de 2006 sobre um relatório da FAO (Organização paraAlimentos e Agricultura das Nações Unidas) chamado “Livestock’s Long Shadow”foiafirmado que o setor pecuário é responsável por 18% da emissão de gases do efeitoestufa, maior que a de todos os transportes combinados.Porém Frank Mitloehner juntamente com coleta de dados da UC-DAVIS , investigoumétodos de pesquisa e em 2009 sua equipe publicou a análise, chamada “Clearing theair: Livestock’s Contributions to Climate Change” e a partir de dados baseados em ciclosde vida foi obtido:I.LCA-1: Mede somente as emissões diretas, como da fermentação do rúmen bovino,das fezes e urina.II.LCA-2: Mede emissões indiretas, como as do processamento, transporte edesmatamento associados a produção pecuária.III.LCA-3: Inclui medições diretas e indiretas, a exemplo das atividades associadas comoprodução de fertilizantes e pesticidas na produção de colheitas de alimentos animais.
  14. 14.  Erros na análise de dados pelos pesquisadores das Nações Unidas levaram à estadiscrepância entre a verdadeira quantidade de emissão de gases pela pecuária. AMetodologia empregada por esses pesquisadores foi a seguinte:I.LCA-3 para medir todas as emissões diretas e indiretas do ciclo inteiro de produção.II.LCA-1 simples foi utilizado para a análise do setor de transporte , medindo somente asemissões do escapamento.Isso gerou ao dado inflado de 18% e à falsa ideia de que a pecuária polui muito mais que osetor de transportes.A pesquisa de Mitloehner descobriu que a pecuária contribui cerca de 3,4%, enquantoque o setor de transporte 26%.Nas Nações em desenvolvimento a contribuição das emissões pecuárias é maiorquando relacionadas ao transporte. Por quê?I. Às práticas de produção menos eficientes.II. Mudanças no uso do solo, como onde florestas nativas são removidas para acomodar ogado.Após o equívoco, os autores do relatório da FAO admitiram seu erro, porém o relatóriocontinua com ampla divulgação.
  15. 15. 1.6 Métodos para a mitigação dos ImpactosAmbientais. De acordo com o Greenpeace, as medidas que seriam necessárias para a redução dopercentual de desmatamentos nas florestas, são:I.Prover imediatamente fundos anuais suficientes para reduzir o desmatamento emflorestas tropicais;II.Proteger a biodiversidade e o modo de vida dos povos indígenas;III.Estar protegido contra manobras contábeis nacionais e abordagens de redução dedesmatamento;IV.Não incluir diretamente a comercialização de títulos de carbono;V.Não encorajar a substituição de florestas naturais por plantadas e não subsidiar aexpansão da indústria madeireira, do agronegócio e outras práticas destrutivas emáreas de floresta;VI.Não permitir alterações no Código Florestal brasileiro que possibilitem ampliar odesmatamento legalizado;VII.Redirecionar os investimento hoje destinados a atividades destrutivas parainiciativas sustentáveis, incluindo uso responsável de produtos florestais porpopulações tradicionais;
  16. 16. VIII. Ampliar os recursos e humanos destinados a monitorar e controlar os crimesambientais, para garantir o cumprimento da lei e a presença do Estado na Amazônia. De acordo com a Pesquisadora da EMBRAPA, Patrícia Anchão, alguns cuidados paramitigar a quantidade de gases emitidos pela pecuária devem ser adotados:I. Evitar o desmatamento;II. Incentivo da Agricultura e Pecuária com baixa emissão de carbono;III. Introduzir componentes arbóreos nos sistemas de pastagens;IV. Estratégias Nutricionais para a diminuição de metano entérico;V. Ajustes nas adubações: Melhor distribuição das fezes e urina do animal;
  17. 17. ConclusãoA Pecuária é uma atividade ainda em desenvolvimento, uma vez que necessita daMeteorologia para o melhor desempenho técnico. Esta dependência ocorre para a melhorprodução da carne e leite e para o desempenho da mitigação dos impactos ambientais.Fonte: Central Notícias - 2013
  18. 18. ReferênciasFontes:<nftalliance.com.br/artigos/bovinos-de-leite/ambi-ncia-e-conforto-t-rmico-em-bovinos-de-leite><www.brasilescola.com/historiab/pecuaria-no-periodo-colonial><beefpoint.com.br/cadeia-produtiva/giro-do-boi/fao-nomeia-cientista-que-defendeu-a-pecuaria-apos-relatorio-equivocado-emitido-em-2006-sobre-gee><loyaltyambiental.wordpress.com/2010/03/26/a-pecuaria-e-suas-emissoes-de-gases-de-efeito-estufa><REA – Revista de estudos ambientais (Online) v.12, n. 2, p. 15-25, jul./dez. 2010><BANCO MUNDIAL – Brasil -Julho 2003><Instituto de Zootecnia / APTA – Nova Odessa, SP><Simpósio Internacional sobre Gerenciamento de Resíduos Agropecuários e Agroindustriais – Volume I– Palestras 69><Folha Sócio Ambiental Ano 1, nº 02,novembro/dezembro 2010><O Rastro da Pecuária na Amazônia- GREENPEACE.><Revista de Estudos Ambientais>2010<Ministério da Agricultura> 2012
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×