A medicina na era do google e das mídias sociais 01.10.11

  • 704 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
704
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
10
Comments
1
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 1
  • 2. O Uso da Internet por Médicospara Pesquisas de Saúde_______________________________________________________________________Pesquisa de Mercado Julho de 2008 2
  • 3. Entrevista com médicos sobre pesquisa de saúde na InternetA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 3
  • 4. Principais conclusões da pesquisaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 4
  • 5. A Internet é o canal mais usado por estes médicos para se informar sobre saúde, medicina e medicamentosA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 5
  • 6. Mesmo materiais e fontes de informação impressas são consultados preferencialmente em sua versão onlineA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 6
  • 7. Quase todos acessam a Internet de casa – hospitais e consultórios são outros lugares onde a Internet é bastante utilizadaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 7
  • 8. O período da tarde é o pico de uso da Internet em hospitais e consultórios – em casa a Internet é usada de noiteA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 8
  • 9. Os médicos usam a Internet para manterem-se atualizados em todos os aspectos da prática médicaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 9
  • 10. Em torno de 50% dos médicos disseram que a Internet teve um impacto muito positivo no seu desenvolvimento profissionalA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 10
  • 11. Médicos acham que informações online são muito convenientes mas devem ser usadas com critérioA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 11
  • 12. E na perspectiva dos médicos, o uso da Internet está influenciando cada vez mais sua relação com seus pacientesA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 12
  • 13. 92% dos médicos discutem com seus pacientes as informações que estes levantam na Internet...A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 13
  • 14. ...e um ¼ dos médicos dizem atender às solicitações baseadas em pesquisas online feitas por seus pacientesA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 14
  • 15. Ferramentas de Busca são o recurso mais usado por médicos, seguidas de sites de escola de medicinaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 15
  • 16. ... Fazendo destas seu portão de entrada na Internet para questões médicas e de saúdeA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 16
  • 17. Praticamente todos os médicos que usam ferramentas de busca usam GoogleA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 17
  • 18. Pesquisas Google – Literatura MédicaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 18
  • 19. O Uso da Internet por Consumidorespara Pesquisas de Saúde_______________________________________________________________________Pesquisa de Mercado Julho de 2008 19
  • 20. Entrevista com consumidores sobre pesquisa de saúde na InternetA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 20
  • 21. Principais conclusões da pesquisaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 21
  • 22. 98% dos entrevistados usaram a Internet para pesquisar questões médicas e de saúdeA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 22
  • 23. A maioria dos consumidores realiza pesquisas sobre doençasA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 23
  • 24. ... e seus tratamentos, causas, sintomas e medicamentos relacionadosA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 24
  • 25. Disponibilizar informações online sobre saúde é uma excelente forma de se comunicar com estes consumidoresA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 25
  • 26. A Internet tem um impacto muito positivo nas ações e atitudes dos consumidores relativas à saúde Mais da metade afirma que a Internet tem um impacto muito positivo no seu conhecimento, motivação, atitude e acesso aos assuntos de saúdeA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 26
  • 27. A maioria marca consultas médicas ou muda de estilo de vida como conseqüência de consultas online sobre saúdeA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 27
  • 28. Consumidores usam as informações online para conversar com seus médicos sobre opções de tratamento e medicamentosA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 28
  • 29. Ferramentas de busca são o recurso online mais utilizado, seguidas de portais de saúde/médico e revistas onlineA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 29
  • 30. Ferramentas de busca estão se tornando o portal de acesso à Internet para questões de saúdeA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 30
  • 31. ...sendo muitas vezes a primeira fonte de consulta e de informação dos consumidores para questões de saúdeA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 31
  • 32. Ferrementas de busca também são muito usadas para pesquisa de medicamentos de venda livre...A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 32
  • 33. ... e também no processo de escolha de centros de diagnósticos e laboratórios de testes clínicosA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 33
  • 34. Os consumidores vêem cada ferramenta de busca como cada vez mais importantes para informação e tomada de decisãoA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 34
  • 35. Google é a ferramenta de busca mais usada e com maior taxa de satisfação para pesquisas online de saúdeA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 35
  • 36. No entanto, ferramentas de busca consomem apenas 5% do tempo online de um internautaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 36
  • 37. Nos outros 95% do tempo, os usuários têm outras atividades online – oportunidade para estabelecer ponto de contatoA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 37
  • 38. De fato, anúncios online são muito usados nas pesquisas, consideração e compra de produtos e serviços de saúdeA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 38
  • 39. Anúncios online são tão eficientes quanto os tradicionais para criar conhecimento e familiaridade com produtos e serviços de saúdeA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 39
  • 40. Pesquisas Google – Consultórios MédicosA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 40
  • 41. Pesquisas Google – Remédios e MedicamentosA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 41
  • 42. Pesquisas Google – Procedimentos MédicosA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 42
  • 43. Pesquisas Google – Saúde da MulherA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 43
  • 44. Pesquisas Google – Saúde do HomemA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 44
  • 45. Pesquisas Google – AVC HemorrágicoA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 45
  • 46. Pesquisas Google – AVC HemorrágicoA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 46
  • 47. Pesquisas Google – LinfomaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 47
  • 48. Pesquisas Google – LinfomaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 48
  • 49. Pesquisas Google – LinfomaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 49
  • 50. Como o Google Funciona_______________________________________________________________________A Força do buscador 50
  • 51. Como o Google e os Buscadores Funcionam Sem links, os buscadores provavelmente jamais encontrarão esta páginaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 51
  • 52. Como o Google e os Buscadores FuncionamA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 52
  • 53. Como o Google e os Buscadores Funcionam Fatores Próprios Fatores Externos Título da página Número de links externos Meta tags Qualidade dos links Domínio Texto âncora dos links Conteúdo Idade do domínio URL da página Atributo alt das imagensA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 53
  • 54. Como o Google e os Buscadores FuncionamA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 54
  • 55. Search Engine Optimization Otimização de sites através da utilização de técnicas e práticas que melhoram o posicionamento dos sites nos buscadores. O que fazer para melhorar o posicioanamento nos buscadores?  Site predominantemente em html, aspx ou php  Indexação das páginas através de Sitemaps  Transformar os PDF e Clipings em texto  Inserir descrição e palavras-chaves nas páginas  Title da página relacionado ao conteúdo  Destaque nos títulos  Aumentar a referência ao site Como um buscador enxerga a web com relação a importancia dos sitesA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 55
  • 56. Como o Google FuncionaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 56
  • 57. Como o Google Funciona Resultado orgânico ou natural da buscaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 57
  • 58. Como o Google Funciona Link Patrocinado Link PatrocinadoA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 58
  • 59. Como o Google Funciona 90% dos cliques 10% dos cliquesA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 59
  • 60. Busca Natural X Link Patrocinado (Google AdWords) Busca Natural Link Patrocinado Institucional Promocional Credibilidade Propaganda Médio Prazo Curto Prazo Custo Zero Custo por Clique (CPC)A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 60
  • 61. Google Buscador X Rede de Parceiros (Content Network) Google Buscador Rede de Parceiros Sempre na busca UOL, Globo, Terra, IG e etc... Sempre em formato texto Textos, imagens e vídeos Maior concorrência Menor concorrência Amplo DirecionadoA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 61
  • 62. Google Adwords – Links patrocinadosA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 62
  • 63. Google Adwords – Links patrocinados Campanhas de links patrocinados garantem a promoção do site no momento da busca do usuário. O que é preciso para uma campanha efetiva?  Anúncio que desperte o interesse do usuário – reflita sua necessidade  Seleção de palavras-chaves adequadas – como o usuário busca?  Landpage relacionada com o anúncio  Controle do bet das palavras-chavesA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 63
  • 64. AdsenseA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 64
  • 65. AdsenseA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 65
  • 66. Como Fazer para o Site do Meu Consultório Aparecer nas Buscas? Google+, Facebook, Artigos Twitter e médicos etc.. em outros sites Links de outros sitesA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 66
  • 67. Posso Anunciar meu Consultório no Google?A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 67
  • 68. Posso Anunciar meu Consultório no Google?A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 68
  • 69. Posso Anunciar meu Consultório no Google?A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 69
  • 70. Posso Anunciar meu Consultório no Google? CRITÉRIOS ESPECÍFICOS PARA PUBLICIDADE E PROPAGANDA EM TV, RÁDIO E INTERNET Nas peças exibidas pela internet, os dados do médico ou do diretor técnico médico devem ser exibidos permanentemente e de forma visível, inseridos em retângulo de fundo branco, emoldurado por filete interno, em letras de cor preta, padrão Humanist 777 Bold ou Frutiger 55 Bold, caixa alta, respeitando a proporção de dois décimos do total do espaço da propaganda.A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 70
  • 71. Posso Anunciar meu Consultório no Google? É vedado ao médico, na relação com a imprensa, na participação em eventos e no uso das redes sociais: a) divulgar endereço e telefone de consultório, clínica ou serviço; b) se identificar inadequadamente, quando nas entrevistas; c) realizar divulgação publicitária, mesmo de procedimentos consagrados, de maneira exagerada e fugindo de conceitos técnicos, para individualizar e priorizar sua atuação ou a instituição onde atua ou tem interesse pessoal; d) divulgar especialidade ou área de atuação não reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina ou pela Comissão Mista de Especialidades; e) anunciar títulos científicos que não possa comprovar e especialidade ou área de atuação para a qual não esteja qualificado e registrado no Conselho Regional de Medicina; f) anunciar, quando não especialista, que trata de sistemas orgânicos, órgãos ou doenças específicas, com indução à confusão com divulgação de especialidade; g) utilizar sua profissão e o reconhecimento ético, humano, técnico, político e científico que esta lhe traz para participar de anúncios institucionais ou empresariais, salvo quando esta participação for de interesse público; h) adulterar dados estatísticos visando beneficiar-se individualmente ou à instituição que representa, integra ou o financia; i) veicular publicamente informações que causem intranquilidade à sociedade, mesmo que comprovadas cientificamente. Nestes casos, deve protocolar em caráter de urgência o motivo de sua preocupação às autoridades competentes e aos Conselhos Federal ou Regional de Medicina de seu estado para os devidos encaminhamentos; j) divulgar, fora do meio científico, processo de tratamento ou descoberta cujo valor ainda não esteja expressamente reconhecido cientificamente por órgão competente; k) garantir, prometer ou insinuar bons resultados de tratamento sem comprovação científica; l) anunciar aparelhagem ou utilização de técnicas exclusivas como forma de se atribuir capacidade privilegiada; m)divulgar anúncios profissionais, institucionais ou empresariais de qualquer ordem e em qualquer meio de comunicação nos quais, se o nome do médico for citado, não esteja presente o número de inscrição no Conselho Regional de Medicina (observando as regras de formato constantes deste documento). Nos casos em que o profissional ocupe o cargo de diretor técnico médico, o exercício da função deve ser explicitado; n) consultar, diagnosticar ou prescrever por qualquer meio de comunicação de massa ou a distância; o) expor a figura de paciente como forma de divulgar técnica, método ou resultado de tratamento; p) realizar e/ou participar de demonstrações técnicas de procedimentos, tratamentos e equipamentos de forma a valorizar domínio do seu uso ou estimular a procura por determinado serviço, em qualquer meio de divulgação, inclusive em entrevistas. As demonstrações e orientações devem acontecer apenas a título de exemplo de medidas de prevenção em saúde ou de promoção de hábitos saudáveis, com o intuito de esclarecimento do cidadão e de utilidade pública; q) ofertar serviços por meio de consórcios ou similares, bem como de formas de pagamento ou de uso de cartões/cupons de desconto.A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 71
  • 72. Site do Consultório ou Clínica_______________________________________________________________________Por que devo ter um? 72
  • 73. Principais conclusões da pesquisaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 73
  • 74. Disponibilizar informações online sobre saúde é uma excelente forma de se comunicar com estes consumidoresA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 74
  • 75. Site do Consultório ou Clínica Porém, a razão mais importante é para evitarmos que os pacientes acreditem que...A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 75
  • 76. Site do Consultório ou Clínica SIM Não Identificação Divulgar preço Currículo Fotos de antes e depois Dados para contato “Melhor”, “Resultado Garantido” Fotos (próprias e do Anunciar títulos e especializações consultório) que não possa comprovar Produção científica Adulterar dados estatísticos Artigos para leigos Garantir resultados sem comprovação cientíca Links para sociedades científicas Divulgar procedimento ainda não e sites de outros médicos reconhecidoA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 76
  • 77. Site do Consultório ou ClínicaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 77
  • 78. Site do Consultório ou ClínicaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 78
  • 79. Site do Consultório ou ClínicaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 79
  • 80. Site do Consultório ou ClínicaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 80
  • 81. Site do Consultório ou ClínicaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 81
  • 82. Site do Consultório ou ClínicaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 82
  • 83. Site do Consultório ou ClínicaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 83
  • 84. Site do Consultório ou ClínicaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 84
  • 85. Site do Consultório ou Clínica – Kit Básico  Site próprio  Conteúdo atualizado pelo menos uma vez por mêsA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 85
  • 86. Site do Consultório ou Clínica – Kit Intermedário  Site próprio  Conteúdo atualizado pelo menos uma vez por mês  Presença em pelo menos uma mídia socialA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 86
  • 87. Site do Consultório ou Clínica – Kit Avançado  Site próprio  Conteúdo atualizado pelo menos uma vez por semana  Presença em mais de uma mídia socialA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 87
  • 88. Facebook, Twitter e Outras MídiasSociais_______________________________________________________________________O Impacto na relação médico-paciente 88
  • 89. Redes Sociais Vieram para FicarA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 89
  • 90. Redes Sociais Vieram para Ficar O que é Mídia Social?  Mídia Social é a mistura de tecnologia e interação social para a co- criação de valor  Utiliza tecnologia baseada na web para produzir diálogo  Conteúdo gerado pelo usuário  Rede Social para uma grande parte dos usuários  Saúde 2.0 – informações de saúde gerada pelo usuário Fonte: Social Media in Healthcare l October 1, 2010A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 91
  • 91. Redes Sociais Vieram para Ficar Mídia Social – As 4 maiores  Facebook – 500 milhões de usuários  Twitter - 145 milhões de usuários  LinkedIn – 60 milhões de usuários  YouTube – mais de 12 bilhões de vídeos vistos por mês Fonte: Social Media in Healthcare l October 1, 2010A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 92
  • 92. Redes Sociais Vieram para Ficar Mídia Social – Usos em saúde  Facebook – Bem-estar, links para sites  Twitter – diariamente dicas de bem-estar, seminários, descobertas  LinkedIn – recrutamento, comunidade profissional  YouTube – conteúdo, doenças e condições, descobertas, especialidades médicas, histórias de pacientes Fonte: Social Media in Healthcare l October 1, 2010A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 93
  • 93. FacebookA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 94
  • 94. TwitterA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 95
  • 95. LinkedInA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 96
  • 96. Redes Sociais Vieram para Ficar Profissional X Pessoal  O que é apropriado compartilhar?  Com quem compartilhar?  Como controlar a privacidade?  Não existe mais privacidade?  E sobre o assédio? Fonte: Social Media in Healthcare l October 1, 2010A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 97
  • 97. Redes Sociais Vieram para Ficar Configurações de privacidade Fonte: Social Media in Healthcare l October 1, 2010A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 98
  • 98. Google+A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 99
  • 99. Redes Sociais Vieram para Ficar Contatos de pacientes através das Mídias Sociais  Pacientes ou familiares querem ser seu amigo no Facebook  Ignorar? – eles vão lhe pedir pessoalmente  Permitir? Como você vai responder fora do ambiente clínico? Você quer que eles saibam sobre sua família, amigos, viagens, etc.?  Ter uma política pessoal que siga a política institucional  “Eu não me conecto a pacientes/clientes online, mas ficaria feliz em direcioná-lo a um site/comunidade útil” Fonte: Social Media in Healthcare l October 1, 2010A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 100
  • 100. O Impacto na Relação Médico-paciente Em um Mundo ideal...A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 101
  • 101. O Impacto na Relação Médico-pacienteA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 102
  • 102. O Impacto na Relação Médico-pacienteA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 103
  • 103. O Impacto na Relação Médico-pacienteA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 104
  • 104. O Impacto na Relação Médico-pacienteA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 105
  • 105. O Impacto na Relação Médico-pacienteA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 106
  • 106. O Impacto na Relação Médico-pacienteA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 107
  • 107. O Impacto na Relação Médico-paciente No Mundo real...A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 108
  • 108. O Impacto na Relação Médico-pacienteA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 109
  • 109. O Impacto na Relação Médico-pacienteA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 110
  • 110. O Impacto na Relação Médico-paciente 1. Acne 2. Déficit de Atenção Principais 3. Otite 4. Infecção Ocular doenças que 5. Enxaqueca usuários do 6. Depressão 7. Ansiedade Facebook 8. Infertilidade 9. Asma buscam 10. AlergiaA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 111
  • 111. Os Dez Mandamentos das Mídias Sociais Fonte: ExameA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 112
  • 112. Integração das mídias sociais Página no Facebook Perfil no Twitter WebsiteA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 113
  • 113. Google Apps – Gmail, GoogleCalendar, Google Sites e Google Docs_______________________________________________________________________Aumente a eficiência do seu consultório 114
  • 114. Google Apps GMail Caixa postal enorme com busca: mantém e pesquisa tudo. Talk Mensagens instantâneas corporativas e tão fácil quanto email. Groups Permite aos usuários criar facilmente e trabalhar em equipe. Calendar Faz do compartilhamento e agendamento uma tarefa simples. Docs Faz a colaboração ser tão simples quanto a criação. Sites Permite que os usuários gerenciem seus próprios sites. Video Desperta o poder do vídeo dentro da sua organização. Postini Solução de segurança e conformidade.A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 115
  • 115. GMail Gerencia melhor as informações • 25GB de espaço - nunca mais perca tempo apagando emails • Duplo Filtro Anti-Spam e Anti-Virus • Pesquisa no seu email - encontre o que você precisa de forma rápida e simples • Acesse de qualquer lugar TODO o seu email • Agrupamento de mensagens por assunto para ajudar a organização da sua caixa de entrada • @ sua clínica e/ou @ medcenter -> mais profissional e personalizado Acesso anytime, anywhere • Acesso web de qualquer conexão • Acesso móvel: Blackberry, iPhone, Android, Windows Mobile • Conector para OutlookA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 116
  • 116. Caléndário Rico em funcionalidades • Rapidamente cria reuniões e encontra horários disponíveis entre pessoas e recursos • Sincroniza com Blackberry, iPhone, Android and Windows Mobile • Envia lembretes via SMS Compartilhe calendários para facilitar o seu dia-a-dia • Assistente edita sua agenda eletrônica • Calendários de equipes • Calendários de centros cirúrgicos • Calendários públicos (feriados, eventos...)A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 117
  • 117. Google Talk Comunicação em tempo real • Instant messaging de texto • Comunicação por voz e vídeo • IMs arquivadas e pesquisáveis com o email • Integrado na interface de email Simples para implementar e gerenciar • Não instala aplicações no cliente • Executado dentro do web-browser • Video disponível em qualquer dispositivo com uma webcamA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 118
  • 118. Google Grupos Configuração simples pelos usuários • Usuários podem criar e gerenciar grupos -- sem ajuda de TI • Múltiplos recursos para customizar os grupos • TI pode controlar algumas funcionalidades Use amplo dos grupos • Grupos servem como listas de distruição de emails • Os arquivos são pesquisáveis pelos usuários • Utilizados para gerenciar acesso a recursos, documentos, sites e vídeos • Podem ser sincronizados com o LDAPA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 119
  • 119. Google Docs Recursos de edição do dia-a-dia • Edição de textos, planilhas e apresentações • Inovações como formulários e apresentação remota Focado na colaboração • Edição simultânea em tempo real embutida em todas as aplicações • Controle de acesso dos documentos nos níveis de usuário, grupo e global na organizaçãoA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 120
  • 120. Google Sites Fácil criação de sites pelos usuários • Não é necessário conhecimento de HTML • Não precisa de ajuda administrativa • Editor WYSIWYG • Recurso de templates para definir padrões para os Sites e páginas • Embed Docs, Calendarários, Mapas e outros contúdo via Gadgets Inúmeros casos de uso • Sites Pessoais • Sites de Times • Sites de Projetos • Sites de Departamentos • Até mesmo Sites PúblicosA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 121
  • 121. Google Vídeo Fácil upload e compartilhamento • Interface semelhante ao YouTube • Compartilhe com usuários, grupos ou com a empresa inteira • Os usuários podem comentar e votar • Seleção de qualidade para acelerar a exibição Inúmeros casos de uso • Mensagens internas • Comunicação executiva • Treinamento interno • Motivação de timeA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 122
  • 122. Mais Confiável e Seguro Infraestrutura sob-medida • Centenas de milhares de servidores SLA de 99.9% idênticos • Sistema Linux OS melhorado • Rapidamente publicamos atualizações em todos os sistemas • Sem problemas de segurança herdados de terceiros Segurança de Classe Mundial • Experts vindos de líderes da indústria • Obfuscação dos dados no repositório • Revisões de segurança de todo o código Certificação SAS 70 Type II Certificação FISMAA Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 123
  • 123. A Medicina na Era do Google e das Mídias Sociais 125