Romantismo - aula

6,393 views

Published on

2 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
6,393
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
89
Actions
Shares
0
Downloads
331
Comments
2
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Romantismo - aula

  1. 1. 1
  2. 2. ROMANTISMOSÉC. XIX – “LIBERDADE CONDUZINDO O POVO” -DELACROIX 2
  3. 3. O ROMANTISMO ESTÁ LIGADO A DOISACONTECIMENTOS: a Revolução Francesa - responsáveis pela formação da sociedade burguesa. - uma época de rápidas e profundas mudanças no mundo europeu. A Revolução Industrial - gerou novos investimentos que buscavam solucionar os problemas técnicos decorrentes do aumento de produção. - Sua conseqüência mais evidente foi a divisão do trabalho e o início da especialização da mão-de-obra. O individualismo tornou-se um valor básico da sociedade da época. 3
  4. 4. ROMANTISMO = NOVOS VALORESLIBERDADE, IGUALDADE E FRATERNIDADEMODERNIZACÃO DA SOCIEDADE REFLEXO NA LITERATURA DA ÉPOCA 4
  5. 5. PÚBLICO LEITOR•Esforço de alfabetização popularempreendido pelos “revolucionários”;•Todo o cidadão passou a ter acesso(direito) à leitura, até pela necessidade deconhecer as proclamações do novo regime;•Surgimento de um novo público leitor =mais numeroso e diversificado(consumidor). 5
  6. 6. Moça com livro, 1879José Ferraz de Almeida Júnior, R O M A A leitora. Jean Honoré Fragonard. N 1876 Moça lendo com o cão. T Charles Burton Barber. 1879 I S MA leitora. Pierre-August ORenoir .1875 6
  7. 7. CONTEXTO BRASILEIRO Após 54 dias de viagem a esquadra portuguesa chegou ao porto de Salvador na Bahia, em 22 de janeiro de 1808As obras de Debret são grandefonte de compreensão doscostumes do Brasil no século XIX. 7
  8. 8. RIO DE JANEIRO:CAPITAL DO BRASIL 8
  9. 9. CONTEXTO HISTÓRICO MUNDIAL CONTEXTO HISTÓRICO BRASILEIRO•Revolução Industrial : 1808 Vinda da família real:modernidade •Abertura dos portos•Revolução francesa: liberdade, •Criação de indústriasfraternidade,igualdade •Academia Militar •Biblioteca real •Banco do Brasil •Curso de Direito •Imprensa brasileira 1822 Independência do BrasilObjetivo:Criação de uma literatura nacional 9
  10. 10. EFERVECÊNCIASOCIEDADE SOCIAL E POLÍTICAmilitar,  agitação nas ruas,comerciante,  saraus (festas), artesão,  público leitor femininofuncionários públicos,homem de imprensae empregados 10
  11. 11. 11
  12. 12. ROMANTISMO NO BRASIL LITERATURA COMO MISSÃO: Compromisso com a pátria (Nacionalismo Ufanista); Contribuição para a grandeza da nação; Retrato de sua bela paisagem física e humana; Revelar todo o Brasil, de forma positiva, criando uma literatura autônoma que expressasse a alma da jovem nação.
  13. 13. CARACTERÍSTICAS: ACIMA DA RAZÃO Emoção  Mulher inacessível ( Egocentrismo/ virgem/sensual) individualismo  Amor intenso Subjetivismo  Gosto pela noite  noturnismo Religiosidade/Cristianismo  Imaginação Liberdade formal  Redondilhas Cultura popular  Medievalismo (Europa) / Natureza (confidente)  indianismo (Brasil)  13
  14. 14. 14
  15. 15. CRONOLOGIA DO ROMANTISMO NO BRASIL: 1836- O poeta Gonçalves de Magalhães publica Suspiros poéticos e saudades, obra que é considerada o marco inicial do Romantismo brasileiro. 1881- Publicam-se o Mulato e Memórias póstumas de Brás Cubas, que inauguram um novo estilo de época: o Realismo/Naturalismo. Esse fato marca o fim do Romantismo no Brasil. 15
  16. 16. PERÍODO DE GRANDE PRODUÇÃO LITERÁRIA 1- POESIA 2- PROSA 3- TEATRO 16
  17. 17. 1ª GERAÇÃO  ROMÂNTICANACIONALISTA OU INDIANISTA AUTORES: Gonçalves Dias e Gonçalves de Magalhães Características: Aversão à influência portuguesa  lusofobia Religiosidade Misticismo Indianismo Temas: índios, saudades, amores impossíveis 17
  18. 18. CANÇÃO DO EXÍLIO Minha terra tem palmeiras,  Minha terra tem primores, Onde canta o Sabiá; Que tais não encontro eu cá; As aves, que aqui gorjeiam, Em cismar –sozinho, à noite– Não gorjeiam como lá. Mais prazer eu encontro lá; Minha terra tem palmeiras, Onde canta o Sabiá. Nosso céu tem mais estrelas, Nossas várzeas têm mais flores,  Não permita Deus que eu Nossos bosques têm mais vida, morra, Nossa vida mais amores. Sem que eu volte para lá; Sem que disfrute os primores Que não encontro por cá; Em cismar, sozinho, à noite, Sem quinda aviste as Mais prazer eu encontro lá; palmeiras, Minha terra tem palmeiras, Onde canta o Sabiá. Onde canta o Sabiá. 18
  19. 19. 2ª GERAÇÃO ROMÂNTICA MAL DO SÉCULO OU ULTRARROMANTISMO•Autores:•Álvares de Azevedo,•Junqueira Freire•Casimiro de Abreu•Fagundes Varela Características: Individualismo Noturnismo Pessimismo Byronism Temas:dúvida, tédio, orgia, infância, medo deamar, sofrimento, problema, angústia existencial  solução é a morte 19
  20. 20. SONETO (ÁLVARES DE AZEVEDO) 20
  21. 21. Pálida, à luz da lâmpada sombria, Sobre o leito de flores reclinada, Como a lua por noite embalsamada, Entre as nuvens do amor ela dormia! Era a virgem do mar! Na escuma fria Pela maré das águas embalada! Era um anjo entre nuvens dalvorada Que em sonhos se banhava e se esquecia! Era mais bela! O seio palpitando... Negros olhos as pálpebras abrindo... Formas nuas no leito resvalando... Não te rias de mim, meu anjo lindo! Por ti - as noites eu velei chorando, Por ti - nos sonhos morrerei sorrindo! 21
  22. 22. 3ª GERAÇÃO ROMÂNTICACONDOREIRISMO Autor: Castro Alves Característica: •Poesia social Temas: escravidão, república, abolição e amor erótico 22
  23. 23. O POVO AO PODER, CASTRO ALVES) “A praça! A praça é do povo Como o céu é do condor É o antro onde a liberdade Cria águias em seu calor! Senhor!... pois quereis a praça? Desgraçada a populaça Só tem a rua de seu... Ninguém vos rouba os castelos Tendes palácios tão belos... Deixai a terra ao Anteu.” 23
  24. 24. 2- PROSA  FICÇÃOROMANCE: URBANO José de Alencar, Joaquim Manuel de Macedo, Manuel Antônio de Almeida REGIONALISTA  José de Alencar, Bernardo Guimarães, Franklin Távora, Visconde de Tauney INDIANISTA: José de Alencar HISÓRICO :José de Alencar 24
  25. 25. O ROMANCE ROMÂNTICO 1- ROMANCES INDIANISTAS - que exaltam nossos nativos, reflete o nacionalismo e a exaltação da natureza pátria. O guarani, Iracema 2- ROMANCES REGIONALISTAS, afirmando características localizadas e peculiares ao nosso povo, feito também de escravos, soldados, sertanejos. O gaúcho , O tronco do Ipê 3- ROMANCES HISTÓRICOS que, numa visão ufanista, revivem momentos importantes e críticos da nossa formação nacional. As Minas de Pratas, A guerra dos mascates 4- ROMANCES URBANOS, ligados à vida diária dos nobres ou do povo da cidade, retratando os costumes da sociedade de então, especialmente da Corte (Rio de Janeiro). Cinco Minutos, a Viuvinha, Lucíola, Diva, A Pata da Gazela, Sonhos dOuro, Senhora, Encarnação. 25
  26. 26. O FILHO DO PESCADOR”, DE TEIXEIRA ESOUZA, DE 1843 Primeiro romance de qualidade é “A Moreninha” , de Joaquim Manuel de Macedo, lançado em 1844, e considerado como romance urbano. 26
  27. 27. O FILHO DO PESCADOR –TEIXEIRA E SOUZA 1843 A MORENINHA 1844 27
  28. 28. BERNARDO GUIMARÃESJOAQUIM MANUEL DE MACEDO (1825-1884)  Obras:  - A Escrava Isaura (1875) Obras:  - O Seminarista (1872) - A Moreninha (1844) - O Moço Loiro (1845)  - O Garimpeiro (1872)  - O Ermitão de Muquém (1865) 28
  29. 29. MANUEL ANTÔNIO DE ALMEIDA VISCONDE DE TAUNAY(1831-1861) (1843-1899) - Inocência (1872) - A mocidade de Trajano (1871)Obras: - O encilhamento (1894) - A retirada de laguna (1872) Escreveu contos, depoimentos eObras: peças teatrais.- Memórias de um Sargento de Milícias(1852) 29
  30. 30. JOSÉ DE ALENCAR  Romances Urbanos(1829-1877) - Cinco Minutos (1856) - A viuvinha (1860) - Lucíola (1862) - Diva (1864) - A Pata da Gazela (1870) - Sonhos douro (1872) - Senhora (1875) - Encarnação (1877) Romances Regionalistas ou Sertanistas - O Gaúcho (1870) - O Tronco do Ipê (1871) - Til (1872) - O Sertanejo (1875)ROMANCES INDIANISTAS- O GUARANI (1857) Romances Históricos- IRACEMA (1865) - As Minas de pedra (1862) - Alfarrábios (1873)- UBIRAJARA (1874 - Guerra dos Mascates (1873)30
  31. 31. 3- TEATRO TRAGÉDIAS, DRAMAS E COMÉDIAS Martim Pena José de Alencar Gonçalves Dias Gonçalves de Magalhães 31
  32. 32. ANTÔNIO GONÇALVES DIAS Rigor formal X inspiração criadora Expressividade no ritmo Uso de redondilhas Inspiração medieval ( paralelismo) TEMAS: pátria, índio, mulher idealizada OBRAS: Primeiros Cantos, Segundos, Cantos, Últimos Cantos, Os Timbiras, Sextilhas do frei Antão ( Seus olhos , Deprecação) 32
  33. 33. CASIMIRO DE ABREU Ultra-romântico, mal-do-século Saudades da infância, idealização da pátria, pessimismo, morbidez OBRAS: Primaveras poemas lírico TEMAS: amor adolescente, tristeza da vida, saudades da infância e da pátria 33
  34. 34. ÁLVARES DE AZEVEDO Evasão Auto-piedade Culto do satanismo Auto-ironia OBRAS: Lira dos 20 anos, Noite na Taverna, O conde Lopo e Macário( Satanismo, aversão á São Paulo) 34
  35. 35.  JUNQUEIRA FREIRE (poeta da dúvida) Vida monástica X vida mundana FAGUNDES VARELA (poeta da transição) OBRAS: Noturnas, Vozes da América, Anchieta ou Evangelho das selvas, Cântico do calvário 35
  36. 36. CASTRO ALVES (POETA DOS ESCRAVOS Poesia engajada Tom exaltado (condor) Temática abolicionista Mulher sensual: prática poética X exercício amoroso OBRAS: Espumas Flutuantes, A cachoeira de Paulo Afonso, Os escravos (Navio Negreiro, Vozes da África), Gonzaga ou a Revolução de Minas. 36

×