Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
4,973
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
45
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. A história do e-mail
    Adriane Oliveira de Lima
    Lívia Campos Alves e Lima
  • 2. Como tudo começou...
    O e-mail como conhecemos hoje, foi inventado por Ray Tomlinson, um programador dos Estados Unidos.
    Em 1971, o programador usou a ARPANET (a rede de computadores que deu origem à Internet como conhecemos hoje) para fazer envio e leitura de mensagens simples.
  • 3. Tomlinson criou o aplicativo SNDMSG, um software extremamente simples, com somente 200 linhas de código, mas que permitia a troca de mensagens entre usuários conectados no mesmo PC.
  • 4. Para adaptar o SNDMSG, Tomlinson usou um protocolo de transferência de arquivos chamado CYPNET, trazendo a possibilidade de troca de mensagens entre os que estivessem conectados à ARPANET trocasse mensagens, mesmo que não usasse o mesmo PC.
    Resolveu adotar a “@” para identificar quem e de onde vinham as mensagens.
  • 5. Os primeiros propósitos para o e-mail
    No início o email teve a função de trocar mensagens simples entre usuários da ARPANET, como se fosse o nosso SMS de hoje em dia.
    A possibilidade de mandar mensagens maiores foi aumentando cada vez mais. E assim, o email começou a ser mais visto como, de fato, um correio eletrônico
  • 6. Mais tarde, o email foi visto também como uma oportunidade comercial.
    Já em 1978, Gary Thuerk enviou para cerca de 600 pessoas da ARPANET uma mensagem tentando vender o Decsystem-20, um computador novíssimo da época.
  • 7. Enviar documentos e fotos tornou-se mais prático, bastando juntar tudo em um arquivo e anexá-lo em uma mensagem.
    Exemplo: quem é que nunca enviou um trabalho seu de escola ou faculdade para o próprio email devido à praticidade.
  • 8. O principal propósito do email era permitir que as pessoas se comunicassem à longa distância.
    Problemas: SPAMS, correntes, slides com “bichinhos fofinhos” e mensagens mal intencionadas (com vírus e softwares maliciosos).
  • 9. Fins didáticos
    Segundo Marcushi (2004), os gêneros textuais são os textos materializados encontrados em nosso cotidiano. Esses apresentam características sócio-comunicativas definidas por seu estilo, função, composição, conteúdo e canal.
    Assim, ao lado da crônica , do conto, vamos também identificar a carta pessoal, a conversa telefônica, o email, e tantos outros exemplares de gêneros que circulam em nossa sociedade.
  • 10. Trabalhos com e-mail
    O e-mail tem uma aparência muito semelhante ao bilhete ou carta pessoal sendo possível trabalhar alguns aspectos textuais, vocativo, corpo do texto, despedida;
    O e-mail como compartilhamento de textos ou informações;
  • 11. O e-mail utilizado para entrega de trabalhos;
    O e-mail utilizado como dados de pesquisa;
    E vocês, caros colegas, utilizam muito desse recurso?
  • 12. Referências bibliográficas
    http://www.webartigos.com/articles/20685/1/O-Email-como-Genero-Textual-na-Sala-de-Aula/pagina1.html#ixzz1QoaUP9Px
    http://www.josedomingos.com.br/2010/01/a-historia-do-email/