Antoni zabala enfoque globalizador

2,256 views
1,986 views

Published on

Este trabalho facilitará a vida de quem procura um resumo da obra de Antoni Zabala.

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,256
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
49
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Antoni zabala enfoque globalizador

  1. 1. Enfoque globalizador e pensamento complexo: uma proposta para o currículo escolar. Antoni Zabala Douglas Freitas
  2. 2. Enfoque globalizador e pensamento complexo: uma proposta para o currículo escolar. Antoni Zabala Estamos seguros de que a estrutura lógica das disciplinas é a mais apropriada p/ q os alunos e as alunas aprendam os conteúdos escolares? -As finalidades do ens ou sua função social determina a seleção dos conteúdos e sua organização. - fins do séc XIX – questiona-se a função propedêutica do ens, direcionado a uma minoria – pens democrático ed para o desenvolvimento das pessoas - novos avanços nas ciências da ed muda o obj de estudo da escola – o estudante passa a ser o protagonista – a ênfase nos conteúdos recai no processo ens-aprend - as teorias de aprend, q incidem sobre a maneira de org os conteúdos, apontam 2 aspectos: 1) como as pessoas percebem a realidade 2) interesse e motivação p/ aprender
  3. 3. Sincretismo – globismo = a 1ª aproximação c/ a realidade é de caráter global, por meio de uma análise posterior aprofunda-se a percepção, p/ chegar em uma fase posterior à síntese Métodos Globalizados -Organizam os conteúdos a partir de situações, temas ou ações - apresenta o conteúdo em situação próxima a realidade do estudante - para conhecer ou realizar alguma coisa, é preciso utilizar e aprender uma série de fatos, conceitos, técnicas e habilidades q têm correspondência com as disciplinas convencionais -característica fundamental = os conteúdos respondem as necessidades - “os contéudos disciplinares são imprescindíveis, mas não são a base para decidir a seq didática em sala de aula” As disciplinas e suas inter-relações -Multidisciplinaridade = tradicional, independente -Pluridisciplinaridade = relações complementares – Ex: história da Arte -Interdisciplinaridade = interação de 2 ou mais – Ex “conh do meio”
  4. 4. -transdisciplinaridade = integração máxima – explica a realidade s/ fragmentações – é mais um desejo q uma realidade - Ex: as áreas da ed infantil - metadisciplinaridade – não implica relação – não é condicionada por apriorismos disciplinares – Ex: temas transversais Função Social do ensino e enfoque globalizador -A ação formativa corresponde a um modelo de cidadão e de soc. - apesar das intenções de cidadania, a força dos poderes econ e pol hipotecaram o currículo pela necessidade de reprodução do sistema - os conteúdos são o resultado de conflitos e tensões - a subordinação cada vez mais estreita entre escolaridade e mercado de trabalho leva a assumir a funcionalidade propedêutica do sistema educativo, amparado por uma ideologia compartilhada por setores amplos da população -A falsa tensão entre humanismo e tecnologia, teoria e prática, ciências ou letras nada mais é do que a conseqüência de um conflito ideológico sobre a função social q o ens deve cumprir
  5. 5. A que o sistema educativo deve responder? -De uma concepção democrática, qual deve ser a função social do ens, quais são as necessidades formativas e qual é o paradigma de ser humano? - a escola deve viver em constante estado de reinterpretação das finalidades educativas: pleno desenvolvimento do ser humano, a serviço de um desenv mais harmonioso e autêntico Dimensão interpessoal: relacionar-se e viver positivamente com as demais pessoas – cooperação, solidariedade Dimensão pessoal: conhecer-se e compreender a si mesmo, exercer responsável e criticamente a autonomia – aprender a pensar por si Dimensão profissional: dispor de conh e habilidades que permitam exercer uma tarefa profissional adequada as suas necessidades e capacidades – sem perder a visão crítica diante das desigualdades Ensinar para a complexidade - Construir um currículo que reflita o nível de incerteza, q não apresente respostas prontas e acabadas, q facilite uma visão mais complexa e critica
  6. 6. A que o sistema educativo deve responder? Ensinar para a complexidade: selecionar os conteúdos valendo-se dos diferentes conh a partir de um enfoque globalizador – fazer com que o conh cotidiano dos alunos seja capaz de responder, da melhor maneira possível, aos problemas reais Conhecimento cotidiano, científico, escolar: simplesmente, melhorar o conhecimento. -Não só devemos saber resolver problemas e questões, como tb dar explicações sobre o porquê dessas situações -Conh cotidiano = conjunto mais ou menos estruturado de conteúdos conceituais, procedimentais e atitudinais -Conh científico ou acadêmico = conj de saberes a partir de modelos empíricos -O ens tradicional permitiu ruptura entre um conh e outro – considerou q se pode aprender por acumulação - os obj tem de nos dar as pautas p/ escolher, selecionar e priorizar os conteúdos do q denominamos conh escolar – é imprescindível abordar o conh da realidade enfrentando sua natureza global
  7. 7. A que o sistema educativo deve responder? Melhorar o conhecimento -A perspectiva metadisciplinar consiste na disposição de se acercar da realidade com conh de que ela só é apreensível em sua globalidade - acontece q no ens a seleção dos conteúdos veio determinada pela lógica disciplinar – não em função das necessidades educativas - limitações das disciplinas = insuficiência p/ dar resposta a todos os conteúdos de aprendizagens e sua extrema parcialização Capacidade de diferenciação e relação -A interdisciplinaridade como conteúdo prioritário de ens implica prover o aluno da capacidade de reconhecer quais são os instrumentos disciplinares q ajuda a resolver o problema e relacionar os conteúdos proporcionados pelas diferentes disciplinas - a capacidade de integrar, relacionar, de estabelecer vínculos, de promover formas de complementação e cooperação entre modelos e instrumentos metodológicos das diferentes fontes do saber, transforma-se em obj de ens – proporcionando melhor compreensão do mundo
  8. 8. Concepção de aprendizagem e enfoque globalizador Por trás de todas as decisões pedag existe uma idéia de como as aprend são produzidas – “qdo não se utiliza um modelo teórico explicito, tb se atua sob um referencial teórico” por trás de qquer prática educativa, sempre existe uma resposta às questões “para que ensinar?” e “como se aprende?” -Não existe uma só concepção psicológica mas existem princípios comuns - o modo como se produzem as aprendiz são resultados de processos q sempre são singulares e pessoais. - aprender X compreender – aprend = reprodução literal – compreender= valor não inerente a aprend Aprendizagem significativa e aprendizagem mecânica ou repetitiva -Aprend mecânica = aquela que adquirida, permite reprodução literal – limita a transposição -Aprend compreensiva = conhecemos o porquê do q aprendemos e sabemos utilizar esse conh cada vez q há oportunidade ou necessidade – atribuição de significados - aprend mecânica # aprend compreensiva = quantidade e qualidade dos vínculos entre o novo conteúdo de aprend e os conh prévios
  9. 9. Construtivismo; concepção sobre como os processos de aprend são produzidos -A estrutura congnoscitiva está configurada por uma rede de esquemas de conh (representações). Esses esquemas são revisados, modificados, tornados mais complexos e adaptados à realidade -p/ aprender não basta deparar-se com conteúdos novos é preciso integrá-los ao esquemas (aprend significativa) - papel ativo e protagonista do estudante e igualmente por parte do prof - a intervenção pedag é, de relação uma ajuda ao processo de construção do estudante – cria zonas de desenv proximal - processo ens-aprendizagem = direcionado a superar desafios - além das capacidades cognitivas – equilíbrio pessoal interpessoal e de inserção social - modelos de intervenção pedag nos quais os novos conteúdos apresentam-se articulados à realidade dos alunos p/a estabelecer relações e modificar as próprias estruturas – aprende-se sobre a base do que já se possui e supõe reconstrução
  10. 10. Construtivismo; concepção sobre como os processos de aprend são produzidos -Metacognição = reflexão sobre o próprio processo de aprend – a aprend torna-se mais profunda - à medida q as cças sejam capazes de se dar conta de seus próprios erros e de buscar os recursos necessários p/ superá-los = aprenderam a aprender - considerar não apenas o conteúdo de aprend mas tb o modo como se organizam e atuam p/ aprender - motivação extrínseca e intrínseca - qdo o obj do ens é aprender´p/ saber e intervir na realidade – a motivação deve ser intrínseca - outro fator importante está ligado ao interesse do próprio conteúdo - “os conteúdos de aprend devem ser interessantes por si mesmos, seja qual for sua natureza, têm de ser apresentados em sua funcionalidade, ou seja, de modo q o estudante considere-os úteis p/ ampliar sua capacidade de dar resposta a questões claramente significativas”

×