Your SlideShare is downloading. ×
0
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Programa Saúde na Escola

25,516

Published on

Apresentação do Programa Saúde na Escola

Apresentação do Programa Saúde na Escola

Published in: Education, Health & Medicine
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
25,516
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
24
Actions
Shares
0
Downloads
165
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA <ul><li>(REDE DE PROTEÇÃO SOCIAL) </li></ul><ul><li>PROGRAMA INTEGRADO DE PROTEÇÃO À CRIANÇA E AO ADOLESCENTE </li></ul>
  • 2. RESPONSÁVEIS PELO SUCESSO DOS PROGRAMAS
  • 3. Governo Municipal <ul><li>Prefeito Municipal de Imbituba; </li></ul><ul><li>Secretaria Municipal da Educação; </li></ul><ul><li>Secretaria Municipal da Saúde; </li></ul><ul><li>Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social do Trabalho e Habitação. </li></ul>
  • 4. Câmara de Vereadores <ul><li>Mesa Diretora; </li></ul><ul><li>Comissão Permanente da Educação e Saúde; </li></ul><ul><li>Todos os Vereadores. </li></ul>
  • 5. Governo do Estado <ul><li>Secretaria da Educação; </li></ul><ul><li>Secretaria da Saúde; </li></ul><ul><li>Fundação Social. </li></ul><ul><li>Base Legal: Convênio a ser firmado </li></ul>
  • 6. Ong`s <ul><li>Todas que se dispuserem e possam colaborar com trabalhos que agreguem valor ao objeto do projeto. </li></ul>
  • 7. Iniciativa Privada <ul><li>Todas que desejem participar e que agreguem valores ao objetivo do projeto. </li></ul><ul><li>Obs.: Neste caso será criado um selo especial através de Projeto de Lei, que será intitulado: EMPRESA CIDADÃ / RESPONSABILIDADE SOCIAL . (Já está em tramitação) </li></ul>
  • 8. Universidades <ul><li>Todas que possuam projetos especiais e que agreguem valores ao objeto do projeto. </li></ul>
  • 9. Temas a serem trabalhados <ul><li>Saúde na Escola; </li></ul><ul><li>Alimentação Especial; </li></ul><ul><li>Cidadania; (PALESTRAS COM OS PODERES CONSTITUÍDOS E DEMAIS ENTIDADES) </li></ul><ul><li>Meio-ambiente; (CONCURSO FOTOGRÁFICO) </li></ul><ul><li>Artes; (AMUSI – ASSOCIAÇÃO DE MÚSICOS DE IMBITUBA) </li></ul><ul><li>Reciclagem de resíduo sólido. (INICIADO PROJETO PILOTO NO PORTO DE IMBITUBA) </li></ul><ul><li>Rádio na Escola; (EQUIPAMENTOS JÁ DISPONIBILIZADOS) </li></ul><ul><li>Vereador Mirim. (PROJETO EM TRAMITAÇÃO) </li></ul>
  • 10. Objetivos Gerais <ul><li>Agregar saúde geral (preventiva - corretiva - manutenção) aos Alunos da Educação Infantil, do Ensino Fundamental da Rede Pública de Ensino (Municipal e Estadual), e Alunos portadores de necessidades especiais, para garantir-lhes melhores condições de aprendizagem (APAE). </li></ul><ul><li>Integrar as Secretarias da Educação, Saúde e de Assistência Social, através de ações conjuntas. (Rede de Proteção Social) </li></ul><ul><li>Disponibilizar banco de dados, que conterá informações das ações das três secretarias. </li></ul>
  • 11. Como conhecemos os Alunos hoje e como queremos conhecer. HOJE APÓS O PROGRAMA
  • 12. Objetivos Específicos <ul><li>ASSISTÊNCIA MÉDICA </li></ul><ul><li>O presente projeto versa sobre ações de saúde, no âmbito da rede municipal e estadual de ensino, na realização de ações que visem à identificação e atendimento de alunos portadores de desvios de saúde. Por vezes, tais desvios passam despercebidos por não existir um trabalho sistematizado de detecção e seguimento de casos, o que requer ação coordenada entre profissionais de saúde, professores e pais. Nesse enfoque, o objeto é o estudo das características do estudante da rede municipal, para posterior diagnóstico de saúde do escolar. Pretende-se, com este diagnóstico colher subsídios para o planejamento de ações, que respeite às necessidades e atendimento de problemas de saúde do escolar. </li></ul>
  • 13. <ul><li>AÇÕES </li></ul><ul><li>- consulta médica; </li></ul><ul><li>- consulta de enfermagem; </li></ul><ul><li>- exames; </li></ul><ul><li>- encaminhamentos; </li></ul><ul><li>- vacinas. </li></ul>
  • 14. <ul><li>SAÚDE BUCAL </li></ul><ul><li>O Projeto tem como objetivo promover a saúde e a saúde bucal dos escolares da rede municipal em todos os níveis de atenção, com levantamentos epidemiológicos de saúde bucal, nível de conhecimentos de saúde bucal, implantar métodos de prevenção utilizando a aplicação tópica de flúor, com escovação supervisionada, palestras sobre saúde e saúde bucal e realizar através dos profissionais colocados à disposição do projeto. Assim sendo o projeto promove a saúde bucal e estabelece a prática de ações integralizadoras de comunidade, alunos, pais, professores profissionais envolvidos no projeto, gerando oportunidades de permitir o planejamento, execução e avaliação de um projeto para que a população atendida interfira no perfil epidemiológico, alterando as perspectivas de experiências das doenças da cavidade bucal (cárie e doenças periodontais) e assim promovendo a saúde bucal dos alunos em todos os níveis de atenção. </li></ul>
  • 15. <ul><li>AÇÕES: </li></ul><ul><li>- CPOD; </li></ul><ul><li>- escovação supervisionada; </li></ul><ul><li>- bochecho com flúor; </li></ul><ul><li>- palestras; </li></ul><ul><li>- atendimento hospitalar aos alunos portadores de deficiência. </li></ul>
  • 16. <ul><li>ASSISTÊNCIA OFTALMOLÓGICA E VISUAL </li></ul><ul><li>A capacidade visual desenvolvida nos primeiros anos de vida pode apresentar alterações reversíveis, geralmente durante os primeiros anos escolares. O reconhecimento da baixa visão na infância é da maior importância, pois na maior parte das vezes ela pode ser corrigida com terapêutica adequada.A redução da capacidade visual implica no detrimento da qualidade de vida decorrente de restrições ocupacionais, econômicas, sociais e psicológicas. A implementação dos programas de detecção de baixa acuidade visual e de prevenção de problemas oftalmológicos em países desenvolvidos demonstra que os custos dessas ações são incomparavelmente menores do que aqueles representados pelo atendimento a portadores de distúrbios oculares. Considerando a importância da visão na educação e socialização da criança, as ações de promoção da saúde e de educação em saúde assumem importância decisiva. A prevenção e a detecção precoce de deficiências oculares são os melhores recursos para combate à visão subnormal e devem ser feitas, preferencialmente, na infância. </li></ul>
  • 17. <ul><li>AÇÕES: </li></ul><ul><li>- acuidade visual; </li></ul><ul><li>- consultas; </li></ul><ul><li>- doações de órteses. </li></ul>
  • 18. <ul><li>ASSISTÊNCIA NUTRICIONAL </li></ul><ul><li>O Programa de Alimentação Escolar se revela, assim, como um espaço propício para desenvolver atividades de promoção da saúde, produção de conhecimentos e de aprendizagem na escola. Atendendo aos requisitos expostos anteriormente, o PNAE poderia utilizar o espaço educativo em que se constitui no sentido de provocar o diálogo com a comunidade escolar sobre os fatores que influenciam suas práticas alimentares diárias, possibilitando questioná-las e modificá-las, por meio da discussão de temas como: fatores condicionantes e determinantes de práticas alimentares, crenças e tabus; cuidados de higiene pessoal e ambiental; fatores que influem na produção, na distribuição e no acesso aos alimentos; cuidados no preparo e conservação de alimentos; propostas e fornecimento de alimentação na escola para uma dieta de melhor qualidade. </li></ul>
  • 19. <ul><li>AÇÕES: </li></ul><ul><li>- Trabalhar a obesidade infantil; </li></ul><ul><li>- Complementação de Ferro; </li></ul><ul><li>- Combate a desnutrição; </li></ul><ul><li>- Diabetes; </li></ul><ul><li>- Merenda escolar; </li></ul><ul><li>- Fiscalização nas cantinas; </li></ul><ul><li>- Fiscalização nas caixas da água das escolas e creches. </li></ul>
  • 20. <ul><li>PSICÓLOGO NA ESCOLA </li></ul><ul><li>O psicólogo escolar tem um papel bem definido e bastante amplo. Definido por estar “geograficamente” localizado numa instituição com características bem marcadas. Amplo por ser um profissional com formação em Psicologia e, por isso , com uma possibilidade de aplicar vários recursos e conhecimentos de sua ciência com o objetivo de melhorar o processo ensino-aprendizagem. </li></ul>
  • 21. <ul><li>AÇÕES: </li></ul><ul><li>- A valiar o comportamento de um aluno com dificuldades de aprendizagem, ou de relacionamento; </li></ul><ul><li>- Orientar a família e professores de alunos com alguma dificuldade pedagógica, ou não; </li></ul><ul><li>- Dar assessoria aos Orientadores Educacionais em assuntos ligados à Psicologia; </li></ul><ul><li>- Colaborar com a Orientação Pedagógica na elaboração de mecanismos de avaliação do processo ensino/aprendizagem; </li></ul><ul><li>- Participar de reuniões da escola com as famílias dos alunos colaborando na discussão de temas importantes para a melhoria do crescimento de todos que estão ligados àquela instituição; </li></ul><ul><li>- Participar dos trabalhos de definição profissional dos alunos; </li></ul><ul><li>- Atender, em caso de emergência, funcionários da escola que possam estar, momentaneamente, necessitando de um “apoio” psicológico. </li></ul>
  • 22. <ul><li>FONODIÓLOGO </li></ul><ul><li>Hoje em dia é cada vez mais necessária a união da escola ao trabalho do fonoaudiólogo. </li></ul><ul><li>É na escola que a criança passa a maior parte de seu tempo e onde os primeiros sinais de distúrbios de comunicação, como trocas na fala e gagueira , e/ou dificuldades de aprendizagem são observados e detectados. </li></ul><ul><li>A escola orienta a família, encaminhando a criança para uma triagem ou avaliação, e por sua vez, o fonoaudiólogo trata destas alterações. No trabalho interdisciplinar a troca de experiências e de informações facilita e ajuda a criança em seu desenvolvimento. </li></ul>
  • 23. <ul><li>AÇÕES: </li></ul><ul><li>- Trabalhar os alunos com problemas na fala; </li></ul><ul><li>- Trabalhar o aluno com dificuldade na audição. </li></ul>
  • 24. <ul><li>ENFERMAGEM NA ESCOLA </li></ul><ul><li>A idade escolar representa para a criança e adolescente, um marco importante, com alterações significativas não só no aspecto físico como também psíquico e social. É uma fase na qual o organismo deve contar com uma série de condições favoráveis para o seu pleno desenvolvimento. O processo ensino-aprendizagem será desenvolvido em nível crescente de complexidade, possibilitando a construção do conhecimento, objetivando o desempenho das competências do aluno. Através da adoção do pluralismo de idéias e concepções pedagógicas, busca-se conjugar questões técnicas com uma formação crítica e humanística, numa perspectiva de romper com padrões mecanicistas, possibilitando ao aluno uma melhor compreensão da sociedade e de suas diversidades, especificamente no que se refere ao processo saúde / doença. </li></ul>
  • 25. <ul><li>SERVIÇO SOCIAL </li></ul><ul><li>Acredita-se ser válida a contribuição que o Assistente Social pode dar à escola junto à equipe formada por profissionais de outras áreas. Não se trata tão somente de mais um espaço de trabalho para este profissional, mas de mais uma possibilidade do mesmo se inteirar a essa realidade e auxiliar num momento onde mudanças na sociedade não param de se concretizar, exigindo a presença de uma prática profissional que exercite efetivamente a sua função social. Percebe-se que, para a concretização dessa proposta de trabalho interdisciplinar no estabelecimento escolar, se faz necessário considerar os avanços que advêm da intervenção a nível interdisciplinar. É preciso fomentar o diálogo, as trocas de saberes a fim de situar-se e desenvolver um trabalho que atinja resultados satisfatórios para todos, principalmente para os usuários. </li></ul>
  • 26. <ul><li>AÇÕES </li></ul><ul><li>- Elo de ligação entre escola e a família; </li></ul><ul><li>- Diagnóstico social da clientela; </li></ul><ul><li>- Transformação da realidade diagnosticada. </li></ul>
  • 27. <ul><li>AÇÕES </li></ul><ul><li>- Palestras sobre: </li></ul><ul><li>- Prevenção do uso de drogas; </li></ul><ul><li>- Prevenção das doenças sexualmente transmissíveis; </li></ul><ul><li>- Prevenção da gravidez na adolescência; </li></ul><ul><li>- Cuidados e Higiene pessoal. </li></ul>
  • 28. Metas Gerais <ul><li>Atender todas as crianças e adolescentes, em idade escolar, matriculados na rede pública Municipal e Estadual de ensino, bem como aquelas afastadas por abandono ou desistência, num total de aproximadamente 2.800 alunos. </li></ul><ul><li>Período de atendimento será durante o ano Letivo </li></ul>
  • 29. Universo Por Etapas Público Alvo <ul><li>Alunos Ensino Fundamental = 2.077 ; </li></ul><ul><li>Alunos Ensino Infantil = 744 </li></ul><ul><li>Alunos da APAE = </li></ul>
  • 30. Atores Envolvidos na Educação em 10 Unidades Escolares Professores Efetivos 61 Professores Contratados 99 Especialista 04 Merendeiras Efetivas 26 Merendeiras Contratadas 09 Estagi á rios 41
  • 31. <ul><li>Atores Envolvidos na Educação </li></ul><ul><li>E.B.M – BASILEU JOSÉ DA SILVA (VILA NOVA) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 11 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 13 </li></ul><ul><li>Especialista = 02 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 03 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 02 </li></ul><ul><li>Estagiários = 04 </li></ul>Universo Por Unidade Escolar a ser trabalhado Público Alvo - 386 Alunos
  • 32. <ul><li>Atores Envolvidos na Educação </li></ul><ul><li>E.M – UGERO PITTIGLIANI (BOA VISTA) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 05 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 05 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 03 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 00 </li></ul><ul><li>Estagiários = 01 </li></ul>Universo Por Unidade Escolar a ser trabalhado Público Alvo 133 Alunos
  • 33. <ul><li>Atores Envolvidos na Educação </li></ul><ul><li>E.B.M – Pe. ITAMAR LUIS DA COSTA (GUAIUBA) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 03 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 15 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 03 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 00 </li></ul><ul><li>Estagiários = 05 </li></ul>Universo Por Unidade Escolar a ser trabalhado Público Alvo 342 Alunos
  • 34. <ul><li>Atores Envolvidos na Educação </li></ul><ul><li>E.B.M – BELARMINDA DE SOUZA PIRES (CAMPESTRE) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 06 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 12 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 03 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 01 </li></ul><ul><li>Estagiários = 07 </li></ul>Universo Por Unidade Escolar a ser trabalhado Público Alvo 188 Alunos
  • 35. <ul><li>Atores Envolvidos na Educação </li></ul><ul><li>E.B.M – JOSÉ VANDERLEI MAYER (VILA N. ALVORADA) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 11 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 15 </li></ul><ul><li>Especialista = 02 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 04 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 03 </li></ul><ul><li>Estagiários = 05 </li></ul>Universo Por Unidade Escolar a ser trabalhado Público Alvo 381 Alunos
  • 36. <ul><li>Atores Envolvidos na Educação </li></ul><ul><li>E.B.M –JOAQUIM RAMOS (PAES LEME) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 10 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 16 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 04 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 00 </li></ul><ul><li>Estagiários = 05 </li></ul>Universo Por Unidade Escolar a ser trabalhado Público Alvo 291 Alunos
  • 37. <ul><li>Atores Envolvidos na Educação </li></ul><ul><li>E.B.M – JOAQUIM PEDRO TAVARES (PORTO DA VILA) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 04 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 03 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 02 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 00 </li></ul><ul><li>Estagiários = 03 </li></ul>Universo Por Unidade Escolar a ser trabalhado Público Alvo 63 Alunos
  • 38. <ul><li>Atores Envolvidos na Educação </li></ul><ul><li>E.B.M – ETELVINA DE SOUZA PEREIRA (VILA STO. ANTÔNIO) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 04 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 07 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 02 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 00 </li></ul><ul><li>Estagiários = 04 </li></ul>Universo Por Unidade Escolar a ser trabalhado Público Alvo 94 Alunos
  • 39. <ul><li>Atores Envolvidos na Educação </li></ul><ul><li>E.B.M – TEREZINHO PINHO DE SOUZA (ARROIO) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 02 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 09 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 01 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 02 </li></ul><ul><li>Estagiários = 04 </li></ul>Universo Por Unidade Escolar a ser trabalhado Público Alvo 101Alunos
  • 40. <ul><li>Atores Envolvidos na Educação </li></ul><ul><li>E.BM – HERMÍNIA DE SOUZA MARQUES (ALTO ARROIO) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 04 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 04 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 02 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 01 </li></ul><ul><li>Estagiários = 03 </li></ul>Universo Por Unidade Escolar a ser trabalhado Público Alvo 98 Alunos
  • 41. Atores Envolvidos na Educação em 12 Unidades Ensino Infantil 744 Alunos <ul><li>Professores Efetivos = 24 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 45 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 09 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 12 </li></ul><ul><li>Estagi á rios = 37 </li></ul>
  • 42. Universo Por Unidade Escolar Infantil a ser trabalhado Público Alvo 97 Alunos <ul><li>Atores Envolvidos na Educação Infantil </li></ul><ul><li>C.E.I – ÂNGELA AMIM (CENTRO) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 01 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 00 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 02 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 01 </li></ul><ul><li>Estagiários = 03 </li></ul>
  • 43. Universo Por Unidade Escolar Infantil a ser trabalhado Público Alvo 100 Alunos <ul><li>Atores Envolvidos na Educação Infantil </li></ul><ul><li>C.M.E.I – LAURA PERFEITO (VILA NOVA) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 07 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 04 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 01 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 03 </li></ul><ul><li>Estagiários = 07 </li></ul>
  • 44. Universo Por Unidade Escolar Infantil a ser trabalhado Público Alvo 27 Alunos <ul><li>Atores Envolvidos na Educação Infantil </li></ul><ul><li>C.M.E.I – RAIOS DE SOL (CENTRO-ARAÇÁ) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 00 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 02 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 00 </li></ul><ul><li>Estagiários = 03 </li></ul>
  • 45. Universo Por Unidade Escolar Infantil a ser trabalhado Público Alvo 52 Alunos <ul><li>Atores Envolvidos na Educação Infantil </li></ul><ul><li>C.M.E.I – CLARA HEITCH SOARES (GUAIUBA) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 02 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 03 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 01 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 00 </li></ul><ul><li>Estagiários = 06 </li></ul>
  • 46. Universo Por Unidade Escolar Infantil a ser trabalhado Público Alvo 19 Alunos <ul><li>Atores Envolvidos na Educação Infantil </li></ul><ul><li>C.M.E.I – CIDÁLIA SOARES MENEZES (ROÇA GRANDE) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 00 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 01 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 01 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 00 </li></ul><ul><li>Estagiários = 00 </li></ul>
  • 47. Universo Por Unidade Escolar Infantil a ser trabalhado Público Alvo 26 Alunos <ul><li>Atores Envolvidos na Educação Infantil </li></ul><ul><li>C.M.E.I – PEIXINHO DOURADO (ITAPIRUBÁ) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 02 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 00 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 01 </li></ul><ul><li>Estagiários = 00 </li></ul>
  • 48. Universo Por Unidade Escolar Infantil a ser trabalhado Público Alvo 94 Alunos <ul><li>Atores Envolvidos na Educação Infantil </li></ul><ul><li>C.M.E.I – ALTONA (NOVA BRASÍLIA) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 03 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 05 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 02 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 02 </li></ul><ul><li>Estagiários = 07 </li></ul>
  • 49. Universo Por Unidade Escolar Infantil a ser trabalhado Público Alvo 30 Alunos <ul><li>Atores Envolvidos na Educação Infantil </li></ul><ul><li>C.M.E.I – CORAÇÃO DE MÃE (ITAPIRUBÁ) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 01 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 00 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 01 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 00 </li></ul><ul><li>Estagiários = 02 </li></ul>
  • 50. Universo Por Unidade Escolar Infantil a ser trabalhado Público Alvo 164 Alunos <ul><li>Atores Envolvidos na Educação Infantil </li></ul><ul><li>C.M.E.I – ALCEU ROCHADEL (VILA NOVA ALVORADA) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 04 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 15 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 04 </li></ul><ul><li>Estagiários = 07 </li></ul>
  • 51. Universo Por Unidade Escolar Infantil a ser trabalhado Público Alvo 88 Alunos <ul><li>Atores Envolvidos na Educação Infantil </li></ul><ul><li>C.M.E.I – CANTINHO FELIZ (VILA ALVORADA) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 03 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 01 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 02 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 00 </li></ul><ul><li>Estagiários = 04 </li></ul>
  • 52. Universo Por Unidade Escolar Infantil a ser trabalhado Público Alvo 23 Alunos <ul><li>Atores Envolvidos na Educação Infantil </li></ul><ul><li>C.M.E.I – MENINO DEUS (SAMBAQUI) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 01 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 01 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 01 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 00 </li></ul><ul><li>Estagiários = 01 </li></ul>
  • 53. Universo Por Unidade Escolar Infantil a ser trabalhado Público Alvo 24 Alunos <ul><li>Atores Envolvidos na Educação Infantil </li></ul><ul><li>C.M.E.I – PEQUENOS DÁLMATAS (VILA ESPERANÇA) </li></ul><ul><li>Professores Efetivos = 00 </li></ul><ul><li>Professores Contratados = 01 </li></ul><ul><li>Especialista = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Efetivas = 00 </li></ul><ul><li>Merendeiras Contratadas = 01 </li></ul><ul><li>Estagiários = 00 </li></ul>
  • 54. APAE Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais <ul><li>Diretora: 01 </li></ul><ul><li>Assistente Social: 01 </li></ul><ul><li>Professores efetivos: 03 </li></ul><ul><li>Contratados: </li></ul><ul><li>Fonoaudióloga = 01 </li></ul><ul><li>Psicóloga = 01 </li></ul><ul><li>Secretária = 01 </li></ul><ul><li>Professores: 12 </li></ul><ul><li>Servente:01 </li></ul><ul><li>Merendeira:01 </li></ul>
  • 55. ATORES ENVOLVIDOS NO SOCIAL PROGRAMA SENTINELA <ul><li>PSICOLOGA - 01 </li></ul><ul><li>ASSISTENTE SOCIAL - 01 </li></ul><ul><li>EDUCADORES -02 </li></ul><ul><li>COORDENADORES - 01 </li></ul><ul><li>AUXILIAR ADMINISTRATIVO - </li></ul><ul><li>SERVIÇOS GERAIS - 01 </li></ul><ul><li>RECEPCIONISTA - 01 </li></ul>
  • 56. ATORES ENVOLVIDOS NA SECRETARIA SOCIAL - PROJETO PET E ESIIJI <ul><li>COORDENADORA -01 </li></ul><ul><li>SECRETARIA - 01 </li></ul><ul><li>SERVENTE - 02 </li></ul><ul><li>MERENDEIRAS - 02 </li></ul><ul><li>ESTAGIÁRIAS - 02 </li></ul>
  • 57. PROGRAMAS EXISTENTES NA SECRETARIA SOCIAL <ul><li>OFICINA DE MARCENARIA - 01 </li></ul><ul><li>OFICINA DE PADARIA - 01 </li></ul><ul><li>OFICINA DE INGLÊS - 01 </li></ul><ul><li>OFICINA DE TEATRO - 01 </li></ul><ul><li>OFICINA DE CAPOEIRA - 01 </li></ul><ul><li>OFICINA DE ARTESANATOS - 01 </li></ul><ul><li>OFICINA DE ARTESANATOS RECICLAGEM - 01 </li></ul><ul><li>OFICINA DE MANICURE - 02 </li></ul><ul><li>OFICINA DE DANÇA - 01 </li></ul><ul><li>OFICINA DE MÚSICA - 01 </li></ul><ul><li>OFICINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA-02 </li></ul><ul><li>OFICINA DE CABELELEIRO - 01 </li></ul><ul><li>REFORÇO - 03 </li></ul>
  • 58. Atores Envolvidos em todo Sistema de Saúde: <ul><li>Conselho Municipal de Saúde </li></ul><ul><li>Secretária = 01 </li></ul><ul><li>Diretores = 01 </li></ul><ul><li>Profissionais da Saúde: </li></ul><ul><li>Clínico Geral = </li></ul><ul><li>Psicólogo = </li></ul><ul><li>Otorrino = </li></ul><ul><li>Oftalmologista = </li></ul><ul><li>Agentes Comunitários = </li></ul><ul><li>Dentista = </li></ul><ul><li>Enfermeira = </li></ul><ul><li>Agente Comunitária = </li></ul>
  • 59. Atores Envolvidos nas 13 Equipes Saúde da Família <ul><li>Médicos do PSF = 13 </li></ul><ul><li>Enfermeiros do PSF = 13 </li></ul><ul><li>Auxiliares de PSF = 27 </li></ul><ul><li>Auxiliares Federal = 02 </li></ul><ul><li>Auxiliares Municipais = 09 </li></ul>
  • 60. 01 - Unidade Saúde da Família – Vila Alvorada <ul><li>01 Médico </li></ul><ul><li>01 Enfermeiro </li></ul><ul><li>02 Auxiliares de Enfermagem </li></ul><ul><li>01 Dentista </li></ul><ul><li>01 Auxiliar de consultório que trabalha no Centro Odontológico </li></ul><ul><li>06 Agentes Comunitárias de Saúde </li></ul><ul><li>Vila Esperança </li></ul><ul><li>02 Auxiliares </li></ul><ul><li>01 Agente Comunitária </li></ul>
  • 61. 02 - Unidade Saúde da Família – Alto Arroio <ul><li>01 Médico </li></ul><ul><li>01 Enfermeira </li></ul><ul><li>02 auxiliares de Enfermagem </li></ul><ul><li>03 Agentes Comunitárias de Saúde </li></ul><ul><li>Arroio de Dentro </li></ul><ul><li>01 Auxiliar de Enfermagem </li></ul><ul><li>02 Agentes Comunitárias de Saúde </li></ul><ul><li>Arroio do Rosa </li></ul><ul><li>01 Auxiliar de Enfermagem </li></ul><ul><li>01 Agente Comunitária de Saúde </li></ul>
  • 62. 03 - Unidade Saúde da Família – Nova Brasília <ul><li>02 Médicos </li></ul><ul><li>02 Enfermeiros </li></ul><ul><li>04 Auxiliares de Enfermagem </li></ul><ul><li>02 Médicos Especialistas (Pediatra e Ginecologista) </li></ul><ul><li>01 Dentista </li></ul><ul><li>09 Agentes Comunitárias de Saúde </li></ul>
  • 63. 04 - Unidade Saúde da Família – Vila Nova Alvorada <ul><li>01 Médico </li></ul><ul><li>01 Enfermeira </li></ul><ul><li>02 Médicos Especialistas (Ginecologista e Pediatra) </li></ul><ul><li>08 Agentes Comunitárias de Saúde </li></ul>
  • 64. 05 - Unidade Saúde da Família – Paes Leme <ul><li>01 Médico </li></ul><ul><li>01 Enfermeira </li></ul><ul><li>02 Auxiliares de Enfermagem </li></ul><ul><li>08 Agentes Comunitárias de Saúde </li></ul><ul><li>Médico Pediatra </li></ul><ul><li>01 Dentista que atende no CEO </li></ul><ul><li>01Auxiliar de consultório Odontológico </li></ul>
  • 65. 06 - Unidade Saúde da Família – Vila Santo Antônio <ul><li>01 Médico </li></ul><ul><li>01 Enfermeira </li></ul><ul><li>03 Auxiliares de Enfermagem </li></ul><ul><li>06 Agentes Comunitárias de Saúde </li></ul><ul><li>Vila Nova </li></ul><ul><li>02 Auxiliares </li></ul><ul><li>02 Agentes </li></ul>
  • 66. 07 - Unidade Saúde da Família – Campo da Aviação <ul><li>01 Enfermeira </li></ul><ul><li>01 Médico </li></ul><ul><li>03 Auxiliares de Enfermagem </li></ul><ul><li>08 Agentes Comunitárias de Saúde </li></ul><ul><li>02 Dentistas </li></ul><ul><li>01 Auxiliar de Consultório Odontológico </li></ul><ul><li>01 Médico Especialista </li></ul>
  • 67. 08 - Unidade Saúde da Família – Roça Grande <ul><li>01 Médico </li></ul><ul><li>01 Enfermeiro </li></ul><ul><li>01 Auxiliar de Enfermagem </li></ul><ul><li>03 agentes Comunitárias de Saúde </li></ul><ul><li>Boa Vista </li></ul><ul><li>01 Auxiliar de Enfermagem </li></ul><ul><li>02 Agentes Comunitárias de Saúde </li></ul><ul><li>Itapirubá </li></ul><ul><li>01 Dentista </li></ul><ul><li>01 Auxiliar de Consultório Odontológico </li></ul><ul><li>01 Auxiliar de Enfermagem </li></ul><ul><li>01 Agente Comunitária de Saúde </li></ul>
  • 68. 09 - Unidade Saúde da Família - Mirim <ul><li>01 Médico </li></ul><ul><li>01 Enfermeira </li></ul><ul><li>02 Auxiliares de Enfermagem </li></ul><ul><li>02 Agentes Comunitárias de Saúde </li></ul><ul><li>01 Dentista </li></ul><ul><li>01 Auxiliar de Consultório Odontológica </li></ul><ul><li>Morro do Mirim </li></ul><ul><li>01 Auxiliar </li></ul><ul><li>01 Agente Comunitária de Saúde </li></ul><ul><li>Campestre </li></ul><ul><li>05 Agentes Comunitárias de Saúde </li></ul><ul><li>01 Auxiliares </li></ul>
  • 69. 10 - Unidade Saúde da Família - Araçatuba <ul><li>01 Médico </li></ul><ul><li>01 Auxiliar de Enfermagem </li></ul><ul><li>02 Agentes Comunitárias </li></ul><ul><li>Ibiraquera </li></ul><ul><li>01 auxiliar de Enfermagem </li></ul><ul><li>04 Agentes Comunitárias de Saúde </li></ul><ul><li>Penhinha </li></ul><ul><li>01 Agente Comunitária de Saúde </li></ul><ul><li>01 Auxiliar de Enfermagem </li></ul>
  • 70. 11 - Unidade Saúde da Família - Guaiúba <ul><li>01 Médico </li></ul><ul><li>01 Enfermeira </li></ul><ul><li>01 Auxiliar de Enfermagem </li></ul><ul><li>04 Agentes Comunitárias de Saúde </li></ul>
  • 71. 12 - Unidade Saúde da Família - PAMM <ul><li>01 Enfermeira </li></ul><ul><li>01 Médico </li></ul><ul><li>02 Auxiliares de Enfermagem </li></ul><ul><li>07 Agentes Comunitárias de Saúde </li></ul>
  • 72. Prestadores de Serviços Saúde <ul><li>Laboratórios = 02 </li></ul><ul><li>Clínica Radiológica = 01 </li></ul>
  • 73. Secretaria Social <ul><li>Secretária; </li></ul><ul><li>Diretora; </li></ul><ul><li>Creches </li></ul><ul><li>PETI; </li></ul><ul><li>Conselho Tutelar; </li></ul><ul><li>Esiije; </li></ul><ul><li>Programa SENTINELA. </li></ul>
  • 74. Atores Câmara de Vereadores <ul><li>Mesa Diretora; </li></ul><ul><li>Membros das Comissões Especiais; </li></ul><ul><li>Todos os Vereadores que tenham interesse em participar. </li></ul>
  • 75. Atores Envolvidos Governo do Estado Saúde <ul><li>Secretário de Saúde; </li></ul><ul><li>Diretor; </li></ul><ul><li>.... </li></ul>
  • 76. Atores Envolvidos Governo do Estado Educação <ul><li>Secretário; </li></ul><ul><li>Diretores; </li></ul><ul><li>Professores; </li></ul>
  • 77. Atores Envolvidos Governo do Estado Fundação Social <ul><li>Presidente; </li></ul><ul><li>Diretor; </li></ul>
  • 78. Patrocinadores <ul><li>Governo do Estado: 30% </li></ul><ul><li>Governo Municipal: 40% </li></ul><ul><li>Câmara de Vereadores: 10% </li></ul><ul><li>Iniciativa Privada: 20% </li></ul>
  • 79. Projeto Saúde na Escola <ul><li>Detalhar Passo a Passo a execução do Projeto, tendo como primeiro procedimento os Exames Clínicos . </li></ul>
  • 80. Primeiro Passo <ul><li>Definição dos locais a serem utilizados como Consultórios: </li></ul>
  • 81. Segundo Passo <ul><li>Prover o ambiente a ser utilizado como consultório de: </li></ul><ul><li>Móveis; </li></ul><ul><li>Cama; </li></ul><ul><li>Aparelhos de Pressão; </li></ul><ul><li>... </li></ul>
  • 82. Terceiro Passo <ul><li>Obter autorização dos responsáveis pelos alunos para execução dos procedimentos – Documento embasado em lei; </li></ul><ul><li>Obs.: Responsável pela elaboração (Procuradoria do Município) </li></ul>
  • 83. Quanto Passo <ul><li>Elaborar questionário para obter histórico de saúde dos ALUNOS com objetivo estatísticos. </li></ul><ul><li>Exemplo: </li></ul><ul><li>Você já fez consulta com algum médico antes? </li></ul><ul><li>Você já fez exames laboratoriais antes? </li></ul><ul><li>... </li></ul><ul><li>Obs.: Deverá ser criado por profissional da Saúde. </li></ul>
  • 84. Quinto Passo <ul><li>Período matutino </li></ul><ul><li>Início do Atendimento = </li></ul><ul><li>Término do Atendimento = </li></ul><ul><li>Período Vespertino </li></ul><ul><li>Início do Atendimento = </li></ul><ul><li>Término do Atendimento = </li></ul><ul><li>Obs.: Deverá ser definido pelas Secretárias de Educação, Saúde e Social. </li></ul>
  • 85. Sexto Passo <ul><li>Definir critério de quais Alunos irão ser atendidos primeiro. </li></ul><ul><li>Sugestão: </li></ul><ul><li>Por série e por ordem Alfabética? </li></ul><ul><li>Obs.: Deverá ser definido entre as Secretárias de Educação, Saúde e Social. </li></ul>
  • 86. Sétimo Passo <ul><li>Identificação das Potencialidades </li></ul><ul><li>Obs.: Serão identificados pelos profissionais de Saúde. </li></ul>
  • 87. Oitavo Passo <ul><li>Identificação de possíveis Gargalos </li></ul><ul><li>Obs.: Deverão ser identificados pelos profissionais de Saúde. </li></ul>
  • 88. Nono Passo <ul><li>Divulgação do Programa para os responsáveis pelos Alunos. (CORPO DOCENTE). </li></ul><ul><li>Obs.¹ Deverá primeiro haver reuniões com os Diretores das Escolas, juntamente com alguns profissionais da Saúde: Médico e Psicólogo. </li></ul><ul><li>Obs.² Datas em que ocorrerão as reuniões. </li></ul>
  • 89. Décimo Passo <ul><li>Divulgação do Programa para os Alunos. </li></ul><ul><li>Obs.¹ Quando ocorrerá? </li></ul>
  • 90. Banco de Dados <ul><li>Deverá estar pronto até o início da execução do programa. </li></ul><ul><li>Obs.¹ Comprar equipamentos adequados; </li></ul><ul><li>Obs.² Treinar os profissionais que irão digitar as informações; </li></ul>
  • 91. Encaminhamentos: <ul><li>O Médico responsável, após examinar minuciosamente os Alunos deverá anotar em documento próprio, quais medidas deverão ser tomadas, tipo: </li></ul><ul><li>Encaminhar para quaisquer especialistas; </li></ul><ul><li>Encaminhar para quaisquer exames; </li></ul><ul><li>Obs.¹ Deverá ser adotado o critério cronológico, com exceção dos atendimentos urgência. </li></ul>
  • 92. Mensagem Final <ul><li>Espero poder contar com o apoio de todos os envolvidos no sucesso deste programa, que julgo significar o grande passo para alcançarmos a excelência em aprendizagem e saúde de nossas crianças. </li></ul><ul><li>Este projeto sendo implantado na totalidade de sua concepção dará a essa geração a oportunidade de modificar a triste realidade de tantas gerações passadas, pois terão condições físicas e psíquicas para construírem seu futuro. </li></ul><ul><li>Conto com todos e boa sorte! </li></ul><ul><li>José Roberto Martins </li></ul><ul><li>Prefeito Municipal </li></ul>
  • 93. Projeto Alimentação Especial <ul><li>Projeto detalhado </li></ul>
  • 94. Projeto Cidadania <ul><li>Projeto detalhado: </li></ul>

×