Your SlideShare is downloading. ×
Museu Universitário - Planejamento Estratégico
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Museu Universitário - Planejamento Estratégico

2,824
views

Published on

5º fase, Trabalho apresentado para disciplina de Planejamento Estratégico em Unidades de Informação, ministrada pela professora Marília Damiani.

5º fase, Trabalho apresentado para disciplina de Planejamento Estratégico em Unidades de Informação, ministrada pela professora Marília Damiani.

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,824
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
50
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências da Educação – Curso de Biblioteconomia CIN 5016 – Gestão Estratégica em Unidades de Informação – Marília Damiani Florianópolis, 23 de junho de 2010. Seminário Acadêmicas Daniela Capri Isadora Garrido Renata Duarte Scheila Conrado Planejamento Estratégico do Museu Universitário da UFSC
  • 2.
    • O museu é uma instituição pública dedicada à preservação e interpretação das primeiras evidências humanas tangentes e de seu ambiente. Na preservação destas evidências primárias, o museu difere notadamente da biblioteca, com a qual é geralmente comparado, uma vez que os itens do museu são geralmente únicos e constituem material cru de estudo e pesquisa . (Britannica.com)
    • Propósitos:
      • Serve como local recreativo, escolar ou recursos educacionais;
      • Contribuir com a qualidade de vida das áreas onde estão situados;
      • Atrai turismo para uma região;
      • Preserva e Interpreta alguns aspectos materiais da consciência cultural de uma sociedade.
    Scheila – Museu enquanto unidade de informação
  • 3.
    • O Museu Universitário pode ajudar à sua comunidade a evidenciar as transformações na educação superior e nos processos de conhecimento e sua contextualização social.
    • O Museu Universitário pode ser considerado um tipo de unidade de informação uma vez que mantém um canal de comunicação com seu público e contribui para uma maior compreensão do passado e da história pelo seu povo. No entanto, para que esta unidade de informação se firme e seja reconhecida pela sociedade, é preciso que ela seja considerada como elemento de valor na cultura a qual está inserida.
    Scheila – Museu enquanto unidade de informação
  • 4. Daniela – Museu Universitário da UFSC - Histórico
  • 5.
    • O museu foi criado a partir do antigo Instituto de Antropologia, idealizado e implantado pelo professor Oswaldo Rodrigues Cabral como um espaço propício às atividades de pesquisa na área de Antropologia.
    • O UM/UFSC também criou o Núcleo de Estudos Museológicos (NEMU) que, em parceria com a Fundação Catarinense de Cultura, envolveu-se na capacitação de pessoal que trabalha nos museus localizados em vários municípios catarinenses.
    Daniela – Museu Universitário da UFSC - Histórico
  • 6.  
  • 7.  
  • 8.  
  • 9.
    • Projetos apresentados à Fundação VITAE
    • (fomentados através do Programa de Apoio a Museus)
      • 1997 - Acondicionamento das obras de arte sobre papel da Coleção “Profa. Elizabeth Pavan Cascaes”
      • 2002 - Sistema de Acondicionamento e Armazenamento do Acervo Arqueológico do Museu Universitário/UFSC
      • 2003 - Projeto de conservação e Restauração da Coleção Profa  Elizabeth Pavan Cascaes e Coleção Tom Wild.
      • 2005 - Inventário e Estudo Técnico do Acervo Aqueológico do Museu Universitário Professor Oswaldo Rodrigues Cabral.
    Daniela – Museu Universitário da UFSC - Histórico
  • 10.  
  • 11.  
  • 12.  
  • 13.  
  • 14.  
  • 15.
    • Entrevista com a colaboradora, Viviane Wermelinger (museóloga).
    • Instituição pública vinculada à Universidade Federal de Santa Catarina, e situa-se na Pró-Reitoria de Cultura e Extensão, tendo como órgão suplementar a Secretaria de Cultura e Arte (SecArte) também vinculada à UFSC
    • Missão do Museu Universitário UFSC:
      • [...] pesquisar, produzir e sistematizar o conhecimento interdisciplinar sobre populações pré-coloniais, coloniais, indígenas e ações museológicas, visando a ampla compreensão da realidade, a partir da região na qual está inserido, refletindo criticamente sobre a diversidade sociocultural.
    Renata – Planejamento Estratégico do Museu Universitário da UFSC
  • 16.
    • Reformas estruturais, acervo está temporariamente indisponível.
    • No entanto, tem se mobilizado de outras maneiras, promovendo discussões, palestras e mesas redondas sobre museologia, no âmbito acadêmico.
    • Visitas técnicas eram permitidas, mas em função das obras, este serviço não é oferecido desde 2002.
    • Ultimamente o museu tem atendido à comunidade acadêmica e de pesquisa no âmbito de graduação, mestrado e doutorado nas áreas de geografia, história, design, antropologia e cinema.
    Renata – Planejamento Estratégico do Museu Universitário da UFSC
  • 17. Renata – Planejamento Estratégico do Museu Universitário da UFSC Organograma do Museu Universitário da UFSC Diretoria Divisão de Museologia Divisão de Pesquisa Centro de Doc. e Arquivo Reserva Técnica Arqueologia Etnologia Indígena Cultura Popular/Migração
  • 18.
    • Parcerias e convênios
      • Fundação Catarinense de Cultura
      • Costão do Santinho
      • Ministério da Cultura (MINC)
      • Fundação Franklin Cascaes
    • Planejamento Estratégico do Museu Universitário: plano museológico nacional que vigora através da Lei 11.904 de 14 de janeiro de 2009, instituindo o Estatuto de Museus e regulamentando a Política Nacional de Museus, criado pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) do Ministério da Cultura.
    Renata – Planejamento Estratégico do Museu Universitário da UFSC
  • 19.
    • Plano Museológico
    • Seção III, Artigo 44: “É dever dos museus elaborar e implementar o Plano Museológico”.
    • Artigo 45:
        • O Plano Museológico é compreendido como ferramenta básica de planejamento estratégico , de sentido global e integrador, indispensável para a identificação da vocação da instituição museológica para a definição, o ordenamento e a priorização dos objetivos e das ações de cada uma de suas áreas de funcionamento, bem como fundamenta a criação ou a fusão de museus, constituindo instrumento fundamental para a sistematização do trabalho interno e para a atuação dos museus na sociedade. (BRASIL, 2009, grifo nosso)
    Renata – Planejamento Estratégico do Museu Universitário da UFSC
  • 20. Isadora – Algumas Considerações
    • Pontos positivos:
      • Pertencer à comunidade da UFSC, que é uma comunidade estabelecida;
      • O seu acervo, que foi convidado para o ciclo de exposição Brasil 500 anos em 2000, tendo como “prata da casa” a coleção Franklin Cascaes doada pelo próprio, enquanto ainda era vivo;
      • O banco de dados, que facilita a pesquisa para usuários especializados;
      • A Reserva Técnica, que é o local de cuidado e restauro de materiais, bem como de conservação de material lítico;
      • O importante papel desempenhado pela museóloga, como gestora da instituição e como profissional adequada a defender seus interesses.
  • 21. Isadora – Algumas Considerações
    • Fraquezas internas:
    • a) A falta de um espaço físico para as exposições e acomodações das peças, uma vez que o principal canal de comunicação do museu com o público é o seu acervo.
    • b) O banco de dados, que não está inteiramente online e nem com todo o acervo disponível para consulta;
    • c) O centro de documentação, que tem um acervo pertinente à comunidade e ainda não faz parte do sistema de bibliotecas da UFSC.
  • 22. Isadora – Algumas Considerações
    • Ameaças externas:
    • Dentro do organograma da UFSC, o museu está situado na Secretaria de Cultura e Arte.
    • Competição direta por recursos com: a Editora da UFSC (EdUFSC), o Departamento Artístico Cultural (DAC), o Núcleo de Estudos Açorianos (NEA), o Núcleo de Estudos Museológicos (NEMU) e o Projeto Fortalezas.
    • Oportunidades externas:
    • Editais voltados para contemplação de projetos para museus, tendo como exemplo o Programa de Apoio a Museus/VITAE como agente financiador, que oferece ‘recursos pontuais’ para a compra de materiais voltados às atividades de caráter permanente, da própria infra-estrutura do museu.
  • 23. Isadora – Algumas Considerações
    • O Planejamento Estratégico do Museu Universitário:
    • Seguir o plano museológico e finaliza-lo até 2011 (não é opcional, mas sim obrigatório). A partir disso, questionamentos poderiam surgir sobre o fato de a Lei de Planejamento Museológico ser ou não limitante aos museus.
    • Atualmente, as questões de planejamento estratégico do Museu Universitário estão adiadas até que aconteça a finalização das obras de infra-estrutura e a sua inauguração.
  • 24.
    • Assim, as exposições começarão no novo prédio, e o museu terá mais visibilidade, articulação e competitividade com os outros núcleos culturais, disponibilizando de espaços multimídia e o retorno das visitas guiadas com caráter educativo.
    • No entanto, um estudo mais aprofundado sobre a cultura organizacional e as políticas compreendidas dentro do organograma da UFSC demandaria mais tempo e uma convivência maior e mais participativa dentro desta unidade de informação.
    Isadora – Algumas Considerações
  • 25. REFERÊNCIAS
    • BRASIL. Lei nº 11.904, de 14 de janeiro de 2009. Institui o Estatuto de Museus e dá outras providências. Disponível em: <http://www1.museus.gov.br/IBRAM/PAG/legislacao_detalhe.asp?cn=32>. Acesso em 21 jun. 2010.
    • INSTITUTO BRASILEIRO DE MUSEUS-IBRAM. Desenvolvido pelo Ministério da Cultura 2009-2010. Disponível em: <http://www1.museus.gov.br/>. Acesso em: 21 jun. 2010.
    • MUSEU UNIVERSITÁRIO OSWALDO RODRIGUES CABRAL. Desenvolvido pela Universidade Federal de Santa Catarina,2010. Disponível em: <http://www.museu.ufsc.br/>. Acesso em: 21 jun. 2010.