Your SlideShare is downloading. ×
0
O escudo   voz da verdade
O escudo   voz da verdade
O escudo   voz da verdade
O escudo   voz da verdade
O escudo   voz da verdade
O escudo   voz da verdade
O escudo   voz da verdade
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

O escudo voz da verdade

115

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
115
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
12
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. O ESCUDO Cantor: Voz da Verdade
  • 2. Por toda a minha vida, Ó senhor, te louvarei Pois meu fôlego é a tua vida, E nunca me cansarei Posso ouvir a tua voz, É mais doce do que o mel Que me tira desta cova, e me leva até o céu
  • 3. Já vi fogo e terremotos, vento forte que passou Já vivi tantos perigos, mas tua voz me acalmou Tu dás ordem às estrelas, e ao mar os seus limites Eu me sinto tão seguro, no teu colo, oh, altíssimo
  • 4. Não há ferrolhos, nem portas que se fechem Diante da tua voz Não há doenças, nem culpa Que fiquem de pé diante de nós. E a tempestade se acalma Na voz daquele que tudo criou Pois sua palavra é pura Escudo para os que nele crêem.
  • 5. Já vi fogo e terremotos, vento forte que passou Já vivi tantos perigos, mas tua voz me acalmou Tu dás ordem às estrelas, e ao mar os seus limites Eu me sinto tão seguro, no teu colo, oh, altíssimo
  • 6. Não há ferrolhos, nem portas que se fechem Diante da tua voz Não há doenças, nem culpa Que fiquem de pé diante de nós. E a tempestade se acalma Na voz daquele que tudo criou Pois sua palavra é pura Escudo para os que nele crêem.
  • 7. Não há ferrolhos, nem portas que se fechem Diante da tua voz Não há doenças, nem culpa Que fiquem de pé diante de nós. E a tempestade se acalma Na voz daquele que tudo criou Pois sua palavra é pura Escudo para os que nele crêem.

×