Contábeis – 2012/01       Administração Geral            Aula 4 de 20          Santarém, BrasilQuarta-Feira, 29 de Feverei...
Contábeis – 2012/01                                       Aula anterior• Tema: Teorias Gerais da Administração (Parte 1) -...
Contábeis – 2012/01                             Aplicação• Numa empresa qualquer qual é a importância  do ambiente de trab...
Contábeis – 2012/01                           Assuntos de Hoje                                    Capítulo 3:             ...
Contábeis – 2012/01                     Comportamento Humano ou                         Behaviorismo (1)• Características ...
Contábeis – 2012/01                     Comportamento Humano ou                         Behaviorismo (2)• Voltando a Hawth...
Contábeis – 2012/01                      Comportamento Humano ou                          Behaviorismo (3)• Liderança     ...
Contábeis – 2012/01                     Comportamento Humano ou                         Behaviorismo (4)• Modelos de Líder...
Contábeis – 2012/01                     Comportamento Humano ou                         Behaviorismo (5)• Teorias X e Y de...
Contábeis – 2012/01                     Comportamento Humano ou                         Behaviorismo (6)         – Teoria ...
Contábeis – 2012/01                      Comportamento Humano ou                          Behaviorismo (7)• Modelo Gerenci...
Contábeis – 2012/01                      Comportamento Humano ou                          Behaviorismo (7)• Modelo Gerenci...
Contábeis – 2012/01                      Comportamento Humano ou                          Behaviorismo (7)• Modelo Gerenci...
Contábeis – 2012/01                      Comportamento Humano ou                          Behaviorismo (7)• Modelo Gerenci...
Contábeis – 2012/01                      Comportamento Humano ou                          Behaviorismo (7)• Modelo Gerenci...
Contábeis – 2012/01                      Comportamento Humano ou                          Behaviorismo (8)• Existem muitas...
Contábeis – 2012/01                     Comportamento Humano ou                         Behaviorismo (9)                  ...
Contábeis – 2012/01                           Outro Modelo de Líder    +                           Especialista           ...
Contábeis – 2012/01  Burocracia – Escola Burocrática (1)• Aparece como resposta, como complemento às duas  escolas que vim...
Contábeis – 2012/01  Burocracia – Escola Burocrática (2)• Burocracia:         – Maneira formal de se atender às necessidad...
Contábeis – 2012/01  Burocracia – Escola Burocrática (3)• Weber acreditava em 3 tipos de sociedade, destes derivam os 3  t...
Contábeis – 2012/01  Burocracia – Escola Burocrática (4)• Problemas do modelo de Weber:         – É algo ideal e dificilme...
Contábeis – 2012/01  Burocracia – Escola Burocrática (5)• Conseqüências do Sistema burocrático:         – Decisões central...
Contábeis – 2012/01                           Escola Estruturalista (1)• Não é uma nova teoria, busca conciliar o formal e...
Contábeis – 2012/01                           Escola Estruturalista (2)• Percebeu, assim como a escola Burocrática os  pro...
Contábeis – 2012/01                           Escola Estruturalista (3)• Conflitos (desempenho abaixo do desejado):       ...
Contábeis – 2012/01                           Escola Estruturalista (4)• A solução melhor para um conflito é dita “ganha- ...
Contábeis – 2012/01       Próxima Aula: 5 de 20 Dia 7 de Março de 2012, Quarta-                Feira    - Cap. 3: Teorias ...
Contábeis – 2012/01                           Bibliografia da Aula 4 (1)• Livros         – BATEMAN, T. & SNELL, S. Adminis...
Contábeis – 2012/01                           Bibliografia da Aula 4 (2)• Livros (cont.)         – SORIANO, F. A bola não ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

2012 02-29 - 04 de 20 - cap. 3 teorias gerais da administração (parte 2) - comportamento humano, burocracia e estruturalista - impressão

854

Published on

Aula 4 de 20 do curso de administração geral da faculdade de ciencias contábeis do IESPES, Santarém, Tapajós, Brasil

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
854
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
34
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "2012 02-29 - 04 de 20 - cap. 3 teorias gerais da administração (parte 2) - comportamento humano, burocracia e estruturalista - impressão"

  1. 1. Contábeis – 2012/01 Administração Geral Aula 4 de 20 Santarém, BrasilQuarta-Feira, 29 de Fevereiro de 2012
  2. 2. Contábeis – 2012/01 Aula anterior• Tema: Teorias Gerais da Administração (Parte 1) - Taylor, Fayol e Recursos e Comportamento Humanos (Behaviorismo)• Data: Quarta-Feira, 15 de Fevereiro de 2012• Pontos Principais: – Administração Científica (Taylorismo e Fordismo) Ambas • Divisão do trabalho; enfatizam a • Trabalhador vende seu tempo para o empregador; importância • Incentivo financeiro para os maiores produtores; da divisão de • Linha de montagem (produto se move não o operário); tarefas entre – Escola Clássica gestor e • Estrutura organizacional executor • Divisão formal entre planejador e executor – Relações Humanas ou Comportamental • Importancia do fator social e psicológico no trabalho, homens não são máquinas • Piramide de Maslow – quais os problemas? • Pode-se ser completamente realizado?Quarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 2
  3. 3. Contábeis – 2012/01 Aplicação• Numa empresa qualquer qual é a importância do ambiente de trabalho para a a obtenção de resultados?• E em uma fábrica (uma montadora), por exemplo?• Como um ambiente de trabalho ruim pode influenciar nos resultados??Quarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 3
  4. 4. Contábeis – 2012/01 Assuntos de Hoje Capítulo 3: Cap. 3 Teorias Gerais da Administração (Parte 2) – (Cont.) Comportamento Humano (Behavioristas), Burocracia e EstruturalistaQuarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 4
  5. 5. Contábeis – 2012/01 Comportamento Humano ou Behaviorismo (1)• Características Centrais – Comportamento Humano em qualquer situação é complexo e deve ser entendido como tal; – O homem, em geral, sofre influência direta do ambiente; – O ser humano tem necessidades, por exemplo, de segurança, aprovação, afeto, auto-realização, etc. que devem ser consideradas pelos gestores de pessoas;Quarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 5
  6. 6. Contábeis – 2012/01 Comportamento Humano ou Behaviorismo (2)• Voltando a Hawthorne – O resultado trabalho é influenciado pelo ambiente psicológico, não só por aquele físico; – Maior especialização não necessariamente leva à melhor resultado; – Deve-se considerar a influência do conteúdo e a natureza do trabalho;Quarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 6
  7. 7. Contábeis – 2012/01 Comportamento Humano ou Behaviorismo (3)• Liderança – Como se tornar chefe/líder/supervisor? • (Indicação) Política ou conhecimento dos donos; • Competência técnica; • Ser o dono do negócio; • Etc.; – Autoritarismo x Liderança • Existe um ruim e um bom? • No exército ou na polícia, por exemplo, uma liderança não autoritária funcionaria? • Todos os funcionários tem realmente capacidade de decidir?Quarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 7
  8. 8. Contábeis – 2012/01 Comportamento Humano ou Behaviorismo (4)• Modelos de Líder de Kurt Lewin – Autocrático; • Em geral centrado na tarefa; • Grupo superdependente e possibilidade de caos em eventos de afastamento; – Democrático; • Considerado, em grande parte dos casos, o ideal; • Em geral centrado nas pessoas; • Grupo independente, se o líder se afasta as coisas continuam fluindo; – Liberal (laissez-faire); • Nem mesmo tenta regular as ações ou busca medir os resultados; • Pouco opina, normalmente somente quando questioado;Quarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 8
  9. 9. Contábeis – 2012/01 Comportamento Humano ou Behaviorismo (5)• Teorias X e Y de McGregor – The Human side of Enterprise – O Comportamento do gestor é fortemente influenciado por suas idéias sobre os administrados; – Teoria X: • “O homem é avesso ao trabalho e o evitará sempre que possível”; • O trabalhador busca apenas recompensas salariais e afins, não está interessado em satisfação pessoal; • O trabalhador não tem ambição no cargo; • Não aceita mudanças, não tem autocontrole nem autosuficiência, não assume riscos e seus objetivos em geral são diferentes dos da organização; • É necessário ser enérgico senão, nada acontece; • A remuneração (para mais ou para menos) é a arma utilizada para fazer com que o trabalhador cumpra com os objetivos da empresa, os únicos que importam; • Extremo negativo (???);Quarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 9
  10. 10. Contábeis – 2012/01 Comportamento Humano ou Behaviorismo (6) – Teoria Y; • O trabalho é coisa natural, inerente ao ser humano, como o lazer e o descanso; • Pode ser fonte de satisfação e traz consigo os bônus e ônus financeiros; • Comportamentos semelhantes aos da Teoria X ão são inerentes e sim derivados de experiências passadas; • O trabalhador quer cooperar para que a organização atinja seus objetivos; • O trabalhador assume responsabilidade e mais, busca por maiores responsabilidades; • Tem autocontrole e autodisciplina e não precisa de supervisão constante; • A empresa tem que ser capaz de criar as condições necessárias para que o trabalhador externalize essas características inerentes;Quarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 10
  11. 11. Contábeis – 2012/01 Comportamento Humano ou Behaviorismo (7)• Modelo Gerencial de Blake e Mouton 1,9 9,9 alto Gerente 1,1 Não assume responsabilidade Não auxilia nem orienta Não toma iniciativas Pessoas médio 5,5 Não contribui com idéias Só transmite ordens Muito interessado em vantagens Não se envolve com nada 1,1 baixo 9,1 baixo médio alto ProduçãoQuarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 11
  12. 12. Contábeis – 2012/01 Comportamento Humano ou Behaviorismo (7)• Modelo Gerencial de Blake e Mouton 1,9 9,9 alto Gerente 9,1 Não é possível conciliar produção e pessoas Enfase na organização do trabalho Pessoas Trabalhador é só mais um recurso médio 5,5 Resultado está acima de tudo e precisa ser alcançado de qualquer maneira 1,1 baixo 9,1 baixo médio alto ProduçãoQuarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 12
  13. 13. Contábeis – 2012/01 Comportamento Humano ou Behaviorismo (7)• Modelo Gerencial de Blake e Mouton 1,9 9,9 alto Gerente 1,9 Não é possível conciliar produção e pessoas É bom proteger sempre as pessoas Pessoas médio 5,5 Relações humanas são o fim, não o meio Resultado é algo difícil e não depende da capacidade da equipe 1,1 baixo 9,1 baixo médio alto ProduçãoQuarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 13
  14. 14. Contábeis – 2012/01 Comportamento Humano ou Behaviorismo (7)• Modelo Gerencial de Blake e Mouton 1,9 9,9 alto Gerente 5,5 Problemas são resolvidos mediante intimidação e ameaça A equipe não é chamada a participar das decisões Pessoas médio 5,5 Produção e pessoas não são conciliáveis A comunicação com a equipe visa apenas destruir resistências e não 1,1 busca participação baixo 9,1 baixo médio alto ProduçãoQuarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 14
  15. 15. Contábeis – 2012/01 Comportamento Humano ou Behaviorismo (7)• Modelo Gerencial de Blake e Mouton 1,9 9,9 alto Gerente 9,9 Atenção simultânea a produção e às pessoas O grupo colabora nas decisões Pessoas médio 5,5 Organiza o trabalho Escolhe o indivíduo de acordo com o desempenho, o trabalhador executa aquilo em 1,1 que é melhor baixo 9,1 Estimula a criatividade da equipe Treina o pessoal baixo médio alto ProduçãoQuarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 15
  16. 16. Contábeis – 2012/01 Comportamento Humano ou Behaviorismo (8)• Existem muitas outras teorias que se encaixam nessa escola, dentre elas: – Teoria das necessidades humanas – Teorias da motivação • Maslow • ERC de Alderfer • McClelland • De Vroom ou da Expectativa • Herzberg ou dos dois fatoresQuarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 16
  17. 17. Contábeis – 2012/01 Comportamento Humano ou Behaviorismo (9) • Herzberg ou dos dois fatores – Internos ou Motivacionais » Responsabilidade, reconhecimento, realização; » Relacionados à satisfação no trabalho; » São intrínsecos à pessoa e estão ligados ao cargo/função; » Estão sob o controle do trabalhador e tem efeitos muito maiores que os Externos; – Externos ou higiênicos » Condições de trabalho, benefícios, salário, ambiente físico, etc.; » Relacionados à insatisfação (quando ausentes); » Em geral determinados pela empresa; » Se bons não aumentam a satisfação, se ruins causam insatisfação;Quarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 17
  18. 18. Contábeis – 2012/01 Outro Modelo de Líder + Especialista Coach AutoritárioConteúdo Ditador Político Facilitador - Capacidade de Gerir Pessoas +Quarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 18
  19. 19. Contábeis – 2012/01 Burocracia – Escola Burocrática (1)• Aparece como resposta, como complemento às duas escolas que vimos anteriormente (Clássica e Behaviorista): – Clássica: trata da produção diretamente, sem se preocupar com o lado humano; – Behaviorista ou Comportamental: trata do indivíduo pouco considerando as implicações deste como recurso; – Ambas negligenciam a empresa como um todo, a organização em si, assim surge a escola Burocrática • visa organizar, através da burocracia, e com a ajuda das escolas anteriores, organizações cada vez mais complexas; • Max Weber é seu principal ícone;Quarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 19
  20. 20. Contábeis – 2012/01 Burocracia – Escola Burocrática (2)• Burocracia: – Maneira formal de se atender às necessidades da organização dentro de padrões de racionalidade e eficiência;• Idealmente a burocracia de Weber assim se apresenta: – Divisão do trabalho; – Hierarquia de autoridade; – Seleção Formal (qualificação técnica, treinamento, educação); – Regras e regulamentos formais (uniformidade nas ações); – Impessoalidade: não se distingue funcionário, regras valem para todos; – Orientação de carreira: gerentes não são os donos, são trabalhadores e recebem salários como qualquer outro, seguem assim suas carreiras;Quarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 20
  21. 21. Contábeis – 2012/01 Burocracia – Escola Burocrática (3)• Weber acreditava em 3 tipos de sociedade, destes derivam os 3 tipos de autoridade por ele teorizados; – Carismática; • Líder admirado; • Autoridade na pessoa do líder, não pode ser herdada (ditadores, por exemplo); – Tradicional; • Líder familiar; • Confiança na tradição de gerações; • Poder pode ser herdado (reis, por exemplo); – Legal, racional ou burocrática • É o tipo mais comum em organizações do tipo burocrático; • Os comandados o aceitam em virtude de entenderem que ele preenche os requisitos necessários para comandar; • A autoridade vem acompanhada de uma grande carga de responsabilidade; • Formalidade, impessoalidade e profissionalismo;Quarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 21
  22. 22. Contábeis – 2012/01 Burocracia – Escola Burocrática (4)• Problemas do modelo de Weber: – É algo ideal e dificilmente alcançado na realidade; – Tende-se a despersonalizar o relacionamento entre as pessoas; – Excesso de formalismo e papelada e conseqüente morosidade nas decisões; – Propensão dos trabalhadores a usarem a burocracia como escudo, problemas de atendimento: • “esse problema não é meu” • “eu só trabalho aqui”; – Resistência feroz à mudança; – Dentre outros;• O ABC da Burocracia;Quarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 22
  23. 23. Contábeis – 2012/01 Burocracia – Escola Burocrática (5)• Conseqüências do Sistema burocrático: – Decisões centralizadas causando morosidade; – Funcionários tendem a cumprir somente o que diz a regra, esquivam-se de decidir e causam problemas com a clientela; – O exterior é visto como ameaça e não como Stakeholder, a organização age em defesa própria; – Burocracia virou sinônimo de ineficiência;• Aparecimento da organização informal e consequentes conflitos;• A melhor forma de desburocratizar: delegar poder.Quarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 23
  24. 24. Contábeis – 2012/01 Escola Estruturalista (1)• Não é uma nova teoria, busca conciliar o formal e o informal dentro da organização e em sua interação com o ambiente externo;• A escola distingue dois modos básicos de organização: – Racional: • Organização é um sistema fechado; • Concebido racionalmente para buscar certeza e previsibilidade; • Busca da Eficiência através do planejamento e controle; – Natural: • Organização é um sistema aberto; • Conjunto de partes interdependentes e interabrangentes que se ligam entre si e com o ambiente externo; • Busca sobreviver e não se tem certeza sobre seu funcionamento em virtude da influencia externa, conseqüentemente aparece a organização informal;Quarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 24
  25. 25. Contábeis – 2012/01 Escola Estruturalista (2)• Percebeu, assim como a escola Burocrática os problemas da abordagem clássica;• Percebeu também os problemas da escola Burocrática, em especial o surgimento das organizações informais;• Busca eliminar esses “buracos” através da abordagem da organização como um todo (não somente a parte formal desta);• Por fim esta escola considera que a empresa é apenas uma das milhares de organizações presentes na sociedade e que, portanto, deve levar em consideração as possíveis interações com esta sociedade, com as empresas e pessoas que a circundam;Quarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 25
  26. 26. Contábeis – 2012/01 Escola Estruturalista (3)• Conflitos (desempenho abaixo do desejado): – Escola Clássica: inexistentes, empresa e empregado tem objetivos harmônicos (não concorrentes); – Behaviorista: a harmonia deve ser preservada e conflitos devem ser conciliados e resolvidos; – Estruturalista: conflitos são os nascedouros da inovação e da melhoria, são geradores de mudança e do desenvolvimento organizacional; • São partes da organização; • Detectar erros; • Aprender e melhorar; • São úteis e podem ser construtivos; – Podem ser: Individuais, Intraorganizacionais ou Interorganizacionais;Quarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 26
  27. 27. Contábeis – 2012/01 Escola Estruturalista (4)• A solução melhor para um conflito é dita “ganha- ganha”, a soluções “ganha-perde” ou “perde- perde” são muito comuns porém, claramente, não são ideais;• Visão do cliente x Visão Departamental – quem resolve o quê?• Estudou organizações em geral, não só fábricas (igrejas, comércios, serviços, militares, etc.);• Considera-se o estruturalismo como uma fase de transição para a Escola de Sistemas;Quarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 27
  28. 28. Contábeis – 2012/01 Próxima Aula: 5 de 20 Dia 7 de Março de 2012, Quarta- Feira - Cap. 3: Teorias Gerais da Administração (parte 3): Administração Por Objetivos,Desenvolvimento Organizacional e ContingênciaTerça,-feira 09/08/2011 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 28
  29. 29. Contábeis – 2012/01 Bibliografia da Aula 4 (1)• Livros – BATEMAN, T. & SNELL, S. Administração Novo Cenário Competitivo. 1ª Ed., São Paulo, Atlas, 2006. • Capítulo 1 – MOTTA, Fernando Cláudio Prestes; VASCONCELOS, Isabella Francisca Gouveia de. Teoria geral da administração. 3ª ed., São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2002. • Capítulos de 2, 3 e 5. – OLIVEIRA, Djalma de Pinho de Rebouças. Teoria Geral da Administração. São Paulo, Atlas, 2008. • Capítulos 5, 6, 7 e 8 – RIBEIRO, Antônio de Lima. Teorias da administração. São Paulo: Saraiva, 2004. • Capítulos 6 a 8.Quarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 29
  30. 30. Contábeis – 2012/01 Bibliografia da Aula 4 (2)• Livros (cont.) – SORIANO, F. A bola não entra por acaso, 1ª Ed., São Paulo, Larousse, 2010.• Websites – http://exame.abril.com.br/revista- exame/edicoes/1009/noticias/harley-davidson-de-volta-a- estrada?page=2&slug_name=harley-davidson-de-volta-a- estrada – http://exame.abril.com.br/revista- exame/edicoes/1001/noticias/a-ressaca- acabou?page=3&slug_name=a-ressaca-acabou – Esta e todas as apresentações estão disponíveis em: slideshare.net/dodandreaQuarta-feira, 29/02/2012 Administração Geral - Fernando Monteiro D’Andrea 30
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×