O Despertar – 8370 – 6.01.2006

  • 1,646 views
Uploaded on

Versão integral da edição n.º 8322 do semanário “O Despertar”, que se publica em Coimbra. Primeira edição de 2006. Ao tempo dirigido por Fausto Correia. Jornal fundado em 1917. 6.01.2006. …

Versão integral da edição n.º 8322 do semanário “O Despertar”, que se publica em Coimbra. Primeira edição de 2006. Ao tempo dirigido por Fausto Correia. Jornal fundado em 1917. 6.01.2006.

Visite outros sítios de Dinis Manuel Alves em www.mediatico.com.pt ,
www.youtube.com/mediapolisxxi, www.youtube.com/fotographarte, www.youtube.com/tiremmedestefilme, www.youtube.com/discover747 ,
http://www.youtube.com/camarafixa, , http://videos.sapo.pt/lapisazul/playview/2 e em www.mogulus.com/otalcanal
Ainda: http://www.mediatico.com.pt/diasdecoimbra/ , http://www.mediatico.com.pt/redor/ ,
http://www.mediatico.com.pt/fe/ , http://www.mediatico.com.pt/fitas/ , http://www.mediatico.com.pt/redor2/, http://www.mediatico.com.pt/foto/yr2.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/foto/index.htm , http://www.mediatico.com.pt/luanda/ ,
http://www.biblioteca2.fcpages.com/nimas/intro.html

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,646
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
4
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. COBRIAGEM – NIQUELAGEM CROMAGEM – ZINCAGEM SERRALHARIA CIVIL SOLDADURAS A ELECTROGÉNEO AUTOGÉNEO E ALUMÍNIO REPARAÇÃO DE JANTES EM FERRO E ALUMÍNIO Director: Fausto Correia Director-Adjunto: António Carlos de Sousa INSTALAÇÕES PRÓPRIAS: FUNDADO EM 1917 RELVINHA SEMANÁRIO REPUBLICANO INDEPENDENTE PORTE PAGO Telef. e Fax: 239 825 294 3020-365 COIMBRA Sexta feira • 6 de Janeiro de 2006 • Ano 88 • N.º 8370 – 0,50 Í N D I C E Coimbra Pág. 2 e 3 Regional Pág. 4 Internacional Pág. 6 Nacional Pág. 7 Geral 10 Econom. & Neg. Pág 11 Opinião Pág. 12 Desporto Pág. 13 Em Foco Pág. 14 Televisão Pág. 15 2005 EM REVISTA REPORTAGEM Mata do Choupal recebe cerca de 100 mil visitantes por ano Página 5 Balanço dos meses de Setembro a Dezembro nas páginas centrais Projecto do Hospital Pediátrico em remodelação Página 3 ACIC divulga hoje vencedores “Semana da Chanfana” anima do Sorteio de Natal Poiares a partir do dia 13 Página 14 Última página
  • 2. 2 06/01/06 COIMBRA Falando de Ceira... e não só! João Baptista Efeméride(s) Banda Filarmónica Duarte, Adrião Duarte, Angelo dos Ano Novo Em 1926 paroquiava a freguesia de Ceira Santos, Joaquim Jorge, Joaquim Antunes, Por motivo da entrada do Ano Novo, um sacerdote que bem conheci. Homem Urbano dos Reis, Hermínio Lopes, trocaram-se afectuosos cumprimentos inteligente, com a experiência ganha de, no Manuel Simões, Manuel Antunes, José entre as autoridades civis e militares e a exercício das suas funções ter acom- Pereira e José Nunes. direcção da Associação dos Artistas panhado a transição política de 1910, Já lá vão 80 anos. O Grupo teve que cumprimentou o socio benemerito de tão perspectivava um futuro de progresso vencer, ao longo destas oito décadas, util instituição mutualista, sr. General continuado sem se limitar ao múnus muitas dificuldades, ultrapassar um sem Gomes de Sousa, ilustre comandante da especifico da sua presença na paróquia. numero de obstáculos, mas conseguiu II Região Militar. É deste espirito aberto, cultural- sempre sobreviver em virtude da manu- Naquele dia todos s edifícios içaram mente evoluído, que nasce em 6 de Janeiro tenção viva do espirito com que foi criado. nas suas fachadas, que á noite iluminaram, de 1926 o então denominado Grupo Durante muitos anos, por não a bandeira nacional. possuir instalações próprias, viveu da A torre da Universidade repicou por Musical de Ceira constituído exclu- vezes festivamente, nos quarteis da sivamente por músicos da freguesia de que disponibilidade de espaços particulares guarnição da cidade realizaram-se as o Padre Campos assume a regência e gentilmente cedidos. percorrido desde então,pois a falta de mente têm sido introduzidas significativas benfeitorias, onde os associados encon- costumadas demonstrações de regosijo e especialmente destinado a dar brilho às Finalmente, em 1981 ingressa na apoios, a dificuldade de encontrar a P ., como é da praxe em dias de feriado .S.P festas religiosas da freguesia. Casa do Povo de Ceira e em 17 de dirigentes capazes, foram escolhos tram espaços de convívio, onde se nacional, fez serviço de grande uniforme. Acompanharam-no Apolino Pe- Setembro de 1988 gera-se a fusão entre o colocados numa caminhada que vive nos promovem espectáculos de variada O dia apresentou-se dum vivificante reira, José Maria Pereira, José Lopes, Grupo Musical de Ceira e o Centro de dias de hoje horas de justificada satisfação. natureza e onde funciona com perfeita sol, por que na cidade se notou um grande Isaías Santiago, José Santiago, António Instrução e Recreio de Ceira, que havia Não só pela provecta idade que regularidade uma escola de música, que movimento em todas as suas arterias, Joaquim, Joaquim Justo, Manuel Nunes, nascido em 1949, de que resultou a actual atinge, mas também e muito especialmente sob a direcção artística do maestro Miguel nomeadamente no lindo jardim da Cidade Francisco Luís, Manuel Luís, Cons- Associação Recreativa e Musical de Ceira. por ter há alguns anos passado a ser Pinto, ocupa 40 elementos, sendo 11 do e outros locais aprazíveis. tantino Basílio, Angelo Basilio, Joaquim Também não foi fácil o caminho dirigida por um grupo de homens que com sexo feminino, cujas idades lhe conferem grande espirito de sacrifício, muita a razão de ser uma das Bandas mais dedicação, vêm disponibilizando horas do jovens em actividade. 6 de Janeiro de 1937 seu descanso na luta desinteressada pelo Oitenta anos volvidos a Banda bem da Associação. Uma verdadeira Filarmónica continua a ser um grupo que equipa, trabalhando em bloco num am- leva e dignifica o nome de Ceira em todos JUÍZOS CÍVEIS biente sadio que pessoalmente já tive o os muitos locais onde a sua actividade a gosto de apreciar.. conduz. DE COIMBRA É brilhante o historial da Banda Merece o respeito e a solidariedade Filarmónica de Ceira. São centenas as de todos aqueles que gostam desta terra e 5.º Juízo Cível participações em festivais, em festas quer que, em todas as áreas, lutam afinca- profanas quer religiosas e, entre estas, a habitual presença nas procissões em honra damente por torná-la uma freguesia onde cada dia se torne mais agradável viver. ANÚNCIO da Rainha Santa Isabel. 2.ª PUBLICAÇÃO Membro fundador da Federação de Junta de Freguesia Filarmónicas do Distrito de Coimbra, em Tivemos conhecimento da realização de Processo: 178/2000 Janeiro de 2001 é condecorada pela uma reunião, em 12 de Dezembro, para a Requerente: Maria Isabel da Câmara Municipal de Coimbra com a qual a Junta de Freguesia de Ceira Conceição Pinto Sousa Interessado: Carlos Augusto medalha de Mérito Cultural. convocou as colectividades e agrupa- Pinto e Outros Possui uma sede, onde gradual- mentos da freguesia com o fim de promover Inventariada: Lucília de Jesus a coordenação das actividades culturais, recreativas e desportivas a terem lugar Correm éditos de 20 dias para durante o ano de 2006. citação dos credores desconhecidos que gozem de garantia real sobre os bens Uma iniciativa de louvar e que merece abaixo indicados, para reclamarem o a boa atenção de todos os grupos que se pagamento dos respectivos créditos pelo acham envolvidos com trabalhos nas produto de tais bens, no prazo de 15 dias, referidas áreas. findo o dos éditos, que se começará a Sabemos ainda que se encontra contar da data da segunda e última marcada para o dia 10 de Fevereiro uma publicação do anúncio. Bens: nova reunião a ter lugar na sede do Centro IMÓVEL 1 da Boiça. - UMA CASA VELHA DE HABITAÇÃO DE R/C E 1.º ANDAR, COM ÁREA DE 48M2, SITA EM PORTELA, FREGUESIA DE SANTO ANTÓNIO DOS OLIVAIS, CONCELHO DE VENDE-SE COIMBRA, CONFRONTANDO A NORTE COM D. ANTÓNIO DE BOURBON, SUL COM BMW 316i BAUR (Cabriolet) ESTRADA, DO NASCENTE COM D. OCTÁ- 1990 - Particular VIO MARINI E DO POENTE COM O PRÓPRIO, INSCRITO NA MATRIZ PREDIAL URBANA SOB O ART.º 674.º E NÃO DESCRITA NA CONSERVATÓRIA DO REGISTO PREDIAL DE COIMBRA, COM VALOR MATRICIAL DE EUROS: 312.447,00. IMÓVEL 2 - UMA CASA VELHA DE HABITAÇÃO DE R/C, COM ÁREA DE 64 M2, SITA EM PORTELA, FREGUESIA DE SANTO AN- TÓNIO DOS OLIVAIS, CONCELHO DE Livro de Revisões COIMBRA, A CONFRONTAR DO NORTE Recentemente inspeccionado COM D. ANTÓNIO DE BOURBON, DO e Revisto na BONCAR - Leiria SUL COM ESTRADA, DO POENTE COM de Garagem JOAQUIM GONÇALVES, INSCRITO NA MATRIZ PREDIAL URBANA SOB O ART.º Excelente Estado 675.º E NÃO DESCRITA NA CONSER- VATÓRIA DO REGISTO PREDIAL DE Tlm. 914 313 979 COIMBRA, VALOR MATRICIAL DE EUROS: 356,86. Coimbra, 19-12-2005 N/Referência: 1212093 O Juiz de Direito, Luís Cravo O Oficial de Justiça, Maria Martins Oliveira “O Despertar” N.º 8370, 06/01/06 “O Despertar” N.º 8370, 06/01/06 Redacção e Administração: Denominação Social: Oficinas Gráficas: ANTÓNIO DE SOUSA (HERDEIROS), LDA. Composição, Montagem e Rua Pedro Roxa, 7-1.º Rua Pedro Roxa, 27 a 31 Impressão nas Oficinas Tel. 239 85 27 10/11/12 - Fax 239 852 719 Contrib. N.º 502 137 258 - Cap. Social: 7.481,97 Euros Tel. 239 85 27 10/11/12 Gráficas de “O Despertar” SEMANÁRIO Jornalistas: Gerência: Fax 239 85 27 19 Tiragem média no mês de (Sai às sextas feiras) António Carlos de Sousa - CP n.º TE-951 Lúcia Maria Sousa Correia Dezembro 15.000 Exemplares Número de Registo 100117 Zilda Monteiro - CP n.º 7937 e José Carlos Antunes Email: despertar@netc.pt
  • 3. COIMBRA 06/01/06 3 Novas instalações vão servir 12 mil utentes Execução da obra do Pediátrico Extensão de saúde de Celas Novo calendário na antiga sede da PIDE só depois de Março O novo calendário para a calendário previsto” . polícia política da ditadura acolhe os Esta situação provisória, que se Contudo, logo que “os problemas A extensão do Centro de profissionais de saúde desta extensão prolongou por pouco mais de um ano, execução da obra do técnicos estejam resolvidos, será feita (conhecida por extensão de Saúde Sá deveu-se à falta de condições do edifício Hospital Pediátrico de uma recalendarização da obra para a Saúde de Celas, em da Bandeira), que abrange um universo onde funcionava a extensão, situado na Coimbra (HPC) só poderá concluir no mais curto prazo de tempo”, Coimbra, está a funcionar, de cerca de 12 mil utentes da área Avenida Sá da Bandeira. ser definido depois do garantiu o presidente do conselho de desde terça-feira, no edifício urbana do concelho. Segundo uma fonte da ARSC, a administração do CHC. “Foi-me trans- Segundo uma nota divulgada pela extensão serve uma população que se primeiro trimestre de 2006, que acolheu a sede da PIDE mitido que houve uma precipitação no Administração Regional de Saúde do distribui pelas freguesias de São após a reformulação do nesta cidade, deixando os lançamento da obra [adjudicada em Centro (ARSC), a mudança de insta- Bartolomeu, Almedina, Santa Cruz, Sé projecto do empreendimento, Janeiro de 2005 pelo anterior Governo]. contentores onde funcionou lações “põe término à situação, pro- Nova e Santo António dos Olivais. anunciou um responsável Pode ter havido omissão de alguns provisoriamente cerca de um visória, de funcionamento da extensão No imóvel que foi sede da PIDE, hospitalar. detalhes técnicos. Devia-se ter acau- ano. em contentores montados no parque de situado na Rua Antero de Quental, telado, em tempo útil, o ‘timing’ em que a estacionamento do Centro de Saúde de funcionaram, depois do 25 de Abril de “O Ministro da Saúde e o dono da obra era feita, para se poder recorrer a Após obras de recuperação e Celas, repondo condições de trabalho e 1974, serviços da Direcção Regional de obra [Administração Regional de Saúde fundos europeus e não apenas aos meios adaptação, o edifício onde funcionou a de atendimento dignas”. Educação do Centro. do Centro] aguardam, até finais de do Estado”, frisou Rui Pato. Março, o estudo técnico completo para Ao intervir durante a visita, o resolver os problemas surgidos e só presidente do Conselho Regional do depois se poderá fazer a reprogra- Centro da Ordem dos Médicos, José Câmara cede a Cooperativa mação”, revelou Rui Pato, presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar de Coimbra (CHC), de que Manuel Silva, expressou “indignação pela aparente superficialidade e leviandade com que são lançados alguns projectos”. propriedade de terreno na Relvinha o HPC faz parte. A deslocação serviu para o Con- “Talvez se possa então dizer a toda selho Regional do Centro da Ordem dos a cidade e ao país o horizonte previsível Médicos oferecer ao HPC um com- Bairro da Relvinha) o direito de super- do terreno onde se encontram cons- para a conclusão da obra”, acrescentou. putador para aumentar os recursos do A Câmara Municipal fície sobre o terreno com uma área de truídas as 34 moradias do Bairro da Rui Pato, que falava aos jornalis- projecto “Um Sorriso com as TIC 8.475 metros quadrados, situado na Relvinha. tas no final de uma visita ao HPC do [Tecnologias de Informação e Comu- de Coimbra deliberou Conselho Regional do Centro da Ordem nicação]” e exortar outras organizações freguesia de Eiras. O valor a que chegou a Divisão de atribuir o direito Nessa altura existia na área, junto dos Médicos, revelou que lhe foi garan- a seguirem o seu exemplo. Informação Geográfica e Solos é de tido pelo ministro da Saúde e pelo O presidente da Fundação para a de propriedade plena, da zona industrial da Pedrulha, um 170.288,69 euros, pretendendo a Coope- presidente da ARSC o empenho na Divulgação das Tecnologias da Informa- à Cooperativa bairro de casas de madeira degradadas, rativa de Construção e Habitação concretização da obra que, devido a ção (FDTI), Ricardo Castanheira, Semearrelvinhas, de um que foi então substituído por 34 mora- Semearrelvinhas, com esta operação, problemas técnicos “muito graves”, foi exortou José Manuel Silva a sensibilizar terreno com um valor global dias unifamiliares, erguidas em regime proceder à venda das casas aos res- suspensa em Maio de 2005 , um mês e os conselhos regionais do Sul e do Norte de 170.288 euros, onde se de auto-construção pelos próprios pectivos moradores. meio após ter começado. da Ordem dos Médicos para oferecerem habitantes, num projecto financiado pelo Declarando o seu acordo com a “As implicações temporais da também computadores ao Hospital Dona encontram construídas 34 Serviço Ambulatório de Apoio Local cedência da propriedade plena, o ve- reprogramação são imprevisíveis. É Estefânia e ao Instituto Português de moradias do Bairro da (SAAL). reador da oposição Victor Baptista (PS) preciso uma reformulação completa das Oncologia do Porto. Relvinha. Ao deliberar transformar a ce- manifestou, contudo, dúvidas em relação fundações e da estrutura acima destas, Iniciativa da FDTI, o projecto dência do direito de superfície em à possibilidade de a autarquia poder revendo orçamentos e calendários”, disse arrancou nestes três hospitais e será Por escritura celebrada em 1975, propriedade plena, a Câmara confirmou fazer esta operação a título gratuito, ainda, justificando o corte no finan- alargado a mais 47 nos próximos quatro a autarquia cede à Cooperativa (que na semana passada, durante a reunião chamando a atenção para o valor do ciamento previsto para o PIDDAC 2006 anos, visando humanizar os serviços de sucedeu à Associação de Moradores do quinzenal do Executivo, a avaliação terreno. com a impossibilidade de “cumprir o saúde, explicou Ricardo Castanheira. Tribunal pronuncia-se dia 13 sobre empresa de cerâmica Os trabalhadores da Santa “Estamos na expectativa de que se sentada pelo Sindicato contra a decisão 12 de Dezembro, altura em que um posteriormente o loteamento para a zona Clara Cerâmicas deslocam-se cumpra a lei e que, face aos compromissos da administração da Santa Clara autocarro passou a comparecer nas da Arregaça, onde funcionam as actuais dia 13 ao Tribunal do assumidos, seja declarada a ilicitude da Cerâmicas (antiga Sociedade das Por- instalações em Coimbra para os trans- instalações. Trabalho de Coimbra para ordem de transferência dos operários celanas de Coimbra) de encerrar a portar para a unidade de Fátima. O Sindicato reuniu, na terça para a unidade de Fátima”, declarou unidade nesta cidade e transferir os 20 Num protocolo celebrado com a feira, com o director distrital da conhecer a decisão sobre a Jorge Vicente, coordenador do Sindicato trabalhadores restantes para a fábrica Câmara de Coimbra, a administração Segurança Social, que manifestou providência cautelar dos Trabalhadores da Cerâmica do situada em Fátima. comprometeu-se a construir uma nova solidariedade com a situação dos interposta contra a decisão de Centro. Os trabalhadores encontram-se em unidade no Parque Empresarial de Eiras, trabalhadores, segundo o sindicalista encerrar a fábrica na cidade. A providência cautelar foi apre- greve, por tempo indeterminado, desde com 70 trabalhadores, sendo viabilizado Jorge Vicente. Espaço público/Coimbra Frequenta, ainda que esporadicamente, a Biblioteca Municipal de Coimbra? Conhece o novo horário de funcionamento? E sabe o que é o “Cinemania”? “Poucas vezes. Em relação às novas ini- “Não costumo frequentar e, portanto, “Já há muito tempo que não a frequento “Como não sou de Coimbra, nunca fui “Só em casos de necessidade, por ques- ciativas ainda não estou bem a par mas também não conheço o seu funcio- e não estou a par das novas iniciativas.” à Biblioteca e não conheço o seu modo tões de interesse da Junta de Freguesia. acho que são importantes porque incentivam namento.” de funcionamento.” Por vezes vou lá procurar documenta- à leitura, o que é muito importante. Num ção antiga que me é necessária. Quanto país onde se lê tão pouco.” às iniciativas, não estou muito a par.” Isabel Silva Márcia Martins Luís Inácio Ricardo Justino José Simão 40 anos, Funcionária Pública 18 anos, Empregada de Balcão 26 anos, Estudante 20 anos, Estudante 57 anos, Jornalista
  • 4. 4 06/01/06 REGIONAL Montemor-o-Velho Troço ferroviário abriu em 1906 Orçamento para 2006 Lousã prepara comemorações aprovado por maioria do centenário do ramal A Assembleia Municipal da Lousã aprovou, na semana passada, a criação de uma comissão para organizar as comemorações do centenário do ramal da Lousã, a 16 de Dezembro de 2006, segundo uma proposta do Bloco de Esquerda (BE). “Nunca poderíamos deixar passar em claro a passagem de 100 anos sobre uma linha que foi tão importante para o desenvolvimento dos concelhos que ponto da agenda passou sem qualquer atravessa”, disse à Lusa Filomena A sessão da Assembleia discussão por parte da oposição. Amaral, única eleita do BE naquele órgão Municipal de Montemor-o- Os protocolos foram assinados na autárquico. Velho aprovou as Opções do sexta feira, no Salão Nobre dos Paços Segundo a proposta apresentada, e Lousã, deve ser uma oportunidade para comissão deverá integrar elementos dos Plano e a proposta do Município. O executivo liderado por “a comemoração do centenário do ramal afirmar a importância afectiva desta via partidos com representação na Assem- Luís Leal vai financiar as 14 freguesias ferroviário que liga Coimbra B a Serpins, de comunicação para o desenvolvimento bleia Municipal, Juntas de Freguesia, do Orçamento para o ano passando por Ceira, Miranda do Corvo do interior do distrito”. associações, instituições e órgãos de com cerca de 512 mil euros, conti- de 2006. O Orçamento foi nuando a política de descentralização Filomena Amaral referiu ainda à comunicação social local, estando ainda aprovado com 20 votos dos órgãos da administração local Lusa que as comemorações devem ter prevista a possibilidade de participação a favor da coligação iniciada no mandato anterior e que incentiva uma gestão participada e de Autarquias projecção nacional e lembrou o risco actual de a linha “vir a ser encerra- , da CP REFER, Comissão de Utentes e Movimento Cívico da Lousã e Miranda maioritária PSD-PP, seis reconhecimento do papel dos presi- da”. do Corvo. votos contra a bancada socialista e oito abstenções dentes de junta. Para Luís Leal, tratam-se de 14 Lei limitadora O núcleo do BE da Lousã defende a electrificação e a modernização da O troço ferroviário Coimbra- Lousã foi inaugurado em 1906, tendo a de mandatos dos presidentes de junta do presidentes que estão no terreno e que linha férrea, bem como o seu prolon- sua construção sido ordenada pelo rei PS e da bancada da CDU. têm uma extraordinária “capacidade de gamento para Góis e Arganil, e o D. Luís através da portaria de 18 de rentabilização dos recursos dispo- abandono da Câmara da empresa Metro Março de 1873. Recorde-se que o mesmo docu- mento já tinha sido aprovado na reunião níveis”. Recorde-se que as freguesias vão já entrou Mondego, criada em 1996 com o obje- ctivo de instalar no ramal e na cidade de Os trabalhos iniciaram-se em 1989, mas devido à crise política e económica de Câmara de 19 de Dezembro, onde em vigor receber da autarquia os mesmos Coimbra um sistema de metro ligeiro de foram suspensos dois anos depois, sendo passou com os votos contra dos dois montantes que receberam em 2005 do superfície. retomados em 1904. vereadores da oposição. Estado (Abrunheira 24100 euros, “O Governo já deveria ter anun- Vinte anos depois, em 1936, con- Durante a Assembleia Municipal Arazede 92500, Carapinheira 47000, A lei de limitação ciado o que fazer com a Metro Mondego, cluiu-se a ligação até Serpins, local onde foram também aprovados, por una- Ereira: 22000, Gatões 22000, Li- de mandatos dos autarcas, conforme prometeu antes das eleições morreu o projecto de prolongar o nimidade, os protocolos de colaboração ceia 30100, Meãs 31900, Montemor aprovada em Julho autárquicas, e avançar com a moderni- caminho-de-ferro até Arganil e depois até que sustentam a transferência de 48600, Pereira 38100, Santo Varão pelo Parlamento, entra zação do ramal”, sublinha. à Covilhã, como estava inicialmente verbas no valor de cerca de 512 mil 31000, Seixo 30900, Tentúgal 49500, De acordo com a proposta, a previsto. euros para as juntas de freguesia. em vigor no início do ano, Verride 22000 e Vila Nova da Barca Ao contrário do que se previa, este 22000). mas só terá efeito prático nas eleições autárquicas de 2009 e será aplicada CARTÓRIO NOTARIAL Figuras públicas apoiam iniciativa em pleno em 2013. LIC. MARIA ALEXANDRA CANOTILHO TEIXEIRA RIBEIRO A lei impede que presidentes de JUSTIFICAÇÃO ARCIL lança agenda câmara e de juntas de freguesia exerçam mais do que três mandatos consecutivos, o equivalente a 12 anos. CERTIFICO, para efeitos de publica- ção que por escritura de hoje, exarada a folhas quarenta e duas e seguintes do o número mil e quarenta e cinco, sem inscrição própria. Que eles outorgantes reconhecem com fotos de “notáveis” ter havido lapso nas declarações pres- No entanto, e segundo a lei, os livro de notas para escrituras diversas número dez-E, deste Cartório, compa- tadas quanto à área e confrontações dó autarcas que cumpram o terceiro receram como outorgantes: dito prédio, visto que o mesmo tem a área mandato até 2009 podem excepcional- EDUARDO GOMES (NF: 134.512.391; de seiscentos e setenta metros qua- A Associação para a mundo da televisão, moda, música e mente candidatar-se uma última vez. BI. 2562538 de 28/05/99 - SIC de Coim- drados, e confronta do norte e nascente com Eduardo Gomes, sul com estrada e Recuperação de Cidadãos desporto. Assim, esta lei de limitação de bra), natural da freguesia de Torre de Vilela, concelho de Coimbra e mulher poente com Carla Maria Mendes Car- A lista de colaboradores inclui mandatos dos autarcas só irá aplicar- MARIA DA PIEDADE CARDOSO GON- valho e Filipe Miguel Rodrigues, e não Inadaptados da Lousã ainda Packman (membro da banda Da se plenamente nas eleições autárquicas ÇALVES (NF:146.247.280; BI. 4167539 como por lapso ficou a constar. (ARCIL) lançou uma Weasel), Nelo Vingada (treinador da de 2013. de 18/01/95 - SIC de Coimbra), natural Que apenas verificaram que a agenda para 2006 com apoio Académica), Helena Coelho (modelo e A Associação Nacional de Municí- da freguesia de S. Paulo de Frades, referida área se encontrava incorrecta, quando, a terceira outorgante procedeu de figuras públicas, como a apresentadora de televisão), a modelo pios Portugueses (ANMP) opôs-se à concelho de Coimbra, residentes no lugar de Vilela, freguesia de Torre de Vilela, à sua correcta medição e correspon- atleta Rosa Mota, o judoca Diana Pereira e os atletas olímpicos nova lei, mas PS, PSD, CDS-PP e Bloco concelho de Coimbra, casados na comu- dente levantamento topográfico. Diogo Cayolla (vela) e Miguel Maia de Esquerda aprovaram-na a 27 de Julho nhão de adquiridos. Torna-se assim necessário, recti- Nuno Delgado e os actores (voleibol de praia). na Assembleia da República. Que por escritura de Justificação ficar o título acima referido de modo a Margarida Vila Nova e possibilitar o ingresso tabular da ver- Com a maratonista Rosa Mota e O diploma prevê ainda que autar- e Doação do dia treze de Junho de dois mil e cinco, exarada a folhas noventa e dadeira área e confrontações do referido Ricardo Pereira. o judoca Nuno Delgado, eleva-se para cas que renunciam ao mandato não seguintes do livro trezentos e vinte-D, prédio. quatro o número de atletas de nível podem candidatar-se nas eleições ime- do ex Cartório Notarial de Penacova, os Que nessa conformidade RECTI- O jornalista da RTP João Fer- olímpico que “dão a cara” pela Arcil. diatas. primeiros outorgantes declararam que FICAM a citada escritura, no sentido de nando Ramos e o futebolista do Benfica Márcio Reis e Rita Albuquerque O PCP foi o único partido que eram donos, com exclusão de outrém, ficar a constar que o prédio rústico tem a área de seiscentos e setenta Nuno Assis, ambos naturais da Lousã, (vencedores do Festival da Canção votou contra o diploma do PS e o CDS- do seguinte prédio, sito em Troviscal, freguesia de Torre de Vilela, conce- metros quadrados, e confronta do participam também nesta “Agenda Europeu para Pessoas com Deficiência PP e Partido Ecologista “Os Verdes” lho de Coimbra: norte e nascente com Eduardo Go- Solidária 2006” da ARCIL, que come- Mental 2006, realizado na Áustria) abstiveram-se na votação do diplo- Rústico, composto de terra de mes, sul com estrada e poente mora este ano 30 anos de existência. completam a lista de “notáveis” desta ma. cultura com vinha oliveiras e árvores de com Carla Maria Mendes Carvalho e Filipe Miguel Rodrigues, manten- A publicação visa a divulgação das agenda. O princípio da limitação de man- fruto, com a área de mil quatrocentos e cinquenta metros quadrados, a con- do-se quanto aos demais elementos. diversas valências de apoio a centenas As fotos têm as assinaturas dos datos dos autarcas era discutida no frontar de norte com Manuel Luís, nas- de cidadãos com deficiência do concelho profissionais Renato Ferreira, João Parlamento há cerca de dez anos, sem cente com Carlos Morais, sul com barro- Em, vinte e nove de Dezembro de e oriundos de outros pontos do país, além Cupertino, Rui Belmonte e Paulo Maria. que PS e PSD chegassem a acordo, o ca e poente com Carlos Morais, inscrito dois mil e cinco. da angariação de fundos para a insti- Apoiaram igualmente a iniciativa que só foi possível em 2005, após na respectiva matriz sob o artigo 1.341, A Colaboradora, tuição particular de solidariedade social. a Câmara Municipal da Lousã, o conversações entre os líderes dos dois com o valor patrimonial tributário e atribuído de seiscentos e quarenta (Maria do Rosário Alvarinhas Santos) A capa e o interior reproduzem Governo Civil de Coimbra, outras partidos, José Sócrates e Marques e oito euros e doze cêntimos, des- fotos daquelas e de outras figuras do instituições e empresas. Mendes. crito na competente Conservatória sob “O Despertar” N.º 8370, 06/01/06
  • 5. REPORTAGEM 06/01/06 5 Conselho da Cidade alerta para problemas existentes Mata Nacional do Choupal deve ser o orgulho de Coimbra O actual estado da Mata, agravado no orçamento do ICN como se faz para Imortalizada pelos poetas, com alguns problemas que têm vindo a outras áreas do país, e descentralizar a a Mata do Choupal nasceu surgir, tem contribuído, no entanto, para gestão do espaço” é outra das medidas da necessidade de quebrar a menor utilização do espaço. A apontadas. a impetuosidade das cheias necessidade de contrariar esta tendência Pelas suas características de do Mondego. levou o Conselho da Cidade de Coim- ambiente ribeirinho, único no concelho bra a promover uma visita ao local, de de Coimbra (incluindo a mais impor- A Mata continua a receber modo a “identificar ‘in loco’ os prin- tante colónia de milhafre-preto do país anualmente a visita de cerca cipais constrangimentos ao pleno e uma colecção dendrológica de exce- de 100 mil pessoas, um usufruto da secular Mata e contribuir lência), a Mata deve ser também número que demonstra bem para que os cidadãos possam beneficiar explorada como “um local prefe- a importância do maior das suas extraordinárias potencia- rencialmente vocacionado para o lazer, espaço verde da cidade. lidades, em termos de beleza natural, para a educação ambiental e para Consciente da importância cultural, desporto, lazer e saúde pú- práticas desportivas ligeiras e pre- desta mata secular, blica”. ventivas, destinadas a todos os níveis Esta visita contou com a presença etários”. o Conselho da Cidade de do director Regional do Instituto de O Conselho da Cidade defende Coimbra promoveu uma Conservação da Natureza (ICN) e de também que “o ICN deverá tornar visita ao local, com várias diversos especialistas que puderam público o seu Plano de Gestão e entidades oficiais, com o assim trocar ideias. O Conselho da manutenção”; “dar início a um estudo intuito de alertar para a Cidade de Coimbra espera que esta programático para a MNC, num quadro necessidade de identificar reflexão possa contribuir para “o interdisciplinar”; “iniciar quanto antes e corrigir os problemas despertar de um movimento cívico a o tratamento ecológico e paisagístico dos favor da Mata e uma nova atitude por diques, bem como o problema da existentes neste espaço. parte das entidades responsáveis por acessibilidade”; e “traçar a curto prazo Zilda Monteiro este riquíssimo espaço natural cuja um plano preventivo que minimize a singularidade, à escala local e nacional, deflagração de incêndios”. Constrangimentos impedem maior frequência O Conselho da Cidade de Coimbra alertou também para os vários cons- trangimentos que impedem um maior usufruto da Mata do Choupal. Durante entidades que, segundo defende, não têm pamento humano e técnico” e para a a visita foram identificados vários, tido muita iniciativa. Lembra também “diminuição da qualidade ambiental”, sendo de destacar as “dificuldades que o protocolo assinado em Janeiro provocada pelo lançamento no Rio financeiras, de planeamento e gestão de de 2005 entre a CMC e o ICN é Mondego dos efluentes da ETAR de espaço”. “extremamente vago e ainda não teve Coimbra. Criado em 2001, com o objectivo qualquer efeito operacional”. A “péssima acessibilidade”, devido fundamental de “fomentar a parti- Outro dos constrangimentos ao crescimento da cidade para Norte e cipação activa e esclarecida dos cida- passa pela “ausência de dotação finan- às transformações da rede viária nas dãos na construção de uma cidade ceira”, uma vez que a “MNC não possui imediações do Choupal, que pre- melhor”, o Conselho da Cidade de orçamento próprio, vivendo das sobras judicaram os acessos pedonal, ciclável Coimbra alerta para “a ausência de um do orçamento da Reserva Natural ou mesmo automóvel e anularam a programa e de uma estratégia”. do Paul de Arzila que também apoia identificação das entradas; e a “falta de Lembra também que a Câmara outras áreas naturais do Baixo Mon- segurança”, já que os circuitos não são Municipal de Coimbra, o Instituto de dego”. policiados, iluminados ou devidamente Conservação da Natureza e o Instituto O Conselho da Cidade aponta sinalizados, são outros dos cons- da Água são os responsáveis pela Mata, ainda para “a insuficiência de equi- trangimentos apontados. A Mata Nacional do Choupal devem constituir um dos motivos de (MNC) é um dos “ex libris” da cidade orgulho da cidade de Coimbra e não, de Coimbra. O Choupal foi plantado como actualmente se observa, um para permitir uma melhor fixação do motivo de vergonha para os cidadãos”. encanamento do rio e, desde o século Depois desta visita, o Conselho da XIX, foram muitas as árvores que Cidade apresentou algumas sugestões fizeram deste o seu espaço. Os plátanos, que permitam a revitalização da Mata as faias, os loureiros e os eucaliptos do Choupal. Entre as medidas apon- são algumas das espécies que, ainda tadas destaque para a revisão do hoje, desafiam o tempo e que dominam quadro institucional em que a MNC se um dos espaços mais emblemáticos e insere, tendo como finalidade assegurar atractivos da cidade. o êxito de um programa - adequado à Apesar do número de visitantes dimensão e características do espaço, ter vindo a diminuir, continuam a passar para proteger o seu património natural pelo Choupal cerca de 100 mil pessoas. e servir os cidadãos - que integre uma A beleza do espaço e a ampla área de estratégia de gestão para a totalidade lazer são um convite irrecusável à dos espaços verdes e áreas naturais de prática de desporto ou, simplesmente, Coimbra. a um momento de descontracção ou “Garantir à MNC orçamento lazer. próprio ou dotação financeira adequada
  • 6. 6 06/01/06 INTERNACIONAL . . Olhar pelo mundo . . . . . . Estados Unidos querem Respigos impressões digitais . . . . . . . . . . . . “Enquanto eu for ministro . . . . . . . . . . . . dos Negócios Estrangeiros de . . . . . . . . . . Portugal nada nem ninguém . . de viajantes europeus . . . . será capaz de colocar qual- . . . . . . . . . . . . . . . . quer obstáculo para impedir . . . . . . . . . . . . que as relações entre Portu- . . . . . . . . . . gal e Angola se mantenham . . . . . . . . . . que instantaneamente, a um banco de no mais alto nível, se apro- . . . . . . . . Portugueses e outros cidadãos dados de indivíduos procurados pelas fundem e se intensifiquem o . . . . . . . . . . . . . . . . europeus poderão ter de autoridades norte-americanas. mais que for possível entre os . . . . . . . . . . submeter as suas impressões Os Estados Unidos requerem também dois países.” . . . . . . . . . . digitais aos Estados Unidos que os passaportes dos 27 países sejam de Freitas do Amaral . . . . . . . . . . . . antes de se deslocarem a este leitura óptica e tenham fotografias digita- Min. Negócios Estrangeiros . . . . . . . . lizadas, sem o que os viajantes têm de estar . . . . . . . . país, informou um alto munidos de um visto emitido pelos consu- 02/01/06 . . . . . . funcionário do Departamento . . . . . . . . . . lados norte-americanos para poderem en- . . . . . . . . . . . . de Segurança Interna. trar nos Estados Unidos. “É preciso acreditar na Fran- . . . . . . . . . . Washington quer também que os países ça e fazer da mundialização . . . . . . . . . . . . Essas impressões digitais seriam europeus passem a partir deste ano a emitir um trunfo.” . . . . . . . . . . depois “armazenadas” pelas autoridades passaportes biométricos que incluam, em Jacques Chirac . . . . . . . . . . . . norte-americanas para serem compa- “chips”, as impressões digitais e outros Presidente da França . . . . . . . . . . radas em futuras deslocações aos EUA pormenores de identificação que tornem os . . . . . . . . . . . . dos viajantes europeus. passaportes praticamente impossíveis de 02/01/06 . . . . . . . . . . Apesar do plano ainda não ter sido falsificar e permitam a rápida comparação . . . . . . . . . . . . aprovado, a sua concretização deverá da identidade com pessoas procuradas e já “Já estivemos mais seguros . . . . . . . . . . causar furor na Europa, já irritada com “armazenadas” nos computadores das do que se pretendia da União . . . . . . . . . . . . outras recentes medidas de segurança autoridades norte-americanas. Europeia. A União Europeia . . . . . . . . . . dos EUA destinadas a controlar a O plano revelado por Baker ao já esteve mas segura do que . . . . . . . . . . . . entrada no seu território de milhões de Boston Globe requereria, contudo, as pretendia para si própria.” . . . . . . . . . . europeus que o visitam todos os anos. impressões digitais antes de as viagens José Medeiros Ferreira . . . . . . . . . . . . A proposta reflecte o crescente serem efectuadas, para se reduzir a Cronista . . . . . . . . . . receio nos Estados Unidos de que haja hipótese de “fraude de identidade”. . . . . . . . . . . . . agora mais possibilidades de actos de As impressões digitais seriam depois 03/01/06 . . . . . . . . . . terrorismo terem a sua origem na Europa comparadas com as que foram tiradas à . . . . . . . . . . . . Ocidental do que no Médio Oriente. entrada e com o banco de dados de “O pior da Europa está repre- . . . . . . . . . . Em declarações ao jornal Boston procurados e de impressões digitais dos sentado em Portugal. Os erros . . . . . . O colapso do telhado de um ringue de patinagem no gelo, . . . . . . Globe o Secretário adjunto para Política viajantes anteriormente “armazenadas”. na construção europeia são ocorrido na Alemanha, causou pelo menos dez mortos, . . . . . . . . . . no Departamento de Segurança Interna, Segundo Baker, um problema em visíveis em todos os países e continuando as entidades responsáveis a tentar encontrar . . . . . . . . os vários desaparecidos . . . . Stewart Baker, assinalou que, embora estudo respeita ao local onde os europeus no seu conjunto. Mas por cá . . . . . . . . . . uma decisão sobre as impressões digitais teriam de tirar as suas impressões digitais, vêem-se à vista desarmada.” . . . . . . . . . . . . não esteja iminente, está a ser consi- aventando a hipótese de isso ser feito por Joana Amaral Dias . . . . . . . . . . derada como um meio de protecção “empresas privadas bem regulamenta- Jornalista . . . . . . . . . . . . contra “terroristas de origem europeia” das” ou em esquadras da polícia. . . . . . . . . . . (“European background”). O alto funcionário do Departa- 03/01/06 . . . . . . . . . . . . “Estamos a entrar numa área onde mento de Segurança rejeitou possíveis . . . . . . . . . . as impressões digitais dos viajantes vão críticas sobre a recolha das impressões “Depois de ter passado o ano . . . . . . . . . . . . ser parte da sua identificação,” disse digitais dos cidadãos europeus, alegando de 2005 a tentar lidar com a . . . . . . . . . . Baker ao Boston Globe. haver uma diferença “pequena” entre emergência da China na cena . . . . . . . . . . . . Actualmente, Portugal e outros 26 angariar esses dados antecipadamente internacional, a União Euro- . . . . . . . . . . países europeus fazem parte de um ou na fronteira, onde isso já é feito. peia arrisca-se a começar o . . . . . . . . . . . . programa “visa waiver”, ao abrigo do Baker indicou que um aspecto em ano de 2006 com o despertar . . . . . . . . . . qual os seus cidadãos não precisam de particular que preocupa as autoridades doloroso para uma nova . . . . . . . . . . . . visas para entrar nos Estados Unidos. norte-americanas é o roubo de passa- complexa realidade: a cres- . . . . . . . . . . Os ataques terroristas de Setembro portes europeus em branco. cente dependência energética . . . . . . . . . . . . de 2001 fizeram com que o governo norte- No ano passado, quase 10 mil de uma potência cada vez . . . . . . . . . . americano viesse a impor medidas de passaportes franceses em branco foram menos fiável que ameaça . . . . . . . . . . . . controlo mais apertado aos visitantes roubados e os Estados Unidos não cada vez mais a estabilidade . . . . . . . . . . . . desses países. Assim, por exemplo, todos foram avisados disso durante dois da sua fronteira de leste.” . . . . . . Incêndios florestais de grandes dimensões no norte do Texas . . . . os visitantes de países do programa “visa meses. As autoridades norte ameri- Teresa de Sousa . . . . e no vizinho Estado de Oklahoma já mataram várias pessoas, . . . . . . waiver” são fotografados e têm já de canas já se queixaram anteriormente Jornalista . . . . . . destruíram duas pequenas localidades, dezenas de residências . . . . . . submeter a sua impressão digital à entrada da “lentidão” das autoridades alemãs . . e obrigaram à retirada dos habitantes . . nos Estados Unidos. As fotos e impres- em colocarem nos computadores os 03/01/06 sões digitais são depois comparadas, quase números de passaportes roubados. Espaço público/Internacional Considera que as medidas restritivas de consumo do tabaco adoptadas pelo Governo espanhol devem ser aplicadas também em Portugal? “Penso que sim. Acho que é uma medida “Creio que sim. O tabaco não é um bem “No geral acho que sim. Primeiro, porque “Depende do ponto de vista. Do ponto “Para quem fuma é um pouco chato importante.” indispensável ou uma necessidade fumar faz mal à saúde e acho que as de vista do fumador acho que não.” não podermos fumar em lado nenhum. premente e creio que as pessoas que pessoas deviam meter isso na cabeça. Mas também penso que a lei tem a sua não fumam deverão ser respeitadas.” Segundo, porque é extremamente incomo- razão.” dativo para as pessoas que não fumam.” Serafim Bernardes Rodrigo Abreu Luísa Adelino Cristiana Lucas Joana Vala 59 anos, Reformado 22 anos, Estudante 20 anos, Estudante 19 anos, Estudante 19 anos, Estudante
  • 7. NACIONAL 06/01/06 7 Respigos “Todos (os governos) pude- Crimes violentos . . Olhar pelo país . . . . aumentaram . . . . . . . . . . ram contar com a solidarie- . . . . . . . . . . . . dade institucional do pre- . . . . . . . . . . sidente da República e com . . . . 32 por cento em 2005 . . . . . . o meu empenho constante.” . . . . . . . . . . . . Jorge Sampaio . . . . . . . . . . . . Presidente da República . . . . de portagens, foi de 43 mil no ano . . . . . . . . . . . . 02/01/06 Os crimes violentos passado, um aumento de 53 por cento . . . . . . . . . . em Portugal aumentaram em relação a 2004, segundo estimativas . . . . . . . . . . “A câmara e o microfone 32 por cento no ano passado do Ministério da Justiça. . . . . . . . . . . . . são as armas mais letais e face ao ano anterior, Os números, a que o Correio da . . . . . . . . . . . . assustadoras que há no Manhã teve acesso, indicam que as . . . . . . . . segundo dados da Direcção pequenas transgressões representam . . . . . . . . mundo. Quem as manipula Central de Combate . . . . tem que ter boa formação. uma percentagem elevada de processos . . . . . . . . . . . . É uma questão educacio- ao Banditismo (DCCB) em tribunal. . . . . . . . . . . . . nal.” entregues terça-feira No ano de 2004, registaram-se . . . . . . . . . . José Pedro Vasconcelos ao ministro da Justiça. 27.921 pequenas transgressões, ou seja, . . . . . . . . . . Actor cerca de 8 por cento dos processos-crime. . . . . . . . . . . . . Entram na categoria de crimes O jornal recorda que este tipo de . . . . . . . . . . . . 02/01/06 violentos os assaltos a bancos, a car- crime está prestes a sair da alçada da . . . . . . . . . . rinhas de valores, casas de câmbios e Justiça, de acordo com um plano do Go- . . . . . . . . . . . . “Na simbologia chinesa, estações dos CTT, geralmente praticados verno para descongestionar os tribunais. . . . . . . . . . . 2006 é o ano do Cão, aus- com recurso a armas de fogo de calibres Em declarações ao Correio da . . . . . . . . . . . . picioso e de sorte. Só se for proibidos e por grupos fortemente Manhã, o ministro da Justiça Alberto . . . . . . . . . . para eles. Para nós, na preparados para exercer força física. Costa explicou as alterações, subli- . . . . . . . . . . . . verdade, e pelo que se De acordo com o Público e o Diário nhando que aqueles pequenos ilícitos - . . . . . . . . . . anuncia e pressente, vai ser de Notícias, a maioria dos suspeitos da que em 2003 representam 13 por cento . . . . . . . . . . . . um ‘ano de cão’, mas ra- autoria dos crimes tem nacionalidade das acções penais - “vão continuar a ser . . . . . . . . . . feiro, vira-latas, sem poiso estrangeira, sendo a maior parte dos punidos, mas não pelos tribunais”. . . . . . . . . . . . . nem dono, e a vive dos detidos devido a assaltos a bancos e “Não se trata de uma amnistia”, . . . . . . . . . . restos dos outros [Euro- casas de câmbio são brasileiros. “Muitos garantiu Alberto Costa, referindo que o . . . . . . . . . . . . pa].” destes casos são praticados por cida- “mais importante é canalizar os meios dos . . . . . . . . . . Luís Delgado dãos que não têm existência legal em tribunais para os processos que precisam . . . . . . . . . . . . Jornalista Portugal ou por estarem ilegais ou por de ser rapidamente examinados”. . . . . . . . . . . abandonarem o país logo após a prática A maior parte destes crimes diz . . . . . . Nem o frio impediu muitos portugueses de cumprirem a . . . . . . 02/01/06 do crime”, disse ao DN o director da respeito aos borlistas que usam os . . . . . . tradição. Um pouco por todo o país, muitos foram aqueles . . . . que deram o primeiro banho do ano no mar DCCB, Teófilo Santiago. transportes públicos e as auto-estradas . . . . . . . . . . . . “Entramos em 2006 com os Nos crimes da exclusiva compe- sem pagar. Entre as transgressões está . . .
  • 8. 8 06/01/06 2005 Ramos, presidente da autarquia, pediu a Feira das Tasquinhas foram alguns dos Setembro aos habitantes que não procedessem à pontos altos dos festejos. rega de jardins, limpezas de terraços, Em Vila Nova de Poiares decorreu Coimbra com Parque lavagem de carros e todas as actividades que não fossem estritamente necessárias. Apesar das situações dramáticas também a Feira de Artesanato e Gastronomia, enquanto que Soure acolheu mais uma edição da Festa de S. de Campismo de excelência vividas um pouco por toda a região, Mateus, com um programa inovador que inclusive em Coimbra, com as chamas a agradou a todos os sourenses, pro- entrarem na cidade, os municípios porcionando o seu reencontro e o convívio Cinco anos depois de ter sido encerrado o equipamento do Parque do Calhabé, Coimbra assiste, retomam à normalidade e continuam com no concelho. o dinamismo habitual. Setembro foi Coimbra recebe mais uma edição finalmente, à inauguração do novo Parque de Campismo, um equipamento de “qualidade e também um mês das feiras e das festas dos Encontros Mágicos e a magia e ilusão excelência” que deixa Coimbra com um dos melhores parques do país. concelhias. Em Arganil viveu-se a festa espalham-se pelas ruas da cidade. O Jardim Botânico convida o A inauguração do Parque de público a dar “A volta ao mundo em 80 Campismo foi a última inauguração de minutos” – em homenagem ao escritor Carlos Encarnação, presidente da Júlio Verne. Nesta viagem pelo espaço, o Câmara de Coimbra, antes das autár- Jardim mostra as potencialidades deste quicas de Outubro. Situado entre o emblemático jardim da cidade. Areeiro e a Portela, o Parque de Setembro continua a ser um mês Campismo ocupa uma área de seis negro para os professores que não hectares de terrenos e integra várias infra- conseguem colocação. Por todo o país, estruturas de lazer. mais de 43 mil docentes ficam sem Com alguns equipamentos ainda emprego. Mário Nogueira, presidente do em construção, o novo parque fica Sindicato dos Professores da Região situado numa zona muito atractiva da Centro, sublinha que os números são cidade e assume-se como uma “ilha de dramáticos e lembra que “Portugal é o excelência no campismo nacional”. país que a nível da educação está pior na Esta inauguração foi um dos União Europeia”. acontecimentos mais importantes de Numa altura em que já se vive o Setembro, um mês em que se viveu o ambiente das autárquicas, Mário Soares “rescaldo” dos incêndios que devastaram apresentou a sua candidatura, pela a região, principalmente em Agosto. terceira vez, à Presidência da República, A problemática dos incêndios foi uma notícia foi recebida com alguma agudizada com a seca extrema que surpresa no país. Mário Soares anunciou afectou o país e que obrigou a medidas que é um “candidato nacional” e que extremas por parte de várias entida- pretende acabar com “o estado depres- des. sivo dos portugueses”. Em Coimbra, os responsáveis da mais afectadas pelos incêndios. uma iniciativa que conciliou desporto com mais aguardada do ano, com a Ficabeira As notícias do furacão Katrina deixam empresa municipal Águas de Coimbra O “rescaldo” dos incêndios ainda solidariedade. e Feira do Mont’ Alto a atraírem os o mundo em choque. A catástrofe provocou procederam, no início do mês, a uma se sente por toda a região, sendo ainda Em Miranda do Corvo, o abas- “filhos da terra” ao concelho. milhares de mortos e causou o pânico na campanha de limpeza, intitulada “Sar- difícil determinar os estragos. Começa, tecimento de água é preocupante. Cerca Também em Montemor-o-Velho se Ásia. Longe de serem con-tabilizados, os jetas Limpas – Águas Seguras”. Esta no entanto, a gerar-se já uma onda de de 80 por cento do concelho continua a vivem as festas do concelho, com as estragos vão sendo conhecidos todos os campanha prolongou-se até final de solidariedade pela região. Académica e viver graves problemas, tendo a autar- homenagens e distinções a marcarem o dias, tal como vão aparecendo novas Setembro e abrangeu todas as áreas da Beira Mar disputaram um jogo par- quia lançado um apelo aos munícipes para Dia do Município. A Feira das Fre- vítimas todos os dias e, como que por cidade, com maior incidência nas zonas ticular a favor das vítimas dos incêndios, que façam a “máxima poupança”. Fátima guesias, a Feira Comercial e Industrial e milagre, alguns sobreviventes. Outubro Carlos Encarnação reeleito presidente da Câmara de Coimbra Os portugueses elegeram este mês os seus autarcas para os próximos quatro anos. No distrito de Coimbra, o PSD conquistou nas eleições autárquicas de 9 de Outubro a presidência de 11 das 17 câmaras municipais do distrito, mantendo a supremacia sobre o PS, que ganhou em seis municípios, contra apenas cinco em 2001. Carlos Encarnação foi reeleito um vereador, enquanto que Marisa que foi aceite. presidente da Câmara de Coimbra por mais Matias, pelo Bloco de Esquerda, não Destaque também para o primeiro quatro anos, tendo a coligação PPD/PSD- conseguiu eleger nenhum. aniversário do Centro Comercial Atrium- CDS/PP conseguido a maioria absoluta e Destaque, a nível nacional, para a Solum. A Patrocínio Tavares, responsável tendo conquistado três novas fregue- vitória do PSD, que conseguiu bater o PS pelo empreendimento, convidou clientes e sias – Ceira, Souselas e Torre de Vilela. em número de câmaras e nos maiores amigos a juntarem-se à festa e a sabo- Além de Coimbra, o PSD manteve municípios do país, e para o PCP que rearem uma fatia do bolo e uma flute de a liderança na Figueira da Foz, Can- conseguiu recuperar aos socialistas alguns champanhe. tanhede, Oliveira do Hospital, Pampilhosa dos seus antigos bastiões. Em Outubro Coimbra deu também da Serra, Penacova, Penela, Vila Nova de Outubro foi também um mês mar- as boas vindas aos “caloiros”. A Festa Poiares, Montemor-o-Velho e Miranda do cante para o nosso jornal, com a eleição das Latas animou a cidade e teve como Corvo, tendo arrebatado ao PS a do novo director. O Dr. Fausto Correia ponto alto, para além do variado progra- Câmara de Arganil. assumiu o cargo uns meses após a morte ma, o cortejo que percorreu as ruas da à base do mel, fizeram as delícias dos prova dos sabores típicos e tradicionais Victor Baptista foi o grande derro- do já saudoso Artur de Almeida e Sousa. cidade e que, como é habitual, se assumiu conimbricenses que, numa altura em que do país. As regiões fizeram-se representar tado em Coimbra, com o PS a conquistar A Assembleia Geral de António de Sousa como uma sátira ao Governo e às políticas o frio começava a apertar, visitaram a feira com as melhores iguarias da cozinha apenas 29,74 por cento dos votos, contra (Herdeiros), Lda, empresa proprietária de ensino. A liberalização da venda dos e preparam-se para o Inverno. Para além tradicional. Ao longo de vários dias, centenas os 44,78 do PSD. do jornal, deliberou por unanimidade medicamentos também mereceram duras do mel, as castanhas também estiveram de visitantes tiveram oportunidade de A CDU, com o candidato Jorge endereçar ao Dr. Fausto Correia o convite críticas por parte dos estudantes. presentes neste certame. Aos já habituais conhecer melhor a gastronomia de cada Gouveia Monteiro, garantiu a eleição de para assumir o cargo de director, convite Também no campo do ensino, vendedores de castanhas assadas, junta- região e, simultaneamente, as suas destaque para a eleição da escola secun- ram-se os vendedores vindos da região. potencialidades turísticas e naturais. O Coro dos Antigos Orfeonistas da A nível desportivo, destaque para o LUMELde Coimbra, Lda. dária Infanta D. Maria, em Coimbra, como a melhor do país em termos de Universidade de Coimbra foi distinguido, apuramento da Selecção Portuguesa para estabelecimentos de ensino público nas em Bruxelas, pelo Parlamento Europeu, o Mundial da Alemanha de 2006. A médias dos exames nacionais do 12.º ano, com a Taça de Prata. Ao comemorar 25 selecção das “Quinas” conseguiu assim, Lusa Mecânica em 2005. A escola José Falcão ficou na anos, o Coro recebeu assim a mais alta pela quarta vez, o apuramento para a fase FERROS FORJADOS - ALUMÍNIOS ANODIZADOS segunda posição. distinção para “entidades exteriores ao final do Mundial, depois do “bronze” de Também em Outubro, o doce sabor Parlamento”. Depois da homenagem, o 1966 e das “arrepiantes” prestações de E LACADOS - METALIZAÇÃO do mel certificado da Lousã regressou à grupo encantou o Parlamento, com as 1986 e 2002. Esta é a primeira vez que a Sala de Exposições Escritórios e Oficinas Baixa de Coimbra, atraindo população e vozes dos orfeonistas a encantarem os equipa comparece em dois mundiais R. João Cabreira, 20-22 Zona Industrial da Pedrulha turistas. As potencialidades curativas presentes. seguidos, depois de ter esperado 32 anos Telef. 239 825 881 COIMBRA Tels. 239823890-239493475 deste produto endógeno e o seu doce sabor, Em Santarém decorreu mais um para atingir a primeira participação, 20 bem como outros produtos confeccionados Festival Nacional de Gastronomia, uma para a segunda e 16 para a terceira.
  • 9. 2005 06/01/06 9 Novembro Autarcas tomam posse na região Depois das autárquicas de 9 de Outubro, sucedem-se as tomadas de posse pelos órgãos eleitos para os próximos quatro anos. As cerimónias sucedem-se por toda a região, com os autarcas a traçaram projectos para o novo mandato. Em Coimbra, Carlos Encarnação presidente Fernando Gonçalves, venceu história da cidade. Promovida pela centrou o seu discurso na oposição à co- as eleições. Fernando Carvalho foi assim autarquia, estas jornadas contaram com incineração de resíduos industriais eleito para mais um ano à frente da AAC a participação de diversos especialistas perigosos na cimenteira de Souselas, A Associação Comercial e Indus- que deram a conhecer um período muito acusando o Primeiro-Ministro, José trial de Coimbra (ACIC) apresentou o pouco conhecido e valorizado da história Sócrates, de “obstinação permanente” seu programa de Natal, um conjunto de de Coimbra. nesta matéria. iniciativas que prometem encher de cor e A nível nacional, destaque para o Durante a tomada de posse do magia a cidade de Coimbra. aumento do salário mínimo para 385,90 executivo, da Assembleia Municipal e dos A Freguesia de Santo António dos euros. O anúncio foi feito pelo Governo presidentes de Junta das freguesias do Olivais está em festa, ao comemorar 151 e prevê um aumento de três por cento. O concelho, Carlos Encarnação referiu que anos de existência. Considerada uma das novo valor entra em vigor em 2006. este será o seu último mandato e alertou maiores do país, esta freguesia festeja A Sociedade de Porcelanas anuncia para algumas das necessidades sentidas mais um aniversário com a Feira das o encerramento da empresa em Dezem- no município. Artes e Tradições a atrair a população bro, deixando 29 trabalhadores no As tomadas de posse sucederam- não só de Santo António dos Olivais desemprego. Apesar de ter sido pro- se em todas as autarquias do distrito, como de toda a cidade. metida a construção de umas novas cerimónias que foram aproveitadas para Um pouco por toda a cidade, instalações no parque industrial de Eiras, apresentar alguns dos objectivos para o surgem as mais diversas campanhas de a obra não avançou, o que obriga agora mandato agora iniciado e, simulta- Natal, com eventos de solidariedade em à tomada de posição dos trabalhadores neamente, alertar para as principais favor das vítimas de incêndios e, e dos sindicatos. dificuldades sentidas pelos municípios. sobretudo, das crianças menos favo- A Santix abriu, no Arnado Busi- Na Praça da República, em Coim- recidas. ness Center, a sua primeira loja total- bra, decorreu mais uma Feira de For- A onda de solidariedade “atinge” mente dedicada ao público feminino. mação e Emprego, um certame que foi também a Casa dos Pobres que, tal como Depois desta inauguração, a empresa visitado por milhares de jovens. Esta tem vindo a acontecer nos últimos prepara a sua expansão à cidade do Feira assumiu-se como uma opor- tempos, tem recebido apoios de várias Porto. tunidade para jovens e recém-licenciados empresas da cidade. Desta vez, os Cafés A Associação para o Desen- procurarem o primeiro trabalho, um FEB e a Galeria Santa Clara promo- volvimento e Formação Profissional estágio ou uma formação complementar. veram um concurso de pintura e leiloaram (ADFP) festejou 18 anos de vida, com Serra. Esta Associação, presidida por dos Santos, um evento que há muito que Três listas disputaram as eleições o quadro vencedor, revertendo a receita um programa que incluiu vários es- José Cabeças, integra os concelhos de se assumiu como um ponto de encontro da Associação Académica de Coimbra do leilão para a construção das novas pectáculos musicais, torneios desportivos Arganil, Góis, Oliveira do Hospital e privilegiado da população do concelho. (AAC). Cerca de 22 mil estudantes instalações desta instituição de soli- e vários eventos culturais. Tábua e procura, de forma integrada, Na Lousã decorre mais uma edição foram às urnas escolher o representante dariedade social. Também a ADIBER esteve de direccionar a sua actividade para a da Feira do Mel e das Castanhas, um dos estudantes. Com 57 por cento dos A Coimbra de Oitocentos deu-se a parabéns, ao festejar 11 anos ao serviço formação e criação de emprego na região. certame que atraiu ao Pavilhão Muni- votos a Lista R, encabeçada pelo conhecer durante as jornadas sobre a do desenvolvimento da região da Beira Em Góis decorreu mais uma Feira cipal centenas de visitantes. Dezembro Festas e solidariedade marcam quadra natalícia Dezembro é o mês do Natal. O espírito natalício faz-se sentir por toda a cidade e pela região, com as luzes e os enfeites a atraírem as pessoas, num convite à vivência da quadra. Em Coimbra, as luzes iluminam as ruas e as músicas de Natal entoam no ar. Este ambiente repete-se um pouco por toda a região, com as autarquias do distrito a não deixarem passar em branco a quadra natalícia. Mas, para além dos enfeites, os já saudosos António Almeida e Sousa tem aumentado de forma preocupante Dezembro fica também marcado pelas e Artur Almeida e Sousa. “O Despertar” em todo o Mundo. A FBB procurou dar tradicionais festas de Natal, promovidas perdeu assim, no curto espaço de 12 algumas orientações a formadores e pais, pelas instituições. Nesta quadra prosse- meses, três dos esteios do jornal. no sentido de educar para a melhor guem as iniciativas solidárias. Destaque, Um ano após a sua morte, Arganil alimentação das crianças. por exemplo, para a Associação de recordou Fernando Valle. Familiares e O Mercado Municipal D. Pedro V Solidariedade Social dos Professores que amigos recordaram o médico e um dos vai passar a “circular”, a partir de apresentou a exposição “Enxovais”, uma fundadores do Partido Socialista, que Janeiro, nos autocarros dos Serviços recolha de todos os artigos necessários faleceu no ano passado, com a bela idade Municipalizados de Transportes Urba- ao enxoval do recém nascido que foram de 104 anos. nos de Coimbra. O anúncio foi feito na distribuídos pelas mães carenciadas. A Câmara da Lousã deu mais um altura em que o Mercado comemorou o Em Santa Clara, a Junta de passo na afirmação da Rota do Papel. seu quarto aniversário. O filme tem uma Freguesia comemorou 151 anos de Com uma forte tradição no concelho, a duração de mais de cinco minutos e foca existência e distribuiu 150 cabazes de indústria do papel volta assim a afirmar- aspectos do dia-a-dia, abordando a Natal pelas famílias mais necessita- se como uma actividade de referência e frescura dos produtos expostos, de forma das. de extrema importância a nível económico a atrair os utilizadores dos auto- Dezembro foi também um mês no concelho. Vários organismos, directa carros. marcante para “O Despertar”. O luto ou indirectamente ligados a este sector, Miranda do Corvo viu finalmente ensombrou a quadra com a morte de assinaram com a autarquia protocolos reconhecido pelo Instituto Nacional da Lúcia Maria de Jesus e Sousa Correia, de colaboração, criados com o intuito de Propriedade Industrial os direitos totais um dos esteios do nosso jornal e mãe do criar um percurso que passa por diversos sobre a marca “Capital da Chanfana”, director Fausto Correia. Gerente há locais ligados à produção de papel, uma expressão que é agora exclusiva muitos anos de António de Sousa proporcionando aos visitantes um deste município, fazendo jus à região onde (Herdeiros), empresa proprietária do conhecimento sobre as várias fases do nasceu a Chanfana e restantes produtos iniciativas. O alargamento do horário do continuação da pré-campanha. Mário jornal, Lúcia Sousa Correia trabalhou papel. à base de carne de cabra velha, como a funcionamento, das 10 até às 19 horas, é Soares, Cavaco Silva, Manuel Alegre, intensamente no jornal, tendo assumido A Fundação Bissaya Barreto Sopa de Casamento e os Negalhos. uma das principais novidades intro- Jerónimo de Sousa e Francisco Louçã durante muitos anos a responsabilidade promoveu um seminário sobre a obe- Ainda em Coimbra, destaque para duzidas e que permite a todos os têm-se empenhado na intensa campanha de toda a contabilidade de “O Des- sidade infantil. Considerada pela Orga- os 83 anos da Biblioteca Municipal de utilizadores o acesso aos vários serviços de rua, apresentando à população as pertar”. Faleceu aos 82 anos, poucos nização Mundial de Saúde como a Coimbra. Esta data vai ser assinalada disponibilizados. linhas orientadoras das suas can- meses depois da partida dos seus irmãos, “epidemia do século XXI”, a obesidade ao longo de 2006 com uma série de A nível nacional, destaque para a didaturas a Belém.
  • 10. 10 06/01/06 GERAL TRIBUNAL JUDICIAL JUÍZOS CÍVEIS DA MEALHADA DE COIMBRA Secção Única A tríade antagónica: 5.º Juízo Cível percursos de inclusão e de exclusão ANÚNCIO ANÚNCIO associados ao acesso ao emprego Liliana Simões* 1.ª PUBLICAÇÃO Processo: 272/2002 1.ª PUBLICAÇÃO Processo: 16/1998 Execução Ordinária Execução Ordinária N/Referência: 268253 N/Referência: 1204689 A tríade, antagónica, do emprego/exclusão/ inserção social significativamente quando estamos a falar de grupos desfavorecidos, Data: 29-11-2005 Exequente: Crédito Predial Por- Data: 07-12-2005 constitui cada vez mais uma fonte de preocupações dos agentes os apelidados “grupos de risco ou em situação potencial ou efectiva tuguês, S.A Exequente: BANCO TOTTA & sociais que trabalham no terreno com as comunidades de exclusão”. Executado: Armando Luís de AÇORES, S. A Executado: Vítor Manuel Cam- Lemos Lopes e outros… desfavorecidas, uma vez que esta é a forma de se ser reconhecido Não foi com estranheza que constatei que os dados do IEFP , pos Gonçalves e outros… e tido como útil em sociedade, e paralela e antagonicamente, de relativos aos pedidos de emprego no 2.º trimestre de 2005 apontavam Correm éditos de 20 dias para se ser excluído, marginalizado e afastado da mesma. para mais 2,9% de desempregados, maioritariamente mulheres….é citação dos credores desconhecidos que gozem de garantia real sobre os Correm éditos de 20 dias para Os meus quase 3 anos de convivência com pessoas verdade… a pobreza sempre teve e continua a ter um rosto feminino, bens penhorados aos executados citação dos credores desconhecidos que gozem de garantia real sobre os bens desfavorecidas e em situação de exclusão permite-me analisar a mulher acumula cada vez mais papeis sociais, é a mãe a esposa abaixo indicados, para reclamarem o penhorados aos executados abaixo de outra forma os percursos tortuosos que conduzem qualquer e funcionária, papéis que num contexto sócio-económico actual pagamento dos respectivos créditos pelo produto de tais bens, no prazo de indicados, para reclamarem o pagamento um de nós ao que chamamos de exclusão social, e na maioria dos parecem são ser conjugáveis… 15 dias, findo o dos éditos, que se dos respectivos créditos pelo produto de casos esta situação deve-se à dificuldade que se tem no acesso ao Contudo, a discriminação no meio laboral não é perpetuada começará a contar da segunda e última tais bens, no prazo de 15 dias, findo o dos publicação do presente anúncio. emprego. apenas em função do género, mas da etnia, do aspecto, do que éditos, que se começará a contar da segunda e última publicação do presente Saliento que, muitas das vezes, deparamo-nos com situações dizem de nós e do que inspiramos nas pessoas… Bens penhorados: anúncio. problema criadas, única e exclusivamente, pela falta de emprego, As pessoas de que falo, possuem para além disso um perfil TIPO DE BEM: Imóvel DESCRIÇÃO: Fracção Autónoma que cria instabilidade no seio familiar e desestruturação e desvios pouco competitivo face ao mercado de trabalho, são ou foram designada pela letra “E” do prédio Bens penhorados: consideráveis no seu funcionamento. toxicodependentes, estiveram associados, ou foram associados a descrito na Conservatória do registo TIPO DE BEM: Imóvel ART.MATRICIAL: 00286/090586 Assim, constatamos que o emprego é a principal forma de práticas de mendicidade, vadiagem marginalidade ou violência, Predial da Mealhada sob o n.º 01922/ 120995, da freguesia de Pampilhosa, DESCRIÇÃO: FRACÇÃO “F” L integração/ exclusão dos cidadãos, sejam eles indivíduos em fazem parte de comunidades nómadas ou fixas de etnia cigana. concelho da Mealhada, então omisso ANDAR, LADO DIREITO DO PRÉDIO situação potencial ou efectiva de exclusão, ou indivíduos integrados Atendendo a que a discriminação existe e se faz sentir muitas mas actualmente inscrito na matriz URBANO, SITO NA AV.ª 25 DE ABRIL, predial urbana sob o art.º 2086.º. e inseridos na sociedade. vezes de forma atroz é necessário investir na sua qualificação, é LOTE 10 – CANTANHEDE, FREGUESIA E De acordo com a Constituição da República Portuguesa, necessário dotá-los de competências teóricas técnicas e profissionais, PENHORADO EM: 28-10-2003 CONCELHO DE CANTANHEDE DESCRITO NA CONSERVATÓRIA DO REGISTO o direito ao trabalho é um direito básico que assiste a todos os simultaneamente ao seu treino de competências funcional e social, PENHORADO AOS EXECUTADOS Armando Luís de Lemos Lopes, por PREDIAL DE CANTANHEDE SOB O N.º cidadãos, o que significa que deve ser o Estado o primeiro a para maximizar as potencialidades das acções de formação si e na qualidade de Legal representante 00286/090586 – FREGUESIA DE CAN- garantir que se reúnam todas as condições para que todos os propostas e melhorar efectivamente a sua competitividade face ao de Hugo Miguel Rodrigues, residentes TANHEDE, INSCRITO NA RESPECTIVA cidadãos possam ter acesso ao emprego. Esta tentativa é notória mercado de trabalho, promovendo e a sua inserção profissional e no Alto de Santo António, Lote 4, R/C, Esq., Pampilhosa, Mealhada; Maria da MATRIZ, SOB O N.º 4037. pelos diversos programas dinamizados em parceria pelo Estado consequente inserção social. Conceição Carvalho R. Simões Pereira e PENHORADO EM: 30-01-2004 Português e pela União Europeia, que visam o financiamento a Assim, e em jeito de conclusão resta apenas relembrar que Vítor Manuel Ribeiro Simões Pereira 00:00:00 Rodrigues, Rua Principal, Sobral de Ceira, cursos de formação profissional que incentivam quem está em todos nós somos alvos fáceis da exclusão, sobretudo se estivermos 3030-894 Coimbra. PENHORADO A: situação de desfavorecimento, no acesso ao emprego, a adquirir a falar no acesso ao emprego pelo que será uma boa reflexão EXECUTADO: Vítor Manuel Campos competências e competitividade através da frequência da pensarmos em que medida podemos funcionar como agentes de O Juiz de Direito, Isabel Namora Gonçalves. Estado civil: Casado. Docu- mentos de Identificação: BI – 1572111, NIF formação profissional. promoção da inclusão para com o próximo, promovendo a – 126.214.905. Endereço: Av. 25 de Abril Contudo, estas iniciativas continuam a ser insuficientes e participação e a intervenção cívica. O Oficial de Justiça, – Lote 10 – 1.º Dt.º, 3060-123 Cantanhede. as dificuldades de inserção mantêm-se e acentuam-se * Socióloga Armando Lopes Catalão EXECUTADO: Maria Madalena Ba- “O Despertar” N.º 8370, de 06/01/06 naco Pimentel Gonçalves. Estado civil: Casado. Documentos de identificação: BI – 4073708, NIF – 105193917. Endereço: Av. 25 de Abril – Lote 10 – 1.º Dt.º, 3060- Viúvo, era natural de S. Paulo de Frades, Viúvo, era natural de Pampilhosa da 123 Cantanhede. NECROLOGIA Coimbra e residia em Brasfemes. DOMINGOS GUEDES DE ALMEI- Serra, onde residia. JUSTINO FIGUEIREDO RODRI- O Juiz de Direito, Luís Cravo DA faleceu com 67 anos. Viúvo, era GUES faleceu com 80 anos. Casado, era ADRIANO DE ALMEIDA faleceu com ANTÓNIO DOS SANTOS faleceu com natural de Treixedo, onde residia. natural de S. Pedro de Alva, onde re- O Oficial de Justiça, 88 anos. Viúvo, era natural de Felgueira, 79 anos. Casado com Maria Faria, era EL VIRA VIEIRA faleceu com 94 anos. sidia. Maria Martins Oliveira onde residia. natural de Tentúgal e residia em Outeiro Viúva, era natural e residente nas Torres LEONILDA DA CONCEIÇÃO ALDINA FERNANDA SÃO PEDRO Longo. do Mondego. FRESTA faleceu com 80 anos. Solteira, “O Despertar” N.º 8370, de 06/01/06 DE MOURA faleceu com 74 anos. ANTÓNIO DA SIL A MONTEIRO V FERNANDO FERREIRA VICEN- era natural de Rabaçal, Meda, e residia Solteira, era natural de Poiares e residia faleceu com 69 anos. Viúvo de Fernanda TE faleceu com 72 anos. Casado com na Quinta da Chapeleira, Antanhol, MARIA DE JESUS faleceu com 94 em Coimbra. Henriques Monteiro, era natural de Maria Manuela Marques dos Santos Coimbra. anos. Viúva de António Pereira, era ALICE BORGES DE ANDRADE Pampilhosa e residia em Coimbra. Vicente, era natural de Tavarede e residia MANUEL MATOS LOURENÇO natural de Figueiró dos Vinhos e residia faleceu com 76 anos. Viúva, era natural ARLINDO HELENO ACÚRSIO em Cantanhede. ROSA faleceu com 53 anos. Casado com em Coimbra. de S. Miguel e residia em Santa Comba faleceu com 69 anos. Casado com Silvina GRACINDA DA CONCEIÇÃO fale- Ilda Rosa Alves Matos, era natural de MARIA JOSÉ faleceu com 95 anos. Dão. de Jesus Ferreira Rafael, era natural de ceu com 85 anos. Viúva, era natural de Portela do Fojo, Pampilhosa da Serra, Viúva, era natural de Vila Moinhos, onde ALZIRA CORDEIRO NUNES fale- Condeixa-a-Velha e residia em Zam- Pombal e residia em Castelo Viegas. e residia no Cume, Lousã. residia. ceu com 96 anos. Era natural residente bujal. ISABEL NENO DE RESENDE OLI- MANUEL RODRIGUES BATISTA MARIA DE LURDES RIBAS faleceu em Piquete, Gesteira, Soure. AURORA PEREIRA DA SIL A V VEIRA faleceu com 91 anos. Viúva de faleceu com 75 anos. Natural de Palinha, com 80 anos. Viúva, era natural de ALZIRA FERREIRA DE JESUS faleceu com 79 anos. Casada com Albino Henrique Oliveira, era natural de Mortágua, onde residia. Coimbra e residia em Tovim de Baixo. faleceu com 88 anos. Viúva, era natural Tavares da Silva, era natural do Porto e Murtosa e residia em Coimbra. MARCO FILIPE LOBATO RAMA MÁRIO DE ALMEIDA faleceu. Di- de Colmeeira, Penela, e residia em Venda residia em Coimbra. ITEL VINA GUILHERME faleceu com faleceu com 22 anos, vítima de acidente vorciado, era natural de Penela, onde dos Moinhos. AVELINO DE JESUS GONÇAL VES 89 anos. Viúva de José dos Santos, era de viação. Solteiro, era natural da Sé residia. AMÁ VEL MARQUES DE JESUS faleceu com 73 anos. Casado com Maria natural de Penalva de Alva e residia em Nova, Coimbra, e residia em Zouparria OLINDA MARIA BARRICO FLO- faleceu com 80 anos. Viúvo, era natural Marques de Oliveira, era natural de S. Geão. do Campo, S. Silvestre. RENTINO VILÃO faleceu com 56 de Santa Comba Dão e residia em S. Ourentã e residia em Póvoa do Bispo. JOAQUIM DOMINGUES ALMEI- MARIA AUGUSTA DOS SANTOS anos. Casada com António Rodrigues Miguel. AVELINO MARQUES DINIS faleceu DA faleceu com 64 anos. Solteiro, era faleceu com 79 anos. Casada com Mário Vilão, era natural de Barreira, Condeixa, ANILDO ANDRADE FERREIRA com 68 anos. Casado com Maria do Céu natural de Vila Nova de Gaia e residia Ramos Tinto, era natural de Seixo, onde residia. faleceu. Casado com Maria Lopes Pessoa Santos, era natural de Ourentã e em Fala, Coimbra. Montemor-o-Velho, e residia em Ri- PEDRO GOMES faleceu com 50 anos. Leandro, era natural de Lavos e residia residia em Ourentela. JACINTO INÁCIO faleceu com 78 beiro. Solteiro, era natural de Cabo Verde e em Coimbra. AVELINO RODRIGUES FILENO anos. Viúvo, era natural de S. Paulo de MARIA DA CONCEIÇÃO DOS residia em Esgueira, Aveiro. ANTÓNIO GOUVEIA MOITA fale- faleceu com 76 anos. Era natural de Frades e residia em Vale Figueiras, SANTOS CRUZ faleceu com 59 anos. ROLBINO FERREIRA ISIDORO ceu com 74 anos. Casado com Maria Tavarede, onde residia. Coimbra. Casada com Celestino Augusto de faleceu com 73 anos. Casado, era natural Irene Gouveia, era natural de S. Geão, BELIZÁRIO PEREIRA DA CU- JOÃO CARV ALHO DOS SANTOS Oliveira Pessoa, era natural de Ourentã, de Fontainhas, Santa Comba Dão, onde onde residia. NHA DINIS faleceu com 79 anos. faleceu com 77 anos. Casado com onde residia. residia. Arminda de Jesus Ferreira Aires, era MARIA DUARTE GOMES faleceu SAMUEL DAS NEVES VEIGA AGÊNCIA FUNERÁRIA natural e residente em Casével, Ega, com 84 anos. Viúva, era natural de faleceu com 91 anos. Viúvo de Maria Condeixa-a-Nova. Monte Redondo, Leiria, e residia em Augusta, era natural de Antuzede, ADELINO MARTINS, LDA. JOSÉ DIAS DE CARV ALHO fale- ceu com 70 anos. Era casado com Coimbra. MARIA ELISABETE RODRIGUES Coimbra, onde residia. TEODORA CORREIA BARBOSA O ORGULHO DE BEM SERVIR DESDE 1940 Zélia Maria Dias Soares, natural de REIS SECO faleceu com 75 anos. Viúva faleceu com 75 anos. Casada com FUNERAIS – FLORES – TRASLADAÇÕES Pombeiro da Beira e residia em Casal de António Eugénio Rodrigues Seco, era Francisco da Silva Rodrigues, era do Frade. natural de Angola e residia a Lousã. natural de Lorvão e residia em Chelo. SERVIÇO PERMANENTE JOSÉ MARIA RIBEIRO faleceu com MARIA EMÍLIA MILITÃO ROSA VÍTOR DA COSTA FERREIRA Telefs. 239 824 825 - 239 820 406 90 anos. Casado, era natural e residente faleceu com 46 anos. Divorciada, era faleceu com 62 anos. Solteiro, era natural R. Corpo de Deus, 118-120 3000 COIMBRA em Cabriéis, Soure. natural de Lisboa e residia na Figueira de Brasfemes, Coimbra, e residia em JOSÉ MARQUES faleceu com 77 anos. da Foz. Vilarinho.
  • 11. ECONOMIA & NEGÓCIOS 06/01/06 11 Aumentos superam inflação Requalificação vai servir cerca de 17500 habitantes Portugueses começam Obras na rede justificam ano novo a gastar mais aumento dos preços da água das pontes 25 de Abril e Vasco da Os portugueses pagam mais, Gama. A Câmara Municipal desde domingo, pela O custo da travessia da Ponte 25 de Coimbra e a empresa electricidade, portagens, de Abril para um veículo ligeiro vai subir transportes públicos, tabaco cinco cêntimos, para 1,2 euros, enquanto municipal Águas e combustíveis, com algumas na Ponte Vasco da Gama o acréscimo é de Coimbra promoveram, de 10 cêntimos, para 2,1 euros. na semana passada, uma actualizações a superarem Os fumadores terão que gastar em a inflação prevista pelo visita às obras de média mais 30 cêntimos por maço de saneamento e abastecimento Governo. tabaco e a compra de um automóvel custará pelo menos mais 2,3 por cento de água em curso As tarifas de electricidade aumen- em termos de imposto automóvel. na zona Norte do concelho. tam 1,2 por cento para a maioria dos Os combustíveis também estão clientes domésticos (5,7 milhões de mais dispendiosos, dada a actualização Durante este percurso pelos traba- clientes) e os restantes (cerca de 60 mil), de 2,3 por cento feita no Imposto sobre lhos em execução em nove freguesias com uma potência contratada superior os Produtos Petrolíferos (ISP), acres- da zona Norte, Carlos Encarnação, a 20,7 kV pagarão mais 8,5 por cento. A, cida de 2,5 cêntimos por litro no imposto presidente da autarquia, explicou que Os clientes de baixa tensão espe- sobre a gasolina e sobre o gasóleo esta é “a maior obra de saneamento em cial - a tensão mais utilizada pelas rodoviário. Coimbra, realizada nos últimos 20 Carlos Encarnação e Paulo Canha durante a visita às obras de sanea- empresas - vão pagar mais 14,9 por A contribuir para o encarecimento anos”. mento em curso na zona Norte da cidade cento pela electricidade utilizada. do custo de vida dos portugueses está O investimento municipal é a Nos transportes públicos, os também este ano a previsível actua- principal justificação apontada para o investimento foi uma das principais aumento gradual nos tarifários. aumentos de preços serão em média de lização das rendas, que só deverá entrar aumento de 12,5 por cento do tarifário razões apontadas para o aumento de A intervenção em curso na zona 2,3 por cento, em linha com a inflação em vigor a partir de Abril/Maio. da água e saneamento, um tema que 12,5 por cento nos preços. Norte de Coimbra foi lançado em Abril prevista pelo governo (ver tabela). Os contractos de arrendamento levantou polémica na Assembleia Apesar da contestação, o presi- e tem um prazo de execução de 750 dias, Viajar nas auto-estradas também anteriores a 1990 terão aumentos com Municipal e que mereceu duras críticas dente da Câmara de Coimbra espera devendo estar concluída no final de vai ser mais caro: as portagens da Brisa um tecto máximo de quatro por cento, da oposição e de várias entidades da que a população seja compreensiva e 2007. São abrangidas pelas interven- e da Auto-Estradas do Atlântico vão enquanto nos restantes contratos a cidade. compreenda a necessidade destas novas ções as freguesias de Antuzede, Botão, subir em média 2,8 por cento, o mesmo actualização depende da classe de Para Carlos Encarnação o au- infraestruturas, essenciais para a Brasfemes, Eiras, Santo António dos incremento dos preços das portagens rendimento do inquilino. mento aprovado para 2006 prende-se qualidade de vida das pessoas. Olivais, S. Paulo de Frades, Souselas, com uma questão de “igualdade” no Durante a visita, Paulo Canha, Torre de Vilela e Trouxemil. A obra acesso ao abastecimento e com razões presidente do conselho de administração chega ainda a Barcouço e Pampilhosa, CARTÓRIO NOTARIAL DE COIMBRA de “saúde pública”. da AC, recordou que o aumento do do concelho da Mealhada, e a Ponte da A empresa Águas de Coimbra tarifário já constava de um estudo feito Mata, em Penacova. Notário, JOAQUIM MANUEL SALES GUEDES LEITÃO prevê gastar, em 2006, mas de 11 aquando da adesão de Coimbra à Águas No total, a requalificação vai ser- JUSTIFICAÇÃO NOTARIAL milhões de euros em obras. O avultado do Mondego, em 2003, e que previa um vir cerca de 17500 habitantes. CERTIFICO, narrativamente, para vieram á sua posse por doação verbal efeitos de publicação, que neste Cartório feita pela mãe dele justificante marido, Júlia e no livro de notas para escrituras Subsídios pontuais para 2006 Maria Jorge que também era conhecida diversas número 15-A, a folhas 139, se por Júlia Maria, viúva, residente que foi encontra exarada uma escritura de no dito lugar de Alcarraques, actualmente justificação notarial, outorgada hoje, pela falecida, ocorrida no ano de mil no- Governo atribui dois qual, JOSÉ JORGE DE CARVALHO e vecentos e setenta, sem que no entanto mulher, MARIA DA GRAÇA PRATAS, ficassem a dispor de título formal que lhes casados no regime da comunhão geral, permita obter o seu registo na competente residentes na Travessa de São Miguel, Conservatória. Todavia, possuem os milhões de euros às artes n.° 5, no lugar de Alcarraques, freguesia referidos prédios há mais de vinte anos e de Trouxemil, concelho de Coimbra, com tal posse sempre foi exercida de forma os NIF 160.423.597 e 160.423.570, pública, pacifica e sem interrupção, tal declararam que são donos e legítimos como se correspondesse ao exercício possuidores, com exclusão de outrém, do direito de propriedade, plantando, (dois e quatro anos) e não foram tomadas burocráticas, deixando aos criadores dos seguintes prédios rústicos, ambos cortando árvores e efectuando a sua O Governo vai atribuir em conta as cativações orçamentais. mais tempo para os projectos”. sitos na freguesia de Trouxemil, con- limpeza. Por tal motivo, perante a ine- Confrontado com este facto e com O anterior regulamento - exempli- celho de Coimbra: xistência do titulo de aquisição, alegam dois milhões de euros a diminuição de verbas para os concursos ficou - obrigava os criadores a várias N.° 1 - Terra de cultura sita na os justificantes terem adquirido os citados Quinta Nova, com a área de mil e du- prédios por um outro modo de adquirir, a para apoios pontuais às artes de 2006, Mário Vieira de Carvalho alegou burocracias, designadamente à entrega zentos metros quadrados, a confrontar usucapião, insusceptível, porém, de com- visuais e do espectáculo que “a verba orçamentada para 2006 é de certificados, escrituras públicas e do norte com serventia, do sul com vala, provar pelos meios extrajudiciais normais. em 2006, cujo concurso igual à da correcção orçamental para estatutos e que, com o novo regulamento, do nascente com Adrião dos Santos Cardoso e do poente com Bersânio GINAL DE CONFORMIDADE COM O ORI- abriu sexta-feira, anunciou 2005”. lhes basta entregar uma declaração. Ferreira e inscrito na matriz respectiva o secretário de Estado As verbas para os apoios pontuais “Tentar equilibrar as várias áreas sob o artigo 730, com o valor patrimonial Coimbra e Cartório Notarial, 04 de em 2006 “representam um esforço de dois artísticas e as várias regiões portuguesas” de euros 450,06, a que atribuem o valor Janeiro de 2006. da Cultura, Mário Vieira milhões de euros” para que possam foram também, segundo Mário Vieira de de quinhentos euros. N.° 2 - Terra de pinhal e vinha sita de Carvalho. manter os apoios sustentados nos termos Carvalho, pressupostos do concurso, que A colaboradora devidamente autorizada: nas Fontes, com a superfície de mil e (Maria Gorete Vaz) em que estes foram contratados, disse. será complementado “com um programa duzentos metros quadrados, a con- Do total, 1,5 milhões de euros vão “Celeridade e menos burocracia” a anunciar em breve, intitulado Território frontar do norte e sul com Agostinho de “O Despertar” N.º 8370, 06/01/06 para o teatro, música, pluridisciplinares foram, segundo o secretário de Estado, Artes”, que visa implementar uma “rede Carvalho, do nascente com caminho e e dança (a rubrica Artes do Espectáculo os pressupostos das alterações ao cultural descentralizada”, mas sobre o do poente com José Rodrigues Gon- çalves e inscrito na matriz respectiva e Trans/Plurisdisciplinares) e 500 mil concurso de apoios pontuais para 2006, qual não revelou mais pormenores. sob o artigo 2075, com o valor patri- VENDE-SE euros para as artes plásticas, arquite- ctura e design (Artes Visuais). cujas candidaturas devem ser entregues Mário Vieira de Carvalho anunciou monial de euros 498,25, a que atribuem no Instituto das Artes até 20 de Janeiro ainda que a secretaria de Estado está a o valor de quinhentos euros. MÓVEL ESTANTE Os subsídios para os apoios pon- de 2006. “repensar o quadro normativo” dos Os referidos prédios, cujo o valor em Castanho Maciço tuais em 2006 diminuíram 1,3 milhões de O regresso ao modelo de um júri apoios sustentados já para o próximo total atribuído é de MIL EUROS estão inscritos na matriz em nome dele 2mx045x1,96 euros relativamente a 2004, que ascen- nacional que, segundo o secretário de concurso, a abrir em 2007. justificante marido e não se encontram deram a 3,3 milhões de euros, dos quais Estado, representa uma “garantia Na conferência de imprensa, que descritos na Primeira Conservatória do Tel. 239 705 170 (Depois das 18h. 2,8 milhões foram para as artes do acrescida de que as avaliações serão contou com a presença do director do Registo Predial de Coimbra. Mais de- Telm. 965 605 442 espectáculo e 500 mil para as artes devidamente fundamentadas”, é outra Instituto das Artes, Jorge Vaz de clararam que os mencionados prédios visuais. das inovações dos concursos aos pontuais Carvalho, foram ainda divulgados os Para o secretário de Estado da para 2006. nomes dos dois novos subdirectores do Jor nal “O Desper tar” Cultura, Mário Vieira de Carvalho, a Em meados de Março os agentes IA: Orlando Farinha e Adelaide Ginga diminuição das verbas não representam culturais já deverão conhecer as decisões Tchen, dois técnicos do instituto. A D M I T E um “desinvestimento” na área da Cul- de júri e o montante de apoios que vão Orlando Farinha regressa ao IA tura, devendo-se às “condições orça- receber, adiantou. depois de ter sido consultora da ve- ANGARIADOR DE PUBLICIDADE mentais” a que têm que se submeter. Instado a comentar se quinze dias readora da Cultura da Câmara Mu- Em 2005 não houve concurso para é suficiente para os agentes culturais nicipal de Lisboa entre Outubro de 2003 À COMISSÃO os apoios pontuais às artes, tendo o elaborarem os projectos a concurso, e Fevereiro de 2004, enquanto Adelaide Contacto pessoal nas nossas instalações à Rua Pedro Ministério da Cultura alegado que as Mário Vieira de Carvalho disse que sim, Tchen coordenou o gabinete de Inter- Rocha, 27/31 - Coimbra - Telf. 239 852 710 verbas existentes ficaram comprometidas argumentando que com as novas alte- nacionalização do IA desde Abril de com os subsídios de apoio sustentado rações “cai uma série de questões 2004.
  • 12. 12 06/01/06 OPINIÃO artes & artistas Margarida Vigoço fecha com chave de ouro as exposições da Galeria Capitel de Leiria RELATO DE MAIS UM DOS nas exposições para os mais novos, é nos realizadas pelo Pelouro da Cultura da MEUS PASSEIOS – Episódio I Manuel Bontempo mestres que introduz o requinte de Câmara Municipal de Coimbra, algumas Uma das minhas habituais e saudáveis terapias é, geralmente e não muito planificação ideológica, um sistema de ensino sumamente valiosas e as da Galeria Santa longe de casa, antes ou depois do jantar, dar um pequeno passeio a pé. Evidentemente, Esta Galeria de arte e cultura com um pela contemplação da arte e da cultura num Clara, o que é pouca para uma cidade de só quando o tempo nos possa permitir. E então, gosto muito de apreciar e recordar, trabalho imenso a favor da inteligência e da vasto programa anual, e que em Dezembro cultura, universitária, mas o Pelouro da com saudades, os tempos de outrora, de quando menino e moço. Deixo para a sensibilidade portuguesa através de mais fecha com as habituais Chave de Ouro. Cultura é, recentemente, um orgão vivo a posteridade o relato destas recordações por escrito. Se o estimado leitor tiver paciência de trinta anos, na pintura, escultura, música, Joaquim Vieira, galerista, cronista, bem da cidade. e vontade de saber, cá vai pois. ensino com trabalhos para os mais novos, conferencista, indica sempre caminhos A organização da municipalidade na Desta vez fui em direcção a Este, um pouco mais à frente cortei para Sul e numa pedagogia viva, com acções de seguros para a elevação da arte e sem os cultura é um elemento constituitivo de retomei o rumo de casa. Esta pequena volta deverá ter apenas cerca de 1.500 metros, solidariedade, com eventos que fizeram excessos da filosofia do facilitismo germina grande influência na cultura indigena que e, para me não tornar muito enfadonho, vou relatá-la em episódios. escola, fecha com Chave de Ouro, as na Galeria Capitel um implícito ensino que apraz registar. A 15 metros de minha casa, na rua Duarte Pacheco temos os CTT onde, na actividades deste ano, com uma grandiosa oferece ao povo com talentosas exposições, Margarida Vigoço será, pela sua obra década de 30, e bem assim onde agora esta minha habitação, era o “pátio dos exposição de pintura da reputada artista com artistas nacionais e estrangeiros. com mais de 40 anos, uma relatora da burros”. Nas minhas crónicas sobre as “Tis”, tive ocasião de recordar o que foi este Margarida Vigoço. É uma forma de arte, de cultura, de história, no rigor da expressão da sua ética, local. Seguimos no mesmo sentido pela Avenida Combatentes da Grande Guerra, As “naturezas-mortas”, da mais educação popular, autónoma que obriga a da sua filosofia, do facto de preencher com passando frente ao Café Colonial, montado pelo saudoso e bem conhecido “Lopes categorizada pintora nesta área enche as alguns sacrifícios para nos dar, ao público, os seus deliciosos temas a nossa arte que se do Colonial”. Lembro-me muito bem que foi transferido de outro local para dar salas desta Galeria da cidade do Lis, sempre em geral, um conjunto de pontos de vista deseja conhecida no estrangeiro, como é a lugar à actual CGD. Aqui eram procuradas as tão deliciosas “brisas do Lis”, muito em equação com a temática que lhe deu nas formas, nos conteúdos, numa larga sua, e em Coimbra há poucos artistas que apreciadas, não só pelos leirienses como pelos turistas. Ainda hoje, pela especialidade renome internacional, as flores, os frutos, consciência social. se inclinam para as “naturezas-mortas”, do seu fabrico, são muito recordadas, porque ainda não apareceram outras do as porcelanas, as toalhas rendadas, os Existe, portanto, um horizonte abstraindo a multifacetada pintora Alda mesmo género. Quem as fazia era a esposa do senhor Lopes, que levou consigo o centros de mesa alindados em dias de festa, artístico onde se perfilha a cultura nas Belo, esta também com propensa para este segredo do seu fabrico. Logo a seguir, onde existe o BPI era o café Avis, propriedade as colchas, as rendas, as vestimentas nos multivárias vertentes e é com nitidez ver a género difícil a par de pouquíssimos perante do “Pires da Ford”, que mais tarde cedeu ao seu genro Sabino. Lembro-me, quando cadeirais, a interassimilação de tendências “positividade” duma acção de um homem a magestade das flores, frutos, o mistério, o Zé dos Aviões (mais tarde direi quem foi esta grande figura), por ser um grande da festa dos frutos que a natureza nos desta época embora mostre, sem desfa- esse mistério, que restitui à inteligência o apaixonado por desportos, lembrou-se, certo dia, de fazer uma corrida de motorizadas, concedeu, as jarras pintadas inseridas nos lecimentos, a arte de várias épocas, numa “gosto de pintar”, a cor, a forma, o cheiro, o veículos que, na ocasião, eram novidade. A prova consistia em dar duas voltas no seus magníficos quadros, as combinações larga visão e não transige com preconceitos sabor, dos frutos e perfume das flores e seguinte percurso: partida em frente ao café, seguindo à Rua Tenente Valadim, sui generis, que aprofundam nos nossos absoletos, e na Galeria que dirige enxerga- todo o mundo envolvente das tapeçarias, passando no Bairro de Santo Agostinho, subir a Avenida Marquês de Pombal, sentidos a beleza da flora, a seiva da terra, se todas as tendências, escolas, formas de colchas, rendas, toalhas de cerimónia, as passar frente à Câmara, entrar na Rua de Alcobaça, descer a Avenida Combatentes os sucessivos corolários de diferenciações, ver a arte, com valor como premissa transformações sensitivas dos frutos, das da Grande Guerra até ao local do ponto de partida, de novo frente ao café. Admirei de exposição para exposição desta exímia primeira, sem tediosa metafísica, mas em aves, das sardinhas, ou dos peixes mais muito um dos participantes por ter já bastante idade e participar na competição. artista que desenha portentosamente, sabe movimentos sinceros do sentir dos artistas, aburguesados, das mesas, dum mundo que Era o senhor Pinheiro, que se orgulhava muito do seu veículo, e era mesmo um colorir as suas “naturezas-mortas”, mesmo que haja coalisões oposicionistas se anseia, agarrar ou saborear, quando se grande apaixonado. Um homem de extraordinária capacidade cívica que passou por conforme os seus estados psicológicos no julgamento dos espectadores, como as vê estas exposições sensoriais… Leiria, de quem fui amigo e por isso tenciono vir a falar dele nas minhas crónicas. ligados às estações do ano, pois transporta exposições fossem “escola viva”. Leiria, orgulha-se de possuir tal Continuando a nossa marcha, ao passar frente à Igreja do Espírito Santo, sempre nas suas telas as aquisições, as Margarida Vigoço surge nesta Galeria, e nesta Chave de Ouro foi ver veio-me à mente um episódio que presenciei quando dos meus cerca de 13 anos de pesquisas, as descobertas, as suas vivências exposição de fim de ano na Galeria Capitel entidades municipais, gente intelectualizada, idade (portanto já há mais de 70 anos). Quem, em 1941 se não lembra de um grande culturais, as viagens onde capta os frutos na sua melhor tradição, fluente, segura, com artistas, gente do povo o grande aferidor ciclone que varreu o país de Norte a Sul? Quando vinha da escola primária, o vento exóticos, os cheiros, os sabores, as cores, o progresso sempre visível e audacioso da obra de arte, e vale sempre a pena ir a era tanto que me obrigou a recolher no vão de uma das portas do Teatro D. Maria e transmite-nos novos horizontes pintu- porque ama aquilo que faz como ninguém Leiria assistir a “festas de arte, de Pia, por debaixo do varandim que o compunha. Em frente, via-se a igreja, onde riais. neste país, as naturezas-mortas, premiadas, humanismo”, onde se faz ouvir acordes passava uma senhora com o chapéu de chuva aberto, fazendo um terrível esforço A Galeria Capitel selectiva aceita dentro e fora do país. musicais de música clássica ao vivo com para o segurar. Precisamente quando passava frente ao portal do templo, foi artistas que se explicam pelo valor intrínseco Em Coimbra actualmente as melho- Débora Carreira ao piano e Miguel empurrada pelo vento de tal forma que teve de acelerar e correr alguns passos, mas e embora defenda os compêndios didácticos res exposições que temos visto são as Rodrigues à flauta, em dedicação à arte e à não evitou que o chapéu se virasse ao contrário. Ao dar aquela pequena corrida, eis artista. que a cruz cai do pedestal, atrás de si, provocando um buraco no solo com alguma Os nossos parabéns por mais um profundidade. Logo um dos choferes de praça, que ali estava recolhido (lembro-me Turismo Religioso ano a favor da arte e da cultura promovida bem que era o Manuel da Leitaria), foi a correr em seu socorro, mas tudo isto não pela Galeria Capitel, na pessoa clarividente passou apenas de um grande susto. Ainda hoje penso neste episódio, que considero de Joaquim Vieira, que nestes trinta e tal um autêntico milagre. anos muito tem feito por Leiria e pelo país. Finalmente acrescentava: “que destes (Continuarei no próximo episódio) Manuel Chaves e Castro movimentos de povos, sejam eles em romarias ruidosas ou silenciosas peregri- Buscava eu na minha mente um assunto nações, resulta num mito de alegria cole- eu me levasse a escrever mais um apontamento para este nosso Despertar ctiva, um alo de serenidade, numa total abertura das almas ao amor, à bondade, à O Meu Olhar semelhante, neste caso do mesmo sexo, homem ou mulher. nasceu, vive e deseja, sobretudo, levar a vida a seu modo… quando, ao passar os olhos pelas páginas compreensão, à estima entre o homem e a É preciso notar que essa comunidade Como escreveu ilustre professor que do Jornal de Notícias, edição do norte natureza, entre o homem e os outros Sónia Lencastre agrupa uma porção de mulheres, as lésbicas. podem existir os dois sexos numa pessoa. do dia 30 de Outubro P P deparei com .º .º, homens. E temos nós a autoridade moral e “O canal de Wolff que dá, se se desenvolve, dois artigos sobre o tema Turismo De sul a norte desta terra ética para condenar pessoas que por o canal diferente e a vesícula espermática Religioso que eu abordara há cerca de portuguesa o culto Mariano destribui-se O mundo de hoje é livre e não é de condenar deformação biológica, fisiológica ou genética respectivos. E o canal de Muller que, se se vinte anos – 1984 e 1986 no jornal por uma enorme rede de lugares onde os à priori as atitudes que foguem à conduta têm outras práticas do amor? desenvolve, dá na sua parte superior a “Comércio de Gaia” e na revista “Portu- turistas católicos, e às vezes os que se racional ou estafadamente dita moral como Penso que não. Em França, Ale- trompa respectiva, e na inferior, unida à do guese Exporter”. dizem laicos, encontram motivos para a “condenação” da comunidade gay, e em manha e, sobretudo, na Holanda essa canal do lado oposto, o útero e a vagina; e, Afinal, passadas estas duas descansar o espírito, aliando esse des- Viseu, houve uma espécie de festival de comunidade gay é aceite. Na vizinha se atrofia, apenas dá na parte inferior, com dezenas de anos, continuava em aberto a canço às belas paisagens que os cercam, à travestis como fossem alguns intérpretes Espanha há leis que levam mais longe as a sua homologa, o utrículo prostático ou ideia então referida que pode ter o maior simpatia dos seus hospedeiros e até, não no maneio do corpo, as pernas e os braços, pretensões afectivas dos homossexuais. E útero rudimentar masculino”. No livro o interesse para o Turismo português, sem escondamos a verdade, muito prosaica e mulheres em caricatura, profissionais, há os tão falados, comentados, e exa- “casamento em Medicina Legal”, podemos que dela, neste longo espaço de tempo, se materialista, à gastronomia regional. certamente, das noites lisboetas, que gerados casamentos… encontrar literatura para compreender um tenham apercebido os responsáveis pelas Fátima tem trazido até nós “desejaram” dar uma força a essa “co- As anomalias com respeito aos pouco as razões de certa homossexualidade. actividades turísticas no nosso país. Note- milhões de pessoas de todo o mundo e só é munidade homossexual de Viseu”, a vi- orgãos internos, glândulas, ovário e testítulo Almeida Ribeiro, professor distinto já se que, quando me referi ao turismo pena que o culto da Rainha Santa Isabel, verem dias se medo e de perseguição e o chamado vaginismo inferior e o falecido deixou tratados científicos sobre religioso, subentendia a interligação do padroeira de Coimbra, não acompanhe a conforme as notícias de grupos temíveis, característico penis captivus e outras matéria patológica, forense, ética que nos turismo com a religião católica. grandeza do que lhe tem sido prestado na neo-nazistas. arbitrariedades físicas e tendências e leva, penso eu, a compreender melhor certos Pensava então, como penso agora, cidade espanhola de Saragoça. Parece-me que há lugar para todos. perversões genéticas, o hermafrodismo, etc “desvios”. que, por exemplo, o culto Mariano pode Creio que Portugal teria todo o Os “ronds de jambe”, “entrechats”, e etc., são factores para um descambar para A notícia televisiva e um certo êxito trazer às nossas terras enorme quan- interesse em lançar na Europa e nos “glissades” ou “jetés battus” dessas esse “mundo onde se debatem milhares de pré-fabricado de travestis, o rogo dessa tidade de visitantes. Fazia notar nesses países onde vivem portugueses e naqueles personagens do mundo ambíguo do trans- pessoas que merecem respeito”. gente que deseja viver a sua vida, entre o textos que “este tipo de turismo, quando em que é o português a língua oficial, a formismo, mostraram segundo a televisão Na minha vida de estudante e pícaro e o dramático, a sub-humanidade a seriamente programado, é calmo, dispen- chamada para o Turismo Religioso no um “mundo, outro mundo, que não podemos profissional conheci – e conheço – gente culta, que é forçada a zonas de escassos limites, sando infra estruturas que sirvam de base nosso continente. É com esperança que ignorar”, e foram dar uma solidariedade a inteligente, gente de todos os extractos, que foi de facto o que prendeu o olhar de muita a ruidosos e caros divertimentos”. Dizia ele venha a fazer parte do interesse de essa comunidade gay, a viver o terror dos não se atrofia no anonimato. gente que tem respeito pelas afeições mais: “na hora em que o mundo enlouquece quem tutela o turismo entre nós e bem escolásticos e dos fanáticos da santa beatice. No meu modesto entender – e pelo personalizadas dos homossexuais que em lutas entre nações e entre irmãos de assim do ensino ministrado nas escolas Estas manifestações de gente do que li – a reacção da comunidade gay da merecem, também, pelas características raça, se ensombra com ondas de crimes e que pretendem dar grau de doutor às novas mesmo jaez desanda quase sempre para o cidade de Viriato foi frontal com os tais humanas um estudo sociológico ou me- se afunda na falta de respeito dos homens gerações destinadas a encontrar nas erotismo ou reles pornografia. travestis a dar uma força num com- sológico. por si próprios, será atempado meditar actividades turísticas a sua futura Mas em Viseu a coisa foi um acto de portamento que se deve aceitar sem os A criação do Mundo foi enviesada: a neste tipo de turismo útil e desejável”. profissão. coragem em quem vive outro afecto pelo pretensos moralistas a condenar gente que morte de Abel por Caim prova isso!
  • 13. DESPORTO 06/01/06 13 CARTÓRIO NOTARIAL DE COIMBRA Segunda volta da Liga Notário, JOAQUIM MANUEL SALES GUEDES LEITÃO CERTIFICO, narrativamente, para JUSTIFICAÇÃO NOTARIAL N.º 7 Emídio Carneiro, do nascente com António Seis jogos no “sofᔠna reabertura efeitos de publicação, que neste Cartório Rústico, composto de terra de Fernandes Ferraz e inscrito na matriz e no livro de notas para escrituras diversas cultura e vinha, sito nas Moiteiras, com respectiva sob o artigo 5210, com o valor número 15-A, a folhas 124, se encontra mil e trezentos metros quadrados, a patrimonial de euros 185,24. exarada uma escritura de justificação confrontar do norte e sul com António Freguesia de Trouxemil notarial, outorgada hoje, pela qual, Fernandes Ferraz, do nascente com N.° 15 “grande”, a recepção do Sporting de MANUEL SIMÕES DUARTE e mulher, estrada e do poente com o rio e inscrito Rústico, composto de terra de cultu- Seis dos nove jogos da 17ª e Braga ao Sporting. ERMELINDA FERREIRA DA COSTA, na matriz respectiva sob o artigo 694, ra com vinha, sito na Galinheira, com seis- última jornada da primeira O programa de domingo também casados no regime da comunhão geral, residentes no lugar do Ribeiro de Vilela, com o valor patrimonial de euros 1464,24. Freguesia de Antuzede centos metros quadrados, a confrontar do norte com o ribeira, do sul com a barroca volta da Liga Portuguesa de inclui um encontro muito aguardado, o freguesia de Torre de Vilela, concelho de N.º 8 do nascente com António Simões e poente Futebol Profissional “derby” da Invicta entre FC Porto e Coimbra, com os NIF 153.902.710 e Rústico, composto de terra de com Joaquim Duarte Morais e inscrito na Boavista, no Dragão, embate que se 171.102.045, declararam que são donos semeadura, nas Covas, Campo do Bolão, matriz respectiva sob o artigo 617, com (LPFP), que se inicia hoje e inicia pouco depois de terminar a e legítimos possuidores, com exclusão com setecentos metros quadrados, a o valor patrimonial de euros 352,80. termina segunda, vão ser recepção do campeão nacional Benfica de outrém, dos seguintes prédios todos confrontar do norte com Francisco Maria, N° 16 sitos no concelho de Coimbra, a saber: do sul com Amândio Cunha e outros, do Rústico, composto de terra de cul- transmitidos pela televisão. ao Paços de Ferreira. nascente com Maria F. Claro e do poente tura, sito no Campo do Bolão, com Para fechar a primeira ronda de Freguesia de Torre de Vilela com António Ferraz e outros e inscrito na novecentos e cinquenta metros quadra- De acordo com as alterações 2006 está agendado para segunda-feira N.º 1 Dezasseis/vinte e seis avos de matriz respectiva sob o artigo 249, com o valor patrimonial de euros 1279,00. dos, a confrontar do norte com Aníbal Ferreira Colaço, do sul com Manuel Car- divulgadas pela LPFP, o regresso do o encontro entre o Rio Ave e a União de um urbano, composto de casa de habita- Freguesia de Brasfemes valho, do nascente com Berta Seiça Ca- principal campeonato de futebol pro- Leiria, duas formações já afastadas da ção e currais, sito no Ribeiro de Baixo, N.º 9 bral de Moncada e poente com divisão de mete grandes serões no “sofá”, de onde Taça de Portugal, prova cuja quinta com a área coberta total de duzentos e Rústico, composto de terra de cul- freguesia de Antuzede e inscrito na matriz apenas não se poderá ver os encontros eliminatória se realiza quarta feira (11 trinta metros quadrados e dependências com duzentos e trinta metros quadrados, tura, com oliveiras e pastagem, sito na Serra do Alhastro, com oito mil e duzentos respectiva sob o artigo 2380, com o valor patrimonial de euros 899,67. Marítimo-Académica, Naval-Penafiel e de Janeiro). a confrontar, no todo, do norte e nascente metros quadrados, a confrontar do norte O prédio da verba número dois Estrela da Amadora-Guimarães. No que respeita à Liga de Honra, com caminho, do sul com Joaquim Duarte com o ribeiro, do sul com João Martins da encontra-se descrito na Primeira Conser- A ronda começa hoje, dia em que três encontros foram antecipados de e do poente com proprietário e inscrito na Cunha, do nascente com José Jorge vatória do Registo Predial de Coimbra sob o merece destaque o embate entre as duas domingo para amanhã, o Chaves- matriz respectiva sob o artigo 157, com o valor patrimonial, correspondente à Santos e do poente com Silvino Marques Silvestre e inscrito na matriz respectiva número quinhentos e noventa e um, freguesia de Torre de Vilela, não tendo equipas sensação da prova (Nacional- Covilhã, o Aves-Estoril e o Gondomar- fracção, de euros 704,36. sob o artigo 1911, com o valor patrimonial qualquer o registo de transmissão os dois Setúbal), tendo amanhã outro jogo Vizela. N.º 2 de euros 317,43. sétimos justificados, estando no entanto ali Dois sétimos de um prédio rús- Freguesia de Santa Cruz registado um sétimo a favor de Joaquim Académica tico, composto de terra de cultura com N.º 10 Duarte Costa casado com Olívia de Jesus fruteiras e uma nogueira, sito nos Moi- Rústico, composto de terra de cultu- pela inscrição G-apresentação vinte e sete, nhos, com a superfície global de mil ra arvense, sito no Campo do Bolão - de quinze de Dezembro de mil novecentos Dois regressos quatrocentos e trinta e sete metros Currais Frios, com mil metros quadrados, e noventa e três; o prédio da verba número quadrados, a confrontar, no todo, do norte a confrontar do norte com caminho - treze acha-se descrito na mesma Conser- com serventia dos moinhos, do sul e Divisão da Freguesia, do sul com João vatória sob o número três mil quatrocen- poente com estrada e do nascente com Alves Coelho e outro, do nascente com tos e cinquenta e um, freguesia de Sou- em Janeiro vala e inscrito na matriz respectiva sob o Luís Ribeiro e sogra e do poente com selas, sem qualquer registo de transmissão a artigo 610, com o valor patrimonial corres- José de Sousa Filipe e inscrito na matriz favor deles justificantes, não se encontrando pondente à fracção de euros 495,28. respectiva sob o artigo 407, com o valor ali descritos os restantes prédios. N.º 3 patrimonial de euros 1817,03. Atribuem a cada bem justificado o valor Rústico, composto de terra com Freguesia de São Paulo de Frades patrimonial, os quais somam DOZE MIL vinha, uma oliveira e pastagem, sito nas N.º 11 NOVECENTOS E NOVENTA E DOIS EUROS O médio brasileiro vocado desde a 3ª jornada, manifestou- Almoinhas, com a área de dois mil Rústico, composto de terra de E SESSENTA E SETE CENTAVOS. Dionattan e o avançado se feliz com o regresso e disponível para oitocentos e setenta metros quadrados, pousio, com oliveiras, sito no Vale Mais declararam que os mencionados jogar na próxima ronda da Liga. a confrontar do norte com António Duarte Ramalheira, com quatro mil novecentos e prédios, que se acham inscritos na matriz Sarmento são os dois “Agora sinto-me bem e espero ser Cavaco, do sul com Ana dos Santos, do noventa metros quadrados, a confrontar em nome dele justificante marido, vieram à nascente e poente com caminho e inscrito do norte com Joaquim de Jesus, do sul sua posse por doação verbal feita pelos primeiros “reforços” convocado para o jogo contra o Ma- na matriz respectiva sob o artigo 1434, com Manuel da Silva Feroz e outros, do seus pais e sogros, António Duarte Cavaco, da Académica para Janeiro, rítimo”, disse o jogador, manifestando- com o valor patrimonial de euros 705,59. nascente com Manuel Carvalho e do e mulher, Joaquina Duarte Simões, casados após ausências prolongadas se esperançado em conquistar o seu N.º 4 poente com caminho e inscrito na matriz no regime da comunhão geral, residentes Rústico, composto de terra de vi- respectiva sob o artigo 5555, com o valor que foram no dito lugar do Ribeiro de Vilela, devido a lesão e a um espaço na equipa. nha, sito nas Almoinhas, com mil quatro- patrimonial de euros 357,22. actualmente falecidos, ocorrida no ano de O avançado Sarmento só foi con- centos e quarenta metros quadrados, a Freguesia de Souselas mil novecentos e setenta, sem que no problema de inscrição vocado para dois jogos (Benfica e Paços confrontar do norte e nascente com Joaquim N.º 12 entanto ficassem a dispor de título formal na Liga de futebol, de Ferreira), deixando de integrar o lote Duarte Lopes, do sul com Manuel Simões e Rústico, composto de terra de pinhal, que lhes permita obter o seu registo na do poente com Lídia Serpa e inscrito na sito no Val Pandinho, com três mil e noventa competente Conservatória. respectivamente. de disponíveis devido a um inquérito matriz respectiva sob o artigo 1420, com o metros quadrados, a confrontar do norte Todavia, possuem os referidos imóveis instaurado pela Liga devido a eventuais valor patrimonial de euros 745,38. com Armando Sousa Ferreira, do sul com há mais de vinte anos e tal posse sempre foi Dionattan já treinou sem qualquer irregularidades na sua inscrição. N.º 5 António Ferreira, do nascente com Ar- exercida de forma pública, pacífica e sem tipo de limitação e constitui, após o período A Liga de Clubes arquivou o caso Rústico, composto de terra de cul- tura com vinha e fruteiras, sito nas Moi- mando Sousa Pereira e do poente com Arlindo Morais Loureiro e inscrito na matriz interrupção, tal como se correspondesse ao exercício do direito de propriedade, plan- de interregno de quatro meses, opção apenas no dia 16 de Dezembro, pelo que teiras, com dois mil e cem metros quadra- respectiva ssob o artigo 3458, com o valo tando, cortando árvores, efectuando a sua para o jogo deste fim de semana, a contar o atleta vai poder regressar ao plantel já dos, a confrontar do norte com António patrimonial de euros 957,15. limpeza, realizando obras de conservação para a 17ª jornada, frente ao Maríti- este mês. “Espero que surjam as minhas Duarte Cavaco, do sul com Arménio Moreira N.° 13 e de manutenção no urbano. mo. oportunidades. Claro que espero ser Teixeira, do nascente com caminho e do poente com o rio e inscrito na matriz Rústico, composto de terra de pinhal, sito nas Poças, com mil e quatrocentos me- Por tal motivo, perante a inexistência do titulo de aquisição, alegam os justifi- O médio brasileiro, que fracturou convocado para o jogo com o Marítimo”, respectiva sob o artigo 698, com o valor tros quadrados, a confrontar do norte com cantes terem adquirido os citados prédios o perónio esquerdo e já não era con- disse o jogador. patrimonial de euros 1993,43. Júlio Delgado Marques, do sul com Arlindo por um outro modo de adquirir, a usuca- N.º 6 Carneiro Morais e outro, do nascente com pião, insusceptível, porém, de comprovar Marcel, Filipe Teixeira e Zé Castro Rústico, composto de terra de cultu- Joaquim Dias e do poente com o limite do pelos meios extrajudiciais normais. ra com duas oliveiras, sito no Ribeiro, com concelho da Mealhada e inscrito na matriz DECONFORMIDADECOMOORIGINAL quinhentos e noventa metros quadrados, respectiva sob o artigo 3880, com o valor Coimbra e Cartório Notarial, 28 de a confrontar do norte com estrada, do sul com José Jorge dos Santos, do nascente com Carlos Lopes Morais Neto e do poente patrimonial de euros 432,37. N.° 14 Dezembro de 2005. podem estar de saída Rústico, composto de terra de A colaboradora devidamente autorizada: com António Duarte Cavaco e inscrito na pinhal, sito no Charco, com seiscentos (Maria Gorete Vaz) O avançado Marcel, o defesa-central Zé interessados, franceses e de outras matriz respectiva sob o artigo 620, com o metros quadrados, a confrontar do norte Castro e o médio Filipe Teixeira podem nacionalidades”, afirmou o médio, cujo valor patrimonial de euros 286,48. e poente com José Borges, do sul com “O Despertar” N.º 8370, 06/01/06 estar de saída da Académica, permitindo contrato termina em 2007, com um ano ao clube um encaixe financeiro que de opção, valendo a cláusula de rescisão reduziria em mais de metade o passivo, apenas 750 mil euros. CARTÓRIO NOTARIAL DE COIMBRA orçado em cerca de 11 milhões de euros. Por fim, Zé Castro, a estagiar com O avançado Marcel, cuja cláusula a Selecção B, em Rio Maior, a preparar- Notário, JOAQUIM MANUEL SALES GUEDES LEITÃO de rescisão é de 3,5 milhões de euros e se para o Torneio de V do Tejo, também ale JUSTIFICAÇÃO NOTARIAL cujo contrato termina em 2008, deve se diz preparado para uma mudança na CERTIFICO, narrativamente, para ser transferido durante o fim-de- sua vida. “Tenho conhecimento de muitas há mais de vinte anos e tal posse sempre foi efeitos de publicação, que neste Cartório e dos Santos, do nascente com Eugénia da Silva Martins e do poente com a vala, inscrito exercida de forma pública, pacifica e sem semana. “Entre quinta e sábado, conto propostas, mas nada ainda está no livro de notas para escrituras diversas na matriz em nome de Gabriel José dos interrupção, tal como se correspondesse estar em Coimbra e estou confiante que decidido quanto ao meu futuro”, disse número 15-A, a folhas 29, se encontra Santos sob o artigo 2246, com o valor ao exercício do direito de propriedade, o presidente tenha a sensibilidade de o defesa, cujo contrato termina em exarada uma escritura de justificação patrimonial de euros 432,37, achando-se plantando, cortando árvores e efectuando resolver a transferência do jogador, Junho de 2006 e cuja cláusula de notarial, outorgada hoje, pela qual, PRE- CIOSA COELHO DA COSTA RATO e omisso na Primeira Conservatória do Registo Predial de Coimbra. Mais decla- a sua limpeza. Por tal motivo, perante a inexistência negócio que será bom para ele e para a rescisão é de 2 milhões de euros. marido, JOSÉ MORAIS GOMES DE MA- raram que o mencionado prédio veio á sua do titulo de aquisição, alegam os justificantes Académica”, disse na terça feira à Estes três jogadores valem cerca TOS, casados no regime da comunhão de posse por doação verbal feita a ambos terem adquirido o citado prédio por um outro agência Lusa Paulo Afonso, empresário de 6,25 milhões de euros, e a sua saída adquiridos, residentes na Rua de Coimbra, pelos avós dela justificante mulher, o modo de adquirir, a usucapião, insusceptível, do jogador, negando qualquer contacto depende muito do veredicto do presi- n.° 64 - no lugar de Rios Frios, freguesia de Vil de Matos, concelho de Coimbra, com os citado Gabriel José dos Santos, e mulher, porém, de comprovar pelos meios extraju- de algum clube português interessado. dente, José Eduardo Simões. Guiomar de Jesus, casados no regime da diciais normais. NIF 125.858.558 e 141.667.109, decla- comunhão geral, residentes que foram no DECONFORMIDADECOMOORIGINAL Quanto a Filipe Teixeira, médio Estas três “jóias da coroa” são raram que são donos e legítimos possui- dito lugar de Rios Frios, actualmente Coimbra e Cartório Notarial, 23 de ofensivo da Briosa, manifestou o desejo talvez os elementos mais valiosos do dores, com exclusão de outrém, do prédio falecidos, ocorrida no ano de mil nove- Dezembro de 2005. de rodar num clube de outra dimensão e plantel e, segundo Nelo Vingada, rústico, sito nos Quintais, freguesia de Vil centos e setenta e cinco, sem que no propostas diz que não lhe faltam. treinador dos “estudantes”, cada saída de Matos, concelho de Coimbra, com a área de oitocentos e cinquenta metros quadra- entanto ficassem a dispor de título formal que lhes permita obter o seu registo na A colaboradora devidamente autorizada: (Maria Gorete Vaz) “Gostaria de rodar num clube de implica novas entradas, o que estará a dos, a confrontar do norte com Joaquim competente Conservatória. outra dimensão. Tenho alguns clubes ser feito pelo presidente no Brasil. dos Santos Ferreira, do sul com António Todavia, possuem o referido prédio “O Despertar” N.º 8370, 06/01/06
  • 14. 14 06/01/06 EM FOCO Câmara de Coimbra Cerca de 300 visitas diárias Luís Leal sucede Museu do Pão em Seia recebeu a José Eduardo Simões 110 mil pessoas em 2005 O professor de Engenharia Tecnologia da Universidade de Coimbra, regionais da Serra da Estrela. onde desempenhou vários cargos de O Museu Nacional do Pão, Sérgio Carvalho adiantou que os Civil Leal Lemos vai ser o gestão. Director regional do Ambiente em Seia, recebeu no último projectos de desenvolvimento da insti- novo director municipal de na Comissão de Coordenação Regional ano 110 mil visitas, o que tuição incluem a ampliação da “Sala Administração do Território do Centro entre 1989 e 1991, Leal equivale a perto de 300 Pedagógica”, dedicada sobretudo às da Câmara de Coimbra, Lemos sucede a José Eduardo Simões, visitas diárias, revelou à crianças, e a criação de um pavilhão de sucedendo a José Eduardo presidente da Associação Académica de exposições temporárias em substituição Coimbra/Organismo Autónomo de agência Lusa Sérgio da actual galeria onde estão repre- Simões, revelou anteontem o Futebol (AAC/OAF). Carvalho, director científico sentados vários tipos de pão, alguns de gabinete de comunicação da José Eduardo Simões anunciara, da instituição. forma artística. autarquia. em Outubro de 2005, a intenção de Por seu turno, o Museu do Brin- abandonar, a 31 de Dezembro, o cargo Trata-se de “um dos museus mais quedo de Seia recebeu, desde a sua Nascido em 1954 em Angola, Luís na autarquia, na sequência de notícias visitados do país, onde é possível fundação em Fevereiro de 2002, mais Joaquim Leal Lemos é professor cate- sobre alegadas ligações entre promo- encontrar um pouco de tudo sobre o de 150 mil visitantes, designadamente drático da Faculdade de Ciências e tores imobiliários e o clube. pão, a sua história, a sua evolução em grupos escolares, disse à agência Lusa termos sociais, culturais e políticos”, fonte da Câmara Municipal. reabriu em Outubro do ano passado, disse o mesmo responsável. Trata-se de uma instituição tute- tendo sido melhorado o “Espaço Aberto ao público desde Setembro lada pelo Município de Seia onde é Fantasia” com vista a “estimular o 150 mil senhas do sorteio de Natal de 2002, o Museu do Pão foi constituído possível apreciar a evolução do brin- hábito pela leitura” e onde foi recriado pelo grupo Bamaq, dedicado à comer- quedo ao longo dos tempos. o conto infantil A Branca de Neve e os ACIC divulga hoje cialização e promoção de produtos Após obras de remodelação, Sete Anões, em tamanho real. vencedores do Concurso Bebé vítima de maus tratos continua internada A Associação Comercial e Industrial de Coimbra tornando assim o comércio tradicional mais atractivo. Os consumidores também aderiram de forma entusiasta à cam- Comissão protecção menores (ACIC) realiza hoje, pelas 18 de Viseu foi ineficaz panha lançada, tendo sido distribuídas horas, nas suas instalações no total cerca de 150 mil senhas que vão da Avenida Sá da Bandeira, entrar no sorteio de hoje. o escrutínio relativo ao Vão ser sorteados 20 prémios, damente os indícios de maus-tratos à não foi possível até ao momento. Sorteio de Natal, que se sendo o primeiro um Honda Civic 1.4 criança de Mozelos, Viseu, apesar de Visado no relatório é também o sport e o segundo uma viagem a Nova A Comissão de Protecção realizou em todo o distrito de terem tido cerca de um mês para o fazer. Hospital de São Teotónio, onde a criança Iorque para duas pessoas, durante uma de Menores de Viseu Em particular, ficaram por conta- foi assistida, por não ter disponibilizado 14 de Novembro a 4 de semana. Os felizes contemplados vão ser foi ineficaz, agiu com ctar a polícia, apesar de o pai ter estado informação exaustiva e detalhada sobre Janeiro. conhecidos hoje ao final da tarde. Depois excesso de confiança envolvido em casos de delinquência, os as lesões sofridas. do sorteio, a organização vai entregar, e não cumpriu a lei no caso vizinhos da família, os médicos do A equipa de avaliação aos aconte- Cerca de duzentos comerciantes no prazo de 30 dias, os respectivos da bebé vítima hospital e a médica do centro de saúde cimentos relacionados com a bebé de aderiram ao repto lançado pela ACIC, prémios. que examinaram a criança em incidentes Viseu foi nomeada em meados de de maus-tratos internada Dezembro pelos ministérios da Justiça e anteriores ao internamento, segundo as no Hospital Pediátrico conclusões do relatório. do Trabalho e da Solidariedade Social, Gasolineiras e farmácias de Coimbra. Também ignorados foram os servi- com o prazo de duas semanas para ços de segurança social e a associação de concluir os trabalhos. De acordo com a estação televisiva deficientes mentais onde a mãe da criança A equipa de avaliação foi solicitada SIC, o relatório elaborado pela Ins- fez um curso de formação profissional. pelo presidente da Comissão Nacional obrigadas a ter livro pecção-Geral dos Serviços de Justiça e a Inspecção-Geral do Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social, cuja As técnicas são ainda acusadas de, na última visita a casa da família da bebé, não terem observado a mãe e a filha, de Protecção de Crianças e Jovens em Risco, o juiz conselheiro Armando Leandro. de reclamações apresentação decorreu ontem, conclui ainda que os técnicos da comissão demonstraram não estar preparados aceitando a justificação do pai de que não poderiam ser incomodadas porque estavam a dormir. A bebé Fátima Letícia, com 10 semanas de vida, encontra-se internada em estado grave no Hospital Pediátrico Gasolineiras, cabeleireiros, são abrangidos pelo diploma. para lidar com menores em risco. Nas conclusões, a inoperância da de Coimbra desde dia 10 de Dezembro e farmácias, lares de idosos Também os prestadores de servi- A Agência Lusa procurou obter Comissão é atribuída à deficiente o seu estado de saúde tem evoluído ços de transporte rodoviários, ferro- esclarecimento sobre o assunto, mas os formação dos técnicos e ao facto de favoravelmente. ou ginásios, entre outros ministérios da Justiça e da Segurança viários, marítimos, fluviais, aéreos, de nenhum destes estar a tempo inteiro A criança sofreu uma fractura estabelecimentos, são Social escusaram-se a comentar. naquele órgão. craniana, lesões no ânus e outras partes comunicações electrónicas e postais são obrigados a ter, a partir obrigados a ter livro de reclamações. O relatório, segundo a SIC, critica A Agência Lusa tentou obter uma do corpo, alegadamente provocadas de agora, um livro Na mesma situação passam a estar o “excesso de confiança” dos técnicos reacção da presidente da Comissão de pelos pais, de 20 e 19 anos, que estão em de reclamações. as instituições particulares de segurança envolvidos, que não investigaram devi- Protecção de menores de Viseu, mas tal prisão preventiva a aguardar julgamento. social com acordos de cooperação O livro de reclamações já era celebrados com os centros distritais de obrigatório nos serviços e organismos segurança social, nomeadamente cre- da administração pública em que fosse ches, centros para tempos livros, cen- efectuado atendimento público, nos tros de dia, lares de idosos ou centros Tau, Cinemas Millenium, Delegação de estabelecimentos de restauração e para deficientes. Boas Festas Coimbra da Universidade Aberta, EDP, bebidas, nos empreendimentos turís- Os centros comunitários, cantinas Nesta quadra natalícia, muitas têm Fernando Regateiro, Hotel Astória, João ticos, estabelecimentos termais e em sociais, casas de abrigo e escolas sido as mensagens de Boas Festas que Paulo Corte Real, João Paulo Amaral unidades de saúde privadas, mas a partir privadas pertencem também a esta lista. têm chegado ao nosso jornal. “O Gouveia, João Palmeiro, José Soares, de hoje, a obrigatoriedade estende-se a Esta legislação, aprovada em Despertar” agradece e retribui as Manuela Coimbra, Maria Helena Tos- todas as actividades de prestação de finais de Julho, para reforçar os Boas Festas de: cano, Mário Martins, Museu Etno-gráfico serviços que tenham contacto com o procedimentos de defesa dos consu- Administração Regional de Saúde do Dr. Louzã Henriques, Norberto Guima- público. midores e utentes, define que o dever de Centro, Américo Baptista, António José, rães, Olímpio Dias Ferreira Vinagre, Apesar da lei ter entrado em vigor remeter a queixa é do prestador dos António Taborda, Associação Acadé- no início do ano, o excesso de procura serviços. Partido Ecologista “Os Verdes”, Posto do livro causou problemas de distri- A existência do livro de recla- mica de Coimbra – Secção de Rugby, Municipal de Turismo da Lousã, Resi- buição e haverá tolerância por parte mações tem de ser anunciada com um Associação dos Moradores do Bairro da dência Ideal, Rotary Club de Coimbra, dos organismos fiscalizadores durante letreiro visível e o prestador de serviços Rosa, Associação Portuguesa de Im- Teatro Académico Gil Vicente, Univer- a primeira quinzena de Janeiro. é obrigado a disponibilizá-lo imediata e prensa, Biblioteca Municipal da Lousã, sidade Internacional da Figueira da Foz, Lojas de venda e reparação de gratuitamente ao utente. Caves Conde de Cantanhede, Centro Victor Maia Costa. automóveis novos e usados, parques de Em caso de incumprimento, os estacionamento, lavandarias ou recintos comerciantes incorrem em coimas que de espectáculos de natureza artística vão dos 250 aos 30 mil euros.
  • 15. TELEVISÃO AGENDA 15 06/01/06 Hoje Amanhã Domingo Segunda sociedade FAZEM ANOS: SEGUNDA: Conceição Santa Faustino; Ana HOJE: Dr.ª Maria de Fátima Pereira Maria Lourenço Pereira de Lemos. 07.00 Bom Dia Portugal 07.00 RTP Crianças 07.00 RTP Crianças 07.00 Bom Dia Portugal Barroso de Sousa; Mário Maia; Maria Glória TERÇA: Maria Fernanda Roque Martins; Silva; Ricardo Jorge Ferreira dos Santos; Rosa da Conceição Pereira Oliveira. 10.00 Praça da Alegria 08.30 Todos ao Pavilhão do 07.45 Brincar a Brincar 10.00 Praça da Alegria Joaquim Leal de Assunção Martinho. QUARTA: Fernanda de Castro Fernandes; 13.00 Jornal da Tarde Conhecimento 09.00 O Triunfo da Vida 13.00 Jornal da Tarde AMANHÃ: Berta Ferreira dos Santos; Fernanda Conceição Cruz; Porfírio Vicente 14.10 A Escrava Isaura 09.30 Jarawa: O Encontro 10.00 Eucaristia Dominical 14.10 A Escrava Isaura Paulo Alexandre Silva Sarmento; Luís dos Santos. 15.00 Portugal no Coração Proibido 11.00 Sobrevoando o Evereste 15.00 Portugal No Coração Duarte Pereira; Dr. Álvaro Mendonça QUINTA: Maria da Purificação Pereira; Dr.ª 18.00 Portugal em Directo 10.30 O Mundo Aqui 12.00 A Minha Sogra É Uma 18.00 Portugal em Directo Machado Araújo. Maria Gabriela Fonseca Simões da Silva 19.15 O Preço Certo em Euros 11.00 Na Roça Com Os Tachos DOMINGO: Maria de Jesus Lopes dos Matos; António de Matos; António Manuel Cor- Bruxa 19.00 Campanha Eleitoral Santos; Joana de Jesus Carvalho Ramos; reia Antunes; Mário Alberto Alves Rodri- 20.00 Telejornal 11.30 A Escrava Isaura 12.30 Dois Homem e Meio 19.15 O Preço Certo em Euros Fernando Carvalho. gues. 21.10 Rali Lisboa-Dakar 2006 12.30 Camilo, O Pendura 13.00 Jornal da Tarde 20.00 Telejornal 21.15 Contra-Informação 13.00 Jornal da Tarde 21.20 O Cofre 14.10 Top + 14.10 Só Visto! 15.15 Anjo Negro 21.00 Notas Soltas 21.20 Automobilismo farmácias de serviço 22.15 Bocage, Por Detrás da 16.00 Na Terra dos Ricos 17.00 “A Aventura do Ouro 21.25 Contra-Informação História 18.15 Obras do Max Perdido” 21.30 O Cofre HOJE FARMÁCIA OLIVAIS FARMÁCIA NAZARETH 23.15 Grande Noite do Fado de 19.00 O Preço Certo em 19.00 Campanha Eleitoral 22.25 Prós e Contras Rua Ferreira Borges, Nº 135 / 9 Rua Bernardo Albuquerque, Nº 141 - R/C Lisboa 2005 Euros 19.30 Programa a designar 01.00 Sessão da Noite: 3000-180 Coimbra - Tel: 239 94 11 43 3000-073 Coimbra - Tel: 239 94 15 21 01.15 Sessão da Meia-Noite: 20.00 Telejornal 20.00 Telejornal “Óculos Mortais” “Comando Suicida” 21.15 Automobilismo 21.10 As Escolhas de Marcelo 02.45Automobilismo FARMÁCIA ESTÁDIO TERÇA FARMÁCIA VILAÇA, LDA Rua do Brasil, Nº 248 - R/C 03.00 Rali Lisboa-Dakar 2006 21.20 O Cofre Rebelo de Sousa 03.15 Glamour 3030-175 Coimbra - Tel: 239 82 20 43 Rua Ferreira Borges, Nº 130 a 134 03.30 Só Visto! 22.15 Grande Noite de Fado 21.40 Automobilismo 04.00 Televendas 3000-179 Coimbra - Tel: 239 40 26 90 04.15 Televendas 00.15 “A Última das Guerras” 21.45 Contra-Informação 06.05 Nós AMANHà 02.15 Automobilismo 22.15 “Você Tem Uma FARMÁCIA BATISTA FARMÁCIA CRUZ & COSTA Rua António Vasconcelos, Nº 71 - A Praça da República, Nº 9 02.45 Musical Mensagem” 3000-343 Coimbra - Tel: 239 82 29 23 3000-054 Coimbra - Tel: 239 98 12 67 FARMÁCIA PAIVA QUARTA Praça do Comércio, Nº 57 / 8 FARMÁCIA ADRIANA 3000-116 Coimbra - Tel: 239 94 13 84 Praça da República, Nº 20 / 2 3000-343 Coimbra - Tel: 239 71 28 02 07.00 Magazine - Cinema 07.00 Euronews 07.00 Euronews 07.00 Magazine - Livros DOMINGO 07.30 Zig Zag 07.30 Notícias de Portugal 07.30 Músicas de África 07.30 Zig Zag FARMÁCIA NAZARETH FARMÁCIA SILCAR 14.00 Quiosque 08.30 África 7 Dias 08.30 África Global 14.00 Quiosque Rua Ferreira Borges, Nº 135 / 9 Rua Ferreira Borges, Nº 88 / 94 3000-179 Coimbra - Tel: 239 42 20 39 3000-180 Coimbra - Tel: 239 94 11 43 14.15 Tudo em Família 09.00 Universidade Aberta 09.00 Caminhos 14.15 Tudo Em Família 15.00 Angola - Histórias da 12.00 Haja Saúde 09.30 70x7 15.00 Diga Lá Excelência FARMÁCIA SÃO SEBASTIÃO QUINTA Música Popular 13.00 Vida Por Vida 10.00 Nós 16.00 Entre Nós Rua António Jardim, Nº 23 FARMÁCIA LUCIANO & MATOS 16.00 Entre Nós 13.30 Iniciativa 11.00 Da Terra Ao Mar 16.30 National Geographic 3000-037 Coimbra - Tel: 239 42 20 79 Rua da Sofia, Nº 7 / 11 16.30 National Geographic 14.30 Pop Up 11.30 Consigo 17.00 Hora Discovery 3000-390 Coimbra - Tel: 239 42 22 56 12.00 Olhar o Mundo SEGUNDA 17.00 Hora Discovery 15.00 Desporto 2 18.00 A Fé dos Homens FARMÁCIA SANTA CRUZ FARMÁCIA MACHADO 18.00 A Fé dos Homens 19.00 Bombordo 12.30 Palco 18.30 Causas Comuns Rua das Padeiras, Nº 94 Rua Bernardo Albuquerque, Nº 19 - B 18.30 Causas Comuns 19.30 Mundos 13.00 Eurodeputados 19.15 Campanha Eleitoral 3000-310 Coimbra - Tel: 239 95 01 13 3000-072 Coimbra - Tel: 239 46 13 17 19.30 Quiosque 20.15 Samurai 7 14.00 2010 19.30 Quiosque 15.00 Desporto 2 19.45 Zig Zag 20.45 Friends 20.45 Gente da Cidade 2005 21.15 Sabores 19.00 Bombordo 19.45 Zig Zag 20.30 Diário de Sofia telefones urgentes 19.30 Campanha Eleitoral 21.15 Hora Discovery 21..45 A Hora da Sorte 20.00 Na Cozinha com Oliver 20.45 Amigos BOMBEIROS Mat. D a n i e l d e M a t o s ........ 239 403 060 22.00 Jornal 2 22.00 Jornal 2 20.30 Os Simpsons 21.15 Hora Discovery Bombeiros Sapadores .... 239 792 800 Instituto Maternal ............... 239 480 400 22.30 Vidas 22.30 Negócios à Parte 21.00 Conhecer a Península 21.50 A Hora da Sorte Bombeiros Volunt. ........... 239 822 323 H o s p i t a l M i l i t a r ................. 239 403 080 00.00 Contas Em Dia 23.00 “Blow Up - História de de Setúbal 22.00 Jornal 2 “ “ ....................... 239 405 058 00.15 Magazine - Livros um Fotógrafo” 21.30 A Alma e a Gente 22.30 Academia HOSPITAIS SERVIÇOS 00.45 Bastidores 00.45 “Kylie Minogue” 22.00 Jornal 2 23.30 Por Outro Lado Emergência Social ........... 239 822 139 PSP Urgência ........................................... 112 01.15 A Alma e a Gente 01.45 Pop Up 22.30 Diga Lá Excelência 00.15 Contas Em Dia Universidade ....................... 239 400 400 Polícia Segurança Pública ....... 239 851 300 01.45 Euronews 02.15 Estes Difíceis Amores 23.30 Britcom 00.30 Magazine Covões .................................. 239 800 100 Telefone SOS ....................... 239 721 010 04.00 Tudo Em Família 02.45 Euronews 00.00 Onda-Curta: “Siyamo, a 01.00 Universidades Celas ....................................... 239 404 030 Socorro e Emergência ..... 239 792 808 04.45 Causas Comuns 03.00 Desporto 2 Rapariga dos Cabelos Pretos; 01.30 National Geographic Pediátrico ............................. 239 484 163 S e r v . E l e c t r i c i d a d e .... 0 8 0 0 2 4 6 2 4 6 05.30 Magazine - Livros “Antoine et Colette 02.00 Negócios à Parte Sobral Cid ............................ 239 404 422 S O S E s t u d a n t e ................. 0808 200 204 01.00 Top + 02.30 Vida Por Vida 02.15 National Geographic 03.00 Euronews 03.00 Desporto 2 cinemas cine-teatro Tel. 239 822 131 estúdio 1 Tel. 239 822 131 estúdio 2 Tel. 239 822 131 Dias 29 a 4/1 M/ 16 anos Dias 29 a 4/1 M/ 12 anos 06.45 Iô-Iô 06.45 Animações 06.45 Animações 06.45 Iô-Iô 09.00 Uma Aventura 09.00 Disney Kids 09.00 Disney Kids 09.00 Uma Aventura “ O FATALISTA” 10.00 Fátima 10.00 Animações 10.00 Animações 10.00 Fátima “O FIEL Todos os dias às 19.15 13.00 Primeiro Jornal 12.00 O Nosso Mundo 11.00 Uma Aventura 13.00 Primeiro Jornal JARDINEIRO” ENCERRADO “BROKEN FLOWERS M/ 14.00 Rex, O Cão Polícia 13.00 Primeiro Jornal 12.00 BBC Vida Selvagem 14.00 Rex, o Cão Polícia 15.00 Contacto 14.00 Êxtase 13.00 Primeiro Jornal 15.00 Contacto Todos os dias às 14.30 - 16.45 PARA OBRAS - FLORES PARTIDAS” 12 anos e 19.15 e 21.45 H. 16.45 O Jogo 15.00 “O Grande Joe Y oung” 14.00filme a designar 16.45 Malhação Todos os dias às 14.15 - 16.45 E 21.45 Sexta sessões às 00.15 17.15 Chocolate com Pimenta 17.00 CSI Miami 16.00 Primeiro Balcão: 17.15 Chocolate com Pimenta 6.ª e Sábado sessões às 00.15 17.45 Começar de Novo 18.00 “Más Companhias” “Ace Ventura Em África” 17.45 Começar de Novo 18.30 New Wave 20.00 Jornal de Sábado 17.45 Chiado Terrasse: 18.30 New Wave classificados 19.00 Alma Gémea 21.15 Belíssima “XXX - Missão Radical” 19.00 Alma Gémea 20.00 Jornal da Noite 22.30 K7 Pirata 20.00 Jornal de Domingo 20.00 Jornal da Noite TERMOACUMULADORES – Ossos – Pratos regionais - Rua Avenida Elisyo de Moura, 381. 21.30 Malucos & Filhos 23.15 Alma Gémea 21.15 Maré Alta 21.15 Flagrante Delírio Reparações ao domicílio, garan- António Vasconcelos, 3 e 5 Telef. 239 703 784 - Coimbra 22.00 Belíssima 00.15 “Tudo Em Família” 22.15 Hermansic 21.45 Belíssima tia 1 ano; António R. Santos. Telf. Telf. 239 823 146 - Coimbra. 23.00 Um Só Coração 02.30 “Aeroplano 2” 01.00 Maiores de 17: 22.30 Um Só Coração 239 439 474 - José Cortez - MARIA HELENA MOURÃO 23.45 A Lua Disse-me “Antes Que Anoiteça” 23.15 A Lua Disse-me Telef. 239 491 896. LAVAGEM DE ESTOFOS em FELIZARDO SILVA, Retrosaria 00.15 Lanterna Mágica: 03.30 Os Maias 00.15 Levanta-te e Ri viaturas automóveis e todos os - Cortinados - Arranjos de Costura. “Encurralada ” 02.30 Ganância HIPERPEÇAS, Variada gama de serviços de lavagens automó- R. Flávio Rodrigues, 20 - Sto. António 02.45 Ganância 03.30 Manobras de Diversão peças e acessórios de automóveis: veis e pneus. dos Olivais - Tlm. 918 926 895. 03.45 Espírito da Lei Óleos - Filtros - Estação de Servi- ço. R. António José de Almeida HIPERPEÇAS, Rua António José POCINHO & FILHOS, LDA. – 253, Tlf. 239 483 657. - Coimbra de Almeida, 253. Telef. 239 483 Instalações e Reparações Eléctri- 657 - Coimbra cas, Águas e Aquecimento Cen- 07.00 Diário da Manhã 07.00 Animações 07.00 Animações 07.00 Diário da Manhã ESTORES ARLINDO -Ven- tral - Rua Brigadeiro Correia Car- 10.00 Separar Toca a Todos 09.45 Eddie 09.30 Eddie 10.00 Separar Toca a Todos de Estores, boa qualidade. Re- COIMBRAPNEUS - Comércio de doso, 439 - Tel 239 715 034. 10.05 Você na TV! 10.15 Clube das Chaves 10.00 Clube das Chaves 10.05 Você na TV! para todo o tipo de estores. Espírito Pneus, Lda. - Pneus de todas as 13.00 Jornal da Uma 11.15 DeLuxe 11.00 Missa 13.00 Jornal da Uma Santo das Touregas - Telf. 239 Marcas. Vasta variedade de CASA DA LUIZA - Antiguidades 14.00 Anjo Selvagem 12.00 Superliga - Antevisão 12.30 Oitavo Dia 14.00 Anjo Selvagem 981 644 - Coimbra Jantes Especiais. Alinhamentos - Compra e Venda – Avaliação de 15.00 Olhos de Água 13.00 Jornal da Uma 13.00 Jornal da Uma 15.00 Olhos de Água de Direcção. Equilíbrio de Rodas Partilhas – R. Comb. G. Guerra,155 - 17.00 Quem Quer Ganha 14.00 “Bela e Perigosa” 14.00 “Ases Pelos Ares 2” 17.00 Quem Quer Ganha TASCA DO QUIM - Quim dos por Sistema Computorizado. Tel. 239 402 740 - Coimbra 18.00 Morangos com Açúcar 16.15 “O Mentiroso 15.45 “Caça Polícias 3” 18.00 Morangos com Açúcar 20.00 Jornal Nacional 21.15 Euromilhões Compulsivo” 18.15 “O Rei Escorpião” 17.45 “Sedutora Endiabrada” 19.45 Superliga - Os Golos 20.00 Jornal Nacional 21.15 O Prédio do Vasco AMBULÂNCIAS DENTÉCNICA, LDA. 21.30 Batanetes 20.00 Jornal Nacional 20.00 Jornal Nacional 22.00 Dei-te Quase Tudo LABORATÓRIO E CONSULTÓRlO 22.15 Dei-te Quase Tudo 21.15 Futebol: 21.15 O Inspector Max 23.00 Mundo Meu SERVIÇO PERMANENTE DENTÁRIO PRÓTESE MÓVEL, 23.15 Mundo Meu Sp.Braga - Sporting 22.30 Dei-te Quase Tudo 00.00 AB...Sexo PRÓTESE FIXA E ORTODÔNCIA 00.15 Fiel ou Infiel? 03.15 Marés Vivas 23.15 Os Serranos 01.15 “Cobra, o Braço da Lei” 23.30 Mundo Meu 00.30 Superliga - A Jornada 02.15 Marés Vivas 03.15 TVI Negócios André Dinis, Lda. Acordos com a ADSE, EDP, e RDP 04.30 Hack 02.45 Monk 01.15 Superliga - Os Casos 03.30 A Lei da Rua R. 6 de Outubro, 75-Dt.º R. Ferreira Borges, 7-2.º 05.30 Televendas 03.45 Que Loucura de Família 01.45 Superliga - Fórum 05.30 Televendas Tel. 239 701 013 Telef. 239 826 991 04.30 Hack 3000 COIMBRA Telm. 96605720 COIMBRA
  • 16. 16 06/01/06 ÚLTIMA HORA YA M A H A A Associação Integrar tem ao seu dispôr... E S PR • Um vasto leque de produtos P E EÇ Hortícolas; C OS Prestamos: IA • Serviços de Manutenção de espaços IS verdes; CONCESSIONÁRIO EM COIMBRA • Serviços de Mudanças; • Pequenas Reparações; Ângelo & Irmãos, Lda. • Pintura de divisões de sua casa. Contacte já: Oficinas, Acessórios e Vendas: Orçamentos caso a caso Rua Figueira da Foz, 13 r/c Associação Integrar Rua do Teodoro, n.º 1 • 3030-213 Coimbra Telef./Fax 239 828 766 3000-184 COIMBRA Tele.: 239 705 697 / 969 064 529 / 913 474 751 Fax: 239 713 782 • associação.integrar@clix.pt Nacional & Internacional Vila Nova de Poiares Bloco -Notas Restaurantes preparam Consumo trabalho vai analisar soluções de Hoje • As despesas das famílias euro- financiamento e de gestão de modelos de saneamento para Concerto peias aumentaram cerca de um sectores agro-pecuários, procu- terço entre 1990 e 2002 e corres- pondem, em média, a 12 mil euros anuais por pessoa, sendo os portu- rando replicar a solução encon- trada para Leiria. “Semana da Chanfana” A Delegação de Coimbra do Inatel está a promover uma série de concertos de Ano gueses os menos gastadores da Novo, pela Orquestra Russa Europa dos 15. Os portugueses Desporto “Silver Strings”. Hoje, às O concelho de Vila gastam por ano apenas 7.000 • O médio Pedro Santos, que foi 21.45 horas, actua na Igreja Nova de Poiares de Cantanhede. A Sala de euros, situando-se no extremo campeão nacional de futebol pelo prepara-se para Espectáculos da Sociedade oposto os franceses, com 16 mil Boavista (2000/01), vinculou-se à Instrução Tavaredense aco- euros de despesas anuais por Naval 1.º de Maio até ao final da acolher mais uma lhe amanhã, às 16.30 horas, pessoa, de acordo com um estudo temporada, disse à Agência Lusa “Semana da o mesmo concerto. O Concer- da Agência Europeia do Ambiente o director-desportivo do clube Chanfana”, um evento to repete-se no domingo, às (AEA) sobre a relação entre o figueirense, Pedro Falcão. Pedro que, de 13 a 23 de 21.30, na Igreja Matriz de consumo das famílias europeias e Santos, 29 anos, iniciou a carreira Janeiro, deverá atrair Mira e na segunda, à mesma o ambiente. As despesas com profissional no Feirense, tran- ao município muitos hora, no Teatro Académico necessidades básicas como a ali- sitando depois para o Gil Vicente - de Gil Vicente, em Coimbra. mentação, o vestuário e a habi- onde foi campeão da Liga de Honra amantes da tação aumentaram, mas menos do - e, finalmente, para o Boavista. gastronomia Cursos que a despesa total. Os gastos com Na temporada passada defendeu tradicional. Na Galeria Santa Clara lazer, cultura e jantar fora subiram as cores do Penafiel. estão abertas as inscrições 30 por cento, com os transportes e A genuinidade e a qualidade para os cursos e workshops comunicações 33 por cento e com Iraque dos pratos confeccionados à base de Astrologia, Biodanza, a saúde 56 por cento. da carne de cabra velha – chan- Rock & Roll ou Danças Bra- • Pelo menos 40 pessoas morre- sileiras e Joalharia Artesa- ram e outras 50 ficaram feridas fana, negalhos e sopa de casa- nal. Para mais informações, Ambiente num atentado suicida perpetrado mento – vão ser assegurados por os interessados devem diri- • Os ministérios do Ambiente e ontem na cidade santa xiita de oito restaurantes do concelho que gir-se à Galeria ou contac- da Agricultura anunciaram, em Karbala, a sul de Bagdad, afirmou se associam ao evento, pro- tar os responsáveis através Leiria, a nomeação de um grupo um porta-voz da polícia. O aten- movido pela Câmara Municipal dos números 239 441 657 ou de trabalho para estudar uma tado ocorreu no centro da cidade, de Vila Nova de Poiares e pela vai premiar novamente os me- A chanfana é um dos pratos 965 877 050. solução definitiva para o problema na praça que liga as duas grandes Confraria da Chanfana. lhores profissionais de gastro- típicos de Vila Nova de Poiares. dos efluentes agro-pecuários em mesquitas de Karbala, centro de “A Grelha”, “A Mó”, “A nomia, com um concurso que irá A carne de cabra velha é con- Pintura Portugal, através de uma com- peregrinação de fiéis xiitas de todo Moendinha”, “D. Elvira”, “Sol eleger e premiar aqueles que mais feccionada em caçoilos de barro No Restaurante D. Diniz, em participação estatal. O grupo de o mundo, adiantaram as fontes. Dourado”, “Churrasqueira Poia- se distinguirem na confecção preto e, depois de temperada com Coimbra, está patente ao rense”, “Central Casa de Hós- deste produto turístico. o vinho carrascão, vai a cozer em público, até ao dia 27, uma pedes” e “Casa de Frango – De acordo com os critérios forno a lenha. exposição de pintura que Merendas” são os restaurantes definidos pelo regulamento do A “Semana da Chanfana” reúne trabalhos dos artistas Agenda Desportiva onde os visitantes vão poder concurso, o júri irá atribuir é promovida com o intuito de do MAC – Isabel Guimarães, saborear a famosa chanfana, um classificações de forma a apurar “defender e preservar a au- M. José Tavares, Noémia EQUIPAS DE COIMBRA dos pratos mais característico da o vencedor, a quem será atribuído tenticidade” deste prato. Ao longo Marques e Odete Almeida. FUTEBOL região. o título de “Restaurante Re- destes dias, deve atrair ao mu- AMANHÃ: Marítimo-Académica, às 16h, Tal como tem acontecido em comendado pela Confraria da nicípio muitos amantes da boa Amanhã no Estádio do Marítimo edições anteriores, a organização Chanfana”. gastronomia. DOMINGO: U. Coimbra-Oliv. Hospital, às 15h, Águas do Mondego no Estádio Municipal Sérgio Conceição A empresa Águas do Mon- dego promove amanhã, a BASQUETEBOL HOJE: • Seniores Masc. - Sport Conimbricense-Olivais Biblioteca Municipal apresenta matinés partir das 12.30 horas, no Bairro da Liberdade, um “Cinemania” estreia amanhã Coimbra, às 21.15 horas, no Pavilhão da Palmeia convívio com os pequenitos DOMINGO: • Seniores Fem. – Académico Porto-Olivais residentes na Comunidade Juvenil S. Francisco. Coimbra às 15.30 horas, no Pav. do Académico • Juniores B - Olivais Coimbra-Ginásio (Camp. A Biblioteca Municipal “Lolita”, de 1962, com James paixão” (dia 18) e “O fabuloso Regional.), às 17.00 horas, no Pav. do Olivais de Coimbra apresenta Mason, Shelley Winters, Peter destino de Amélie” (dia 28) são os O tempo • Iniciados Masc. - Olivais Coimbra-Caras Direitas, amanhã a Sellers e Sue Lyon, é o primeiro filmes agendados para Fevereiro. Hoje às 15.00 horas, no Pavilhão do Olivais dos 12 filmes que serão exibidos, Em Março serão exibidas Céu geralmente muito nu- “Cinemania”, uma sempre ao sábado, pelas 15 horas, as películas “O mundo a seus pés” TRANSMISSÕES TELEVISIVAS (dia 4), “O quarto mandamento” blado. Aguaceiros. Condições HOJE: SPORTV – 19.15 h – Belenenses-Gil Vicente iniciativa que marca o na Sala Polivalente. Nos próxi- favoráveis à ocorrência de arranque das matinés mos dias 14, 21 e 28 de Janeiro (dia 11), “O estrangeiro” (dia 18) trovoada nas regiões do Lito- – 21.30h – Nacional-V. Setúbal e “O processo” (dia 25). na Casa da Cultura. serão exibidos, respectivamente, ral. Vento fraco a moderado. AMANHÃ: TVI – 21.15h – Sp. Braga - Sporting “Dr. Estranho Amor” (1964), O êxito da iniciativa e, DOMINGO: SPORTV – 18.30h – Benfica-P. Ferreira “Lolita” é o primeiro “Laranja Mecânica” (1971) e sobretudo, os níveis de adesão por – 20.45h – FC Porto-Boavista parte da população, apresentam- Amanhã filme a ser exibido. “Barry Lyndon” (1975), do mesmo Períodos de céu muito nubla- realizador. se, assim, como a condição do. Aguaceiros. Possibilidade Promovida pelo Departa- O projecto arranca, para já, fundamental para que haja, ou de ocorrência de trovoada nas mento de Cultura da Câmara de em regime experimental, por um não, continuidade do projecto regiões do Litoral, Centro e Coimbra, a “Cinemania” dirige- período de três meses, e contempla para além do primeiro trimestre . Sul. Vento fraco a moderado. se a vários segmentos de público - a exibição de filmes de temática, O Departamento da Cultu- desde o infanto-juvenil até à focando realizadores, actores, ra espera assim que esta iniciativa Domingo terceira idade - permitindo o épocas ou géneros cinemato- contribua para uma maior pro- Céu geralmente muito nubla- O SEMANÁRIO DAS SEXTAS FEIRAS acesso a uma série de filmes que gráficos. O mês de Fevereiro será moção do cinema, numa altura em integram o espólio existente na que as estatísticas apontam para do. Possibilidade de períodos dedicado ao cinema romântico e de chuva fraca no Litoral. Rua Pedro Roxa, 27 a 31 • 3000-330 COIMBRA videoteca da Biblioteca Municipal. em Março Orson Welles será a uma grande redução no número Vento fraco. Pequena descida Tel. 239 85 27 10/11/12 • Fax 239 85 27 19 • Email: despertar@netc.pt Definida a calendarização, figura central do ciclo. de idas ao cinema em Portugal. A da temperatura mínima nas o mês de Janeiro é dedicado ao “Há lodo no cais” (dia 4), entrada é livre, tendo a sala uma regiões do Interior. Sexta feira • 6 de Janeiro de 2006 • Ano 88 • N.º 8370 realizador Stanley Kubrick. “Rebecca” (dia 11), “Ondas de lotação de 160 lugares.