0
Mais espaço, mais variedade, mais novidades.
                                         70 marcas de excelência à sua dispos...
2          07/01/05                               COIMBRA
                                                                ...
COIMBRA                                          07/01/05           3
Universidade e Monumentos Nacionais Críticas à lista...
4          07/01/05                        REGIONAL

Montemor-o-Velho                                                     ...
REPORTAGEM                                       07/01/05            5
Associação Nariz Vermelho quer estender acção a mai...
O Despertar – 8322 – 7.01.2005
O Despertar – 8322 – 7.01.2005
O Despertar – 8322 – 7.01.2005
O Despertar – 8322 – 7.01.2005
O Despertar – 8322 – 7.01.2005
O Despertar – 8322 – 7.01.2005
O Despertar – 8322 – 7.01.2005
O Despertar – 8322 – 7.01.2005
O Despertar – 8322 – 7.01.2005
O Despertar – 8322 – 7.01.2005
O Despertar – 8322 – 7.01.2005
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

O Despertar – 8322 – 7.01.2005

1,858

Published on

Versão integral da edição n.º 8322 do semanário “O Despertar”, que se publica em Coimbra. Primeira edição de 2005. Ao tempo dirigido por Artur Almeida e Sousa. Jornal fundado em 1917. 07.01.2005.

Visite outros sítios de Dinis Manuel Alves em www.mediatico.com.pt ,
www.youtube.com/mediapolisxxi, www.youtube.com/fotographarte, www.youtube.com/tiremmedestefilme, www.youtube.com/discover747 ,
http://www.youtube.com/camarafixa, , http://videos.sapo.pt/lapisazul/playview/2 e em www.mogulus.com/otalcanal
Ainda: http://www.mediatico.com.pt/diasdecoimbra/ , http://www.mediatico.com.pt/redor/ ,
http://www.mediatico.com.pt/fe/ , http://www.mediatico.com.pt/fitas/ , http://www.mediatico.com.pt/redor2/, http://www.mediatico.com.pt/foto/yr2.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm ,
http://www.mediatico.com.pt/foto/index.htm , http://www.mediatico.com.pt/luanda/ ,
http://www.biblioteca2.fcpages.com/nimas/intro.html

Published in: Business, Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,858
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "O Despertar – 8322 – 7.01.2005"

  1. 1. Mais espaço, mais variedade, mais novidades. 70 marcas de excelência à sua disposição. VISITE-NOS COBRIAGEM – NIQUELAGEM CROMAGEM – ZINCAGEM FUNDAÇÃO BISSAYA BARRETO SERRALHARIA CIVIL SOLDADURAS A ELECTROGÉNEO AUTOGÉNEO E ALUMÍNIO REPARAÇÃO DE JANTES S.O.S. MULHER EM FERRO E ALUMÍNIO Serviço anónimo e confidencial Contacte-nos de Segunda a Sexta Feira, das 9H30, às 20H30 (Fora deste horário, deixe-nos o seu contacto Director: Artur Almeida e Sousa Director-Adjunto: António Carlos de Sousa no gravador de chamadas) INSTALAÇÕES PRÓPRIAS: FUNDADO EM 1917 RELVINHA SEMANÁRIO REPUBLICANO INDEPENDENTE Telf. 239 832 073 • Telm. 963 667 058 PORTE PAGO Telef. e Fax: 239 825 294 Apartado 7049 • 3041-801 COIMBRA 3020-365 COIMBRA Sexta feira • 7 de Janeiro de 2005 • Ano 87 • N.º 8322 – 0,50 Email: sosmulher@fbb.pt 0 4 2 0 Doutores Palhaços querem fazer rir mais crianças Vila Nova de Poiares Reportagem na página 5 comemora 107 anos Página 14 Em revista, em Coimbra e na Região Nova produção da Escola Balanço dos meses de Setembro, Outubro, Novembro e Dezembro nas pág. 8 e 9 da Noite estreia quarta feira Página 3
  2. 2. 2 07/01/05 COIMBRA públicos, o direito dos cidadãos à cultura e Director do TAGV rejeita lógica dos hospitais SA na cultura à arte”, reitera João André. Efeméride(s) O ainda director do TAGV, ence- João Maria André demite-se nador da companhia Bonifrates, critica igualmente “a forma como a Câmara de Coimbra desrespeita, neste processo, a Avenida da Ponte cultura e as artes, desrespeitando o seus Como nos tinha prometido, o sr. contra eventual privatização criadores, produtores e beneficiários”. Engenheiro Rangel de Lima, logo que terminaram as obras da pavimentação Reitor solidário da Ponte de Santa Clara, ordenou que O director do Teatro Explica que a aprovação pelo último lado, que as dívidas da Câmara de com João Maria André fôsse desobstruído o passeio da Governo do quadro legal a que se subor- Coimbra ao TAGV ascendam neste O reitor da Universidade de Coimbra Avenida da Ponte, em frente da estância Académico de Gil Vicente dinam as candidaturas aos subsídios “veio (UC), Seabra Santos, manifestou momento a 100 mil euros. Estas dívidas de madeiras que ali existe – que há (TAGV), João André, impedir o TAGV de se candidatar aos são relativas a um subsídio anual da “apreço e solidariedade” ao professor muito se encontrava atravancado, com demitiu-se do cargo oficiais à sua programação”. autarquia à “programação normal”, no João André. “Tentei ainda demovê-lo prejuízo do trânsito. em protesto por dívidas João André conta que não obteve da valor de 60 mil euros a pagar em duas dessa atitude, mas verifiquei que a sua Agora, falta mandar remover o actual ministra da Cultura e do seu prestações, e ao apoio a “determinados decisão era irreversível”, declarou da Câmara de Coimbra e Fernando Seabra Santos à agência lixo que aí se encontra, mas êsse serviço antecessor “qualquer resposta” aos seus eventos em co-organização”, ao abrigo de contra a eventual privatização pedidos para que fosse resolvido o um protocolo celebrado com o TAGV . Lusa, confirmando que aceitou a depende das ordens do sr. Inspector de da gestão deste espaço. problema. O executivo presidido por Carlos demissão de João Maria André. Saúde – a quem recomendamos o caso, Entretanto, em Novembro, recebeu Encarnação “não só não pagou ainda O reitor convidou Francisco Paz, na certeza de que seremos atendidos. “O Estado subsidia o que é privado, do Instituto das Artes a sugestão para qualquer prestação de 2004, como não que também se demitiu do cargo de Ao sr. Engenheiro Rangel de Lima mas o que é do Estado não financia”, mudar o estatuto do TAGV para poder , pagou também o subsídio que atribuiu ao director-adjunto, em solidariedade com agradecemos, em nome do público, o declarou à agência Lusa João André, que beneficiar daqueles apoios da administração Festival de Blues” realizado no último ano. João André, para assumir interina- ter atendido à nossa reclamação. apresentou na segunda feira à tarde a sua central, ou seja, uma “proposta de priva- “Mas particular gravidade - segundo mente, até Abril, a direcção do Teatro, demissão ao reitor da Universidade de tização da sua gestão e programação”, o director demissionário do Teatro propriedade da UC, tendo a proposta Coimbra (UC), a entidade a que pertence o entregando a direcção do espaço a uma Académico - assume a decisão da Câmara sido aceite. TAGV . “empresa privada”. “Manifestei desde logo Municipal de não incluir no seu orçamento “Manifesto ao doutor João André Coimbra às escuras O director demissionário recusou que a minha total discordância com essa solução, para 2005 verbas para a realização do a minha solidariedade e o meu apreço pelo trabalho exemplar” na direcção do Não sabemos porquê, a comissão o Governo, através do Ministério da por entender que uma universidade que Festival Internacional Coimbra em Blues, Cultura (MC), “queira passar a lógica dos dispõe de uma licenciatura em Estudos uma iniciativa com periodicidade anual Teatro Gil Vicente, disse Seabra Santos, administrativa dos Serviços Muni- hospitais S.A. para a cultura”. Artísticos não deveria alienar este inscrita no protocolo com a autarquia a recordando que em Fevereiro de 2003, cipalizados ordenou que a iluminação Em comunicado, ao justificar os património, este serviço e este equipamento pedido do seu presidente”. depois da sua eleição como reitor, recon- publica da cidade se apague ainda de motivos da sua decisão, João André alega que se assume como uma verdadeira Esta opção foi comunicada ao TAGV duziu o director do TAGV nas funções noite, ás 5 horas, o que causa prejuizos que a autarquia e o MC têm no Teatro Gil interface com a cidade”, refere. “apenas a três meses da realização do que já desempenhava há dois anos. e transtornos a quem tenha de saír de Vicente a forma de promoverem na cidade João André lembra, ainda, que a UC festival, num momento em que este já havia O reitor fez votos para que as casa áquela hora e ainda ás pessoas “o direito à cultura e às artes do espectáculo, “tem uma tradição incontestável na sido confirmado com os produtores próximas eleições possam clarificar os que se dirijam aos comboios, pois teem que o poder público constitucionalmente se dinâmica cultural e artística de Coimbra”. americanos, pouco faltando para assinar deveres do Estado face ao TAGV, de fazer o trajecto ás escuras. vê obrigado a garantir”. “Entramos, todavia, em 2005 sem que os contratos”. “A minha demissão é um atribuindo-lhe os “incentivos e apoios Não será possivel apagar a “Não posso assistir passivamente e o assunto conhecesse qualquer evolução que grito de alerta face à proposta de priva- compatíveis com a sua importância iluminação uma hora mais tarde? em silêncio, nem à demissão do Ministério nos tenha sido comunicada e, assim, sem tização do Teatro e também um protesto cultural para a cidade e o país”. da Cultura deste processo, nem à falta de Entretanto, também a CDU de Com vista a quem de direito. saber como fazer face às despesas com a contra a miopia do Ministério da Cultura, respeito da Câmara Municipal pelos programação do Teatro e a produção de que teima em promover uma política de Coimbra manifestou “total solida- compromissos assumidos”, afirma o eventos do seu plano anual de actividades”. desresponsabilização do Estado do seu riedade” com os directores do TAGV professor da Faculdade de Letras da UC. O responsável lamenta, por outro dever de garantir, através dos serviços que apresentaram a sua demissão. 8 de Janeiro de 1936 Construção começa este mês PRIMEIRO CARTÓRIO NOTARIAL DE COIMBRA DISSOLUÇÃO DE SOCIEDADE Nova Faculdade de Farmácia No dia treze de Dezembro de dois mil e quatro, no Primeiro Cartório Notarial de Coimbra, perante mim, Maria de Fátima presentes os dois únicos sócios, ele outorgante e João Carlos Cunha de Almeida, titulares, cada um, de uma quota da Universidade prevista para 2006 Pereira Pessoa, Notária, compareceu no valor nominal, respectivamente, de três como outorgante: mil euros e dois mil euros, pela presente PAULO LUÍS CUNHA DE ALMEIDA, dissolve a sociedade, e que a mesma solteiro, maior, NIF 207.824.614, natural não tem quaisquer bens a partilhar, nem “Juntamente com outras obras em da freguesia de Coimbra (Sé Nova), deste qualquer passivo, como consta da acta A construção do edifício curso nos restantes pólos, trata-se do concelho, residente habitualmente na Rua número onze.” da Faculdade de Farmácia Volta das Calçadas de Baixo, n.º 199, 2.º Que os efeitos desta dissolução se maior volume de construção simultânea dto, freguesia de Santa Clara, deste reportam a vinte e seis de Novembro da Universidade da história da UC”, adianta a nota, concelho. último, data em que a sociedade deixou de Coimbra, no pólo indicando que se encontram em fase de Outorga em representação, na de exercer a sua actividade, conside- das Ciências da Saúde, projecto (também para o pólo III) os qualidade de gerente da sociedade rando-se nesta data encerradas e aprovadas as respectivas contas. edifícios da sub-unidade 3 de Medicina e comercial por quotas que gira sob a firma começa este mês e deverá o Instituto Nacional de Medicina Legal “PLANETA FESTA - ACTIVIDADES Arquivo pública-forma da referida RECREATIVAS, LIMITADA”, pessoa acta. estar concluída em meados e prevendo-se que o concurso de em- colectiva 504.309.099, com sede na dita Adverti o outorgante da obrigato- de 2006. preitada da unidade central tenha início Rua Volta das Calçadas de Baixo, n.º 199, riedade de ser requerido o registo deste também no próximo ano. 2.º dto., matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Coimbra sob o acto no prazo de três meses a contar de hoje. O auto de consignação da em- Segundo o reitor, “isto só é possível número nove mil oitocentos e um, com Foi liquidada neste acto a importân- preitada, que representa um investimento porque durante muitos anos a Uni- capital social integralmente realizado de cia de vinte e cinco euros, referente ao de oito milhões de euros, foi celebrado versidade definiu a sua estratégia e cinco mil euros, conforme certidão do imposto de selo devido pela escritura. na semana passada entre a Universidade concentrou-se nela”. Registo Comercial, que se arquiva. Esta escritura foi lida e explicado o de Coimbra e a empresa Sá Machado e “Em matéria de investimentos não Verifiquei a sua identidade por conhecimento pessoal. seu conteúdo ao outorgante, pelas dezassete horas e trinta minutos. Filhos, prevendo-se um prazo de exe- é possível andar a saltitar, é essencial a E DISSE, NA SUA QUALIDADE: cução de 18 meses. estabilidade das decisões e persistência Que, dando cumprimento ao delibe- A Notária: Ao intervir na cerimónia de assi- para as concretizar”, vincou ainda rado na reunião de assembleia geral Maria de Fátima Pereira Pessoa natura do auto, o reitor da Universidade Seabra Santos. extraordinária do dia vinte e seis de “O Despertar” N.º 8322, de 05/01/07 Novembro último, em que estiveram de Coimbra, Fernando Seabra Santos, Entre a assistência à sessão, realçou que se trata do “investimento contavam-se o presidente da Câmara de mais importante da UC nesta fase de Coimbra, Carlos Encarnação, o basto- renovação do seu património físico”. nário da Ordem dos Farmacêuticos, “Esta escola antiga, com longas simultaneamente em obra ou em fase de Aranda da Silva, e o presidente do Móveis GRILO tradições e com uma postura de di- equipamento, além da Faculdade de conselho directivo da Faculdade de Rua Marcos Pires namismo na formação, investigação e Farmácia, os imóveis da sub-unidade 1 Farmácia, Adriano de Sousa, que prestação de serviços à comunidade vai da Faculdade de Medicina, o Centro de destacou a importância deste momento Montes Claros ter condições de trabalho como nunca Tecnologias Nucleares Aplicadas à para a escola. Telef. 239 828 842 teve”, frisou Seabra Santos na sessão, Saúde, a biblioteca, um restaurante e uma O pólo III situa-se junto dos que decorreu na Sala do Senado da UC. residência universitária com 270 camas, Hospitais da Universidade de Coimbra, O pólo das Ciências da Saúde (pólo diz uma nota do gabinete de comunicação do futuro Hospital Pediátrico e do VISITE-NOS III) da Universidade terá em breve, da UC. Instituto Português de Oncologia. Redacção e Administração: Denominação Social: Oficinas Gráficas: ANTÓNIO DE SOUSA (HERDEIROS), LDA. Composição, Montagem e Rua Pedro Roxa, 7-1.º Rua Pedro Roxa, 27 a 31 Impressão nas Oficinas Tel. 239 85 27 10/11/12 - Fax 239 852 719 Contrib. N.º 502 137 258 - Cap. Social: 7.481,97 Euros Tel. 239 85 27 10/11/12 Gráficas de “O Despertar” SEMANÁRIO Jornalistas: Gerência: Fax 239 85 27 19 Tiragem média no mês de (Sai às sextas feiras) Artur Almeida e Sousa - CP n.º TE-628 Artur Almeida e Sousa; Lúcia Maria Sousa Correia Dezembro 15.000 Exemplares Número de Registo 100117 Zilda Monteiro - CP n.º 7937 e José Carlos Antunes Email: despertar@netc.pt
  3. 3. COIMBRA 07/01/05 3 Universidade e Monumentos Nacionais Críticas à lista de candidatos cooperam na área do património Cinco demissões A realização de cursos no PSD/Coimbra de formação especializados Cinco dirigentes do PSD de nestas eleições”, disse Marcelo Nuno na área do património Pereira, frisando que a demissão colectiva Coimbra demitiram-se da foi decidida por unanimidade numa reunião arquitectónico é um dos comissão política distrital por da comissão política concelhia. objectivos de um protocolo discordarem da composição da Além de Marcelo Nuno Pereira, celebrado anteontem entre lista de candidatos às eleições demitiram-se da distrital Paulo Canha a Universidade de Coimbra legislativas de 20 de Fevereiro, (presidente da Associação Comercial e (UC) e a Direcção-Geral anunciou anteontem Industrial de Coimbra), Jorge Antunes, de Edifícios e Monumentos José Manuel Ribeiro e José Manuel Alves o líder da concelhia, (presidente da Região de Turismo do Nacionais (DGEMN). Marcelo Nuno Pereira. Centro). Marcelo Nuno Pereira frisou que Estas entidades promoverão uma “Coimbra, obviamente, não está nenhum dos 10 efectivos da lista de estrutura destinada a preparar esses representada nesta lista”, disse à agência candidatos foi indicado pela estrutura do cursos, cabendo-lhe ainda aprovar em Lusa Marcelo Nuno Pereira, que integra o PSD de Coimbra, ficando excluídos conjunto os conteúdos programáticos, grupo de demissionários. “muitos militantes com grande qualidade carga horária e eventual candidatura a Está previsto, designadamente, que pelo reitor Seabra Santos e pelo director A lista de candidatos do PSD em nos planos profissional, social e cívico”. financiamentos nacionais ou da União a UC, através das faculdades de Letras da DGEMN, Vasco Martins Costa. Coimbra, aprovada terça-feira pelo con- Contactado pela Agência Lusa, o Europeia. e de Ciências e Tecnologia, elabore Seabra Santos salientou a im- selho nacional do PSD, é encabeçada por presidente da distrital, Jaime Soares, des- Por outro lado, os estudos cien- estudos necessários à preparação de portância da colaboração entre as duas Zita Seabra, antiga deputada do PCP . valorizou a decisão dos cinco companheiros tíficos a efectuar ao abrigo do protocolo intervenções em alguns imóveis e o instituições na conservação e va- Nos primeiros cinco lugares (número de direcção. “Foi uma decisão tomada a poderão ter por objecto a preparação fornecimento à DGEMN de relatórios lorização de imóveis públicos, um de deputados que o partido elegeu no distrito quente. Não me parece que levem isso de dissertações de mestrado e de teses técnicos que permitam integrar os processo que “considerou complexo e nas legislativas de 2002), seguem-se Paulo adiante”, declarou. de doutoramento subordinadas a temas procedimentos administrativos para cientificamente delicado”. Pereira Coelho (Figueira da Foz), Jaime Jaime Soares também discordou da com “significado relevante” para imó- adjudicação de empreitadas ou pres- O reitor defendeu a necessidade Soares (Vila Nova de Poiares), Fernando composição final da lista e lamentou que o veis públicos seleccionados para inter- tações de serviços nesses edifícios. de “respeitar a história” e de utilizar Antunes (Penela) e Miguel Almeida presidente do partido, Pedro Santana venção. O contributo da Universidade “técnicas do passado” nas intervenções (imposto por Santana Lopes). Lopes, “tenha alterado as regras do jogo” Em termos gerais, o acordo de para que as bases de dados do sistema a realizar à luz do protocolo. Marcelo Nuno, que era até agora na reunião do conselho nacional, impondo cooperação entre a Universidade de de informação técnica e científica para “Hoje em dia não é possível fazer também vice-presidente da distrital, para quinto lugar o nome do seu antigo chefe Coimbra e aquela Direcção-Geral tem o património, o chamado Inventário do uma intervenção de qualidade sem se comunicou a demissão dos dirigentes locais de gabinete na Câmara de Lisboa, Miguel aplicação nos domínios da protecção, Património Arquitectónico (IPA) saber as vicissitudes por que passou o ao presidente da distrital, Jaime Soares, Almeida. “Miguel Almeida é um nome que estudo, conservação, reabilitação e possam ser “permanentemente actua- imóvel”, alertou, por seu turno, Vasco ainda antes do conselho nacional de terça- foi imposto”, sublinhou Jaime Soares, admi- reforço de monumentos, na área de lizadas” é outro fim do protocolo. Martins Costa, justificando a opor- feira. “Deixámos de ter condições para tindo que Santana Lopes tem poder para jurisdição da Direcção Regional do O documento foi assinado an- tunidade da cooperação entre a UC e o estar na distrital, mas estaremos em- “colocar quem ele entender no lugar que Centro da DGEMN. teontem, na Sala do Senado da UC, organismo que dirige. penhados com todas as nossas energias entender”. Quarta feira na Oficina do Teatro Escrito e encenado pela primeira vez em 1980, “Noivas” foi considerado Escola da Noite estreia “Noivas” de Cleise Mendes à época como “um manifesto feminista, pela abordagem que propõe ao papel tradicionalmente reservado à mulher na quem vai encomendar o vestido de instituição ‘casamento’”. A companhia teatral casamento, concentrando-se nas escas- Autora, professora de drama- A Escola da Noite estreia na sas horas passadas no atelier de costu- turgia na Universidade Federal da ra e no “absurdo que orienta as decisões Bahia e actriz, Cleise Mendes nasceu próxima quarta feira em 1948 no Rio de Janeiro, tendo visto e as cerimónias matrimoniais”, refere (dia 12), na Oficina um texto sobre a peça. a sua obra premiada diversas vezes. Municipal do Teatro, em Na sequência de “Dois perdidos Encenado por António Jorge, tam- Coimbra, a nova produção numa noite escura”, do brasileiro Plínio bém responsável pelo espaço cénico, “Noi- de “Noivas”, da dramaturga Marcos, estreado há dois meses, este vas” conta no elenco com Sofia Lobo, brasileira Cleise Mendes. projecto (o 33º) de A Escola da Noite Maria João Robalo e Hélder Waster- insere-se na linha de trabalho da lain. A peça, que se mantém em cena companhia dedicada à dramatur- Ana Rosa Assunção concebeu os até 29, gira em torno da conversa e da gia contemporânea de língua portu- figurinos da peça, que é exibida na relação entre uma noiva e a modista a guesa. Oficina Municipal do Teatro. Espaço público/Coimbra Conhece o traçado que o Metropolitano Ligeiro de Superfície vai percorrer dentro da cidade de Coimbra? “Sei. Já vi vários projectos e sei mais “Aqui em Coimbra, não faço a mínima “Não, não conheço”. “Não conheço”. “Ouvi falar que irá passar um troço novo ou menos qual é, pelo menos na Baixa. ideia”. junto ao Hospital e penso que substituir Na Alta nem tanto”. um pouco aquele ramal da Lousã, junto à Sociedade de Porcelanas. É só esta a informação que tenho”. Jorge Martins Paulo Monteiro Cecília Ferraz Ivo Florêncio Miguel Marques 49 anos, Comerciante 28 anos, Vendedor 20 anos, Operadora de loja 24 anos, Estudante 32 anos, Economista
  4. 4. 4 07/01/05 REGIONAL Montemor-o-Velho CARTÓRIO NOTARIAL DE PENACOVA JUSTIFICAÇÃO Câmara institui prémio para incentivo CERTIFICO, para efeitos de publi- cação que por escritura de hoje, exa- rada a folhas trinta e quatro e seguintes Que em meados de mil novecentos e setenta, ajustaram contrato verbal de doação e por isso não titulado, com aque- à recuperação patrimonial do livro de notas para escrituras diversas número trezentos e cinco - D, deste Cartório a cargo da Notária Lic. Maria Alexandra Canotilho Teixeira Ribeiro, le Camilo Ferreira Ranhel, solteiro, maior, já falecido, residente que foi no referido lugar de Lamarosa, cujo objecto foi o pré- dio supra identificado. compareceram como outorgantes: Que, possuem o dito prédio, sem Prémio Municipal de MANUEL FERREIRA MENDES (NF: qualquer interrupção, à vista de toda a 171.959.566; B1.2512884 de 22/07/2003 gente, sem qualquer oposição, roçando Recuperação do Património - SIC de Coimbra) e mulher MARIA ADÉ- mato, preparando e lavrando a terra, (PMRP) é o nome de uma LIA SERRALHEIRO LARANJEIRO (NF: semeando-a, retirando dela os res- 186.281.099; BI.2580833 de 10/07/1998 pectivos produtos e frutos, pagando as iniciativa da Câmara de - SIC de Coimbra) naturais da freguesia contribuições e impostos respeitantes, Montemor-o-Velho, destinada de Lamarosa, concelho de Coimbra, onde posse que assim exerceram como ver- residem no lugar de Casais de Vera Cruz, dadeiros proprietários que sempre se a incentivar os particulares a casados sob o regime da comunhão de julgaram, eram e são do dito prédio, pelo reabilitar e reutilizar o adquiridos. que o adquiriram por usucapião, património edificado do Que, são donos e legítimos possui- fundada nessa posse, que exerceram dores, com exclusão de outrém, do em seu próprio nome, de boa fé, de modo concelho, com particular seguinte imóvel, sito em Casal da Areia, pacífico, contínua e publicamente, por incidência nos centros freguesia de Lamarosa, concelho período superior a vinte anos, estando de Coimbra, inscrito na matriz em nome eles justificantes impossibilitados de históricos. de Manuel Ferreira Mendes, omisso na comprovar pelos meios extrajudiciais competente Conservatória. normais a aquisição do seu direito sobre Com um valor anual de oito mil euros, RÚSTICO, composto de terra e aquele prédio, atento o título de aquisição. o PMRP – aprovado recentemente em pinhal, com a área de dois mil novecentos e vinte metros quadrados, a confrontar Conferido, está conforme. reunião camarária – será dividido pelo A Câmara de Montemor-o-Velho quer ver os particulares com um papel do norte Adelino Matias Leitão, nascente Cartório Notarial de Penacova, vinte promotor da obra, o autor, o empreiteiro e o mais interventivo na reabilitação e reutilização de edifícios com Manuel Maria Gonçalves, sul com e oito de Dezembro de dois mil e quatro. seu director técnico. vala e poente com José Santos Leitão, A autarquia sublinha, em comunicado, património edificado do concelho, o seu de cooperação com as suas 14 juntas de inscrito na respectiva matriz sob o artigo A Ajudante que “a desejada revivicação dos espaços enquadramento estético e urbanístico e a Freguesia, nos quais se prevê a des- 2.636, com o valor patrimonial, tributário e atribuído de NOVECENTOS E QUA- Maria Isabel Bento Batista e Pina urbanos tradicionais não pode limitar-se ao utilização de boas práticas de alteração ou centralização de competências da autarquia RENTA E OITO EUROS E TRINTA esforço municipal”. Em contrapartida, o conservação das edificações, assim como a para estes órgãos. Para a concretização das CÊNTIMOS. “O Despertar” N.º 8322, de 05/01/07 executivo liderado por Luís Leal defende que garantia de fixação de actividades residen- actividades previstas no acordo, a Câmara esse esforço deve “congregar a atenção de ciais, sociais ou económicas. irá transferir um total de 600 mil euros, outros níveis administrativos e da sociedade Serão igualmente privilegiadas as divididos em quatro tranches, durante este JUÍZOS CÍVEIS DE COIMBRA civil”. intervenções em imóveis edificados até 7 de ano de 2005. A intenção da Câmara Municipal de Agosto de 1951. Quanto ao ano de 2004, O presidente da autarquia lembrou que 4.º Juízo Cível Montemor-o-V é que tanto as actividades elho serão levadas em conta as intervenções as juntas de Freguesia são estruturas mais económicas e sociais como a própria efectuadas nos centros históricos mais próximas dos cidadãos, reunindo, desta população retornem aos centros históricos relevantes do concelho: Montemor-o-V elho, forma, as melhores condições para “responder ANÚNCIO do concelho, ocupando os seus edifícios. Algo Pereira e Tentúgal. de uma forma mais eficaz, suficiente e 2.ª PUBLICAÇÃO que, desejavelmente, fará com que o “caos Relativamente ao júri, este será produtiva às necessidades das populações”. urbanístico” e a “descaracterização da constituído pelo presidente da Câmara Admitindo que os meios financeiros Processo: 338-A/2002 PENHORADO EM: 12-01-2004 paisagem” sejam substituídos por património elho, Municipal de Montemor-o-V o director disponibilizados pelo Orçamento de Estado Execução Sumária N/Referência:980438 12:30:00, AVALIADO EM: euros 1.500,00 PENHORADO A: histórico construído, devidamente reabilitado do Departamento de Ordenamento do para as juntas são insuficientes – e elogiando Data: 20-12-2004 EXECUTADO: Alina Maria Dias por particulares. Território, um arquitecto da autarquia, três o trabalho desenvolvido por estes organismos Exequente: Banco Totta & Aço- Saraiva Amaro. Estado civil: Casada. Assim, podem candidatar-se a este elementos – a designar – da Assembleia –, Luís Leal explicou que esta medida res, S.A Documentos de identificação: BI – prémio todas as acções de iniciativa privada Municipal e por representantes do Instituto representa “um esforço financeiro acrescido Executado: António José Pinto 7389361, NIF – 175.206.117. Endereço: Amaro e outros… Quinta Chão do Bispo, Lote 15, Boba- ou cooperativa que visem a alteração ou a Português do Património Arquitectónico para a Câmara”. Esforço que considerou dela, Oliveira do Hospital. conservação de edifícios, que, por sua vez, (IPP AR). De acordo com a Câmara de meritório, uma vez que se traduz num “apoio Correm éditos de 20 dias para EXECUTADO: António José Pinto tenham sido alvo de licenciamento ou Montemor, outras entidades serão convi- incondicional aos orçamentos das juntas, para citação dos credores desconhecidos Amaro. Estado civil: Casado. Docu- autorização municipal. Por outro lado, é dadas em breve a apresentar os seus concretizarem iniciativas em prol das que gozem de garantia real sobre os mentos de identificação: BI – 4256276, igualmente obrigatório que as obras em representantes. respectivas comunidades”. bens penhorados aos executados abaixo indicados, para reclamarem o NIF- 157.961.818. Endereço: Quinta Chão do Bispo, Lt 15, Bobadela, Oliveira questão tenham obtido alvará de utilização O município de Montemor atribuiu pagamento dos respectivos créditos do Hospital. no ano da candidatura, e que estejam Freguesias com mais ainda subsídios, num valor de cerca de 80 mil pelo produto de tais bens, no prazo de concluídas nesse mesmo ano. competências euros, às associações desportivas, culturais e 15 dias, findo o dos éditos, que se TIPO DE BEM: Quota em Sociedade Os critérios a levar em consideração recreativas do concelho, para o desen- começará a contar da segunda e última publicação do presente anúncio. REGISTO: Ap.05/040602 DESCRIÇÃO: Quota de 71.078,70 pelo júri do PMRP prendem-se com a A Câmara de Montemor-o-V assinou elho volvimento de actividades. Os agrupamentos Euros que o executado detém na firma relevância da obra para a recuperação do igualmente, na semana passada, protocolos escolares receberam, por sua vez, 22 mil euros. Bens penhorados: Sprincer-Serviços de Precisão Para TIPO DE BEM: Bem Móvel Indústria Cerâmica, Ld.ª, com sede na DESCRIÇÃO: Verba n.º 1 – Uma Zona Industrial de Oliveira do Hospital, máquina de lavar roupa, de marca Lote 8 – Oliveira do Hospital. Encerramento de fábrica têxtil em Góis Indesit, modelo W435; Verba n.º 2 – Um móvel com PENHORADO EM: 15-03-2004 quatro gavetas e duas portas, em 00:00:00, AVALIADO EM: Euros 71.078,70 madeira trabalhada com puxadores de PENHORADO A: deixa 30 mulheres no desemprego latão; EXECUTADO: António José Pinto Verba n.º 3 – Uma mesa rectân- Amaro. Estado civil: Casado. Docu- gular, extensível, em madeira, com seis mentos de identificação: BI – 4256276, cadeiras, com assento forrado a tecido NIF – 157.961.818. Endereço: Quinta amarelo; Chão do Bispo, Lt 15, Bobadela, Oliveira Uma fábrica têxtil situada há alternativas [de emprego]. Deu-se trabalhadores de empresas têxteis do Verba n.º 4 – Um sofá de três do Hospital. formação [às operárias], criou-se a centro do país ficaram este ano no lugares, forrado em tecido azul, com em Góis, no interior esperança, não pode ser”, sustentou a desemprego. motivos amarelos; TIPO DE BEM: Quota em Sociedade do distrito de Coimbra, sindicalista. “O Natal não foi para todos. Que Verba n.º 5 – Uma mesa de centro, REFERÊNCIA: AP.05/040602 com dois pés, trabalhados e prateleira DESCRIÇÃO: Quota de 3.740,98 encerrou as suas portas, De acordo com Fátima Carvalho, o digam os muitos trabalhadores têxteis inferior em madeira; Euros que a executada detém na firma lançando para o desemprego a unidade fabril começou a sua activi- da Jakker, da Textilândia, da Scottwool, Verba n.º 6 – Um móvel aparador, Sprincer-Serviços de Precisão Para cerca de três dezenas dade há cerca de cinco anos, “com da Texceira, da Rainha do Cávado, da com tampo em pedra mármore, duas Indústria Cerâmica, Ld.ª, com sede na de trabalhadoras, anunciou grandes apoios” e continuava a ter Paminconfex, da Secotebal e de outras portas e duas gavetas e duas prate- leiras em cada extremidade; Zona Industrial de Oliveira do Hospital, trabalho. empresas, num número de operários Verba n.º 7 – Um vídeo-gravador, Lote 8 – Oliveira do Hospital. fonte sindical. “A autarquia tem de se em- superior a 500, que se encontram no de marca Philips, modelo VR-6390; PENHORADO EM: 15-03-2004 penhar”, defendeu a dirigente. desemprego, muitos dos quais já sem Verba n.º 8 – Uma televisão de 00:00:00, AVALIADO EM: euros 3.740,98 Fátima Carvalho, dirigente do Segundo uma nota divulgada pelo beneficiarem de qualquer protecção marca Philips, com ecran de trinta e três PENHORADO A: Sindicato dos Trabalhadores Têxteis, Sindicato, mais de meio milhar de social”, é vincado na nota. centímetros, com comando; EXECUTADO: Alina Maria Dias Lanifícios e Vestuário do Centro, disse Verba n.º 9 – Um orgão de marca Technics, com referência KN-501; Saraiva Amaro. Estado civil: Casado. à agência Lusa que a fábrica cessou a Verba n.º 10 – Duas guitarras Documentos de identificação: BI – laboração na quinta feira da semana eléctricas, sendo uma em cor preta e 7389361, NIF – 175.260.117. Endereço: passada, tendo o seu proprietário outra tons de mel e castanhos e uma Quinta Chão do Bispo, Lote 15, Boba- dela, Oliveira do Hospital. alegado que “não dava lucro”. guitarra acústica, em cor preta; Verba n.º 11 – Uma aparelhagem, A empresa, denominada Texceira, IMOBILIÁRIA PATROCÍNlO TAVARES, S. A. de marca Kenwood, composta por prato, O Juiz de Direito, chegou a ter perto de cinco dezenas de referência P-66, amplificador, com a Cristina Albuquerque trabalhadoras, tendo um primeiro Construção Civil referência A-56, sintonizador T-76-L e grupo abandonado a unidade em equalizador JE-560, leitor de CD-DP-76 O Oficial de Justiça, Isabel Teixeira Setembro. Rua da Sofia, 175 C – 3 0 0 0 -391 C O I M B R A e duplo DecK-X56 e duas colunas LS- 56, todo em razoável estado de conser- “Deixaram Góis mais pobre. Não Tels . 2 39 854 730 • Fax 239 854 735 vação. “O Despertar” N.º 8322, de 05/01/07
  5. 5. REPORTAGEM 07/01/05 5 Associação Nariz Vermelho quer estender acção a mais hospitais Doutores Palhaços fazem sorrir crianças hospitalizadas Os “doutores” da alegria que se Crianças internadas dirigem aos hospitais lutam constantemente nalguns hospitais portugueses por atingir o seu objectivo, que, segundo passaram este ano Beatriz Quintella é “transformar mo- um Natal mais animado mentos, criar sorrisos, partilhar emoções e trabalhar com muita solidariedade”. graças à visita dos “doutores Às crianças, fazem um “transplante palhaços” e ao seu desafinado de nariz”, colocam-lhes um nariz vermelho e divertido coro. de palhaço e simulam de forma divertida uma consulta com todos os acessórios Como acontece nos restantes dias do utilizados por um médico. ano, os “doutores” da alegria, de bata branca “O nariz vermelho é o nosso símbolo e nariz vermelho, abriram sorrisos à e o sorriso a nossa bandeira”, disse a chegada e quando partiram deixaram para responsável. trás algumas lágrimas e amizades para o O ano 2004 foi marcado pela futuro. expansão a mais hospitais e pelo aumento Eles são os artistas da Associação de artistas que se associaram. Nariz Vermelho, organização sem fins Os “doutores” dão as suas “consultas lucrativos composta por uma equipa de de alegria” em vários hospitais: no IPO de “doutores” palhaços que “já fez sorrir mais Lisboa, D. Estefânia, Garcia da Horta, de 38.000 crianças hospitalizadas”, disse à Santa Maria, São Francisco Xavier, IPO Lusa a presidente da associação, Beatriz do Porto e no Pediátrico de Coimbra, mas Quintella. procuram expandir-se para os hospitais de “Hoje sabemos que rir é sem dúvida Alcoitão, Cascais e Santa Marta. um bom remédio, está provado que aumenta São doze actualmente os palhaços da Camila Gusmão. Nariz Vermelho lança a Missão Sorriso. Com o CD da Quem quiser ajudar a Operação com intensa actividade Leopoldina consegue angariar 100 mil euros Nariz Vermelho pode inscrever-se como A Associação Nariz V ermelho foi oficial- para a associação que, com esta ajuda, sócio, tornar-se colaborador ou até juntar- mente constituída no dia 4 de Julho de 2002, conseguiu estender o projecto aos hospitais se ao grupo e ser um “doutor”. assumindo-se como uma organização sem do IPO do Porto e Pediátrico de Coimbra. Um “doutor” palhaço tem que ter fins lucrativos - Associação de Apoio à Em 2004 abriu vagas para mais seis experiência na área do espectáculo, de Criança. Este foi o resultado de uma longa palhaços, contando actualmente com doze preferência com crianças, e se o perfil for maturação iniciada em 1993 por Beatriz palhaços, que trabalham em sete hospitais. adequado para este trabalho, tem um Quintella, artista que mudou a sua vida Tem como missão contribuir para o bem caminho a percorrer de seis meses de depois de ler um artigo sobre Doutores estar das crianças hospitalizadas, um o ritmo cardíaco, melhora a oxigenação, associação, a Dra. da Graça, a Dra. Kika formação intensiva. Palhaços que visitavam crianças hos- projecto ambicioso que tem como meta massaja os órgãos vitais, tem efeitos Larica, o Dr. P .P. Pipoca, a Chôtôra .P E tem tudo a ganhar. Um estudo pitalizadas nos E.U.A.. garantir uma cadência de visitas semanais positivos para as crianças, para os seus Ninonete, o Dr. Batota, o Dr. Feliz realizado nos Estados Unidos da América Os contactos estabelecidos com o Big e gratuitas a todos os hospitais portugueses. familiares e até para os vários profissionais Férias, o Dr. Neira, o Dr. Bambu, o Dr. revela que quem ajuda os outros é mais Apple Clown Care Unit de Nova Iorque e Para isso, procura apoios que permitam de saúde”, acrescentou. Kikosatisfação, o Dr. Melo Dias, o Dr. feliz e, o que também é importante, tem os Palhaços da Alegria [Brasil] abriram ampliar a equipa, formando mais e mais As visitas destes artistas aos hospitais Molocotó e a Enfermeira Gira Sol. menos problemas de saúde. assim caminho às primeiras visitas a “Doutores Palhaços”. portugueses são gratuitas e integram-se no A presidente da Associação é Beatriz Além dos dotes artísticos e da hospitais portugueses. A Associação tem como símbolo o projecto Operação Nariz Vermelho. Quintella que integra a direcção com Mark experiência profissional, os “Doutores Em Setembro de 2001, o apoio “nariz vermelho” e como bandeira o sorriso A associação começou a 4 de Julho Mekelburg e Barbara Ramos Dias. A Palhaços” estão especialmente preparados financeiro da GlaxoSmithKline permitiu a de cada criança hospitalizada porque, como de 2002 com Beatriz Quintella, artista que equipe executiva conta ainda com Mónica para lidar da melhor forma com o ambiente profissionalização do projecto, o que se defendem, “está provado que o sorriso mudou a sua vida depois de ler um artigo Sharp, na consultadoria de comunicação; hospitalar, levando com toda a segurança reflectiu de imediato no reforço da equipa, aumenta o ritmo cardíaco, melhora a sobre Doutores Palhaços nos Estados Rute Moreira, na Pesquisa Científica e um sorriso de esperança às crianças. Para com a entrada de Bárbara Ramos Dias e oxigenação, massaja os órgãos vitais, Unidos, desenvolvendo um projecto idêntico Humanização Hospitalar; e Susana isso, a Associação Nariz V ermelho aposta Mark Mekelburg. Durante o ano de 2003 a produz uma sensação de bem estar e diminui em Portugal com o apoio financeiro de uma Ribeiro, na área administrativa e gestão de numa formação contínua e numa estreita equipa é alargada a mais três palhaços. a dor”. Tem, no entanto, um grande risco, multinacional farmacêutica. sócios. Tem como nova colaboradora relação com o pessoal clínico. Em Dezembro de 2003 o Continente “pode ser altamente contagioso…”.
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×