Roma1 localização e monarquia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Roma1 localização e monarquia

  • 5,466 views
Uploaded on

 

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
5,466
On Slideshare
5,466
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
44
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. LOCALIZAÇÃO E POVOAMENTO
  • 2. SOB O TÍTULO ROMA ANTIGA ESTUDA-SE TODO O DILATADO PERÍODO QUE COMPREENDE AS ORIGENS DE ROMA, NO SÉCULO VIII A.C., A FASE MONÁRQUICA, A REPÚBLICA ROMANA E O IMPÉRIO, ATÉ O ANO 476 DA ERA CRISTÃ, QUANDO OCORRE O FIM DO IMPÉRIO ROMANO DO OCIDENTE. GRANDE PARTE DA ORGANIZAÇÃO DO MUNDO MODERNO SE DEVE AO IMPÉRIO QUE ROMA FOI CAPAZ DE CONSTRUIR HÁ DOIS MIL ANOS EM TORNO DO MAR MEDITERRÂNEO. OS IDIOMAS FALADOS NO SUL DA EUROPA, AMÉRICA LATINA E OUTRAS PARTES DO MUNDO CONSTITUEM UMA DAS HERANÇAS DIRETAS DA CIVILIZAÇÃO ROMANA.
  • 3. PENÍNSULA ÁTICA: LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA
  • 4. R ESULTAM DO ENCONTRO DE 4 POVOS QUE HABITAVAM A PENÍNSULA ITÁLICA: ETRUSCOS , AO CENTRO (TOSCANA/ETRÚRIA) GREGOS , AO SUL (MAGNA GRÉCIA); LATINOS , AO CENTRO E GAULESES , AO NORTE. POVOAMENTO E FORMAÇÃO
  • 5. ORIGEM LENDÁRIA
  • 6. ROMA FOI FUNDADA NO ANO 753 a.C. POR RÔMULO E REMO, FILHOS GÊMEOS DO DEUS MARTE E DA MORTAL SÍLVIA. AO NASCER, OS DOIS IRMÃOS FORAM ABANDONADOS JUNTO AO RIO TIBRE E SALVOS POR UMA LOBA, QUE OS AMAMENTOU E OS PROTEGEU. POR FIM, UM PASTOR OS RECOLHEU E LHES DEU OS NOMES DE RÔMULO E REMO. DEPOIS DE MATAR REMO NUMA DISCUSSÃO, RÔMULO DEU SEU NOME À CIDADE. A HISTÓRIA, POR SUA VEZ, NOS DIZ QUE ALGUMAS TRIBOS DE ORIGEM SABINA E LATINA ESTABELE-CERAM UM POVOADO NO MONTE CAPITOLINO, JUNTO AO RIO TIBRE. ORIGEM LENDÁRIA
  • 7. FORAM OS ETRUSCOS OS RESPONSÁVEIS PELA TRANSFORMAÇÃO DA ALDEIA ROMANA EM CIDADE: NA FASE FINAL DA REALEZA, ROMA FOI DOMINADA PELOS ETRUSCOS. ROMA NASCEU DA FUSÃO DE UM GRUPO DE ALDEIAS LATINAS E SABINAS EXISTENTES NAS COLINAS DESTA REGIÃO. FOI FUNDADA COMO UM FORTE PELOS LATINOS PARA SE DEFENDEREM DOS ATAQUES ETRUSCOS (1000 A.C.) ORIGEM HISTÓRICA
  • 8. Muralha de Sérvio Túlio Sítio original de Roma 7. Esquilino 1. Palatino 2. Capitólio 3. Quirinal 4. Viminal 5. Célio 6. Aventino ALDEIAS LATINAS/SABINAS
  • 9. A EVOLUÇÃO POLÍTICA FOI CONSTITUÍDA POR TRÊS FASES: MONARQUIA (753 A 509 a.C.) REPÚBLICA (509 A 27 a.C.) IMPÉRIO (27 a.C. A 476 d.C.) EVOLUÇÃO POLÍTICA
  • 10. . REALEZA: RÔMULO, NUMA POMPÍLIO, TARQUÍNIO PRISCO, SÉRVIO TÚLIO E TARQUÍNIO (O SOBERBO) ÓRGÃOS POLÍTICOS: . CONSELHO DOS ANCIÃOS . ASSEMBLÉIA OU CÚRIA DURANTE ESSE PERÍODO O REI ACUMULAVA AS FUNÇÕES EXECUTIVA, JUDICIAL E RELIGIOSA. SEU PODER ERA LIMITADO NA ÁREA LEGISLATIVA, JÁ QUE O SENADO OU CONSELHO DE ANCIÃOS, TINHA O DIREITO DE VETO E SANÇÃO DAS LEIS APRESENTADAS PELO REI. ROMA FOI GOVERNADA POR REIS ETRUSCOS E LATINOS, QUE CUIDAVAM DE SEU PAÍS MOVIDOS PELO GRANDE INTERESSE NA AUTORIDADE MÁXIMA E NA ESTABILIDADE POLÍTICA. MONARQUIA 753 A 509 a.C.
  • 11. AS RATIFICAÇÕES DESSAS LEIS ERA FEITA PELA ASSEMBLÉIA OU CÚRIA COMPOSTA POR TODOS OS CIDADÃOS EM IDADE MILITAR. SE UM REI FALECESSE , O SENADO TOMAVA O PODER ATÉ QUE O POVO ESCOLHESSE O MONARCA SUCESSOR. MAS A BUROCRACIA EXISTENTE ENTRE ESTES TRÊS PODERES, QUE DITAVA QUE TODOS ELES TINHAM QUE APROVAR AS MEDIDAS OU LEIS NOVAS E QUE QUALQUER UM PODERIA VETÁ-LAS SE AS CONSIDERASSE PREJUDICIAIS À CIDADE, TORNARAM A ÉPOCA DA MONARQUIA POUCO PRODUTIVA. A BAIXA POPULARIDADE DA FAMÍLIA REAL, QUE PASSAVA POR UMA CRISE DEPOIS QUE A NOTÍCIA DE QUE O FILHO DO IMPERADOR TARQUINIUS SUPERBUS SEXTUS, HAVIA ESTUPRADO LUCRETIA, ESPOSA DE SEU IRMÃO, SERVIU COMO UMA ÓTIMA DESCULPA PARA A INSTAURAÇÃO DE UM NOVO GOVERNO.
  • 12. A SOCIEDADE ERA ESTAMENTAL: . PATRÍCIOS: CIDADÃOS => ARISTOCRACIA . PLEBEUS: LIVRES, SEM DIREITOS POLÍTICOS, PEQUE- NOS PROPRIETÁRIOS => MAIORIA DA POP. . CLIENTES: PLEBEUS AGREGADOS AOS PATRÍCIOS . ESCRAVOS: PRISIONEIROS DE GUERRA, INSTRUMEN- TOS DE TRABALHO NA FASE FINAL DA REALEZA, A PARTIR DO FIM DO SÉCULO VII a.C., ROMA CONHECEU UM PERÍODO DE DOMÍNIO ETRUSCO, QUE COINCIDIU COM O INÍCIO DA EXPANSÃO COMERCIAL. O ESTUPRO REVOLTOU A CONSERVADORA SOCIEDADE ROMANA, QUE NÃO SE OPÔS À DERRUBADA DE TARQUINIUS EM FAVOR DE UMA NOVA FORMA DE GOVERNO.
  • 13. OS PATRÍCIOS , ATRAVÉS DO SENADO, DERRUBARAM O ÚLTIMO REI DE ROMA, O ETRUSCO TARQÜÍNIO, O SOBERBO. . MOTIVO: O ABSOLUTISMO REAL. . OBJETIVO: CONTROLAR DIRETAMENTE O PODER. . CONSEQÜÊNCIAS: DEPOSIÇÃO DO REI, EXTINÇÃO DA MONARQUIA E IMPLANTAÇÃO DA REPÚBLICA. GOLPE DOS PATRÍCIOS