Your SlideShare is downloading. ×
0
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Mesopotamia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Mesopotamia

4,496

Published on

Published in: Education
2 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
4,496
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
122
Comments
2
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1.  
  • 2.  
  • 3.  
  • 4.  
  • 5.  
  • 6.  
  • 7.  
  • 8. O SURGIMENTO DOS PRIMEIROS NÚCLEOS URBANOS NA REGIÃO FOI ACOMPANHADO DO DESENVOLVIMENTO DE UM COMPLEXO SISTEMA HIDRÁULICO QUE FAVORECIA A UTILIZAÇÃO DOS PÂNTANOS, EVITAVA INUNDAÇÕES E GARANTIA O ARMAZENAMENTO DE ÁGUA PARA AS ESTAÇÕES MAIS SECAS.
  • 9.  
  • 10.  
  • 11.  
  • 12.  
  • 13.  
  • 14.  
  • 15.  
  • 16.  
  • 17.  
  • 18.  
  • 19.  
  • 20.  
  • 21.  
  • 22.  
  • 23.  
  • 24. AS CIVILIZAÇÕES MESOPOTÂMICAS SUMÉRIOS (ca. 3000-2550 aC)
    • Cidades-estado independentes (Ur, Uruk, Nippur, Lagash)
    • patesi: centralização do poder político, militar e religioso;
    • classes dominantes: sacerdotes e burocracia administrativa;
    • desenvolvimento da escrita cuneiforme e invenção da roda.
    AMORITAS (ca. 2000-1750 aC)
    • Hamurabi , rei da Babilônia : conquista da Mesopotâmia e formação do Primeiro Império Babilônico ;
    • criação do mais antigo sistema de leis escritas: Código de Hamurabi ;
    • declínio: morte de Hamurabi, fragmentação e invasões estrangeiras.
    ACÁDIOS (ca. 2550 aC)
    • conquista e unificação das cidades sumerianas;
    • Sargão I : Império Acádio-sumeriano;
    • absorção e síntese da cultura suméria;
    • curta duração: revoltas e invasões estrangeiras.
    ASSÍRIOS (ca. 1300-612 aC)
    • conflitos e invasões: espírito guerreiro ;
    • Império Assírio: conquista da Mesopotâmia e expansão territorial ;
    • Estado militarista: violência, tributos e escravização dos povos conquistados;
    • fim do Império: aliança entre medos e caldeus.
    CALDEUS (ca. 612-539 aC)
    • Segundo Império Babilônico ;
    • Babilônia: centro político, comercial e cultural;
    • Nabucodonosor : expansão territorial e grandes construções;
    • conquista de Jerusalém e escravização dos hebreus (cativeiro da Babilônia) ;
    • fim do império: invasão e domínio dos persas.
  • 25. A RELIGIÃO AS CIÊNCIAS AS ARTES PLÁSTICAS A LITERATURA
    • desenvolvimento da escrita cuneiforme, considerada por muitos como a mais antiga do mundo;
    • sistema ideográfico (pictográfico): sinais feitos em forma de cunha sobre tabuletas de argila, representando idéias, ações e objetos.
    O DIREITO A ESCRITA
    • narrativas variadas de mitos: cosmogonia, heróis, deuses e lendas.
    • Epopéia de Gilgamesh: versão mitológica da criação e do dilúvio, e provável fonte de inspiração da narrativa bíblica deste evento protagonizado por Noé no Antigo Testamento.
    • arquitetura: introdução do uso do arco na construção de palácios, templos e cidades;
    • zigurates : grandes templos que serviam também como observatório astronômico, biblioteca e hospital;
    • pintura (paredes) e escultura (estátuas e relevos): decoração dos templos, palácios e túmulos, com sentido predominantemente político e religioso.
    • “ invenção” da ciência jurídica: desenvolvimento de sistemas de leis escritas;
    • Código de Hamurabi : marco pioneiro da história do Direito, era baseado no princípio de Talião (“olho por olho, dente por dente”) e abrangia todas as esferas da vida social.
    • Astronomia: estudo de fenômenos celestes, noções sobre o movimento de estrelas e planetas, previsão de eclipses e criação de um calendário lunar que dividia o ano em doze meses e a semana em sete dias.
    • Matemática: desenvolvimento da álgebra, domínio das quatro operações, criação das raízes quadrada e cúbica e divisão do círculo em 360 graus.
    • Medicina: ainda que impregnada pela magia, já empregava medicamentos à base de plantas e tratamentos cirúrgicos.
    • influência sobre todas as esferas da vida social: o soberano era o sumo-sacerdote e os templos recolhiam os impostos;
    • politeísmo: os deuses podiam ter forma humana (antropomorfismo) ou serem associados a fenômenos naturais e astronômicos (ar, água, céu, estrelas);
    • crença na influência das forças cósmicas sobre a existência humana: desenvolvimento da astronomia e da astrologia;
    • amplo uso da magia e da adivinhação, criação do horóscopo e dos signos do zodíaco;
    • caráter prático: cultos, ritos e sacrifícios visando vantagens e recompensas terrenas.

×