Your SlideShare is downloading. ×
Redes sociais na educação: Reforçando a sociedade de controle ou promovendo a inteligência coletiva?
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Redes sociais na educação: Reforçando a sociedade de controle ou promovendo a inteligência coletiva?

301
views

Published on

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
301
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. KM Insights 11º Congresso Brasileiro de Gestão do Conhecimento Redes sociais na educação: Reforçando a sociedade de controleou promovendo a inteligência coletiva? Dalton Martinsdmartins@gmail.com 23/Agosto/2012
  • 2. Questões de fundo● Temos a educação que queremos?● Essa educação/sistema educacional vigente produz efeitos que de fato desejamos?● Quando observamos o que dizemos sobre educação e o que de fato produzimos, estamos satisfeitos com seus resultados?
  • 3. Efeitos atuais● Baixo potencial de inspiração;● Baixo potencial de experimentação;● Baixo desejo pelo conhecimento;● Estímulo a competição e não a colaboração e produção de comum;● Alto nível de padronização;● Alto nível de massificação: desejo de controle das condutas dos alunos/aprendizes → foco nas demandas do mercado;● Alto nível de tecnicismo → pouca capacidade e investimento na reflexão.
  • 4. Como a disseminação das redessociais e das “novas” tecnologias têm se relacionado com esse cenário?
  • 5. Discurso vigente● As escolas e sistemas educacionais, mesmo processos de inclusão social, entendem a questão por 3 argumentos principais: – As novas tecnologias, por si, têm potencial de modificar as relações entre as pessoas; – Temos de garantir o acesso a informação, aos equipamentos, aos dados e ensinar como navegar nesse universo; – O simples fato de utilizarmos sistemas Web de redes sociais que amplia a capacidade de interação das pessoas permitirá a reorganização dos processos educacionais e das relações de aprendizagem.
  • 6. Discurso vigente● Esse discurso gera investimentos e projetos que têm por objetivo: – Investir em inserir nas salas de aulas novas tecnologias: notebooks, tablets, etc... – Capacitar as pessoas a utilizarem esses equipamentos para navegação com foco em “conteúdos educacionais”; – Investir na digitalização e/ou produção de conteúdos com foco educacional para uso nesses equipamentos.
  • 7. Os problemas que listamos podem ser resolvidos dessa forma?● Baixo potencial de inspiração; – Investir em inserir nas salas de aulas novas tecnologias: notebooks, tablets,● Baixo potencial de experimentação; etc...● Baixo desejo pelo conhecimento; – Capacitar as pessoas a utilizarem esses● Estímulo a competição e não a equipamentos para navegação com foco colaboração e produção de comum; em “conteúdos educacionais”;● Alto nível de padronização; – Investir na digitalização e/ou produção de conteúdos com foco educacional para● Alto nível de massificação; uso nesses equipamentos.● Alto nível de tecnicismoProblemas Soluções ?
  • 8. O que essas soluções tendem a fazer?Servirem de máquinas de circulação de mais do mesmo!
  • 9. O processo educacional não é umaquestão de acesso ao saber, masde produção do desejo de saber.Melhorar o acesso e a circulação dosaber pelo uso das redes sociais e novas tecnologias não toca o centro da questão.
  • 10. Presumir que o aprendizado é umaquestão de gestão de conteúdos ésubestimar o que de fato opera em nossa relação humana de aprendizado.
  • 11. As redes sociais vistas desse ponto de vista tendem a conservar e manter o status quo da sociedade em que vivemos.Atendem a demandas de mercado, controle e manutenção da ordem instaurada.Tornam-se mais um instrumento da sociedade do controle.
  • 12. Processos que operam napromoção da inteligência coletiva atuam em outras dimensões: estimulam novos modos de relação; produzem novas políticas de articulação de coletivos; operam a partir do interesse e desejo das pessoas.
  • 13. As redes sociais servem tanto a sociedade do controle ou a potencialização de nossa inteligência coletiva.O que muda, o que faz a diferença é a clareza de nossoposicionamento político e como traduzimos esse posicionamento em modos de relação entre as pessoas.