Rede Humaniza SUS: concepção, experimentação e nova fase

  • 186 views
Uploaded on

 

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
186
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
2
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Rede Humaniza SUS concepção, experimentação e nova faseColetivo Nacional Ampliado Florianópolis 15/09/2012
  • 2. Contexto● A Rede Humaniza SUS foi criada considerando algumas condições fundamentais em seu projeto: – Funcionar como um espaço de fácil entrada e participação; – Priorizar a conversa e compartilhamento de temas de interesse da Humanização da Gestão e Atenção no SUS.
  • 3. O que é possível fazer hoje na rede?● Algumas funcionalidades foram desenhadas para atender essa demanda inicial da Rede: – Um ambiente de blog coletivo; – Espaço para publicar posts; – Espaço para comentar posts publicados por outras pessoas; – Espaço para votar nos posts publicados por outras pessoas; – Uma sala de eventos para compartilhar discussões e encontros; – Um espaço de contato aberto a qualquer visitante da página; – Uma lista de e-mail para os participantes que podem votar nos posts da Rede.
  • 4. O que é possível fazer hoje na rede?Blog coletivo- as notícias publicadas e que receberammais de 10 votos são promovidas apágina principal do site;- formam um conjunto de notícias escritaspor diversas pessoas;- se intercalam, criando um ambiente dedinâmico e emergente de participaçãocoletiva.
  • 5. O que é possível fazer hoje na rede?Criar um post- Publicar uma notícia;- Compartilhar uma experiência;- Contar uma história;- Provocar uma discussão;- Circular ideias...
  • 6. O que é possível fazer hoje na rede?Comentar um post- bloco de conversas ativas napágina principal, onde se pode visualizaros últimos comentários feitos em algumpost da rede → facilita entrar nasconversas que estão mais recentes naRede-espaço de comentário em cadapost: permite criar um espaço deconversa sobre os posts;
  • 7. O que é possível fazer hoje na rede?Votar nos posts- mecanismo de participação, levandosomente os posts que recebem ao menos10 votos a serem publicados na páginaprincipal do site;- produz um espaço de início deconversas e filtro coletivo do que éproduzido na rede;- somente participantes que já tiverem aomenos um post que tenha recebido aomenos 10 votos pode votar nos posts deoutros participantes;
  • 8. O que é possível fazer hoje na rede?Sala de eventos- ambiente para publicar vídeo em “temporeal” → eventos e encontros;- ambiente de chat para participantesvirtuais dos eventos conversarem entre si.
  • 9. O que é possível fazer hoje na rede?Espaço de contato aberto-espaço de qualquer participante ouapenas visitante enviar mensagens para oColetivo Gestor da Rede.
  • 10. O que é possível fazer hoje na rede?Lista de e-mail- espaço de diálogo e articulação, por e-mail, para aqueles participantes da Redeque possuem o direito a voto nos postsda fila de votação;- + de 500 participantes;- + de 3900 tópicos de e-mails.
  • 11. Alguns números da rede● Lançada em fevereiro de 2008 → 4,5 anos● Acessos: – 1.294.785 visitas ● 989.837 visitantes únicos – 2.842.443 visualizações de páginas – Atualmente, ~1.500 visualizações de páginas/dia – Acessos de mais de 144 países● Participação: – 11.125 participantes – 3.788 postagens – 12.580 comentários
  • 12. E agora, com base nessa experiência e poroutras demandas de articulação da Rede, chegamos numa nova fase: outras possibilidades de articulação...
  • 13. Novas experiências e possibilidades● Um novo visual: maior aproveitamento do espaço da tela e resolução dos monitores;● Comunidades: espaço reservado para a formação de comunidades temáticas;● Novo sistema de visualização e busca de participantes.