Aula 02 - Analisando objetivos e restrições de um projeto - Projeto de Redes de Computadores
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Aula 02 - Analisando objetivos e restrições de um projeto - Projeto de Redes de Computadores

  • 2,721 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
2,721
On Slideshare
2,721
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
75
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1.
      Projeto de Redes de Computadores Fatec São Paulo
    • Análise e Desenvolvimento de Sistemas
    • 2. Aula 02 – Analisando objetivos e restrições de um projeto
      Dalton Martins
      [email_address]
      São Paulo, Agosto, 2011
  • 3. Diagnóstico
    • É comum acharmos que entendemos os requisitos e as necessidades de um projeto;
    • 4. No entanto, logo mais nos damos conta de que entregamos algo que não atende a necessidades cotidianas;
    • 5. Temos sérios problemas de modelagem na construção de projetos na área de TI.
  • 6. *Sucesso: projetos entregues no prazo, dentro do orçamento e com os requisitos corretos *Falharam: projetos cancelados e nunca utilizados *Problemas: atrasados, fora do orçamento e/ou com menos funcionalidades que demandadas Fonte: Chaos Repport 2009 Como os projetos de TI ocorrem
  • 7. Como as pessoas vêem isso 51% dos usuários acham que a implantação do seu ERP não deu certo . 46% dos usuários acha que sua organização não entendeu o uso do sistema na melhoria de seus processos . 40% dos projetos falharam em atingir seus objetivos dentro de um ano de existência. 52,9% dos projetos vão custar aproximadamente 189% de seu orçamento original Fonte: Chaos Repport 2009, Robbins-Gioia Survey 2001, Conference Board Survey 2001.
  • 8. Quais as principais causas encontradas 1. Falta de envolvimento do usuário 2. Falta de suporte executivo 3. Falta de clareza nos objetivos de negócio 4. Falta de maturidade emocional 5. Pouca otimização 6. Falta de um processo ágil 7. Falta de experiência em gerenciamento de projeto 8. Falta de conhecimento técnico 9. Má execução técnica do projeto 10. Falta de ferramentas e infra-estrutura Fonte: Chaos Repport 2009
  • 9. Quais as causas tem a ver com relacionamento entre pessoas? 1. Falta de envolvimento do usuário 2. Falta de suporte executivo 3. Falta de clareza nos objetivos de negócio 4. Falta de maturidade emocional 5. Pouca otimização 6. Falta de um processo ágil 7. Falta de experiência em gerenciamento de projeto 8. Falta de conhecimento técnico 9. Má execução técnica do projeto 10. Falta de ferramentas e infra-estrutura Fonte: Chaos Repport 2009
  • 10. Quais o principal problema no desenvolvimento de um projeto de TI? Relacionamento entre pessoas , que impacta em: - dificuldade de construir uma visão comum; - dificuldade de ter clareza de requisitos; - dificuldade de ter orientação clara sobre os rumos do projeto; - baixo nível de adesão; - possibilidades reduzidas de atingir o que se espera, pois cada um espera coisas muito diferentes.
  • 11. O que fazer na área de Projetos de Redes de Computadores? A abordagem top-down de projetos é uma tentativa de minimizar isso!
  • 12. Abordagem Top-down de projetos
    • Considera trabalhar na estrutura organizacional e na estrutura dos grupos de pessoas para encontrar os usuários do projeto de redes;
    • 13. É a partir dessa relação que o projetista começa a coletar informações vitais para entender e modelar o projeto.
    • 14. 4 grandes fases do projeto:
      • Análise de requisitos : entrevista a usuários e pessoal técnico;
      • 15. Projeto lógico : projeto da topologia, endereçamento, alocação de nomes e escolha de procolos;
      • 16. Projeto físico : especificação de tecnologias e produtos que vão atender ao projeto lógico
      • 17. Teste, otimização e documentação do projeto.
  • 18.  
  • 19. Analisando objetivos do projeto
    • Trabalhando com o cliente:
      • a rede, em geral, vai refletir a estrutura organizacional de onde você está operando. Entender isso é fundamental: áreas, grupos, departamentos, gerências, parceiros, aplicações, etc...
      • 20. Cultura organizacional: vai ter influência direta no projeto da rede -> restrições, permissões, fluxos, estratégias de segurança, etc...
      • 21. É papel do analista ajudar as pessoas a entenderem de fato o que elas querem e precisam -> Sempre peça para as pessoas escreverem em 1 parágrafo o objetivo do projeto e analise!
  • 22. Analisando objetivos do projeto
    • Trabalhando com o cliente:
      • Quais são as consequências de falha no projeto?
        • O que acontece se a rede não atingir os objetivos esperados?
        • 23. O quão visível o projeto é para as instâncias executivas da organização?
        • 24. Qual o impacto da rede nas operações de negócios cotidianos da organização?
  • 25. Mudanças de cenário tecnológico
    • Dados têm se tornado cada vez mais abundantes e cada vez mais importantes como elementos para construção de estratégias;
    • 26. A análise massiva de dados é uma tendência que pode trazer grandes avanços em inovação e maneiras de entender como nos relacionamos;
    • 27. Os projetos de redes constituem a infra-estrutura de base para permitir que isso ocorra.
  • 28. Mudanças de cenário na ciência
    • A ciência começou como uma atividade empírica : exploração de fenômenos naturais;
    • 29. Há poucos séculos era um ramo teórico : uso de modelos e generalizações;
    • 30. Nas últimas décadas tem sido um ramo computacional : simulação de fenômenos complexos;
    • 31. Hoje: tendência na exploração massiva de dados -> unifica teoria, experimento e simulação -> foco na análise de padrões em bases de dados.
  • 32. Identificando o escopo do projeto
    • Será nosso primeiro passo.
      • Observação: em geral, os projetos de rede consistem de uma atualização de uma rede existente. São raros projetos de criar uma rede do zero.
      • 33. Quando análise do escopo de um projeto, podemos nos referenciar as 5 camadas do modelo de redes TCP/IP para especificar tipos de funcionalidades que a rede deve executar.
      • 34. Vejamos!
  • 35. 5 camadas modelo TCP/IP Exemplos!
  • 36. Identificando as aplicações envolvidas no projeto
    • Trabalhando em parceria com as pessoas que irão utilizar a rede, precisamos identificar, para cada aplicação em rede:
      • Nome da aplicação;
      • 37. Tipo da aplicação;
      • 38. Nova ou antiga;
      • 39. Nível de uso crítico;
      • 40. Comentários em geral.
  • 41. Analisando condições de restrição
    • Normas, regras e políticas da organização;
      • Questões pessoais também precisam ser levadas em consideração;
      • 42. Padrões técnicos, parcerias com marcas específicas, etc.
    • Restrições orçamentárias e nível técnico da equipe local;
    • 43. Cronograma do projeto.
  • 44. Questões que ajudam a projetar
    • Eu pesquisei o tipo de mercado da organização que estou trabalhando?
    • 45. Eu entendo a sua estrutura corporativa?
    • 46. Eu tenho uma lista de objetivos de negócios que definem os objetivos do projeto?
    • 47. As operações críticas foram identificadas?
    • 48. Eu entendi os critérios para sucesso e falha do projeto?
    • 49. Eu identifiquei as aplicações de rede?
    • 50. Eu entendi as políticas tecnológicas da organização?
    • 51. Eu conheço o orçamento e cronograma do projeto?
    • 52. Eu conheço o nível técnico da equipe da organização?
    • 53. Há algum plano de suporte e formação?
  • 54. Exercício
    • Identifique, considerando que seu cliente seja a FATEC São Paulo, os seguintes itens para um projeto de rede:
      • Objetivo;
      • 55. Escopo;
      • 56. Aplicações de rede;
      • 57. Condições de restrição;
      • 58. Repasse as perguntas de apoio.
  • 59. Referências biblográficas da aula
    • Top-down network design . Priscilla Oppenheimmer. Cisco press. 3 rd edition. 2011.
    • 60. O quarto paradigma: descobertas científicas na era da eScience. Orgs. Tony Hey, Stewart Tansley e Kristin Tolle. Oficina de Textos. 1ª edição. 2011.