Your SlideShare is downloading. ×
0
Apresentacao no Cibercultura - 2005
Apresentacao no Cibercultura - 2005
Apresentacao no Cibercultura - 2005
Apresentacao no Cibercultura - 2005
Apresentacao no Cibercultura - 2005
Apresentacao no Cibercultura - 2005
Apresentacao no Cibercultura - 2005
Apresentacao no Cibercultura - 2005
Apresentacao no Cibercultura - 2005
Apresentacao no Cibercultura - 2005
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Apresentacao no Cibercultura - 2005

443

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
443
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Movimentos do Tempo Comunidades Quânticas Dalton Martins
  • 2. Paradigmas
    • Foco atual – ciência e tecnologia:
      • estudo das estruturas;
      • compreensão de elementaridades;
      • conexão entre elementaridades;
      • modelos de replicação;
      • colaboração vista como uma consequência de estruturas de comunicação.
  • 3.  
  • 4. Paradigmas
    • Compreensão dos processos;
    • Cada estrutura é vista como uma manifestação de um processo subjacente...
    • Auto-organização...
    • Colaboração é vista como um processo... Replicação???
  • 5.  
  • 6. Movimento
    • Estruturas: concebidas do ponto de vista estático;
    • Desconstrução da estrutura como possibilidade da ética hacker;
    • Rearranjo processual a partir da experiência, do fazer, do experimentar...
  • 7. Movimento
    • Princípio da incerteza: Heisenberg;
    • Espaço-tempo como apenas uma forma de compreensão...
    • Tempo como possibilidade e não como fluxo...
    • Movimento como compreensão, para além da ação e reação...
  • 8.  
  • 9. Colaboração
    • Processo emergente a partir de relacionamentos emergentes;
    • Tecnologia como possibilidade de construção de relacionamentos...
    • Não a partir de estruturas, mas a partir do tecido das sincronicidades.
    • Sincronicidade como meio de navegação.
  • 10.  

×