Análise de Redes Sociais: novas possibilidades de serviços e pesquisa para bibliotecas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Análise de Redes Sociais: novas possibilidades de serviços e pesquisa para bibliotecas

  • 2,884 views
Uploaded on

 

More in: Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
2,884
On Slideshare
1,549
From Embeds
1,335
Number of Embeds
19

Actions

Shares
Downloads
11
Comments
0
Likes
2

Embeds 1,335

http://daltonmartins.blogspot.com.br 1,106
http://www.daltonmartins.blogspot.com.br 76
http://daltonmartins.blogspot.com 59
http://daltonmartins.blogspot.pt 23
http://daltonmartins.blogspot.ru 21
http://daltonmartins.blogspot.de 10
http://feeds.feedburner.com 7
http://daltonmartins.blogspot.com.es 6
http://daltonmartins.blogspot.nl 6
http://daltonmartins.blogspot.it 5
http://daltonmartins.blogspot.com.ar 4
http://daltonmartins.blogspot.mx 3
http://daltonmartins.blogspot.ca 2
http://daltonmartins.blogspot.in 2
http://daltonmartins.blogspot.hu 1
http://daltonmartins.blogspot.gr 1
http://daltonmartins.blogspot.ro 1
http://www.daltonmartins.blogspot.ru 1
http://daltonmartins.blogspot.co.il 1

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Análise de Redes Sociaisnovas possibilidades de serviços e pesquisa para bibliotecasSeminário de uso de redes sociais para publicação científica na USP Universidade de São Paulo 03/12/2012 Dalton Martins dmartins@gmail.com http://daltonmartins.blogspot.com
  • 2. Redes, redes, redes...● Podemos ver redes hoje em dia em praticamente por todos os lugares onde olhamos: – Rede elétrica; – Rede de esgoto; – Rede de celular; – Internet; – Rede de metrô, – Redes sociais; – Cadeia alimentar; – DNA, etc, etc, etc...
  • 3. O que são redes?● As redes podem ser entendidas como um conjunto de objetos e suas relações. – Os objetos são os componentes ou partes da rede, são as unidades simples que iremos considerar como membros da rede. – Os atributos são as propriedades dos objetos. – As relações entre os objetos é o que dá coesão a rede como um todo.
  • 4. O que são redes sociais?● os objetos são vistos como atores dentro da rede, sendo suas ações vistas como interdependentes, ao invés de unidades autônomas;● as relações entre atores são canais para transferência ou fluxo de recursos, sejam eles materiais ou imateriais;● modelos de rede evidenciam características individuais dos atores em relação ao ambiente da rede, explicitando oportunidades ou restrições para suas ações;● modelos matemáticos e computacionais de rede conceitualizam estrutura e dinâmica (social, econômica, política, etc.) como emergentes do padrão de relação entre os atores.
  • 5. O que faz um analista de redes?● os Os analistas de redes tratam sistemas sociais como redes de relações de dependência de recursos escassos localizados nos nós e a estrutura de alocação desses recursos nas conexões.● O analista modela diferentes sistemas de forma a mostra-los como redes.
  • 6. Novos paradigmas: o ambiente da biblioteca digitalFonte: http://www.ariadne.ac.uk/issue46/dempsey#24
  • 7. Novas oportunidades de serviços de informação● Ao aumentar a complexidade e interoperabilidade dos sistemas de informação, novas questões são colocadas: – Como mostrar o que está acontecendo nos ambientes? – Como detectar tendências e avaliar possíveis rumos da produção científica, tanto por parte de quem a produz, quanto de quem a consome? – Como melhor perceber que uso as pessoas fazem daquilo que é disponibilizado?● O uso da análise de redes sociais pode ajudar em algumas dessas questões!
  • 8. Onde estão as redes nas bibliotecas?● Na produção dos documentos: – Relações de coautoria, citação, colaboração, entre outras envolvidas na produção de documentos;● No uso do ambiente pelos usuários: – Relações de termos de busca, áreas de interesse, documentos acessados, comentários, entre outros;● Na comunicação entre os diferentes sistemas de informação: – Ambientes federados, interoperabilidade entre sistemas, troca de metadados.
  • 9. Redes a partir da análise de documentos: coautoriaEvolução ao longo da rede de coautoria de um autor
  • 10. Redes a partir da análise de documentos: coautoria Espanhol PortuguêsPesquisa sobre artigos tratando de “análise de redes sociais” em duas línguas. Dadosdo Google Scholar. Fonte: do autor.
  • 11. Redes a partir da análise de documentos: coautoriaCooperação entre programas de pós-graduação na área de administração no Brasil. Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552009000300003
  • 12. Redes a partir da análise de documentos: coautoriaCoautoria entre participantes do ENANCIB e participação em Gts. Fonte: do autor.
  • 13. Redes a partir da análise de documentos: citaçãoCitação entre revistas da área de ciências sociais Fonte: http://www.eigenfactor.org/map/maps.php
  • 14. Redes a partir da análise de documentos: citaçãoCitação entre revistas da área de medicina. Fonte: http://www.eigenfactor.org/map/maps.php
  • 15. Redes a partir da análise de documentos: citaçãoCitação entre revistas mostrando o surgimento da neuroeconomia Fonte: http://www.eigenfactor.org/map/maps.php
  • 16. Redes a partir da análise de documentos: relação entre tópicos Fonte: http://www.scottbot.net/HIAL/?p=221Rede de relacionamento entre tópicos em um documento.
  • 17. Redes de uso do ambiente: palavras de buscaRede entre pessoas e palavras de pesquisa em um ambiente. Fonte: do autor.
  • 18. Redes de uso do ambiente: comentáriosRede de comentários em um blog coletivo filtrado por estados da federação. Fonte: do autor.
  • 19. Redes de uso do ambiente: documentos acessadosRede de usuários acessando determinados documentos em um blog. Fonte: do autor.
  • 20. Redes de uso do ambiente: tags utilizadasRede de relacionamento entre tags no delicious.Fonte:http://blog.ouseful.info/2011/01/27/tags-associated-with-other-tags-on-delicious-bookmarked-resources/
  • 21. Como implementar esses serviços?● Sugerimos aqui algumas etapas importantes: – Modelagem da rede a ser analisada: O quê? De onde? Como? – A coleta de dados; – Limpeza e tratamento dos dados; – Importação em uma ferramenta de visualização e análise de redes → https://gephi.org/ – Geração de visualizações; – Geração de métricas de análise; – Comparação com outras séries históricas: como a rede muda ao longo do tempo.
  • 22. Muitas fontes de dados para experimentação!● bX → no próprio SIBI. Ver exemplo em: http://initiatives.exlibrisgroup.com/● BDPI → Produção intelectual da USP → http://producao.usp.br/● Google Scholar;● Web of Science;● Scielo;● etc...
  • 23. Considerações finais● A análise de rede oferece metodologias de análise e repertórios conceituais potentes para a complexidade de sistemas e dados disponíveis atualmente;● A análise relacional de informação expande em muito os recursos mais tradicionais da bibliometria e informetria;● Perceber a informação em relação facilita visualmente a percepção;● Estamos apenas começando a experimentar essas possibilidades: muitas oportunidades a serem desbravadas!● Ao mesmo tempo, cada vez mais demanda para análise e mapeamento de tendências → mapas da ciência!
  • 24. Obrigado!!! Dalton Martins dmartins@gmail.comhttp://daltonmartins.blogspot.com